You are on page 1of 5

Elementos responsivos de construção (RBES), fontes de energia renováveis (FER) e de armazenamento de energia no interior do edifício são considerados como

uma questão-chave para o desenvolvimento de edifícios de energia zero / emissão. A exploração em escala prédio de RES e as oportunidades oferecidas pelo ambiente pode ser conseguido através da capacidade dos RBES para se adaptar dinamicamente às mudanças das condições ambientais. Entre os vários conceitos , fachadas integradas avançadas ( FIAs ) são, provavelmente, uma das tecnologias mais promissoras , devido ao importante papel que a envolvente do edifício desempenha no controle da energia e fluxos de massa entre o edifício eo ambiente ao ar livre. No âmbito de uma atividade de pesquisa sobre a FIA , um novo módulo de fachada multifuncional (MFM) , chamado ATRIZ (ativa, receptiva e Solar) foi concebido e construído um protótipo para analisar o desempenho energético e as potencialidades de tais componentes do envelope. O trabalho apresentado no documento apresenta as características MFM e ilustra os resultados de uma campanha experimental realizada para a temporada de inverno (aquecimento) O novo 2010 EPBD Reformulação [1] exige que até o final de 2020 ( 2018 para os edifícios públicos ) todas as novas construções deve ser quase nula edifício energia ( nZEB ) . O conceito de zero buildingis energia ainda objeto de discussão e disputa, no entanto, uma interpretação realista da "energia líquida zero" poderia ser: um edifício que ao longo de um ( anual ) Período exige tanta energia quanto ele converte a partir de fontes de energia renováveis ( RES ) . Este cenário futuro coloca grandes desafios sobre onde e como RES pode ser explorada em um edifício. Mais ainda, devido à incompatibilidade existente entre a energia típica convertida a partir de FER e perfis de demanda de construção, o papel de armazenamento de energia em " edifícios de energia ultra- baixo" torna-se essencial ( IEA- ECES anexo 23 [2,3 ] ) . Investigação e pesquisa são, portanto, necessários para encontrar novas soluções tecnológicas para esses problemas. A abordagem tradicional é geralmente baseada em uma estratégia de " duplo " : a introdução de instalações ativas no lado exterior da envolvente do edifício para explorar RES e usando storages térmicas para tamponar a energia coletada . Com esta solução storages térmicas são tipicamente " baiacu " ou tanques localizados em algum lugar dentro do edifício. Embora este método permite a adotar e usar componentes altamente otimizados e fornece sistemas extremamente flexíveis, ele tem algumas desvantagens notáveis. Em primeiro lugar, a parte do envelope de construção que pode ser utilizado para este benefício é bastante limitada (normalmente para além da superfície do telhado), em segundo lugar, que frequentemente se torna difícil obter uma integração satisfatória arquitectónico da tecnologia com a construção de RES. Finalmente, storages internos de energia requerem espaços técnicos dedicados e precisam de conexões de rede (dutos, fios, tubos), tanto com os sistemas de captação (localizado ao ar livre) e com os sistemas de HVAC (localizadas no interior e distribuídas sobre o volume de construção), o que torna difícil a instalação para ser alcançado sem interferir com o projecto de arquitectura. Uma possível solução para superar esses problemas é mover a maioria das funções para explorar as RES das instalações técnicas e integrá-los com as tecnologias de revestimento do edifício, ou seja, a adopção de módulos de fachada multifuncionais (MFM). Desta forma, a "pele" do edifício podem ser usados simultaneamente para "proteger" o ambiente interno (a sua função tradicional e usual), para coletar energia (principalmente solar), para controlar os fluxos de massa e energia e melhorar a adequação do perfil de a produção de energia e demanda de energia (através de buffer de energia). A MFM se enquadra na categoria dos

Além disso . Além disso. Neste quadro uma actividade de investigação foi iniciado para desenvolver um novo conceito de módulo de fachada multifuncional.O módulo tinha que ter a capacidade de armazenar energia. um dos mais sensível elemento de construção mais promissor (RBE) conceitos identificados pelo IEA-ECBCS anexo 44 [4]. equipamentos de iluminação . .A possibilidade de explorar a fachada como um sistema de recuperação de calor superior reaquecer o ar de ventilação . .6] ) apóia a visão de que avançou e componentes envelope de resposta -mento de construção poderia representar uma resposta promissora para o desafio colocado pelos novos regulamentos energéticos. que mostram um comportamento dinâmico e incorporar diferentes tecnologias (unidades de aquecimento / arrefecimento por exemplo descentralizadas . trocadores de calor. [5.O módulo teve de converter energia "no local" (energia térmica e / ou eléctrica).A integração entre a MFM e dispositivos de conversão de energia (FER) e entre os sistemas de MFM e HVAC. O foco foi o desenvolvimento de uma solução inovadora com uma forte integração das várias funções e componentes. por outro . e na conversão de energia a partir de FER . em uma fase de projeto preliminar.As capacidades de armazenamento de energia térmica passivos e ativos. de um lado. o módulo de fachada não requer . conexões com outros elementos e instalações técnicas ) . ágil e Solar (ATRIZ) módulo de fachada ativo foi concebido. Após a fase de conceito. Nas próximas seções as principais características e funções do módulo ATRIZ será exibido e os resultados de uma campanha de medição realizada durante a temporada de inverno (aquecimento) serão apresentados e analisados criticamente. O módulo de fachada atriz foi desenvolvido para superar algumas limitações do presente FIA dia. Estes conceitos inovadores de fachada ( [ 711 ]) são quase peles de construção " auto-suficientes ".A otimização de isolamento térmico e propriedades de inércia térmica. Os critérios de projeto levou em conta tanto os valores estéticos (ou seja.chamados fachadas avançadas integradas (FIA). a atenção foi focada em : . no que respeita ao último item está em causa. Como resultado. . modularidade ) e questões de engenharia . integração arquitectónica . dispositivos de sombreamento . cavidades ventiladas ) que visa reduzir a demanda de energia do edifício. . a responsividade alta / adaptabilidade e uma "atitude independente" (ou seja. um cuidado especial foi gasto para descobrir o que era o melhor equilíbrio entre a superfície opaca e . o. . um protótipo foi construído e instalado em um equipamento de teste de laboratório para analisar experimentalmente o seu desempenho. Especificamente .O módulo teve assegurar a máxima redução possível da procura de energia (redução das cargas de calor através da fachada). liberdade degreeof no projeto fac ¸ ade . armazenamento de energia . ou extremamente limitada. três requisitos principais foram assumidos na base do desenho: . O fato de que alguns dos produtores mais conhecidos de fac ¸ módulos e janelas ade tecnológicas sistemas começaram a desenvolvê sistemas multifuncionais integrados e modulares ( ver por exemplo. dispositivos de fornecimento de energia .

Na verdade . 1 foi concebido e construído. durante a estação de aquecimento . de 0. quando necessário . Uma PCM tem anominal temperatura de transição de 27 ◦ C .50 m) .transparente da fachada. em segundo lugar .13] ) . A pele exterior do OSM é feita de painéis de vidro laminado PV (três módulos fotovoltaicos ASI com uma potência nominal de 87 W cada ).fechado cavidade ar.theair exausto da fachada é introduzido no ambiente interno ) ou uma cortina de ar fachada exterior ( OAC . Estas duas camadas são separadas por uma folha de aquecimento eléctrico que pode ser utilizado para activar . Ele é construído de acoplamento ( de fora para dentro): uma camada de gesso bordo . o PCM . Portanto. médio . ou quando é necessário o arrefecimento . o OSM pode ser operado como : um buffer térmica ( TB . Diferentes vias de fluxo de ar pode ser alcançada . o que . cujas ventilação híbrido é feito por meio de quatro ventiladores axiais . No inverno. a fim de pré-aquecer o ar de ventilação e para funcionar como um recuperador de calor ( quando a radiação solar incidente é suficientemente alto ) . O sub-módulo opaco ( OSM ) é uma cavidade da parede de pouco peso. a pedido . ela permite diminuir os fluxos de calor que entram no ambiente interno e . A descrição detalhada do conceito de módulo e suas características arquitetônicas e de engenharia podem ser encontrados em [ 14-15 ] . o OSMis operado em modo OAC e a ventilação da cavidade de ar arrefece as camadas opacas interiores e exteriores . sem necessidade de qualquer conexão complexo com outras instalações prediais. a atriz MFM protótipo mostrado na figura.opaco. como [12. de acordo com a função desejada e integração preferidos com os sistemas de climatização centralizados . Durante o tempo de verão . Ele é uma unidade pré-fabricada de uma altura do piso (3. enquanto que o outro . aumenta a eficácia dos painéis fotovoltaicos . A fim de otimizar a relação transparente -a. a energia solar convertida pelo painel fotovoltaico pode ser utilizado . tem uma temperatura de transição nominal de 23 ◦ C. O tamanho da cavidade de ar é a seguinte: 600 mm de largura . que fornecem um meio de coletar a energia solar e convertê-la em energia elétrica diretamente no local MFM . ao contrário de fachadas de pele duplas típicas que têm grandes superfícies transparentes . o PV poderia ser usado para alimentar os fãs da caixa de ar ventilada ( quando os moduleis fachada utilizadas como SA ) eo excedente de . arrefecimento e iluminação) . A superfície interna da cavidade de ar é um painel sanduíche . uma análise de sensibilidade foi realizada para procurar a melhor configuração capaz de reduzir a demanda global de energia ( aquecimento. Como resultado.o ar exausto da fachada é descarregada para o ambiente ao ar livre ) . transparente a opaco de cerca de 50 % ( resultados semelhantes foram obtidos em outros estudos . Na verdade. um painel de isolamento a vácuo (VIP . adota um equilíbrio de 1:1 entre as superfícies transparentes e opacas . ou para proporcionar um tampão térmico para aumentar a térmico isolamento e para reduzir as perdas de calor ( se a radiação solar e da temperatura do ar exterior é baixa ) . Tal estudo foi feito em relação à condição do norte da Itália ( a cidade de Turim . que é) clima e forneceu uma ótima relação . 120 mm e profundidade de 3400 mmheight .005 W / mK ? ). condutividade térmica nominal . Outro painel de gesso bordo e uma camada feita de dois materiais de mudança de fase ( PCMs ) com diferentes temperaturas de fusão . o módulo atriz é esperado que funcione tanto como uma fachada do ar de entrada . para alimentar a folha de aquecimento eléctrico e para derreter o PCM . Esta estratégia produz duas vantagens : em primeiro lugar . sem ventilação) . o que está de frente para o ambiente interior . criando assim um armazenamento de calor latente térmica de energia ( LHTES ) . uma fachada de ar de alimentação ( SA .espessura de 25mm . O acoplamento entre o LHTES eo PV permite para decreaseand / ou eliminar o descompasso entre a demanda de energia e RES colheita de uma forma fácil .

Os resultados obtidos mostram um desempenho global significativa da MFM atriz. Fig. Em tais condições. para evitar desconforto brilho. é de about0. contribui para conseguir um isolamento térmico superior da Osmand . aquecimento e refrigeração são necessários em momentos diferentes. Se a análise limita-se o período de funcionamento típico de escritório . Os LHTES também pode ser operado num modo " passivo " . um módulo de fachada nova e avançada ( ATRIZ ) foi mostrado e os conceitos que estão na base do projeto foram apresentados .energia elétrica é utilizada para carregar as LHTES .a condutividade térmica nom. uma sala de aquecimento através da exploração desta energia armazenada. o qual tem um comportamento translúcido . um baixo -e revestido persiana altamente reflexivo ( low-e VB) . Conclusões No campo da Zero Emission Edifícios / Energia novas tecnologias para a envolvente do edifício estão continuamente em desenvolvimento. Isto foi conseguido graças às propriedades adequadas do aerogel . na abertura outerair . 1 ) . Quando a fachada está a funcionar no modo de TB . a idéia por trás do projeto desta unidade vidros foi a obtenção de um componente capaz de proporcionar um bom desempenho de iluminação dia .012 W / mK ) . também pode ser benéfico em meados dos estações e invernos amenos . durante o mesmo dia . Este é .A do módulo de fachada foi construído e seu desempenho investigado por meio de uma análise experimental . mantendo muito elevado isolamento térmico. quando. a uma temperatura quase constante . realizada durante a temporada de inverno (aquecimento) .0. e uma condutividade térmica muito baixa .009 . é feito de dois sistemas de vidrado . no entanto.. A presença de uma camada altamente isolante ( VIP ) entre a cavidade de ar e a camada de PCM pode ter duas vantagens : em um lado. mesmo sem ter em conta a redução das perdas de calor de ventilação atingíveis por meio da cavidade de ar .módulo os princípios principais do projeto eram melhorar o isolamento térmico . uma vez que um caminho é necessário para rejeitar no ambiente exterior a energia térmica tamponada durante o dia . o MFM precisa de ser acoplado com estratégias de ventilação noite adequados . melhora a eficiência do LHTES ( diminuindo a cota da energia armazenada que poderia ser perdido para theair cavidade ) . que abrange cerca de 50 % da fachada . ? aerogel . toda a energia convertida pelo PV é utilizada para a activação e se LHTES potência extra está disponível . que pode ser vendida para a rede pública . por outro lado . capaz de proporcionar uma boa luz difusa .físico .TGU . A principal característica deste módulo multifuncional fachada encontra-se na capacidade de mudar o seu comportamento termo. quando a camada PCM enfrentando interior pode amenizar os ganhos de pico de calor ( tanto os endógenos ou aqueles devido à transmissão da cavidade de ar ventilado ) . Nesta situação. Para este sub. O modo passivo . cuja cavidade exterior é preenchido com aerogel granular ( TGUaero . Este dispositivo de sombreamento pode ser alimentado pelo PV e é usado para controlar os ganhos solares .inal de aerogel cru. depois de enfermarias . a atriz MFM revela ser " . para controlar a radiação solar que entra e para evitar temperaturas de superfície internas excessivamente altas ou baixas. os ganhos livres diurnas excessivas e pode fornecer . para controlar o temperaturas da superfície interna do vidro e para diminuir as perdas de calor durante a parte superior noites. a fim de atender às diferentes necessidades de construção e de enfrentar vários / contrastantes protótipo limite conditions. A parte inferior do TSM é feita de um vidro triplo baixo-e revestido com árgon ( unidade de vidro triplo . o caso durante a temporada de verão. Neste trabalho. tipicamente . O sub-módulo transparente ( TSM ) .O inverno frio do TSM é feita de um vidro triplo . Abriga . os LTHES pode armazenar.

mas na área e em condições reais de trabalho a adaptação do MFM deve acontecer de forma contínua . mesmo sob essas circunstâncias desfavoráveis. . a capacidade de armazenamento de calor não foi capaz de compensar integralmente a perda de calor em caso de baixa / irradiância ausente. um componente muito bom . Na questão de fato essa expectativa não se confirmou . com uma camada de super isolamento entre o PCM eo ambiente ao ar livre . mas sem qualquer possibilidade de adaptação . as perdas de calor não são negligenciáveis e . O isolamento térmico obtido da parte opaca e transparente é excelente ( U valores de cerca de 0. Pelo contrário. a comutação de um modo de funcionamento para o outro tiver sido feito manualmente (de forma a efectuar uma monitorização mais de uma configuração fixa ) . eo PCM localizado diretamente em contato com o quarto. no protótipo . impulsionada por meio de estratégias de controlo adequadas .08 e 0. Devido à relação entre os gradientes térmicos entre o LHTES e o espaço para que entre o LHTES e a cavidade de ar . extremamente flexível e adaptável (apoiando boas expectativas também na medida em que a temporada de verão está em causa) . embora o vidro com o aerogel foi o melhor desempenho. a fim de ser capaz de explorar plenamente as potencialidades do módulo atriz. Esta realização é obtido graças às LHTES acoplados ao PV e ao uso ofhigh realizando componentes . alto custo de aerogel ainda permanece uma questão que precisa ser tratada e limita a adoção desta tecnologia . era para proporcionar excelentes resultados com redução das perdas de calor . O alto grau de dinamicidade do protótipo de fachada makesthis MFM aplicável a diferentes climas e tipologias construtivas . Até agora . ele tem que ser alta iluminado que os ganhos de calor são assim mesmo higherthan perdas de calor para um percentual relevante do tempo. o seu comportamento levantou algumas preocupações em relação à temporada de verão.energia positiva " .6 W/m2K respectivamente). graças aos elevados valores de eficiência pré-aquecimento . É . Além disso. O desempenho dos LHTES juntamente com o sistema de PV foi parcialmente decepcionante. A " activação passiva " das camadas PCM fornece uma inércia térmica satisfatória do OSM . de fato. A unidade de vidro triplo com um baixo -e persiana revelado a behighly desempenho. apenas entre 20 % e 70 % da energia armazenada pode ser explorado ( para 70 % do tempo de esta percentageis inferior a 20 % ) . mantendo o peso do módulo baixo .58 W/m2K . O sub . permitindo alcançar uma surpreendente medida U * valor de 0. Além disso. Finalmente. No entanto. quando a fachada opera no modo de fornecimento de ar . um projeto adequado de um sistema de gestão automatizada precisa ser desenvolvido .módulo opaco é capaz de reduzir as perdas de calor de ventilação . Outras melhorias dos conceitos necessariamente precisa se concentrar no aumento da eficiência dos LHTES . por isso não me parece uma tecnologia adequada para ser implementado em um MFM (a menos que seria adotado configurações diferentes e mais flexíveis ) . Os LHTES juntamente com o PV permite gerenciar em uma melhor forma e ganhos de calor para reduzir o descompasso entre a demanda de energia e disponibilidade de energia solar ( mesmo que theenergy ineficiência do sistema revelou-se pertinente) . A estrutura concebida . na melhor das hipóteses.