You are on page 1of 27

Exame da Ordem Unificado – 2010.

2 Prova objetiva – 26/09/2010
Questão 01 O Congresso Nacional e suas respectivas Casas se reúnem anualmente para a atividade legislativa. Com relação ao sistema constitucional brasileiro, assinale a alternativa correta. (C) Sessão conjunta: a reunião da Câmara dos Deputados e do Senado Federal destinada, por GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – Há expressa disposição legal demonstrando que cada legislatura possui quatro sessões legislativas, por outro lado, as Casas do Congresso Nacional e o próprio Congresso se reúnem em sessões, adjetivando-se sessão conjunta aquelas em que os membros da Câmara dos Deputados e do Senado Federal conjuntamente deliberam sobre determinadas matérias. Questão 02 A obrigatoriedade ou necessidade de deliberação plenária dos tribunais, no sistema de controle de constitucionalidade brasileiro, significa que: (A) somente pelo voto da maioria absoluta de seus membros ou dos membros do respectivo órgão especial poderão os tribunais declarar a inconstitucionalidade de lei ou ato normativo do Poder Público. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – É importante destacar que o controle concentrado de leis e atos normativos somente pode ser feito pelo Supremo Tribunal Federal e Tribunais Estaduais. O Supremo Tribunal Federal é, por dicção constitucional expressa, o guardião da Constituição do Brasil (art. 102), e as suas decisões que importam em declaração de inconstitucionalidade somente podem ser tomadas por maioria absoluta de seus membros em reunião que, na espécie, há de ser obrigatoriamente pelo Plenário, formado pelos onze ministros, desde que presentes pelo menos oito. No caso dos Tribunais Estaduais e dada a dimensão que alguns deles possuem, a exemplo do Tribunal paulista e do Tribunal fluminense, o primeiro com cerca de trezentos desembargadores e o segundo, hoje, já contando cento e oitenta desembargadores que se dividem em vinte e oito órgãos fracionários, é evidente que a regra prevista no art. 97 da CF, que cuida exatamente do que a doutrina chamou de Reserva de Plenário, é a mais adequada porque leva a discussão da matéria a todos os membros de qualquer Tribunal estadual ou daqueles que possuem Órgão Especial delegatário do Pleno para questões, inclusive, jurisdicionais, vinculando a decisão a todos os membros e aos órgãos fracionários. Questão 03 A respeito do Conselho Nacional de Justiça é correto afirmar que: (B) pode rever, de ofício ou mediante provocação, os processos disciplinares de juízes e membros GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – Conforme expressa dicção do texto constitucional prevista no art. 103, B, § 4º, V. Questão 04 Em relação aos Ministros de Estado, a Constituição do Brasil estabelece que: (A) como delegatários do Presidente da República, podem, desde que autorizados, extinguir cargos públicos. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – Conforme disposição expressa do art. 84, parágrafo único, da CF. natos, mas também aos naturalizados, com exceção única do cargo de Ministro de Estado da Defesa, tendo em vista a Lei Complementar n.º 97, de 1999. Questão 05

Considerando que nos termos dispostos no art. 133 da Constituição do Brasil, o advogado é indispensável à administração da justiça, sendo até mesmo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, é correto afirmar que: (C) a inviolabilidade do escritório ou local de trabalho é assegurada nos termos da lei, não sendo vedadas, contudo, a busca e a apreensão judicialmente decretadas, por decisão motivada, desde que realizada na presença de representante da OAB, salvo se esta, devidamente notificada ou solicitada, não proceder à indicação. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – Conforme o disposto no art. 7º, § 6º, da Lei n.º 11.767/2008, com a orientação do Supremo Tribunal Federal. Questão 06 Sabe-se a polêmica ainda existente na doutrina constitucionalista pátria no que se refere à eventual hierarquia da Lei Complementar sobre a Lei Ordinária. Todavia, há diferenças entre essas duas espécies normativas que podem até gerar vícios de inconstitucionalidade caso não respeitadas durante o processo legislativo. A partir do fragmento acima, assinale a afirmativa incorreta. (A) A Lei Complementar exige aprovação por maioria absoluta, enquanto a lei ordinária é aprovada por maioria simples dos membros presentes à sessão, desde que presente a maioria absoluta dos membros de cada Casa ou de suas Comissões. (B) As matérias que devem ser regradas por Lei Complementar encontram-se taxativamente indicadas no texto constitucional e, desde que não seja assunto específico de normatização por decreto legislativo ou resolução, o regramento de todo o resíduo competirá à lei ordinária. (C) As matérias reservadas à Lei Complementar não serão objeto de delegação do Congresso ao Presidente da República. (D) A discussão e votação dos projetos de lei ordinária devem, obrigatoriamente, ter início na Câmara dos Deputados. GABARITO COMENTADO: A afirmativa D está incorreta – Tendo em vista que não há qualquer norma da Constituição que disponha no sentido de que os projetos de lei ordinária devam obrigatoriamente ter início de discussão na Câmara dos Deputados, como é exemplo os projetos de iniciativa popular (art. 61, § 2º, da CF), até mesmo porque os senadores da República têm competência para deflagrar projetos de lei ordinária e, nesse caso, o processo legislativo se inicia no próprio Senado Federal. As afirmativas A, B e C estão corretas. Questão 07 Em relação à inovação da ordem constitucional que instituiu a nominada Súmula Vinculante, é correto afirmar que: (C) a proposta para edição da Súmula pode ser provocada pelos legitimados para a propositura da ação direta de inconstitucionalidade. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – Está expressa no art. 103, A, § 2º, da CF. Questão 08 Um determinado Estado-membro editou lei estabelecendo disciplina uniforme para a data de vencimento das mensalidades das instituições de ensino sediadas no seu território. Examinada a questão à luz da partilha de competência entre os entes federativos, é correto afirmar que: (A) mensalidade escolar versa sobre direito obrigacional, portanto, de natureza contratual, logo cabe à União legislar sobre o assunto. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – O assunto tratado não diz respeito ao sistema educacional propriamente dito

parágrafo único da Lei 9784/98). da CF. vindo a Administração. Questão 11 A doutrina costuma afirmar que certas prerrogativas postas à Administração encerram verdadeiros poderes. Com base no fragmento acima. em caráter expresso. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – Revela o próprio conceito de poder hierárquico. A esse respeito é correto afirmar que: (D) o poder hierárquico é inerente à ideia de verticalização administrativa. 8112/90 e da Lei 9784/98. incidentalmente. Questão 12 Em determinado procedimento administrativo disciplinar. X. ao servidor. GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – A legislação federal mencionada autoriza a reforma em prejuízo do recorrente. uma vez que desde a inserção do controle concentrado no sistema constitucional brasileiro. sem a necessidade de intervenção de qualquer outro Poder da República. § 10. 62. caberá (C) ao Senado Federal suspender a execução da lei. mas tem força de lei. (A) agiu em desrespeito aos princípios da eficiência e da instrumentalidade. 52. Questão 10 Declarando o Supremo Tribunal Federal. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – Conforme dicção expressa do art. autorizativos da reforma em prejuízo do recorrente. Questão 13 Acerca do tombamento. da Constituição do Brasil. em respeito aos princípios da legalidade e autotutela. nos termos da Lei n. 64. os proprietários passam a ter obrigações negativas que estão relacionadas nas alternativas a seguir. é correto afirmar que a Administração Federal (B) agiu em respeito aos princípios da legalidade e autotutela. avocar competências delegáveis e invalidar atos.e nem é exclusividade ou de interesse típico e restrito à Municipalidade. assinale a afirmativa correta. a lhe impor a pena de demissão. as decisões do Supremo Tribunal Federal nas ADINs produzem efeitos imediatos. Inconformado. única hipótese que autoriza a atuação do Senado Federal. total ou parcialmente. conforme o caso. seja qual for a pena (art. Importante que o candidato perceba que se trata de controle incidental ou difuso. que mantém o modelo adotado desde a Constituição de 1934. Por tal razão são chamados poder-dever. a Administração federal impôs. no ano de 1965. a pena de advertência. delegar competência. que são irrenunciáveis e devem ser exercidos sempre que o interesse público clamar. desde que a decisão do Supremo Tribunal Federal seja definitiva. for rejeitada GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – Conforme expressa previsão do art. como uma das formas de o Estado intervir na propriedade privada. o servidor recorre. tendo em vista a comprovação de ato de improbidade. a inconstitucionalidade de lei ou ato normativo federal em face da Constituição do Brasil. Assinale-a. e revela as possibilidades de controlar atividades. à exceção de uma. dentre outros. (B) Se a Medida Provisória perder eficácia por decurso de prazo ou. após lhe conferir o direito de manifestação. Questão 09 Sobre o instrumento jurídico denominado Medida Provisória que não é lei. autorizativos da .

A Autonomia das Agências Reguladoras em Relação aos Órgãos do Poder Executivo. demolir ou mutilar o bem imóvel e somente poderão restaurá-lo. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – O poder de polícia deve ser exercido nos limites da lei e gera como contrapartida a possibilidade de cobrança de taxa. Belo Horizonte. gerando a possibilidade de cobrança de taxa. conferindo a possibilidade de o Estado limitar o exercício da liberdade ou das faculdades de proprietário. As afirmativas B. 796/803. 746.reforma em prejuízo do recorrente. Curso de Direito Administrativo. Questão 15 No Direito Público brasileiro. 2007. ano II. São Paulo. (D) Os proprietários não podem alienar os bens. . Ed: IOB – Thompson. pois estão submetidas à supervisão dos Ministérios a que se encontram vinculadas e à superintendência do Presidente da República. Curso de Direito Administrativo. Ed: Fórum. fundado no poder de supervisão dos Ministérios a que cada uma se encontra vinculada. Págs. 2007. como chefe superior da Administração Pública. n. em razão da matéria. pagamento de indenização prévia ao ato de imissão na posse pelo Poder Público. como chefe do Poder Executivo e como chefe superior da Administração Pública brasileira – artigo 84. desde que não imponha pena grave. 2007. Lucas Rocha. C e D estão corretas – Apontam de forma correta as obrigações negativas. uma vez que a própria lei que cria cada uma das Agências Reguladoras define e regulamenta as relações de submissão e controle. A questão procura avaliar o conhecimento do candidato acerca das obrigações negativas dos proprietários dos imóveis tombados. repará-lo ou pintá-lo após a obtenção de autorização especial do órgão administrativo competente. Belo Horizonte. (B) Os proprietários são obrigados a suportar a fiscalização dos órgãos administrativos competentes. e na superintendência atribuída ao chefe do Poder Executivo. o grau de autonomia das Agências Reguladoras é definido por uma independência (B) administrativa mitigada. com respeito ao contraditório e ampla defesa por parte do proprietário. A alternativa B está correta – As Agências Reguladoras gozam apenas de uma relativa independência administrativa que se encontra mitigada. Questão 14 O poder de polícia. Pág. e observância de procedimento administrativo. Págs. ressalvada a possibilidade de transferência para uma entidade pública. 97/136. os requisitos constitucionais a serem observados pela Administração Pública são os seguintes: (B) comprovação da necessidade ou utilidade pública ou de interesse social. e que seja justa e em dinheiro. Questão 16 Nas hipóteses de desapropriação. A questão foi idealizada com fundamento na obra: FURTADO. inciso II da CRFB/88. Silvio Wanderley do Nascimento. GABARITO COMENTADO: A questão teve por fundamento o seguinte artigo jurídico: LIMA. 13. GABARITO COMENTADO: A questão procura avaliar o conhecimento do candidato acerca de todos os requisitos constitucionais para a validade do procedimento administrativo de desapropriação. Lucas Rocha. GABARITO COMENTADO: A afirmativa A está incorreta – A questão tem por fundamento a obra: FURTADO. (C) Os proprietários não podem destruir. Ed: Fórum. In Revista IOB de Direito Administrativo. em prol do interesse público (D) deve ser exercido nos limites da lei. em regra geral.

8. Curso de Direito Administrativo. GABARITO COMENTADO: A questão procura avaliar o conhecimento do candidato acerca do que a doutrina denomina de “instabilidade” do contrato administrativo. Questão 19 No âmbito do Poder discricionário da Administração Pública. por parte do proprietário. 386/388. haja vista não ter ocorrido a investidura seguindo os padrões formais. a acarretar a inexistência mesmo deste ato. 8. A partir do fragmento acima. consagrado pelo inciso II. Os vinte primeiros classificados são desviados de suas funções e passam a exercer as atividades de delegado. que não gera o direito à aquisição do cargo. Com o transcurso de 4 (quatro) anos. inciso I da lei n. Págs. a fim de adequar o objeto do contrato às finalidades de interesse público. São Paulo. A questão foi idealizada com base na obra: FILHO. já sumulada (STJ n. não existindo direito adquirido contra a Constituição. Tal fato não é capaz de gerar o direito adquirido à remuneração. respeitados os direitos do contratado. A resposta. visto que afrontaria o princípio do concurso público.666/93. Ao final do certame. A doutrina recente admite o exercício do poder discricionário nas hipóteses de conceitos parcialmente indeterminados. A alternativa A está correta – É a única que explicita as razões da doutrina para indicar a “instabilidade” quanto ao objeto do contrato administrativo que decorre do poder unilateral conferido. procede à nomeação e posse de 400 (quatrocentos) aprovados. estes vinte agentes postulam a efetivação no cargo. Ed: Elsevier. sem prévia aprovação em concurso público destinado ao seu provimento. GABARITO COMENTADO: A questão traz à baila o conhecimento do candidato acerca das hipóteses admitidas pela doutrina de direito administrativo. Marçal Justen. pela Administração Pública. Também não se convalida a situação pelo tempo. 2) pagamento de indenização prévia ao ato de imissão na posse pelo Poder Público e que seja justa e em dinheiro. GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – A Administração procedeu ao denominado desvio de função. em cargo que não integra a carreira na qual anteriormente foi investido. inciso I da Lei n. pela lei. 37. 2009. Questão 17 Uma das características dos contratos administrativos é a “instabilidade” quanto ao seu objeto que decorre (A) do poder conferido à Administração Pública de alterar. hoje. assinale a alternativa correta. ou seja.A alternativa B está correta – Aponta todos os requisitos constitucionais: 1) comprovação da necessidade ou utilidade pública ou de interesse social. nas quais o agente administrativo está autorizado pela lei a praticar um ato discricionário. na forma do artigo 58. 685) é a alternativa B. em razão do interesse público e que decorre do exercício. algumas cláusulas do contrato. unilateralmente. Rio de Janeiro. conceitos técnico-científicos (discricionariedade técnica) e na hipótese de conceitos . do art. categoria I. Págs.666/93. à Administração de alterar algumas cláusulas do contrato no curso de sua execução. Administração Pública. no curso de sua execução. um ato que lhe confere autonomia de escolha a fim de com ele integrar o comando concreto da norma jurídica em questão. (B) É inconstitucional toda modalidade de provimento que propicie ao servidor investir-se. não se admite que o agente público administrativo exerça o Poder discricionário (D) em situações em que a redação da Lei se encontra insatisfatória ou ultrapassada. José Maria Pinheiro. 3) e observância de procedimento administrativo. com respeito ao contraditório e ampla defesa. 2008. 10ª Edição. Questão 18 Determinada Administração Pública realiza concurso para preenchimento de cargos de detetive. Ed: Saraiva. A questão foi idealizada com fundamento na obra: MADEIRA. da Constituição Federal. de uma das possibilidades legais de alteração unilateral do objeto – artigo 58. pelo fato de a situação ser irregular. 144/150.

contanto que ela já esteja consumada. Lucas Rocha. I). Questão 23 Durante dez anos. se não restarem atendidas as mesmas exigências técnicas. 576/577. o Poder concedente. Págs. de idoneidade financeira e regularidade jurídica por esta nova empresa. o que faculta ao Poder concedente a extinção do contrato quando não mantidas as mesmas exigências técnicas. A alternativa D está correta – A única hipótese em que não se admite que o agente administrativo pratique um ato discricionário é na hipótese de ele estar diante de uma lei que se encontra insatisfatória ou ultrapassada. parte no contrato de concessão. 2007. de idoneidade financeira e regularidade jurídica. mas pelas perdas e danos somente poderá ser demandado o culpado. A renúncia da prescrição é permitida. GABARITO COMENTADO: A questão objetiva procurou avaliar o conhecimento do candidato sobre as várias formas de extinção do contrato de concessão e suas características. com exceção da hipótese de titular de direito absolutamente incapaz. na época da colheita. em especial a característica de ser um contrato intuitu personae. A decadência extingue o direito potestativo. GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – Em regra não se aplicam as causas suspensivas e interruptivas da prescrição à decadência. a solidariedade subsiste no pagamento do equivalente pecuniário. previamente.valorativos. os empregados da fabricante procuravam os agricultores. Questão 21 A respeito das diferenças e semelhanças entre prescrição e decadência. enquanto a prescrição leva à extinção apenas da pretensão. é correto afirmar que: (B) com a perda do objeto por culpa de um dos devedores solidários. GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – Determina o art. Curso de Direito Administrativo. Tanto prescrição como decadência legal podem ser pronunciadas de ofício. A alternativa A está correta – A alteração societária desnatura o caráter personalíssimo do contrato de concessão. A questão teve por fundamento a obra: FURTADO. sem notificar. para adquirir a safra produzida. Belo Horizonte. Assinale a alternativa que indique a medida que o Poder concedente poderá tomar. empregados de uma fabricante de extrato de tomate distribuíram. mas as perdas e danos são devidas apenas pelo culpado. no caso de conversão da obrigação em perdas e danos. A cada ano. . no Código Civil. Esta extinção dá-se por meio da declaração de caducidade da concessão – vide artigo 27 da Lei n. enquanto os prazos decadenciais legais não se suspendem ou interrompem. 198. gratuitamente. com exceção da proteção conferida ao titular de direito absolutamente incapaz (Código Civil. Questão 22 Com relação ao regime da solidariedade passiva. é correto afirmar que: (B) os prazos prescricionais podem ser suspensos e interrompidos. tendo em vista o caráter intuitu personae do contrato de concessão. sementes de tomate entre agricultores de uma certa região. (A) Poderá o Poder concedente declarar a caducidade da concessão. Questão 20 Uma determinada empresa concessionária transfere o seu controle acionário para uma outra empresa privada. Ed: Fórum. todos respondem pelo equivalente. contra o qual não corre nem prazo prescricional nem prazo decadencial. 208 combinado com o art.987/95. art. 279 que. 8.

Conforme o disposto no art. O tribunal competente entendeu que havia responsabilidade pré-contratual da fabricante. Em 2008. a revogação do testamento produzirá efeitos. pois a cláusula que proíbe o proprietário de alienar o bem hipotecado é nula.No ano de 2009. foi procurado por Amanda. Posteriormente.971 do Código Civil. A opinião do advogado de Alexandre (B) está incorreta. na escritura translativa do domínio. a fabricante distribuiu as sementes. Na ausência de testamento eficaz. nomeando como seu herdeiro universal Sérgio. Joaquim. que estaria disposta a adquirir o referido imóvel por um valor bem acima do mercado. deixando uma filha Catarina. que não tinha herdeiros necessários. A responsabilidade pré-contratual é aquela que: (A) deriva da violação à boa-fé objetiva na fase das negociações preliminares à formação do contrato. a herança é deferida aos sucessores legítimos do de cujus. diante da impossibilidade de se efetuar a entrega material de bens imóveis. a fabricante recusou-se a efetuar a compra. Alexandre ouviu dele que não poderia alienar o imóvel. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – Apresenta a definição da responsabilidade pré-contratual. Trata-se de uma forma de tradição ficta porque a transferência da posse irá operar nos termos da previsão cotidianareferida cláusula contratual. Questão 27 Jane e Carlos constituíram uma união estável em julho de 2003 e não celebraram contrato para regular as relações patrimoniais decorrentes da aludida entidade familiar. Assinale a alternativa que indique a quem caberá a herança de Joaquim. com a exclusão dos graus mais remotos pelos mais próximo. No mês de julho de 2010. faleceu Joaquim. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – No exemplo fornecido. da chamada cláusula constitui.475 do Código Civil dispõe expressamente nesse sentido. Procurada pelos agricultores. Rubens. já que havia uma cláusula na escritura de instituição da hipoteca que o proibia de alienar o bem hipotecado. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – O constituo possessório opera a transferência da posse nas aquisições a título derivado por meio da presença. Em março de 2005. Sérgio faleceu. assinale a alternativa correta. (C) Representa uma tradição ficta. Em 2006. onde reside com sua família. como sempre fazia. mas não retornou para adquirir a safra. Consultando seu advogado. arrependido. Questão 24 Em 2004. 1. Questão 26 Passando por dificuldades financeiras. GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – O art. parente colateral em 2º grau. o único sucessor legítimo é o irmão de Joaquim. uma vez que a sucessão contempla os colaterais até o 4º grau. que afasta a vacância da herança. Alexandre instituiu uma hipoteca sobre imóvel de sua propriedade. ainda quando o testamento que a encerra vier a caducar por pré-morte do herdeiro nomeado. (A) Rubens. O único parente vivo de Joaquim era seu irmão. salvo o direito de representação em favor dos filhos de irmãos. Joaquim revogou o testamento de 2004. 1. porque Alexandre está livre para alienar o imóvel. Jane . Questão 25 Sobre o constituo possessório. Rubens. lavrou um testamento contemplando como sua herdeira universal Ana.

no art. o que exclui da comunhão os bens doados e os sub-rogados em seu lugar.000. na hipótese. terá direito ao abatimento proporcional do preço. (C) Carlos não tem direito a partilhar o imóvel adquirido por Jane na Barra da Tijuca em maio de 2005 porque. a despeito de a promessa de compra e venda ter sido celebrada por instrumento particular. 235. ao caso de João aplica-se o seguinte regime jurídico: (D) a obrigação poderá ser resolvida. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – O art. Jane e Carlos se separaram. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – Independentemente de ter sido celebrada por instrumento público ou particular. o bem foi deteriorado. Questão 28 Por meio de uma promessa de compra e venda. deparou-se com a recusa do promitente-vendedor em outorgar-lhe a escritura definitiva do imóvel. em virtude da ausência de contrato escrito entre os companheiros. com a entrega da coisa no estado em que se encontra e abatimento no preço proporcional à deterioração. com a devolução do que já tiver sido pago. o regime da comunhão parcial de bens. Jane adquiriu em maio de 2005 um imóvel na Barra da Tijuca.725 do Código Civil determina que.659.255. aplica-se às relações patrimoniais.000. mas antes disso. Segundo o Código Civil. I. salvo contrato escrito entre os companheiros.00 (cem mil reais) a título de doação de seu tio Túlio. com a devolução de valores eventualmente pagos. devem as partes retornar ao estado anterior. Com os R$ 100. o direito de requerer a adjudicação do imóvel em juízo. 1. Em 2010. ou subsistir. que o credor tem o direito potestativode escolher entre a manutenção ou resolução da obrigação. cabendo ao credor a escolha de uma dentre as duas soluções. 1. 1. na união estável. de boa-fé. Diante do impasse. A alternativa B está incorreta – Diante das razões anteriormente expostas. 1. a promessa de compra e venda assegura ao promitente comprador. sem culpa sua. quando quitou o pagamento.418 do Código Civil. nos termos do art. aplica-se às relações patrimoniais entre os mesmos o regime da comunhão parcial de bens. Juvenal poderá (A) requerer ao juiz a adjudicação do imóvel. Assinale a alternativa que indique a orientação correta a ser exposta a Carlos. Questão 31 . nos termos do art. do Código Civil. celebrada por instrumento particular registrada no cartório de Registro de Imóveis e na qual não se pactuou arrependimento.00 (cem mil reais). Carlos procura um advogado. do Código Civil. caso opte pela manutenção do vínculo. erigiu benfeitorias sobre o mesmo. Caso opte pela resolução. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – O Código Civil determina. Questão 30 Assinale a alternativa que contemple exclusivamente obrigação propterrem: (D) a obrigação que tem o proprietário de um terreno de indenizar o terceiro que.recebeu R$ 100. exigir a adjudicação do imóvel. no que couber. Juvenal foi residir no imóvel objeto do contrato e. em vista da deterioração do bem devido. seria possível. caput. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – Decorre tal obrigação do disposto no art. Questão 29 João prometeu transferir a propriedade de uma coisa certa. que exclui dos bens comuns entre os consortes aqueles doados e os sub-rogados em seu lugar. indagando se tem direito a partilhar o imóvel adquirido por Jane na Barra da Tijuca em maio de 2005.

comete ato atentatório à dignidade da justiça. inciso II. e a qualquer tempo. (D) A incompetência absoluta é alegada como preliminar da contestação ou por petição nos autos. 265. 113. § 3º. como é decorrência lógica do novo modelo de processo de execução adotado no Brasil. na hipótese de persistência do vício. Caso o juiz verifique que uma das partes é incapaz ou há irregularidade em sua representação. Questão 34 As medidas cautelares estão expressamente previstas no CPC como forma de instrumentalizar a tutela. Nela é possível encontrar diversas regras especiais. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – Na forma do art. assinale a alternativa que indique uma dessas regras específicas. 9. mantenha sua eficácia mesmo nas hipóteses do art. . 601. deve o juiz reputá-lo revel. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – As hipóteses de providência judicial acerca da incapacidade da parte ou defeito na representação estão no artigo 13 do CPC. Assinale a alternativa que apresente uma regra que disciplina a concessão de medidas cautelares. na forma do art. Segundo a Lei n. de acordo com a natureza do vício e ainda com as consequências advindas de tal reconhecimento. fundado em título extrajudicial. então. 652. parágrafo único do CPC. determinar a intimação do executado para indicar bens passíveis de penhora. contra devedor solvente. e já tendo sido deferida. ficando sujeito à sanção prevista no art. ambos do CPC. Questão 35 A Lei n. de ofício. combinado com o caput do art. como regra. (D) salvo decisão em contrário. se o executado não cumpre a determinação do juiz. pode assumir duas feições. tendo natureza eminentemente acessória. é razoável que. todos do CPC. (A) Não é cabível nenhuma forma de intervenção de terceiros nem de assistência. Questão 33 Com relação ao procedimento da execução por quantia certa. 301. (C) Se o vício se referir ao réu. 600. que diferenciam o procedimento dos Juizados do procedimento comum do CPC. Sendo uma medida de urgência. deverá suspender o processo e marcar prazo razoável para que o defeito seja sanado. Assinale a alternativa que indique a providência correta a ser tomada pelo magistrado. O Código trata. 807. A respeito dessas modalidades de incompetência. é correto afirmar que: (C) o juiz pode. inciso IV. 9. tal como prevista no CPC.A capacidade é um dos pressupostos processuais.099/95. Ademais. a cautelar conserva sua eficácia mesmo durante o período de suspensão do processo principal. assinale a afirmativa correta. Questão 32 A incompetência do juízo. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – Não só é a regra do art.099/95 disciplina os chamados Juizados Especiais Cíveis no âmbito Estadual. da incompetência absoluta e da relativa. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – Na forma do art.

esse advogado deverá: (B) contraditar a testemunha. GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – Na forma dos artigos 414. Questão 40 Um advogado é procurado em seu escritório por um cliente que lhe narra que a empresa da qual ele é diretor foi citada pelo poder judiciário. um advogado. inciso LXX da Constituição da República. durante a audiência de instrução e julgamento. ambos do CPC. um parente próximo pode requerer a interdição. 9. que mesmo assim poderá ser ouvida como informante do juízo. § 4º. é correto afirmar que: (A) na ausência dos pais. § 1º c/c 405. 22. exercendo seu mister de bem defender os interesses de seu cliente. Questão 36 O Mandado de Segurança Coletivo.016/09. Questão 38 Se. 5º. representando os interesses do seu cliente. Contraditar a testemunha é direito da parte. mesmo contraditada. é correto afirmar que: (D) o revel pode intervir no processo em qualquer fase. em preliminar. entende que a testemunha arrolada pela parte contrária mantém com essa vínculo estreito de amizade e que seu depoimento pode ser tendencioso. estabelecendo que em caso de eventual conflito entre as partes. Ainda que revel. 12. desde que o magistrado fundamente sua decisão de ouví-la. Proibir isso seria atentar contra o Princípio do Contraditório. previsto no art. Questão 37 Acerca da revelia. 12. recebendo-o no estado em que se encontrar. do tutor e do cônjuge. a testemunha pode ser excepcionalmente ouvida pelo magistrado. solicitando a extinção do feito. 1177. deverá: (C) apresentar contestação e alegar expressamente. o réu pode reassumir sua posição nos autos. inciso II CPC. no sentido de exigir cumprimento da cláusula compromissória cheia. O advogado ao peticionar no referido processo. a sentença fará coisa julgada limitadamente aos membros do grupo substituído pelo impetrante. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – Na forma do art. GABARITO COMENTADO: . GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – Na forma do art. Ocorre que. parágrafo único do CPC. caput da Lei n. sem prestar compromisso e ter suas declarações avaliadas segundo o valor que possam merecer. Questão 39 Com relação ao procedimento da curatela dos interditos. que orientam os juizados especiais.099/95 e tal regra se dá em homenagem aos princípios da celeridade e da informalidade. GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – Como se depreende da leitura do art.016/09. devendo o juiz velar pela imparcialidade e neutralidade das testemunhas. a existência de convenção de arbitragem. 10 da Lei n.GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – É o que se depreende da leitura do art. em decorrência de um conflito surgido em razão de contrato de compra e venda no qual inseriram cláusula compromissória cheia. 322. foi regulamentado pelos artigos 21 e 22 da Lei Federal n. o mesmo será apreciado por um tribunal arbitral. Acerca desta garantia constitucional é correto afirmar que: (B) no mandado de segurança coletivo.

Diante deste caso concreto (D) está incorreta a aplicação da justa causa. DJ 26/5/2003. ao limite de dez horas diárias (§2º. foi-lhe entregue o regulamento da empresa. pacífica a jurisprudência dos Tribunais. a título de exemplo. Rel. da CF/88. A preexistência de convenção de arbitragem. assinale a alternativa correta. inciso VII. DJ 30/10/2006. Paulo Furtado (Desembargador convocado do TJ-BA). (B) Não admite compensação de jornada que ultrapassar o limite máximo de 10 horas diárias. DJ 5/9/2005. João compareceu para trabalhar sem o uniforme e. GABARITO COMENTADO: . sem a concordância da outra. foi advertido. não eliminando. o trabalho noturno. perigoso e insalubre do menor de 18 anos. A vedação legal pode se fundamentar na qualidade do trabalhador e / ou na presença de circunstâncias específicas inerentes ao próprio trabalho. venha a obter pronunciamento de mérito no Poder Judiciário. cerca de cinco meses após a contratação. REsp 712. GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – O trabalho proibido ou irregular é o desempenhado em desacordo com as normas de proteção trabalhista. todos do CPC. desde o leading case no STF (SE 5206).260-RS. GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – A compensação do banco de horas é limitada. Entretanto. O direito do trabalho confere efeitos trabalhistas. 301. Questão 41 A respeito do regime de compensação de jornada do banco de horas. onde constava a obrigatoriedade do uso do uniforme para o exercício do trabalho. h da CLT). por isso. Um mês depois. 7. do art. impede que uma das partes. assinale a alternativa correta. nos termos do artigo 7º. Ao retornar da suspensão foi encaminhado ao departamento de pessoal. sem configuração de ilícito penal. 59. validamente pactuada.566-RJ. até os recentes precedentes do STJ (REsp 450. e REsp 653. (B) Os trabalhos noturno. João compareceu novamente sem uniforme. obrigados a comunicar a decisão aos empregadores e aos usuários com antecedência mínima de 72 (setenta e duas) horas da paralisação. na greve em serviços ou atividades essenciais. Questão 42 No contexto da teoria das nulidades do contrato de trabalho. o fato se repetiu e João foi suspenso por 3 dias. ficam as entidades sindicais ou os trabalhadores. (B) Na greve em serviços ou atividades essenciais. No ato de admissão. perigoso e insalubre do menor de 18 (dezoito) anos de idade são modalidades de trabalho proibido ou irregular. 482.A alternativa C está correta – Na forma da combinação dos artigos 301. contudo. uma vez que o empregador praticou bis in idem. ao punir João duas vezes pelo mesmo fato.783/89 dispõe que. onde tomou ciência da sua dispensa por justa causa (indisciplina – art. tendo sido suspenso por 30 dias. Nesse sentido. Questão 43 Com relação ao Direito Coletivo do Trabalho. a necessidade de correção do vício ou da extinção do contrato (nulidade com efeitos ex nunc). Como exemplo. Passados mais 2 meses. REsp 791. julgado em 22/6/2010). entre outros aspectos. obrigados a comunicar a decisão aos empregadores e aos usuários com antecedência mínima de 72 (setenta e duas) horas da paralisação. assinale a alternativa correta. GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – O artigo 13 da Lei n. inciso XXXIII.733-RJ. da CLT). conforme o caso.881-DF. Questão 44 O empregado João foi contratado para trabalhar como caixa de um supermercado. citando-se. conforme o caso. ficam as entidades sindicais ou os trabalhadores. inciso IX. Min. § 4º e 267.

será declaratória. ele deve ser reenquadrado na estrutura administrativa da empresa. É importante ressaltar que a sentença que determinar o reenquadramento deverá observar. visto que o terceiro descumprimento do empregado já havia sido punido com a suspensão por 30 dias.A alternativa D está correta – A justa causa aplicada pelo empregador está equivocada. Marcos percebeu que o gerente lhe estava repassando tarefas alheias à sua função. o Sr. que as suas atividades correspondiam. mas que. mesmo se não tiver completado o período de 12 meses de contrato (Súmulas n. Questão 47 Joana foi contratada para trabalhar de segunda a sábado na residência do Sr. fazendo jus à remuneração majorada. §2º da CLT. como data de início da correção. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – O caso versa sobre o desvio de função de um empregado que foi contrato para uma determinada atividade. Ao exato término do terceiro mês de prestação de serviços. 461. relativa ao reenquadramento. se for demonstrado. Neste sentido. o empregado terá direito ao pagamento das diferenças salariais (a parte condenatória da decisão judicial). Questão 46 Marcos foi contratado para o cargo de escriturário de um banco privado. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – Ao empregado que pede demissão é garantido o direito a férias proporcionais. Joana está grávida. Isto é. na prática. Demétrius descobre que a Sra.º 171 e 261. GABARITO COMENTADO: . Nesta situação. rescindindo a prestação de serviços. atribuindo-lhe os efeitos jurídicos pertinentes. estava exercendo outra. na medida em que gera uma dupla punição em torno de um mesmo e único evento. do TST c/c Convenção 132 da OIT. desde logo. Questão 45 Com relação ao regime de férias. situação que deve ser invalidada. Esta situação perdurou por dois anos. assinale a alternativa correta. ajuíza ação trabalhista para que lhe seja reconhecida a condição de empregada doméstica e garantido o seu emprego mediante reconhecimento da estabilidade provisória pela gestação. inconformada. recebendo salário mensal. porque existe este quadro e ele está regularmente registrado no órgão competente. deve-se destacar que a natureza da decisão judicial. Por fim. de 70 anos. as atribuições que lhe estavam sendo exigidas deveriam ser destinadas ao cargo de tesoureiro. ao fim dos quais Marcos decidiu ajuizar uma ação trabalhista em face do seu empregador. verificando-se que o trabalhador estava executando tarefas típicas de uma função diferente daquela para a qual foi contratado. Nela. é correto afirmar que: (C) o pedido deve ser julgado procedente. previstas em seu próprio quadro de carreira. art. Punir João novamente por este mesmo fato pretérito é incorrer em bis in idem. (B) Joana faz jus ao reconhecimento de vínculo de emprego como empregada doméstica. pelo empregado. Joana. cujo nível e cuja remuneração eram bem superiores. como sua acompanhante. conforme constava do quadro de carreira da empresa devidamente registrado no Ministério do Trabalho e Emprego. postulou uma obrigação de fazer – o seu reenquadramento para a função de tesoureiro – e o pagamento das diferenças salariais do período. o empregador não possuía a faculdade de modificar as atribuições contratuais de seu empregado. Iniciada sua atividade. desde o momento do reenquadramente demarcado pela sentença. Diante desta situação jurídica. nos moldes do art. a hipótese de equiparação salarial. Levando-se em consideração a situação de Joana. àquelas previstas abstratamente na norma interna da empresa para o cargo de tesoureiro. a sentença estará simplesmente reconhecendo uma situação fática que lhe era anterior. o momento em que o empregador passou a exigir do empregado o exercício das atividades de tesoureiro. de fato. deve-se observar o princípio da primazia da realidade e. A rigor. 4º). E. Demétrius. afastando-se também. é correto afirmar que: (C) o empregado que pede demissão antes de completado seu primeiro período aquisitivo faz jus a férias proporcionais.

Questão 51 Com relação à execução trabalhista. após o trânsito em julgado da decisão. inicia-se somente a partir da cessação da percepção do auxílio-doença acidentário. nos processos submetidos ao rito sumaríssimo. 12 (doze) meses. (C) Conforme disposição expressa na Consolidação das Leis do Trabalho.A alternativa B está correta – a definição de trabalhador doméstico (art. assinale a alternativa correta. somente quando a prova do fato o exigir. já que sequer restou configurada a garantia provisória de emprego. assegurada ao empregado acidentado no artigo 118 da Lei n. ou for legalmente imposta. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – Segundo a disposição contida no artigo 852-H. (B) As custas devem ser pagas pelo vencido. após o trânsito em julgado da decisão. Questão 48 Paulo. Paulo tem direito a ser reintegrado. . do Decreto n. com fundamento na suspensão contratual. considera-se inexigível o título judicial fundado em lei ou ato normativo declarados inconstitucionais pelo Supremo Tribunal Federal ou em aplicação ou interpretação tidas por incompatíveis com a Constituição Federal. operando-se a suspensão do pacto laboral (artigo 476 da CLT). Desta forma.048/99).213/91. Durante este período de percepção do benefício previdenciário. no mínimo.859/1972) é compatível com as funções narradas no enunciado da questão. 8. § 5º. Por sua vez. Diante do exposto. fixar o prazo. considera-se inexigível o título judicial fundado em lei ou ato normativo declarados inconstitucionais pelo Supremo Tribunal Federal ou em aplicação ou interpretação tidas por incompatíveis com a Constituição Federal. o objeto da perícia e nomear perito. § 1º. Nos períodos de interrupção e de suspensão do contrato de trabalho é vedado ao empregador o exercício de seu direito potestativo de resilição contratual (dispensa sem justa causa). sofreu acidente do trabalho. com fundamento na inteligência da norma prevista no artigo 471 da CLT. Questão 49 Com relação às provas no processo do trabalho. fixar o prazo. a garantia provisória de emprego. as custas devem ser pagas pelo vencido. da CLT. 1º. será deferida prova técnica. A partir do décimo sexto dia de afastamento. e não apenas readmitido (nova contratação). GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – Os primeiros quinze dias de afastamento do empregado acidentado são de interrupção do contrato de trabalho (artigo 75. caput. da CLT. Questão 50 Com relação às despesas processuais na Justiça do Trabalho. estas devem ser pagas e comprovado o recolhimento dentro do prazo recursal. (D) Paulo tem direito a ser reintegrado. a partir do décimo sexto dia de seu afastamento. entrando em gozo de auxílio-doença acidentário. em razão da suspensão do contrato de trabalho que se operou a partir do décimo sexto dia de afastamento. assinale a afirmativa correta. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – De acordo com a norma prevista no artigo 884. da CLT. o trabalhador entra em gozo de auxílio-doença acidentário. estas devem ser pagas e comprovado o recolhimento dentro do prazo recursal. desde logo. da Lei n. o objeto da perícia e nomear perito. pelo período de. assinale a alternativa correta. GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – Segundo o artigo 789. ou for legalmente imposta. incumbindo ao juiz. No caso de recurso. será deferida prova técnica. empregado de uma empresa siderúrgica. somente quando a prova do fato o exigir. desde logo. § 4º. (D) Nas causas sujeitas ao procedimento sumaríssimo. assinale a afirmativa correta. 3. No caso de recurso. incumbindo ao juiz.º 5. ele foi dispensado sem justa causa por seu empregador.

Diante desta situação concreta. decidido. o qual. assinale a afirmativa correta. reduziu a reclamação a termo e saiu de lá ciente de que a audiência inaugural seria no dia 01. é dispensável o depósito recursal. Paulo mudou de ideia e não compareceu à secretaria da Vara para reduzi-la a termo. nos termos do artigo 899. o trabalhador se dirigiu à secretaria da Vara. pois em que pese haver a necessidade do preparo para a interposição do recurso de agravo por instrumento. apresentou novamente a sua reclamação verbal. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – A decisão de mérito transitada em julgado. I.2004. dispensável o preparo no que se refere a depósito recursal. concussão ou corrupção do juiz é passível de corte rescisório (art. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – Ao autor. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – A representação processual. o encaminhou para a 132ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro. após livre distribuição. o pedido foi julgado improcedente sendo recorrente o autor. do CPC). tendo em vista a sua natureza jurídica de garantia de futura execução. que tem seu conhecimento negado pelo Tribunal Regional. é passível de corte rescisório. Questão 54 Segundo a legislação e a jurisprudência sobre a ação rescisória no Processo do Trabalho.2003. Quanto à conduta do Desembargador Relator. 485. Recorre ordinariamente. concussão ou corrupção do juiz. Contudo. cuja livre distribuição o encaminhou para a 150ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro. O seu pedido foi julgado improcedente. legitimidade e interesse.02.12. (D) A sentença de mérito proferida por prevaricação. Entretanto. e se nega seguimento ao recurso por intempestivo. suas integrações e consectárias.Questão 52 Assinale a alternativa que apresente requisitos intrínsecos genéricos de admissibilidade recursal. (A) Capacidade.05. gerando o arquivamento dos autos. Desta vez. o preparo e a tempestividade são requisitos de admissibilidade extrínsecos à regra geral dos recursos. proferida por prevaricação. tempestivamente. Paulo mudou de ideia mais uma vez e não compareceu. Questão 53 Pedro ajuizou ação em face de seu empregador objetivando a satisfação dos pedidos de horas extraordinárias. se interpõe o recurso de agravo por instrumento. tempestivamente. Paulo retornou ao distribuidor da Justiça do Trabalho e. é corretor afirmar que: (C) ela está equivocada. do CPC). . ao chegar o dia da audiência. Paulo apresentou reclamação verbal perante o distribuidor do fórum trabalhista. uma vez transitada em julgado. é correto afirmar que: (B) Paulo poderá ajuizar uma nova reclamação verbal.2003. pretendendo a substituição da decisão por outra de diverso teor. por ausência do depósito recursal referente à metade do valor do recurso principal que se pretendia destrancar. portanto. Questão 55 No dia 23. no problema acima. sempre que recorre. gerando apenas um arquivamento dos autos por ausência do autor na audiência inaugural. § 7º da Consolidação das Leis do Trabalho. A alternativa A está incorreta – A ação rescisória tem como objeto as decisões definitivas de mérito (art. Desta decisão. No dia 24. 485. uma vez que somente a segunda foi reduzida a termo. Na análise da primeira admissibilidade recursal há um equívoco.

pegar talões de cheques etc. a fim de que reduzisse a termo a sua reclamação verbal. quais sejam. portanto. deve-se observar que o não comparecimento de Paulo à secretaria da Vara. 844 da CLT”. dá ensejo à aplicação do art. . 786. por duas vezes seguidas. no total de R$ 150. II. aumentando-se a pena do delito mais grave de determinado quantum. 181. em interpretando-se a situação em apreço pelo disposto no art.. Isso porque o art. o cúmulo material e a exasperação. evitando assim que a mesma tivesse que se deslocar para o banco no dia a dia. aplica-se a exasperação. de 50 anos de idade. regular o procedimento. Considerando tal narrativa. Paulo teria perdido o direito de reclamar perante a Justiça do Trabalho. Paula Rita está isenta de pena. der causa ao ar quivamento de que trata o art. Já nos casos de crime continuado e concurso formal perfeito (unidade de comportamento e de desígnios). Logo. 732 da CLT preceitua que a pena do art. Quando se tratar de concurso material e formal imperfeito (unidade de comportamento e pluralidade de desígnios). 731 c/c o art. conclui-se que ele ainda poderá ajuizar nova reclamação verbal. induzindo-a a erro. bem como que. estando. porquanto é detentor de capacidade postulatória jus postulandi. (A) A prescrição. assinale a alternativa correta. pequenos saques. 786. Ou seja. Outrossim. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – A conduta descrita se subsume na moldura do art. e da exasperação para o concurso formal perfeito e crime continuado. pois Paula Rita obteve vantagem ilícita em prejuízo de Maria Aparecida. Ocorre que a segunda reclamação verbal de Paulo foi feita depois do período suspensivo de seis meses. nem a contar com a assistência de advogado. caso volte atrás e decida processar o seu empregador. ou seja. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – O ordenamento penal adotou duas formas de aplicação de pena quando do concurso de crimes. Questão 57 Paula Rita convenceu sua mãe adotiva. 731 da CLT só será aplicada “ao reclamante que. Paula Rita compareceu à agência bancária onde Maria Aparecida possuía conta e sacou todo o valor que a mesma possuía em aplicações financeiras. 791 da CLT. é correto afirmar que: (D) o Código Penal Brasileiro adotou o sistema de aplicação de pena do cúmulo material para os concursos material e formal imperfeito. assinale a alternativa correta. depois da sentença condenatória com trânsito em julgado para a acusação. (A) Paula Rita praticou crime de estelionato em detrimento de Maria Aparecida e. 171 do CP. De posse da referida procuração. apropriando-se do dinheiro antes pertencente a sua mãe. aplica-se o cúmulo material. o trabalhador não está obrigado a apresentar reclamação escrita. Questão 58 A respeito do regime legal da prescrição no Código Penal. Maria Aparecida.00 (cento e cinquenta mil reais). deve-se frisar que o caso em exame não se refere à perempção prevista no art. Paula Rita convenceu sua mãe adotiva a lhe outorgar uma procuração mentindo sobre seu verdadeiro propósito. como o art. é importante destacar que o arquivamento oriundo da ausência do trabalhador na audiência inaugural não deverá dar ensejo a outra perda do direito de reclamar pelo prazo de seis meses. pelo fato de ser sua filha adotiva.GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – Ao se analisar o problema sugerido. ao argumento de que poderia ajudá-la a efetuar pagamento de contas. mediante ardil. Questão 56 Com relação ao concurso de delitos. caput c/c o art. durante o prazo de seis meses. é isenta de pena. as penas deverão ser somadas. Além disso. que era o de se apropriar indevidamente dos valores mantidos por Maria Aparecida em aplicações financeiras. 268. tendo por base ocorrência do fato na data de hoje.000. do CP. em razão da regra do art. a lhe outorgar um instrumento de mandato para movimentar sua conta bancária. parágrafo único do CPC. parágrafo único da CLT. 844 da CLT trata do arquivamento em virtude da ausência do autor na audiência inaugural e tendo em vista que isto aconteceu uma única vez com Paulo.

(D) Pratica crime de lavagem de dinheiro quem utiliza. denunciação caluniosa. 110. direitos ou valores que sabe serem provenientes de qualquer dos crimes antecedentes previstos na Lei n. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – Foi assim previsto no 1º. considerando. Questão 62 Fundação Pública Federal contrata o técnico de informática Abelardo Fonseca para que opere o sistema informatizado destinado à elaboração da folha de pagamento de seus funcionários. descontando a quantia de cinco reais de cada um deles. A seguir. manifesta a intenção de matar o próprio filho recém nascido. não basta a imputação falsa de crime. Abelardo. constitui infração penal contra a honra. investigação policial ou processo judicial. Arlete vai até o berçário. insere o seu próprio nome e sua própria conta bancária no sistema. simplesmente.613/98).regula-se pela pena aplicada. e (ii) não imputa fato definido como crime. não podendo. Questão 59 Assinale a alternativa que preencha corretamente as lacunas do texto: “para a ocorrência de __________. Questão 60 Arlete. (C) Crime de infanticídio. porém. Durante a noite. A calúnia. §2º. após conferir a identificação da criança. a um só tempo. calúnia. que não era o filho de Arlete.613/98. pois houve erro quanto à pessoa. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – O delito contido no Código Penal que reclama. I da Lei 9. previsto no art. não isenta de pena. Após receber a criança no seu quarto para amamentá-la. ter por termo inicial data anterior à da denúncia ou queixa. Aliás. § 1o. A simples imputação falsa de fato definido como crime pode constituir __________. a asfixia. do Código Penal. 9613/98. fato ofensivo à reputação. Diante do caso concreto. causando a sua morte. (A) denunciação caluniosa. inclusive. com a redação dada pela lei 12234/2010. é a superveniência efetiva da investigação ou do processo que a distingue do delito de comunicação falsa de crime ou de contravenção. enquanto a __________ é crime contra a Administração da Justiça”. é a imputação falsa a outrem de fato definido como crime. 20. a imputação falsa de crime e que dela decorra a instauração de uma investigação criminal ou processo judicial é a denunciação caluniosa. por sua vez. bens. devendo o agente responder como se tivesse praticado a conduta contra a pessoa que almejava. em estado puerperal. e. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – Corresponde à letra do art. altera as informações sobre a remuneração dos funcionários da Fundação no sistema. a criança é levada para o berçário. que. assinale a alternativa correta. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – O erro sobre a pessoa. ao elaborar a referida folha de pagamento. é constatada a morte por asfixia de um recém nascido. na atividade econômica ou financeira. em nenhuma hipótese. não se confundindo com a difamação que (i) não precisa ser informação falsa. mas é indispensável que em decorrência de tal imputação seja instaurada. assinale a alternativa que indique a responsabilidade penal da mãe. as condições e qualidades da pretensa vítima Questão 61 Relativamente à legislação sobre lavagem de capitais (Lei n. Na manhã seguinte. por exemplo. 9. atribuindo-se a condição de funcionário da Fundação e destina à sua conta o total dos valores desviados dos . parágrafo 2º.

(C) Crime de gestão fraudulenta de instituição financeira. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – As condutas descritas foram praticada pelos administradores na gerência de instituição financeira. e pronunciou João por homicídio simples. Abelardo remete as informações à seção de pagamentos. Diretor Comercial e Diretora de Contabilidade.demais. postulando sua absolvição sumária. emitir títulos do banco para captar recursos financeiros junto aos investidores. o funcionário autorizado. com um passivo cerca de 50 vezes maior que o ativo. Nesse momento. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – A conduta de Abelardo se subsume no tipo do art. mas a defesa poderá alegar a tese de estrito cumprimento de dever legal. A decisão de pronúncia foi confirmada pelo Tribunal de Justiça. Questão 64 João da Silva foi denunciado por homicídio qualificado por motivo fútil. com grande aumento do capital. por fim. (A) Nos debates orais perante os jurados. Questão 63 João da Silva. José da Silva e Maria da Silva são os acionistas controladores do Banco Silva’se Família. mas os vinte e quatro meses seguintes são marcados por uma perda avassaladora de recursos. poderá sustentar de forma ampla todas as teses que entender pertinentes no interesse do réu. Em razão das dificuldades financeiras que afetaram o Banco Silva’s e Família. causando prejuízos ao bom funcionamento do Sistema Financeiro Nacional. a Defesa alegou que João agira em estrito cumprimento de dever legal. afastando a qualificadora contida na denúncia. (2) forjar negócios com pessoas jurídicas inexistentes a fim de simular ganhos. ou seja. A defesa. os diretores decidem por em curso as seguintes práticas: (1) adquirir no mercado títulos do tesouro nacional já caducos (portanto sem valor algum) e. 313-A do CP (crime de inserção de dados falsos em sistema de informações): inserir ou facilitar. Caracteriza-se assim crime contra o sistema financeiro nacional. alterar ou excluir indevidamente dados corretos nos sistemas informatizados ou bancos de dados da Administração Pública com o fim de obter vantagem indevida para si ou para outrem ou para causar dano. o juiz rejeitou a tese de estrito cumprimento de dever legal e o pedido de absolvição sumária. O fato de o juiz da pronúncia não haver acolhido o pedido de absolvição sumária não impede a Defesa de sustentar perante o júri que o réu agiu no estrito cumprimento de dever legal ou qualquer outra excludente de antijuridicidade ou de culpabilidade. o promotor não poderá sustentar a presença da qualificadora de motivo fútil se ela não foi acolhida pelo juiz da pronúncia (art. Os primeiros doze meses demonstraram resultados excelentes. e. contudo. (3) fraudar o balanço da instituição simulando lucros no exercício ao invés dos prejuízos efetivamente sofridos. a qual efetua os pagamentos de acordo com as informações lançadas no sistema por ele. o promotor de justiça não poderá sustentar a qualificadora de motivo fútil. a inserção de dados falsos. 476 do CPP). Assinale a alternativa que indique o(s) crime(s) praticado(s) pelos acionistas controladores. Considerando tal narrativa. Ao proferir sua decisão. operando-se a preclusão. é correto afirmar que Abelardo praticou crime de: (D) inserção de dados falsos em sistema de informações. cada um com 30% das ações com direito a voto e exercendo respectivamente os cargos de Diretor-Presidente. mesmo que não tenha sido sustentada na primeira etapa do procedimento do júri. Terminada a elaboração da folha. assinale a afirmativa correta. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – A acusação será feita pelo promotor de justiça no tribunal de júri “nos limites da pronúncia”. levando o banco à beira da insolvência. Considerando tal narrativa. o Banco Silva’s e Família sofre uma intervenção do Banco Central e todos os fatos narrados acima vêm à tona. utilizando-os como simulacro de lastro. descrito na lei 7492/86. Nos debates orais ocorridos na primeira fase do procedimento de júri. Questão 65 .

arrolou outras duas testemunhas que também presenciaram o fato. alegando que a decisão dos Jurados é manifestamente contrária à prova dos autos. assinale a afirmativa correta. No caso. designa audiência de instrução e julgamento. fica preclusa a possibilidade de requerer a produção de provas. Ao final da audiência. de acordo com a disciplina do código de processo penal. O juiz. Se não o fizer no momento correto. A apelação é provida. Já as testemunhas de acusação disseram que não viram nenhuma arma de fogo em poder de Pedro. O promotor de justiça ofereceu denúncia contra Joaquim. alegando que o mesmo agira em legítima defesa. por sua vez. Questão 66 Em processo sujeito ao rito ordinário. se demonstrarem que a necessidade de sua realização decorre de circunstâncias ou fatos apurados na instrução (art. assinale a afirmativa correta. Joaquim feriu Pedro com uma faca. tendo sido condenado à pena de 15 anos de reclusão em regime integralmente fechado. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – No direito processual penal pátrio. deve absolver o réu. o Ministério Público pediu a condenação do réu. Nas alegações orais. agrediu Pedro com a faca apenas para desarmá-lo. A defesa. ainda que não consiga convencê-lo de que a legítima defesa ocorreu de forma inequívoca. as testemunhas de defesa afirmaram que Pedro tinha apontado uma arma de fogo para Joaquim. se a Defesa plantar no espírito do juiz dúvida sobre a ocorrência de legítima defesa. sustentando que a legítima defesa não havia ficado provada. do CPP. destinada à inquirição das testemunhas arroladas pelo Ministério Público e ao interrogatório do réu. a ausência de testemunha que tenha sido intimada. Antônio é novamente condenado e sua pena é agravada. Questão 67 Antônio Ribeiro foi denunciado pela prática de homicídio qualificado. a Defesa alega a situação de legítima defesa para justificar a conduta do réu. 386. Considerando tal narrativa. (C) O ônus de provar a situação de legítima defesa era da defesa. A Defesa pediu a absolvição do réu. ao apresentar resposta escrita. como o juiz ficou em dúvida sobre a ocorrência de legítima defesa. o advogado requer a absolvição sumária de seu cliente e não propõe provas. (B) A decisão do juiz togado foi incorreta. A decisão transita em julgado para o Ministério Público. fine. mas a defesa de Antônio apela. há diversas situações que podem levar ao desmembramento da audiência una. cabendo apelação. pois violou o princípio do ne reformatio in pejus. 402 do CPP). Cabe assim à Defesa o ônus de provar que o réu agiu em legítima defesa. o juiz constatou que remanescia fundada dúvida sobre se Joaquim agrediu Pedro em situação de legítima defesa. mas fixado regime mais vantajoso (inicial fechado). 156 CPP). como por exemplo. No caso. o juiz deve absolveroréu. 396-A do CPP). Na audiência de instrução. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – O momento adequado para que a Defesa proponha provas e arrole testemunhas é o da apresentação da resposta escrita (art. que. A esse respeito. . Contudo. que não geram qualquer nulidade processual.a prova da alegação caberá a quem a fizer (art. em razão do princípio do in dúbio pro reo. por sua vez.Em uma briga de bar. rejeitando o requerimento de absolvição sumária. Considerando tal narrativa. Neste segundo Júri. o advogado requer a oitiva de duas testemunhas de defesa e que o juiz designe nova data para que sejam inquiridas. (C) O juiz só deve deferir a oitiva de testemunhas de defesa arroladas posteriormente ao momento da apresentação da resposta escrita se ficar demonstrado que a necessidade da oitiva se originou de circunstâncias ou fatos apurados na instrução. sendo o réu submetido a novo Júri. causando-lhe sérias lesões no ombro direito. As partes só poderão requerer novas diligências ao final da audiência de instrução. imputando-lhe a prática do crime de lesão corporal grave contra Pedro. a necessidade de inquirir testemunhas por carta precatória etc. É nesse sentido a regra do art. pronunciado nos mesmos moldes da denúncia e submetido a julgamento pelo Tribunal do Júri em 25/05/2005. No momento de prolatar a sentença. O princípio da ampla defesa não assegura à defesa técnica o direito de requerer provas a qualquer tempo. Por outro lado. e arrolou duas testemunhas que presenciaram o fato. VI. assinale a afirmativa correta.

incorporou a regra de que a situação processual do indivíduo não pode ser agravada no processo penal quando somente a defesa recorre. A sentença é proferida em audiência. Com base exclusivamente nos fatos acima narrados. c. Questão 70 Ao final da audiência de instrução e julgamento. poderão promover-lhe a execução. já que a prescrição estava em vias de se consumar se não fosse logo prolatada a sentença. do Código de Processo Penal.”). Todavia. o princípio da ne reformatio in pejus (verbete nº. que possibilitam dar nova definição jurídica ao fato delituoso. O juiz indefere a diligência alegando que o número máximo de testemunhas já havia sido atingido e que. deve: (D) absolver o acusado. do Código de Processo Penal. Questão 68 Relativamente às regras sobre ação civil fixadas no Código de Processo Penal. além disso. explícita ou implicitamente. o emprego de violência contra a vítima). A solução cabível é a absolvição do apelante. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – A hipótese é de violação à garantia da correlação entre acusação e sentença. assinale a alternativa correta. seu representante legal ou seus herdeiros. o advogado do réu requer a oitiva de testemunha inicialmente não arrolada na resposta escrita. condenando-se o réu à pena de 6 anos em regime inicial semi-aberto. No caso. por sua vez. 593. Na fase de sentença. no juízo cível. para o efeito da reparação do dano. (B) A anulação da sentença para que outra seja proferida em razão da violação do princípio da ampla defesa. como pressuposto da análise do mérito recursal. 453 da Súmula do STF (“Não se aplicam à segunda instância o art. condenar João nas penas do crime de roubo (CP. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – De acordo com a regra do Código de Processo Penal (art. mas referida por outra testemunha ouvida na audiência. No decorrer da instrução processual. sem antes tomar qualquer providência. ao julgar apelo de João com fundamento exclusivo na insuficiência da prova para a condenação. o ofendido. O enunciado nº. O Tribunal. 157). (D) Transitada em julgado a sentença penal condenatória. cabe a interposição de apelação com base no art. em virtude de circunstância elementar não contida. 617. assinale a alternativa que apresente o que alegaria na apelação o advogado do réu. não narrada na denúncia (no caso. a diligência era claramente protelatória. III. Assim. pois segundo narra a denúncia ele subtraiu colar de pedras preciosas da vítima. 155). a testemunha Antônio relata fato não narrado na denúncia: a subtração do objeto furtado se deu mediante “encontrão” dado por João no corpo da vítima. art. 160 da Súmula do Supremo Tribunal Federal) impede a declaração dessa nulidade da sentença de ofício. não tendo sido tal nulidade arguida pelo Ministério Público nem pelo apelante. a sentença é ultra petita. GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – A oitiva de testemunhas referidas representa uma exceção prevista em lei . impede a aplicação do artigo 384 do CPP pelo próprio Tribunal. o Juiz decide. art. na denúncia ou queixa. Questão 69 João foi denunciado pela prática do crime de furto (CP. em decorrência de nova circunstância elementar da infração penal.GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – O art. A sentença condenatória transita em julgado para o Ministério Público. 384 e parágrafo único do Código de Processo Penal. 63). por entender que o “encontrão” relatado caracteriza emprego de violência contra a vítima. com base no sobredito testemunho de Antônio. pois o Juiz não aplicou o artigo 384 do CPP antes de condenar o acusado.

teve sua falência decretada em 11/01/2010. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta. Delta possuía um imóvel hipotecado ao Banco Junior S/A. inciso III.00 O imóvel está avaliado em R$ 1. sofreu acidente de carro e foi declarada absolutamente incapaz. empresa do ramo dos restaurantes. III. o que exclui qualquer benefício oriundo da denúncia espontânea. Questão 74 Delta Ltda.. especialmente sobre a definição de tratamento diferenciado e favorecido para as microempresas e empresas de pequeno porte. (B) Mauro somente se apresentou à Receita após a notificação. sem multa ou juros de mora. cumpre à lei ordinária: (A) estabelecer a cominação ou dispensa de penalidades para as ações ou omissões contrárias a seus dispositivos. em garantia de dívida no valor de R$ 1. assinale a afirmativa correta. adquiriu o estabelecimento empresarial Pizza Já Ltda. Questão 73 Pizza Aqui Ltda. GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – De acordo com o CTN art. Questão 71 Mauro Ricardo decidiu não pagar o imposto de renda do último ano. o tributo devido.000.000. nos termos da lei. A Fazenda Pública Estadual tem créditos a receber de Delta Ltda. a Pizza Aqui responde subsidiariamente pelos tributos devidos pela Pizza Já Ltda. (D) A Fazenda respeitará a preferência do credor hipotecário.200. é correto afirmar que: (B) caso a Pizza Já prossiga na exploração da mesma atividade dentro de 6 (seis) meses contados da data de alienação. da CF/88. A alternativa B está incorreta – Tendo em vista o art. da CF/88. servidora pública. Quando Mauro recebeu a notificação. 138 c/c art. prontificando-se a pagar. de imediato. 156. . relacionados ao ICMS não pago de vendas ocorridas em 03/01/2008. em virtude de traumatismo craniano gravíssimo. porém sob razão social diferente – Pizza Aqui Ltda. As alternativas C e D estão incorretas – Com base no art.para o número máximo de testemunhas. assinale a afirmativa correta. (C) estabelecer normas gerais em matéria tributária. Neste caso. devendo ele recolher o tributo devido. Ocorre que a Receita Federal efetuou o lançamento e notificou Mauro. II. 161. nos limites do valor do crédito garantido pela hipoteca.. até a data do ato de aquisição do estabelecimento. parágrafo 3º. GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – De acordo com o CTN art. a penalidade imposta e os juros de mora. ele se dirigiu à Receita e confessou a infração. Com base no exposto acima.. e porque a proximidade do prazo prescricional não pode ser obstáculo para a aplicação de um dispositivo expressamente previsto em lei para a exata hipótese da questão. (B) estabelecer a forma e as condições como isenções. Questão 72 Em Direito Tributário.000. incentivos e benefícios fiscais serão concedidos em matéria de ISS. A partir do exposto acima. 133. c e d. acerca do crédito tributário em aberto. continuando a exploração deste estabelecimento.00. 146. especialmente sobre adequado tratamento tributário ao ato cooperativo praticado pelas sociedades cooperativas. (D) estabelecer normas gerais em matéria tributária. pois sua esposa Ana.

”. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – A teor do artigo 32 do CTN. por ser área de expansão urbana. conforme disposto no art. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – Fundamenta-se no art. em detrimento de outro. parágrafo 2º. em matéria tributária.. embora não existam próximos quer escola. na região serrana de Paraíso do Alto. do CTN. A área é dotada de rede de abastecimento de água. na área de expansão urbana. do CTN. ao Distrito Federal ou a Município. local destinado ao lazer. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – Com base no art. dotada de melhoramentos. tal hipótese (D) poderá ser disciplinada mediante decreto.. Questão 76 De acordo com o Código Tributário Nacional. admitida a concessão de incentivos fiscais destinados a promover o equilíbrio do desenvolvimento socioeconômico entre as diferentes regiões do País. rede de iluminação pública e esgotamento mantidas pelo município. inciso II. 97. quando a lei nova lhe comine penalidade menos severa que a prevista na lei vigente ao tempo de sua prática. quer hospitais públicos. Questão 77 Caso determinado município venha a atualizar o valor monetário da base de cálculo do IPTU.GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – Com base nos artigos 184 c/c 186 I. resultará na (D) impossibilidade de exigência de tributo não previsto em lei. 151 “É vedado à União: I instituir tributo que não seja uniforme em todo o território nacional ou que implique distinção ou preferência em relação a Estado. Neste caso Semprônio deve pagar o seguinte imposto: (A) o IPTU. ambos do Código Tributário Nacional. aplica-se retroativamente a lei tributária na hipótese de: (D) ato não definitivamente julgado. 108. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – A diferença de alíquotas estabelecida pela situação hipotética feriria o princípio da uniformidade geográfica da tributação. parágrafo 2º. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – Fundamenta-se o no art. letra c. Questão 80 . Questão 75 Semprônio dos Santos é proprietário de um sítio de recreio. Tal enunciado normativo viola o princípio constitucional (A) da uniformidade geográfica da tributação. do CTN. Questão 78 O emprego da analogia. Questão 79 Considere a seguinte situação hipotética: lei federal fixou alíquotas aplicáveis ao ITR e estabeleceu que a alíquota relativa aos imóveis rurais situados no Rio de Janeiro seria de 5% e a relativa aos demais Estados do Sudeste de 7%. 106.

Paralelamente. advogado com larga experiência profissional. da quadra 23. dar entrevistas.instrutivas e informativas. ambos advogados. mantendo o estado de casados por longos anos. mesmo conclusos com a autoridade policial (art. No curso do processo também obtém a indicação do Tribunal e vem a ser nomeado pelo Governador do Estado. 06. À luz das normas aplicáveis. não podendo caracterizar promoção pessoal. também mantêm sociedade em escritório de advocacia. IV). dentre os direitos dos advogados encontra-se o de consultar autos de inquérito policial. Questão 81 Renato. de Limpeza do Município de Trás os Montes. Questão 84 João Vítor e Ana Beatriz. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – Nos termos do Estatuto assunção de atividade incompatível com a advocacia em caráter definitivo. o novo proprietário (D) fica obrigado a pagar todos os tributos que recaiam sobre o bem. contraem núpcias. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – Nos termos do 150. mesmo sem procuração ou conclusos à autoridade policial. por isso. Por motivos vários. à luz das normas estatutárias ocorrerá: (A) o cancelamento da inscrição como advogado. é contactado para defender os interesses de Rodrigo que está detido em cadeia pública. Dirige-se ao local onde seu cliente está retido e busca informações sobre sua situação. é correto afirmar que: (C) o advogado. advogado em início de carreira. incluído na grade normal de horários da empresa. VI. cujo titulo é “o Advogado na TV”. recebendo como resposta do servidor público que estava de plantão que os autos do inquérito estariam conclusos com a autoridade policial e. alegrias e comprovar a possibilidade de sucesso profissional. XIV). Consoante as normas aplicáveis. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – Nos termos do Estatuto. como no caso. obtém a indicação da OAB para concorrer pelo quinto constitucional à vaga reservada no âmbito de Tribunal de Justiça. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – Nos termos do Código de Ética os advogados podem participar de programas televisivos. deveria se limitar ao aspecto educacional e instrutivo da atividade profissional. os seus percalços. mas não realizar propaganda (art. As atividades devem ser educativas. resolve contratar com emissora de televisão. Questão 82 Mauro. No curso do programa. todas essas vinculadas ao seu escritório de advocacia. ingressando nos quadros do Poder Judiciário. inclui referência às causas ganhas. advogado com mais de dez anos de efetiva atividade. (D) o acesso aos autos de inquérito policial é direito do advogado. Diante disso.. indisponíveis para consulta e que deveria o advogado retornar quando a autoridade tivesse liberado os autos para realização de diligências. Questão 83 Fábio. 7º. vendeu um imóvel de sua titularidade situado na rua Dois. bem como àquelas ainda em curso e que podem ter repercussão no meio jurídico. § 3º DA CF/88. empresa pública municipal. passam a ter seguidas altercações. com acusações mútuas de descumprimento dos deveres . no caso. um novo programa. 11. 32). Neste caso. implica em cancelamento da inscrição (art. com o fito de proporcionar informações sobre a carreira. localizado no n.A Cia. suas angústias.

conjugais. Como é de praxe. § 5º) e somente pode ocorrer quando a ofensa a inscrito na OAB for decorrente do exercício da profissão ou de cargo ou função da OAB. para participar de audiência em questão cível. à luz das normas estatutárias (C) o atraso que justifica a retirada do advogado está condicionado à ausência da autoridade judicial no evento. advogado. efetivamente. já caracterizado um atraso de uma hora. 35. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – O inciso XX art. ao Chefe do Cartório Judicial. em discussões conjugais. em seus vários incisos. sendo comunicados pelo Oficial de Justiça que a pauta de audiências continha dez eventos e que a primeira havia iniciado às dez horas. dirige-se. São consideradas circunstâncias atenuantes as previstas no art. 7º. Após duas horas de atraso. Francisco informou. desde que a autoridade judicial não tenha comparecido ao evento. (A) exercício assíduo e proficiente em mandato realizado na OAB. encontra-se.. próspero fazendeiro. do Estatuto da Advocacia prevê. (A) nenhum ato poderá ser realizado pela OAB. com seu cliente. empresarial. (D) o desagravo poderá ocorrer privadamente. do Estatuto). desde que relevantes. de natureza civil. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta. criminal. diante do ocorrido. No caso citado. A autoridade judicial encontrava-se presente no foro desde as nove horas da manhã. as descritas no enunciado (art. por escrito. adentraram o recinto forense com meia hora de antecedência. a suspensão. os direitos do advogado. As alternativas B e C estão incorretas – A qualidade de advogado por si só. . Questão 87 Eduardo. 40. Questão 86 Dentre as sanções cabíveis no processo disciplinar realizado pela OAB no concernente aos advogados estão a censura. não desafia o desagravo. bem como a ausência de punição disciplinar anterior e a falta cometida na defesa de prerrogativa profissional. o desagravo é permitido pelo estatuto. (C) sendo o ofensor advogado. tal não ficou caracterizado pois a autoridade judicial estava no recinto presidindo outras audiências. também serviços prestados à advocacia. 7º. desde a audiência inaugural. Diante do narrado. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – As sanções possíveis são. Além dessas. para despachos em geral. Dentre as circunstâncias atenuantes para a aplicação do ato sancionatório. designada para a colheita de provas e depoimento pessoal. Ana Beatriz. que. bem como em processos administrativos que tramitam em numerosos órgãos públicos. A alternativa D está incorreta – Nos termos do Estatuto o ato de desagravo é sempre público (art. Questão 85 Francisco. dentre os quais está o de retirar-se do recinto em caso de atraso superior a trinta minutos do horários designado. À luz das normas estatutárias. (B) o ato de desagravo depende somente da qualidade de advogado do ofendido. uma vez que sua honra foi atingida por seu marido. em diversas ações. tendo em vista que as ofensas não ocorreram no exercício da profissão de advogado. é contratado para defender os interesses de Otávio. A ausência deve ser precedida de petição apresentada no protocolo do Juízo. requer que a OAB promova sessão de desagravo. ele e seu cliente estariam se retirando do recinto. revoltada com as acusações desfechadas por João Vítor. tendo a primeira o seu início no horário designado. tendo iniciado a primeira audiência no horário aprazado. consoante o Estatuto. a exclusão e a multa. advogado. O ato fora designado para iniciar às 13 horas.

É atuação que abrange a de advogado dativo. pessoa de parcos recursos financeiros. atua em diversos ramos do Direito. Alguns Estados. são contactadospor sociedades empresárias ansiosas pela prestação de serviços profissionais advocatícios de qualidade. após aprovação em concorrido Exame de Ordem. (C) a recusa nesses casos poderá ocorrer. diante da ausência de Defensor Público designado para prestar serviços no local. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – O registro deve ser realizado em Seccional onde houver a sede (art. à luz das normas aplicáveis (C) o registro da sociedade de advogados é realizado no Conselho Seccional da OAB onde a mesma mantiver sede. tendo o profissional comparecido à sede do Juízo para praticar ato em prol do seu constituinte. Assim. com justo motivo. por falta de efetivo suficiente de profissionais. que divide em valores fixos. mantêm convênios com a OAB para prestação de serviços justamente nesses casos. por indicação de amigos e parentes. Em atividade . 35. Questão 89 Michel. § 2º. sem justo motivo. que cabe também aos advogados. foi surpreendido por designação do Juiz Titular da Comarca para representarTício. A alternativa B está incorreta – Na mesma linha. ao alvedrio das partes. Philippe e Lígia. À luz das normas aplicáveis. A Defensoria Pública. advogado. XII. apresenta ao cliente os termos de contrato de honorários. Caio participou do ato. no entanto. sem justo motivo. as causas são individuais. nos termos do Estatuto. A alternativa D está incorreta – Há sanção prevista. ao alvedrio das partes (art. comprometem-se a empreender a atividade advocatícia de forma conjunta logo após a aprovação no Exame de Ordem. (B) o advogado deveria ter recusado o encargo. mesmo sem justificativa plausível. é realizada: a prestação deve ocorrer por meio de sociedade de advogados. A alternativa A está incorreta – O art. o advogado não pode ofertar recusa. Diante desse quadro (A) o ato deveria ter sido adiado diante da exclusividade da atuação da Defensoria Pública. como São Paulo. 37)Estatuto da Advocacia. quando nomeado em virtude de impossibilidade da Defensoria Pública..Antes de realizar os atos próprios da profissão. Questão 88 Caio. Logo. Para gáudio dos bacharéis. De início. sofrer desconto dos honorários pactuados contratualmente. no entanto. No concernente ao tema. Um dos seus clientes possui causa em curso perante a Comarca de Tombos/MG. Questão 90 Joel é experiente advogado. todos são aprovados no certame e obtém sua inscrição no Quadro de Advogados da OAB. acrescidos dos decorrentes da eventual sucumbência existente nos processos judiciais. inscrito há muitos anos nos quadros da OAB. inscrito na OAB-SP. (C) os honorários de sucumbência podem. assistência jurídica. do Estatuto da Advocacia. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – Obedece a norma legal. (D) a recusa poderia ocorrer diante da ausência de sanção disciplinar. embora seja a instituição responsável pela defesa dos mais necessitados não possui o monopólio da atuação profissional.). bacharéis em Direito recém-formados e colegas de bancos universitários. alugam sala compatível em local próximo ao prédio do Fórum do município onde pretendem exercer sua nobre função. Estando no local. prevê sanção disciplinar quando o advogado: “XII – recusar-se a prestar. 34. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – Os honorários de sucumbência podem ser compensados com os contratuais. Não tendo argumentos para recusar o encargo. Uma exigência. diante do sucesso profissional alcançado.

em avançado estado de embriaguez. pela ordem. GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – Espelha a regra contida no artigo 1. comparece à sessão de tribunal com o fito de sustentar. regularmente. o sócio pode ceder sua quota. 7º. O comprador entrou com uma ação no Brasil para discutir o cumprimento do contrato. GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – O Art. (C) Participar da divisão de lucros até que se liquide a sociedade. em face da cláusula arbitral. após a leitura do relatório. GABARITO COMENTADO: Alternativa B está correta – O caso se enquadra no item III do artigo 88 do Código de Processo Civil: competência por ato ou fato ocorrido em território nacional. realizada pela Câmara de Comércio Internacional. Antônio tornou-se sócio de sociedade simples com 1. a quem já seja sócio.profissional. constantes dos autos processuais que se revelam incorretas. No concernente ao tema. O exportador brasileiro fez a remessa das laranjas. do Estatuto da Advocacia. (B) Na omissão do contrato. total ou parcialmente. terá competência porque os danos à imagem ocorreram no Brasil. Temeroso de ser cortado da seleção brasileira. recurso apresentado em prol de determinado cliente. não é . que influencie o julgamento. estabelece os direitos dos advogados. mas estas não atingiram a qualidade estabelecida no contrato. o casal veio a se separar judicialmente. Passados alguns anos. o jogador ajuíza uma ação no Brasil contra o portal de vídeos. 1ª parte do NCC preservando. quando há cláusula arbitral. oralmente.027 do Código Civil. cuja sede é na Califórnia. O juiz decidiu: (A) extinguir o feito sem julgamento de mérito. ademais. pelo magistrado designado para tal função no processo. O juiz brasileiro (B) terá competência porque os danos à imagem ocorreram no Brasil. No curso do julgamento há menção. à luz das normas estatutárias. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – Espelha a regra prevista no artigo 1. Lei 9307/06. Questão 91 Antônio e Joana casaram-se pelo regime da comunhão parcial de bens. para esclarecer questão de fato. Assinale a alternativa que indique o que Joana pode fazer em relação às quotas de seu ex-cônjuge. Iniciada a sessão de julgamento. pelo Relator de data e fls. apresenta sua defesa oral.057. dirige-se à tribuna e. independentemente da audiência dos demais. assinale a alternativa correta. Questão 92 No que se refere à cessão de quotas de sociedade empresária limitada. O vídeo é veiculado na internet e tem grande repercussão no Brasil. caput. Questão 93 Jogador de futebol de um importante time espanhol e titular da seleção brasileira é filmado por um celular em uma casa noturna na Espanha.000 quotas representativas de 20% do capital da sociedade. ainda que não possa nela ingressar. Estados Unidos. Questão 94 Um contrato internacional entre um exportador brasileiro de laranjas e o comprador americano. previu que em caso de litígio fosse utilizada a arbitragem. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – Pela Lei de Arbitragem. o advogado (B) poderá usar a palavra. a affectiosocietatis. Após o casamento.

Questão 95 Dentre os direitos de toda criança ou todo adolescente. Artigo 267. . assegurando-lhe a convivênciafamíliar e comunitária. é correto afirmar que: (C) o adotando não deve ter mais que 18 anos à data do pedido. Questão 96 Tendo por substrato legal as alterações promovidas pela Lei n. foi evitar a ocorrência do dano ambiental. assinale a afirmativa correta. 49 da Lei 8. efetivo ou presumido. a colocação em família substituta. e decorre da mencionada competência municipal estabelecida no artigo 30. de certidão da Prefeitura Municipal sobre a conformidade do empreendimento com a legislação de uso e ocupação do solo decorre da competência do município para o planejamento e controle do uso. acerca da colocação em família substituta. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – o ECA estabelece peremptoriamente em seu art. que se consumam com a própria criação do risco. VIII da Constituição Federal) Questão 98 Diante das disposições estabelecidas pela Lei n. 41 da mesma Lei.010/2009.possível recorrer-se ao judiciário para dirimir a questão. salvo se já estiver sob a guarda ou tutela dos adotantes. pois a adoção como uma das formas de colocação em família substituta pressupõe a perda do poder familiar de seus pais biológicos. salvo se já estiver sob a guarda ou tutela dos adotantes. do CPC.605/98 sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente. GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – O objetivo do legislador. Fundando-se em tal preceito. GABARITO COMENTADO: A alternativa B está correta – A exigência está expressa na Resolução CONAMA 237/1997. (D) Os tipos penais ambientais. descrevem crimes de perigo abstrato. Questão 99 Sobre o tratamento da publicidade no Código de Defesa do Consumidor. seja a situação interna ou internacional. no processo de licenciamento ambiental. (A) A morte dos adotantes não restabelece o poder familiar dos pais naturais. independentemente de qualquer resultado danoso. assinale a alternativa correta. no máximo. VII. GABARITO COMENTADO: A alternativa A está correta – O falecimento dos adotantes não restabelece o poder familiar dos pais naturais. com o desligamento de qualquer vínculo com pais e parentes. (B) A exigência de apresentação. Questão 97 Considerando a repartição de competências ambientais estabelecida na Constituição Federal.010. é correto afirmar que: (D) é abusiva a publicidade que desrespeita valores ambientais. 9. 40 que o adotando deve contar com. assinale a alternativa correta. em regra. seguindo a tendência mundial.069/90 com nova redação atribuída pela Lei 12. conforme expressa disposição do art. de 2009 no tocante à adoção. do parcelamento e da ocupação do solo urbano. 18 (dezoito) anos à data do pedido. que traz as regras sobre licenciamento ambiental. excepcionalmente. 12. o ECA assegura o de ser criado e educado no seio de sua família e. salvo no que diz respeito aos impedimentos matrimoniais conforme caput do art.

Questão 100 Nas ações coletivas. não faz coisa julgada material. no caso de improcedência por insuficiência de provas. 81”. “em caso de improcedência do pedido. na hipótese do inciso I do parágrafo único do art. valendo-se de novas provas. exceto se o pedido for julgado improcedente por insuficiência de provas. os interessados que não tiverem intervindo no processo como litisconsortes poderão propor ação de indenização a título individual”. GABARITO COMENTADO: A alternativa C está correta – Consoante o art. e relativamente aos direitos coletivos o § 1º expressa que os efeitos da coisa julgada previstos nos incisos I e II não prejudicarão interesses e direitos individuais dos integrantes da coletividade. intentar nova ação com os mesmo fundamentos. o efeito da coisa julgada material será: (C) Tratando-se de direitos difusos. a sentença fará coisa julgada. podendo. 37 indica como abusiva a publicidade que “desrespeita valores ambientais”. com idêntico fundamento valendo-se de nova prova. 103. . na hipótese de individuais homogêneos (prevista no inciso III). categoria ou classe. hipótese em que qualquer legitimado poderá intentar outra ação. Nas ações coletivas de que trata este código. do grupo.GABARITO COMENTADO: A alternativa D está correta – O § 2º do art. a inda na hipótese de direitos difusos o efeito é “erga omnes. qualquer prejudicado.