You are on page 1of 48

CURSO ON-LINE - CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF, CESPE, FCC e FGV - mais de 300 questões apenas de 2009

e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES

AULA 3
PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL

Olá amigos! Como é bom estar aqui! Nesta aula trataremos do tema Planejamento Governamental. A integração planejamento e orçamento; a elaboração, o modelo de gestão e a avaliação anual do PPA do governo federal; os planos e programas nacionais, regionais e setoriais, com destaque para o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), são os assuntos de nossa aula. Antes, vamos falar da carreira de Analista de Finanças e Controle (AFC) da CGU, integrante também do ciclo de gestão: A Controladoria-Geral da União (CGU) é o órgão do Governo Federal responsável por assistir direta e imediatamente ao Presidente da República quanto aos assuntos que, no âmbito do Poder Executivo, sejam relativos à defesa do patrimônio público e ao incremento da transparência da gestão, por meio das atividades de controle interno, auditoria pública, correição, prevenção e combate à corrupção e ouvidoria. A CGU também deve exercer, como órgão central, a supervisão técnica dos órgãos que compõem o Sistema de Controle Interno e o Sistema de Correição e das unidades de ouvidoria do Poder Executivo Federal, prestando a orientação normativa necessária. As principais áreas do AFC/CGU são as seguintes: • Auditoria e Fiscalização: a CGU é o órgão do Poder Executivo Federal responsável, entre outras funções, por fazer auditorias e fiscalizações para verificar como o dinheiro público está sendo aplicado. Essa atribuição é exercida pela CGU por meio da sua Secretaria Federal de Controle Interno, área responsável por avaliar a execução dos orçamentos da União, fiscalizar a implementação dos programas de governo e fazer auditorias sobre a gestão dos recursos públicos federais sob a responsabilidade de órgãos e entidades públicos e privados, entre outras funções. • Prevenção da Corrupção: além de ser responsável por fiscalizar e detectar fraudes em relação ao uso do dinheiro público federal, a CGU também é responsável por desenvolver mecanismos de prevenção à corrupção. O objetivo é que a CGU não apenas detecte casos de corrupção, mas que, antecipando-se a eles, desenvolva meios para prevenir a sua ocorrência. Essa atividade é exercida pela Controladoria
1

www.pontodosconcursos.com.br

CURSO ON-LINE - CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF, CESPE, FCC e FGV - mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES

por meio da sua Secretaria de Prevenção da Corrupção e Informações Estratégicas (SPCI). • Correição: a correição é uma das áreas de atuação fundamentais da CGU e consiste nas atividades relacionadas à apuração de possíveis irregularidades cometidas por servidores públicos e à aplicação das devidas penalidades. A unidade da CGU responsável pelas atividades relacionadas à “correição” é a Corregedoria-Geral da União (CRG). A remuneração do AFC se dá por subsídio, conforme quadro abaixo:
Classe Padrão
IV III II I III II I III II I III II I

Atual
17.347,00 17.037,67 16.734,49 16.437,12 15.778,30 15.472,78 15.173,58 14.880,56 14.290,57 14.016,00 13.747,10 13.483,71 12.413,65

A partir de Jul/10
18.478,45 17.965,08 17.647,43 17.335,39 16.668,64 16.341,81 16.021,38 15.707,23 15.103,11 14.806,97 14.516,64 14.232,00 12.960,77

ESPECIAL

C

B

A

Parte de AFO comum a todas as áreas do último edital de AFC/CGU cuja banca examinadora foi a ESAF: 1. Orçamento Público: conceitos e princípios orçamentários; 2. Orçamento segundo a Constituição de 1988: Plano Plurianual - PPA, Lei de Diretrizes Orçamentárias e Financeiras - LDO e Lei Orçamentária Anual – LOA; 3. Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF; 4. Classificação econômica da Receita e da Despesa pública; 5. Conceito e estágios da Receita e da Despesa pública. Parte de AFO específica da Área Auditoria e Fiscalização/Controle Interno: 1. Orçamento Público: características do orçamento tradicional, do orçamento de base zero, do orçamento de desempenho e do orçamento-programa. 2. Classificação da receita e da despesa orçamentária brasileira. 3. Execução da receita e da despesa orçamentária. 4. Estrutura programática adotada no setor público brasileiro.

2

www.pontodosconcursos.com.br

CURSO ON-LINE - CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF, CESPE, FCC e FGV - mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES
5. Tópicos da Lei de Responsabilidade Fiscal – princípios, objetivos, e efeitos no planejamento e no processo orçamentário, regra de ouro, limites para despesa.

Quanto à nossa aula, ela visa suprir a maior carência que tive ao estudar AFO. Pouco ou quase nenhum material, pouco ou quase nenhum professor se predispõe a ensinar sobre as leis que regem o Planejamento Governamental. São elas: Lei 10.180/01 - Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal; Decreto 2829/98 Normas para a elaboração e execução do Plano Plurianual e dos Orçamentos da União; Lei 11.653/08 - PPA 2008-2011 e Decreto 6.601/2008 - Gestão do Plano Plurianual 2008-2011 e de seus programas. Você verá que aqui se cobra a letra da lei. Assim, não explicarei tão detalhadamente os termos utilizados, o que tornaria a aula mais extensa ainda e sairíamos do foco do que as provas realmente cobram. Minha missão, além é claro de resolver as questões, será a de um facilitador da aprendizagem, mais ainda do que nas outras aulas. Minha metodologia será organizar os dispositivos das leis que realmente as bancas cobram nas provas e tornar a leitura bem mais agradável do que a leitura da letra fria da lei. Verá que alguns pontos se repetem nas questões e é isso que quero mostrar ao estudante, para que ele estude o que realmente é cobrado nas provas.

IN TRODUÇÃO
1) (ESAF – APO/MPOG - 2008) O Plano Plurianual, a Lei de Diretrizes Orçamentárias e a Lei do Orçamento Anual são componentes básicos do planejamento governamental. Identifique a única opção incorreta no que diz respeito ao planejamento governamental. a) O planejamento governamental estratégico tem como documento básico o Plano Plurianual. b) A Lei Orçamentária Anual compreende o orçamento fiscal e, ainda, o orçamento das autoridades monetárias e das empresas financeiras de economia mista. c) O planejamento governamental operacional tem como instrumentos a Lei de Diretrizes Orçamentárias e a Lei do Orçamento. d) A Lei de Diretrizes Orçamentárias compreende o conjunto de metas e prioridades da Administração Pública Federal, incluindo as despesas de capital para o exercício financeiro subsequente. e) A Lei Orçamentária Anual (LOA) é o orçamento propriamente dito e possui a denominação de LOA por ser a consignada pela Constituição Federal. A Constituição Federal de 1998 (CF/88) recuperou a figura do planejamento na administração pública brasileira, mediante a integração entre plano e orçamento
3

www.pontodosconcursos.com.br

CURSO ON-LINE - CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF, CESPE, FCC e FGV - mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES

por meio da criação do Plano Plurianual (PPA) e da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). O PPA, assim como a LDO, é uma inovação da Constituição de 1988. Antes do PPA, existiam outros instrumentos de planejamento estratégico, como o Orçamento Plurianual de Investimentos (OPI), o qual não se confunde com o PPA. A LDO surgiu almejando ser o elo entre o planejamento estratégico (Plano Plurianual) e o planejamento operacional (Lei Orçamentária Anual). Sua relevância reside no fato de ter conseguido diminuir a distância entre o plano estratégico e as LOAs, as quais dificilmente conseguiam incorporar as diretrizes dos planejamentos estratégicos existente antes de CF. O orçamento é um instrumento que expressa a alocação de recursos públicos, sendo operacionalizado por meio de diversos programas. Nossa questão pede a opção incorreta no que diz respeito ao planejamento governamental: a) Correta. O PPA não é o único instrumento de Planejamento. No entanto, pode ser considerado a base de nosso planejamento estratégico, pois até mesmo a elaboração dos planos e programas nacionais, regionais e setoriais previstos na Constituição deve ocorrer em consonância com o plano plurianual. Além disso, a LDO e a LOA devem também ser elaboradas em consonância com o PPA. b) É a incorreta. A Lei Orçamentária Anual compreende o orçamento fiscal, da seguridade social e de investimentos das estatais. Não existe mais o orçamento das autoridades monetárias. c) Correta. Assim como o PPA é considerado o planejamento governamental estratégico, a LOA, e até mesmo a LDO, são considerados instrumentos do planejamento governamental operacional. d) Correta. A LDO compreenderá as metas e prioridades da administração pública federal, incluindo as despesas de capital para o exercício financeiro subsequente, orientará a elaboração da lei orçamentária anual, disporá sobre as alterações na legislação tributária e estabelecerá a política de aplicação das agências financeiras oficiais de fomento. e) Correta. A LOA, com previsão constitucional, é considerada o orçamento propriamente dito. Resposta: Letra B 2) (FCC – Assessor - MPE/RS – 2008) Assinale a alternativa que define corretamente uma das mudanças introduzidas no processo orçamentário pela Constituição Federal de 1988. (A) Recuperou a figura do planejamento na administração pública brasileira, mediante a integração entre plano e orçamento por meio da criação do Plano Plurianual (PPA) e da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).
4

www.pontodosconcursos.com.br

a) É a organização do gasto público de forma a proporcionar a identificação dos programas com a classificação funcional e econômica da despesa. e) A programação qualitativa está relacionada com o alinhamento dos gastos aos programas e às políticas públicas. classificação institucional. b) É a organização do orçamento em uma estrutura funcional e econômica de forma a permitir ao administrador público o cumprimento das políticas públicas. Resposta: Letra A 3) (ESAF – APO/SP . A definição de diretrizes para o exercício financeiro subsequente compete à LDO. com o propósito de atender às exigências de 5 www. o Orçamento Fiscal e o Orçamento da Seguridade Social. a) Correta.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF.br . até a aprovação da Lei Orçamentária Anual (LOA). além do Orçamento Monetário. O PPA e a LDO são inovações da CF/88. inclusive com as especificações dos montantes financeiros a eles alocados. Sua relevância reside no fato de ter conseguido diminuir a distância entre o plano estratégico e as LOAs. desde a definição de diretrizes para o exercício financeiro subsequente no PPA. d) É a organização do orçamento em projetos claramente definidos. classificação funcional e estrutura programática. CESPE. Pelo princípio da Totalidade. A LDO surgiu através da Constituição de 1988.2009) Assinale a opção verdadeira a respeito da programação qualitativa do orçamento público no Brasil. a LOA compreende o orçamento fiscal.com. da seguridade social e de investimentos das estatais. c) Errada. criando. (C) Restaurou a prerrogativa do Congresso Nacional de iniciativa de proposição de lei em matéria orçamentária ao longo de todo o ciclo orçamentário. O conhecimento da estrutura e organização do orçamento é fundamental para sua compreensão. entretanto. O orçamento é implementado por meio de um sistema de classificação estruturado. De forma alguma a iniciativa é prerrogativa do Congresso Nacional.CURSO ON-LINE . que são compostos por esfera.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES (B) Concluiu o processo de modernização orçamentária. as quais dificilmente conseguiam incorporar as diretrizes dos planejamentos estratégicos existente antes de CF. FCC e FGV . c) É a organização do orçamento em programas orçamentários. Porém essa consolidação ocorre na LOA. d) Errada. unificando-as no Orçamento Fiscal. almejando ser o elo entre o planejamento estratégico (Plano Plurianual) e o planejamento operacional (Lei Orçamentária Anual).pontodosconcursos. (D) Unificou o processo orçamentário. o modelo constitucional foi construído para possibilitar a coexistência de múltiplos orçamentos que. (E) Eliminou a multiplicidade de peças orçamentárias. b) Errada. Pela CF/88. e) Errada. devem sofrer consolidação. A iniciativa de projeto de lei em matéria orçamentária é privativa do Executivo para a CF e exclusiva por parte da Doutrina. N ão existe mais orçamento monetário.

a apresentação de resultados inferiores de metas físicas. classificação institucional. Classificação Institucional. de maneira clara e objetiva.CURSO ON-LINE . Classificação Funcional e Estrutura Programática. sendo. identificador de uso. que são compostos por esfera. em relação à execução financeira.pontodosconcursos. que define qualitativamente a programação orçamentária. por meio da classificação da natureza da despesa.2008) A execução financeira dos programas do PPA pode apresentar um descompasso entre o desempenho de metas físicas e a execução orçamentária e financeira. às perguntas clássicas que caracterizam o ato de orçar. Entretanto. a qual engloba a programação física e financeira. classificação funcional e estrutura programática. dotação e justificativa. e que esses possuam programação física e financeira. Em geral. A programação física define quanto se pretende desenvolver do produto.br . as organizações públicas e privadas e os cidadãos em geral. identificador de operação de crédito. a estruturação atual do orçamento público considera que as programações orçamentárias estejam organizadas em Programas de Trabalho. identificador de resultado primário. A programação financeira define o que adquirir e com quais recursos. Segundo o MTO/2010. deve responder. ou até mesmo por deficiências no planejamento ou em virtude do contingenciamento orçamentário. por pendências ambientais. a apresentação de resultados da meta física podem ser inferiores a execução financeira.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES informação demandadas por todos os interessados nas questões de finanças públicas. como os poderes públicos. convênios ou contratos. Logo. O Programa de Trabalho. Ele pode ocorrer por problemas em licitações. ocasionando tal descompasso. por meio da meta física. Resposta: Letra C 4) (CESPE – AFCE . Falaremos agora da programação quantitativa. pode decorrer de deficiência no planejamento. dificuldades na condução de licitações ou na celebração de convênios e contratos.TCU . do ponto de vista operacional. fonte de recursos. pedida pela questão. A execução orçamentária e financeira deve estar em compasso com o desempenho da meta física.com. composto dos seguintes blocos de informação: Classificação por Esfera. pendências ambientais e efeitos do contingenciamento orçamentário sobre a programação das despesas. FCC e FGV . Resposta: Certa 6 www. é a organização do orçamento em programas orçamentários. a programação qualitativa do orçamento público no Brasil. CESPE.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF.

Os órgãos integrantes da Presidência da República. as questões de prova versam sobre o Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal. Orçamento e Gestão. As unidades de planejamento e orçamento das entidades vinculadas ou subordinadas aos Ministérios e órgãos setoriais ficam sujeitas à orientação 7 www. Assim. acompanhamento e avaliação de planos.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Lei 10.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. d) Ministério do Planejamento.com. As atividades de planejamento e de orçamento federal.br . cuja missão está voltada para as atividades de planejamento e orçamento. c) Ministério da Fazenda. a Lei 10. da Vice-Presidência e da Casa Civil da Presidência da República. FCC e FGV . ressalvados outros determinados em legislação específica. de contabilidade federal e de controle interno do Poder Executivo Federal são organizadas por sistemas. da Advocacia-Geral da União.180/01: Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal 5) (ESAF – AFC/STN . Orçamento e Gestão. sem prejuízo da subordinação ao órgão em cuja estrutura administrativa estiver integrado. • Órgãos setoriais. de administração financeira federal. e) Tribunal de Contas da União. atuando verticalmente no processo decisório e integrando os produtos gerados no nível subsetorial. b) Secretaria da Receita Federal do Brasil. de Contabilidade Federal e de Controle Interno do Poder Executivo Federal.CURSO ON-LINE . programas e orçamentos. como órgão central. e de realização de estudos e pesquisas sócio-econômicas. o qual compreende as atividades de elaboração. • Órgãos específicos. que são aqueles vinculados ou subordinados ao órgão central do Sistema. de Administração Financeira Federal.2008) O Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal tem como órgão central a(o): a) Advocacia-Geral da União. estão na área de atuação do órgão setorial da Casa Civil. O órgão setorial desempenha o papel de articulador no seu âmbito. coordenado pelas unidades. Em nossa matéria. que são as unidades de planejamento e orçamento dos Ministérios. CESPE. sem prejuízo da subordinação ao órgão em cuja estrutura administrativa estiver integrado.180/2001 trata da organização e disciplina os Sistemas de Planejamento e de Orçamento Federal. Também estão sujeitos à orientação normativa e à supervisão técnica do órgão central. Integram o Sistema de Planejamento e Orçamento Federal: • O Ministério do Planejamento.pontodosconcursos. Ficam sujeitos à orientação normativa e à supervisão técnica do órgão central do Sistema.

5o Sem prejuízo das competências constitucionais e legais de outros Poderes. Resposta: Errada. 7) (CESPE – Gestão de orçamento e finanças – IPEA – 2008) Na estrutura de planejamento da União. sem prejuízo da subordinação ao órgão em cuja estrutura administrativa estiver integrado. A CF/88 concede autonomia financeira e orçamentária em alguns dos seus dispositivos. como no § 1º do artigo citado: “Os tribunais elaborarão suas propostas orçamentárias dentro dos limites estipulados conjuntamente com os demais Poderes na lei de diretrizes orçamentárias”. as normas baixadas pelo órgão central do sistema de planejamento e de orçamento federal são obrigatórias para as unidades detentoras de autonomia financeira e orçamentária nos termos constitucionais. como é o caso dos órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES normativa e à supervisão técnica do órgão central e também. Orçamento e Gestão. dispõe que essa autonomia não é irrestrita. Logo. O órgão setorial desempenha o papel de articulador no seu âmbito. estão na área de atuação do órgão setorial da Casa Civil. no que couber. o Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal tem como órgão central o Ministério do Planejamento. as unidades responsáveis pelos seus orçamentos ficam sujeitas à orientação normativa do órgão central do Sistema. da Vice-Presidência e da Casa Civil da Presidência da República. do respectivo órgão setorial.180/01 reforça que esta autonomia não é irrestrita. dispondo que: Art. CESPE. coordenado pelas unidades. ressalvados outros determinados em legislação específica. a unidade de planejamento de uma universidade federal se caracteriza como um órgão setorial. Resposta: Letra D.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. Ficam sujeitos à orientação normativa e à supervisão técnica do órgão central do Sistema.pontodosconcursos. quando determina que “ao Poder Judiciário é assegurada autonomia administrativa e financeira”. 99. Os órgãos setoriais são as unidades de planejamento e orçamento dos Ministérios. Da mesma forma. Os órgãos integrantes da Presidência da República. da Advocacia-Geral da União. 8 www.com.CURSO ON-LINE . 6) (CESPE – Gestão de orçamento e finanças – IPEA – 2008) As normas baixadas pelo órgão central do sistema de planejamento e de orçamento federal não são obrigatórias para as unidades detentoras de autonomia financeira e orçamentária nos termos constitucionais. como no art. Logo. FCC e FGV . atuando verticalmente no processo decisório e integrando os produtos gerados no nível subsetorial. A Lei 10.br .

distrital e municipal. estadual.180/01 compreende as finalidades descritas a seguir. à exceção de uma. (C) formular o plano plurianual. São todas transcrições literais das finalidades do Sistema de Planejamento e Orçamento Federal. as diretrizes orçamentárias e os orçamentos anuais. o Distrito Federal e os municípios visando à consolidação dos orçamentos. distrital e municipal. nos planos federal. Vamos à nossa questão.pontodosconcursos. Uma das finalidades é promover a articulação com os Estados. 9 www. o Distrito Federal e os Municípios. Assinale-a. FCC e FGV . visando a compatibilização de normas e tarefas afins aos diversos Sistemas. • Gerenciar o processo de planejamento e orçamento federal. setoriais e regionais de desenvolvimento econômico e social. CESPE. Resposta: Letra E 9) (CESPE – Gestão de orçamento e finanças – IPEA – 2008) Não é finalidade do Sistema de Administração Financeira Federal gerenciar o processo de planejamento e orçamento federal. as diretrizes orçamentárias e os orçamentos anuais.180/01. que pede a exceção. (A) formular o planejamento estratégico nacional (B) formular planos nacionais. visando a compatibilização de normas e tarefas afins aos diversos Sistemas. (D) gerenciar o processo de planejamento e o orçamento federal (E) promover a articulação com Estados. setoriais e regionais de desenvolvimento econômico e social. • Promover a articulação com os Estados.180/01. • Formular o plano plurianual.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. são finalidades do Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal: • Formular o planejamento estratégico nacional. e) É a incorreta. estadual.2º da Lei 10.Senado . Segundo o art.CURSO ON-LINE . o Distrito Federal e os Municípios.com. ou seja.2008) O Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal instituído pela Lei 10. a opção incorreta no que se refere às finalidades do Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal: a) b) c) d) Corretas.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES O órgão setorial das universidades federais é a unidade de planejamento e orçamento do Ministério da Educação. Resposta: Errada. • Formular planos nacionais.br . 8) (FGV – Consultor Orçamentário . nos planos federal. O assunto finalidades do Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal é o mais cobrado da Lei 10.

visando a compatibilização de normas e tarefas afins aos diversos Sistemas. e) Promoção da articulação com os Estados e com o Distrito Federal.pontodosconcursos.180/01.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Consoante o art.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF.2008) No que se refere às finalidades do Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal.TCE/CE – 2008) Conforme dispõe a Lei Federal nº 10.180/01. nos planos federal. e promover a padronização da execução da despesa pública. Resposta: Letra E 11) (FCC – ACE . das diretrizes orçamentárias e dos orçamentos anuais. N ão se excluem os municípios. d) Gerenciamento do processo de planejamento e do orçamento federal. (C) manter controle dos compromissos que onerem a União. 2° da Lei 10. no que se refere à compatibilização de normas e tarefas afins aos diversos Sistemas. c) Formulação do plano plurianual. distrital e municipal. A questão pede a opção incorreta no que se refere às finalidades do Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal: a) b) c) d) Corretas. e) É a incorreta. 10 www.CURSO ON-LINE . 2º da Lei 10. frente a entidades ou organismos internacionais. b) Formulação de planos nacionais.180/01 das finalidades do Sistema. estadual. Resposta: Correta. 10) (ESAF – AFC/STN . excluindose os Municípios. é finalidade do Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal gerenciar o processo de planejamento e orçamento federal. Novamente transcrição literal do art. (E) promover a integração com os demais Poderes e esferas de governo em assuntos de administração e programação financeira e os planos de desenvolvimento social. FCC e FGV . direta ou indiretamente. Uma das finalidades é promover a articulação com os Estados. de Administração Financeira Federal. assinale a opção incorreta. a) Formulação do planejamento estratégico nacional. (B) elaborar a programação financeira do Tesouro Nacional e gerenciar a Conta Única do Tesouro Nacional. CESPE. (D) formular planos nacionais.com. o Distrito Federal e os Municípios. setoriais e regionais de desenvolvimento econômico e social. e o planejamento e o orçamento estadual. de Contabilidade Federal e de Controle Interno do Poder Executivo Federal. e dá outras providências.br . que organiza e disciplina os Sistemas de Planejamento e de Orçamento Federal. setoriais e regionais de desenvolvimento econômico e social e o planejamento estratégico nacional. incluem-se entre as finalidades do Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal: (A) editar normas sobre a programação financeira e a execução orçamentária e financeira.

d) Correta. direta ou indiretamente. e) Errada. estadual. FCC e FGV . o Distrito Federal e os Municípios. compreendendo os orçamentos fiscal.com. Editar normas sobre a programação financeira e a execução orçamentária e financeira. 10. distrital e municipal é uma das finalidades do Sistema de Planejamento e Orçamento Federal.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. CESPE. a consolidação e a supervisão da elaboração dos projetos da lei de diretrizes orçamentárias e da lei orçamentária da União.br . c) Errada.pontodosconcursos.180. Formular planos nacionais. 11 www. que esses órgãos proponham medidas que objetivem a consolidação das informações orçamentárias das diversas esferas do governo. o Distrito Federal e os municípios. visando a compatibilização de normas e tarefas afins aos diversos Sistemas. Compete às unidades responsáveis pelas atividades do Sistema de Administração Financeira Federal manter controle dos compromissos que onerem. Segundo o art. setoriais e regionais de desenvolvimento econômico e social e o planejamento estratégico nacional são duas das finalidades do Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal. Resposta: Letra D. distrital e municipal. Resposta: Correta. b) Errada. estadual.CURSO ON-LINE . bem como promover o acompanhamento. b) das unidades responsáveis pelas atividades de planejamento. da seguridade fiscal e de investimento das empresas estatais é. de 6 de fevereiro de 2001. visando a compatibilização de normas e tarefas afins aos diversos sistemas. nos planos federal.180/01. 12) (CESPE – Gestão de orçamento e finanças – IPEA – 2008) Promover a articulação com os estados.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES a) Errada. c) exclusiva de órgãos setoriais subordinados à Casa Civil da Presidência da República. competência: a) das unidades responsáveis pelas atividades de orçamento. Elaborar a programação financeira do Tesouro Nacional. é finalidade do Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal promover a articulação com os Estados. 13) (ESAF – AFC/STN . nos termos da Lei n. a União junto a entidades ou organismos internacionais. no entanto. 2° da Lei 10. a sistematização e a padronização da execução da despesa pública compete às unidades responsáveis pelas atividades do Sistema de Administração Financeira Federal. vedando-se. gerenciar a Conta Única do Tesouro Nacional e subsidiar a formulação da política de financiamento da despesa pública compete às unidades responsáveis pelas atividades do Sistema de Administração Financeira Federal. nos planos federal.2008) A coordenação. Promover a integração com os demais Poderes e esferas de governo em assuntos de administração e programação financeira compete às unidades responsáveis pelas atividades do Sistema de Administração Financeira Federal.

• Identificar. as quais são consideradas. Trataremos das competências no Sistema de Planejamento e Orçamento Federal. Segundo o art. • Manter sistema de informações relacionado a indicadores econômicos e sociais.CURSO ON-LINE . suas subsidiárias e controladas e demais empresas em que a União. integrantes do projeto de lei de diretrizes orçamentárias. • Estabelecer políticas e diretrizes gerais para a atuação das empresas estatais. CESPE. a política de gastos e a coordenação das ações do governo. 12 www. • Coordenar a elaboração dos projetos de lei do plano plurianual e o item.180/01.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. com vistas a subsidiar o processo de alocação de recursos públicos. bem como prestar o apoio gerencial e institucional à sua implementação. • Realizar estudos e pesquisas sócio-econômicas e análises de políticas públicas. metas e prioridades da Administração Pública Federal. órgãos e entidades integrantes da Administração Pública Federal com os objetivos governamentais e os recursos disponíveis. para efeito deste item. compete às unidades responsáveis pelas atividades de PLAN EJAMEN TO: • Elaborar e supervisionar a execução de planos e programas nacionais e setoriais de desenvolvimento econômico e social. a realização de estudos e pesquisas concernentes ao desenvolvimento e ao aperfeiçoamento do processo orçamentário federal. detenha a maioria do capital social com direito a voto. 7º da Lei 10. analisar e avaliar os investimentos estratégicos do Governo. vedando-se. as sociedades de economia mista. • Assegurar que as unidades administrativas responsáveis pela execução dos programas. no entanto. no entanto. projetos e atividades da Administração Pública Federal mantenham rotinas de acompanhamento e avaliação da sua programação. compatibilizando as propostas de todos os Poderes.pontodosconcursos.br . vedando-se. suas fontes de financiamento e sua articulação com os investimentos privados. FCC e FGV .com. tendo em vista inclusive necessidades de harmonização para planejamento em controle. e) exclusiva de órgãos vinculados à Secretaria do Tesouro Nacional. direta ou indiretamente.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES d) exclusiva de órgãos setoriais subordinados à Casa Civil da Presidência da República. que esses órgãos estabeleçam classificações orçamentárias. • Acompanhar física e financeiramente os planos e programas referidos nos itens acima. bem como de suas alterações. bem como avaliá-los. quanto à eficácia e efetividade. assim como mecanismos para desenvolver previsões e informação estratégica sobre tendências e mudanças no âmbito nacional e internacional.

2.pontodosconcursos. c) Planejamento e controle das despesas de custeio visando a redução do custo do programa. 8º da Lei 10. compete às unidades responsáveis pelas atividades de ORÇAMEN TO: • Coordenar. • Realizar estudos e pesquisas concernentes ao desenvolvimento e ao aperfeiçoamento do processo orçamentário federal. da seguridade social e de investimento das empresas estatais. de 29 de outubro de 1998. Resposta: Letra A. harmonizando-os com o plano plurianual.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. consolidar e supervisionar a elaboração dos projetos da lei de diretrizes orçamentárias e da lei orçamentária da União.CURSO ON-LINE . CESPE.br .829/98. sem prejuízo da competência atribuída a outros órgãos. • Estabelecer classificações orçamentárias. e) Integração entre os responsáveis pela execução e os órgãos de controle visando o cumprimento dos prazos preestabelecidos. toda ação finalística do Governo Federal deverá ser estruturada em Programas 13 www.180/01. Assim.2009) Assinale a opção que indica um dos componentes do modelo de gerenciamento dos programas de acordo com as disposições do Decreto n. compreendendo os orçamentos fiscal. a) Exercício do controle dos custos e dos prazos. para os planos e orçamentos seguintes. b) Definição de responsáveis pela execução das metas a serem cumpridas pelas entidades. nos termos da Lei 10. estabelece normas para a elaboração e execução do Plano Plurianual e dos Orçamentos da União. O Decreto n° 2829. d) Designação de profissional capacitado para a gestão de cada ação do programa visando sua integração com as funções de governo. • Estabelecer normas e procedimentos necessários à elaboração e à implementação dos orçamentos federais.180/01.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Segundo o art. tendo em vista as necessidades de sua harmonização com o planejamento e o controle. Decreto 2829/98: N ormas para a elaboração e execução do PPA e LOA 14) (ESAF – APO/SP . • Acompanhar e avaliar a execução orçamentária e financeira. • Propor medidas que objetivem a consolidação das informações orçamentárias das diversas esferas de governo. compete às unidades responsáveis pelas atividades de orçamento a coordenação. A partir do exercício financeiro do ano de 2000. compreendendo os orçamentos fiscal. FCC e FGV . a consolidação e a supervisão da elaboração dos projetos da LDO e LOA. da seguridade fiscal e de investimento das empresas estatais.com.

2008) O Decreto n.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF.pontodosconcursos. do uso do gerenciamento por programas. 15) (ESAF – APO/MPOG . Resposta: Letra A. 3º do Decreto 2829/98 determina que a classificação funcionalprogramática deverá ser aperfeiçoada de modo a estimular a adoção. 4º do Decreto 2829/98. respeitados os conceitos a serem definidos em portaria do Ministério do Planejamento e Orçamento. • Sistema informatizado de apoio ao gerenciamento. b) Os programas constituídos de Ações continuadas deverão conter metas de qualidade e de produtividade. ou pelo titular de órgão vinculado à Presidência da República. Uma ação finalística é aquela que proporciona bem ou serviço para atendimento direto a demandas da sociedade. de 29 de outubro de 1998.CURSO ON-LINE .com. em todas as esferas de governo. Nossa questão pede a opção que indica um dos componentes do modelo de gerenciamento dos programas de acordo com as disposições do Decreto 2. em todas as 14 www. a que estiver vinculada a unidade responsável do Programa. e) Os programas serão formulados de modo a promover. d) Entende-se por ação finalística aquela que proporciona bem ou serviço para o atendimento direto a demandas da sociedade. sempre que possível. Segundo o art. modelo de gerenciamento que compreenda: • Definição da unidade responsável pelo gerenciamento.br . • Controle de prazos e custos. assinale a que não está coerente com o decreto. a) A avaliação física e financeira dos programas e dos projetos e atividades que os constituem é inerente às responsabilidades da unidade responsável e não tem por finalidade subsidiar o processo de alocação de recursos públicos. mesmo quando o Programa seja integrado por projetos ou atividades desenvolvidas por mais de um órgão ou unidade administrativa. c) A classificação funcional-programática deverá ser aperfeiçoada de modo a estimular a adoção. Logo. a descentralização. a integração com Estados e Municípios e a formação de parcerias com o setor privado. O art. estabelece normas para a elaboração e execução do Plano Plurianual e dos Orçamentos da União. será adotado.829/98. a serem atingidas em prazo definido. A designação de profissional capacitado para atuar como gerente do Programa será feita pelo Ministro de Estado.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES orientados para a consecução dos objetivos estratégicos definidos para o período do Plano. Entre as opções abaixo. controle dos custos e dos prazos é um dos componentes do modelo de gerenciamento dos programas. 2829. CESPE. em cada Programa. FCC e FGV .

está organizada a atuação governamental em programas orientados para o alcance dos objetivos estratégicos definidos para o período do plano.br . a serem atingidas em prazo definido. 2º. Nossa questão pede o que não está coerente com o decreto.com. sistema de avaliação do grau de satisfação da sociedade quanto aos bens e serviços ofertados pelo Poder Público. a opção incorreta. no art.ANTAQ – 2009) No plano plurianual 2008-2011. segundo o parágrafo único do art. 5º. sempre que possível.pontodosconcursos. Ressalta.CURSO ON-LINE . ou seja. a integração com Estados e Municípios e a formação de parcerias com o setor privado. que será realizada avaliação anual da consecução dos objetivos estratégicos do Governo Federal e do resultado dos Programas. a política de gastos públicos e a coordenação das ações de governo. • Subsidiar o processo de alocação de recursos públicos. determina que as unidades responsáveis pela execução dos Programas manterão. A avaliação física e financeira dos Programas e dos projetos e atividades que os constituem é inerente às responsabilidades da unidade responsável e tem como uma das finalidades subsidiar o processo de alocação de recursos públicos. A Lei 11. Já o art. FCC e FGV . 8º dispõe que os Programas serão formulados de modo a promover. a descentralização. do uso do gerenciamento por Programas. 7º. no art.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. Já para fins de gestão da qualidade. a política de gastos públicos e a coordenação das ações de governo. mas nele não constam os programas destinados exclusivamente a operações especiais. No art.653/08: PPA 2008-2011 16) (CESPE – Analista .653 de abril de 2008 institui e dispõe sobre o Plano Plurianual para o quadriênio 2008-2011. • Evitar a dispersão e o desperdício de recursos públicos. Os Programas constituídos predominantemente de Ações Continuadas deverão conter metas de qualidade e de produtividade.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES esferas de governo. dispõe que a avaliação física e financeira dos Programas e dos projetos e atividades que os constituem é inerente às responsabilidades da unidade responsável e tem por finalidade: • Aferir o seu resultado. tendo como referência os objetivos e as metas fixadas. O PPA organiza a atuação governamental em Programas 15 www. 6º. Resposta: Letra A Lei 11. CESPE. para subsidiar a elaboração da LDO de cada exercício. quando couber. ainda.

que são aqueles compostos por despesas que não contribuem para a manutenção.pontodosconcursos. Os programas e ações do PPA serão observados nas leis de diretrizes orçamentárias. Três anexos integram o Plano Plurianual: • Anexo de Programas Finalísticos: são os programas que resultam bens ou serviços ofertados diretamente à sociedade.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. cujos resultados sejam passíveis de mensuração. podendo ser composto inclusive por despesas de natureza tipicamente administrativas. 17) (CESPE – Analista Administrativo . • Anexo dos Órgãos Responsáveis por Programas de Governo: esses órgãos e entidades constam também dos orçamentos da União e são identificados na classificação institucional. à coordenação.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES orientados para o alcance dos objetivos estratégicos definidos para o período do Plano.ANATEL – 2009) Nos termos do plano plurianual vigente. ao planejamento. O programa é o instrumento de organização da atuação governamental que articula um conjunto de ações que concorrem para a concretização de um objetivo comum preestabelecido. expansão ou aperfeiçoamento das ações de governo.com. Logo.br . que relaciona os órgãos orçamentários e suas respectivas unidades orçamentárias. No entanto. CESPE. 16 www. serão considerados prioritários os projetos que requererem o menor índice de desembolso previsto até o final do presente período plurianual. à formulação de políticas setoriais.CURSO ON-LINE . e não gera contraprestação direta sob a forma de bens ou serviços. o PPA organiza a atuação governamental em Programas orientados para o alcance dos objetivos estratégicos definidos para o período do Plano. nas leis orçamentárias anuais e nas leis que os modifiquem. visando à solução de um problema ou o atendimento de determinada necessidade ou demanda da sociedade. das quais não resulta um produto. resultando em bens ou serviços ofertados ao próprio Estado. • Anexo de Programas de Apoio às Políticas Públicas e Áreas Especiais: são programas voltados aos serviços típicos de Estado. não integram o PPA os programas destinados exclusivamente a operações especiais. à avaliação ou ao controle dos programas finalísticos. mensurado por indicadores instituídos no plano. Resposta: Certa. N ão integram o PPA os programas destinados exclusivamente a operações especiais. FCC e FGV .

os projetos com maior índice de execução ou que possam ser concluídos no período plurianual. 19) (CESPE –Analista Ambiental– Administração e Planejamento. evitando que eles comprometam o conjunto dos investimentos.CURSO ON-LINE . Logo. Assunto muito cobrado em prova! Para não esquecer: serão considerados prioritários. serão considerados prioritários. na execução das ações constantes do Plano.pontodosconcursos. para que as ações constantes do plano sejam executadas.653/08. • Redução gradual da carga tributária federal aliada ao ganho de eficiência e combate à evasão na arrecadação. serão considerados prioritários. 3º da Lei 11. tenham sido considerados prioritários os projetos com menor índice de execução ou aqueles que não poderão ser concluídos no período plurianual.br . Resposta: Errada.PPI e ao Programa de Aceleração do Crescimento . FCC e FGV .PAC. os projetos com maior índice de execução (sem atrasos ou com atrasos menores) e que possam ser concluídos no período plurianual.MMA– 2008) Considere que. na execução das ações constantes do Plano. da Saúde – 2008) Entre os critérios adotados no PPA de 2008/2011 para caracterizar os projetos como prioritários destacam-se os que apresentam maiores atrasos em sua execução e aqueles que não precisem ser concluídos no período plurianual. Consoante o § 2º do art. os projetos: • Associados ao Projeto-Piloto de Investimentos Públicos .653/08 determina que a gestão fiscal e orçamentária e a legislação correlata deverão levar em conta as seguintes diretrizes da política fiscal: • Elevação dos investimentos públicos aliada à contenção do crescimento das despesas correntes primárias até o final do período do Plano. e • Com maior índice de execução ou que possam ser concluídos no período plurianual. na redação final do PPA 2008/2011. Resposta: Errada. No que concerne aos instrumentos de planejamento. Nesse caso.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. na execução das ações constantes do Plano.com. 3º da Lei 11. os projetos associados ao 17 www. seria correto que a lógica subjacente tivesse sido a de que há necessidade de injeção de mais recursos justamente nos projetos com maiores atrasos. CESPE. • Preservação de resultados fiscais de forma a reduzir os encargos da dívida pública.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES O § 1º do art. na execução das ações constantes do Plano. 18) (CESPE – Planejamento e Execução Orçamentária – Min. Já o § 2º do referido artigo prevê que serão considerados prioritários. julgue o item que se segue.

(CESPE .PAC. durante cada exercício financeiro. o Poder Executivo enviará ao Congresso N acional. por programa. portanto.Analista Judiciário – STJ . relatório de avaliação do Plano. competindo-lhe definir diretrizes e orientações técnicas para seu funcionamento. Resposta: Errada. Segundo o art. que tem início com a elaboração do PPA e se encerra com o julgamento da última prestação de contas do Poder Executivo pelo Poder Legislativo. 18 www.PPI e ao Programa de Aceleração do Crescimento . Avaliação do comportamento das variáveis macroeconômicas que embasaram a elaboração do Plano.CURSO ON-LINE . 19 da Lei 11. dos índices alcançados ao término do exercício anterior e dos índices finais previstos. elaborados. com várias etapas articuladas entre si. e com maior índice de execução ou que possam ser concluídos no período plurianual.2008) O ciclo orçamentário corresponde a um período de quatro anos. O Poder Executivo é o responsável por instituir o Sistema de Monitoramento e Avaliação do Plano Plurianual 2008-2011. de um processo dinâmico e contínuo. demonstrativo.pontodosconcursos. anualmente. FCC e FGV . Esses são os prioritários. da possibilidade de alcance do índice final previsto para cada indicador e de cumprimento de metas. por meio das quais sucessivos orçamentos são discutidos. o Poder Executivo é obrigado. Os Órgãos do Poder Executivo responsáveis por programas deverão manter atualizadas. avaliados e julgados.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Projeto-Piloto de Investimentos Públicos . as informações referentes à execução física das ações orçamentárias e à execução física e financeira das ações nãoorçamentárias constantes dos programas sob sua responsabilidade. contemplando: a execução física e orçamentária das ações para os exercícios já encerrados. se for o caso. avaliação. por programa e por indicador. aprovados. Tendo o texto acima como referência inicial. que conterá: I.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. com indicação das medidas corretivas necessárias. e as estimativas das metas físicas e valores financeiros não só para o exercício a que se refere a proposta orçamentária.br . executados. Trata-se. mas também para os três exercícios subsequentes. as razões das discrepâncias verificadas entre os valores previstos e os realizados. julgue o item que se segue. logo são os que receberão injeção de mais recursos. sob a coordenação do Órgão Central do Sistema de Planejamento e Orçamento Federal. a enviar ao Poder Legislativo um conjunto de informações que permitam o acompanhamento e a avaliação do cumprimento das metas estabelecidas para as programações definidas no PPA. explicitando. até o dia 15 de setembro de cada exercício. CESPE.653/08. 20) Na esfera federal. na forma estabelecida pelo Órgão Central do Sistema de Planejamento e Orçamento Federal.com.

aponte a opção não pertinente. eficácia e efetividade. iniciar-se a elaboração de um novo PPA.com. Fica assim estabelecido o PPA deslizante ou rolante (Rolling Plan). das novas ações orçamentárias previstas e das ações não-orçamentárias (PPA deslizante). Demonstrativo. Resposta: Correta. As informações da avaliação subsidiarão a revisão qualitativa da programação para o ano subsequente e para os três seguintes. Demonstrativo contendo para cada programa a execução física e orçamentária das ações orçamentárias nos exercícios de vigência deste Plano. na Internet. avaliação e revisão de programas. Avaliação.CURSO ON-LINE . V. por programa e por indicador. e) O Poder Executivo manterá sistema de informações gerenciais e de planejamento para apoio à gestão do Plano.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. Nossa questão descreve o que deverá estar contido no relatório de avaliação do plano. exatamente como os itens I a V acima. As estimativas das metas físicas e dos valores financeiros. para os três exercícios subsequentes ao da proposta orçamentária enviada em 31 de agosto.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES II. sem nenhuma orientação para o ano seguinte e sem integração entre os quadriênios. chegando ao cúmulo de no último no ano do PPA vigente. monitoramento.Adaptada) No que tange ao Plano Plurianual (PPA). dos índices alcançados ao término do exercício anterior e dos índices finais previstos. por programa. da implementação e dos objetivos do ano anterior. das ações orçamentárias constantes desta Lei e suas alterações. as medidas corretivas necessárias.br . 19 www. que deverá sempre projetar indicadores e ações para os exercícios subsequentes ao PPA 2008-2011 e atualizar o cenário macroeconômico. b) Estabelecer normas complementares para a gestão do Plano Plurianual 20082011 é competência do Poder Legislativo. a abrangência do PPA iria diminuindo e o planejamento de médio prazo se perdendo. com característica de sistema estruturador de governo. o conjunto de informações necessárias ao acompanhamento da gestão do Plano. d) A gestão do Plano Plurianual compreende ainda a implementação. FCC e FGV .pontodosconcursos. se for o caso. a) A gestão do Plano Plurianual observará os princípios de eficiência. 21) (ESAF – APO/MPOG – 2008 . III. CESPE. A avaliação anual do PPA tem como objetivo a análise da adequação da concepção. Sem a programação deslizante. IV. da possibilidade de alcance do índice final previsto para cada indicador e de cumprimento das metas. indicando. c) Cabe ao Poder Executivo manter atualizado.

pontodosconcursos. o conjunto de informações necessárias ao acompanhamento da gestão do Plano. Entretanto. A gestão do Plano Plurianual observará os princípios de eficiência. no mínimo: • Para inclusão de programa: diagnóstico sobre a atual situação do problema que se deseja enfrentar ou sobre a demanda da sociedade que se queira atender com o programa proposto.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES A questão foi toda adaptada em virtude das alternativas tratarem também do revogado Decreto 5322/04. • Manter atualizado. avaliação e revisão de programas. a inclusão. o art. com característica de sistema estruturador de governo. na Internet. 15 da Lei 11653/08 determina que a exclusão ou a alteração de programas constantes desta Lei ou a inclusão de novo programa serão propostas pelo Poder Executivo por meio de projeto de lei de revisão anual ou específico de alteração da Lei do Plano Plurianual.Administração e Planejamento. mantém-se a mesma idéia. a afirmação de que estabelecer normas complementares para a gestão do Plano Plurianual 2008-2011 é competência do Poder Legislativo é a incorreta.Analista Ambiental . Os projetos de lei de revisão anual. serão encaminhados ao Congresso Nacional até 31 de agosto. eficácia e efetividade. alteração ou exclusão de programas são de iniciativa exclusiva do Poder Executivo.MMA -2008) Nos termos do PPA 2008/2011. compreendendo ainda a implementação. quando necessários. com alternativas versando sobre a gestão do Plano. a opção incorreta. Considera-se alteração de programa: A modificação da denominação. Resposta: Letra B 22) (CESPE . • Para alteração ou exclusão de programa: exposição das razões que motivam a proposta. ou seja. que é a solicitação da questão do que não é atinente ao PPA.CURSO ON-LINE . CESPE.br .com. monitoramento. do objetivo ou do público-alvo do programa. pois tal competência é do Poder Executivo. FCC e FGV . Logo. Quanto às revisões e alterações do PPA. e só poderão ser feitas e encaminhadas mediante projeto de lei de revisão anual ou projeto específico de alteração da lei do referido plano. bem como a indicação dos recursos que o financiarão.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. No que se refere à gestão do PPA (artigos 8º e 9º). • Manter sistema de informações gerenciais e de planejamento para apoio à gestão do Plano. e conterão. 20 - www. são competências do Poder Executivo: • Estabelecer normas complementares para a gestão do PPA 2008-2011.

br . b) comissão de gestão do PPA. na Internet. e) coordenadores de programas. Deverá também manter atualizadas. c) gerentes de programas. desde que mantenham a mesma codificação e não modifiquem a finalidade da ação ou a sua abrangência geográfica. a Lei 11653/08 determina que a exclusão ou a alteração de programas constantes desta Lei ou a inclusão de novo programa serão propostas pelo Poder Executivo por meio de projeto de lei de revisão anual ou específico de alteração da Lei do PPA.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES - A inclusão ou exclusão de ações orçamentárias. em articulação com os demais órgãos do Poder Executivo. as informações necessárias ao acompanhamento da gestão do PPA.601/08 . 21 www. Decreto 6.233 de outubro de 2004. orientação e apoio técnico para a sua gestão. ordenadores de despesa e gerentes de ações.Gestão do PPA 2008-2011 e de seus programas 23) (ESAF – APO/SP . Ainda. é realizada pelos seguintes responsáveis: a) gerentes de programas. Orçamento e Gestão (MPOG) tem a responsabilidade de coordenar os processos de monitoramento. as informações referentes às projeções plurianuais e aos atributos constantes do Plano.2009) No âmbito federal.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. em anexo específico. coordenará a Gestão do PPA. CESPE. Ou a alteração do título. ordenadores de despesas e supervisores de ação. A inclusão de ações orçamentárias de caráter plurianual poderá ocorrer por intermédio de lei de créditos especiais desde que apresente. de avaliação e de revisão do PPA. gerentes-executivos de programas. presente nos editais dos concursos até o ano passado. coordenadores-executivos de programas e ordenadores de despesas. d) gerentes de programas. O Ministério do Planejamento.com. secretários-executivos. no nível operacional.601 de outubro de 2008 dispõe sobre a gestão do Plano Plurianual 2008-2011 e de seus programas. coordenadores de ação e coordenadores-executivos de ação. do produto e da unidade de medida das ações orçamentárias. Assim. bem como disponibilizar metodologia.pontodosconcursos. gerentes de programas e coordenadoresexecutivos de programas. revogando o Decreto 5. FCC e FGV . O Decreto 6. a coordenação do PPA.CURSO ON-LINE . Resposta: Correta. Neste caso as alterações previstas poderão ocorrer por intermédio da lei orçamentária ou de seus créditos adicionais.

integrado por representantes do MPOG. • N o N ível Tático-operacional . d) Unidades de Monitoramento e Avaliação . Orçamento e Gestão. com apoio do CoordenadorExecutivo de Ação.br . da Casa Civil da Presidência da República. a gestão do PPA. É o responsável pela gestão de programa do PPA em conjunto com o Gerente-Executivo. do Ministério da Fazenda e da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. É o responsável pela gestão da ação. c) Comissão de Monitoramento e Avaliação do Plano Plurianual . compõe-se dos níveis estratégico e tático-operacional. d) Coordenadores Executivos de Ação. a ser instituída no âmbito do MPOG.601/08. eficácia e efetividade.UMA. compreendendo: • N o N ível Estratégico . c) Coordenadores de Ação: é o titular da unidade administrativa à qual se vincula a ação. mediante indicação dos titulares dos órgãos mencionados.CMA.programas e ações: a) Gerentes de Programa: é o titular da unidade administrativa à qual o programa está vinculado. orientada para resultados. Os programas pertencentes ao órgão responsável 92000 (Atividades Padronizadas) estão dispensados da necessidade de vinculação a eles de Gerente e Gerente-Executivo. 2º do Decreto 6. 22 www.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Consoante o art. b) Gerentes-Executivos de Programa. FCC e FGV . integrada por representantes de órgãos do Poder Executivo. ou seu equivalente nos demais órgãos. CESPE. b) Secretaria-Executiva. Serão designados pelo Ministro de Estado de Planejamento.pontodosconcursos. em cada órgão responsável por programa.objetivos de governo e os objetivos setoriais: a) Comitê de Gestão do PPA.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. segundo os princípios de eficiência. Contará com a Câmara Técnica de Monitoramento e Avaliação .com. porém devem contar com Coordenadores de Ação.CURSO ON-LINE .CTMA e com a Câmara Técnica de Projetos de Grande Vulto CTPGV para o desempenho de suas atribuições. para o quadriênio 2008-2011. Serão instituídas no âmbito de cada órgão responsável por programa e deverão estar subordinadas às respectivas Secretarias-Executivas ou unidades administrativas equivalentes.

Orçamento e Gestão (SPI). visando à adequação destes às situações administrativas vigentes.CURSO ON-LINE .com. c) Determinar as alterações no nível operacional dos programas. segundo dispõe o Decreto n. FCC e FGV .CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF.pontodosconcursos. 4º. Segundo o art. O Comitê de Gestão do PPA será assessorado pela CMA e contará com o apoio técnico e administrativo da Secretaria de Planejamento e Investimentos Estratégicos do Ministério do Planejamento. A Secretaria-Executiva. em conjunto com o Gerente de Programa. os coordenadores de ação e os coordenadores-executivos de ação. da Casa Civil da Presidência da República. É integrado por representantes do MPOG. e • Deliberar sobre alterações do PPA no nível estratégico. Serão designados pelo Ministro de Estado de Planejamento. a evolução dos indicadores dos objetivos setoriais. Orçamento e Gestão. com base nos indicadores e metas do PPA. da eficácia e da efetividade da ação governamental. 23 www. para adequar a alocação de recursos nas ações.Adaptada) Assinale a opção que indica uma das competências do Comitê de Gestão do PPA. ou seu equivalente nos demais órgãos. dos programas prioritários e das respectivas metas de ações. compete ao Comitê de Gestão do PPA: • Adotar medidas que fortaleçam a gestão para resultados. a) Designar os gerentes de programas e coordenadores de ação definindo-lhes as atribuições e a forma de prestação de contas junto ao Comitê Gestor. Resposta: Letra C. também está compreendida no nível estratégico da Gestão do PPA. com base nos indicadores e metas do PPA. e) Adotar medidas que fortaleçam a gestão para resultados. mediante indicação dos titulares dos órgãos mencionados. observando os princípios da eficiência. 6. os gerentes-executivos de programas. que desempenhará a função de Secretaria-Executiva. do Ministério da Fazenda e da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. • Realizar o monitoramento estratégico do PPA com base na evolução dos indicadores dos objetivos de governo. b) Propor a alteração da lei orçamentária anual. quando verificada a insuficiência destes. O Comitê de Gestão do PPA está compreendido no nível estratégico da Gestão do PPA.601/2008. CESPE.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES A nossa questão pede os responsáveis pela gestão do PPA no nível operacional. da eficácia e da efetividade da ação governamental. 24) (ESAF – APO/SP – 2009 .br . d) Monitorar. observando os princípios da eficiência. Vimos que são os gerentes de programas. dos programas e das metas das ações do PPA sob sua responsabilidade.

5º. Nossa questão foi adaptada em virtude da questão original ter sido anulada. • Monitorar. Segundo o art.CURSO ON-LINE . diretamente ou por delegação. c) Errada. O Comitê de Gestão deve deliberar sobre alterações do PPA no nível estratégico. dos programas e das metas das ações do PPA sob sua responsabilidade. diretamente ou por delegação: • Acompanhar a execução dos programas do PPA e adotar medidas que promovam a eficiência. em conjunto com o Gerente de Programa. inclusive daqueles de natureza multissetorial. a evolução dos indicadores dos objetivos setoriais. observando os princípios da eficiência. que contará com apoio técnico da SPI. d) Errada. da eficácia e da efetividade da ação 24 www. O examinador pede a opção que indica uma das competências do Comitê de Gestão do PPA: a) Errada. e • Elaborar o Relatório Anual de Avaliação dos Objetivos Setoriais e supervisionar a elaboração do Relatório Anual de Avaliação dos Programas sob a responsabilidade do órgão. • Apoiar os Gerentes de Programa com medidas mitigadoras dos riscos identificados na execução dos programas. Compete ao Secretário-Executivo monitorar. CESPE. • Definir prioridades de execução em consonância com o estabelecido no PPA e nas leis de diretrizes orçamentárias. a evolução dos indicadores dos objetivos setoriais. b) Errada. a eficácia e a efetividade da ação governamental. Cabe ao MPOG editar portaria para definir diretrizes e orientações técnicas para o funcionamento do Sistema de Monitoramento e Avaliação do PPA 2008-2011 e estabelecer as atribuições dos Gerentes de Programas e Coordenadores de Ações. e) Correta. bem como os demais requisitos de informação disponibilizados pelo Órgão Central no Sistema de Planejamento e Orçamento Federal. • Articular junto às unidades administrativas responsáveis por programas e ações. dos programas e das metas das ações do PPA sob sua responsabilidade. compete ao Secretário-Executivo ou seu equivalente. A adoção de medidas que fortaleçam a gestão para resultados. quando necessário. para a melhoria de resultados apurados periodicamente pelo Sistema de Monitoramento e Avaliação do PPA.com. inclusive daqueles de natureza multissetorial. Compete ao Secretário-Executivo ou seu equivalente. coordenar a alocação de recursos nos programas sob a responsabilidade do órgão. FCC e FGV .br . em conjunto com o Gerente de Programa.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES O Secretário-Executivo será assessorado pela UMA. • Coordenar a alocação de recursos nos programas sob a responsabilidade do órgão.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF.pontodosconcursos.

CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. Resposta: Letra E 26) (ESAF – APO/MPOG – 2008 . N ão cabe ao Gerente de Programa estimar e avaliar o custo da ação e os benefícios esperados.CURSO ON-LINE . que estabeleceu normas para a gestão do Plano Plurianual 2008-2011. 25 www. d) O gerente de programa está compreendido no nível tático-operacional da gestão do PPA.601.601. compete ao Comitê de Gestão. os programas pertencentes ao órgão responsável 92000 (Atividades Padronizadas) estão dispensados da necessidade de vinculação a eles de Gerente e Gerente-Executivo.com. Legislativo e Judiciário manterá atualizadas. de 10 de outubro de 2008. a) Cada um dos Poderes Executivo. 6. 6.Adaptada) O Decreto n.pontodosconcursos. b) A gestão do PPA é coordenada pelo Ministério do Planejamento. É também o responsável pela gestão de programa do PPA em conjunto com o GerenteExecutivo. as informações necessárias ao acompanhamento da gestão do PPA. em articulação com os demais órgãos do Poder Executivo. não se relaciona ao gerente de programa: a) O gerente de programa é o titular da unidade administrativa à qual o programa está vinculado. Entretanto. Ainda. FCC e FGV . estabeleceu as normas para a gestão do Plano Plurianual (PPA) e de seus programas. mantém-se a mesma idéia.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES governamental. Os Coordenadores estão vinculados sempre a ações. e) Ao Gerente de Programa cabe estimar e avaliar o custo da ação e os benefícios esperados. CESPE. A questão foi toda adaptada em virtude do novo decreto. tendo como base os indicadores e as metas do PPA. Repare que os Gerentes estão sempre vinculados a programas. b) O gerente de programa é o responsável pela gestão de programa do PPA. Orçamento e Gestão. Aponte a opção falsa segundo o referido Decreto. Vimos que o Gerente de Programa compõe o nível tático-operacional e é o titular da unidade administrativa à qual o programa está vinculado. c) Os programas pertencentes ao órgão responsável 92000 (Atividades Padronizadas) estão dispensados da necessidade de vinculação a eles de Gerente e Gerente-Executivo. que é a solicitação da questão do que não se relaciona ao gerente de programa. na Internet. Resposta: Letra E 25) (ESAF – APO/MPOG – 2008 . c) O nível estratégico do PPA compreende os objetivos de governo e os objetivos setoriais. de 10 de outubro de 2008.Adaptada) Segundo o Decreto n.br .

Gerentes-Executivos de Programas. eficácia e efetividade. e) Os resultados apurados no monitoramento e avaliação deverão subsidiar a revisão do PPA. Orçamento e Gestão coordenar os processos de monitoramento. com alternativas versando sobre os níveis estratégico e tático-operacional e atribuições do MPOG. na Internet. É integrado pelo Comitê de Gestão do PPA. e) O nível tático-operacional do PPA compreende os programas e ações. pela CMA e pela UMA. de avaliação e de revisão do PPA. Secretaria-Executiva. de avaliação e de revisão do PPA. Orçamento e Gestão estabelecer as atribuições dos Gerentes de Programas e Coordenadores de Ações.br . FCC e FGV . Logo. Ainda. Orçamento e Gestão.601. as informações necessárias ao acompanhamento da gestão do PPA. mantém-se a mesma idéia. c) O Sistema de Monitoramento e Avaliação é integrado pelos órgãos Comitê de Gestão do PPA. de 10 de outubro de 2008. o nível estratégico do PPA compreende os objetivos de governo e os objetivos setoriais. na Internet. bem como disponibilizar metodologia. Com relação à avaliação. Já o nível tático-operacional do PPA compreende os programas e ações. UMA e pelos Gerentes de Programas e Coordenadores de Ação. as informações necessárias ao acompanhamento da gestão do PPA.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES d) Cabe ao Ministério do Planejamento. que é a solicitação da opção falsa. orientação e apoio técnico para a sua gestão.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. Orçamento e Gestão tem a responsabilidade de coordenar os processos de monitoramento. coordenará a Gestão do PPA. b) Caberá ao Ministério do Planejamento. pela Secretaria-Executiva.com. 26 www. é competência do MPOG manter atualizadas. A questão foi toda adaptada em virtude do novo decreto. conforme o estabelecido no Decreto 6.pontodosconcursos. Quanto aos níveis. identifique a única opção incorreta. caberá a cada Gerente de Programa editar portaria para definir diretrizes e orientações técnicas para o funcionamento do Sistema de Monitoramento e Avaliação do PPA 2008-2011.CURSO ON-LINE . CMA. Resposta: Letra A 27) (ESAF – APO/MPOG – 2008. em articulação com os demais órgãos do Poder Executivo. CESPE. orientação e apoio técnico para a sua gestão. Entretanto. É integrado pelos Gerentes de Programas. O Ministério do Planejamento. A avaliação é parte fundamental do modelo de gestão para geração de informações qualificadas para tomada de decisão nos diferentes níveis de administração. Deverá também manter atualizadas. Coordenadores de Ação e Coordenadores Executivos de Ação. d) No nível tático. a) O Sistema de Monitoramento e Avaliação do Plano Plurianual 2008-2011 está sob a coordenação do Ministério do Planejamento. bem como disponibilizar metodologia.Adaptada) O Modelo de Gestão do Plano Plurianual (PPA) foi orientado segundo os critérios de eficiência.

br .com. e ações não-orçamentárias. Possui como integrantes os órgãos Comitê de Gestão do PPA. É um instrumento mediador entre o planejamento de longo prazo e os orçamentos anuais que consolidam a alocação dos recursos públicos a cada exercício.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES A questão foi toda adaptada em virtude do novo decreto. adotando a estratégia de programação deslizante (Rolling Plan). c) Correta. Resposta: Letra D 28) (ESAF – EPPGG/MPOG – 2008) As afirmativas a seguir se referem ao Plano Plurianual (PPA). Entretanto.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. Integram o Sistema de Monitoramento e Avaliação: Comitê de Gestão do PPA. atividades e operações especiais. Cabe também ao MPOG editar portaria para definir diretrizes e orientações técnicas para o funcionamento do Sistema de Monitoramento e Avaliação do PPA 2008-2011 e estabelecer as atribuições dos Gerentes de Programas e Coordenadores de Ações. III. CMA. na forma de projetos. Segundo o art. Cabe ao MPOG editar portaria para definir diretrizes e orientações técnicas para o funcionamento do Sistema de Monitoramento e Avaliação do PPA 2008-2011. b) Correta. Estão corretas: 27 www. Vamos à questão. Secretaria-Executiva. A revisão do PPA tem como subsídio os resultados apurados no monitoramento e avaliação. entendido como um conjunto articulado de ações orçamentárias. 6º. Gerentes de Programas e Coordenadores de Ação. Os resultados apurados no monitoramento e avaliação deverão subsidiar a revisão do PPA. II. O impacto dos programas é analisado anualmente a partir de avaliações externas conduzidas por uma equipe de especialistas independentes. que pede a opção incorreta em relação ao monitoramento e à avaliação: a) Correta. Secretaria-Executiva. É revisto periodicamente. UMA. O elemento organizativo central do PPA é o Programa.pontodosconcursos. com intuito de alcançar um objetivo específico. e) Correta. UMA e também os Gerentes de Programas e os Coordenadores de Ação. O MPOG é o coordenador do Sistema de Monitoramento e Avaliação do Plano Plurianual 2008-2011. o Sistema de Monitoramento e Avaliação do Plano Plurianual 2008-2011 está sob a coordenação do MPOG. que é a solicitação da questão da opção incorreta em relação ao monitoramento e à avaliação. Também é atribuição do MPOG estabelecer as atribuições dos Gerentes de Programas e Coordenadores de Ações. CMA. d) É a incorreta. CESPE. IV. I. FCC e FGV .CURSO ON-LINE . mantém-se a mesma idéia.

br . II) Correto. d) Apenas as afirmativas II. Por exemplo. regionais e setoriais: O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 29) (CESPE – Procurador – PGE/AL – 2008) Assinale a opção correta acerca do tema orçamento. mensurado por indicadores. Logo.pontodosconcursos. incluindo o das fundações instituídas e mantidas pelo poder público. o qual é elaborado a cada 4 anos. III e IV. IV) Correto. CESPE. o impacto dos programas é analisado anualmente a partir de avaliações internas conduzidas pelas equipes de especialistas citadas.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF.com. o qual é o elemento central do PPA. que concorrem para a concretização de um objetivo comum preestabelecido. com mais de 10 anos. II e IV.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES a) As afirmativas I. As informações da avaliação subsidiarão a revisão qualitativa da programação para o ano subsequente e para os três seguintes. Possui como integrantes os órgãos Comitê de Gestão do PPA. b) Apenas as afirmativas I.CURSO ON-LINE . O Sistema de Monitoramento e Avaliação do Plano Plurianual 20082011 está sob a coordenação do MPOG. Segundo o MTO – 2010. III e IV. Dessa forma. Secretaria-Executiva. os planos de longo prazo vão se materializando por meio do PPA. UMA e também os Gerentes de Programas e os Coordenadores de Ação. Assim. II e III. por exemplo. I) Correto. c) Apenas as afirmativas I. Existem nos Ministérios. o que a inviabilizaria. Resposta: Letra B Planos e programas nacionais. só se planejaria a Copa no próximo PPA. B) O orçamento anual compreende o orçamento fiscal. CMA. planejamentos de longo prazo. a Copa do Mundo de 2014 no Brasil possui planos de longo prazo. de 2011-2014. os objetivos e as metas da administração pública para as despesas de custeio e programas de pouca duração. II. o PPA é o instrumento de planejamento de médio prazo do Governo Federal. O programa é o instrumento de organização da atuação governamental que articula um conjunto de ações orçamentárias ou não-orçamentárias. os itens I. A) O PPA estabelecerá as diretrizes. Logo. visando à solução de um problema ou o atendimento de determinada necessidade ou demanda da sociedade. o PPA é o mediador entre o planejamento de longo prazo e os orçamentos anuais que consolidam a alocação dos recursos públicos a cada exercício. e) Apenas as afirmativas I e II. II e IV estão corretos. FCC e FGV . que deverá sempre projetar indicadores e ações para os exercícios subsequentes ao PPA 2008-2011 e atualizar o cenário macroeconômico. Se isso não ocorresse. A organização das ações do Governo está sob a forma de programas. 28 www. III) Errado. Fica assim estabelecido o PPA deslizante ou rolante (Rolling Plan).

a partir da taxa de investimento da economia brasileira.com.CURSO ON-LINE . as diferenças e desigualdades existentes no território brasileiro. O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Nos últimos anos o governo 29 www.Os planos e programas nacionais. A Constituição Federal. na formulação. com contenção do crescimento do gasto corrente e aperfeiçoamento da gestão pública no orçamento fiscal e da seguridade social. Apenas com esse artigo da Constituição poderíamos responder essa questão. portos. petróleo e gás natural e combustíveis renováveis). ferrovias. sobre as receitas e despesas.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES C) O PPA será acompanhado de demonstrativo do efeito. transporte urbano. vamos aprofundar neste assunto para que você tenha possibilidade de resolver qualquer questão que trate do tema. • Estímulo ao crédito e ao financiamento: o aumento do crédito é parte vital do desenvolvimento econômico e social.pontodosconcursos. e infra-estrutura social e urbana (saneamento. O objetivo do PAC é acelerar o ritmo de expansão da atividade econômica. decorrente de isenções. prescreve que: 4º . está compreendido nesse artigo.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. regionais e setoriais previstos nesta Constituição serão elaborados em consonância com o plano plurianual e apreciados pelo Congresso N acional. uma das prioridades do governo atual. a saber: • Investimento em infra-estrutura: o objetivo é aumentar o investimento em infra-estrutura para eliminar os principais gargalos que podem restringir o crescimento da economia. Porém. as medidas do PAC estão organizadas em cinco blocos. Segundo o MTO/2010. D) A LDO compreende as metas e prioridades da administração pública. apresentação. aeroportos e hidrovias). excluindo as despesas de capital. CESPE. As ações e metas do PAC estão organizadas em um amplo conjunto de investimentos em infra-estrutura e um grupo de medidas de incentivo e facilitação do investimento privado.br . estimular o aumento do investimento privado e reduzir as desigualdades regionais. FCC e FGV . reduzir custos e aumentar a produtividade das empresas. implantação e avaliação do Plano Plurianual. 165. Luz para Todos e recursos hídricos). O conjunto de investimentos está organizado da seguinte forma: logística (rodovias. O programa também prevê a melhora na qualidade do gasto público. em seu art. A regionalização prevista na Constituição Federal considera. energia (geração e transmissão de energia elétrica. E) Os planos e programas nacionais e regionais previstos na CF serão elaborados de acordo com a LDO. habitação.

bem como a formalização e incentivo ao crescimento das micro e pequenas empresas. as desonerações têm por objetivo o estímulo ao investimento em construção civil e a aquisição de bens de capital. combinadas com ações de modernização e agilização da administração tributária. O objetivo para os próximos anos é continuar a expansão. com a criação de um teto de 1. • Medidas fiscais de longo prazo: as medidas fiscais do PAC visam à contenção do crescimento do gasto com pessoal do governo federal. sobretudo para pessoas físicas. Também há medidas de aperfeiçoamento tanto na gestão do orçamento fiscal quanto na administração da previdência social. as medidas de aperfeiçoamento da administração tributária visam reduzir a burocracia e modernizar e racionalizar a arrecadação de impostos e contribuições. sobretudo no que toca à questão ambiental. • Melhoria do ambiente de investimento: o aumento do investimento depende de marco regulatório e da qualidade do ambiente de negócios. o governo federal criará. • Desoneração e aperfeiçoamento do sistema tributário: o PAC inclui uma série de medidas de desoneração tributária. bem como a criação do Sistema Brasileiro de defesa da Concorrência (SBDC). 30 www. para elaborar propostas de consenso para a previdência social. Nesse sentido. Por fim.com. um fórum para discussão da situação de longo prazo do sistema previdenciário e de assistência social do país. este módulo do PAC consiste em um grupo de medidas destinadas a elevar o financiamento de longo prazo. sobretudo do crédito habitacional e do crédito de longo prazo para investimentos em infra-estrutura. Além disso. principalmente por parte da Caixa Econômica Federal e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). além da promoção do desenvolvimento tecnológico dos setores da TV digital e de semicondutores. no âmbito do Ministério da Previdência Social. juntamente com o incentivo ao desenvolvimento regional. proporcionarão uma melhora geral no ambiente de investimento do país.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. em condições mais favoráveis do que no passado. Estas medidas. De um lado. O governo buscará o aperfeiçoamento do marco regulatório. O PAC inclui medidas destinadas a agilizar e facilitar a implementação de investimentos em infra-estrutura.pontodosconcursos. dado pela recriação da SUDAM e da SUDENE. CESPE.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES federal adotou uma série de medidas que resultaram na expansão do volume de crédito. De outro lado.br . a queda da taxa básica de juros e o aumento da renda pessoal também estimulam o aumento do crédito habitacional.5% para o crescimento real anual da folha de pagamento da União. anunciada recentemente. Além desta iniciativa.CURSO ON-LINE . o programa prevê a implementação da política de longo prazo para o salário mínimo. em tramitação no Congresso Nacional. FCC e FGV . com a definição de regras de reajuste a cada quatro anos.

com a devida justificativa. estes limites mínimos da contrapartida do município podem ser reduzidos. com a suplementação em outra ação com execução satisfatória e melhores resultados para a sociedade. Veja como essa prioridade se reflete nas LDOs.PAC. 31 www. o que aumenta a flexibilidade. correspondem às ações relativas ao Programa de Aceleração do Crescimento . que deverá constar do processo correspondente. para facilitar a execução da obra mesmo nos entes que não têm condições de dar a contrapartida. diretamente por decreto. FCC e FGV . • Os limites mínimos de contrapartida. até o limite de 30% de cada ação.pontodosconcursos. ou seja. em limite à programação da despesa. integrantes da LOA e devidamente identificadas no SIAFI. com a União entrando. poderá ocorrer o cancelamento de até 30% de recursos de uma ação na qual se verificou baixo índice de execução e pouca efetividade. por decreto. Por exemplo. 4º As prioridades e metas físicas da Administração Pública Federal para o exercício de 2010. e terão tratamento diferenciado durante o período de execução do Plano. mediante o cancelamento de até 30% de cada ação orçamentária integrante do PAC. todavia. este município deve dar uma contrapartida. atendidas as despesas que constituem obrigação constitucional ou legal da União e as de funcionamento dos órgãos e entidades que integram os Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. especialmente as que promovam a redução do desemprego. não se constituindo. dotações consignadas nas ações do Programa de Aceleração do Crescimento . e o município com 10% do valor da obra. por exemplo.com. igualdade de gênero e étnico-racial ou atendam a pessoas com deficiência. Isso dá uma ampla margem para o Governo alocar recursos de uma ação pra outra. No caso do PAC.PAC e àquelas constantes do Anexo I desta Lei.br . as quais terão precedência na alocação dos recursos no Projeto e na Lei Orçamentária de 2010. Vamos a uma hipótese: quando a União faz uma transferência voluntária para um município visando à realização de uma obra. quando os recursos transferidos pela União destinarem-se ao atendimento das ações relativas ao PAC. Destacam-se: • O Poder Executivo fica autorizado a suplementar. poderão ser reduzidos mediante justificativa do titular do órgão concedente.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES As ações do PAC constantes do Plano Plurianual 2008-2011 integram as prioridades da Administração Pública Federal. Segundo a recém aprovada LDO-2010: Art. fixados nas LDOs.CURSO ON-LINE . CESPE. exceto se outro critério for fixado pela LOA. sem passar pela apreciação do Congresso Nacional. com 90%.

na formulação. O orçamento anual compreende o orçamento fiscal referente aos Poderes da União. 101/2000) ratificou sua obrigatoriedade para todos os entes da federação. objetivos e metas (DOM) da administração pública federal para as despesas de capital e outras delas decorrentes e para as relativas aos programas de duração continuada. b) Correta. não há mais a possibilidade da existência de planos e programas nacionais.pontodosconcursos. subsídios e benefícios de natureza financeira. Caberá ao Poder Executivo enviar ao Congresso Nacional relatório quadrimestral com as ações e respectivas metas consolidadas.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. c) Errada. inclusive fundações instituídas e mantidas pelo Poder Público. disporá sobre as alterações na legislação tributária e estabelecerá a política de aplicação das agências financeiras oficiais de fomento. os prazos. as diretrizes. A LDO compreende as metas e prioridades da administração pública federal. regionais e setoriais.2008) A Constituição Federal instituiu o Plano Plurianual . CESPE. Resposta: Letra B 30) (ESAF – AFC/CGU . De acordo com a Constituição e os últimos planos aprovados para o governo federal. de forma regionalizada. c) Na estrutura dos últimos planos plurianuais da União. Vamos à nossa questão: a) Errada. apresentação. anistias. b) A regionalização prevista na Constituição Federal considera. Compreende também o orçamento de investimentos das estatais e o orçamento da seguridade social. FCC e FGV . incluindo as despesas de capital para o exercício financeiro subsequente.CURSO ON-LINE . d) Errada.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES O Órgão Central de Planejamento e Orçamento Federal processará o cadastramento dos empreendimentos do PAC e o monitoramento das execuções física. d) A Constituição Federal remete à lei complementar a disposição sobre a vigência.com.PPA e a Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar n. regionais e setoriais previstos na Constituição serão elaborados em consonância com o plano plurianual e apreciados pelo Congresso Nacional. implantação e avaliação do Plano Plurianual. O PPA estabelecerá. indique a opção incorreta. a elaboração e a organização do PPA e. enquanto não for 32 www. O projeto da LOA será acompanhado de demonstrativo regionalizado do efeito. a) Após a Constituição Federal. devendo ser consolidado em um único instrumento de planejamento que é o PPA. sobre as receitas e despesas. e) Errada. orientará a elaboração da lei orçamentária anual. tributária e creditícia. seus fundos.br . bem como os resultados de implementação e execução de suas ações. orçamentária e financeira de cada empreendimento. órgãos e entidades da administração direta e indireta. as diferenças e desigualdades existentes no território brasileiro. Os planos e programas nacionais. remissões. decorrente de isenções. as metas representam as parcelas de resultado que se pretende alcançar no período de vigência do PPA.

são consideradas as diferenças e desigualdades existentes no território brasileiro. enquanto essa lei não é editada. Na esfera federal. A organização das ações do Governo sob a forma de programas visa proporcionar maior racionalidade e eficiência na administração pública e ampliar a visibilidade dos resultados e benefícios gerados para a sociedade. O PPA não é o único instrumento de planejamento.CURSO ON-LINE . a elaboração e a organização do PPA. segue-se o disposto no Ato das Disposições Constitucionais Transitórias. toda ação finalística do Governo Federal deverá ser estruturada em Programas orientados para a consecução dos objetivos estratégicos definidos para o período do PPA. Resposta: Letra A E assim terminamos nossa aula 3. implantação e avaliação do PPA. Uma meta é um objetivo pretendido que pode ser mensurado e claramente definido. e) Toda ação finalística do Governo Federal deverá ser estruturada em Programas orientados para a consecução dos objetivos estratégicos definidos para o período do Plano Plurianual. Na última parte da aula. Pode ser o atingimento de um novo nível de desempenho ou a conclusão de uma atividade específica como um projeto. na aula 4 falaremos da história. a elaboração dos planos e programas nacionais. CESPE.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. A questão pede a alternativa incorreta: a) É a incorreta. 165 da CF e ainda não editada a disposição sobre a vigência. No entanto. este assunto é teórico e procurei ao máximo ser o facilitador de sua aprendizagem. tradicional. as metas representam as parcelas de resultado que se pretende alcançar. c) Correta. Trataremos da intervenção do Estado na economia na visão orçamentária. Assim. regionais e setoriais previstos na Constituição deve ocorrer em consonância com o plano plurianual e apreciados pelo Congresso Nacional. No período de vigência do PPA. FCC e FGV . b) Correta. d) Correta. os prazos para o ciclo orçamentário estão no ADCT. os prazos.br . Cabe à lei complementar prevista no §9 do art. base-zero. Destacaremos os tipos de orçamento: programa.pontodosconcursos. de desempenho e também o orçamento participativo. Após aprofundarmos no estudo do PPA. Na formulação. segundo a CF/88. resolveremos questões envolvendo simultaneamente instrumentos de planejamento e ciclo orçamentário. Como disse. Forte abraço! Sérgio Mendes 33 www.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES editada a referida lei.com. por meio da regionalização prevista na CF/88. com as funções clássicas do orçamento. apresentação. e) Correta. bem como elevar a transparência na aplicação dos recursos públicos. natureza jurídica e objetivos do Orçamento Público. para maior fixação.

com vistas a subsidiar o processo de alocação de recursos públicos. para efeito deste item. direta ou indiretamente. Manter sistema de informações sobre indicadores econômicos e sociais e mecanismos para desenvolver previsões e informação estratégica sobre tendências e mudanças no âmbito nacional e internacional. distrital e municipal. visando a compatibilização de normas e tarefas afins aos diversos Sistemas. detenha a maioria do capital social com direito a voto. as quais são consideradas.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES MEMENTO AULA 3 LEI 10. órgãos e entidades integrantes da Administração Pública Federal com os objetivos governamentais e os recursos disponíveis. Acompanhar física e financeiramente os planos e programas referidos nos itens acima. nos planos federal. as sociedades de economia mista.com.br . o DF e os Municípios. e prestar apoio gerencial e institucional à sua implementação. CESPE. Órgãos setoriais e Órgãos específicos FIN ALIDADES Formular o planejamento estratégico nacional.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. Identificar. Gerenciar o processo de planejamento e orçamento federal. metas e prioridades da Administração Pública Federal. Assegurar que as unidades administrativas responsáveis pela execução dos programas. suas fontes de financiamento e sua articulação com os investimentos privados. setoriais e regionais de desenvolvimento econômico e social.pontodosconcursos. suas subsidiárias e controladas e demais empresas em que a União.CURSO ON-LINE . bem como avaliálos. Estabelecer políticas e diretrizes gerais para a atuação das empresas estatais. FCC e FGV . analisar e avaliar os investimentos estratégicos do Governo. Realizar estudos e pesquisas sócio-econômicas e análises de políticas públicas. Promover a articulação com os Estados. projetos e atividades da Administração Pública Federal mantenham rotinas de acompanhamento e avaliação da programação. quanto à eficácia e efetividade. 34 www. Formular o PPA.180/01: SISTEMA DE PLAN EJAMEN TO E DE ORÇAMEN TO FEDERAL IN TEGRAN TES: MPOG (Órgão central). COMPETE ÀS UN IDADES RESPON SÁVEIS PELO PLAN EJAMEN TO: Elaborar e supervisionar a execução de planos e programas nacionais e setoriais de desenvolvimento econômico e social. bem como de suas alterações. estadual. a política de gastos e a coordenação das ações do governo. Formular planos nacionais. Coordenar a elaboração dos projetos de lei do PPA e o item. integrantes do projeto da LDO. LDO e LOA. compatibilizando as propostas de todos os Poderes.

em cada programa.653/08: PPA 2008-2011 PPA organiza a atuação governamental em Programas orientados para o alcance dos objetivos estratégicos definidos para o período do Plano. Realizar estudos e pesquisas concernentes ao desenvolvimento e ao aperfeiçoamento do processo orçamentário federal. modelo de gerenciamento que compreenda: Definição da unidade responsável pelo gerenciamento.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES COMPETE ÀS UN IDADES RESPON SÁVEIS PELO ORÇAMEN TO Coordenar. harmonizando-os com o PPA. respeitados definições de portaria do MPOG. Sistema informatizado de apoio ao gerenciamento. Controle de prazos e custos. mesmo quando o Programa seja integrado por projetos ou atividades desenvolvidas por mais de um órgão ou unidade administrativa. 35 www.pontodosconcursos. tendo como referência os objetivos e as metas fixadas. as unidades responsáveis pela execução dos Programas manterão sistema de avaliação de satisfação da sociedade quanto aos bens e serviços ofertados pelo Poder Público. Estabelecer normas e procedimentos necessários à elaboração e à implementação dos orçamentos federais. compreendendo os orçamentos fiscal. tendo em vista as necessidades de sua harmonização com o planejamento e o controle. CESPE.CURSO ON-LINE . Propor medidas que visem à consolidação das informações orçamentárias das diversas esferas de governo. FCC e FGV .com. Subsidiar o processo de alocação de recursos públicos. Três anexos integram o PPA: Anexo de Programas Finalísticos. sem prejuízo da competência atribuída a outros órgãos. Acompanhar e avaliar a execução orçamentária e financeira. LEI 11. A avaliação física e financeira dos Programas e dos projetos e atividades que os constituem é inerente às responsabilidades da unidade responsável e tem por finalidade: Aferir o seu resultado. Evitar a dispersão e o desperdício de recursos públicos.br . da seguridade social e de investimento das empresas estatais. consolidar e supervisionar a elaboração dos projetos da LDO e LOA.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. Estabelecer classificações orçamentárias. Já para fins de gestão da qualidade. DECRETO 2829/98: N ORMAS PARA ELABORAÇÃO E EXECUÇÃO DO PPA E LOA Será adotado. a política de gastos públicos e a coordenação das ações de governo.

das novas ações orçamentárias previstas e das ações não-orçamentárias. Não integram o PPA os programas destinados exclusivamente a operações especiais. por programa e por indicador. quando necessários. explicitando. Manter sistema de informações gerenciais e de planejamento para apoio à gestão do Plano. CESPE. da possibilidade de alcance do índice final previsto para cada indicador e de cumprimento das metas. Anexo dos Órgãos Responsáveis por Programas de Governo. e conterão.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Anexo de Programas de Apoio às Políticas Públicas e Áreas Especiais. FCC e FGV . Avaliação.CURSO ON-LINE . Serão considerados prioritários. As estimativas das metas físicas e dos valores financeiros.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF.br . Manter atualizado. O Poder Executivo enviará ao Congresso N acional. as razões das discrepâncias verificadas entre valores previstos e os realizados. Considera-se alteração de programa: 36 www. que conterá: Avaliação do comportamento das variáveis macroeconômicas que embasaram a elaboração do Plano. N o que se refere à gestão do PPA. até 15/09 de cada exercício. as medidas corretivas necessárias. e Com maior índice de execução ou que possam ser concluídos no período plurianual. dos índices alcançados ao término do exercício anterior e dos índices finais previstos. das ações orçamentárias constantes desta Lei e suas alterações. Os projetos de lei de revisão anual. relatório de avaliação do PPA. são competências do Poder Executivo: Estabelecer normas complementares para a gestão do PPA 2008-2011. bem como a indicação dos recursos que o financiarão. Para alteração ou exclusão de programa: exposição das razões que motivam a proposta. no mínimo: Para inclusão de programa: diagnóstico sobre a atual situação do problema que se deseja enfrentar ou sobre a demanda da sociedade que se queira atender com o programa proposto. na Internet. para os três exercícios subsequentes ao da proposta orçamentária enviada em 31 de agosto. com característica de sistema estruturador de governo.pontodosconcursos. se for o caso. serão encaminhados ao Congresso N acional até 31 de agosto. o conjunto de informações para acompanhamento da gestão do Plano. os projetos: Associados ao PPI e ao PAC. por programa. na execução das ações constantes do Plano. Demonstrativo contendo para cada programa a execução física e orçamentária das ações orçamentárias nos exercícios de vigência deste Plano. Demonstrativo. se for o caso. indicando.com.

Apoiar os Gerentes com medidas mitigadoras dos riscos identificados na execução dos programas.programas e ações: Composição: Gerentes de Programa. observando os princípios da eficiência. Realizar o monitoramento estratégico do PPA com base na evolução dos indicadores dos objetivos de governo. Composição: Comitê de Gestão do PPA. Gerentes-Executivos de Programa. dos programas prioritários e das respectivas metas de ações. a eficácia e a efetividade da ação governamental. e Elaborar o Relatório Anual de Avaliação dos Objetivos Setoriais e supervisionar a elaboração do Relatório Anual de Avaliação dos Programas sob a responsabilidade do órgão.601/08 . inclusive multissetorial.objetivos de governo e os objetivos setoriais. Compete ao Secretário-Executivo ou seu equivalente. N ível Tático-operacional . quando necessário. Coordenadores de Ação e Coordenadores Executivos de Ação. Secretaria-Executiva. para a melhoria de resultados apurados periodicamente pelo Sistema de Monitoramento e Avaliação do PPA. Ou a alteração do título.br . dos programas e das metas das ações do PPA sob sua responsabilidade. DECRETO 6. para o quadriênio 2008-2011. segundo os princípios de eficiência.GESTÃO DO PPA 2008-2011 E DE SEUS PROGRAMAS A gestão do PPA. a evolução dos indicadores dos objetivos setoriais.CURSO ON-LINE . e Deliberar sobre alterações do PPA no nível estratégico. do produto e da unidade de medida das ações orçamentárias. Coordenar a alocação de recursos nos programas sob a responsabilidade do órgão. CESPE. com base nos indicadores e metas do PPA. Monitorar. desde que mantenham a mesma codificação e não modifiquem a finalidade da ação ou a sua abrangência geográfica.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. FCC e FGV . orientada para resultados. diretamente ou por delegação: Acompanhar a execução dos programas do PPA e adotar medidas que promovam a eficiência. Definir prioridades de execução em consonância com o estabelecido no PPA e nas LDOs.pontodosconcursos. da eficácia e da efetividade da ação governamental. bem como os demais requisitos de 37 www. eficácia e efetividade. Compete ao Comitê de Gestão do PPA: Adotar medidas que fortaleçam a gestão para resultados. em conjunto com o Gerente de Programa. compõe-se dos níveis: N ível Estratégico . Neste caso as alterações previstas poderão ocorrer na LOA ou em créditos adicionais. A inclusão ou exclusão de ações orçamentárias.com. CMA e UMA. Articular junto às unidades administrativas responsáveis por programas e ações. do objetivo ou do público-alvo do programa.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES • • • A modificação da denominação.

mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES informação disponibilizados pelo Órgão Central no Sistema de Planejamento e Orçamento Federal. por cancelamento de até 30% de cada ação orçamentária integrante do PAC. FCC e FGV .br .CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. Os limites mínimos de contrapartida. por decreto. Prerrogativas do PAC O Poder Executivo fica autorizado a suplementar.com. CESPE. 38 www. PLAN OS E PROGRAMAS N ACION AIS. Medidas fiscais de longo prazo. REGION AIS E SETORIAIS E O PAC Os planos e programas nacionais.pontodosconcursos. Desoneração e aperfeiçoamento do sistema tributário. quando os recursos transferidos pela União destinarem-se ao PAC. regionais e setoriais previstos na CF serão elaborados em consonância com o PPA e apreciados pelo Congresso Nacional. dotações consignadas nas ações do PAC. mediante justificativa. fixados nas LDOs. poderão ser reduzidos . exceto se outro critério for fixado pela LOA. Melhoria do ambiente de investimento. integrantes da LOA e no SIAFI. até o limite de 30% de cada ação.CURSO ON-LINE . Estímulo ao crédito e ao financiamento. As medidas do PAC estão organizadas em cinco blocos: Investimento em infra-estrutura.

classificação funcional e estrutura programática.pontodosconcursos. c) É a organização do orçamento em programas orçamentários. 3) (ESAF – APO/SP . a) O planejamento governamental estratégico tem como documento básico o Plano Plurianual. FCC e FGV . b) É a organização do orçamento em uma estrutura funcional e econômica de forma a permitir ao administrador público o cumprimento das políticas públicas. c) O planejamento governamental operacional tem como instrumentos a Lei de Diretrizes Orçamentárias e a Lei do Orçamento. (D) Unificou o processo orçamentário. unificando-as no Orçamento Fiscal. além do Orçamento Monetário.MPE/RS – 2008) Assinale a alternativa que define corretamente uma das mudanças introduzidas no processo orçamentário pela Constituição Federal de 1988.2008) O Plano Plurianual. o Orçamento Fiscal e o Orçamento da Seguridade Social. (E) Eliminou a multiplicidade de peças orçamentárias. mediante a integração entre plano e orçamento por meio da criação do Plano Plurianual (PPA) e da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). CESPE. d) A Lei de Diretrizes Orçamentárias compreende o conjunto de metas e prioridades da Administração Pública Federal. 39 www. (B) Concluiu o processo de modernização orçamentária. o orçamento das autoridades monetárias e das empresas financeiras de economia mista. e) A Lei Orçamentária Anual (LOA) é o orçamento propriamente dito e possui a denominação de LOA por ser a consignada pela Constituição Federal. incluindo as despesas de capital para o exercício financeiro subsequente. (A) Recuperou a figura do planejamento na administração pública brasileira. Identifique a única opção incorreta no que diz respeito ao planejamento governamental.com.CURSO ON-LINE . desde a definição de diretrizes para o exercício financeiro subsequente no PPA. 2) (FCC – Assessor . até a aprovação da Lei Orçamentária Anual (LOA).CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. b) A Lei Orçamentária Anual compreende o orçamento fiscal e. que são compostos por esfera. a) É a organização do gasto público de forma a proporcionar a identificação dos programas com a classificação funcional e econômica da despesa. (C) Restaurou a prerrogativa do Congresso Nacional de iniciativa de proposição de lei em matéria orçamentária ao longo de todo o ciclo orçamentário. ainda.2009) Assinale a opção verdadeira a respeito da programação qualitativa do orçamento público no Brasil. classificação institucional.br . criando.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES QUESTÕES COMEN TADAS N ESTA AULA: 1) (ESAF – APO/MPOG . a Lei de Diretrizes Orçamentárias e a Lei do Orçamento Anual são componentes básicos do planejamento governamental.

pode decorrer de deficiência no planejamento. (A) formular o planejamento estratégico nacional (B) formular planos nacionais.pontodosconcursos. e) Tribunal de Contas da União. a unidade de planejamento de uma universidade federal se caracteriza como um órgão setorial.com.CURSO ON-LINE . a apresentação de resultados inferiores de metas físicas. 6) (CESPE – Gestão de orçamento e finanças – IPEA – 2008) As normas baixadas pelo órgão central do sistema de planejamento e de orçamento federal não são obrigatórias para as unidades detentoras de autonomia financeira e orçamentária nos termos constitucionais. CESPE.br .CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. à exceção de uma. e) A programação qualitativa está relacionada com o alinhamento dos gastos aos programas e às políticas públicas.2008) O Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal tem como órgão central a(o): a) Advocacia-Geral da União. como é o caso dos órgãos dos Poderes Legislativo e Judiciário. d) Ministério do Planejamento. (D) gerenciar o processo de planejamento e o orçamento federal (E) promover a articulação com Estados. dificuldades na condução de licitações ou na celebração de convênios e contratos. 40 www. inclusive com as especificações dos montantes financeiros a eles alocados.2008) A execução financeira dos programas do PPA pode apresentar um descompasso entre o desempenho de metas físicas e a execução orçamentária e financeira. Assinale-a. 4) (CESPE – AFCE .TCU . 5) (ESAF – AFC/STN . (C) formular o plano plurianual. em relação à execução financeira. Em geral.2008) O Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal instituído pela Lei 10. 7) (CESPE – Gestão de orçamento e finanças – IPEA – 2008) Na estrutura de planejamento da União.Senado . as diretrizes orçamentárias e os orçamentos anuais. pendências ambientais e efeitos do contingenciamento orçamentário sobre a programação das despesas.180/01 compreende as finalidades descritas a seguir. o Distrito Federal e os municípios visando à consolidação dos orçamentos. Orçamento e Gestão. setoriais e regionais de desenvolvimento econômico e social. 8) (FGV – Consultor Orçamentário .mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES d) É a organização do orçamento em projetos claramente definidos. b) Secretaria da Receita Federal do Brasil. FCC e FGV . c) Ministério da Fazenda.

180/01.com.2008) A coordenação.TCE/CE – 2008) Conforme dispõe a Lei Federal no 10. (C) manter controle dos compromissos que onerem a União. a consolidação e a supervisão da elaboração dos projetos da lei de diretrizes orçamentárias e da lei orçamentária da União. no que se refere à compatibilização de normas e tarefas afins aos diversos Sistemas. da seguridade fiscal e de 41 www. FCC e FGV . das diretrizes orçamentárias e dos orçamentos anuais. CESPE. distrital e municipal é uma das finalidades do Sistema de Planejamento e Orçamento Federal.br . setoriais e regionais de desenvolvimento econômico e social e o planejamento estratégico nacional. d) Gerenciamento do processo de planejamento e do orçamento federal. direta ou indiretamente. excluindose os Municípios. 11) (FCC – ACE . b) Formulação de planos nacionais. (E) promover a integração com os demais Poderes e esferas de governo em assuntos de administração e programação financeira e os planos de desenvolvimento social. frente a entidades ou organismos internacionais. e promover a padronização da execução da despesa pública. nos planos federal. a) Formulação do planejamento estratégico nacional. que organiza e disciplina os Sistemas de Planejamento e de Orçamento Federal. e dá outras providências. o Distrito Federal e os municípios.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 9) (CESPE – Gestão de orçamento e finanças – IPEA – 2008) Não é finalidade do Sistema de Administração Financeira Federal gerenciar o processo de planejamento e orçamento federal. e) Promoção da articulação com os Estados e com o Distrito Federal. de Contabilidade Federal e de Controle Interno do Poder Executivo Federal. assinale a opção incorreta.2008) No que se refere às finalidades do Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal. (D) formular planos nacionais. 13) (ESAF – AFC/STN . de Administração Financeira Federal.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. setoriais e regionais de desenvolvimento econômico e social. estadual.pontodosconcursos. (B) elaborar a programação financeira do Tesouro Nacional e gerenciar a Conta Única do Tesouro Nacional. compreendendo os orçamentos fiscal.CURSO ON-LINE . incluem-se entre as finalidades do Sistema de Planejamento e de Orçamento Federal: (A) editar normas sobre a programação financeira e a execução orçamentária e financeira. visando a compatibilização de normas e tarefas afins aos diversos sistemas. c) Formulação do plano plurianual. e o planejamento e o orçamento estadual. 10) (ESAF – AFC/STN . 12) (CESPE – Gestão de orçamento e finanças – IPEA – 2008) Promover a articulação com os estados.

e) exclusiva de órgãos vinculados à Secretaria do Tesouro Nacional. a realização de estudos e pesquisas concernentes ao desenvolvimento e ao aperfeiçoamento do processo orçamentário federal. c) Planejamento e controle das despesas de custeio visando a redução do custo do programa. b) Os programas constituídos de Ações continuadas deverão conter metas de qualidade e de produtividade. a serem atingidas em prazo definido. de 6 de fevereiro de 2001. c) exclusiva de órgãos setoriais subordinados à Casa Civil da Presidência da República.180. a) Exercício do controle dos custos e dos prazos.com. d) exclusiva de órgãos setoriais subordinados à Casa Civil da Presidência da República. e) Integração entre os responsáveis pela execução e os órgãos de controle visando o cumprimento dos prazos preestabelecidos. 2829. competência: a) das unidades responsáveis pelas atividades de orçamento. a) A avaliação física e financeira dos programas e dos projetos e atividades que os constituem é inerente às responsabilidades da unidade responsável e não tem por finalidade subsidiar o processo de alocação de recursos públicos. 14) (ESAF – APO/SP . assinale a que não está coerente com o decreto. que esses órgãos proponham medidas que objetivem a consolidação das informações orçamentárias das diversas esferas do governo.2008) O Decreto n. estabelece normas para a elaboração e execução do Plano Plurianual e dos Orçamentos da União. 2.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF.2009) Assinale a opção que indica um dos componentes do modelo de gerenciamento dos programas de acordo com as disposições do Decreto n.br . no entanto. c) A classificação funcional-programática deverá ser aperfeiçoada de modo a estimular a adoção.829/98. b) Definição de responsáveis pela execução das metas a serem cumpridas pelas entidades. 15) (ESAF – APO/MPOG . do uso do gerenciamento por programas. tendo em vista inclusive necessidades de harmonização para planejamento em controle. b) das unidades responsáveis pelas atividades de planejamento. CESPE. d) Designação de profissional capacitado para a gestão de cada ação do programa visando sua integração com as funções de governo. d) Entende-se por ação finalística aquela que proporciona bem ou serviço para o atendimento direto a demandas da sociedade. FCC e FGV .mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES investimento das empresas estatais é. nos termos da Lei n.pontodosconcursos. vedando-se. no entanto. em todas as esferas de governo. de 29 de outubro de 1998.CURSO ON-LINE . vedando-se. no entanto. que esses órgãos estabeleçam classificações orçamentárias. 10. Entre as opções abaixo. vedando-se. 42 www.

julgue o item que se segue. Tendo o texto acima como referência inicial. para que as ações constantes do plano sejam executadas. por programa e por indicador. anualmente. com indicação das medidas corretivas necessárias.MMA – 2008) Considere que. a integração com Estados e Municípios e a formação de parcerias com o setor privado. 19) (CESPE – Analista Ambiental – Administração e Planejamento . 20) Na esfera federal.pontodosconcursos. No que concerne aos instrumentos de planejamento.br .ANTAQ – 2009) No plano plurianual 2008-2011.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. Trata-se.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES e) Os programas serão formulados de modo a promover. mas nele não constam os programas destinados exclusivamente a operações especiais. por meio das quais sucessivos orçamentos são discutidos. evitando que eles comprometam o conjunto dos investimentos. a descentralização. por programa. aprovados.Analista Judiciário – STJ .CURSO ON-LINE . 18) (CESPE – Planejamento e Execução Orçamentária – Min. portanto. a enviar ao Poder Legislativo um conjunto de informações que permitam o acompanhamento e a avaliação do cumprimento das metas estabelecidas para as programações definidas no PPA. avaliação.com. com várias etapas articuladas entre si.ANATEL – 2009) Nos termos do plano plurianual vigente. da possibilidade de alcance do índice final previsto para cada indicador e de cumprimento de metas. sempre que possível. seria correto que a lógica subjacente tivesse sido a de que há necessidade de injeção de mais recursos justamente nos projetos com maiores atrasos. está organizada a atuação governamental em programas orientados para o alcance dos objetivos estratégicos definidos para o período do plano. executados. avaliados e julgados. da Saúde – 2008) Entre os critérios adotados no PPA de 2008/2011 para caracterizar os projetos como prioritários destacam-se os que apresentam maiores atrasos em sua execução e aqueles que não precisem ser concluídos no período plurianual. que tem início com a elaboração do PPA e se encerra com o julgamento da última prestação de contas do Poder Executivo pelo Poder Legislativo. julgue o item que se segue. CESPE. e as estimativas das metas físicas e valores 43 www. serão considerados prioritários os projetos que requererem o menor índice de desembolso previsto até o final do presente período plurianual. FCC e FGV .2008) O ciclo orçamentário corresponde a um período de quatro anos. tenham sido considerados prioritários os projetos com menor índice de execução ou aqueles que não poderão ser concluídos no período plurianual. 16) (CESPE – Analista . 17) (CESPE – Analista Administrativo . elaborados. (CESPE . na redação final do PPA 2008/2011. demonstrativo. dos índices alcançados ao término do exercício anterior e dos índices finais previstos. Nesse caso. o Poder Executivo é obrigado. de um processo dinâmico e contínuo. contemplando: a execução física e orçamentária das ações para os exercícios já encerrados.

com.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES financeiros não só para o exercício a que se refere a proposta orçamentária.Analista Ambiental . e) coordenadores de programas. gerentes de programas e coordenadoresexecutivos de programas.Adaptada) Assinale a opção que indica uma das competências do Comitê de Gestão do PPA.Administração e Planejamento. 24) (ESAF – APO/SP – 2009 . segundo dispõe o Decreto n. o conjunto de informações necessárias ao acompanhamento da gestão do Plano. c) Determinar as alterações no nível operacional dos programas. alteração ou exclusão de programas são de iniciativa exclusiva do Poder Executivo. gerentes-executivos de programas. c) Cabe ao Poder Executivo manter atualizado. visando a adequação destes às situações administrativas vigentes.601/2008. com característica de sistema estruturador de governo. a) Designar os gerentes de programas e coordenadores de ação definindo-lhes as atribuições e a forma de prestação de contas junto ao Comitê Gestor. coordenadores-executivos de programas e ordenadores de despesas. b) comissão de gestão do PPA. 44 www. a inclusão. CESPE. secretários-executivos. d) A gestão do Plano Plurianual compreende ainda a implementação. aponte a opção não pertinente. é realizada pelos seguintes responsáveis: a) gerentes de programas. d) gerentes de programas. mas também para os três exercícios subsequentes.Adaptada) No que tange ao Plano Plurianual (PPA). avaliação e revisão de programas. b) Propor a alteração da lei orçamentária anual. a) A gestão do Plano Plurianual observará os princípios de eficiência. 21) (ESAF – APO/MPOG – 2008 . 23) (ESAF – APO/SP . 6. na Internet. e só poderão ser feitas e encaminhadas mediante projeto de lei de revisão anual ou projeto específico de alteração da lei do referido plano. 22) (CESPE . a coordenação do PPA. coordenadores de ação e coordenadores-executivos de ação. para adequar a alocação de recursos nas ações.pontodosconcursos. ordenadores de despesa e gerentes de ações. b) Estabelecer normas complementares para a gestão do Plano Plurianual 20082011 é competência do Poder Legislativo.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF.br . FCC e FGV . monitoramento. c) gerentes de programas.MMA -2008) Nos termos do PPA 2008/2011. quando verificada a insuficiência destes.CURSO ON-LINE . no nível operacional. e) O Poder Executivo manterá sistema de informações gerenciais e de planejamento para apoio à gestão do Plano.2009) No âmbito federal. eficácia e efetividade. ordenadores de despesas e supervisores de ação.

orientação e apoio técnico para a sua gestão.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES d) Monitorar. 27) (ESAF – APO/MPOG – 2008. c) O nível estratégico do PPA compreende os objetivos de governo e os objetivos setoriais. as informações necessárias ao acompanhamento da gestão do PPA. A avaliação é parte fundamental do modelo de gestão para geração de informações qualificadas para tomada de decisão nos diferentes níveis de administração. 6. e) Adotar medidas que fortaleçam a gestão para resultados. eficácia e efetividade. d) Cabe ao Ministério do Planejamento. conforme o estabelecido no Decreto 6.br . d) O gerente de programa está compreendido no nível tático-operacional da gestão do PPA. Orçamento e Gestão.Adaptada) Segundo o Decreto n. Com relação à avaliação.com. e) O nível tático-operacional do PPA compreende os programas e ações. de 10 de outubro de 2008. 6. observando os princípios da eficiência. de 10 de outubro de 2008. na Internet.601. b) A gestão do PPA é coordenada pelo Ministério do Planejamento. com base nos indicadores e metas do PPA. a evolução dos indicadores dos objetivos setoriais. 45 www.601. a) Sistema de Monitoramento e Avaliação do Plano Plurianual 2008-2011 está sob a coordenação do Ministério do Planejamento.CURSO ON-LINE . Legislativo e Judiciário manterá atualizadas. c) Os programas pertencentes ao órgão responsável 92000 (Atividades Padronizadas) estão dispensados da necessidade de vinculação a eles de Gerente e Gerente-Executivo. Orçamento e Gestão estabelecer as atribuições dos Gerentes de Programas e Coordenadores de Ações. 25) (ESAF – APO/MPOG – 2008 . e) Ao Gerente de Programa cabe estimar e avaliar o custo da ação e os benefícios esperados. de avaliação e de revisão do PPA . a) Cada um dos Poderes Executivo. FCC e FGV . que estabeleceu normas para a gestão do Plano Plurianual 2008-2011. não se relaciona ao gerente de programa: a) O gerente de programa é o titular da unidade administrativa à qual o programa está vinculado.Adaptada) O Modelo de Gestão do Plano Plurianual (PPA) foi orientado segundo os critérios de eficiência. em articulação com os demais órgãos do Poder Executivo. identifique a única opção incorreta.Adaptada) O Decreto n. dos programas e das metas das ações do PPA sob sua responsabilidade.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. estabeleceu as normas para a gestão do Plano Plurianual (PPA) e de seus programas.601. 26) (ESAF – APO/MPOG – 2008 . de 10 de outubro de 2008. CESPE. Aponte a opção falsa segundo o referido Decreto. b) O gerente de programa é o responsável pela gestão de programa do PPA. Orçamento e Gestão coordenar os processos de monitoramento.pontodosconcursos. Orçamento e Gestão. em conjunto com o Gerente de Programa. b) Caberá ao Ministério do Planejamento. bem como disponibilizar metodologia. da eficácia e da efetividade da ação governamental.

III e IV. De 46 www. com intuito de alcançar um objetivo específico. II.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES c) O Sistema de Monitoramento e Avaliação é integrado pelos órgãos Comitê de Gestão do PPA. II e IV. D) A LDO compreende as metas e prioridades da administração pública. III e IV. II. e ações não-orçamentárias. caberá a cada Gerente de Programa editar portaria para definir diretrizes e orientações técnicas para o funcionamento do Sistema de Monitoramento e Avaliação do PPA 2008-2011. IV. os objetivos e as metas da administração pública para as despesas de custeio e programas de pouca duração. II e III. A) O PPA estabelecerá as diretrizes. UMA e pelos Gerentes de Programas e Coordenadores de Ação. sobre as receitas e despesas. d) No nível tático. 30) (ESAF – AFC/CGU . III. Secretaria-Executiva. O elemento organizativo central do PPA é o Programa. d) Apenas as afirmativas II. É um instrumento mediador entre o planejamento de longo prazo e os orçamentos anuais que consolidam a alocação dos recursos públicos a cada exercício.br . e) Os resultados apurados no monitoramento e avaliação deverão subsidiar a revisão do PPA. c) Apenas as afirmativas I. b) Apenas as afirmativas I. na forma de projetos. 29) (CESPE – Procurador – PGE/AL – 2008) Assinale a opção correta acerca do tema orçamento. É revisto periodicamente.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF. CMA. B) O orçamento anual compreende o orçamento fiscal.com. incluindo o das fundações instituídas e mantidas pelo poder público. CESPE. atividades e operações especiais. 101/2000) ratificou sua obrigatoriedade para todos os entes da federação. Estão corretas: a) As afirmativas I.CURSO ON-LINE . adotando a estratégia de programação deslizante (Rolling Plan). e) Apenas as afirmativas I e II.2008) A Constituição Federal instituiu o Plano Plurianual .PPA e a Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar n. excluindo as despesas de capital. E) Os planos e programas nacionais e regionais previstos na CF serão elaborados de acordo com a LDO. O impacto dos programas é analisado anualmente a partir de avaliações externas conduzidas por uma equipe de especialistas independentes. decorrente de isenções.pontodosconcursos. entendido como um conjunto articulado de ações orçamentárias. I. FCC e FGV . 28) (ESAF – EPPGG/MPOG – 2008) As afirmativas a seguir se referem ao Plano Plurianual (PPA). C) O PPA será acompanhado de demonstrativo do efeito.

devendo ser consolidado em um único instrumento de planejamento que é o PPA. 47 www. e) Toda ação finalística do Governo Federal deverá ser estruturada em Programas orientados para a consecução dos objetivos estratégicos definidos para o período do Plano Plurianual. as diferenças e desigualdades existentes no território brasileiro. enquanto não for editada a referida lei.CURSO ON-LINE . CESPE. a elaboração e a organização do PPA e. c) Na estrutura dos últimos planos plurianuais da União.br .com. segue-se o disposto no Ato das Disposições Constitucionais Transitórias. as metas representam as parcelas de resultado que se pretende alcançar no período de vigência do PPA. b) A regionalização prevista na Constituição Federal considera.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF.pontodosconcursos. os prazos.mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES acordo com a Constituição e os últimos planos aprovados para o governo federal. apresentação. não há mais a possibilidade da existência de planos e programas nacionais. implantação e avaliação do Plano Plurianual. na formulação. regionais e setoriais. a) Após a Constituição Federal. indique a opção incorreta. FCC e FGV . d) A Constituição Federal remete à lei complementar a disposição sobre a vigência.

com. CESPE. FCC e FGV .br infratores à responsabilização civil e criminal.pontodosconcursos. .CURSO ON-LINE .mais de 300 questões apenas de 2009 e 2008) PROFESSOR: SÉRGIO MENDES GABARITO 1 B 16 C 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 A C C D E E E C E D C A A A 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 E E E C B C C E E A D B B A 48 www.CURSO REGULAR DE AFO EM EXERCÍCIOS (ESAF.