You are on page 1of 3

Núcleo de Árbitros de Futebol da Figueira da Foz

7º Concurso “Responde e Ganhas”
Teste nº 12 Figueira da Foz, 6 de Janeiro de 2014

Para cada questão, escolha uma (e só uma) resposta. Perguntas com mais do que uma resposta serão consideradas nulas e receberão O pontos. Cotações das perguntas: Resposta certa: 5 pontos; ausência de resposta: 0 pontos; resposta errada: -2 pontos.

1 – Qual é a finalidade da carga correta?
a) Defender-se do adversário, impedir que ele obstrua o caminho e impedir que ele chegue a jogar a bola. b) Derrubar o adversário, impedir que ele continue a dominar a bola e impedir que ele chegue à bola. c) Defender a posse da bola, impedir que o adversário obstrua o caminho, impedir que ele continue de posse da bola e impedir que ele chegue a jogá-la quando esteja prestes a fazê-lo.

2 – Pontapé livre direto é a sanção prevista nas leis do jogo para jogadores que toquem deliberadamente a bola com as mãos. Refira em que circunstâncias os mesmos devem ser punidos disciplinarmente?
a) Devem ser advertidos quando toquem de forma ostensiva a bola com as mãos. b) Devem ser advertidos quando toquem de forma deliberada a bola com as mãos. c) Sempre que o façam de forma propositada.

3 – Um defesa, com o jogo a decorrer, de dentro da sua área de grande penalidade, cospe na cara de um adversário que se encontrava fora daquela área. Como deve agir o árbitro?
a) O árbitro deve interromper o jogo, expulsar o jogador que cuspiu e recomeçar o jogo com um pontapé livre indireto no local em que atingiu o adversário. b) O árbitro deve interromper o jogo, expulsar o jogador que cuspiu e recomeçar o jogo com um pontapé livre direto no local em que atingiu o adversário. c) O árbitro deve interromper o jogo, expulsar o jogador que cuspiu e recomeçar o jogo com um pontapé de grande penalidade.

4 – Devido à velocidade que levava um atacante vai cair dentro do espaço delimitado pela baliza. Nesse instante é marcado um golo. Como deve proceder o árbitro se o comportamento do jogador dentro da baliza perturba a ação de um adversário?
a) O golo não é válido se o jogador usar linguagem antidesportiva. b) O golo não é válido, o jogador deve ser punido por fora de jogo. c) O golo não é válido, o jogador deve ser advertido por comportamento antidesportivo.

5 – Um jogador executa um pontapé livre direto fora da área de grande penalidade. A bola bate no árbitro e é jogada novamente pelo mesmo jogador. Que decisão deve tomar o árbitro?
a) M anda repetir o pontapé livre direto dado que o jogador não teve intenção de tocar de novo na bola. b) Conceder um pontapé livre indireto a favor da equipa adversária, por jogar duas vezes seguidas a bola antes de ser jogada ou tocada por outro jogador. c) Recomeça o jogo com um lançamento de bola ao solo.

6 – Após o apito do árbitro, o executante de uma grande penalidade parte para a bola e simula o remate, obrigando o guarda-redes a atirar-se para um lado e logo de seguida remata para o outro. Qual deve ser a atitude a tomar pelo árbitro se a bola bater no poste e não entrar na baliza, nem sair do terreno de jogo?
a) O árbitro deve ordenar a repetição da grande penalidade e advertir o jogador. b) O árbitro deve ordenar a marcação de um pontapé livre indireto e advertir o jogador. c) O árbitro deve deixar prosseguir o jogo.

7 – Se um jogador saltar na frente de um adversário que efetua um lançamento lateral, que decisão deve tomar o árbitro?
a) Deixa que o jogo continue desde que se respeite a distância mínima de 2metros. b) Adverte o infrator e pune a sua equipa com um pontapé livre indireto. c) Adverte o infrator e manda repetir o lançamento lateral.

Núcleo de Árbitros de Futebol da Figueira da Foz – 7º Concurso “Responde & Ganhas” – Futebol

1

8 – Das faltas previstas na lei 12, cometidas por negligência, imprudência ou força excessiva, existem três em que o simples facto de as tentar fazer, leva o árbitro a assinalar um pontapé livre direto. Diga quais?
a) Pontapear um adversário, agarrar um adversário e rasteirar um adversário. b) Agredir um adversário, pontapear um adversário e rasteirar um adversário. c) Pontapear um adversário, rasteirar um adversário e empurrar um adversário.

9 - Com o jogo a decorrer, um jogador sai do terreno de jogo e usa força excessiva contra um elemento oficial de uma equipa que se encontrava dentro da área técnica. O que deve fazer o árbitro:
a) Expulsar o jogador e recomeçar o jogo com uma bola ao solo no local onde esta se encontrava quando o jogo foi interrompido. b) Se não puder aplicar a lei da vantagem, deverá interromper o jogo, expulsar o jogador por conduta violenta e recomeçar o jogo com um pontapé livre indireto no local onde a bola se encontrava quando o jogo foi interrompido. c) Se não puder aplicar a lei da vantagem, deverá interromper o jogo, expulsar o jogador por falta grosseira e recomeçar o jogo com um pontapé livre indireto no local onde a bola se encontrava quando o jogo foi interrompido.

10 – O jogo foi prolongado para a marcação de um pontapé de grande penalidade. O castigo é executado e a bola, após bater na trave, bate no guarda-redes e entra na baliza. Como proceder?
a) Validar o golo e dar o jogo por terminado. b) Não considerar o gole e dar o jogo por terminado. c) Assim que a bola bate no guarda-redes, depois de ressaltar na barra, o árbitro deve dar o encontro por terminado.

11 – Qual deverá ser a decisão do árbitro ao verificar que um jogador, na execução de um pontapé de grande penalidade em tempo normal de jogo, simula pontapear a bola antes de terminada a corrida de balanço, de seguida dá mais dois passos e remata?
a) Deve validar o golo se a bola entrar na baliza. b) Se a bola entra na baliza, a grande penalidade deve ser repetida e o executante advertido. c) Se a bola é defendida pelo guarda-redes para canto, deve ser assinalado pontapé de canto e o infrator advertido.

12 – O equipamento usado pelos jogadores em matéria de segurança deve obedecer a regras especiais. Escolha a mais correta:
a) Serem de material aprovado e não constituírem perigo para os adversários. b) Serem de material aprovado e não constituírem perigo para os adversários e suplentes. c) Serem de material aprovado e não constituírem perigo para os adversários e para o próprio jogador que os usa.

13 – O árbitro deve exibir sempre cartão amarelo ou vermelho sempre que assinala uma grande penalidade?
a) Sim, o infrator será sempre sancionado disciplinarmente. b) Não. Só se a infração se enquadrar nos motivos expressos na lei 12. c) Não. Só se a infração se enquadrar nos motivos expressos na lei 14.

14 – Um jogador está a fazer obstrução legal. Um adversário com o ombro carrega-o pelas costas, sem que a mesma tivesse sido efetuada por imprudência ou força excessiva. O árbitro interrompeu o jogo e puniu a equipa do jogador que efetuou a carga com um pontapé livre direto. Sabendo que a carga pelas costas é permitida quando o adversário está a fazer obstrução, o que terá motivado o árbitro a tomar aquela decisão?
a) A carga foi feita por negligência sobre a coluna vertebral. b) A carga foi feita sobre a coluna vertebral. c) A carga foi feita sem que a bola estivesse a ser disputada entre eles.

15 – Um jogador que tinha sido substituído e se tinha ido sentar no banco, algum tempo depois, com o jogo a decorrer, aparece dentro de campo, junto do guarda-redes da equipa adversária, agredindo-o com um pontapé, dentro da área de baliza. O árbitro apercebeu-se do acontecimento. Como deve agir?
a) O árbitro deve interromper o jogo, expulsar o infrator por falta grosseira e recomeçar o jogo com um livre direto no local da infração, de acordo com a lei 13, local dos pontapés livres. b) O árbitro deve interromper o jogo, expulsar o infrator por dupla advertência e recomeçar o jogo com um livre direto. c) O árbitro deve interromper o jogo, expulsar o infrator por conduta violenta e recomeçar o jogo com um livre indireto no local da bola, de acordo com a lei 13, local dos pontap és livres.

16 – Após o final do jogo, a partir de que o momento a equipa de arbitragem pode abandonar o terreno de jogo?
a) Após apitar para o intervalo ou final do jogo. b) Depois dos jogadores das duas equipas o terem feito. c) Depois dos jogadores e responsáveis das duas equipas o terem feito.

Núcleo de Árbitros de Futebol da Figueira da Foz – 7º Concurso “Responde & Ganhas” – Futebol

2

17 – Tornar-se culpado de força excessiva é um ato exclusivo de jogadores efetivos?
a) Não. A força excessiva também pode ser praticada por um jogador suplente ou jogador substituído b) Não. A força excessiva também pode ser praticada por um jogador suplente c) Sim. A força excessiva só pode ser praticada por jogadores efetivos na disputa da posse da bola.

18 – Na execução de um pontapé livre indireto, o executante pontapeia a bola diretamente para a baliza adversária, entrando esta na mesma. Na sua trajetória um jogador defensor agride um adversário dentro da sua área de grande penalidade quando a bola estava prestes a entrar. O árbitro em obediência à lei da vantagem validou o golo. Diga se o árbitro procedeu bem ou mal?
a) O árbitro procedeu mal, pois devia interromper o jogo, expulsar o agressor e recomeçar com um pontapé livre direto contra a equipa do agressor. b) O árbitro procedeu mal, pois devia interromper o jogo, expulsar o agressor e recomeçar com um pontapé de baliza. c) O árbitro procedeu mal, pois devia interromper o jogo, exp ulsar o agressor e recomeçar com um pontapé de grande penalidade contra a equipa do agressor.

19 – Quando é que o capitão obrigatoriamente terá de ceder a braçadeira ao sub-capitão:
a) Por motivo de receber tratamento. b) Por motivo de substituição. c) Apenas por motivo de expulsão.

20 - O guarda-redes, depois de controlar a bola com as mãos, passa-a para a cabeça de um seu colega de equipa que se encontrava fora da área de grande penalidade. Este ao ver aproximar-se um adversário devolve de imediato a bola ao seu guarda-redes que a volta a agarrar com as mãos? Como proceder nesta situação?
a) O jogo deve continuar pois não houve qualquer infração às leis do jogo. b) O jogo deve ser interrompido, o guarda-redes será advertido e a sua equipa punida com um pontapé livre indireto por contornar o espírito da lei. c) O jogo deve ser interrompido, o jogador defensor advertido e a sua equipa punida cum um pontapé livre indireto por contornar o espírito da lei.

Núcleo de Árbitros de Futebol da Figueira da Foz – 7º Concurso “Responde & Ganhas” – Futebol

3