T Í T U L O

D A A U L A : BALANÇAS E TÉCNICAS DE PESAGEM.

e a mesma for utilizada por pouco tempo é recomendado que desli ue a fonte de ener ia sempre com o equipamento desli ado. o material deve ser retirado e colocado com uma pinça ou luvas e não com as mão despidas* o operador não deve se apoiar na mesa em que a balança est# colocada* após a pesa em. até a quarta casa decimal. ou se!a.uando se necessita da utilização da balança com frequ-ncia deve+se deix#+la li ada para reduzir o tempo de aquecimento. que acarretaria estra os na mesma. sendo a mais utilizada pelos químicos a analítica por ser mais precisas e eralmente pesa até décimos de milésimos. observando através de um nível em forma de bol$a. sendo um aparel$o de precisão delicado. ( manuseio de uma balança requer muitos cuidados por ser um equipamento de precisão tendo como os principais cuidados) a manutenção da balança sempre limpa* a não colocação de rea entes diretamente sobre o prato do equipamento* o material a ser pesado deve esta limpos. ( ob!etivo é transmitir para os alunos de química. "ara a utilização de uma balança devemos antes de tudo verificar a capacidade m#xima que a mesma suporta. . a balança deve ser zerada e removido os resíduos que ten$a caído no seu interior.INTRODUÇÃO Um experimento químico envolve a utilização de uma variedade de equipamentos de laboratório bastante simples. A balança é um instrumento de essencial importância. não pode suporta excedentes car as. secos e a temperatura ambiente* a mesma deve ser li ada uma $ora antes para que se ten$a uma estabilização* antes de iniciar a pesa em deve ser verificar o nivelamento da balança. técnicas b#sicas para a utilização da balança analítica. porém. cu!o o nivelamento é conse uido irando+se bases localizada na parte frontal do instrumento. normalmente a car a m#xima de uma balança e de %&& a '&& . . . com finalidades específicas.

MATERIAL E MÉTODOS "apel mantei a ou papel ve etal cortado %& por rupo. %&& m7. '3& m7+ %& de cada sendo um de cada por rupo. 4atéria+prima inerte e $i roscópica disponível '&& 0 para todos1 5idro de reló io+ %& unidades. comparar precisão nas respectivas balanças analítica e . /azer a conversão de dos dados obtidos. sendo % por rupo* 6équeres de 3&. Ao menos 2 balanças semi+analíticas* Ao menos 3 balanças analíticas* 4atéria+prima inerte como cloreto de sódio 3&& 0 para todos1* 4atéria+prima inerte como Amido ou celulose 3&& 0 para todos1*.OBJETIVOS "retende+se encontrar) valores de massa.emi+Analítica. "apel mantei a ou papel ve etal sem cortar 0 um apenas demonstração1. 8sp#tulas de aço pequenas para pesa em 9 uma por rupo* 8sp#tulas de aço com cabo de madeira ou de pl#stico+ uma por rupo* .

convertendo+se a 0391200000 n1.>@%' .2=> de cloreto de sódio. .a 6alança Analítica) pesou+se exatamente <. com precisão da balança Analítica de &.a 6alança . convertendo+se A 00. pesamos entre ?. obtemos > n:meros si nificativos e % n:mero de incerteza.RESULTADOS E DISCUSSÃO ( resultado obtido foi de excelente precisão tendo em vista que para a realização de uma pesquisa cientifica pode existir uma variação das massas dos rea entes de dois para mais ou dois para menos da :ltima casa decimal de uma balança analítica. "esamos também exatamente cerca de &. . .&% .% .&% . . convertendo+se a06873mg1. obtemos ? n:meros si nificativos e 3 n:meros de incerteza.o papel mantei a.'& e ?.emi+Analítica) pesamos em 6ecBer. Cambém em papel mantei a pesamos aproximadamente >. com ' n:meros si nificativos e ? al arismos de incerteza.= de amido. convertendo+se A 04200 mg1 com a precisão de &. exatamente %>. obtemos ? n:meros si nificativos e > n:meros de incerteza. convertendo+se A 03700000mcg1 com a precisão de &.% encontramos ? n:meros si nificativos e nen$um al arismo de incerteza.3& de cloreto de sódio.<3 de amido. com a precisão da balança Analítica A &.% .01365 kg1 com a precisão da balança .emi+Analítica A &.

4esmo assim. As informaçFes contidas neste texto visam indicar os pontos mais importantes a serem considerados nas operaçFes de pesa em.scribd. 7.CONCLUSÕES A balança analítica é um dos instrumentos de medida mais usados no laboratório e dela dependem basicamente todos os resultados analíticos. . o simples empre o de circuitos eletrEnicos não elimina as interaçFes do sistema com o ambiente.uestionando a . "op. que podem cobrir faixas de precisão de leitura da ordem de &. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ACHI. pois não podem ser suprimidos.uímica 4oderna e o 4eio Ambiente. os efeitos físicos são os mais importantes. medidas de massa. Química) a ci-ncia central. Princípios de Química + . Gestes. 6K(L. '&&=. ".comNdocN333@@<%N"("+4edidas+de+massas.. 7..8..% D a &.e J(.ão "aulo) "rentice Mall. C. Acesso em '> de setembro de '&%& #s %?$%&min.."orto Ale re) 6ooBman. '&&=.% m . do ponto de dispensarem o uso de salas especiais para a pesa em. . !# estão bastante aperfeiçoadas. As balanças analíticas modernas. disponível em) $ttp)NNOOO.