You are on page 1of 13

1.

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGICAS
AUTOMAÇÃO INDÚTRIAL

JURANDIR EDUARDO DOS REIS
RENATO RIBEIRO DA COSTA

2.

LAB 3 CIRCUITOS DE DISPARO EM CA COM SCR’S

Londrina 2013 .JURANDIR EDUARDO DOS REIS RENATO RIBEIRO DA COSTA 3. 4.

Marcelo Rodrigues Londrina 2013 . Orientador: Prof.UNOPAR.LAB 3 CIRCUITOS DE DISPARO EM CA COM SCR’S Trabalho de Automação apresentado à Universidade Norte do Paraná . como requisito parcial para a obtenção de média bimestral na disciplina de eletrônica de potencia.

................................................10 REFERÊNCIAS.......SUMÁRIO 1............................................... 2................ CONCLUSÃO....... 5.....................11 ........... ...............................................

fechando e abrindo S1. não há aparecimento de arco voltaico (o que acontece com um relá). ou seja. mas no início de sua condução é regulado por um eletrodo especial. TRIAC não apresenta “trepidação “ (o que acontece com um relá) ao conduzir. 1. sendo necessário o uso de dissipador. O SCR também é um componente eletrônico semicondutor que trabalha de forma semelhante a um diodo. Outra desvantagem é apossibilidade de aparecimento de grandes picos de corrente ao ligar o circuito a primeira vez. cessará a corrente no SCR e somente haverá corrente na carga. No circuito em que iremos montar para análise prática inicialmente não haverá corrente no SCR e na carga. pois teremos a condição de bloqueio. A grande desvantagem é a dissipação de calor. abrindo-se S2. que recebe o nome de gate (porta). pois voltará à condição inicial (bloqueio). fechando-se S2. permitindo um grande número de operações. (circuitos resistivos). o SCR conduzirá e teremos corrente na carga e no SCR. Permite por exemplo controlar grandes potências a partir de potências relativamente pequenas. permite a passagem da corrente em um único sentido. não haverá corrente na carga e no SCR. MATERIAIS E EQUIPAMENTOS 1 Matriz de contatos 1 osciloscópio 1 gerador de função 2 Led’s 2 Scr’s 1 fonte de alimentação cc 2 pusch Button 1 resistor de 3300 Ω 1 resistor de 2200 Ω 1 resistor de 470 Ω 1 capacitor de 1 µ F 2 resistores de 1k Ω Simulador virtual .3 INTRODUÇÃO O uso do TRIAC como chave assíncrona em circuitos CA leva algumas vantagens em relação à chave mecânica.

4 TRIAC como chave estatica assincrona .

5 .

6 .

7 .

8 .

9 .

10 2. CONCLUSÃO .

Shneider. 1996. Compatibilidade Eletromagnética. Disponível em <http://www. André Barros de Mello.ufmg.pdf>.ptofibus.br/ documents/cadernos. D. ELETRIC. Volume 3.cpdee. Acesso em 19 de junho de 2013.pdf>. MACEDO. OLIVEIRA.schneider-electric.. Eletromagnetismo. Annita. Disponível em <http://www. A. Acesso em 19 de junho de 2013. Disponível em <http://www. Rio de Janeiro: LTC – Livros Técnicos e Científicos Editora S.br/artigos/EMI interferência eletromagnética.pdf>.com. Cesár.tecnicos/tema10 compatibilidade. 1988. Fundamentos de Física. et alli.org.11 REFERÊNCIAS HALLIDAY. .. Interferência Eletromagnética. CASSIOLATO. Introdução ao Estudo da Interferência Eletromagnética (EMI) no Projeto de Placas de Circuito Impresso (PCBs) de Fontes Chaveadas.br/~jramirez/ disciplinas/eletromag pos/trab7.A. Acesso em 19 de junho de 2013. Rio de Janeiro: Editora Guanabara S.