You are on page 1of 4

Avivamento Missionário

Habacuque 3:2

“Ouvi, Senhor a tua voz e temi; aviva, ó Senhor, a tua obra no meio dos anos e no
meio dos anos faze-a conhecida. Na ira lembra-te da misericórdia.”

Na carta à igreja de Éfeso, o Senhor Jesus diz: "Eu sei as tuas obras, e o teu
trabalho, e a tua paciência... Trabalhaste pelo meu nome, e não te cansaste... Tenho,
porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te de onde caíste e
arrepende-te." (Apocalipse 2.2-5).

Aqueles irmãos tiveram um início glorioso em sua experiência com Deus. A


epístola de Paulo aos Efésios nos dá a entender que aquela igreja não era problemática,
como a de Corinto, por exemplo. Os efésios eram espirituais, entusiasmados e
abençoados no princípio.

Contudo, o tempo passou e algo mudou. Aparentemente, tudo estava como


antes: as obras continuavam “a todo vapor”. A igreja de Éfeso era muito ativa e
trabalhadora. Entretanto, a essência estava comprometida. Havia muito trabalho e pouco
amor; muita atividade humana e pouca unção do Espírito.

Veio então a palavra do Senhor com o objetivo de avivar a sua igreja. E o que é
avivamento? É renovação. É reanimar. É dar vida. Segundo E. Cairns, Avivamento “é a
obra do Espírito Santo, no sentido de restaurar o povo de Deus a uma vida espiritual, de
testemunho e trabalho mais dinâmicos, mediante a oração e a Palavra, após profundo
arrependimento por seu declínio espiritual. Os elementos permanentes do avivamento
são a oração, a Palavra e o Espírito Santo de um Deus soberano que usa o ser humano
como seu instrumento.”

Avivamento não é sinônimo de barulho, música agitada, palmas e gritos. Tudo


isso pode, eventualmente, ocorrer, mas o avivamento legítimo é o resgate de valores
espirituais outrora abandonados. Avivamento é amor.

Seu fundamento está firmado em três fatores indispensáveis: arrependimento,


estudo da Bíblia e oração, II Cr 7:14 é um texto que fala de avivamento.
Na Bíblia vemos o relato de Habacuque, um profeta de fé vertiginosa que previu
a invasão babilônica em Israel durante o reinado de Josias (de 640 a 609 a.C.). Foi
contemporâneo de Jeremias, morava em Judá e se indignava com a corrupção moral do
povo. Habacuque clamou pelo avivamento de tempos em tempos e Deus o ouviu!

Vejamos resumidamente alguns dos grandes avivamentos em momentos cruciais


da história da humanidade.

1. O Grande avivamento entre 1739 e 1791 é freqüentemente chamado de


Reavivamento Wesleyano. John Wesley foi um homem levantado por Deus para pregar
na Inglaterra e nos EUA. Ele também fez mais para conservar o fruto do avivamento.
Sua frase inesquecível: "Dá-me cem homens que nada temam senão o pecado, e que
nada desejam senão a Deus, e eu abalarei o mundo."

Criou as "sociedades de avivamento" nos lugares onde ele ministrava. Estes


grupos pequenos se reuniam para oração, encorajamento e estudo bíblico. Seu estilo de
pregação ao ar livre, sua mensagem de salvação pela fé, e sua utilização de leigos como
pregadores e líderes das sociedades, levou à sua saída da igreja Anglicana, e o
estabelecimento da igreja Metodista. John Wesley viajou e pregou em toda Inglaterra e
EUA e o fogo de avivamento se espalhou rapidamente. Em agosto de 1770 havia 30 mil
membros, 121 pregadores e 50 zonas na Inglaterra e cerca de 100 capelas nos Estados
Unidos. Quando Wesley morreu, no dia 2 de março de 1791, havia mais de 120.000
metodistas nessas sociedades.

2. Charles Grandison Finney nasceu no dia 29 de agosto de 1792, um ano


após o falecimento do John Wesley, na cidade de Warren, no estado de
Connecticut, EUA. A sua família não era religiosa, e o jovem Finney foi criado sem
nenhuma formação cristã. Aos 26 anos, no dia 10 de outubro de 1821, enquanto ele
orava sozinho num matagal, Finney experimentou uma poderosa conversão. Mais tarde
no mesmo dia, ele foi batizado no Espírito Santo.

Finney começou reuniões de oração com os jovens da igreja, e todos foram


convertidos. Depois ele foi visitar seus pais, e ambos foram tocados poderosamente por
Cristo. Finney continuou tendo experiências poderosas e sobrenaturais com Deus, e
passou a gastar muito tempo a sós com Ele em oração e jejum. Ele começou a pregar,
primeiro nas pequenas cidades e aldeias, e depois nos grandes metrópoles, e muitos
foram poderosamente convertidos. Criou os 'grupos de oração', que se espalharam por
10 mil cidades e municípios, resultando na conversão de pelo menos um milhão de
pessoas.
3. O avivamento de Gales foi um dos mais impressionantes moveres de Deus
de todos os tempos. Em poucos meses de avivamento, um país inteiro foi
transformado, mais de cem mil pessoas aceitaram o Senhor Jesus como seu Senhor e
Salvador, e a notícia foi espalhada ao redor do mundo. O avivamento começou em
outubro de 1904 na pequena cidade de Loughor, com Evan Roberts, um jovem de 26
anos.

Em 1891, aos treze anos de idade, Roberts começou a ter fome e sede, e orar por
duas coisas importantes: (1) para que Deus o enchesse com o Seu Espírito, e (2) para
que Deus enviasse o avivamento ao País de Gales. Roberts fez talvez o maior
investimento no banco de oração de Deus a favor do reavivamento que o Senhor
desejava enviar.

Os bares e bordéis fecharam, as livrarias evangélicas venderam todos os seus


estoques de Bíblias. O avivamento tornou-se manchete nos principais jornais do país. A
presença de Deus "parecia ser universal e inevitável", invadindo não somente as igrejas
e reuniões de oração, mas se manifestando também "nas ruas, nos trens, nos lares e nas
tavernas”. "Em muitos casos, os fregueses entravam nas tavernas, pediam bebidas e
depois davam meia-volta e saíam, deixando-as intocadas no balcão. O sentimento da
presença de Deus era tal que praticamente paralisava o braço que ia levar o copo à
boca”.

4. Avivamento da Rua Azuza” ou "Avivamento Pentecostal”, que


começou em 1906 em Los Angeles. Este mover deu origem às igrejas pentecostais
históricas, como as Assembléias de Deus, as Igrejas de Deus e do Evangelho
Quadrangular. Deus estava, nitidamente, trazendo de volta à Sua casa as manifestações
miraculosas e o poder do Espírito Santo.

5. Avivamento e a Visão Celular na Coréia do Sul, na década de 50,


através de um ex-budista, o Pr. Paul Yonggi Cho. Deus lhe revelou que a igreja
precisava voltar ao tempo dos apóstolos que faziam as reuniões de casa em casa (At
5:42). Autor do livro “A quarta dimensão” foi o instrumento do Senhor para mudar a
história de um país que hoje conta com 10 milhões de cristãos evangélicos.

6. Governo dos 12. No início da década de 90, um jovem pastor


colombiano chamado César Castellanos recebeu do Espírito Santo do Senhor o
modelo dos 12, seguindo o exemplo de Jesus que formou 12 discípulos.Hoje a Visão
Celular no Governo dos 12 está presente em mais de 85 países sendo atualmente a
maior estratégia dos últimos tempos para ganhar, consolidar, discipular e enviar homens
e mulheres para o campo.
Em todos esses momentos vimos Deus agindo através da oração de
Habacuque. Homens inconformados e cheios de amor foram usados por Deus para
espalhar esse avivamento.