COMO EVANGELIZAR?

Rev. Carlos Patente

Nada melhor do que aprender a evangelizar com Jesus, o mestre por excelência. Antes de ordenar seus discípulos a saírem pelos quatro cantos da terra pregando o Evangelho, Ele procurou deixar o exemplo. Entre tantos, quero pensar no que Ele fez, indo ao encontro do endemoninhado de Gadara, tirando-o das trevas, trazendo-o para luz – Marcos 5:1-20.

1º. AMOU A QUEM NINGUÉM AMAVA O homem a quem Jesus amou não era amado por ninguém, nem pelos seus familiares. Vivia nos sepulcros, ferindo-se com pedras. Era alvo da indiferença e do desprezo dos que o cercavam, mas, de igual modo, era alvo do amor compulsivo de Deus e isso impulsionou Jesus a ir ao seu encontro. 2º. VALORIZOU A QUEM NINGUÉM VALORIZAVA O homem a quem Jesus valorizou, não tinha valor algum aos olhos humanos. Contudo, ao contrário de muitos líderes que cancelam compromissos importantes, agendados previamente, para se encontrarem-se com algum "figurão", Jesus interrompeu uma grande "concentração evangelística", para ir ao encontro de quem ninguém queria encontrar: O endemoninhado de Gadara, homem sem nenhum prestígio ou influência no seio da sociedade, mas que representava muito aos olhos de Deus! 3º. INVESTIU EM QUEM NINGUÉM INVESTIA O homem em quem Jesus investiu, ninguém dava nada por ele. Para os moradores da cidade de Gadara, até os porcos tinham mais valor do que ele, mas Jesus o valorizou tanto, que foi capaz de interromper a sua agenda, sacrificar o seu descanso, enfrentar a fúria do mar, a incredulidade dos seus discípulos, a rejeição dos moradores de Gadara, de quem se esperava solidariedade e, por fim, a hostilidade e a oposição do diabo; tudo com o propósito de libertá-lo da escravidão espiritual em que se encontrava…e salvá-lo. 4º. CONFIOU EM QUEM NINGUÉM CONFIAVA O homem em quem Jesus confiou, não merecia a confiança de ninguém, prova é, que ele foi encontrado nos sepulcros e, não, em uma casa ou abrigo qualquer. A esse homem, depois de libertá-lo, Jesus confiou a mais sublime de todas as tarefas: A de pregar o Evangelho aos que, ainda, não O conheciam. Em obediência a quem o comissionou, foi às dez cidades circunvizinhas, pregou e mostrou, através da sua vida transformada, o que Jesus fez por ele. O resultado? "Todos se maravilhavam". Vs. 20. Ao agir da forma como agiu, Jesus nos deixou o exemplo de como é que se evangeliza: Amando, valorizando e investindo nas pessoas pelo que elas são e representam diante de Deus, e, não, pelo que elas têm e representam diante dos homens. Aprendamos a evangelizar com o Mestre!