You are on page 1of 35

Do Provimento

Art. 5º § 3º As universidades E instituições de pesquisa científica e tecnológica federais Poderão prover seus cargos com

Das Disposições Preliminares

Art. 4º

1) Professores 2) Técnicos 3) e Cientistas De acordo com as normas e os procedimentos desta lei. Estrangeiros

É PROIBIDA a prestação de serviços gratuitos,

SALVO os casos previstos em lei.

(TST/ Segurança Judiciária/ FCC/ 2012) Em relação à Lei no 8.112/90, que dispõe sobre o Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União, das Autarquias e das Fundações, é correto afirmar que a) suas disposições aplicam-se, também, aos servidores públicos civis dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, bem como às respectivas autarquias e fundações. b) servidor é a pessoa legalmente investida em emprego público. c) cargo público é o conjunto de atribuições e responsabilidades previstas na estrutura organizacional que devem ser cometidas a um servidor. d) os cargos públicos são acessíveis a todos os brasileiros e estrangeiros. e) é permitida a prestação de serviços gratuitos, salvo os casos previstos em lei.
Praça da República 76/80 – São Paulo - SP - Tel. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123

(TST/ Segurança Judiciária/ FCC/ 2012) Em relação à Lei no 8.112/90, que dispõe sobre o Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União, das Autarquias e das Fundações, é correto afirmar que a) suas disposições aplicam-se, também, aos servidores públicos civis dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, bem como às respectivas autarquias e fundações. b) servidor é a pessoa legalmente investida em emprego público. c) cargo público é o conjunto de atribuições e responsabilidades previstas na estrutura organizacional que devem ser cometidas a um servidor. d) os cargos públicos são acessíveis a todos os brasileiros e estrangeiros. e) é permitida a prestação de serviços gratuitos, salvo os casos previstos em lei.
www.neafconcursos.com.br

Matéria – Lei 8.112/90

Artigos

Do Provimento
1) a nacionalidade brasileira; Art. 5º São requisitos básicos para investidura em cargo público: 2) o gozo dos direitos políticos; 3) a quitação com as obrigações Militares e eleitorais

Título II – Do Provimento, Vacância, Remoção, Redistribuição e Substituição Capítulo I Do Provimento Seção I Disposições Gerais Seção II Da Nomeação Seção III Do Concurso Público Seção IV Da Posse e do Exercício Seção V Da Estabilidade Art. 5º ao Art. 32 Art. 5º ao Art. 8º Art. 9º ao Art. 10 Art. 11 ao Art. 12 Art. 13 ao Art. 20 Art. 21 ao Art. 22

4) o nível de escolaridade exigido para o exercício do cargo; 5) a idade mínima de 18 anos; 6) aptidão física e mental.

§ 1º As atribuições do cargo podem

justificar a exigência de outros requisitos estabelecidos em lei.

Do Provimento
1) a nacionalidade brasileira Art. 12. São brasileiros: I - natos: a) os nascidos na República Federativa do Brasil, ainda que de pais estrangeiros, desde que estes não estejam a serviço de seu país; b) os nascidos no estrangeiro, de pai brasileiro ou mãe brasileira, desde que qualquer deles esteja a serviço da República Federativa do Brasil; c) os nascidos no estrangeiro de pai brasileiro ou de mãe brasileira, desde que sejam registrados em repartição brasileira competente OU venham a residir na República Federativa do Brasil e optem, em qualquer tempo, depois de atingida a maioridade, pela nacionalidade brasileira; (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 54, de 2007)
Praça da República 76/80 – São Paulo - SP - Tel. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123

Do Provimento
II - naturalizados: a) os que, na forma da lei, adquiram a nacionalidade brasileira, exigidas aos originários de países de língua portuguesa apenas residência por um ano ininterrupto e idoneidade moral; b) os estrangeiros de qualquer nacionalidade, residentes na República Federativa do Brasil há mais de quinze anos ininterruptos e sem condenação penal, desde que requeiram a nacionalidade brasileira. (Redação dada pela Emenda Constitucional de Revisão nº 3, de 1994)
www.neafconcursos.com.br

Do Provimento
§ 1º. Aos portugueses com residência permanente no País, se houver reciprocidade em favor de brasileiros, serão atribuídos os direitos inerentes ao brasileiro, salvo os casos previstos nesta Constituição. (Redação dada pela Emenda Constitucional de Revisão nº 3, de 1994)

Do Provimento
§ 3º - São privativos de brasileiro nato os cargos: I - de Presidente e Vice-Presidente da República; II - de Presidente da Câmara dos Deputados; III - de Presidente do Senado Federal; IV - de Ministro do Supremo Tribunal Federal;

§ 2º. A lei não poderá estabelecer distinção entre brasileiros natos e naturalizados, salvo nos casos previstos nesta Constituição.

V - da carreira diplomática; VI - de oficial das Forças Armadas. VII - de Ministro de Estado da Defesa

(CESPE - TRE/RJ – Contabilidade- 2012)
Tendo em vista que a nacionalidade é um dos requisitos para investidura em cargos públicos, é correto afirmar que estrangeiro não pode exercer qualquer atividade de natureza pública. ( ) Certo ( ) Errado

(CESPE - TRE/RJ – Contabilidade- 2012)
Tendo em vista que a nacionalidade é um dos requisitos para investidura em cargos públicos, é correto afirmar que estrangeiro não pode exercer qualquer atividade de natureza pública. ( ) Certo ( X ) Errado

Praça da República 76/80 – São Paulo - SP - Tel. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123

www.neafconcursos.com.br

15. enquanto durarem seus efeitos. II .com. 6 – Aptidão Física e Mental Casuísticas: Penitenciária feminina – cargo apenas mulheres Médico polícia militar – altura 1. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. Do Provimento 4) Nível de escolaridade Súmula 266 do STJ O diploma ou habilitação legal para o exercício do cargo deve ser exigido na posse e não na inscrição para o concurso público.br . 2) o gozo dos direitos políticos. Objeto de prova da FUNCAB – 2010 – Analista.Tel. 5º. 5) a idade mínima de 18 anos.condenação criminal transitada em julgado. VIII. 6) aptidão física e mental. IV .70 Praça da República 76/80 – São Paulo .recusa de cumprir obrigação a todos imposta ou prestação alternativa. nos termos do art. V . III . 7º. XXX.SP . § 4º.Do Provimento 2) Gozo dos direitos políticos Art. nos termos do art.cancelamento da naturalização por sentença transitada em julgado. cuja perda ou suspensão só se dará nos casos de: I .neafconcursos. DA CONSTITUIÇÃO. 4) o nível de escolaridade exigido para o exercício do cargo. 3) a quitação com as obrigações Militares e eleitorais São requisitos básicos para investidura em cargo público: CF de 1988: Art. § 1º As atribuições do cargo podem justificar a exigência de outros requisitos estabelecidos em lei. É vedada a cassação de direitos políticos. Do Provimento 5) Idade Mínima Súmula STF . 5º Do Provimento 1) a nacionalidade brasileira.incapacidade civil absoluta. QUANDO POSSA SER JUSTIFICADO PELA NATUREZA DAS ATRIBUIÇÕES DO CARGO A SER PREENCHIDO.improbidade administrativa.683 O LIMITE DE IDADE PARA A INSCRIÇÃO EM CONCURSO PÚBLICO SÓ SE LEGITIMA EM FACE DO ART. 37.

não se tem como constitucional a exigência de altura mínima. 5º § 2º Às pessoas portadoras de deficiência é assegurado o direito de se inscrever em concurso público para provimento de cargo cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência de que são portadoras. Rel. Rel. 37. DJ de 7-5-1999. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www.neafconcursos. julgamento em 119-2001. Art. Decreto 3289/99 – Garante percentual mínimo de 5%.Do Provimento "Concurso público – Fator altura. Primeira Turma. Ellen Gracie.br . no que implica fator de tratamento diferenciado com a função a ser exercida. DJ de 11-10-2001. julgamento em 15-12-1998.455. de um metro e sessenta para a habilitação ao cargo de escrivão. considerados homens e mulheres. Art . Estrangeiros CF. Obs. Marco Aurélio." (RE 150. julgamento em 9-9-2003. RE 194.70 Do Provimento 6) Aptidão Física e Mental Súmula 686 do STF SÓ POR LEI SE PODE SUJEITAR A EXAME PSICOTÉCNICO A HABILITAÇÃO DE CANDIDATO A CARGO PÚBLICO. Do Provimento Art. No âmbito da polícia.) No mesmo sentido: AI 384. 2) Técnicos 3) e Cientistas De acordo com as normas e os procedimentos desta lei. VIII .952.Tel. Min.com. há de perquirir-se a sintonia da exigência. Segunda Turma. ao contrário do que ocorre com o agente em si. Carlos Velloso. Praça da República 76/80 – São Paulo . cuja natureza é estritamente escriturária. Rel. Min. Caso a caso. Casuísticas: Penitenciária feminina – cargo apenas mulheres Médico polícia militar – altura 1.050-AgR. muito embora de nível elevado. DJ de 10-10-2003.a lei reservará percentual dos cargos e empregos públicos para as pessoas portadoras de deficiência e definirá os critérios de sua admissão. 5º § 3º As universidades Do Provimento E instituições de pesquisa científica e tecnológica federais Poderão prover seus cargos com 1) Professores para tais pessoas serão reservadas até 20% das vagas oferecidas no concurso. Min. Segunda Turma.SP .

Área Administrativa. d) A idade mínima para a investidura em cargo público é dezesseis anos.a Região A investidura em cargo público ocorrerá com a nomeação.com. c) As universidades podem prover seus cargos com professores estrangeiros. o candidato deve ter. assinale a opção correta. FCC. ( ) Certo ( ) Errado Art. o ensino fundamental completo.2013) Acerca dos requisitos para a investidura em cargo público.SP . vedada qualquer alegação de incompatibilidade entre a deficiência e o cargo.2013) (CESPE – TRE/MS .Contabilidade . b) Para ser investido em cargo público. e) A investidura em o cargo público é concretizada com a publicação da nomeação no Diário Oficial Do Provimento Art. 7º A investidura em cargo público ocorrerá com a posse. TRF 4.br . b) Para ser investido em cargo público. c) As universidades podem prover seus cargos com professores estrangeiros. vedada qualquer alegação de incompatibilidade entre a deficiência e o cargo. 6º O provimento dos cargos públicos far-se-á mediante ato da autoridade competente de cada Poder.(CESPE – TRE/MS .Tel. 7º COM A POSSE Praça da República 76/80 – São Paulo . 2010. assinale a opção correta. ao menos. ART. ao menos. d) A idade mínima para a investidura em cargo público é dezesseis anos. e) A investidura em o cargo público é concretizada com a publicação da nomeação no Diário Oficial Acerca dos requisitos para a investidura em cargo público. Analista Judiciário. o ensino fundamental completo.neafconcursos. o candidato deve ter. a) Vinte por cento das vagas de todos os concursos públicos devem ser reservadas aos portadores de deficiência.Contabilidade . a) Vinte por cento das vagas de todos os concursos públicos devem ser reservadas aos portadores de deficiência. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www.

TRF 4. 13 ao Art. inclusive na condição de interino. 10 Art. Redistribuição e Substituição Capítulo I Do Provimento Seção I Disposições Gerais Seção II Da Nomeação Seção III Do Concurso Público Seção IV Da Posse e do Exercício Seção V Da Estabilidade Art. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www.Tel. 12 Art. 9º A nomeação far-se-á: Título II – Do Provimento. 9º ao Art. Vacância.neafconcursos.br . 2010. Analista Judiciário.SP . Praça da República 76/80 – São Paulo . 32 Art.112/90 Artigos Da Nomeação Art. 5º ao Art. ( ) Certo ( X ) Errado Do Provimento Art. 8º São formas de PROVIMENTO de cargo público: 1) Readaptação 2) Reversão 3) Reintegração 4) Recondução 5) Promoção 6) Aproveitamento 7) Nomeação Provimento ORIGINÁRIO Provimento DERIVADO Matéria – Lei 8. para cargos de confiança vagos. 5º ao Art. Remoção. 11 ao Art.com.FCC.a Região A investidura em cargo público ocorrerá com a nomeação. Área Administrativa. 21 ao Art. 20 Art. 8º 1) em caráter efetivo Art. 22 2) em comissão quando se tratar de cargo isolado de provimento efetivo ou de carreira.

as demais entidades controladas direta ou indiretamente pela União. na forma prevista em lei.Tel. A nomeação para Da Nomeação cargo de carreira ou cargo isolado de provimento efetivo 1) provas ou 2) de provas e títulos obedecidos 1) a ordem de classificação 2) e o prazo de sua validade. atribuições do que depende de prévia habilitação em concurso público de hipótese em que deverá optar pela remuneração de um deles durante o período da interinidade Da Nomeação Constituição Federal Art. as Sociedades de Economia Mista. 9º Parágrafo único.neafconcursos.Da Nomeação Art. nomeado para ter exercício. mesmo que visem a objetivos estritamente econômicos. as Empresas Públicas e. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 . II . em regime de competitividade com a iniciativa privada” www. ressalvadas as nomeações para cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração. O servidor ocupante de cargo em comissão ou de natureza especial Art. interinamente. em outro cargo de confiança. 37. (Redação dada pela Emenda Da Nomeação Súmula 231 do TCU “A exigência de concurso público para admissão de pessoal se estende a toda a Administração Indireta. ainda. 10.com. poderá ser sem prejuízo das atualmente ocupa. de acordo com a natureza e a complexidade do cargo ou emprego. nela compreendidas as Autarquias. de 1998) Praça da República 76/80 – São Paulo .SP .a investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos.br Constitucional nº 19. as Fundações instituídas e mantidas pelo Poder Público.

FCC. 2009. DPE/SP O princípio constitucional da exigibilidade de concurso público aplica-se aos poderes e entes da federação. conforme dispuserem a lei e o regulamento do respectivo plano de carreira quando indispensável ao seu custeio. ( ) Certo ( ) Errado FCC. ( ) Certo ( X ) Errado Da Nomeação Art. exceto às sociedades de economia mista e paraestatais com regime celetista.br . e RESSALVADAS as hipóteses de isenção nele expressamente previstas. DPE/SP O princípio constitucional da exigibilidade de concurso público aplica-se aos poderes e entes da federação. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. Do Concurso Público provas ou de provas e títulos O concurso será de Os demais requisitos para em 2 etapas. 10. Praça da República 76/80 – São Paulo . exceto às sociedades de economia mista e paraestatais com regime celetista. 11. o ingresso e o desenvolvimento do servidor na carreira mediante promoção podendo ser realizado serão estabelecidos pela lei que fixar as diretrizes do sistema de carreira na Administração Pública Federal e seus regulamentos Art.neafconcursos. Defensor Público. 2009.com.SP . condicionada a inscrição do candidato ao pagamento do valor fixado no edital. Defensor Público.Tel. Parágrafo único.

durante o prazo improrrogável previsto no edital de convocação. 12. que será publicado no Diário Oficial da União e em jornal diário de grande circulação. 37. direito adquirido à nomeação ( ) Certo ( ) Errado Art. TCU – CONTROLE EXTERNO Em conformidade com a jurisprudência do STF. a simples aprovação em concurso público.br . 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. NÃO É OBRIGATÓRIO TAL PRAZO DE PRORROGAÇÃO C.neafconcursos. IV . Praça da República 76/80 – São Paulo .SP . para o habilitado. gera.Tel. na carreira. prorrogável uma vez por igual período § 2º Não se abrirá novo concurso enquanto houver candidato aprovado em concurso anterior com prazo de validade não expirado.Do Concurso Público Art. aquele aprovado em concurso público de provas ou de provas e títulos será convocado com prioridade sobre novos concursados para assumir cargo ou emprego. ainda que fora do número de vagas.com.F DIZ O OPOSTO Da Nomeação CONSTITUIÇÃO FEDERAL CESPE 2009. O prazo de validade do concurso público Será de Do Concurso Público § 1º ATÉ 2 anos O prazo de validade do concurso e as condições de sua realização serão fixados em EDITAL.

Redistribuição e Substituição Capítulo I Do Provimento Seção I Disposições Gerais Seção II Da Nomeação Seção III Do Concurso Público Seção IV Da Posse e do Exercício Seção V Da Estabilidade Art. 22 Praça da República 76/80 – São Paulo . PREVISÃO DE VAGAS EM EDITAL.Tel. Min. Vacância. CANDIDATO APROVADO DENTRO DO NÚMERO DE VAGAS PREVISTAS NO EDITAL.112/90 Artigos Título II – Do Provimento. 11 ao Art. 21 ao Art. (. 5º ao Art.neafconcursos. Rel. 20 Art. Carmen Lúcia. para o habilitado. 13 ao Art. 5º ao Art.” GERAL.480/RJ.br . Min. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. 8º Art.. 9º ao Art. 12 Art. 10/08/11 “RECURSO EXTRAORDINÁRIO. Rel. I.. 32 Art. DIREITO À NOMEAÇÃO DOS CANDIDATOS APROVADOS. gera.SP .)” CESPE 2009.Direito à Nomeação STF – RE nº 598. Remoção.099. REPERCUSSÃO Da Nomeação STF – RE nº 227. DIREITO À NOMEAÇÃO.com. ainda que fora do número de vagas. Gilmar Mendes. 10 Art. 21/08/09 “Os candidatos aprovados em concurso público têm direito subjetivo à nomeação para posse que vier a ser dada nos cargos vagos existentes ou nos que vierem a vagar no prazo de validade do concurso. TCU – CONTROLE EXTERNO Em conformidade com a jurisprudência do STF. direito adquirido à nomeação ( ) Certo ( x ) Errado Matéria – Lei 8. CONCURSO PÚBLICO. a simples aprovação em concurso público.

Tel. Da Posse ATENÇÃO !!! PRAZO PARA POSSE § 1º A posse ocorrerá no prazo de 30 contados da publicação do ato de provimento. A posse dar-se-á pela assinatura do respectivo termo no qual deverão constar 1) as atribuições 2) os deveres 3) as responsabilidades 4) e os direitos inerentes ao cargo ocupado Da Posse Art.SP . 13. A respeito da situação hipotética acima e considerando que os servidores do INPI são regidos pela Lei n. contados da publicação do ato de provimento. para o cargo de médico de Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).neafconcursos. § 6º Será tornado sem efeito o ato de provimento se a posse não ocorrer no prazo previsto no § 1º deste artigo. os atos de ofício § 1º A posse ocorrerá no prazo de 30 dias contados da publicação do ato de provimento. e foi aprovado em primeiro lugar.Regime Jurídico Único.br .112. Manoel terá de tomar posse no cargo de médico do INPI até 18/6/2005. 30 DIAS Manoel prestou concurso público.Da Posse Art. de 11/12/1990 . 13. 30 dias ( ) Certo ( ) Errado Praça da República 76/80 – São Paulo . § 4º Só haverá posse nos casos de provimento de cargo por nomeação que não poderão ser alterados UNILATERALMENTE. por qualquer das partes RESSALVADOS previstos em lei. sob pena de ser tornado sem efeito o ato de nomeação. “CESPE /TRT 16ª REGIÃO/ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA/2005) dias Art. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www.º 8.com. tendo sido nomeado em 2/6/2005. 13. com a respectiva publicação da nomeação no Diário Oficial da União em 2/6/2005.

102. cumulativo ao longo do tempo de serviço público prestado à União. sob pena de ser tornado sem efeito o ato de nomeação. "b".SP . IV.907. Manoel terá de tomar posse no cargo de médico do INPI até 18/6/2005.júri e outros serviços obrigatórios por lei. "d". § 2º Art. 81. § 2º em licença prevista nos incisos I. para o cargo de médico de Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).Regime Jurídico Único. 97.férias. Conceder-se-á ao servidor licença: I . 102 o prazo será contado do término do impedimento.“CESPE /TRT 16ª REGIÃO/ANALISTA JUDICIÁRIO – ÁREA ADMINISTRATIVA/2005) Da Posse Art. são considerados como de efetivo exercício os afastamentos em virtude de: I . Da Posse ou afastado nas hipóteses dos incisos I. d) por motivo de acidente em serviço ou doença profissional. e foi aprovado em primeiro lugar. com a respectiva publicação da nomeação no Diário Oficial da União em 2/6/2005. III e V do art. VIII . "b". b) para tratamento da própria saúde. Art. V – p/ capacitação.º 8. 102. que esteja na data de publicação do ato de provimento. VIII. "d".por motivo de doença em pessoa da família. Manoel prestou concurso público. Além das ausências ao serviço previstas no art. conforme dispuser o regulamento.Tel. 13. que esteja na data de publicação do ato de provimento.licença: a) à gestante. até o limite de 24 meses. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 . § 2º Art.112. IV . III . em se tratando de servidor. (Redação dada pela Lei nº 11.participação em programa de treinamento regularmente instituído. de 11/12/1990 . de 2009) o prazo será contado do término do impedimento. à adotante e à paternidade. ou em programa de pós-graduação stricto sensu no País. 81 Art. que esteja na data de publicação do ato de provimento.br Praça da República 76/80 – São Paulo . em se tratando de servidor. ( ) Certo ( X ) Errado ou afastado nas hipóteses dos incisos I. VIII. em se tratando de servidor. 13. o prazo será contado do término do impedimento. "e" e "f". Além das ausências ao serviço previstas no art. alíneas "a". IX e X do art. em cargo de provimento efetivo.p/ o serviço militar. 102 Da Posse Art. 13. alíneas "a".neafconcursos. são considerados como de efetivo exercício os afastamentos em virtude de: VI . VI. "e" e "f". A respeito da situação hipotética acima e considerando que os servidores do INPI são regidos pela Lei n. IV. tendo sido nomeado em 2/6/2005.com. IX e X do art. www. VI. 97.

( ) Certo ( ) Errado (FCC. VIII. o servidor apresentará declaração de bens e valores que constituem seu patrimônio Cargo e declaração quanto ao exercício ou não de outro emprego ou função pública. ou afastado nas hipóteses dos incisos I. Área Administrativa.br . 13. Entretanto na data de publicação do ato de provimento Victor encontrava-se afastado servindo no júri.deslocamento para a nova sede de que trata o art. IX . Entretanto na data de publicação do ato de provimento Victor encontrava-se afastado servindo no júri. Além das ausências ao serviço previstas no art. 102 (FCC.neafconcursos. TRT/MA ) Art. f) por convocação para o serviço militar. o prazo legal para sua posse será contado do término do impedimento. Técnico Judiciário. na qualidade de jurado. 97. o prazo legal para sua posse será contado do término do impedimento. X . conforme dispuser o regulamento. 13. VI. no País ou no exterior. 2009. ( X) Certo ( ) Errado Praça da República 76/80 – São Paulo . são considerados como de efetivo exercício os afastamentos em virtude de: e) para capacitação. que esteja na data de publicação do ato de provimento. Técnico Judiciário. A posse poderá dar-se mediante procuração específica Art. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www.Tel. Área Administrativa. IX e X do art. Victor foi nomeado técnico judiciário junto ao Tribunal Regional do Trabalho. conforme disposto em lei específica. na qualidade de jurado.Da Posse Art. 102. "e" e "f". § 5º No ato da posse. IV.participação em competição desportiva nacional ou convocação para integrar representação desportiva nacional. § 3º Victor foi nomeado técnico judiciário junto ao Tribunal Regional do Trabalho. 2009. em se tratando de servidor. 18. "b".SP . § 2º o prazo será contado do término do impedimento. "d". alíneas "a". Nesse caso. 13. Nesse caso. TRT/MA ) Da Posse Art.com.

( ) Certo ( ) Errado ( ) Certo ( X ) Errado Da Posse Art. conferidos ao servidor mais trinta dias para entrar em exercício no cargo. A posse em cargo dependerá de prévia Parágrafo único.br . é o efetivo desempenho das atribuições do cargo público ou da função de confiança § 1º É de 15 dias o prazo para o servidor empossado em cargo público entrar em exercício contados da data da posse Praça da República 76/80 – São Paulo .Tel. A posse do servidor público nomeado.neafconcursos. que pode ocorrer mediante procuração específica. deve acontecer no prazo de trinta dias contados da publicação do ato de provimento. 15.com. ainda. público Do Exercício Exercício inspeção médica oficial. sendo. Só poderá ser empossado aquele que for julgado apto Física e mentalmente para o exercício do cargo.2013) (CESPE – MPU – Técnico do MPU . que pode ocorrer mediante procuração específica.2013) A posse do servidor público nomeado. Art.SP . 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. conferidos ao servidor mais trinta dias para entrar em exercício no cargo.(CESPE – MPU – Técnico do MPU . 14. sendo. deve acontecer no prazo de trinta dias contados da publicação do ato de provimento. ainda.

br . O servidor será exonerado do cargo ou o ato de sua designação para função de confiança será tornado sem efeito. se ele não entrar em exercício no prazo improrrogável de quinze dias. contados da data da posse. contados da data da posse. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. que não poderá exceder a 30 dias da publicação observado o disposto no art.neafconcursos.2009) O servidor será exonerado do cargo ou o ato de sua designação para função de confiança será tornado sem efeito. 15. 18.SP . Art. se ele não entrar em exercício no prazo improrrogável de quinze dias.com. 15 § 2º Do Exercício se o servidor não entrar em exercício nos prazos previstos neste artigo.Do Exercício – FC e CJ Art. § 4º O início do exercício de função de confiança coincidirá com a data de publicação do ato de designação.2009) (CESPE – TRE/MA – Analista Judiciário .Tel. ( ) Certo ( ) Errado ( ) Certo ( X ) Errado Praça da República 76/80 – São Paulo . será SALVO QUANDO o servidor estiver em licença ou afastado por qualquer outro motivo legal EXONERADO do cargo ou será tornado sem efeito o ato de sua designação para função de confiança PARA CARGOS EFETIVOS hipótese em que recairá no 1º dia útil após o término do impedimento. (CESPE – TRE/MA – Analista Judiciário .

SP .br . registrados no assentamento individual do servidor A promoção não interrompe o tempo de exercício. serão Do Exercício Art.neafconcursos. a partir da data de publicação do ato que promover o servidor. que é contado no novo posicionamento na carreira Ao entrar em exercício os elementos necessários ao seu assentamento individual. Praça da República 76/80 – São Paulo . Do Exercício Art. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. 17. o servidor apresentará ao órgão competente do exercício. 15.Posse e Exercício Art. § 3º Nomeação Posse Exercício Do Exercício À autoridade competente do órgão ou entidade para onde o servidor for Nomeado ou designado Se a posse não ocorrer no prazo de 30 dias Se o servidor não entrar em exercício no prazo de 15 dias O ato torna-se SEM EFEITO Será EXONERADO do cargo compete dar-lhe exercício. 1) O início 2) a suspensão 3) a interrupção 4) e o reinício Parágrafo único.com.Tel. 16.

Período de Trânsito Art.SP . 45 dias de prazo. 30 dias de prazo. 48 horas para deslocamento para a nova sede. nesse prazo. contados da publicação do ato. em razão de sua remoção. Período de Trânsito contados da publicação do ato. b) quinze e. o tempo de. 18. no mínimo Na hipótese de o servidor encontrar-se em 1) licença 2) ou afastado legalmente o prazo a que se refere este artigo será contado a partir do término do impedimento. contados da publicação do ato.br Praça da República 76/80 – São Paulo .com. § 1º (TST/ Segurança Judiciária/ FCC/ 2012) Pedro é servidor público federal. para a retomada do efetivo desempenho das atribuições do cargo. 18. sem incluir. 30 dias de prazo. no mínimo. 30 dias de prazo incluído nesse prazo o tempo necessário para o deslocamento para a nova sede. incluído nesse prazo o tempo necessário para o deslocamento para a nova sede. exercendo suas funções na cidade de Campinas/SP. no máximo. terá. no máximo.Período de Trânsito Art. incluído nesse prazo o tempo necessário para o deslocamento para a nova sede. no máximo. www. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 . Pedro. c) dez e. 10 dias 1) Removido O servidor que deva ter exercício em outro município em razão de ter sido 2) Redistribuído 3) Requisitado 4) Cedido 5) ou posto provisório em exercício § 2º É FACULTADO ao servidor declinar desses prazos terá no máximo.neafconcursos. para a retomada do efetivo desempenho das atribuições do cargo. para a retomada do efetivo desempenho das atribuições do cargo. Neste caso. no máximo. a) dez e. e é removido de ofício pela Autoridade Competente para a cidade de Ribeirão Preto. para a retomada do efetivo desempenho das atribuições do cargo. contados do ato da publicação do ato.Tel.

120. 20 dias de prazo. O servidor vinculado ao regime desta Lei. incluído nesse prazo o tempo necessário para o deslocamento para a nova sede. sem incluir. quando investido em cargo de provimento em comissão. contados da publicação do ato. no máximo. b) quinze e. Do Exercício Art. 19 § 1º O ocupante de 1) cargo comissão em submete-se 2) ou função de confiança a regime de integral dedicação ao serviço respeitada a duração máxima do trabalho semanal de 40 horas mínimo e máximo de 6 horas de 8 horas diárias observado o disposto no art. que acumular licitamente 2 cargos efetivos. no máximo. para a retomada do efetivo desempenho das atribuições do cargo. contados da publicação do ato. 45 dias de prazo. para a retomada do efetivo desempenho das atribuições do cargo. no mínimo a) dez e. para a retomada do efetivo desempenho das atribuições do cargo. contados do ato da publicação do ato. 19. Pedro. nesse prazo. 120 podendo ser convocado sempre que houver interesse da Administração.Tel. para a retomada do efetivo desempenho das atribuições do cargo. no máximo. salvo na hipótese em que houver compatibilidade de horário e local com o exercício de um deles. o tempo de. contados da publicação do ato. sem incluir.neafconcursos. no máximo. o tempo de. 48 horas para deslocamento para a nova sede. incluído nesse prazo o tempo necessário para o deslocamento para a nova sede. em razão de sua remoção. 45 dias de prazo. exercendo suas funções na cidade de Campinas/SP. 30 dias de prazo. no máximo. no máximo. 30 dias de prazo.com. declarada pelas autoridades máximas dos órgãos ou entidades envolvidos. e é removido de ofício pela Autoridade Competente para a cidade de Ribeirão Preto. incluído nesse prazo o tempo necessário para o deslocamento para a nova sede. no máximo.SP . c) dez e. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 . e observados os limites Art. nesse prazo. ficará afastado de ambos os cargos efetivos. Os servidores cumprirão jornada de trabalho fixada em razão das atribuições pertinentes aos respectivos cargos Do Exercício Art.br Praça da República 76/80 – São Paulo . Neste caso. www.(TST/ Segurança Judiciária/ FCC/ 2012) d) quinze e. terá. e) cinco e. para retomada do efetivo desempenho das atribuições do cargo. contados do ato da publicação do ato. (TST/ Segurança Judiciária/ FCC/ 2012) Pedro é servidor público federal. 48 horas para deslocamento para a nova sede.

Analista Judiciário . Nesse caso.2007) Vinicius. e quatro e seis horas. a duração máxima do trabalho semanal e os limites mínimo e máximo diários. Vinicius estará sujeito. Nesse caso. E) quarenta e oito horas. Tendo em vista a jornada de trabalho fixada em razão das atribuições pertinentes ao respectivo cargo. em horas.com. EX: MÉDICO . a A) quarenta horas. de regra. e quatro e oito horas.neafconcursos. 20. Vinicius estará sujeito. C) quarenta e seis horas. na qualidade de servidor público federal. e quatro e oito horas. o servidor nomeado para CARGO de provimento efetivo ficará sujeito a estágio probatório por período de 24 meses 3 ANOS Atenção Vide EC nº 19 durante o qual a sua aptidão e capacidade serão objeto de avaliação para o desempenho do cargo Praça da República 76/80 – São Paulo . e seis e dez horas.SP . Ao entrar em exercício.2007) Vinicius. e seis e dez horas. em horas. respectivamente. a A) quarenta horas. D) quarenta e oito horas. presta serviços no Tribunal Regional Eleitoral de certo Estado brasileiro. respectivamente. e seis e oito horas.Tel. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. 19 § 2º (TRE-PB . B) quarenta horas.FCC . de regra. e seis e oito horas.br . O disposto neste artigo NÃO SE APLICA a duração de trabalho estabelecida em LEIS ESPECIAIS. é certo que deverá ser respeitada. e seis e dez horas. a duração máxima do trabalho semanal e os limites mínimo e máximo diários.Analista Judiciário .Do Exercício Art. B) quarenta horas.20H SEMANAIS (TRE-PB . e quatro e seis horas. na qualidade de servidor público federal. presta serviços no Tribunal Regional Eleitoral de certo Estado brasileiro. C) quarenta e seis horas. E) quarenta e oito horas.FCC . Estágio Probatório Art. e seis e dez horas. D) quarenta e oito horas. Tendo em vista a jornada de trabalho fixada em razão das atribuições pertinentes ao respectivo cargo. é certo que deverá ser respeitada.

2009 1) Assiduidade 2) Disciplina observados os seguinte fatores: “(.SP . c) produtividade do servidor através de exercícios simulados nos seis primeiros meses.br .) TJ/AP 2009 .) o prazo do estágio probatório dos servidores públicos deve observar a alteração promovida pela Emenda Constitucional nº 19/98 no art.MANDADO DE SEGURANÇA Nº 12.112/90.com.. Praça da República 76/80 – São Paulo .523 – DF. Rel.FCC .. apesar de institutos jurídicos distintos. 20 da Lei no 8. o estágio probatório visa a avaliar: a) honestidade do servidor através da declaração periódica de patrimônio por um período de cinco anos. por meio de provas objetivas anuais durante os três primeiros anos. no tocante ao aumento do lapso temporal para a aquisição da estabilidade no serviço público para 3 (três) anos. Min.Analista Judiciário Administrativa Segundo o art. 20 da Lei no 8. d) assiduidade do servidor por meio de cartão de ponto nos primeiros 18 meses.112/90. visto que. o estágio probatório visa a avaliar: a) honestidade do servidor através da declaração periódica de patrimônio por um período de cinco anos. d) assiduidade do servidor por meio de cartão de ponto nos primeiros 18 meses. b) capacidade intelectual do servidor. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 TJ/AP 2009 . e) competência do servidor através de avaliações periódicas de desempenho durante os primeiros dois anos.03.FCC . 41 da 3) Capacidade de iniciativa 4) Produtividade 5) Responsabilidade Constituição Federal.Analista Judiciário Administrativa Segundo o art.22.neafconcursos. e) competência do servidor através de avaliações periódicas de desempenho durante os primeiros dois anos. por meio de provas objetivas anuais durante os três primeiros anos. b) capacidade intelectual do servidor. encontram-se pragmaticamente ligados (. c) produtividade do servidor através de exercícios simulados nos seis primeiros meses. Felix Ficher .Estágio Probatório Estágio Probatório STJ ... www.Tel.

Tel. 3) SEM PREJUÍZO da continuidade de apuração dos fatores enumerados nos incisos I a V do caput deste artigo deste artigo. 20. 29.DAS. de acordo com o que dispuser a lei ou o regulamento da respectiva carreira ou cargo. 20. Estágio Probatório Art.Estágio Probatório Art. § 1º 1) submetida à homologação da autoridade competente a avaliação do desempenho do servidor. 20. de níveis 6.br . 5 e 4. ou equivalentes Praça da República 76/80 – São Paulo . § 2º Estágio Probatório O servidor não aprovado no estágio probatório será 4 meses antes de findo o período do estágio probatório. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www.com.SP . § 3º O servidor em estágio probatório poderá exercer quaisquer cargos de 1) provimento em comissão 2) ou funções de direção 3) chefia no órgão 4) ou assessoramento ou entidade de lotação para ocupar cargos de Estágio Probatório e somente poderá ser cedido 1) a outro órgão 2) ou entidade 1) Natureza Especial 2) cargos de provimento em comissão do Grupo-Direção 3) Assessoramento Superiores .neafconcursos. Art. 2) realizada por comissão constituída para essa finalidade. será EM CARGO ANTERIOR 1) exonerado ou 2) se estável reconduzido ao cargo anteriormente ocupado observado o disposto no parágrafo único do art.

durante 1) as licenças 2) E os 3) bem assim na prevista nos arts. 96. 86 previsto no art. incisos I a IV Art. Afastamento para Missão no Exterior Art.por motivo de afastamento do cônjuge ou companheiro. 1) as licenças prevista nos arts. O afastamento de servidor para servir em organismo internacional Art. 86.com. Analista Judiciário. 96 em curso de formação. III . Licença por motivo de doença em pessoa da família Art. 83.br . § 4º Ao servidor em estágio probatório somente poderão ser concedidas 1) as licenças prevista nos arts.a Região O estágio probatório ficará suspenso. ( ) Certo ( ) Errado Art. Área Administrativa. 94. 20.Estágio Probatório Art. 95. e será retomado a partir do término do último impedimento. 20. FCC. 83. 2008. Licença por motivo de Art. afastamentos hipótese de participação 84. § 4º Ao servidor em estágio probatório somente poderão ser concedidas 2) e os afastamentos previsto nos arts. Art.por motivo de doença em pessoa da família. Afastamento para Exercício de Mandato Eletivo Art.neafconcursos. 81. 20. Conceder-seá ao servidor licença: I . 95 e 96 3) afastamento para participar de curso de formação decorrente de aprovação em concurso para outro cargo na Administração Pública Federal. 94. IV . 81. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. Afastamento para Estudo ou Missão no Exterior Estágio Probatório Art.para atividade política. 95 e 96 3)afastamento para participar de curso de formação decorrente de aprovação em concurso para outro cargo na Administração Pública Federal. 84. TRF 5. Estágio Probatório Art. 81.Tel. dentre outros casos. durante certas licenças e afastamentos para serviços em organismo internacional de que o Brasil participe ou coopere. Licença para afastamento do cônjuge atividade política Praça da República 76/80 – São Paulo . 96. 81. II .para o serviço militar. Conceder-seá ao servidor licença: ou companheiro.SP . incisos I a IV 2) e os afastamentos previsto nos arts. Art. 94. § 5º O estágio probatório ficará suspenso e será retomado a partir do término do impedimento. § 1º .

é obrigatória a avaliação especial de desempenho finalidade. Da Estabilidade 1) habilitado em concurso público O servidor 2) e empossado em cargo de provimento efetivo adquirirá estabilidade no serviço público ao completar 2 anos de efetivo exercício.neafconcursos. 2008. dentre outros casos.SP . Art. Analista Judiciário. 40. assegurada ampla defesa (INEFICIÊNCIA) (Este caso está no Art. 41 Da C. 21. TRF 5. na forma de LEI COMPLEMENTAR.Como condição para a aquisição da estabilidade. ( X) Certo ( ) Errado Art.com. § 4º . 22.Tel.br . 169 da CF – Perda do cargo público estável por excesso de despesa com pessoal (LRF – LC 101/00) Praça da República 76/80 – São Paulo . Área Administrativa. Da Estabilidade 1) em virtude de sentença TRANSITADA EM JULGADO judicial Art.a Região O estágio probatório ficará suspenso.FCC. Prazo 3 anos (vide EMC no 19) Da Estabilidade CONSTITUIÇÃO FEDERAL Art. durante certas licenças e afastamentos para serviços em organismo internacional de que o Brasil participe ou coopere.F) Obs. por comissão instituída para essa O servidor estável SÓ PERDERÁ O CARGO 2) mediante processo administrativo em que lhe seja assegurada ampla defesa 3) mediante procedimento de avaliação periódica de desempenho. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. e será retomado a partir do término do último impedimento.

28 Art. 5º ao Art. Remoção. 25 ao Art.Matéria – Lei 8.SP .br .Tel.112/90 Artigos Do Provimento Art. 32 Art. § 2º Da readaptação A readaptação será efetivada em cargo de atribuições afins. 30 ao Art. Vacância. na hipótese de inexistência de cargo vago o readaptando será aposentado. 27 6) Aproveitamento Art. 24. 24 Art. 29 Art. 32 7) Nomeação Provimento ORIGINÁRIO Da readaptação Art. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. Readaptação: é a investidura do servidor em cargo de 1) atribuições 2) e responsabilidades Art. respeitada a 1) habilitação exigida 2) nível de escolaridade compatíveis com a limitação que tenha sofrido em sua capacidade física ou mental § 1º verificada em inspeção médica 3) e equivalência vencimentos de 4) e. Praça da República 76/80 – São Paulo . o servidor exercerá suas atribuições como excedente. até a ocorrência de vaga Se julgado incapaz para o serviço público.com. 8º São formas de PROVIMENTO de cargo público: 1) Readaptação 2) Reversão 3) Reintegração 4) Recondução 5) Promoção Provimento DERIVADO Título II – Do Provimento. Redistribuição e Substituição Capítulo I Do Provimento Seção VII Da Readaptação Seção VIII Da Reversão Seção IX Da Reintegração Seção X Da Recondução Seção XI Da Disponibilidade Aproveitamento e do Art.neafconcursos. 24.

(TRE/GO – Analista Judiciário – Área Administrativa – fev/2009 – CESPE). Paulo foi acometido de uma lesão por esforço repetitivo. Redistribuição e Substituição Capítulo I Do Provimento Seção VII Da Readaptação Seção VIII Da Reversão Seção IX Da Reintegração Seção X Da Recondução Seção XI Da Disponibilidade Aproveitamento e do Art.com.neafconcursos. § 3º No caso do inciso 1. 32 quando junta médica oficial a) tenha solicitado a reversão. desde que: Título II – Do Provimento.112/1990 configura readaptação. Praça da República 76/80 – São Paulo . 25 ao Art. 30 ao Art. 28 Art. Após 4 anos de exercício.Tel. 5º ao Art. REVERSÃO é o retorno à atividade de servidor aposentado: 1) por invalidez 2) no interesse da administração. d) a aposentadoria tenha ocorrido nos 5 anos anteriores à solicitação. encontrando-se provido o cargo. A situação hipotética apresentada à luz da Lei n. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. 24 Art.112/90 Artigos DA REVERSÃO Art.º8. ele foi remanejado para outro cargo de atribuições compatíveis como problema de saúde que o atingiu. b) a aposentadoria tenha sido voluntária. 32 Art. 29 Art. pois estava exercendo uma função que demandava muita digitação. c) estável quando na atividade. Vacância.112/1990 configura readaptação. 27 Art. Após inspeção médica. Após inspeção médica. A situação hipotética apresentada à luz da Lei n. pois estava exercendo uma função que demandava muita digitação. ele foi remanejado para outro cargo de atribuições compatíveis como problema de saúde que o atingiu. Paulo foi acometido de uma lesão por esforço repetitivo. até a ocorrência de vaga. ( ) Certo ( ) Errado (TRE/GO – Analista Judiciário – Área Administrativa – fev/2009 – CESPE). ( X ) Certo ( ) Errado Matéria – Lei 8. Após 4 anos de exercício. e) haja cargo vago.º8. 25. Remoção. declarar insubsistentes os motivos da aposentadoria.br .SP . o servidor exercerá suas atribuições como excedente.

era detentor de cargo efetivo e tenha sido aposentado voluntariamente nos últimos cinco anos. a remuneração do cargo que voltar a exercer. Art.DA REVERSÃO Art. ( ) Certo ( ) Errado A PEDIDO DO SERVIDOR Art. § 1º DA REVERSÃO 1) no mesmo cargo 2) ou no cargo resultante de sua transformação. Não poderá reverter o aposentado que já tiver completado 70 anos de idade. quando em atividade.Tel. Art. REVERSÃO é o retorno à atividade de servidor aposentado: 2) no interesse da administração.SP . em substituição aos proventos da aposentadoria. desde que: A reversão far-se-á § 4º O servidor que retornar à atividade por interesse da administração perceberá.Técnico Judiciário – Área: Administrativa – FEV/2008 – CESPE A reversão no interesse da administração ocorre por determinação da própria administração e atinge ex-servidor que. § 6º O Poder Executivo regulamentará o disposto neste artigo. 25. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. § 2º O tempo em que o servidor estiver em exercício Será considerado para concessão da aposentadoria DA REVERSÃO Art. 27. § 5º O servidor de que trata o inciso 2 somente terá os proventos calculados com base nas regras atuais se permanecer pelo menos 5 anos no cargo. inclusive com as vantagens de natureza pessoal que percebia anteriormente à aposentadoria.br .com. TJ/DFT .neafconcursos. 25. Praça da República 76/80 – São Paulo . 25. 25.

( ) Certo ( X ) Errado Matéria – Lei 8.br . 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. 27 Art. 1) No cargo ocupado anteriormente 2) ou no cargo resultante de sua transformação § 2º Encontrando-se provido o cargo. REINTEGRAÇÃO  é a reinvestidura do servidor estável Art. quando em atividade. § 1º Na hipótese de o cargo ter sido extinto Da reintegração o servidor ficará em disponibilidade observado o disposto nos arts. Vacância. 32 Art.Tel. 29 Art. 1) reconduzido ao cargo de origem sem direito à indenização 2) aproveitado em outro cargo 3) ou. Redistribuição e Substituição Capítulo I Do Provimento Seção VII Da Readaptação Seção VIII Da Reversão Seção IX Da Reintegração Seção X Da Recondução Seção XI Da Disponibilidade Aproveitamento e do Art. o seu eventual ocupante será quando invalidada a sua demissão por decisão 1) administrativa 2) ou judicial com ressarcimento de todas as vantagens. 32 Da reintegração Art.Técnico Judiciário – Área: Administrativa – FEV/2008 – CESPE A reversão no interesse da administração ocorre por determinação da própria administração e atinge ex-servidor que. 30 ao Art. 5º ao Art.com. 30 e 31. posto em disponibilidade Praça da República 76/80 – São Paulo .112/90 Artigos Título II – Do Provimento. 24 Art.neafconcursos. era detentor de cargo efetivo e tenha sido aposentado voluntariamente nos últimos cinco anos. 25 ao Art. 28.SP .TJ/DFT . 28. Remoção. 28 Art. ainda.

112/90 Artigos Título II – Do Provimento. 29 Art.Disponibilidade CONSTITUIÇÃO FEDERAL DA REVERSÃO João foi demitido do serviço público por ter praticado falta grave. Redistribuição e Substituição Capítulo I Do Provimento Seção VII Da Readaptação Seção VIII Da Reversão Seção IX Da Reintegração Seção X Da Recondução Seção XI Da Disponibilidade Aproveitamento e do Art. 24 Art. 5º ao Art. a decisão administrativa que o demitiu. até seu adequado aproveitamento em outro cargo. Vacância. 27 Art. De acordo com essa situação hipotética. Dois anos depois. De acordo com essa situação hipotética. Além de anular o ato administrativo. a decisão judicial determinou que João voltasse ao cargo público que ocupava anteriormente. a) recondução b) aproveitamento c) reversão d) readaptação e) reintegração Matéria – Lei 8. por meio de ação judicial. o SERVIDOR ESTÁVEL ficará em disponibilidade. conseguiu anular.SP . DA REVERSÃO João foi demitido do serviço público por ter praticado falta grave. a decisão judicial determinou que João voltasse ao cargo público que ocupava anteriormente.com. conseguiu anular. Além de anular o ato administrativo.Extinto o cargo ou declarada a sua desnecessidade. § 3º .neafconcursos. 32 Art. 25 ao Art.Tel. a decisão administrativa que o demitiu.br . assinale a opção que apresenta a forma de investidura utilizada para que João volte a ocupar o cargo público. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. Remoção. 30 ao Art. 32 Praça da República 76/80 – São Paulo . Dois anos depois. por meio de ação judicial. 28 Art. assinale a opção que apresenta a forma de investidura utilizada para que João volte a ocupar o cargo público. 41. a) recondução b) aproveitamento c) reversão d) readaptação e) reintegração Art. com remuneração proporcional ao tempo de serviço.

Remoção. 32 Art. 28 Art. 20 da Lei nº 8. Redistribuição e Substituição Capítulo I Do Provimento Seção VII Da Readaptação Seção VIII Da Reversão Seção IX Da Reintegração Seção X Da Recondução Seção XI Da Disponibilidade Aproveitamento e do Art.112/90. 29 Art. SERVIDOR PÚBLICO ESTÁVEL. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. 30 ao Art. 29.com. S3 .Da recondução Art. Da recondução STJ – MS 8339 .neafconcursos. 27 Art.112. e ser reconduzido ao cargo inacumulável de que foi exonerado. a pedido. em virtude de habilitação em concurso público.Relator: Ministro HAMILTON CARVALHIDO. ORDEM PARCIALMENTE CONCEDIDA.Tel. POSSIBILIDADE. 32 Praça da República 76/80 – São Paulo . 29. Vacância. 24 Art. par. 5º ao Art. RECONDUÇÃO  é o retorno do servidor estável ao cargo anteriormente ocupado e decorrerá de: 1) inabilitação em estágio probatório relativo a outro cargo 2) reintegração do anterior ocupante. ESTÁGIO PROBATÓRIO EM OUTRO CARGO PÚBLICO.br .112/90 Artigos Título II – Do Provimento.” Matéria – Lei 8. de 11 de dezembro de 1990. 30 Da recondução Súmula Administrativa AGU nº 16/02 “O servidor estável investido em cargo público federal. 11/09/2002. único Encontrando-se provido o cargo de origem o servidor será aproveitado em outro observado o disposto nos art. 2. Inteligência do parágrafo 2º do artigo 20 da Lei nº 8. O servidor público estável que desiste do estágio probatório a que foi submetido em razão de ingresso em novo cargo público tem direito a ser reconduzido ao cargo anteriormente ocupado. RECONDUÇÃO AO CARGO ANTERIORMENTE OCUPADO. Art. 1.SP .TERCEIRA SEÇÃO MANDADO DE SEGURANÇA. poderá desistir do estágio probatório a que é submetido com apoio no art. 25 ao Art.

SIPEC até o seu adequado aproveitamento em outro órgão ou entidade Da disponibilidade e do aproveitamento Art.Tel. O retorno à atividade de servidor em disponibilidade far-se-á mediante atribuições e vencimentos APROVEITAMENTO obrigatório em cargo de Art. Art. compatíveis com o anteriormente ocupado. Na hipótese prevista no § 3º do art.br . Da disponibilidade e do aproveitamento Art. até seu adequado aproveitamento em outro cargo. O Órgão Central do Sistema de Pessoal Civil determinará o imediato aproveitamento de servidor em disponibilidade em vaga que vier a ocorrer nos órgãos ou entidades da Administração Pública Federal. 37 o servidor posto em disponibilidade poderá ser mantido sob responsabilidade do órgão central do Sistema de Pessoal Civil da Administração Federal .SP . Art.Disponibilidade CONSTITUIÇÃO FEDERAL Da disponibilidade e do aproveitamento Art. 32.Extinto o cargo ou declarada a sua desnecessidade. Será tornado sem efeito o aproveitamento e cassada a disponibilidade se o servidor não entrar em exercício no prazo legal Salvo doença comprovada por junta médica oficial. Praça da República 76/80 – São Paulo . com remuneração proporcional ao tempo de serviço. 31. 41.com. 31.Extinção ou reorganização de órgão – servidor que não for redistribuído é colocado em disponibilidade. Obs. § 3º . o SERVIDOR ESTÁVEL ficará em disponibilidade. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. § 3º . 30. 37.neafconcursos. Parágrafo único.

neafconcursos. 8o São formas de provimento de cargo público: I .2013) De acordo com a Constituição Federal. Área Administrativa. Analista Judiciário.527. Explicações necessárias Inconstitucionalidade da ascensão e da transferência Ascenção – também chamada TRANSPOSIÇÃO.recondução.97) IV . de 1997) (Revogado pela Lei nº 9. II . ( ) Certo ( ) Errado O retorno à atividade de servidor em disponibilidade pode ser feita mediante aproveitamento ou substituição em qualquer cargo. VI .TCE-SP – Auditor . d) aproveitamento. Área Administrativa. Analista Judiciário.com.ascensão.a Região FCC.promoção. www. Art.reintegração.SP . a investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia em concurso público. VII . de 10. TRF 5. c) reversão. III . IX .527.97) V . 2008. VIII .a Região O retorno à atividade de servidor em disponibilidade pode ser feita mediante aproveitamento ou substituição em qualquer cargo. de 10.reversão.Tel. Formas de provimento que eram previstas na redação original da Lei nº 8. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 . b) readaptação.transferência. (Execução suspensa pela RSF nº 46.112/90. com atribuições e vencimentos a critério da Administração.12. ( ) Certo ( X ) Errado (FCC . com atribuições e vencimentos a critério da Administração. 2008. TRF 5.nomeação. e) recondução. Tal comando constitucional traz como consequência a antijuridicidade do provimento de cargo público mediante a) transposição.br Praça da República 76/80 – São Paulo .aproveitamento.FCC.12.(Revogado pela Lei nº 9.readaptação.

SP . sem prévia aprovação em concurso público destinado ao seu provimento.03.g. DJ 19. relator Ministro Sepúlveda Pertence.335.br .neafconcursos. 37 Art.00).112/90 Artigos Título II – Do Provimento. Vacância. toda modalidade de ascensão de cargo de uma carreira ao de outra. O servidor público posto em disponibilidade tem o direito de ser aproveitado em outro cargo da Administração Pública Direta ou Indireta. do STF: É inconstitucional toda modalidade de provimento que propicie ao servidor investir-se. publicação DJ 15/02/2008: Aproveitamento. desde que observada a compatibilidade de atribuições e vencimentos com o cargo anterior.582/PI.464/DF. Remoção. Matéria – Lei 8. e) recondução. 37. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. em cargo que não integra a carreira na qual anteriormente investido.com. relator Ministro Eros Grau. para aceitar essa forma de investidura nas hipóteses em que as atribuições do cargo recém criado fossem similares àquelas do cargo extinto (v. O caso é diverso daqueles em que o Supremo Tribunal Federal abrandou o entendimento inicial de que o aproveitamento de servidores de cargos extintos em outro cargo feriria a exigência de prévia aprovação em concurso público. publicação DJ 17/08/2007: Concurso público: reputa-se ofensiva do art. 36 Art. 39 Praça da República 76/80 – São Paulo . Súmula 685. ADI 3. b) readaptação.TCE-SP – Auditor . II. sem o indispensável concurso público. Tal comando constitucional traz como consequência a antijuridicidade do provimento de cargo público mediante a) transposição. Foi declarada também inconstitucional.Tel. d) aproveitamento. CF. (FCC . DJ 30. a exemplo do "aproveitamento" de que cogita a norma impugnada.12. 33 ao Art. Redistribuição e Substituição Capítulo II Da Vacância Capítulo III Da Remoção e da Distribuição Seção I Da Remoção Seção II Da Redistribuição Capítulo IV Da Substituição Art. A TRANSFERÊNCIA passagem de servidor de um cargo para outro.2013) De acordo com a Constituição Federal. 35 Art. c) reversão. ADIn 1591. 36 ao Art. 38 ao Art.. ADIn 2.6. a investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia em concurso público.Explicações necessárias Explicações necessárias Cuidado: Ascensão e transferência não se confundem com aproveitamento Julgados importantes: STF. STF. Gallotti. Gilmar. RE-AgR 560. 37 Art.

(B) falecimento e transferência. segundo a Lei n. (D) demissão e nomeação.SP . (TRT – 1ª Região . (E) ascensão e demissão.com. (TRT – 1ª Região . (C) readaptação e promoção. segundo a Lei n. (C) readaptação e promoção.Da Vacância 1) Promoção Art. tendo tomado posse.Tel. pode ser ocasionada por (A) exoneração e reversão.neafconcursos.Técnico Judiciário – Área: Administrativa –2008 – CESPE). (D) demissão e nomeação. o servidor não entrar em exercício no prazo estabelecido (15 dias) Praça da República 76/80 – São Paulo . 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. (B) falecimento e transferência. pode ser ocasionada por (A) exoneração e reversão.112/1990.br . 33. 1) a pedido do servidor Exoneração Art.Técnico Judiciário – Área: Administrativa –2008 – CESPE). A vacância do cargo público. A exoneração de cargo efetivo dar-se-á 2) ou de ofício 1) quando não satisfeitas as condições do estágio probatório. (E) ascensão e demissão. 2) quando.º 8.º 8. 34. A vacância do cargo público decorrerá de: 2) Aposentadoria 3) Demissão 4) Readaptação 5) Exoneração 6) Posse 7) Falecimento em outro cargo inacumulável.112/1990. A vacância do cargo público.

(C) a readaptação especial e a demissão. em ambos os casos. 36 Art. não satisfez as condições do estágio probatório. 37 Art. Diante dessas situações. 37 Art. (E) o aproveitamento e a disponibilidade. Matéria – Lei 8. mas não entrou em exercício no prazo estabelecido. 35. Diante dessas situações. em ambos os casos. (D) a demissão de ofício. respectivamente. tomou posse. Vacância. 35 Art. Remoção. (E) o aproveitamento e a disponibilidade. não satisfez as condições do estágio probatório. tendo tomado posse e entrado em exercício no cargo de técnico judiciário – área administrativa.Tel. ocorrerá (A) a demissão e a exoneração a pedido. 33 ao Art. tendo tomado posse e entrado em exercício no cargo de técnico judiciário – área administrativa. ocorrerá (A) a demissão e a exoneração a pedido. em ambos os casos. A exoneração de cargo em comissão e a dispensa de função de confiança dar-se-á: 1) a juízo autoridade competente da 2) a pedido do próprio servidor TRF – 1º Região – Técnico Judiciário – Área Administrativa – FCC –2007 Afrodite.Exoneração Art.com. (C) a readaptação especial e a demissão. respectivamente. respectivamente.SP . respectivamente. respectivamente. (B) a exoneração de ofício. 36 ao Art. 39 Praça da República 76/80 – São Paulo . respectivamente. (D) a demissão de ofício. enquanto Zeus. Redistribuição e Substituição Capítulo II Da Vacância Capítulo III Da Remoção e da Distribuição Seção I Da Remoção Seção II Da Redistribuição Capítulo IV Da Substituição Art. 11-3129-4356 ou 11-4172-0123 www. TRF – 1º Região – Técnico Judiciário – Área Administrativa – FCC –2007 Afrodite.br .neafconcursos.112/90 Artigos Título II – Do Provimento. enquanto Zeus. tomou posse. mas não entrou em exercício no prazo estabelecido. (B) a exoneração de ofício. em ambos os casos. 38 ao Art.