Cálculo 1

9ª Lista de Exercícios – Função Exponencial
01. Construa os gráficos das seguintes funções:
a)
x
x f 3 ) ( · b)
x
x f
,
_

¸
¸
·
4
1
) (
02. Verifique se a função dada é CRESCENTE ou DECRESCENTE:
a)
x
x f
2
2 ) ( · c)
2
3 ) (
x
x f ·
b)
x
x f

·2 ) ( b)
x
x f
3
4
1
) (

,
_

¸
¸
·
03. Dadas as funções
x
x f 2 ) ( · e x x x g 2 ) (
2
− · ca!cu!e:
a) f"g"#)) c) g"f"#))
b) f"g"$#)) d) g"f"$#))
0. Nu%a cu!tura de bactérias e&iste% inicia!%ente #''' bactérias (resentes e a quantidade a()s t %inutos é:
N"t) * #''' + "#,)
'-t
+
Verifique Se e% #' %inutos a quantidade e bactérias (resentes na cu!tura será su(erior a .+'''+'''+
0!. "E#$%&#$'200!( /%a e%(resa de (ub!icidade esti%a que o n0%ero N de 1isitantes diários a u%a e&(osição
1aria co% o n0%ero & de dias e% que sua (ro(aganda é 1eicu!ada (e!a TV segundo a equação
0,4
2
x
N k · ⋅

onde 2 é u%a constante+ 3s organi4adores 1erificara% que se% nen5u%a (ro(aganda (e!a TV cerca de .''
(essoas 1isita% diaria%ente essa e&(osição+ Se a ag6ncia de (ub!icidade esti1er correta na sua esti%ati1a co% ,
dias de (ro(aganda o n0%ero de 1isitantes diários será de:
7) 8''9
:) ;''9
C) #'''9
D) #.''9
E) #8''+
0). "*EL&$+'200!( 3 cresci%ento de u%a co!<nia de bactérias é descrito (or ( ) 4
t
P t a
λ
· ⋅ onde 0 t ≥ é o te%(o
dado e% 5oras e ( ) P t é a (o(u!ação de bactérias no instante t + Se a()s = 5oras a (o(u!ação inicia! da co!<nia
tri(!icou a()s ; 5oras o n0%ero de bactérias da co!<nia será:
a) 6α b) 8α c) 9α d) 8 4 α − e) 8 α +
0,. "*F-&%.'2003( /%a (essoa de(osita u%a quantia e% din5eiro na caderneta de (ou(ança+ Sabendo$se que o
%ontante na conta a()s t %eses é dado (or
t
C t M
01 , 0
2 . ) ( · onde C é u%a constante (ositi1a o te%(o
%>ni%o (ara du(!icar a quantia de(ositada é:
a) 8 anos e ; %eses+
b) - anos e 8 %eses+
c) ; anos e = %eses+
d) ? anos e @ %eses+
e) #' anos e . %eses+
0/. "*F#C'#C( 3 1a!or de & que satisfa4 a equação 0
3
1
3 .
27
8
9 .
27
1
· − −
x x
a) . b) # c) @ d) ' e) $.
09. "*F$0&$0( Deter%ine ∈ y , x R que satisfaça% o siste%a:
¹
¹
¹
'
¹
·
·

+
81
1
3
32 2
2 y x
y x
+
10. 7 so!ução da equação .-
.& A #
*
( )
x
3 3
é e!e%ento de:
a) B&9 $. C & C$#D
b) B&9 $# C & C 'D
c) B&9 ' C & C#D
d) B&9 # C & C .D
e) B&9 & E .D
11. "F%*&F12%'#$( 7 so!ução da equação ,
.& A #
*
625
1
e% ℜé:
a)
2
3
b)
3
2
c)
3
2
− d)
2
3
− e) #
12. Reso!1a as seguintes equações e&(onenciais:
a)
1 3 1 3
2
− − x x
$
7 3 3
8
− − x x
* '
b) @
& A#
$ @
&
F @
&F#
F @
&F.
*

@'8
c) .,
x
$ #.= + ,
x
* #.,
13. "*30'4F( 3s n0%eros inteiros & e G satisfa4e% a equação .
&F#
F .
&
* @
GF.
A @
G
+ Então & é:
a) A #
b) '
c) #
d) .
e) @
1. "-unesp'#$( Considerando$se o gráfico e a equação a seguir re!acionados H deco%(osição de u%a
substIncia onde J é u%a constante t indica te%(o "e% %inutos) e K"t) indica a quantidade de substIncia "e%
gra%as) no instante t+ Deter%ine os 1a!ores de J e a+
1!. "*F$0&$0'$##11'2009( Considere a 1ibração de u%a corda e!ástica sob a resist6ncia de u%a força de atrito+ 3
decai%ento da energia tota! é descrito (e!a função ( )
at
e E t E

·
0
onde: t é o te%(o %edido e% segundos a
(artir do instante inicia! 0
0
· t 9 0 > a é u%a constante rea!9 e
0
E é a energia inicia! da corda+ Considerando que
e% -segundos a (artir de
0
t a energia da corda cai (e!a %etade o te%(o necessário (ara que a energia seLa
redu4ida a .'M de
0
E é:
a) #8 s
b) #, s
c) #= s
d) #; s
e) #? s
+esp.5 2

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful