You are on page 1of 2

Matriz SWOT

Pontos Fortes Pontos Fracos  Desajuste entre a população que usa o espaço e a que habita no seu envolvente;  Procura significativa de eventos e equipamentos culturais por Insuficiente informação, análise e mecanismos de monitorização da atividade cultural diferentes públicos (diferentes idades e classes sociais); da cidade, nomeadamente sobre oferta, públicos e práticas culturais (falta de meios  Concentração expressiva da oferta de actividades culturais e para prever o que o público quer); artísticas;  Dificuldade em internacionalizar a criação e demais produtos culturais  Organização de eventos culturais com impacto local, (por (desequilíbrio evidente entre o que se exporta e o que se importa); exemplo o “Lx Market”);  Falta de espaços de criação, de experimentação, de ensaio e de partilha (O  Realização de um número já significativo de eventos, mostras e espaço tem um limite físico envolvente); festivais, que apresentam alguma continuidade (“Open day”);  Fraca capacidade de atracção de artistas e profissionais estrangeiros;  Concentração de empresas, com âmbitos culturais e artísticos,  Falta de focagem estratégica e de continuidade dos projetos; locais e nacionais, algumas de reconhecida qualidade e valor  Excesso de burocratização; internacional (“Compact studio”, “Ler devagar”, “Red bull  Falta de mobilizadores/facilitadores e de motivação para o diálogo entre os house of art”); agentes culturais e institucionais da cidade;  Património imaterial, que atrai visitantes nacionais e  Ausência de informação do passado e da identidade do espaço; estrangeiros (o facto de estar sediado no espaço da Antiga  Património imaterial pouco preservado e divulgado (arqueologia industrial); Companhia de Fiação e Tecidos Lisbonense do século XIX).  Baixo orçamento do sector cultural;  Não existem residentes no local.  Estacionamento  Circulação. Oportunidades  O turismo cultural está em crescimento acentuado na cidade de Lisboa;  Crescente potencial de internacionalização gerado pelo recente Ameaças  Envelhecimento e esvaziamento populacional da cidade;  Especulação imobiliária, que torna incomportável o preço dos espaços potencialmente indicados para as actividades culturais e artísticas;

potencialmente indicados para o desenvolvimento de actividades culturais e artísticas. Ilha Criativa. bem como na organização de grandes eventos.  Reestruturação do ensino artístico oficial.  Existência de factores externos negativos associados à animação nocturna e a outras actividades culturais (ruído. nem sempre benéfica ou estimuladora. propriedade intelectual e carreiras artísticas. Reforço de relações em áreas culturais e artísticas com países lusófonos em crescimento económico (Brasil).  Falta de cultura de exploração e valorização da propriedade intelectual. Existência de inúmeros espaços abandonados. devolutos ou vazios. em diversas áreas culturais e artísticas desprotegida. Espaço para formar determinados profissionais ligados ao sector cultural (ACT). conflitos com residentes). acentuada pela crise financeira de instituições tipicamente patrocinadoras e mecenas da cultura.  Vulnerabilidade significativa do sector cultural face à conjuntura económica. Grande diversidade cultural potenciada pelas diversas comunidades e pelo crescente número de estudantes estrangeiros (crescente procura). congestionamentos. comprometer a sustentabilidade do local. que podem. no longo prazo. bem como legislação fiscal aplicada às actividades culturais e artísticas.  Legislação relacionada com mecenato. . patrocínio.      sucesso de artistas portugueses. A sua localização privilegiada na zona ribeirinha. sobrecarga de estruturas.  Iniciativa privada.  Degradação de espaços destinados às actividades culturais e artísticas.

Related Interests