You are on page 1of 39

A Maçonaria em Busca de Mais Poder Parte 1

"A mais eficaz das mentiras é aquela que mais se aproxima da verdade, sem, contudo, ser verdade"

Estamos aqui para mostrar tudo aquilo o que nem a Maçonaria e nem o Diabo, seu real Líder e deus, desejam que você saiba, caro leitor
"Para vocês, Soberanos Grandes Inspetores Gerais, nós dizemos isto, que vocês podem repetir para os irm os dos !raus "#, "$ e "%& A 'eli!i o (a)*nica deve ser, por todos nós iniciados dos altos n+veis, mantida na pureza da ,outrina -uciferiana". "Sim, -/cifer é ,eus000". "1 a verdadeira e pura reli!i o filosófica é a cren)a em -/cifer, o i!ual de Adonai. (as -/cifer, ,eus da luz e ,eus do bem, est2 lutando pela 3umanidade contra Adonai, o ,eus da escurid o e do mal0" 4Instru)5es aos #" 6onsel3os Supremos do (undo, Albert Pi7e, Grande 6omandante, Soberano Pont+fice da (a)onaria 8niversal, $9 de :ul3o, $;;<=

Albert Pi!e

Este " um precioso estudo sobre a #ace oculta da Maçonaria, e estudos assim n$o s$o #%ceis de encontrar& 'os sites maçons você pode ler muita coisa escrita por eles, e somente aquilo que eles querem que você saiba e naquilo o que eles querem que você acredite& Mas aqui a conversa " outra Aqui você con(ecer% o lado ne)ro da Maçonaria *como se (ouvesse qualquer coisa clara ali +& Aqui você ouvir% o que a Maçonaria n$o quer que você saiba e ver% o que " a Maçonaria e a que veio essa ,r)ani-aç$o .nici%tica e ,cultista do Diabo& Boa leitura, ami)o visitante& E se desejar, pode me escrever, enviando/me um e/mail

Maçonaria, o 0lube do Bolin(a do Diabo
0omo sempre&&&o clube do bolin(a de 1atan%s procura mais oportunidades para continuar alimentando *2s custas de din(eiro p3blico+ as suas lon)as #ileiras de políticos maçons brasileiros& 4 o mais espetacular e5emplo de parasitismo da (ist6ria desta naç$o , maçom ,restes 7u"rcia *quem con(ece o passado dessa #i)ura que o di)a+ a)ora " candidato ao )overno do estado com o maior P.B da Am"rica Latina& E&&& enquanto isso, os detentores de 8)randes se)redos9 *os )randes se)redos deles s$o os pactos que #a-em com o diabo, as in#ormaç:es entre)ues 2 (ierarquia interna das Lojas, 2 qual obedecem ce)amente, e os objetivos traçados para a ,r)ani-aç$o+ militam pela criaç$o de mais um trem/bala de empre)os p3blicos, o Estado do Maran($o do 1ul ;4 bastante si)ni#icante #alar um pouco da )rande luta que a MA<,'A=.A vem travando, estando 2 #rente e levantando incansavelmente a BA'DE.=A MA=A'>?, D, 1@L, pois, e5pressa de um modo )eral, a responsabilidade das Lojas MaçAnicas de todas as PotênciasB CLEMA *Crande Loja do Estado do Maran($o+, C,B *Crande ,riente do Brasil+, C,AM *Crande ,riente AutAnomo do Maran($o+ e C,EM *Crande ,riente do Estado do Maran($o+, que est$o no alicerce dessa empreitada& Essa jornada de ne)ociaç:es vem a cada dia, )an(ando terreno s6lido junto 2s autoridades constituídas do nosso país, mostrando assim, todos os interesses no sentido de unir #orças solidi#icadas para o alcance dos objetivos&; DonteB 1iteB Portal Maran($o do 1ul

Demonstrando que a Maçonaria " uma ,r)ani-aç$o 1atEnica
>uem é o Grande Arquiteto do 8niverso 4G0A0,080= na (a)onaria?
A (a)onaria requer de seus membros que creiam na existência de um Ser Supremo e também que 32 um @nico ,eus0 A (a)onaria se refere ao seu deus como sendo o Grande Arquiteto do 8niverso G0A0,080 1la ensina que todos os 3omens, de todas as reli!i5es, adoram o mesmo ,eus, simplesmente utilizando uma variedade de diferentes nomes0 1sta é a base que d2 sustenta) o a que os ma)ons possam ser Aindu+stas, (u)ulmanos, Budistas, ou 3omens que dizem se!uir o Sen3or :esus 6risto0 A (a)onaria requer de seus membros a cren)a em um Ser Supremo, todavia n o define quem seCa esse ser0 A B+blia, todavia, nos revela que a verdade é bem diferente distoD A B+blia afirma que só 32 um @nico ,eus, o ,eus da B+blia&

E1u sou o S1FAG', e n o 32 outro. além de mim n o 32 ,eusH Isa+as 9I&I

Pelo que Deus a#irma em 1ua Palavra, al"m dele n$o (% nen(um outro Deus, lo)oB Fris(na n$o " Deus Geus n$o " Deus ,din n$o " Deus Baal n$o " Deus 1(iva n$o " Deus Canes( n$o " Deus ,síris n$o " Deus >orus n$o " Deus Bra(man n$o " Deus (as para a (a)onaria, qualquer dos falsos deuses citados acima pode ser o tal G0A0,080 JeCam as evidências nestas palavras de sites ma)*nicos& 8A Maçonaria n$o " contra qualquer reli)i$o& Ela ensina e pratica a tolerEncia, de#endendo o direito do (omem praticar a reli)i$o do seu a)rado& A Maçonaria n$o do)mati-a as particularides do credo e da reli)i$o& Ela recon(ece os bene#ícios e a bondade assim como a verdade de todas as reli)i:es, combatendo, ao mesmo tempo, as suas inverdades e o #anatismo&;*DonteBHHH&lojasaopauloIJ/com/br+ ;'as 0erimAnias de .niciaç$o e outras, os Kovens DeMolaLs prestam o seu Kuramento sobre o Livro 1a)rado da =eli)i$o, onde cada um jul)ue e5istir as Merdades pre)adas pelos Pro#etas de sua D"& Assim, o Kuramento deve ser prestado sobre o Livro 1a)rado da 0rença do .niciado;& *DonteB ;Deus na ,rdem DeMolaL;/capituloan(an)uera&vilabol&uol/com/br+ 81& A Bíblia " o 3nico livro sa)rado que deve ser colocado no altarN p)& 11 / A Bíblia " uma parte indispens%vel da decoraç$o de uma loja crist$, somente porque ela " o livro sa)rado da reli)i$o crist$& , Pentateuco judaico em uma loja judia e o Alcor$o em uma loja muçulmana, pertencem ao altar&9 *DonteB 8La Dormation Maçonnique9 HHH/)ui)ue/or)O)ui)lP1/1&(tm+

0onclus$oB /Deus a#irma que n$o (% outro Deus al"m dele& /A Maçonaria a#irma que qualquer deus pode ser o tal C&A&D&@& /C&A&D&@& desi)na qualquer deus /A Maçonaria, portanto discorda de Deus& /A Maçonaria " 1atEnica
Su!est o de lin7& 1xK(asons for :esus 41xK(a)ons para :esus=

o Brasil. em referência R Besta descrita no -ivro do Apocalipse. o poder pol+tico e econ*mico da or!aniza) o0 A conversa de "filantropia" é papo pra boi dormirD=0 Sem contar a impressionante multid o de prefeitos ma)ons. ocultista e parasita de !overnos de na)5es 4nisto consistem seus maiores esfor)os.Maçons Damosos *1+ Aleister 0roHleL / EdHard Ale5ander 0roHleL *Aleister 0roHleL+ 1QRS T 1UIR A bem dos interesses espirituais do leitor que deseCar. Solim5es e 6araC2s. além dos territórios federais do (araCó. mestre satanista e fundador da reli!i o anticristo con3ecida como N3elema0 1ra m2!ico.eputados SV Deputados Dederais Maçons e Q 1enadores Maçons0 1 o 6lube do Bolin3a dos infernos ainda quer por que quer criar o (aran3 o do Sul e MA. devido . 6roPleQ ainda !ostava de ser c3amado de A Grande Besta. onde est2 um lin7 com o nome de 1ncontro (a)*nicoD JeCamos. observe no canto inferior direito. o mais poss+vel. passar2 a ter "< 1stados e três territórios0" Oonte& Site (a)om& Portal (aran3 o do Sul Mocê j% ima)inou o taman(o da #ila de va):es desse super trem maçom da ale)riaN Ps& Se você for visitar o tal site.1 . pa! .=. que tem #L 1stados e o . ou seCa. seriam três novas unidades da Oedera) o& Ara!uaia. o clube do bolin3a de Satan2s0 8ma sociedade secreta.istrito Oederal. o de aumentar. vereadores ma)ons e secret2rios disto e daquilo. portanto. por sua vez. continuarei aqui demonstrando qu o diabólica é a (a)onaria. Alto 'io Fe!ro e Giapoque0 A 'e!i o Fordeste !an3aria os 1stados do (aran3 o do Sul. apelido que l3e foi dado por sua própria m e. teria três novos 1stados& S o Paulo do -este. cabalista. Santa 6atarina e 'io Grande do Sul0 Se a popula) o brasileira concordar com todas a propostas em estudo.1 E1WAD. (inas do Forte e NriMn!ulo0 Além disso.M. 1E@ D. inici2tica. budista. seria recriado o 1stado da Guanabara0 Fo 6entroKGeste. bruxo.1 4. além de escritor de obras de porno!rafia e usu2rio de dro!as psicotrópicas. esp+rita. e abri!a0 Aleister 0roHleL / EdHard Ale5ander 0roHleL *Aleister 0roHleL+ 1QRS T 1UIR (a)om.'GE '. = "1stados do NapaCós. principalmente a Aero+na0 F o bastasse isso tudo. 'io S o Orancisco e Gur!uéia0 G Sudeste. espal3ados pelos absurdos I0IL% munic+pios brasileiros.espesas a serem pa!as com . (ato Grosso do Forte e Planalto 6entral0 Apenas a 'e!i o Sul continuaria com os atuais três 1stados& Paran2.'>E. 32 na 6Mmara dos . que tipo de !ente esse serpent2rio abri!ou.

e a ima!em do Penta!rama ocultista 4a estrela de cinco pontas= sobre o rosto do ma)om 6roPleQ na capa do livro 8 Daça o que você quiser dever% ser o todo da lei 9 *Aleister 0roHleL+ 1sta é a real face da (a)onaria0 8ma or!aniza) o satMnica. oficiais de pol+cia. *Aleister 0roHleL+ Gbserve a ima!em de Bafomet 48( SS(BG-G (ATUFI6G=. %vida e amante do poder político. dois Governos BritMnicos sucessivos conduziram três investi!a)5es formais para con3ecer a extens o da corrup) o e de improbidade de ma)ons no Sistema :udicial e no Governo (unicipal In!lês0 As investi!a)5es do Governo conclu+ram que a (a)onaria estava exercendo um efeito ne!ativo no Sistema :udici2rio do 'eino 8nido e foi recomendado que a (a)onaria fizesse uma declara) o e que todos os ma)ons publicamente re!istrem se s o Cu+zes.1e al)u"m #or levar a Bíblia a s"rio. mascarada de 8#ilantr6pica9& 6omo resultado de um n/mero de escMndalos envolvendo ma)ons no Sistema :udici2rio da Gr KBretan3a. um dem*nio com cabe)a de bode. 2vida e amante do poder pol+tico. ma!istrados.ao comportamento esdr/xulo e nada adequado de 1dPard 6roPleQ0 Ooi também o autor da se!uinte frase& .n)laterra K% n$o se pode mais tapar a boca do bueiro Esta " a real #ace da Maçonaria& @ma or)ani-aç$o satEnica. oficiais da 6oroa. a pessoa j% deve ser louca. o Sen3or :esus 6risto0 1 32 um site 4em in!lês= com v2rios testemun3os de exKma)ons que foram soltos das cadeias diabólicas da (a)onaria0 1xcelente site de exKma)ons que a!ora s o 6rist os& 1xK(asons for :esus 4o que l2 se pode ler é impressionante e bastante esclarecedorDDD= 8Para isto se mani#estou o Dil(o de DeusB para destruir as obras do diabo&9 1 Ko$o JBQ EscEndalo da Maçonaria na . certamente #icar% maluco& Mas para levar a Bíblia a s"rio. promotores. !uardas prisionais0 (uitos ma)ons i!noraram a recomenda) o do Governo In!lês0 . mascarada de EfilantrópicaH0 .eus continuar2 arrancando de l2 aqueles que invocarem o nome do Salvador.

mas uma sociedade com se!redosH0 "1u penso que seCa lar!amente aceito que um se!redo que eles n o devem permanecer mantendo é quem s o seus membros no sistema de Custi)a criminalH EFo ano passado o 6omitê de Assuntos de 1stado reportou no documento E(a)ons na Pol+cia e no :udici2rioH que 3ouve suspeitas muito difundidas sobre certas rela)5es ma)*nicas0H EA advo!ada 1lizabet3 Voodcraft afirmou& G problema sobre o movimento ma)*nico. mascarada de 8#ilantr6pica9& Mejamos que tipo de )ente esse serpent%rio j% abri)ou. si!nifica que Cu+zes na ativa ser o solicitados a fazer uma declara) o volunt2ria.'A=. mas n o ser o compelidos a fazêKlo0 A medida também ser2 aplicada a ma!istrados. promotores da coroa. equipes que trabal3am em pris5es e oficiais de Custi)a0 StraP disse recentemente que o !overno criaria um re!istro de ma)ons que trabal3am no sistema de Custi)a criminal a n o ser que eles próprios preparassem os nomes0 1le afirmou& E(embros de sociedades secretas tais como a (a)onaria podem levantar suspeitas de falta de imparcialidade ou de obCetividade0 Sendo assim . Z MA<. é que nós n o sabemos muito sobre ele0 (as o que.L.isse a Sra Voodcraft0 Maçons Damosos *[+ A real #ace da Maçonaria& @ma or)ani-aç$o satEnica.BB0 'EX1B 8'.A9 BB0 @F/Politics 1UQQ Gs ma)ons que in!ressarem na pol+cia ou no Cudici2rio na In!laterra dever o declarar sua filia) o R anti!a sociedade fraterna0 A a) o. e abri)a at" (oje& . ou or!aniza) o.A<?. é importante que o p/blico con3e)a os fatosH 8ma Sociedade com Se!redos G Sr StraP acrescentou& E1u penso ser este o caso dos ma)ons terem dito que eles n o s o uma sociedade secreta. a qual foi introduzida no mês passado pelo Secret2rio :ac7 StraP. nós sabemos é que aquela or!aniza) o exi!e lealdade e concordMncia com uma série de valores que podem estar em conflito com os valores e com as exi!ências da Custi)a0H "A2 uma ansiedade porque se Cu+zes s o escol3idos em se!redo pode vir a ser o caso de que al!o um pouco preocupante aconte)a no modo como isto se d20H . %vida e amante do poder político. isto sim.1 K@YGE1 DEMEM DE0LA=A= 1@A D.M.

fundadora do :ornal -ucifer.XX. p0 "<90 EPortanto.uma vez que ele cesse de ser visto no esp+rito supersticioso da i!reCa. 0lube do Bolin(a do Diabo. (ateus $%&#L Desmascarando . nem oculto.eus0 Satan2s 4ou -/cifer= representa a 1ner!ia 6entr+fu!a do 8niverso. que n o ven3a a ser con3ecido0H S1FAG' :1S8S 6'ISNG. conferido por :o3n Yar7er.eus de nosso planeta e o /nico . cresce em ima!em !randiosa0 W Satan2s quem é o . #%%9 "8ma cerim*nia inici2tica em uma -oCa (a)*nica de FeP Yor7 terminou em tra!édia depois que um 3omem foi morto durante um ritual para novos membros0 Villiam :ames foi acidentalmente morto com um tiro na cabe)a quando um membro da loCa usou um revólver real ao invés de uma pistola vazia0 G momento era para ser o cl+max dos rituais de inicia) o na -oCa (a)*nica de . cabalista e declaradamente anticristo. outro ma)om compan3eiro de Aleister 6roPleQ0 Blavats7i era t o influente na (a)onaria que muitos Cul!avam que ela fosse um ma)om do !rau "" 4o n+vel mais elevado e também limite para outras "ascens5es" na or!aniza) o=. pois nada 32 encoberto. 43oCe que seus "se!redos" todos est o vindo R tona. a Maçonaria Maçonaria 0ausa Morte em 'eH \or! BB6 FePs& (an 7illed in (asonic !un ritualK $% (arc3. bruxa.escoberta= Jol0 II.outrina Secreta= P2!inas& #$IKI"" (a)om. n o os temais. fundadora da Sociedade 1sp+rita e da Sociedade Neosófica0 A2 !randes esfor)os da (a)onaria. em parte devido ao poder de troca de dados pela Internet= de ne!ar que Blavats7i fosse ma)om0 Nodavia é bem sabido que a bruxa Blavats7Q possu+a !rande influência na (a)onaria 4até 3oCe seu nome e seus livros s o citados e indicados em sites ma)ons= além de possuir um 6ertificado de Inicia) o (a)*nica de $. este permanente s+mbolo de autoKsacrif+cio pela independência intelectual da 3umanidade0H >elena Petrovna Blavats!L N3e Secret . a ponto de a própria Blavats7Q ter de ne!ar que seu !rau era "" em seu livro Isis Inveiled 4Ssis . Satanista. Satan2s.octrine 4A .>elena Petrovna Blavats!L E8m dos se!redos mais ocultos envolve a c3amada queda dos anCos0 Satan2s e seu exército rebelde assim provar o ter se tornado os salvadores diretos e criadores do 3omem divino0 Assim. que n o ven3a a ser revelado.

iscuss o do Goo!le0 . #oi e5ecutado por injeç$o letal. em um Grupo de . momentos atr%s&9 K&D& Fu!enba!er Crau JJ Crande Mestre da Crande Loja MaçAnica da Am"rica do 'orte& JeCa esta mesma fi!ura. %vida e amante do poder político. mascarada de 8#ilantr6pica9& Mejamos que tipo de )ente esse serpent%rio j% abri)ou. terrorista culpado do atentado de . (% 11 anos membro da irmandade maçAnica.Sout3side.!la(oma 0itL que causou a morte de 1VQ pessoas ao e5plodir um edi#ício& 8Eu me sinto triste em in#ormar que Wimot(L McMei)(. entenda que é esse mesmo o clima de trevas e de escurid o que envolve essa or!aniza) o de -/cifer0 A!ora atente bem para o bizarro destas fotos macabras tiradas em um ritual de inicia) o ma)*nica0 @ma coisa " certa 1e (% al)u"m que n$o aprova a Maçonaria. e abri)a at" (oje& Wimot(L McMei)( Maçom. esse Al)u"m " DE@1 Maçons Damosos *J+ A real #ace da Maçonaria& @ma or)ani-aç$o satEnica. o Grande (estre (a)om Zu7enba7er. em -on! Island0 A pol+cia afirmou que Villiam :ames foi for)ado a sentar em uma cadeira com um revólver apontado para ele0" Oonte BB6 0oment%rioB Só mesmo uma or!aniza) o do diabo para ter 'ituais de Inicia) o dessa espécieD 1 se você C2 ac3ou 3orrendo isto o que sucedeu em FeP Yor7. maçom )rau J[.

seus se!uidores. bem como o coloca em primeiro lu!ar. também deseCam ser deuses de suas existências. ó estrela da man3 . ne!am[ 4enfaticamente= o 1van!el3o do Sen3or :esus 6risto0 [ Gs Piccans reCeitam o 1van!el3o. subirei acima das . pela inicia) o a mente adquire poderes m2!icos.8'6s somos uma or)ani-aç$o #ilantr6pica. unida de forma m+stica R natureza e ao cosmo. nas extremidades do Forte. %vida e amante do poder político. de modo rebelde. o que. praticam a adivin3a) o e a necromancia. coloca . como se n o 3ouvesse um 6riador e :uiz a quem teremos de prestar contas0 E6omo ca+ste do céu.eus exaltarei o meu trono e no monte da con!re!a) o me assentarei. a vida é para ser vivida em prazeres. ser ele próprio um deus R semel3an)a do 6riador. dizem eles& Evocê é deus e você é deusaH.eus n o somente como o alvo de toda a existência. n$o somos di#erentes do seu clube de )ol#e ou da sua li)a de bolic(e9 Di-em eles&&& Maçons Damosos *I+ A real #ace da Maçonaria& @ma or)ani-aç$o satEnica. possuindo supostos poderes de cria) o e de interferência no "destino da existência"0 Assim como Satan2s deseCou. ocultista e propa!ador de princ+pios totalmente anticristo. evidentemente.eus. o diabo n o existe. acima das estrelas de . Dundador da Xicca *A Bru5aria Moderna+ 8@ma coisa " claraB Pelo menos al)uns elementos da Xicca possuem coisas em comum com os rituais da Maçonaria9 *DonteB 1ite maçom masonic/in#o+ XiccaB Si!nifica Bruxaria. e abri)a at" (oje& Cerald B& Cardner Maçom. os satanistas. tais como& G 3omem é uma divindade. pois este solicita ao 3omem um compromisso de fidelidade a . Oeiti)aria0 W um movimento pa! o. fil3o da alvaD 6omo foste lan)ado por terra. al!o que contraria a t o almeCada "liberdade de a) o" ensinada na Vicca0 Para esta /ltima. o 3omem é uma divindade livre. n o aceitam que exista pecado. mascarada de 8#ilantr6pica9& Mejamos que tipo de )ente esse serpent%rio j% abri)ou. tu que debilitavas as na)5esD Nu dizias no teu cora) o& 1u subirei ao céu.

perse!uido por maridos tra+dos e morreu assassinado por um bando . . respondendo a uma per)unta B 87ual " a maior mentira de todasN9. . caro leitor A real #ace da Maçonaria& @ma or)ani-aç$o satEnica.mais altas nuvens e serei semel3ante ao Alt+ssimo0 6ontudo. ser2s precipitado para o reino dos mortos. pol+!amo prolixo. e abri)a at" (oje& Kosep( 1mit( (a)om. pode ser #acilmente encontrado em sites Xiccans& Em um deles. esse Al)u"m " DE@1 *E como Deus poderia aprovar essa casa de tantos diabosN + Maçons Damosos *S+ Estamos aqui mostrando tudo aquilo o que nem a Maçonaria e nem o Diabo. uma serpente com a cauda na boca& Para os Xiccans *bru5os+ isto si)ni#ica um símbolo da =eencarnaç$o e do Farma& Este símbolo ocultista.eusH 4(ic3aels3arpKor!= A)ora veja este ME1M.L.bserve um dos símbolos que os Xiccans mais apreciamB . seu autor. %vida e amante do poder político.1WA usado pela MaçonariaB *Di)ura do Kornal Maçom The Kneph+ @ma coisa " mais do que certa 1e (% al)u"m que n$o aprova a Maçonaria.0@LW.uroboros. seu real Líder e deus.uroboros. os (órmons0 Ooi preso após ter sido processado in/meras vezes por desvio de din3eiro. 1YMB. o . a I!reCa dos Santos dos @ltimos . desejam que você saiba.ias. mascarada de 8#ilantr6pica9& Mejamos que tipo de )ente esse serpent%rio j% abri)ou. no mais profundo do abismo0H Isa+as $9&$#K$I . respondeB E>ue nós n o somos . fundador da falsa i!reCa crist .

p%)ina 1UP+& 8. justo aborrece a palavra de mentira. *Doutrinas da 1alvaç$o. Mormonismo ensina que a salvaç$o depende de boas obras e da aceitaç$o dos ensinamentos de Kosep( 1mit( .ver)on(a e se desonra&. Kames Adams. Mormonismo ensina que Kesus 0risto era casado e polí)amo . ainda por cima. vol& ..de pessoas iradas e enfurecidas depois de terem sido en!anadas por esse trapaceiro e salafr2rio0 :osep3 Smit3. Elija( Dordmam. tendo essa Ei!reCaH batizado celebridades do mundo dos 3orrores. Mormonismo e a Maçonaria est$o t$o intimamente li)ados e inter/ relacionados que os dois nunca poder$o ser dissociados9 *DonteB Do site maçomB Terry Chateau-The Mormon Church and FreemasonryFreemason-org+ . inclusive o irm$o de Kosep( 1mit(. o maçom& . Prov"rbios 1JBS Maçons Damosos *V+ . Mormonismo ensina a salvaç$o dos mortos atrav"s do batismo por procuraç$o . Mormonismo ensina que a verdadeira i)reja dei5ou de e5istir at" que #oi restaurada por Kosep( 1mit(. tais como Adolf Aitler.. :osef Stalin e Jlad o 1mpalador 4também con3ecido como 6onde ..r2cula=0 1 tudo isso liderado pelos se!uidores do ma)om :osep3 Smit30 >eresias do Mormonismo . mas o perverso #a. irm$o >Lrum& Wamb"m >eber 0& Fimball. e Ko(n 0& Bennet& Estes irm$os )ostavam do espírito de irmandade e amor #raternal os quais s$o os #undamentos da irmandade maçAnica e que caracteri-a as atividades maçAnicas& *Do site M6rmonB 8Por que Kosep( 1mit( escol(eu se tornar um maçomN9] mormons/or)+ Além de uma enorme lista de 3eresias antiKB+blicas. 'eHel F& X(itneL.'en(um (omem que rejeita o testemun(o de Kosep( 1mit( pode entrar no reino de Deus. morreu atirando e matando três pessoas0 8Muitos m6rmons eram maçons. Mormonismo ensina outro evan)el(o *pervertido+ e n$o aquele da Bíblia . a I!reCa dos (órmons possui o que c3amam de Ebatismo retroativoH. Mormonismo ensina que 0risto e o Diabo s$o irm$os .

roubos. AQppolite -éon . o -a!o do Oo!o. se!undo a B+blia0 Gs salvos 3erdar o a vida eterna.eus a fim de serem Cul!ados0 8m por um. mas porque ter o de sofrer as consequências de todos os atos de inCusti)a que cometeram contra . a salva) o !ratuita de . todos os mortos ser o ressuscitados e comparecer o diante de . ou até mesmo de uma barata0 Se!undo eles isto se d2 pela necessidade de Epurifica) oH da alma. adultérios. cabendo aos 3omens aceitar. um esp+rito l3e disse que Eem outra encarna) oH AQppolite 'ivail 3avia sido um dru+da na G2lia e que ambos 4AQppolite 'ivail e o tal esp+rito= 3aviam convivido Cuntos0 1sp+rita.eus n o mente e n o muda. caro leitor A real #ace da Maçonaria& @ma or)ani-aç$o satEnica. blasfêmias. feiti)arias. pois para eles al!um mestre. autor do blasfemo livro "G 1van!el3o Se!undo o 1spiritismo". conceito expresso pela doutrina do Zarma0 (uitos 3indu+stas n o comem carne pois acreditam que matando al!um animal poderiam estar matando o corpo de um ser vivo onde poderia estar a alma de sua falecida avó. o ter o sido n o porque ten3a . mediada pelo Sen3or :esus 6risto0 Por isso somente 1le.eus e a condena) o é. cuCo nome foi por ele mudado para Allan Zardec. local preparado para Satan2s e seus anCos0 Gs 3omens e as mul3eres que l2 forem lan)ados. irm o. e um dos principais respons2veis pela difus o e pela propa!a) o da doutrina esp+rita0 1ra ma)om membro da Gande -oCa (a)*nica da Oran)a0 G 1spiritismo ensina que os 3omens morrem e que reencarnam 4doutrina reformulada com suas ori!ens nos Jedas do Aindu+smo.%9 nascia em -Qon. Oran)a. anulada0 W a salva) o pela !ra)a de . subornos. ou n o. e a senten)a eterna para o pecado C2 est2 anunciada0 Nodavia. pois . que ensinam a transmi!ra) o da alma0 Para os 3indu+stas a alma de al!uém que C2 morreu pode Etransmi!rarH para o corpo de outro ser 3umano. e estar o com o 6riador pelos séculos dos séculos0 Gs condenados ser o lan)ados na Geena. de um sapo. pois o :usto C2 morreu e C2 ressuscitou pelos inCustos0 G pre)o C2 foi pa!o por 6risto. desejam que você saiba. !ratuita.eus e contra os 3omens 4assassinatos. se!undo afirmava. pois. pela fé no Sen3or :esus 6risto e pela fidelidade ao Seu 1van!el3o. o Sen3or :esus possui a autoridade para perdoar os pecados dos 3omens0 . %vida e amante do poder político. do 3indu+smo pode estar encarnado em al!uma das vacas0= A B+blia ensina que 32 morte e ressurrei) o0 Se!undo as 1scrituras. mascarada de 8#ilantr6pica9& Mejamos que tipo de )ente esse serpent%rio j% abri)ou.Estamos aqui mostrando tudo aquilo o que nem a Maçonaria e nem o Diabo. ou !uru. etc000 Por isso as vacas circulam livremente nas ruas da Sndia. seu real Líder e deus. de seu falecido tio. sequestros. e abri)a at" (oje& Allan Fardec/>Lppolite L"on Deni-ard =ivail (a)om0 1m " de outubro de $. o 3omem recebe o perd o de .eus.enizard 'ivail. prostitui) o. estupros. para o corpo de um porco.eus al!uma satisfa) o pessoal nisto. etc000= 1sta terr+vel condena) o n o pode ser mudada.eus. completamente. um dos mais ativos servos do diabo de que se tem not+cia.

a #il(a do Diabo Estamos aqui mostrando tudo aquilo o que nem a Maçonaria e nem o Diabo. seu real Líder e deus. 6rian)as e 1sp+ritos da Boa Jontade de . onde a reCei) o ao Sen3or :esus 6risto é escancarada. a transcri) o de uma 3omena!em que a (a)onaria 4que ama o que é seu próprio= faz ao falso profeta Paiva Fetto& EA -e!i o da Boa Jontade e seus II anos de funda) o C2 fazem parte da 3istória do Brasil.iploma de Aonra ao (érito e que vem apenas formalizar de direito uma 3omena!em e um sentimento que de fato C2 preexistia em nossos cora)5esH0 4Publicado no site da -BJK#<_$#_#%%9= 4 esse o le)ado macabro dessa or)ani-aç$o dos in#ernos. sobretudo pelo trabal3o desenvolvido em prol da 3umanidadeH.eus 8ni!ênito. :ovens. Apocalipse [[BJ G nefasto e funesto le!ado do ma)om Allan Zardec é 3oCe perpetrado por diversos centros esp+ritas espal3ados pelo Brasil 4era esse o obCetivo do diabo./A& Maçonaria. de Zris3na ou de qualquer outro embusteiro reli!ioso0 Para as -oCas (a)*nicas 4filiais do Inferno na terra=. dia $. no II\ 6on!resso dos Aomens e (ul3eres. a B+blia afirma que é 1le. representada pelo seu 6ora) o Azul. :osé PietrMn!elo. todas fil3as do diabo=. disse :osé. a qual n o aceita a divindade de :esus 6risto. a M/A/</. de (aomé./'/A/=/. irm da A(G'6K'osacruzes e da (a)onaria. caro leitor . mascarada de .eus. s+mbolo maior da -e!i o da Boa Jontade e do seu Presidente. de dezembro0 EA reforma do 3omem 32 muito tempo C2 se faz ur!ente0 1 esse tem sido o incans2vel apostolado de J0 1xcelência ]Paiva Fetto^0 4000= 1m recon3ecimento ao !randioso trabal3o que J0 1xcelência vem prestando R nobre causa. quem est2 assentado no Nrono de . tal como na (a)onaria. parabénsD 1 muito obri!ado pela oportunidadeH. todo o trabal3o do (essias :esus foi in/til. afirmou emocionado o representante da (a)onaria Grande Griente do Paran2.G 1spiritismo do ma)om Allan Zardec ensina que o 3omem pode ser livre dos ciclos de reencarna) o por suas boas obras e depois de ter reencarnado diversas vezes.eus para serem salvos0 8ma doutrina bem R la -/cifer. entre!ando a Paiva Fetto uma 3omena!em do Grande Griente do Paran20 EGfere)oKl3e um sin!elo .#ilantr6pica.. o Jerbo de . estar% o trono de Deus e do 0ordeiro& .'unca mais (aver% qualquer maldiç$o& 'ela. o .eus. pois n o precisam do perd o de . :esus 6risto. difundir suas mentiras através da -BJ. desejam que você saiba. o 6riador e ao mesmo tempo o Salvador dos 3omens0 Para a (a)onaria de Satan2s. or!aniza) o esp+rita e se!uidora dos ensinos do ma)om Zardec0 JeCamos a!ora.s seus servos o servir$o. :esus 6risto era apenas mais um000 Nodavia. doutrina absolutamente inconcili2vel com o 1van!el3o do Sen3or :esus 6risto0 Para o 1spiritismo do ma)om Zardec. dentre os quais se destaca a -BJ 4-e!i o da "Boa Jontade"=.eus& . o Sen3or :esus 6risto n o é diferente de Buda.

com absoluta certeza. o que. eles n o con3ecem o futuro do mundo sob a perspectiva b+blica. K Seu maior ideal é ver o mundo inteiro suCeito R (a)onaria 4ou aos seus ideais. se deseCar. na cria) o de mais . 32 ma)ons que invocam o diabo sabendo o que est o fazendo0 K OavorecemKse mutuamente na pol+tica e no mundo empresarial. c3amados de -andmar7s=0 W a !rande utopia ma)*nica0 1 é também. promotores e policiais ma)ons com a . se vin!ar. na realidade. pois a or!aniza) o é 2vida por poder pol+tico e econ*mico0 A "filantropia" deles beneficia os próprios membros e é uma maneira de a or!aniza) o obter vanta!ens fiscais e esconder do p/blico o que realmente deseCam e fazem0 4'ecentemente estourou um !rande escMndalo na In!laterra onde o Governo suspeita estar 3avendo corrup) o por parte de Cu+zes. estou convencido. tendo simpatia especial por :a3bulon 4Satan2s=0 K Oazem pactos internos nas loCas de car2ter secreto. uma or!aniza) o que est2 trabal3ando ativamente para estabelecer o Império da Besta sobre a terra0 1mbora. solicitando os favores das trevas 4muitos ma)ons i!noram o que.A real #ace da Maçonaria& @ma or)ani-aç$o satEnica.G`1 FGJGS 1SNA.eputados s o ma)ons=. em lin!ua!em e simbolo!ia ocultista. pois s o espiritualmente ce!os0 S o movidos pela ambi) o pelo din3eiro e controlados pelo diabo0 K S o uma reli!i o pa! que admite qualquer falso deus. os quais se!redos s o basicamente& K Seus interesses em ter um estado dentro de outro estado 4a fim de manipular !overnos e na)5es e se beneficiarem pol+tica e financeiramente das m2quinas p/blicas0 S o parasitas de na)5es0= Fo Brasil a (a)onaria est2 envolvida em proCetos na 6Mmara e no Senado 4onde diversos Senadores e . aqui& 3ttp&__PPP0maran3aodosul0com_ 1e visitar o site. ser2 a maior cria) o de novos empre!os p/blicos e desnecess2rios da 3istória do Brasil0 1 muitos desses novos empre!os empre!ar o ma)ons e seus parentes0 Jocê pode obter mais informa)5es sobre este assunto. %vida e amante do poder político.Encontro MaçAnico. mascarada de 8#ilantr6pica9& As informa)5es sobre o car2ter satMnico da (a)onaria est o vindo R tona0 Nen3o visitado Pebsites de diversas partes do mundo e percebo a enorme preocupa) o dos ma)ons sobre a multiplica) o de Pebsites expondo os se!redos ocultos da (a)onaria.GS ocultistas0 Nodavia. observe no canto in#erior direito da p%)ina um lin! com o nome . est2 acontecendo=0 Gs rituais da (a)onaria s o NG.GS B'ASI-1I'GS.

e preso pela Custi)a. que membros de suas -oCas seCam presos ou processados0 A ponto de o Governo da In!laterra estar solicitando que qualquer um que deseCe entrar para o Servi)o de :usti)a in!lês declare se é ou se n o é ma)om=0 / . bruxo.enizard 'ivail K (a)om0 4Fecromante. a pretens o 3umanista de que o 3omem é um deus. acreditava ter sido um dru+da na G2lia "em outra encarna) o"=0 -e!ado a Gs livros anticristo. a pseudoKreli!i oKfilosofia que trouxe de volta todo o lixo do pa!anismo anti!o& Oeiti)aria. ad/ltero e salafr2rio0 (orreu assassinado por uma turba revoltada com as picareta!ens desse ma)om=0 -e!ado a (ormonismo. anticristo assumida. o Sen3or :esus e o diabo eram irm os. a falsa i!reCa c3amada de I!reCa dos Santos dos @ltimos . escritora ocultista. cabalista=0 -e!ado a 'evista -ucifer.eixou fundada uma falsa reli!i o que adora a -/cifer0 Fome da falsa reli!i o a N3elema0 / >elena Petrovna Blavats!L K (a)om0 4Bruxa. etc. escritor ocultista e viciado em dro!as=0 -e!ado a . =otarL 0lub " uma . :esus era casado e pol+!amo. ma!ia ne!ra. R todo custo. le)ado da Maçonaria 2 (umanidade " o que (% de pior& 'a nossa )aleria de Maçons Damosos temos demonstrado que tipo de )ente esse serpent%rio j% abri)ou e que abri)a at" (oje& Daçamos uma breve recapitulaç$oB /Aleister 0roHleL K (a)om0 4Satanista declarado. e 3oCe pelo médium e falso profeta Paiva Fetto0 . etc000 8m po)o de 3eresias e de blasfêmias da pior espécieD / Allan Fardec K AQppolite -éon . rituais de invoca) o de dem*nios. Sociedade Neosófica0 -ivros ocultistas. etc=0 / Kosep( 1mit( K (a)om0 41stelenionat2rio condenado. que causou a morte de $L< pessoas0 / Cerald B& Cardner K (a)om0 4Bruxo e satanista= -e!ado a Oundador da Vicca. etc.ias0 Se!undo as doutrinas dessa reli!i o diabólica. tais como Isis Inveiled 4Ssis 'evelada=0 / Wimot(L McMei)( K (a)om0 4Nerrorista e Aomicida=0 -e!ado a Ooi condenado R morte pela explos o de um edif+cio em G7la3oma.finalidade de evitar. Sociedade 1sp+rita. médium. pol+!amo. o "evan!el3o se!undo o espiritismo" e "o livro dos mortos"0 Seus ensinos foram perpetrados no Brasil pelo umbandista Alziro `arur.r)ani-aç$o MaçAnica . propa!adora de blasfêmias contra 6risto.

vale di-er. da próxima vez que você se deparar com este s+mbolo na entrada de al!um munic+pio do Brasil 4e s o muitos os que ostentam esse s+mbolo em suas entradas=. todo o quadro social 9W(emístocles A& 0& Pin(o . e suas a#iliaç:es maçAnicas incluíam todos os de)raus dos =itos Escocês e de \or! e do 1(rine9 *DonteB >istorL o# .5#ord .J mil($o de s6cios. você C2 sabe que ali 32 membros da (a)onaria do diabo0 1 normalmente s o eles os "c3ef5es" e os "mandaKc3uvas" da cidade0 A bem de sua sa/de espiritual& Duja deles . maçonaria e os partidos conservadores& Diquem a . a lembrança de que. normalmente disposto no início da entrada da cidade. ainda que de #orma meramente in#ormativa. de e5clusivo domínio dos maçons&9 Dr& Xol#)an) Gie)ler. praticamente. encontramos. de Fiterói. por ve-es. querido leitor j% viu e entendeu que as ." livre para apoiar quem quiser& Esse apoio se d% a partir de articulaç:es via =otarL. vale destacar. este símboloB Sendo assim. apontando uma perda de SQ_ nos 3ltimos [P anos T Lions SQ_] Maçonaria R1_] e o =otarL S_ T.r)ani-aç:es MaçAnicas& . atente para este #atoB 'a entrada de diversos municípios do Brasil. nos 3ltimos 1J anos. =otarL 0lubes rec"m inau)urados s$o.iretores do 'otarQ Internacional0 1m seu arti!o.sto sem #alar nas outras evidências que postei& A)ora. a nossa entidade substituiu 1. brasileiro. Pin3o lamenta a perda de membros de "9 or!aniza)5es0 A!ora. indicado para ser um dos . #ace 2 sua importEncia. cabendo.8A cone5$o entre o =otarL e a Maçonaria " de lon)a data&9 8Em al)uns países da Europa do Leste. =otariano e condecorado com a 0(es PerrL DelloHs(ip pelo =otarL 0lub de 0(ica)o& 8W(e =otarL =oom& 'osso projeto [PPSO[PPV est% sendo custeado pelo =otarL 0lub de 0alin)#ord^& A Associaç$o MaçAnica j% entre)ou os recursos para custear [PPSO[PPV& *DonteB W(e Dorsi)(t Doundation&+ 80reasL F& Proctor era presidente do =otarL e de 0lubes 1(rine. pedimos. e5/tri/reitor da Lu. veCa quais ele cita& 81obre o assunto. ainda. estatística apresentada no livro Bouvelin) Alone.. símbolo acima " mais do que esclarecedor& .r)ani-aç:es =otarL 0lube e Lions 0lube s$o . sem adentrar no seu m"rito e seus motivos. ao estudar JI or)ani-aç:es.rp(ana)eOibiblio/or)+ JeCamos a!ora um arti!o bastante esclarecedor de N3em+stocles A0 60 Pin3o. 0on(ecimento sobre o Davorecimento M3tuo de Maçons e de =otarianos c(e)a 2s @niversidades .

. 2 #amília e ao pr65imo. deveria inspirar a todos n6s.& DonteB Diret6rio 0entral dos Estudantes/@niversidade Dederal de 1anta 0atarina Maçonaria.`lvaro Dias Oonte& Nribuna 6atarinense 1enador #a. 2 P%tria. Brasil. ordem universal constituída por (omens de todas as raças e nacionalidades. sob a tríade da liberdade. acol(idos por iniciaç$o e con)re)ados em lojas. anteriormente. desejam que você saiba. di. com tolerEncia e sabedoria. i)ualdade e #raternidade e . nas quais. mascarada de 8#ilantr6pica9& 0omo j% a#irmei aqui. em toda a sua (ist6ria republicana. com amor a Deus. jamais #oi t$o necessitado dos princípios que norteiam a maçonaria&9 .000H Wrec(os do Discurso do Maçom `lvaro Dias *P1DB+ Oonte& Site do Senador blvaro .&&&maçonaria& Dundada no amor #raternal e na esperança de que. au5iliados por símbolos e ale)orias. caro leitor A real #ace da Maçonaria& @ma or)ani-aç$o satEnica. ciências e artes. estudam e trabal(am para o aper#eiçoamento da sociedade (umana. sem distinç$o ideol6)ica ou partid%ria&9 8. sem distin) o ideoló!ica ou partid2ria. com a evoluç$o do con(ecimento (umano pela #iloso#ia. e que seus postulados deveriam ser cultuados pelas diversas instMncias do poder p/blico brasileiro. %vida e amante do poder político.ias 8A maçonaria.(omena)em pelo transcurso do Dia do Maçom EG senador assinalou também que a (a)onaria trabal3a pelo aperfei)oamento da sociedade 3umana e deveria inspirar a todos. 1r& Presidente Mo-arildo 0avalcanti. seu real Líder e deus. maior ideal dos maçons " ver o mundo inteiro sujeito 2 Maçonaria *ou aos seus ideais. com a constante e livre investi)aç$o da verdade.vontade em #a-er suas ne)ociatas e papatas. c(amados de Landmar!s+& 4 a )rande utopia maçAnica& JeCamos aqui mais evidências disto& Princípios da Maçonaria devem nortear o País. a #il(a do Diabo Estamos aqui mostrando tudo aquilo o que nem a Maçonaria e nem o Diabo. mas dei5a a @D10 #ora disso.

Fris(na. " um moto maçAm& A conclus$o #ica por sua conta. a e5press$oB . adorar%s e s6 a ele dar%s culto9 Lucas IBQ . pode indu-ir. teu Deus. de sermos absolutamente sinceros&&&& Sem coment2rios000 6onclui o senador& 80oncluindo. militares. A Maçonaria com amor a DeusN ME'W. revolucion%rios e demais líderes. Mis(nu.universal&.'$o (% d3vida de que a verdade liberta e restaura& 4 (ora de buscarmos a verdade&. com a ades$o 2s id"ias e rituais maçAnicos de reis. Fa (a)onaria é que n o vai encontr2KlaD 4 (ora. ine)avelmente. reli)iosos.tudo justo e per#eito. pr%ticas calcadas nos valores da ordem.emanj% e at" o pr6prio L3ci#er 8Mas Kesus l(e respondeuB Est% escritoB Ao 1en(or. caro leitor& 6ontinua o senador000 .A in#luência da Maçonaria sobre as artes. ou seja. as ciências. Fali.dentro dos princípios da moral. 1r& Presidente. neste momento t$o di#ícil da vida nacional.=A 7uem pode amar a Deus e ao mesmo tempo #requentar templos *as Lojas MaçAnicas+ onde tudo quanto " #alsa divindade " adoradaN Buda. da ra-$o e da justiça. assim como sobre os rumos da política. . intelectuais. `lvaro disseB 8E " e5atamente nesta (omena)em 2 Maçonaria que re#letimos sobre a responsabilidade do 0on)resso 'acional neste momento de transiç$o na vida do País. demonstra a sua amplitude na (ist6ria da (umanidade&. trabal(armos por uma sociedade mais justa e mais per#eita.& Pra quem n$o sabe.A Maçonaria / uma escola de líderes /. o mundo alcance a #elicidade )eral e a pa. as id"ias. para que possamos emer)ir dos escombros provocados . * E ainda (% quem di)a que eu n$o possua provas do que di)o + . nobres.

no e5ercício da #unç$o p3blica no Brasil9& 1 quem nos conduziria a esse Efuturo de di!nidade e de 3onradez no exerc+cio da fun) o p/blica no BrasilH ? A M/A/</. =otarL 0lub " uma or)ani-aç$o MaçAnica NrataKse de um envelope da -oCa 'otariana Fo0 9$<I. a #il(a do Diabo Estamos aqui mostrando tudo aquilo o que nem a Maçonaria e nem o Diabo. senador ? ./'/A/=/. a qual est2 localizada no centro de -ondres0 Gbserve bem os detal3es e.& 1 concluo eu& 8Porquanto cada %rvore " con(ecida pelo seu pr6prio #ruto& Porque n$o se col(em #i)os de espin(eiros. principalmente. 1r& Presidente. um camin(o di#erenciado que nos leve a um #uturo de di)nidade e de (onrade. uma nova ima)em./A . o carimbo do =otarL 0lub aposto por cima do selo dos 6orreios In!lês0 1 que no cart o de membros est2 escrito& "8(A -G:A (ATUFI6A para membros do (ovimento 'otariano"0 6lique aqui para uma vis o mais ampliada .@ma naç$o n$o " uma (erança recebida de nossos pais. mascarada de 8#ilantr6pica9& .por esse )i)antesco escEndalo de corrupç$o para um novo tempo. caro leitor A real #ace da Maçonaria& @ma or)ani-aç$o satEnica. " um empr"stimo #eito junto aos nossos #il(os. seu real Líder e deus. desejam que você saiba. nem dos abrol(os se vindimam uvas&9 Lucas VBII Maçonaria.Costaria de concluir. pedindo a re#le5$o sobre um ditado quenianoB . %vida e amante do poder político.

`vida e 1equiosa pelo Poder Político e EconAmico.cultista.0@LW. para a uni o das diferen)as.niciemos esta mensa)em citando as palavras do maçom e rosacruciano ManlL P& >all. Cunto com o diabo. Cudeus. 0(apter 1+ JeCamos al!umas afirma)5es blasfemas e di!nas de terem sido escritas por fil3os do Inferno 4ou seCa.1WA e #undador da 1ociedade Dilos6#ica de Pesquisas& EA doutrina secreta que flui através dos s+mbolos ma)*nicos 4e ao corpo invis+vel de ma)ons foi consa!rada a fun) o de perpetu2Klos= têm sua ori!em em três anti!as e elevadas ordens0 A primeira é a Grdem dos Art+fices . mas para a uni o. nossa Oraternidade conta em seu quadro com crist os. Dirst Edition 1U[U. mu)ulmanos. a Se!unda a 6olle!ia 'omana.A Maçonaria de L3ci#er Provando e Demonstrando que a Maçonaria " uma 1ociedade 1ecreta. Parasita de 0ar)os P3blicos e 0ompletamente 1atEnica A Maçonaria e a .rdem =osacru. animistas e mesmo a!nósticos0H 4 Grdem 'osacruz. aqueles que arder o nas profundezas da Geena eterna. e a terceira os 'osacruzes Ar2bios " bL ManlL P& >all 1UP1/1UUP Drom Lectures on Ancient P(ilosop(LaAn . . tal seu !rau de inimizade e de ódio ao Sen3or :esus 6risto0= EPouco importam as idéias pol+ticas.ntroduction to t(e 1tudL and Application o# =ational ProcedureB W(e >all Publis(in) 0ompanL. as convic)5es filosóficas de cada um0 Gs tempos n o est o mais para divis o.ionos+acos. a servi)o do bem comum0 Fisso. budistas. Los An)eles.=0+ . qualquer que seCa sua forma. escritor . A(G'6= . 3indu+stas. .*AM.nici%tica. as cren)as reli!iosas. pelos séculos dos séculos.

sendo o próprio . vir!em. era também um tipo da mais elevada pureza 3umana e por causa disso foi selecionada para ser a m e de :esus0 Seu pai era uma alto iniciado. veio ao mundo se fazendo carne a fim de trazer a salva) o aos fil3os dos 3omens0 "Pois ele.eus. a si mesmo se esvaziou. e.. tornandoKse obediente até R morte e morte de cruz0 Pelo que também .eus.0risto c6smico.sso " lin)uajar imundo de bate/papo entre demAnios& . essa afirma) o monstruosa e ferozmente blasfema. o Dil(o @ni)ênito de Deus. a . dos =osacru-es ESua m e. o Autor do Evan)el(o.rmandade.N . assumindo a forma de servo. pois 1le. tornandoKse em semel3an)a de 3omens.eus. n o Cul!ou como usurpa) o o ser i!ual a . Deus Ele Mesmo. a Maçonaria e sua irm$.o site 'osicrucian8 'efutando."o esp+rito 6risto que entrou no corpo de :esus quando o próprio :esus desocupou. ou sejam. para que ao nome de :esus se dobre todo Coel3o.eus o exaltou sobremaneira e l3e deu o nome que est2 acima de todo nome.eus. na terra e debaixo da terra. subsistindo em forma de . antes. sem deseCos pessoais ou paix o0 SelfKStudQ 6ourses d StudQ Guides_ -esson $9& :esus and 63rist :esus_ .eus Pai0" Oilipenses #&LK$$ .N .$ .Pr"vias encarnaç:es. para !lória de . a qual tenta ne!ar o nascimento sobrenatural divino do Oil3o 8ni!ênito de . 1en(or Kesus 0risto. recon3ecido em fi!ura 3umana. era um raio do 6risto cósmico0 Fós podemos se!uir :esus até as Suas prévias encarna)5esc "N3e 'osicrucian P3ilosop3Q". nada tem a ver com essa babo-eira dos botequins espirituais do Diabo.@m raio do 0risto c6smico. e capaz de desempen3ar o ato de fecunda) o como um sacramento. a Jir!em (aria. pa!e $.N .eus no ventre da vir!em0 Fem sequer o !ameta feminino da vir!em Cudia (aria teve qualquer participa) o na !era) o sobrenatural divina do Sen3or :esus 6risto. a si mesmo se 3umil3ou. e toda l+n!ua confesse que :esus 6risto é Sen3or. em nome de :esus 6risto. nos céus. a B+blia é enf2tica ao afirmar que o Sen3or :esus 6risto foi !erado pelo 1sp+rito Santo de .

é exi!ido que ele seCa ma)om filiado R al!uma -oCa (a)*nica0 W como uma cobra de duas cabe)as.0b '?..11.@ EM 0>E. EM DE1MA10A=A= . a qual arrasta os incautos para as suas recMmaras das trevas. 1. uma sociedade de mist"rios essencialmente&& 1AWc'. mas com a mesma cauda. ami)o leitor.'1W=A 7@E '. esta ima!em0 NrataKse de uma filial rosacruz onde para que o interessado 4e só . . as irm$s #il(as do Diabo Lo)o da 1ociedade MaçAnica =osacruciana in 0ivitatibus Doederatis *elas e5istem nos Estados @nidos. ent$o PA=AB4'1 M. W=ABAL>. WAMB4M DEM. GBS& 8ma marca escura foi adicionada sobre os ol3os das pessoas que aparecem na festa a fim de preservar suas identidadesD 1eja s%bio ami)o leitor =enda/se a Deus e Duja da Maçonaria do Diabo E de sua irm$ tamb"m. D. e cuCo fim é o IFO1'FGD A)ora. observe esta #oto .eus sabe em que= possa in!ressar.1W. E1W` D@'0. ou uma reuni$o MaçAnica e =otarianaN 1e você escol(eu a 3ltima opç$o.0A . na Esc6cia e na .'A'D. que isto l(e pareceN @ma cena in"dita do pr65imo #ilme de >arrL PotterN @m #la)rante de al)um Baile dos >orrores do 0arnavalN Membros n$o con(ecidos da Damília Adams.A Maçonaria e a 1ociedade =osacru-...M. a 1ociedade =osacru-. caro ami!o leitor.ME'WE A0E=W. 0.n)laterra+& Gbserve. Dia a Dia de Muitos e Muitos Municípios Brasileiros& Parasitados pela Maçonaria .AB.

decidimos escol3er apenas um 4pelo menos desta vez= (unic+pio brasileiro. o ent o prefeito Silvino .'A=. situada R 'ua Bar o do 'io Branco. como C2 demonstramos anteriormente=0 1 para tal.Con-a)a 0abral& Maçom& 1xKPrefeito da 6idade de S o :o o0 / Dr& Kosias Albuquerque& Maçom& Presidente da Oecomércio . beneficiandoKse mutuamente na (a)onaria0 ArticulamKse uns com os outros. %vida e amante do poder político. como a#irmam os maçons. com sede em Bras+lia e no Mmbito estadual. o Grande Griente de Pernambuco0 JeCamos como a (a)onaria parece. dominar o tal (unic+pio0 (a)ons Influentes em Garan3uns& / Lui. realmente. n$o 2 p%tria. assumiu a dire) o da -oCa (a)*nica (ensa!eiros do Bem. favorecemKse mutuamente.valdo Dourado =odri)ues& Maçom& (édico0 Primeiro Jener2vel da -oCa (a)*nica (ensa!eiros do Bem0 / Kesus 0ampelo& Maçom e Espírita& Grador Gficial da -ola (a)*nica de Garan3uns0 8m dos Cornalistas mais influentes da re!i o0 / Luis 1ebasti$o& Maçom& Banc2rio0 K Alarico AntAnio Drota MontdAlverme& Maçom& 1mpres2rio / Lui. mascarada de 8#ilantr6pica9& (ostraremos a!ora uma espécie de Arti!o 1xemplo que alude R presen)a maci)a de ma)ons em empre!os p/blicos em incont2veis munic+pios brasileiros. todos maçons+ espal(ados pelos absurdos SSVP municípios brasileiros *dos quais muitos deles a Maçonaria ajudou a criar+. ou os Estados. com a prioridade da obediência. mas 2 MA<. apenas para se ter um exemplo0 1 o (unic+pio escol3ido foi& Caran(uns/Pernambuco 1e o Coverno Dederal.A real #ace da Maçonaria& @ma or)ani-aç$o satEnica. ocasi o em que foi eleito Jener2vel (estre0 W também presidente de uma 6rec3e (a)*nica em Garan3uns0 / 1ilvino Duarte& Maçom& 1xKPrefeito da cidade0 1m uma solenidade recente na -oCa (a)*nica local.uarte 3asteou a Bandeira do Brasil Cuntamente com Alarico Ant*nio Orota (onteAlvarne. assombrado 4 um estado dentro de outro estado. de acordo com os princ+pios da (a)onaria 4que ensina esse favorecimento. no centro da cidade0 1la pertence R Oedera) o do Grande Griente do Brasil. tivessem uma lista)em onde constassem os nomes de todos os pre#eitos e vereadores maçons *isto sem #alar na #elinesca quantidade de secret%rios disto e daquilo que os acompan(am. no mínimo.liveira& Maçom& W o Prefeito da 6idade0 1m $<<I.0arlos de . Gr o (estre 1stadual AdCunto do Grande Griente de Pernambuco0 / .A Garan3uns possui uma -oCa (a)*nica c3amada -oCa (a)*nica (ensa!eiros do Bem. você #icaria.

Paralela& 0EPB I1&RSP/JPP 1alvador / Ba(ia / Brasil+ A real #ace da Maçonaria& @ma or)ani-aç$o satEnica. *Publicado pela ACE0. e o so#rimento era o dobro daqui& Aqui pelo menos tem %)ua na vi-in(ança e l% era uma seca braba. em nome do -ions. passamos muita #ome9& *Marlene Deliciana. Plata#orma . s6 tin(a as paredes e muito mato e porcaria& A )ente limpou. nf JUP. secret2rio de PlaneCamento de Garan3uns0 Fa solenidade (ATUFI6A. Pernambuco.eputado 1stadual. respectivamente. a (a)onaria entre!ou um troféu ao ent o prefeito da cidade. além dos citados acima& 'oberom In2cio da SilvaK (a)om0 .uarte e mais troféus aos exK prefeitos da cidade& :osé In2cio 'odri!ues. a )ente morava numa casa de pal(a. comemorando os $%% anos de parasitismo ma)*nico. ami!o leitor= Fa solenidade. mascarada de 8#ilantr6pica9& . uma si!nificativa placa pelos $%% anos da -oCa (a)*nica de Garan3uns (ensa!eiros do Bem0 4Seria mais 3onesto se colocassem (ensa!eiros das Nrevas= G S1S6 4Servi)o Social do 6omércio= é local e palco para solenidades ma)*nicas na cidade de Garan3uns0 -2. no S1S6. uma das quatro bene#ici%rias que assinou o documento na solenidade& 'atural da %rea rural de Caran(uns. Silvino . (2rcio de Barros >uirino e :osé Oerreira Oil3o. ela conta que veio para Paulo A#onso e5pulsa pela seca. vices prefeitos de Garan3uns e BreC o. 1f andar. realizam festividades em 3omena!em R presen)a da (a)onaria na cidade0 -2 est2 32 $%% anos a fil3a de -/cifer0 4. ofereceu R -oCa (a)*nica.M / Assessoria Ceral de 0omunicaç$o 1ocialO0AB / Je Avenida.Pessoas como a a)ricultora Marlene Deliciana./ Pro#essor Alb"rico Dernandes Milela& Presidente do Lions 0lube de Caran(uns0 G Professor Albérico. %vida e amante do poder político. diri!ente do Sesc. onde invadiu o que restou de uma anti)a moradia&. Bartolomeu >uidute0 1 mais troféus a 6Qro Oerreira 6osta. advo!ado A!uinaldo :/nior. médico André (arrocos e Alcindo Bezerra Feto 4da 8nimed local=0 1tc000 *E ainda di-em que n$o ten(o provas + 87uando a )ente veio pra c%. Genil (elo. cobriu com uma lona e #oi mel(orando deva)ar-in(o& L% em Caran(uns. retirante e #u)itiva da mis"ria imperante na Caran(uns da Maçonaria de 1atan%s&+ . Ivo Amaral.M. e terminou no conjunto Benone =esende. estiveram presentes.etal3e& A cidade tem $#I anos0 A conclus o fica a seu critério. o prefeito de An!elim (arco -eal 6alado.

pois no fim da Cornada. D.iabo. nem que para isso recorram ao .'WE'DE'WE D.=.DY0.G [/0. #rancesa e latino/americana. ME1W=E A=7@. e mentirosas.1=AEL U/ELE. uma das mais 32beis.M.E'WE 1V/C=A'DE 0.W.W. R/.1 '.W..1 ED.MPA'>E.=.W.A *se)undo o =ito Escocês. como você ver2 a se!uir. R uma 3ierarquia militar. empresas. m+dia. *P=Y'0. 1I/C=A'DE ELE.1 Q/ME1W=E EM . din3eiro e prest+!io 4muitos realmente acreditando que Eimportantes se!redosH l3es ser o revelados se prosse!uirem na Gr!aniza) o. D. enquanto se!ue ela esticando seus tent2culos por onde puder& !overnos. est2 or!anizada de tal sorte que c3e!a mesmo a se assemel3ar. escritos em simbolo!ia capeada.'GE 11/1@BL.1 7@. veCa os Ede!rausH que o pobre iniciado 4en!anado= tem de !al!ar na sua busca por poder. ami!o leitor0 Nodavia. or!aniza)5es reli!iosas.ME 1P/. o iniciado se deparar2 n o com uma suposta EsabedoriaH elevada. universidades.W.ME 0AMAL>E.1 JJ C=A@1 DA MA<.A >ierarquia MaçAnica. um dos !rotescos e assombrosos se!redos a que me referi e que só é "revelado" aos que C2 demonstraram R (a)onaria que suas almas est o R venda0 1 s o esses os que mais l3e interessam a ela e a seus escusos obCetivos=0 g . ELE. em muitos pontos. bancos. 1S/0AMALE. cuCo ensino da lin!ua!em é uma das maiores distra)5es com as quais a (a)onaria ocupa e distrai os seus iniciados ]interessados^. V/1E0=EW`=. al!umas per!untas despontam no ar& Por que e para que essa 3ierarquia t o estrate!icamente planeCada? Por que s o t o poucos os que s o admitidos 4escol3idos= nos elevados !raus dessa or!aniza) o do diabo? Por que o controle das -oCas (a)*nicas é t o centralizado? Primeiramente.=.'A=. 1[/C=?.WEW.'1EL>. a (a)onaria. mas com !rotescas e assombrosas "revela)5es" ocultistas e com or!ano!ramas e proCetos de poder. . o mesmo que domina a maçonaria in)lesa. aonde est% incluída a brasileira+ 1/AP=E'D. J/ME1W=E I/ME1W=E 1E0=EW.=.PE DE KE=@1AL4M+ . quando para muitos C2 é tarde demais para voltar atr2s.L@1W=E ELE. escolas.. 1J/=EAL A=0. S/ME1W=E PE=DE. propa!andas que a (a)onaria faz de si própria. D. @ma 1ociedade 1ecreta com Muitos Went%culos A 6asa das J+boras. etc000 Pois tudo o que l3es importa é obter mais e mais poder pol+tico e econ*mico. or!aniza)5es n o !overnamentais. Y'W.

A'. .PE D.1R/0AMAL>E.=.'7@. DA ME=DADE [U/C=A'DE E10. .'GE [V/E10.1-1SD .B1B Gbserve o !rau ni 1Q& 1.L .= J[/1@BL. =EAL 1EC=ED.1A0=@G.IABG >81'1( >81 JG6f SAIBAD 1les vir o ami!os leitoresD 1 procurar o dar ares de c3acota ao que est2 sendo mostrado0 W 8(A 1SN'ANWGIA PSI6G-gGI6AD (as C2 est2 dado o alertaD FhG 6AIA FA .=.@ 1@BL. P=Y'0.DE'WE 1Q/1.'1PEW. 0AMALE. DA 1E=PE'WE DE B=. procurando distrair a sua aten) o do que est2 sendo mostrado0 1 isto é porque estamos.4AM. seCa simplesmente dizendo& En o é nada dissoH ou escarnecendo e zombando.1>. [J/0>EDE D. WEMPL. [Q/0AMALE.=/CE=AL .=0+ n o é mera coincidência.=. [S/0AMALE.PE =. JJ/1.ME ELE. de fato.W.=. DA `C@.BE=A'.W`=.PE D.0.0b1 W=.A B=A'0A E 'EC=A J1/C=A'DE K@.A7@.ME'DAD. ami)o leitor. .PE =.. ME1W=E [1/0AMALE.@ 0AMALE.G 0.@ C=?. FAD.= 0.@ . WABE='`0@L.PE D. P=Y'0.'.=. C=A'DE . D. 1.= . pois s o sociedades espiritualmente irm s 4ambas fil3as do diabo= e cooperam mutuamente entre si nos assuntos do dia a dia0 1sta 3ierarquia ma)*nica se aplica ao que c3amam de 'ito 1scocês. ME1W=E DA L@G JP/C=A'DE . você poder2 ver onde esse se!mento.@ P=Y'0.W. . LYBA'. .@ '.=..0E [P/ME'E=`MEL C=?.E'WE E D.@ P=Y'0.1A0=@G 1U/C=A'DE P. . as -oCas (a)*nicas de 'ito 1scocês. ocupa na estrutura 3ier2rquica da (a)onaria mundial0 Esta visuali-aç$o " importante para que você.ME'DAD. WABE='`0@L. =EAL MA0>AD.BE=A'.'WYD. c3e!ando perto e l3es incomodando por estarmos mostrando aquilo o que F1( A (ATGFA'IA 1 (8ING (1FGS G .=. D.'1PEW. cuCa referência R 1ociedade =osacru.1. .PE DE ME=0\ [R/C=A'DE 0.ME'DAD.ME P=Y'0. [I/P=Y'0. possa entender o que ser% e5plicado mais adiante& Aten) oD (uito provavelmente sur!ir o indiv+duos ma)ons que procurar o ne!ar estas informa)5es. o que nada mais é do que um se!mento dentro de uma estrutura de poder bem maior do que aparenta 4ou que quer aparentar=0 Fa fi!ura abaixo.WA [[/0AMALE.=. P=@11.A.=. A'D=4 DA E10h0.BE=A'.= D.0b1 DE 1A'W.

como est2 escrito& EAntes de tudo. exorto que se use a pr2tica de s/plicas. nosso Salvador. por isso n o ser o salvos do Inferno. da parte dos ma)ons que i!noram em que est o metidos e as reais ramifica)5es da (a)onaria de -/cifer. ami!o leitor. pois. como também est2 escrito& . isto seria semel3ante ao fato de um médico con3ecer todos os pormenores da enferma!em. essa ira n o deve ser diri!ida a nós. !ostaria de acrescentar que a imensa maioria dos ma)ons i!nora onde est o metidos0 Para al!uns deles. mesmo sendo enfermeiros0 . os banqueiros ma)ons. pelas mensa!ens que temos postado. sem nunca Camais ter cursado esta forma) o. estrate!icamente. Satan2s. o qual é o (essias :esus. principalmente. do lud+brio e do en!odo0 1 a or!aniza) o sabe que os en!anaD Sendo assim. enquanto leva ela adiante seus óbvios e evidentes obCetivos de domina) o0 1 tudo isso imerso em um ambiente esotérico e satanista0 Basta para isto se buscar con3ecer no Brasil quem s o os vereadores ma)ons. pela forma) o do médico.mportante A você. em favor dos reis e de todos os que se ac3am investidos de autoridade. a de enferma!em0 Isto porque. é o pai da mentira.eus C2 nos ten3a revelado que nem todos dar o crédito R verdade. da real face da (a)onaria. o Salvador dos 3omens0 Fosso trabal3o n o é fruto de ódio. l3e é próprio. isto é. bem obCetiva. os empres2rios ma)ons etc. a todo tempo.isto.@m Esclarecimento . e n o o de 3umil3ar os nossos semel3antes0 (uito pelo contr2rio. sem sermos ma)ons0 1sta ira deveria ser diri!ida R própria (a)onaria que os manipula e en!ana.eus. os prefeitos ma)ons. mas de amor ao próximo. de posi) o0 Por isso muitos deles dizem& EJocê n o con3ece nada sobre a (a)onariaDH EJocê nem sequer é ma)omDH 1 este racioc+nio possui uma certa ló!ica. mostramos o 6amin3o. intercess5es. muito do que estamos aqui mostrando l3es parecer2 absurdo0 Isto porque a Gr!aniza) o (a)*nica possui meios e critérios próprios de situar os seus servi)ais neste ou naquele n+vel de Einforma) oH e. deseCamos deixar bem claro que o nosso obCetivo é o de desmascarar essa filial do Inferno. que est2 acompan3ando nossa exposi) o.eus. com toda piedade e respeito0 Isto é bom e aceit2vel diante de . pois ter o preferido a mentira. pois como al!uém que n o frequenta as -oCas pode saber mais do que aqueles que est o l2 dentro? (al comparando. ora)5es. o que ali2s. mesmo sendo ma)ons 32 muitos anos. ele se encontra em um patamar de con3ecimentos que l3e permite vislumbrar muita coisa que os próprios enfermeiros n o podem. apontamos a -uz. você poder2 ver que. seus serventes em postos e em posi)5es de acordo com as necessidades e com os obCetivos de dom+nio desse serpent2rio asqueroso0 (uitos ma)ons est o completamente en!anados pela própria or!aniza) o. pois seu pai. podem advir inveCa e rancorosos sentimentos de ira0 Nodavia. a)5es de !ra)as. atraindoKos para f2bulas e para fantasias. ocultista e pol+tica a!e distribuindo. e entender como essa or!aniza) o inici2tica. para que vivamos vida tranqiila e mansa. os que temos o poder de vislumbrar o que acontece na (a)onaria. embora este mesmo . em favor de todos os 3omens. o qual deseCa que todos os 3omens seCam salvos e c3e!uem ao pleno con3ecimento da verdade0H $ Nimóteo #&$K9 1ste é o deseCo de .

n6s. isto sim. todos nós seres 3umanos. ontem e 3oCe. absolutamente perfeito0 6omo est2 escrito& E:esus 6risto. antes.A e da 1. e (% at" aquelas reli)i:es pa)$s que aceitam tudo quanto " #also deus. como " o caso da MA<. Sendo assim. que . pelo contr2rio. a fim de serem Cul!ados todos quantos n o deram crédito R verdade.&9L . 0rist$os. adoramos e amamos.'A=. é o mesmo e o ser2 para sempre0H Aebreus $"&.1A0=@G.EDADE =.slamismo. 0ristianismo. o qual se c(ama. para darem crédito R mentira.ia0H # Nimóteo $&$# G Sen3or :esus 6risto é a 'oc3a 1terna e NodaKPoderosa sobre a qual est2 a Sua I!reCa fundamentada0 1 foi 1le quem afirmou& E>uem dentre vós me convence de pecado? Se vos di!o a verdade. >induísmo. Merdadeiro E5emplo >% sobre a terra diversas e varie)adas e5press:es reli)iosas& Kudaísmo. é.0. s6 para citar uma *com duas #aces+ dentre as diversas #alsas reli)i:es com um ine)%vel e letal componente satEnico& Wodavia. temos um Mestre e Deus.eus l3es manda a opera) o do erro. nem mesmo nós os 6rist os0 (as podemos. pois sabemos em quem temos depositado a nossa fé e con3ecemos o que est2 escrito& EPorque sei em quem ten3o crido e estou certo de que ele é poderoso para !uardar o meu depósito até aquele . pecadores e muito carentes das misericórdias e da !ra)a de . 1le sim. por que raz o n o me credes?H :o o . pois.eus0 F o podemos afirmar que C2 somos perfeitos. uma autêntica promiscuidade espiritual. . que tolice acreditar que os verdadeiros 6rist os ser o demovidos de suas posi)5es espirituais e mentais por causa de cr+ticas a esta ou Rquela denomina) o crist . afirmar que o Sen3or a quem servimos.EW por este motivo. 1en(or Kesus 0risto& Somos. deleitaramKse com a inCusti)a0H # Nessalonicenses #&$$K$# A escol3a é suaD . Budismo.

acossai/os e espreitai/os] por"m. matai/ os& Wal ser% o casti)o dos incr"dulos&. com seus deuses esp+ritos das selvas.1U1 Gs Gurus do Aindu+smo. Seus disc+pulos& . dei o 1!ito por teu res!ate e a 1tiópia e Seb2. na maioria esma!adora das vezes acusa)5es mentirosas. e o seu fundamento é 6risto :esus.S . poderia dizer estas coisas? G Buda. deus ti!re.ndul)ente. quem pode acus2Klo de pecado? E>uem dentre vós me convence de pecado?H :o o . o Santo de Israel. do presente e do passado. teu . um Guia e . 1uratra U. porque a perse)uiç$o " mais )rave do que o (omicídio& '$o os combatais nas cercanias da Mesquita 1a)rada.eus0 G Sen3or :esus 6risto é o exemplo a ser se!uido pelos Seus disc+pulos. Sidarta Gautama? 8m persona!em lend2rio que nem mesmo se sabe se existiu? (aomé? 8m 3omicida. se ali vos combaterem. observem a oraç$o e pa)uem o -a!at.eus0 (as do nosso (estre :esus. em toda a Aistória da Aumanidade.eus. e mais nin!ém. e Ganes3 4um deus com cabe)a de elefante= e similares? (as nós temos um (estre. o qual escreveu em seu Alcor o& 8Mas quanto os meses sa)rados (ouverem transcorrido. deus macaco 4Aanum =. matai os id6latras. caso se arrependam. abri/l(es o camin(o& 1abei que Deus " . Alcor$o. n o abalam os disc+pulos do Sen3or. cuCo nome é Adonai 1lo3im& EPorque eu sou o S1FAG'.eus. pois o seu fundamento n o se abala. Misericordiosíssimo&. Alcor$o. como 1le mesmo afirmou& :esus falando aos 6rist os. deuses esp+ritos dos rios. o teu Salvador. onde quer que os ac(eis] capturai/os. por ti0H Isa+as 9"&" Nodos os l+deres de todas as reli!i5es da terra. n o passam de mortais e de pecadores carentes do perd o do verdadeiro . a menos que vos ataquem& Mas.&9L Por isso as acusa)5es contra as I!reCas 6rist s. 1uratra [.1 quem Camais.Matai/os onde quer se os encontreis e e5pulsai/os de onde vos e5pulsaram. o Oil3o de .

e n o 32 3omem sobre a terra que ten3a sido desi!nado Seu mediador entre os 3omens0 G @nico (ediador entre . n o pode se referir ao verdadeiro . adorar2s e só a ele dar2s culto0H -ucas 9&. `eus. Só adoramos o @nico . como é o tal GA.eus. e n o 32 outro. :esus é o nosso exemploD 1 foi 1le quem afirmou& E(as :esus l3e respondeu& 1st2 escrito& Ao Sen3or. é Santo0 1 é 1le mesmo quem diz& E1u sou o S1FAG'. o S1FAG'.eus. n o sereis c3amados mestres. teu . Bra3ma? 6ertamente que esse tal !adu n o é o . porém.eusH Isa+as 9I&I 1 é evidente que um nome que pode desi!nar qualquer falsa divindade. pois 1le mesmo afirma& EPorque todos os deuses dos povos n o passam de +dolos. o MessiasN 7uemN E quanto 2 MaçonariaN 7uem " o seu e5emploN 7uem " o seu líderN G tal G0A0. Gdin. porém.K$% 1le. o 6riador.eus verdadeiro.eus das 1scrituras.eus e os 3omens é o Sen3or :esus 6risto0 F o 32 outro0 Podem at" nos acusar& Mas quem pode acusar o nosso Cuia. fez os céus0H Salmos <L&I 1 das Suas 1scrituras diz . além de mim n o 32 . porque só um é vosso Pai. o 6risto0H (ateus #"&.eus& . pois o . porque um só é vosso (estre. Baco.080 que pode si!nificar qualquer falsa divindade? (oloque. porque um só é vosso Guia.8 no pante o pa! o da 'eli!i o (a)*nica. aquele que est2 nos céus0 Fem sereis c3amados !uias.EJós. e vós todos sois irm os0 A nin!uém sobre a terra c3ameis vosso pai.eus da B+blia.

=ito de \or!. n o con3ecendo as 1scrituras nem o poder de . os pol+ticos que est o ele!endo e colocando no controle de seus estados0 W. deseCam que você saiba. participou nesta se)unda/#eira *R+.iabo. De MolaLs. 0avaleiros Wempl%rios. com eles. 2s 1Q (. Cermano =i)otto. proponente do Projeto de Lei nf 11SO[PPS. necess2rio entender que Cuntamente com os pol+ticos ma)ons v o.ssos+. na realidade.lluminati. que te tirei da terra do E)ito. as pessoas têm o direito de saber quem s o. Amarant(. os princ+pios anticristo e satMnicos da (a)onaria& Aceita) o em seus templos 4-oCas= de .riente. 1(rines. teu Deus. que institui o Dia Estadual da Maçonaria.=0.eus0H (ateus ##&#< 1 nestas mesmas 1scrituras est2 escrito& 8Eu sou o 1E'>.E'espondeuKl3es :esus& 1rrais. Crotto. que têm os crist$os )a3c(os com a Maçonaria para terem em seu estado um dia em (omena)em a essa sociedade ocultista do diaboN As leis brasileiras permitem a liberdade de op) o e de manifesta) o reli!iosa. aprovado por unanimidade na Assembl"ia Le)islativa. da casa da servid$o& '$o ter%s outros deuses diante de mim&9 b5odo [PB[. .quest$o de sancionar lei o PL11S.=. em Q de de-embro. .rdem do Dra)$o. o que é muito bom0 Nodavia. =ito Escocês. portanto. Lions 0lub. Estrela do . W(e Dau)(ters o# t(e 'ile *As Dil(as do 'ilo+. no )abinete do )overnador do Estado. que #e. %vida e amante do poder político. no 3ltimo dia [S de outubro&9 DonteB Assembl"ia Le)ilativa do =1& Al)u"m poderia per)untarB 87ue mal (% nissoN9 Pra início de conversa.J 1stamos aqui mostrando tudo aquilo o que nem a (a)onaria e nem o . P[. caro leitorD A real #ace da Maçonaria& @ma or)ani-aç$o satEnica. e similares&&& Projeto de lei que institui o Dia Estadual da Maçonaria " sancionado 8A deputada Leila Detter *PP+. 1!ull and Bones *0aveira e . da sanç$o do projeto&9 8. =otarL 0lub. mascarada de 8#ilantr6pica9& MaçonariaB =ami#icaç:esB AM. ato solene #oi proposto pelo pr6prio )overnador. seu real -+der e deus.

Nimot3Q (cJei!3 4que explodiu um prédio matando $L. Gerald B0 Gardner 4o fundador da Vicca. perten)o a uma sociedade filantrópica de uma or!aniza) o onde os aleiCados s o tratados como se fossem seres inferiores. pessoas=. etc000 A 1e)undaB Sou serva de . min3a lealdade pertence. mascarada de 8#ilantr6pica9& Mejamos que tipo de )ente esse serpent%rio j% abri)ou. Albert Pi7e 4que dizia que -/cifer é deus=.iabo. a bruxaria moderna=. e abri)a at" (oje& AntAnio Palocci Ministro da Da-enda de um dos mais 0orruptos Covernos da >ist6ria do Brasil 0o/respons%vel por uma das mais tr%)icas e catastr6#icas políticas econAmicas que . sua incompatibilidade com a fé crist . sua inconciliabilidade com a B+blia 432 muitos crist os no Brasil=. feiticeiros e satanistas de todos os tempos. o covarde princ+pio ma)om discriminatório contra os aleiCados e deficientes f+sicos.qualquer falsa divindade 4inclusive o pai da (a)onaria. e duas candidatas sur)issem. e a que vem. Aleister 6roPleQ. em primeiro lu!ar. etc000 1e você #osse contratar uma bab% para seu #il(o. aceito qualquer deus.eus0 G que a B+blia diz eu aceito e ponto final0 1ste é meu lema de vida0 7ual das duas bab%s você contrataria para cuidar de seus #il(in(osN Por isso as pessoas têm o direito de saber o que ". e dissessemB A PrimeiraB Sou uma serva do . uma or!aniza) o com tent2culos e com met2stases infiltrados em v2rias partes do mundo. Satan2s=. %vida e amante do poder político. Aelena Petrovna Blavats7Q. R min3a sociedade inici2tica e ocultista que possui em sua !aleria da fama os mais atuantes bruxos. a Maçonaria Maçons Damosos *R+ A real #ace da Maçonaria& @ma or)ani-aç$o satEnica.

que decorreu num 3otel de -isboa0" "G GG. .s maçons )overnistas. divul)ada pelo nosso blo) e por al)uns jornais& . revela que os Maçons pensam em punir.rdem. do )overno do PW. o ministro AntAnio Palocci. est% #uriosa com a ameaça de puniç$o ao ilustre membro da ordem. até ao #I de Abril de $<X90 Se!undo Arnaut. em -isboa. mantido em se!redo desde $<X9 por um elemento de uma loCa do Grande Griente -usitano 4GG-=0H "G documento. que ap6ia o )overno Lula. at" (oje.DE *A Polícia .1. caso se con#irmem contra o 8irm$o9 as den3ncias de recebimento de uma mesada de =j SP mil reais da empresa Le$o k Le$o.Eduardo Creen(al)( entre seus porta/vo-es. em $<"I. ocupado pela -e!i o Portu!uesa desde a proibi) o da (a)onaria pelo 1stado. dactilo!rafado em fol3as A9. com todo o amar)o peso dos escEndalos que todos j% con(ecem& 8A publicaç$o de uma reporta)em sobre a Maçonaria. num almo)o no Mmbito do jI 6on!resso da (a)onaria. Kor)e 1err$o Editor/0(e#e do Alerta Wotal Maçonaria possui nomes de a)entes e in#ormadores da P.rm$os do Palocci Parte da bancada da Maçonaria. alvo " nin)u"m menos que o Ministro AntAnio Palocci. Arnaut defendeu que seCa entre!ue a uma institui) o estatal que "manten3a o seu se!redo". com e5puls$o da .nternacional e de De#esa do Estado+ *Manc(ete de um Kornal Portu)uês& A di#erença lin)uística " not%vel+ EA (a)onaria Portu!uesa depositou ontem no cofre de um banco um documento da -e!i o Portu!uesa com nomes e moradas de "L%% anti!os a!entes e informadores da PI. quando era Pre#eito de =ibeir$o Preto&9 Kor)e 1err$o Editor/0(e#e do Alerta Wotal . tendo em conta a "peri!osidade" dos dados0 "Nalvez depois de passarem I% anos sobre o #I de Abril possa ser con3ecido".. que tem o deputado Lui.s . um irm$o ilustre da Maçonaria em =ibeir$o Preto& . o dossiê foi mantido "no mais ri!oroso se!redo" até ao fimKdeK semana passado. e5i)em toda solidariedade da Maçonaria ao ministro&. foi encontrado por um membro da -oCa da -iberdade 32 cerca de "% anos no Pal2cio (a)ónico.j% massacraram o Brasil& Participa. com o título 8Arquitetos do Poder9. no Di%rio do 0om"rcio *6r)$o da Associaç$o 0omercial de 1$o Paulo+ dei5a alarmado o comando do Minist"rio da Da-enda& A mat"ria.vai decidir nos próximos dias o destino a dar ao documento0 Apesar de recon3ecer o seu "!rande interesse 3istórico". quando o ma)on que o detin3a o entre!ou R direc) o da GG-.

bservaç$oB Pre-ados ami)os leitores. " necess%rio con(ecer. mas apenas a parte que mais interessa& . tr%)ico no =1 e muito pior ainda no =K *em seu )overno se multiplicaram #avelas. quando acabou. simplesmente. etc&&& Muito pouco " necess%rio ser dito sobre a bio)ra#ia ne#asta desse cidad$o+& .'o ano de 1UUP. pois a Maçonaria n$o somente j% conta com o apoio de muitos demAnios. o maçom Leonel Bri-ola. apontou 0ollor como presidente e n$o mostrou Bri-ola nem em se)undo lu)ar&. " a Maçonaria Maçons Damosos *Q+ A real #ace da Maçonaria& @ma or)ani-aç$o satEnica. tr%#ico de dro)as. e abri)a at" (oje& Leonel Bri-ola '$o publiquei a nota inteira. %vida e amante do poder político. rastro de destruiç:es que dei5ou atr%s de si e de seus p"ssimos )overnos. pois a notícia. mascarada de 8#ilantr6pica9& Mejamos que tipo de )ente esse serpent%rio j% abri)ou. j% mostraB 7u$o . mar)inais. n$o (% problema.#ilantr6pica. pelo menos um pouco. disse que aceitava o apoio do demAnio para se tornar presidente& A campan(a.afirmou0" DonteB Kornal de 'otícias. Bri-ola n$o tin(a necessidade de di-er isso. a (ist6ria de Portu)al e a san)uin%ria ditadura de 1ala-ar a #im de que se possa mel(or compreender o impacto desta notícia& Mas se o ami)o leitor n$o se interessar pela (ist6ria daquela naç$o. mas tamb"m com o . quando (ouve a campan(a presidencial. Portu)al .

o Senador blvaro .W. escrito pelos l+deres ocultos da (a)onaria. ami)o leitor& ggggggggggggggggggggg A real #ace da Maçonaria& @ma or)ani-aç$o satEnica. s o basicamente o acesso ao seu plano de dom+nio mundial e a busca de apoio de 1atan%s a fim de realizarem seus intentos0 1stes obCetivos ma)ons de domina) o s o passados aos enormes !rupamentos de servi)ais da Gr!aniza) o com a m2scara de EideaisH. em um documento c3amado de .isse o Senador& . se!redos esses que. 1atan%s& A Maçonaria " uma importante #ilial do . mascarada de 8#ilantr6pica9& A >ierarquia MaçAnica.rientis/ .ias 4PS. ami)o leitor.mp"rio das Wrevas& 0omo você j% tem podido ver. como C2 dissemos.sto #a-emos a #im de que as pessoas ten(am o justo direito de saber quem " e o que est% por tr%s desta or)ani-aç$o ocultista.B= deixou bem transparecer o que a maioria dos Ema)ons /teisH R Gr!aniza) o pensa R respeito da propa!a) o dessa peste pelo mundo& . parasita de naç:es e de estados e que se in#iltrou no seio da política e da economia brasileira tra-endo consi)o todo o mal que qualquer or)ani-aç$o estabelecida pelo Diabo pode tra-er& 'osso objetivo " que você con(eça a verdade G trec3o abaixo. %vida e amante do poder político e econAmico. traduzidos nos princ+pios ma)*nicos con3ecidos por -andmar7s0 1m um recente discurso.& *As peças começam a se juntar + Wemos aqui.rdo Wempli .s Protocolos dos 1%bios de 1i$o.apoio do pai da Maçonaria.rdem do Wrape-6ide e a . estes mesmos !raus elevados fazem quest o de selecionar quem ser o aqueles aos quais ser o revelados os c3amados Ese!redos da ma)onariaH. um documento ma)om. procurado *e conse)uido+ demonstrar o que " a Maçonaria& . @ma 1ociedade 1ecreta com Muitos Went%culos A . mostra que as altas 3ierarquias da Gr!aniza) o (a)*nica n o d o a m+nima para a imensa le!i o de ma)ons servos e escravizados R Grdem0 Nodavia.

pode indu-ir. a mesma ilustra) o que postei em um tópico anterior. os desconcertados membros do 6lube do Bolin3a do .& *As peças começam a se juntar + Gbserve. e em )eral.s Protocolos dos 1%bios de 1i$o] 0ap& 1S+ 6omo para um bom entendedor. neste momento t$o di#ícil da vida nacional. e muito. (omens na maioria levianos.trabal(armos em prol de uma sociedade dominada pela Maçonaria. ine)avelmente. os parasitas dos baixos n+veis da Gr!aniza) o continuar o servindo R Grdem satisfeit+ssimos com seu car!os de prefeitos e de vereadores. a (a)onariaD= A >ierarquia MaçAnica. descritos da se!uinte forma pelo documento ma)*nico . ou seja. a!ora.. pois na realidade estamos descendo o fosso de ocultismo dessa Gr!aniza) o -uciferiana.W.rientis/ . o dia a dia dos interiores do Brasil=0 Porém. a (a)onaria= até c3e!armos no topo da pirMmide.Kusto e Per#eito.rdem do Wrape-6ide e a . " . com os quais n$o teremos )rande di#iculdade em nos entendermos para reali-ar nossos projetos&9 *.& W mais ou menos até aqui que vai o con3ecimento da esma!adora maioria dos indiv+duos que se tornam ma)ons. em entrelin(as. pr%ticas calcadas nos valores da ordem.iabo.A Maçonaria / uma escola de líderes /. C2 anda a!itando. e veCa que estamos subindo 4academicamente falando.s Protocolos dos 1%bios de 1i$o& 8Aqueles que entram para as sociedades secretas s$o ordinariamente ambiciosos. os intentos dessa Gr!aniza) o SatMnica v o bem além do que estas pretens5es mesquin3as0 W o que veremos no se!uimento deste nosso estudo 4que ali2s.B1B . trabal(armos por uma sociedade mais justa e mais per#eita. e o que o 1enador est% di-endo. e de outros car!os p/blicos que conse!uiram E!an3arH com o apoio da (a)onaria 4ali2s. aventureiros. o que você ver2 ser2 mais asqueroso do que tudo o que demonstrei e provei até a!ora0 . meia palavra C2 basta.& . " um lin)uajar maçAm. @ma 1ociedade 1ecreta com Muitos Went%culos A .rdo Wempli . onde C2 adianto.

onde esta . o n3mero da Besta de que #ala o Apocalipse& Basta você clicar A>8I e poder2. ocupa na estrutura 3ier2rquica da (a)onaria mundial0 A . na estrutura da (a)onaria. como eles mesmos afirmam& EA2 um deus secreto. o que nada mais é do que um se!mento dentro de uma estrutura de poder bem maior do que aparenta 4ou que quer aparentar=0 Fa fi!ura abaixo.1sta 3ierarquia ma)*nica se aplica ao que c3amam de 'ito 1scocês. você poder2 ver onde esse se!mento.rdem *. um deus escondido. dispostos a tudo para ver seu deus ascender ao poder. na #i)ura abai5o. Sir Step3en 10 OloPers= Mejamos o que di-em na introduç$o de seu siteB 8@ma ordem de cavaleiros dedicada ao Príncipe das Wrevas e 2 proteç$o da c(ama ne)ra9 . a (a)onaria é somente aquilo que vai até o "" !rau e a ladain3a dos 'itos Aceitos aqui e acol2 e sua estrutura de aCuda m/tua0 -iteralmente descon3ecem o que est2 acima deles= a Grdem do Nrapezóide possui adeptos na 1uropa e nos 18A e s o reli!iosos completamente fan2ticos. ele é como que um carimbo da (a)onariaD E veja. raz o porque al!uns dir o& EIsto nada tem a ver com a (a)onariaDH. em vermel(o VVV. ami)o leitor.rdem do Wrape-6ide Este " o símbolo o#icial da . que 3abita em uma torre de uma fortaleza espiral. a cabeça de Bap(omet *símbolo maçAnico+ e. as -oCas (a)*nicas de 'ito 1scocês. e isto dir o porque para eles. o qual tem !uiado e observado o nosso desenvolvimento desde tempos imemoriais.r)ani-aç$o MaçAnica se encontra na (ierarquia mundial da . porém muito próximo de nós a!uardando pelo futuro tempo do despertamento0 G tempo do despertamento se aproxima0H 4Gr o (estre da Grdem do Nrapezóide. facilmente. e que tem se mantido escondido. observar o Bap3omet.r)ani-aç$oB 1sta Grdem (a)*nica 4muitos ma)ons nem sequer ouviram falar dela. ou seCa. mostrando as conex5es evidentes das -oCas ma)*nicas que se utilizam deste s+mbolo.bservem a estrela de cinco pontas.

conscientemente. a Besta por que tanto esperam& 8E5erce toda a autoridade da primeira besta na sua presença& Da. ami)o leitor. *a quem c(amam de C&A&D&@& para en)anar os iniciados dos bai5os níveis da or)ani-aç$o+. visto serem seus membros como que )uardi:es do maior objetivo do lado reli)ioso *ocultista+ da Maçonaria. o líder mundial que ser% adorado pelo mundo inteiro e a cuja causa a Maçonaria tem servido& E a recompensa que recebem do diabo nesta vida " a ascens$o política e econAmica& Mas a recompensa que receber$o de Deus. com os sinais #eitos diante dela. pelos s"culos dos s"culos. o Messias. invocando o diabo e se colocando R disposi) o de seus Gr os (estres para o que for necess2rio0 JeCa o que dizem& EAs nossas atividades podem ser estendidas para além da Grdem e dos NemplosH 4que também c3amam de -oCas e s o !overnados por Gr os (estres=0 Por 8atividades estendidas para al"m da . 1atan%s.rdem do Wrape-6ide " um se)mento maçom con#essadamente satEnico& Assim como muita !ente busca aux+lio de entidades do 6andomblé. est% pro#eti-ado. e isto se dar% com o aparecimento da Besta.nternacional. dominando e reinando no mundo inteiro. a conclus$o do que isto possa vir a si)ni#icar& .r)ani-aç$o MaçAnica . caso n$o se arrependam e n$o se submetam ao Dono da 0asa. cujo nome " Kesus. Grix2s d 6ia 4dem*nios= a fim de que l3e dêem ascens o social e din3eiro. onde tamb"m estar%.rdem e dos Wemplos9 dei5o a você. cuja #erida mortal #ora curada&9 Apocalipse 1JB1[ 8Mas a besta #oi aprisionada. qual seja.s dois #oram lançados vivos dentro do la)o de #o)o que arde com en5o#re9 Apocalipse 1UB[P Eles tamb"m se re#erem a este ser *seu deus para o qual trabal(am+ como o 8deus ne)ro9 ou 8deus das trevas9& A alus$o 2 1atan%s " mais do que evidente& A .com que a terra e os seus (abitantes adorem a primeira besta.Esta ordem maçAnica d% um suporte importante 2 toda a (ierarquia da . a Gr!aniza) o do Nrapezóide fornece o apoio ocultista R Gr!aniza) o (a)*nica. o que biblicamente. sedu-iu aqueles que receberam a marca da besta e eram os adoradores da sua ima)em& . ver seu deus. e com ela o #also pro#eta que. ser% uma va)a eterna nas pro#unde-as do La)o de Do)o e En5o#re.

rdem do Wrape-6ide *tem este nome devido ao simbolismo ocultista da Maçonaria+ trabal(a ativamente para o estabelecimento do . ami)o leitor. assim como toda a Maçonaria& Em breve estaremos desmascarando mais um se)mento maçAnico dessa #ilial do . a #im de que o seu pr65imo n$o se envolva com essa armadil(a das trevasB A M/A/</.mp"rio da Besta& 1$o satanistas.Esta or)ani-aç$o maçAnica./ '/A/=/. como as peças cada ve. A .rientis/. indique/o e #aça um bem ao seu semel(ante.ndique e =ecomende este site @se o material como bem entender 0opie/o. basta clicar aqui0 6omo quase todo site ma)*m.W. e você ver%..mp"rio de 1atan%s& Estaremos e5plicando o que " e quem s$o a . também tem uma musiquin3a f/nebre na primeira p2!ina0 Mais material a camin(o . por amor a DE@1./A .mais se encai5ar$o 1 se deseCar fazer uma visitin3a a um dos sites da Grdem do Nrapezóide. distribua/ o.rdo Wempli .