You are on page 1of 48

Os dez Cafés mais bonitos do mundo, de acordo com a classificação do

UCityGuides
O café, como bebida, surgiu pela primeira vez na Turquia em 1585, e atravessou suas fronteiras quando, em 1683, os turcos otomanos invadiram Viena !ncontra"se outra refer#ncia $ist%rica de que foi em Veneza que passou a ser vendido comercialmente a partir de 1638 &e qualquer forma, foi no século 18 que as casas de café come'aram a surgir pela cidade e, depois, por toda a !uropa Todavia, somente em fins do século 1( e come'o do )*, que os +afés europeus tornaram" se pontos de encontro preferidos pelos intelectuais, época em que a ornamenta',o desses -$angouts. passaram a ter caracter/sticas de institui'0es culturais e decora',o semel$antes a interiores palacianos

Hungria - Budapeste
Café e! "or#

O 1otel e! "or# $alace % de que faz parte o Café e! "or# %
foi constru/do em estilo eclético entre os anos 18(1 e 18(5

! o Café

e! "or# se encontra no andar térreo daquele 1otel, que $o2e pertence e leva o nome
do grupo internacional 3oscolo

todavia.o parte de um primoroso contraste . no in/cio do séc 66 atra/a a elite cultural da cidade O e7terior do +afé est4 adornado com est4tuas de bronze enquanto o interior impressiona pelo seu pé direito monumental. uma lenda viva que.O +afé. mantém sua 24 lend4ria denomina'.o 5 Café e! "or# 5 sendo um ponto na cidade de passagem obrigat%ria. frescos e candelabros 84 as lin$as modernas das mesas e sof4s s.

l9mpadas ornamentais. que foi sagrado para os artistas do in/cio do século )*. mantém um interior deslumbrante com dourados.!ste lugar. em mistura com mobili4rio contempor9neo . pinturas no teto.

&talia % 'eneza Café (lorian .

o veneziana. no Café (lorian ainda se pode sentir a tradi'.iazza =an >arco. ao tempo que é também ponto de encontro de diversos mundos .rocuratie <uove na .o privilegiada sob as arcadas do .:ocalizado em uma posi'.

especialmente no mais impressionante de todos. transpirando ainda os eflAvios da eleg9ncia do século 18.? @rand Veneza s% pode ser vista em seus pal4cios e museus. o Caff) (lorian em seu esplendor de afrescos e interior espel$ado . mas é em seus cafés $ist%ricos que ela pode ser sentida.

roust.O Café (lorian que foi ponto de encontro de escritores e artistas no passado. . no presente se sobressai como um museu vivo Bs suas mesas. 3Dron e outros escritores de renome . sentavam"se +$arles &icCens.

O requinte de um café servido no (lorian* .

+ustria % 'iena Café Central .

como a maioria dos cafés $ist%ricos de Viena que passou a receber grande parte de turistas que visitam a cidade. continua a ser uma atra'.o local.=ituado num pal4cio $ist%rico. O Café Central . oferecendo mAsica cl4ssica ao vivo durante a tarde .

. e tetos arqueados que acol$eram os intelectuais desde a virada do século 1( .O Café Central possui pilares de m4rmore. grandes -c$andeliers.

pensadores e escritores 1istoricamente. o -Central .affee-aus. consta que foi nele onde TrotsCD teria plane2ado a Eevolu'. com uma frequ#ncia mais eclética.o Eussa .?tualmente. ainda é um lugar que atrai fil%sofos.

/0uia % $raga Café &mperial .C-ecoslo.

o .$raga .continua'.

cinco estrelas.raga protegida pela G<!=+O . datado de 1(1F. que est4 localizado na zona central de .O Café &mperial pertence ao $raga +rt 1eco &mperial Hotel.

enquanto outros sobreviveram e sua antiga gl%ria foi restaurada 5 como o Café &mperial* .raga desapareceram ap%s a =egunda @uerra >undial.>uitos cafés da grande .

?s cadeiras do Café &mperial s.o de mogno bril$ante trabal$ado. com assentos forrados de couro amarelo p4lidoH os gar'ons invariavelmente vestem uma imaculada camisa branca .

e é con$ecido como uma 2%ia da ?rt &eco =eu mosaico de azule2os ornamentados é um dos cen4rios mais incrivelmente belos do mundo para o café da man$.o de pratos c$ecos . c$4 da tarde. e até uma selec'.O Café &mperial segue sendo o maior desses e7emplos..

raga .o $4 muitos lugares.o do comple7o adicionou um novo toque de classe a este lugar. mantendo a aura da anterior e inesquec/vel atmosfera <. artisticamente ental$ado em madeira ?s torneiras no ban$eiro foram fundidas em forma de cisne de asas em posi'.O painel de azule2os situa" se acima de um outro. como o Jmperial em .o de vIo e a bica da torneira coincide com o bico da ave em seu e7terior ? restaura'.

(rance .$aris Café de 2a $ai3 .

Café de 2a $ai3 " situa"se K pra'a da Lpera.aris 5 +$arles @arnier . em 9ngulo com o boulevard des +apucines Moi pro2etado pelo mesmo arquiteto que criou o edif/cio da Lpera de .

no piso térreo de um edif/cio de lu7o 1aussmann.O Café de 2a $ai3 foi constru/do no mais puro estilo de <apole. que agora abriga o 1otel Jnter+ontinental .o JJJ.

Nola e >aupassant . destacam"se. Tc$aiCovsCi. entre outros.!ntre os frequentadores célebres do Café de 2a $ai3 no fim do século 1(. >assenet.

incluiram"se entre os visitantes do Café de 2a $ai3. e o .o futuro rei do Eeino Gnido. =ergei &iag$ilev.rincipe de @ales e ent.Também durante a 3elle Opoque. !dPard VJJ .

$ortugal % $orto Café 4a5estic .

O na segunda maior cidade de .ortugal que se encontra um dos mais belos +afés de todo o mundo. com o nome de Café 4a5estic Jnaugurado em 1()1 com o nome de Q!liteQ. o café esteve desde logo associado a frequ#ncia de pessoas distintas da época .

o tur/stica .O 4a5estic é um dos mais impressionantes de todos os +afés do pa/s e um dos mais atraentes do mundo ? partir de sua fac$ada para o seu interior. o +afé >a2estic continua a ser um belo cen4rio para eventos culturais. tornando"o mais do que apenas uma atra'.

!m seu estilo ?rt <ouveau na simetria curvil/nea das molduras em madeira. nos grandes espel$os intercalados por candeeiros em metal trabal$ado que delimitam as paredes num inteligente 2ogo %ptico de amplitude. conserva todo o seu antigo esplendor e convida a reviver a fascinante 3elle Opoque .

Brasil % 6io de 7aneiro Confeitaria Colombo .

a Confeitaria Colombo mantém até $o2e seu estilo originalR art nouveau de l(l3 =. todos emoldurados em 2acarand4 .Mundada em 18(F. medindo 3 7 6 m e pesando 1 S ton cada um.o F andares com 3 amplos sal0es decorados com 8 espel$os belgas bisotados.

e o mobili4rio de todos os sal0es.=eus balc0es s.o de m4rmore italiano. requintado +inco cristaleiras abrigam lou'as do princ/pio do século e ta'as de cristal bordadas a ouro .

destacam"se o rei ?lberto da 3élgica. . o teto no quarto andar é uma clarab%ia em mosaicos coloridos ban$ando todo o restaurante com luz natural !ntre seus ilustres visitantes. e a rain$a !lizabet$ da Jnglaterra. destacam"se @etAlio Vargas e 8uscelino Tubitsc$eC . :uis >urat. padre =everiano e :ima 3arreto &a roda dos presidentes da EepAblica.l4cido 8Anior.edro Eabelo. em l(68 ?lém de Olavo 3ilac. +arlos >anoel . .atroc/nio. Oscar :opes . em l()*.+ulminando. foram também $abitués da ColomboR 8osé do .

&t/lia % /poles Café Gambrinus .

Mundado em 186*. o Café Gambrinus logo foi recon$ecido por decreto como QMornecedor da +asa EealQ .

uma dedicat%ria ou uma foto .aul =artre. que marcaram suas presen'as através de um poema. e registrada por +aruso em 1(1(H 3enedetto +roceH >atilde =eraoH !duardo =carpettaH TotVH &e Milippo WitXH !rnest 1emingPaD. artistas e celebridades atra/dos por seu belo interior ?o longo de sua $ist%ria. mas porque desde que abriu em meados do século 1( tem recebido a realeza. recebeu personalidades de todos os pa/ses e clientes fiéis comoR @abriele &U?nnunzio.o s% por ser o mais antigo +afé da cidade. Tosti.O Gambrinus é lend4rio n. mais tarde musicada por M. que em uma mesa de café escreveu a poesia QO Vucc$ella-. Oscar YildeH @uD >aupassantH 8ean .

e $o2e ainda se pode admirar seus afrescos.? decora'. como também os frisos florais que anunciavam a ?rt <ouveau .o interna do Gambrinus foi confiada aos mel$ores pintores da escola napolitana.

+rgentina % Buenos +ires % $ar0ue $alermo Café 8ortoni .

s% em 188* foi transladado para seu lugar atual. mas a entrada era pela avenida Eivadavia Moi a partir de 18(8 que teve sua entrada principal pela avenida de >aio .Café 8ortoni " Jnaugurado em 1858.

nomes grandes que a ?rgentina deu ao >undo . mas davam notoriedade K casa .O 8ortoni foi refer#ncia obrigat%ria para ser alguém na +ultura argentina do século 66 8orge :uis 3orges e +arlos @ardel. eram frequentadores ass/duos &izia"se que 3orges e seus compan$eiros eram pobres e gastavam pouco.

ver espet4culos. além de uma not4vel biblioteca.?lfonsina =torni. 8osé Ortega. apreciar pintura. foram algumas das personalidades ligadas K fama do Café 8ortoni 1o2e. 2antar. escutar poesia . 2ogar snooCer. ouvir mAsica. dan'ar. a casa oferece lugar para ler. ?rt$ur Eubinstein. conversar.

&t/lia % 6oma Café Greco .

<uma das ruas de maior lu7o e famosas de Eoma 5 Via dei +ondotti 5 $4 )5* anos se encontra o Caff) Greco. que 24 serviu café para muitas das figuras $ist%ricas da !uropa. em uma atmosfera tradicional e marcante . e continua sendo um refAgio para os intelectuais e os pol/ticos de $o2e.

@oet$e. entre muitos outros . Teats. =tend$al. tornaram"se visitantes regulares do Caff) Greco. madeiras. 3Dron. dourados.=ob uma decora'.o K base de espel$os. 1ans +$ristian ?ndersen. :iszt. m4rmores e mobili4rio de época que distribuem um c$arme Anico para cada uma das pequenas salas que comp0em seu interior. pinturas rom9nticas. Jbsen.

6oma eterna*** .ederci.+rri.

?@AA PPP culturesandart com .ei5i Oza!a Criação.io 4usa de (reitas Guimarães . regida por . &> . compilação e formatação9 1elza 1ias (erreira novo e"mail delzadfer<gmail*com 'ersão para o &ngl=s 9 (la. com os créditos de seus respectivos autores 4:sica9 1ie (ledermaus WQO >orcegoQX " opereta cImica em tr#s atos do compositor alem.&magens9 Todas as imagens trazidas da <et.o 8o$ann =trauss 5 WeditadaX 'ienna $-il-armonic Orc-estra.ão $aulo. pes0uisa.