You are on page 1of 0
PER Í CIA AMBIENTAL Perícia ambiental é um importante instrumento para a preservação do meio
PER Í CIA AMBIENTAL Perícia ambiental é um importante instrumento para a preservação do meio
PER Í CIA AMBIENTAL Perícia ambiental é um importante instrumento para a preservação do meio
PER Í CIA AMBIENTAL Perícia ambiental é um importante instrumento para a preservação do meio

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL Perícia ambiental é um importante instrumento para a preservação do meio ambiente
PER Í CIA AMBIENTAL Perícia ambiental é um importante instrumento para a preservação do meio ambiente

Perícia ambiental é um importante instrumento para a preservação do meio ambiente e destina-se à avaliação dos danos ambientais, causados por ação de pessoa, seja ela física ou jurídica, de direito público ou privado, que

venham a resultar na degradação da qualidade ambiental, disciplinada nos

artigos “420 a 439 da Seção VII – Da Prova Pericial” (Cap. VI – Das Provas), do Código de Processo Civil (CPC). Está, também, disciplinada no art. 19 e parágrafo único da Lei nº 9.605/98, in verbi:

O objeto principal da perícia ambiental é a diligência

ameaça ao meio ambiente.

sobre o dano ou a

Assim, trata-se de uma atividade profissional de relevante interesse social e de natureza complexa, a exigir uma prática multidisciplinar e a atuação de

profissionais altamente qualificados para o trato das questões ambientais, além

de estudos e pesquisas que fundamentem o desenvolvimento de seus aspectos jurídicos, teóricos, técnicos e metodológicos

PER Í CIA AMBIENTAL Perícia pode acontecer dentro e fora de um processo judicial e
PER Í CIA AMBIENTAL Perícia pode acontecer dentro e fora de um processo judicial e
PER Í CIA AMBIENTAL Perícia pode acontecer dentro e fora de um processo judicial e
PER Í CIA AMBIENTAL Perícia pode acontecer dentro e fora de um processo judicial e

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL Perícia pode acontecer dentro e fora de um processo judicial e interessante
PER Í CIA AMBIENTAL Perícia pode acontecer dentro e fora de um processo judicial e interessante

Perícia pode acontecer dentro e fora de um processo judicial e interessante esclarecer que, pode haver dois tipos de ações que necessitam de perícia: a civil para apurar danos e a penal que apura crime.

O juiz pode indeferir a perícia quando:

I.

A prova do fato não depende de conhecimento especial de um técnico.

II.

For desnecessária s a perícia , em vistas de outras provas já produzidas nos autos.

III.

A perícia é impraticável devido a situação do local.

PER Í CIA AMBIENTAL Na concepção jurídica, o perito é um auxiliar da Justiça que
PER Í CIA AMBIENTAL Na concepção jurídica, o perito é um auxiliar da Justiça que
PER Í CIA AMBIENTAL Na concepção jurídica, o perito é um auxiliar da Justiça que
PER Í CIA AMBIENTAL Na concepção jurídica, o perito é um auxiliar da Justiça que

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL Na concepção jurídica, o perito é um auxiliar da Justiça que assessora
PER Í CIA AMBIENTAL Na concepção jurídica, o perito é um auxiliar da Justiça que assessora

Na concepção jurídica, o perito é um auxiliar da Justiça que assessora o juiz na formação de seu convencimento quando as

questões em pauta exigem conhecimentos técnicos ou científicos

específicos para a elucidação dos fatos, em busca de uma solução justa e verdadeira.

O profissional, deve possuir uma noção básica de Direito Processual

Civil, tendo que obrigatoriamente seguir os ritos previstos no Código do

Processo Civil.

O assistente técnico, profissional legalmente habilitado, indicado e contratado pela parte para orienta-la, assistir os trabalhos periciais em

todas as fases da perícia e, quando necessário, emitir seu parecer

técnico

PER Í CIA AMBIENTAL O prazo para nomeação do assistente técnico é de 5 dias
PER Í CIA AMBIENTAL O prazo para nomeação do assistente técnico é de 5 dias
PER Í CIA AMBIENTAL O prazo para nomeação do assistente técnico é de 5 dias
PER Í CIA AMBIENTAL O prazo para nomeação do assistente técnico é de 5 dias

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL O prazo para nomeação do assistente técnico é de 5 dias após
PER Í CIA AMBIENTAL O prazo para nomeação do assistente técnico é de 5 dias após

O prazo para nomeação do assistente técnico é de 5 dias após o despacho do Juiz .

O

assistente técnico poderá ser impedido de atuar nos autos , por

suspeição ou por impedimento se nomeação.

O

perito poderá ser recusado:

-

Recusar-se por motivo legitimo

-

Substituído: não possuir conhecimento técnico da matéria

-

Deixar de cumprir o prazo que lhe foi determinado , o Juiz comunica

ao Conselho e receberá as penalidades aplicáveis.

O

Artigo 147 do CPC, descreve que o perito que prestar informação inverídica, responderá pelos prejuízos que causar as partes, ficando inabilitado de exercer esta atividade em outra s perícias

PER Í CIA AMBIENTAL Prova pericial , acontece quando o Juiz não possui conhecimento do
PER Í CIA AMBIENTAL Prova pericial , acontece quando o Juiz não possui conhecimento do
PER Í CIA AMBIENTAL Prova pericial , acontece quando o Juiz não possui conhecimento do
PER Í CIA AMBIENTAL Prova pericial , acontece quando o Juiz não possui conhecimento do

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL Prova pericial , acontece quando o Juiz não possui conhecimento do assunto
PER Í CIA AMBIENTAL Prova pericial , acontece quando o Juiz não possui conhecimento do assunto

Prova pericial , acontece quando o Juiz não possui conhecimento do assunto e determina que o perito elabore um laudo pericial.

Inspeção judicial: ida ao Juiz ao local onde estiver a pessoa ou o fato a

ser inspecionada

A prova pericial consiste : exame, vistoria ou avaliação

Exame- inspeção técnica , para verificação de fatos e circunstâncias relevantes aos fatos.( ouvindo testemunhas)

Vistoria- visita de campo , com o objetivo

verdadeira, que embasará para elaboração do laudo pericial. Avaliação- é a estimativa do valor pecuniário de obrigações, representa uma identificação do dano ou sua iminência.

de formar uma idéia da situação

PER Í CIA AMBIENTAL Quesitos são questionamentos formuladas ao perito, concernentes aos fatos da causa,
PER Í CIA AMBIENTAL Quesitos são questionamentos formuladas ao perito, concernentes aos fatos da causa,
PER Í CIA AMBIENTAL Quesitos são questionamentos formuladas ao perito, concernentes aos fatos da causa,
PER Í CIA AMBIENTAL Quesitos são questionamentos formuladas ao perito, concernentes aos fatos da causa,

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL Quesitos são questionamentos formuladas ao perito, concernentes aos fatos da causa, que
PER Í CIA AMBIENTAL Quesitos são questionamentos formuladas ao perito, concernentes aos fatos da causa, que

Quesitos são questionamentos formuladas ao perito, concernentes aos fatos da causa, que constituem o objeto da perícia. Podem ser formulados pelo Juiz e pelos advogados das partes, sendo que o mais indicado seria que o fizessem sob a orientação de seus respectivos assistentes

técnicos, se estes tiverem sido indicados, pois as argüições devem ser

pertinentes à matéria em causa, envolvendo questões técnicas a serem elucidadas pelo perito e pelo assistente técnico da parte contrária

Os quesitos podem ser indeferidos pelo Juiz e o Assistente técnico quando:

- Irrelevante a matéria

- Extrapola a competência do perito

Na fase de diligência, podem ser elaborados quesitos suplementares , cujo objetivo é clarear ou dirimir dúvidas sobre o laudo pericial

PER Í CIA AMBIENTAL O perito e o assistente técnico , para seu desempenho pode
PER Í CIA AMBIENTAL O perito e o assistente técnico , para seu desempenho pode
PER Í CIA AMBIENTAL O perito e o assistente técnico , para seu desempenho pode
PER Í CIA AMBIENTAL O perito e o assistente técnico , para seu desempenho pode

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL O perito e o assistente técnico , para seu desempenho pode utilizar
PER Í CIA AMBIENTAL O perito e o assistente técnico , para seu desempenho pode utilizar

O perito e o assistente técnico , para seu desempenho pode utilizar todos os meios necessários:

- Ouvir testemunhas,solicitar documentos que estejam em poder

da

outra parte ou em repartições públicas,instruir o laudo pericial com

plantas, fotografias e etc. A perícia possui três fases:

1- histórico: síntese das alegações e posições conflitantes

2-

expositiva: a restauração dos fatos sujeita a exame, dados

pertinentes operações realizadas , fatos e circunstâncias

ocorridas nas diligências.

3-

conclusiva : elaboração do parecer , que elucidará a situação dos fatos.

Laudo Pericial é o resultado da perícia, expresso em conclusões escritas e fundamentadas, onde serão apontados os fatos, circunstâncias,

princípios e parecer sobre a matéria submetida a exame do especialista, adotando-se respostas objetivas aos quesitos. O resultado técnico subscrito pelo assistente técnico é chamado de parecer

PER Í CIA AMBIENTAL A perícia ambiental é muito utilizada hoje no Brasil e pode
PER Í CIA AMBIENTAL A perícia ambiental é muito utilizada hoje no Brasil e pode
PER Í CIA AMBIENTAL A perícia ambiental é muito utilizada hoje no Brasil e pode
PER Í CIA AMBIENTAL A perícia ambiental é muito utilizada hoje no Brasil e pode

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL A perícia ambiental é muito utilizada hoje no Brasil e pode ocorrer
PER Í CIA AMBIENTAL A perícia ambiental é muito utilizada hoje no Brasil e pode ocorrer

A perícia ambiental é muito utilizada hoje no Brasil e pode ocorrer na esfera

do direito civil, criminal e/ ou administrativo.

O resultado das perícias é o laudo pericial que representa uma das provas e elementos que auxiliam o juiz no ato da decisão final de um processo.

A perícia ambiental não é o que vai decidir o processo, visto que ela serve

apenas como fundamento e não como ponto de decisão.

Esta tem um papel importante na decisão de vários casos que envolvam e necessitem de uma análise mais detalhada no que se refere ao meio ambiente

PER Í CIA AMBIENTAL Sugestão de Procedimentos Técnicos : O Perito Ambiental deverá seguir alguns
PER Í CIA AMBIENTAL Sugestão de Procedimentos Técnicos : O Perito Ambiental deverá seguir alguns
PER Í CIA AMBIENTAL Sugestão de Procedimentos Técnicos : O Perito Ambiental deverá seguir alguns
PER Í CIA AMBIENTAL Sugestão de Procedimentos Técnicos : O Perito Ambiental deverá seguir alguns

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL Sugestão de Procedimentos Técnicos : O Perito Ambiental deverá seguir alguns procedimentos
PER Í CIA AMBIENTAL Sugestão de Procedimentos Técnicos : O Perito Ambiental deverá seguir alguns procedimentos

Sugestão de Procedimentos Técnicos:

O Perito Ambiental deverá seguir alguns procedimentos técnicos na elaboração da perícia, que

descreveremos a seguir:

1- O primeiro passo é ler os autos/ladas , para elaborar uma estratégia de execução do serviço e organizar uma lista de documentos que precisam ser analisados e legislações aplicáveis ao caso. Exemplo: Documentos que devem ser analisados no início da perícia alvarás, licenças, autorizações

2- Preparação para vistoria: análise da quesitos.

- Identificação dos Assistentes Técnicos das partes.

- Solicitação de informações, documentos, projetos, etc. Marcar data e hora para a vistoria ao local da perícia

3-Levantamentos de dados

- Legislação ambiental específica.

- Informações e parâmetros a serem cumpridos.

- Preparação de fichas de campo para auxiliar na vistoria ao local.

PER Í CIA AMBIENTAL Sugestão de Procedimentos Técnicos : 4 – Vistoria no local -
PER Í CIA AMBIENTAL Sugestão de Procedimentos Técnicos : 4 – Vistoria no local -
PER Í CIA AMBIENTAL Sugestão de Procedimentos Técnicos : 4 – Vistoria no local -
PER Í CIA AMBIENTAL Sugestão de Procedimentos Técnicos : 4 – Vistoria no local -

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL Sugestão de Procedimentos Técnicos : 4 – Vistoria no local - Localização
PER Í CIA AMBIENTAL Sugestão de Procedimentos Técnicos : 4 – Vistoria no local - Localização

Sugestão de Procedimentos Técnicos:

4 Vistoria no local

- Localização e descrição física do local.

- Caracterização da área do entorno.

- Descrição das atividades desenvolvidas apontando constatações.

Verificação de horário em que as atividades são

desenvolvidas e número de funcionários.

- Estimativa do número de pessoas direto e indiretamente atingidas pelo acontecimento.

- Medições e coleta de amostras para análise (se necessário).

- Registro fotográfico,confecção de croquis.

PER Í CIA AMBIENTAL 5 – Laudo Pericial - Relatório da vistoria. - Parecer conclusivo:
PER Í CIA AMBIENTAL 5 – Laudo Pericial - Relatório da vistoria. - Parecer conclusivo:
PER Í CIA AMBIENTAL 5 – Laudo Pericial - Relatório da vistoria. - Parecer conclusivo:
PER Í CIA AMBIENTAL 5 – Laudo Pericial - Relatório da vistoria. - Parecer conclusivo:

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL 5 – Laudo Pericial - Relatório da vistoria. - Parecer conclusivo: resposta
PER Í CIA AMBIENTAL 5 – Laudo Pericial - Relatório da vistoria. - Parecer conclusivo: resposta

5 Laudo Pericial

- Relatório da vistoria.

- Parecer conclusivo: resposta aos quesitos (análise dos dados coletados no local, resultados das medições e amostragens, correlação com a legislação específica, fundamentação técnica.

- Requerimento de juntada do Laudo aos autos do processo e solicitação dos honorários periciais.

.

PER Í CIA AMBIENTAL Roteiro de Laudo de Perícia Ambiental (Queiroz: 2006) 01 – Preâmbulo.
PER Í CIA AMBIENTAL Roteiro de Laudo de Perícia Ambiental (Queiroz: 2006) 01 – Preâmbulo.
PER Í CIA AMBIENTAL Roteiro de Laudo de Perícia Ambiental (Queiroz: 2006) 01 – Preâmbulo.
PER Í CIA AMBIENTAL Roteiro de Laudo de Perícia Ambiental (Queiroz: 2006) 01 – Preâmbulo.

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL Roteiro de Laudo de Perícia Ambiental (Queiroz: 2006) 01 – Preâmbulo. 02
PER Í CIA AMBIENTAL Roteiro de Laudo de Perícia Ambiental (Queiroz: 2006) 01 – Preâmbulo. 02

Roteiro de Laudo de Perícia Ambiental (Queiroz: 2006)

01 Preâmbulo.

02 Histórico (histórico do caso).

03 Objetivos da Perícia.

04 Dos documentos dos autos (documentos sobre o caso que foram analisados e anexados).

05 Data e hora da vistoria.

06 Do auxílio à perícia.

07 Do material utilizado.

08 Do material apreendido constante dos autos se houver

.

.

PER Í CIA AMBIENTAL Sugestões de Quesitos Recursos Hídricos superficiais 1.Quais os usos preponderantes do
PER Í CIA AMBIENTAL Sugestões de Quesitos Recursos Hídricos superficiais 1.Quais os usos preponderantes do
PER Í CIA AMBIENTAL Sugestões de Quesitos Recursos Hídricos superficiais 1.Quais os usos preponderantes do
PER Í CIA AMBIENTAL Sugestões de Quesitos Recursos Hídricos superficiais 1.Quais os usos preponderantes do

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL Sugestões de Quesitos Recursos Hídricos superficiais 1.Quais os usos preponderantes do corpo
PER Í CIA AMBIENTAL Sugestões de Quesitos Recursos Hídricos superficiais 1.Quais os usos preponderantes do corpo

Sugestões de Quesitos Recursos Hídricos superficiais

1.Quais os usos preponderantes do corpo hídrico?

2. O corpo hídrico possui enquadramento em classes de qualidade, de acordo com a Resolução CONAMA no 357/2005? Em caso afirmativo, qual a classificação desse corpo hídrico? Esta

classificação está de acordo com os usos preponderantes

identificados?

3. No corpo hídrico em questão, foram identificadas atividades usuárias de água sujeitas a outorga de direito de uso de recursos hídricos?e diretrizes ambientais para o enquadramento das águas subterrâneas e da outras providencias

PER Í CIA AMBIENTAL 3.1. Quais as atividades e quem são os responsáveis por elas?
PER Í CIA AMBIENTAL 3.1. Quais as atividades e quem são os responsáveis por elas?
PER Í CIA AMBIENTAL 3.1. Quais as atividades e quem são os responsáveis por elas?
PER Í CIA AMBIENTAL 3.1. Quais as atividades e quem são os responsáveis por elas?

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL 3.1. Quais as atividades e quem são os responsáveis por elas? 3.2.
PER Í CIA AMBIENTAL 3.1. Quais as atividades e quem são os responsáveis por elas? 3.2.

3.1. Quais as atividades e quem são os responsáveis por elas?

3.2. As atividades mencionadas possuem outorga?Os usos

averiguados estão de acordo com as atividades?

3.3. Houve alterações no regime, na quantidade ou na

qualidade das águas em desacordo a legislação vigente? Que

Alterações foram constatadas?

3.4 As atividades mencionadas geram efluentes? Atendem os padrões de emissão e qualidade do corpo receptor.

.

PER Í CIA AMBIENTAL 4. No corpo hídrico foi verificado o perecimento de espécies aquáticas,
PER Í CIA AMBIENTAL 4. No corpo hídrico foi verificado o perecimento de espécies aquáticas,
PER Í CIA AMBIENTAL 4. No corpo hídrico foi verificado o perecimento de espécies aquáticas,
PER Í CIA AMBIENTAL 4. No corpo hídrico foi verificado o perecimento de espécies aquáticas,

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL 4. No corpo hídrico foi verificado o perecimento de espécies aquáticas, devido
PER Í CIA AMBIENTAL 4. No corpo hídrico foi verificado o perecimento de espécies aquáticas, devido

4. No corpo hídrico foi verificado o perecimento de espécies aquáticas, devido a emissão de efluentes ou carreamento de materiais?

4.1. Os efluentes e materiais descartados no corpo receptor estão de acordo com os

padrões de emissão e de qualidade do local ?

5. Qual o estado das áreas de preservaçãao permanente do corpo

hídrico?

6. Foram identificados danos, cortes ou destruição na vegetação

de preservação permanente do corpo hídrico?

7. No corpo hídrico foi identificada poluição de qualquer

natureza, em níveis que resultem ou possam resultar em danos a

saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a

destruição da flora? Quais os poluentes? Qual a pessoa física ou

jurídica responsável pela poluição

PER Í CIA AMBIENTAL 1. A captação possui outorga? Em caso positivo, o uso desse
PER Í CIA AMBIENTAL 1. A captação possui outorga? Em caso positivo, o uso desse
PER Í CIA AMBIENTAL 1. A captação possui outorga? Em caso positivo, o uso desse
PER Í CIA AMBIENTAL 1. A captação possui outorga? Em caso positivo, o uso desse

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL 1. A captação possui outorga? Em caso positivo, o uso desse recurso
PER Í CIA AMBIENTAL 1. A captação possui outorga? Em caso positivo, o uso desse recurso

1. A captação possui outorga? Em caso positivo, o uso desse recurso hídrico subterrâneo está em acordo com as condições estabelecidas na outorga?

3. Qual a classificação da água subterrânea captada, de acordo

com a Resolução CONAMA 396/2008?

4. Os níveis de extração representam riscos para o aquífero?

Justificar.

5. As captações possuem dispositivos adequados de proteção

sanitária para evitar a contaminação do aquífero? Quais são eles?

6. Foram constatados poços ou perfurações, para fins diversos,

abandonados? Estes se encontram selados de forma a evitar

acidentes, contaminação ou poluição dos aquíferos?

7. Foi verificada perfuração de poço para extração de agua

subterrânea sem a autorização dos órgãos competentes?

PER Í CIA AMBIENTAL Considerações Finais É imprescindível que os profissionais com atuação em perícias
PER Í CIA AMBIENTAL Considerações Finais É imprescindível que os profissionais com atuação em perícias
PER Í CIA AMBIENTAL Considerações Finais É imprescindível que os profissionais com atuação em perícias
PER Í CIA AMBIENTAL Considerações Finais É imprescindível que os profissionais com atuação em perícias

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL Considerações Finais É imprescindível que os profissionais com atuação em perícias ambientais
PER Í CIA AMBIENTAL Considerações Finais É imprescindível que os profissionais com atuação em perícias ambientais

Considerações Finais

É imprescindível que os profissionais com atuação em perícias ambientais tenham pleno conhecimento da Lei nº 7.347, correspondente a Ação

Civil Pública, além de um conhecimento superficial (no mínimo) dos

direitos ambientais e das legislações vigentes . A questão da ética profissional é de suma importância quando desta atividade, uma vez que a falta de honestidade com relação aos laudos ambientais poderá ocasionar numa decisão injusta e contraditória com a verdade dos fatos.

Com relação ao Art. 18. desta lei, os honorários periciais são depositados

somente quando transitada um julgado a decisão condenatória, o que na maioria das vezes leva bastante tempo, e as despesas, que no caso das demandas ambientais, quase sempre envolvem consultorias, exames laboratoriais e levantamentos topográficos, não podem ser adiantados, estando então a cargo do perito. Esta restrição imposta pela lei desestimula a atuação profissional em perícias ambientais, resultando num mercado de trabalho pouco atrativo

PER Í CIA AMBIENTAL MUITO OBRIGADO! Jorge Lemos Correia Membro da Comissão de Meio Ambiente
PER Í CIA AMBIENTAL MUITO OBRIGADO! Jorge Lemos Correia Membro da Comissão de Meio Ambiente
PER Í CIA AMBIENTAL MUITO OBRIGADO! Jorge Lemos Correia Membro da Comissão de Meio Ambiente
PER Í CIA AMBIENTAL MUITO OBRIGADO! Jorge Lemos Correia Membro da Comissão de Meio Ambiente

PERÍCIA AMBIENTAL

PER Í CIA AMBIENTAL MUITO OBRIGADO! Jorge Lemos Correia Membro da Comissão de Meio Ambiente do
PER Í CIA AMBIENTAL MUITO OBRIGADO! Jorge Lemos Correia Membro da Comissão de Meio Ambiente do

MUITO OBRIGADO!

Jorge Lemos Correia

Membro da Comissão de Meio Ambiente

do CRQ4

e-mail:jlemos@hotmail.com.br

Telefone: 5682-2834 ou Cel: 9891-2932