You are on page 1of 52

PROJETO INTERDISCIPLINAR DE EXTENSÃO E PESQUISA

Educação de Jovens e Adultos: Para além da Inclusão Digital

1

PROJETO INTERDISCIPLINAR DE EXTENSÃO, PESQUISA E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS
(Carga horária – 60 horas cada semestre)

Trabalho apresentado aos professores das disciplinas: 1ª série: Leitura e Produção de Texto, Estrutura e Organização da Educação brasileira, Educação e Diversidade. 2ª série: Didática e Práticas de Ensino, História da Educação, Psicologia da Aprendizagem. 3ª série: Didática e Práticas de Ensino, História da Educação e Psicologia da Aprendizagem como exigência parcial de avaliação dessas disciplinas neste semestre, sob orientação dos respectivos professores: Rita de Cássia Toffanelli Prates, Angelo Cobra, Walquíria Bontorin de Lima, Karina Gardin Amaral, Deuza Ap. dos Santos Camargo e Marily Fortunato.

2

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS 1ª, 2 ª e 3ª Séries

Integrantes:

Nome Adriana da Silva Costa Nome Andréa Pedreira Nome Francine Favarin Nome Kátia Justino Nome Keli Cristina Barbosa Nome Lucinéia Silvestre Piovesan

RA 4478901363 RA 4252062740 RA 4412913423 RA 3730708928 RA 4415841078 RA 4488918653

3

Escola de Educação de Jovens e Adultos escolhida para desempenho das atividades de Práticas Pedagógicas

Documentação Ficha das atividades realizadas (horizontal) (As cópias das fichas deverão ser encadernadas e os originais deverão ser entregues em separado num saco plástico)

4

SUMÁRIO

APRESENTAÇÃO................................................................................................................................. 6 JUSTIFICATIVA ................................................................................................................................... 7 METODOLOGIA.................................................................................................................................. 7 OBJETIVOS ...................................................................................................................................... 09 NORMAS ......................................................................................................................................... 10 AVALIAÇÃO ..................................................................................................................................... 11 CRONOGRAMA ................................................................................................................................ 13 RELATÓRIOS DOS ENCONTROS ......................................................................................................... 15 ARTIGO CIENTÍFICO ......................................................................................................................... 41 AVALIAÇÃO ..................................................................................................................................... 51 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS......................................................................................................... 52

5

com Parceira – SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE RIO DAS PEDRAS 6 .moriggi@aedu.APRESENTAÇÃO: PROJETO INTERDISCIPLINAR DE EXTENSÃO E PESQUISA Educação de Jovens e Adultos: Para além da Inclusão Digital 1º SEMESTRE de 2013 Mantenedora – FACULDADE ANHANGUERA DE PIRACICABA / CURSO DE PEDAGOGIA: Coordenadora do Curso de Pedagogia: Profª Me Karen Roberta Moriggi Email: Karen.

a fim de explicitar a metodologia.Justificativa: No primeiro semestre de 2013. através de tópicos. critérios de avaliação. tendo em pauta. 2º e 3º semestres. realizarão um único trabalho interdisciplinar. propiciando a oportunidade de relação entre teoria e prática. Este projeto também objetiva desenvolver junto aos alunos o gosto pela pesquisa. bem como de todo projeto pedagógico do Curso. a discrição da proposta. o cronograma para a normatização das etapas/datas relacionadas ao trabalho. Metodologia O projeto Interdisciplinar de extensão e Pesquisa cumprirá um total de 60h que serão cumpridas em três momentos: 1º momento: terá início com encontros entre os professores orientadores de Práticas Pedagógicas e os alunos do curso de pedagogia. e a divisão da carga horária nas atividades. os alunos que cursam o 1º. os objetivos. alunos no EJA da rede pública Municipal de Rio das Pedras. visando o alinhamento das Práticas pedagógicas das disciplinas oferecidas neste semestre. prevendo a composição dos grupos. o Curso de Pedagogia da Faculdade Anhanguera de Piracicaba. as regras para melhor operacionalização do projeto e. A seguir apresentaremos nossa proposta. Educação de Jovens e adultos e Inclusão digital. a carga horária total de cada disciplina 20h. totalizando 60h. a divisão dos alunos nos núcleos do EJA. além de possibilitar desenvolver o projeto inclusão digital com adultos. 30h em sala de aula de EJA com o desenvolvimento das atividades 7 . em seguida prosseguirão a explicação sobre a documentação necessária. a introdução ao tema ética profissional.

2º e 3º semestres Dias da semana em que ocorrerão as atividades: às quintas-feiras 2º e 3º semestres do curso de Pedagogia Disciplinas envolvidas no desenvolvimento do Caderno de práticas pedagógicas: Didática e Práticas de Ensino – Professora Deuza Ap. II. Turmas do EJA envolvidas Ensino Fundamental I – Educação de Jovens e Adultos Turmas do curso de Pedagogia envolvidas: 1º. e 10h para encontros de orientação.Entrega do caderno de práticas Pedagógicas – Relatório Final e fotos. III.na Sala de Informática da EJA com Inclusão digital.Produção de texto sobre Educação de Jovens e adultos e Inclusão digital. dos Santos Camargo História da Educação – Professora Rita de Cássia Toffanelli Prates Psicologia da aprendizagem – Professora Marily Fortunato Estarão envolvidos na: I.Elaboração de Relatório Final contemplando as 2 etapas anteriores.Relatórios diários por adulto. IV. 8 . verificando processo de desenvolvimento e aprendizagem mínimo 10 adultos. Práticas Concomitantemente. 20h para leituras e preparação do artigo científico.

tendo a tecnologia como facilitador de aprendizagem. da observação diária e intervenções adequadas. A pesquisa sobre a Educação de Jovens e adultos e o combate à exclusão digital numa sociedade da informação. poderão aplicar atividades de softwares. Os alunos do curso de Pedagogia. A importância dos processos históricos sociais como alicerce da construção da sociedade da informação e da necessidade da inclusão digital. Os Conceitos relacionados a exclusão/inclusão e exclusão digital/inclusão digital. 9 . nas salas de informática da EJA da prefeitura Municipal de Rio das Pedras. Além de reservar um espaço privilegiado de pesquisa de campo.Apresentação das Etapas. 2º e 3º semestres do curso de Pedagogia a desenvolver uma ampla pesquisa. por meio das oficinas de inclusão digital. através. recursos e métodos para inserir no cotidiano do educador. 4. de desenvolverem estratégias. 3. avaliar os trabalhos desenvolvidos. 2. que os capacite a entender: 1. proporciona aos educandos também condições de estabelecerem a relação teoria e prática. FEV MARÇO ABRIL MAIO JUNHO I etapa X X II etapa X X III etapa X X IV etapa X V etapa VI etapa Entrega do Caderno de Práticas Pedagógicas Interdisciplinar: mês Junho X X X OBJETIVOS DO TRABALHO O propósito deste trabalho interdisciplinar é levar os alunos dos 1º.

o desenvolvimento do trabalho constará de duas etapas: 1ª etapa: Suporte Teórico aos alunos do 1º.  Cada grupo deverá eleger um aluno representante e um suplente que terão o papel de comunicar dúvidas aos professores/orientadores.NORMAS COMPOSIÇÃO DOS GRUPOS A classe será dividida no máximo em 8 (oito) grupos. O número de integrantes dos grupos poderá sofrer variação de acordo com o número de alunos matriculados no semestre. onde o professor deverá conciliar o seu conteúdo programático da disciplina com a orientação do trabalho interdisciplinar. totalizando 60h de atividades e no segundo semestre as disciplinas. 2º e 3º semestres de Pedagogia. 2ª etapa: Prática do projeto com os adultos participantes do EJA. Educação e diversidade.  A orientação dos grupos será em sala de aula. DESCRIÇÃO DO TRABALHO O Trabalho Interdisciplinar foi elaborado de forma que integrasse as Atividades Práticas Pedagógicas. Leitura e produção de Texto e Estrutura e organização da Educação Brasileira terão cada qual 20h de atividades a serem cumpridas de forma interdisciplinar. Didática e Práticas de Ensino. as disciplinas do primeiro semestre do Curso de Pedagogia. com no mínimo 4 e no máximo 6 alunos. No primeiro semestre. Portanto. História da Educação e Psicologia da 10 .

às normas a serem respeitadas no trabalho escrito. seguindo os critérios de avaliação da apresentação final do trabalho e das cópias impressas. um aporte teórico a prática. 11 . proporcionando assim. Poderá fazer parte da banca um convidado externo ou professor da casa que não tenha feito parte do projeto. a qual esta nota será emitida por uma banca de. mínimo 0 e máximo 3 pontos no segundo Bimestre. selecionadas através de um levantamento bibliográfico. Esses conceitos serão previamente observados a partir do registro sobre o conhecimento apresentado pelos alunos. Os professores estarão dando apoio durante todas as fases do trabalho. exclusão. uma verificação dos conceitos aplicados. totalizando 60h de atividades. 03 (três) professores da série. Posteriormente realizaremos leituras e reflexões. à correção textual. assim como ao final do projeto. Tendo como objetivo oferecer subsídios para que os alunos possam entender os conceitos relacionados a inclusão. no mínimo. além de convidados dos próprios alunos.  O grupo de professores definirá qual(is) integrante(s) fará(ão) a apresentação.  A banca de professores será composta por docentes que acompanharam o trabalho durante todo o semestre letivo e estará representando todas as disciplinas do semestre durante as apresentações. PROCESSO DE AVALIAÇÃO  A nota será a mesma para todas as disciplinas envolvidas no projeto.Aprendizagem terão cada qual 20h de atividades a serem cumpridas de forma interdisciplinar. as práticas realizadas. em forma de seminário. bem como na apresentação oral. exclusão digital e inclusão digital.

15 (quinze) minutos para a apresentação do trabalho final. As Práticas pedagógicas estão contempladas no projeto interdisciplinar.  Os grupos terão. Portanto. inicialmente está agendada para o dia 05/06/2013. bem como presentes no dia da apresentação. 12 . A banca de professores definirá (na hora da apresentação) a qual(is) aluno(s) dirigir observações ou perguntas para esclarecer dúvidas referentes ao trabalho. PRAZOS A banca examinadora. Todos os grupos poderão apresentar o trabalho no mesmo dia. todos os componentes do grupo devem estar preparados para a apresentação. passível de alteração pela coordenação do curso. Os limites de tempo da apresentação poderão sofrer alterações de acordo com as necessidades do curso.

ao tema ética de 20-02 20-02 Karina Rita TERMINO PROFESSORES (AS) Educação Jovens e adultos e Inclusão digital 25-02 Karina (4º e 5º sem. 25-02 28-02 26-02 Miris (6º e 7º sem. Palestra sobre educação de jovens e Adultos Ficha de registro de atividades de Práticas. Explicação e assinatura Coordenadora do EJA 05/03 05/03 Vera – ANFITEATRO Para todos os alunos.) 28-02 Luciana (1º sem.) 27-02 Rita – (2º e 3º sem. trabalho prático na escola e a produção do artigo. explicar sobre o 04/03 04/03 Angelo 1º sem.CRONOGRAMA DESENVOLVIMENTO DO PROJETO EM ETAPAS INÍCIO Introdução profissional.) Oficina pedagógica – jogos de alfabetização e matemática para EJA. Karina e Rita (apresentar 06/03 06/03 e encaminhar aos alunos) 06/03 e 13/03 Karina e Rita Formação dos grupos divisão entre as 13 . Deuza 2º e 3º sem.) Entrega do projeto para os alunos.

4/04 quintaInício das oficinas de inclusão digital com adultos feira (nas escolas da EJA) 19h20 às 21h Entrega final do trabalho   1º sem. 13/03 24/04 Karina e Rita (texto) apresentação do formato do artigo.) Rita (2º e 3º sem. 05/06 Apresentação Quarta Feira 1º sem.Rita (Todos os professores da série são convidados) 05/06 Karina (1º sem.escolas Início do trabalho escrito. relatórios e fotos 2º e 3º sem: artigo. Karina 2º e 3º sem.) 06/06 (total de 09 dias) Flávia Garcia 14 . relatórios e fotos) Impresso para qualificação e um arquivo digital.

A apresentação que se deu no anfiteatro da faculdade. O presente documento relata o acompanhamento dos alunos durante a aula. eram alfabetizados. fotos e relatórios dos alunos ANEXO I). “realizada” e “expectativa”. “extremamente”. em contrapartida este grupo surpreendeu-se com alguns relatos descritos pelos próprios alunos.04/04 Neste dia o projeto “Educação de Jovens e Adultos: Para além da Inclusão Digital”. onde muitos demonstravam boa escrita e palavras como “espetacular”. Estes foram recebidos no laboratório de informática pelas alunas do curso de pedagogia. Profª Me. O plano de aula visou mostrar aos alunos as diferentes escolhas de vida e a importância da tecnologia no dia-a-dia. 1ª aula . teve o objetivo de propiciar aos alunos da EJA uma introdução do projeto a ser realizado. (Segue em anexo plano de aula. promovido pela Faculdade Anhanguera de Piracicaba.11/04 Aula Tema: Quem sou? E o que vim fazer aqui? No presente dia compareceram a unidade 16 alunos do curso da EJA. que ministraram a aula.RELATÓRIOS DOS ENCONTROS COM FOTOS E LEGENDA Apresentação do projeto . A noite foi encerradas com a visita dos alunos as dependências da faculdade. foi apresentado pela coordenadora do curso de pedagogia. 15 . da cidade de Rio das Pedras e aos alunos do curso de pedagogia da Anhanguera. Karen Roberta Moriggi. tendo uma moderada dificuldade para interagir com o computador. aos alunos da 3ª séria da EJA do colégio Comércio.

Os alunos começaram a jogar e conforme iam terminando iniciavam outro jogo. vem aqui para aprender”. depois de ensinar uma vez ele concluía os demais. jogo do plural. agora eu posso mexer no do meu filho”. (Segue em anexo plano de aula. estes são falas de alguns dos alunos que disseram sentir-se prejudicados quanto ao andamento das aulas.com. Neste dia o 1º grupo apresentou uma aula voltada para jogos e softwares educacionais. a grande maioria conseguiu realizar a atividade com facilidade. 3º aula . “Gostei muito de digitar no computar”.25/04 Uso das ferramentas básicas da internet com jogos educativos e Word. tendo como base as informações “G ostaríamos de aprender a digitar”.2ª aula . calendário mágico. operação páscoa. 16 . A aula foi finalizada com a leitura “autor desconhecido” e a entrega de lembranças. “Não sou criança para brincar.escolagames. O exercício baseia-se em fazer cruzadinhas de palavras ou de adivinhações. O desenvolvimento dos alunos foi notável quanto ao desempenho nas atividades e o grau de interesse. e o 2º um proposito de alfabetização no Microsoft Word. fotos e trabalhos dos alunos ANEXO II). oferecendo aos alunos um aprendizado interativo.br como: cruzadinha. “Queria aprender a mandar e -mails”. ilha da elfo. Ficou claro a dificuldade de interação e coordenação dos alunos em relação aos jogos e ainda a decepção dos mesmos em relação ao plano de aula. mas dois alunos comentaram que não gostaram dos exercícios. o aluno Salitiel precisou de ajuda para iniciar os jogos. animal inglês. A aluna Natalia solicitou ajuda algumas vezes para trocar de um jogo para o outro. Nessa aula a princípio foram apresentados aos alunos da EJA vários jogos encontrados no site www. “Adorei aprender a usar o computador. Conclui-se que a proposta de centros de interesse é uma ótima opção para se trabalhar em qualquer nível de conhecimento.18/04 Introdução ao Word e jogos educativos.

isto é. Com o auxilio das alunas do curso de pedagogia mostramos quais os caminhos necessários para a abertura dessa conta. as meninas responsáveis por essa aula pediram que minimizassem a janela do Word e os alunos digitasse essa mesma palavra no Google. Em seguida com o auxilio das estudantes de pedagogia.Em seguida foi solicitado para que os alunos fechassem os jogos e abrissem o processador de texto Microsoft Word para escolher e escrever uma palavra qualquer. em que o grupo que ministrava a aula posteriormente os presentearam com esse jogo de E. com a finalidade de treinar digitação em maiúscula e minúscula. Na sequencia da aula foi ensinado aos alunos como montar um e-mail. nessa aula foi apresentado para os alunos da EJA um jogo chinês chamado tangran.03/05 Neste dia vieram apenas nove alunos. o aluno deveria escolher a que mais gostou. com a ajuda das alunas do curso de pedagogia a tarefa foi realizado por todos os alunos da EJA. os alunos da EJA clicou com o botão direito do mouse para copiar e colar essa imagem no documento de Word em que eles haviam digitado a palavra posteriormente.A. 4º aula . em formato de beija. a imagem que achou mais bonita e clicar sobre a imagem para ver em tamanho maior. e que essa 17 .flor e coelho. como a aluna Laide. pois somente assim é possível ter acesso ao e-mail. Por exemplo. Por fim ensinaram como salvar esse documento. ensinando os passos de como abrir a internet e o Google. auxiliando eles a salvarem colocando o nome próprio no documento. projeto esse que nenhum aluno sabia. pediram que digitassem essa mesma palavra no Google Imagem e clicar na tecla Enter. O foco foi como se cria uma conta de e-mail. A aluna Valéria comentou que a o endereço de e-mail e a senha para acessa-lo deveria ser decorada. a palavra escolhida foi “cavalo” apareceram inúmeras imagens desse item.V. mas a grande maioria ainda não tinha. alguns alunos já tinham conta de e-mail. após digitarem. jogo baseia se em sete peças cuja de várias formas é possível formar a mesma figura. Enceraram com a leitura de uma mensagem e a entrega de uma lembrancinha para os alunos. assim feito.

A.A. e aparecem várias figuras entre elas a de um bebê. divisão ou multiplicação. Também foi orientado que às vezes o computador pode sofrer ataque de vírus. Assim que a conta estava formada e devidamente resolvida pelo aluno. o aluno clica na figura que começa com aquela sílaba. pois é o nome deles que fica no endereço do e-mail. ele poderia confirmar o resultado na calculadora que já vem na tela do jogo. que consistia em digitar os números e montar a conta que pode ser de adição. 5º aula . o primeiro grupo apresentou um jogo de sílabas.V. Também trabalharam com jogo de matemática. Nessa aula vieram dez alunos. essa atividade baseia se em aparecer uma sílaba e algumas figuras. eles gostaram bastante. É válido ressaltar que foi perceptível que os alunos da EJA sentiram muitas dificuldades em entrar na conta de e-mail e visualizar suas mensagens. O aluno Antônio comentou com as alunas de pedagogia que o irmão dele sempre fala a esse respeito com ele e que o e-mail do seu irmão já foi clonado. Ao final dessa aula os alunos da EJA ganharam uma tabuada e uma mensagem de presente. por conta de um e-mail infectado. na tabuada.V. subtração. mas no geral gostaram bastante da experiência e é claro que contou com a ajuda das alunas de pedagogia para realizar essa tarefa.senha não deveria ser revelada a ninguém estranho. e dois alunos do grupo da EJA sorteavam um número cada um e assim tinha que resolver a multiplicação e colocar o resultado em E.16/05 Jogos de Sílabas e Produção – Carta. Também trabalharam com o jogo da tabuada. é só clicar nessa figura que o exercício segue adiante. 18 . para que não aconteça de ser usado de maneira indevida por outro usuário. o grupo confeccionou uma tabuada em E. que devemos evitar abrir e-mail de destinatários desconhecidos. exemplo a sílaba é "be".

Por fim os alunos ganharam uma flor com um bombom e um lápis de lembrança. Todos receberam um envelope e foi ensinado como escrever o remetente e o destinatário. em especial a: Mônica Alves dos Santos Natalia de Matos Maria Pureza da Silva Santos Luís Carlos da Silva Edson Iagini Antônio Almeida dos Reis Francisco Junior Matos Esmeraldo Pereira de Souza Emanuel das Neves Ieda Barbosa Bispo Laide Gonçalves 19 .O outro grupo de pedagogia ensinou os alunos como escrever uma carta no processador de texto Microsoft Word. e por fim uma despedida. e iniciar com uma saudação. contando mais uma vez com a presença dos alunos da EJA. a grande maioria era endereçada para um ente da família. Encerramento – 23/05 Aos vinte e três de Maio de dois mil e treze. o aluno Esmeraldo escreveu para seu filho. Os alunos escreveram algumas linhas. em seguida o assunto a ser digitado. fica aqui registrado nossos agradecimentos. e como de costume encerramos tirando fotos. alunos/as da faculdade. mas a aluna Laide escreveu para o programa do Gugu. professores e a coordenadora do curso de pedagogia. ressaltou que a carta deve começar com letra maiúscula e que deveria ter um cabeçalho com o nome da cidade e data. A todos que tornaram possível a realização deste projeto. As alunas que estavam ministrando a aula imprimiram todas as cartas dos alunos para colocarem no envelope e entregarem ao endereçado. foi encerrado o projeto “Educação de Jovens e Adultos: Para além da Inclusão Digital”.

sem noção de leitura. e introdução no Word. fazer reconhecer a importância da tecnologia na vida de cada um. cadeiras lado a lado.Salatiel Silva Santos Luis Souza de Arruda Alda da Silva Professora Maria Aparecida Rodrigues Montaguner ANEXO I Plano de Aula Público Alvo EJA 3ª serie /2013 Perfil da Turma 16 alunos em fase de alfabetização. reconhecimento do teclado. mouse. sala organizada de maneira simples. Objetivo Estimular uma consciência tecnológica nos alunos. 20 . para manter uma interação maior com os professores e auxiliares. Ensinar os primeiros passos no computador. Tema da Aula Quem sou? E o que vim fazer aqui? Justificativa Mostrar ao aluno que para tudo na vida existe uma escolha. Desenvolver e estimular a criatividade.

neles deve conter o interesse. 21 . Proporcionar o contato e o uso dos recursos tecnológicos como aliados ao processo de aprendizagem Conteúdo previsto para aula Apresentação dos dois grupos participantes Apresentação dos alunos EJA Texto Ou isto. Materiais usados Computador. o cumprimento de tarefas. ou aquilo (Cecília Meireles) Introdução a Informática Introdução no Word com o Quem sou? Procedimento de ensino Conversa inicial com os alunos Introdução à Informática Ou isto ou aquilo Cecilia Meireles Quem sou? Recursos de ensino Computador e lousa Avaliação Será feita de forma contínua seguida por relatórios individuas e coletivos sobre o desempenho dos alunos em cada atividade.Estimular a leitura e a escrita. de cada um e o entendimento do conteúdo.

ou se põe o anel e não se calça a luva! Quem sobe nos ares não fica no chão. ou compro o doce e gasto o dinheiro. não sei se estudo. 22 . se saio correndo ou fico tranquilo. quem fica no chão não sobe nos ares.Ou isto ou aquilo Cecília Meireles Ou se tem chuva e não se tem sol ou se tem sol e não se tem chuva! Ou se calça a luva e não se põe o anel. e vivo escolhendo o dia inteiro! Não sei se brinco.. Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo. Mas não consegui entender ainda qual é melhor: se é isto ou aquilo. É uma grande pena que não se possa estar ao mesmo tempo em dois lugares! Ou guardo o dinheiro e não compro o doce..

quem explicou e deu segmento na aula foi à aluna Andréa Pedreira. 2º e 3º semestres que estavam presentes. Janayna e Melcimara. como ligar e desligar o computador. Francine Favarin e Katia Justino. Verônica Cabral. passarmos esse conhecimento e ao mesmo tempo conhecer o mundo de cada um deles. Daiane. mostrando a cada um deles que na vida para tudo que fazemos temos sempre duas opções cabendo a cada um tomar uma decisão mais acertada. fazendo um lúdico. Valéria Cabral. tudo transcorreu bem e conseguimos atingir o que era esperado. que fez uma interação com outros alunos de pedagogia 1º. 23 . grupo 2. nesse segmento foi ensinado às noções básicas de informática. no caso a decisão de estar aprendendo. Nossa proposta era dar uma introdução de informática fazendo uma interação com o texto Ou isto ou aquilo de Cecilia Meireles. e participaram como voluntários para auxiliar os nossos alunos da EJA. teclado mouse e uma introdução no Word e foi pedido que cada aluna digitasse um pouco sobre quem eles eram.Relatório do plano de aula Aula dirigida pelos grupos 1 que é composto pelas alunas Andréa Pedreira. Analice. Foi muito proveitoso.

Aluno Cícero Cicero Claudiano de Sousa O meu o objetivo é aprender mais. Aluna Natalia de Matos Eu quero realizar meu sonho para ter uma vida melhor. Aluno Antônio Antonio Almeida dois reis O estudo é tudo em nossas vidas . Eu gosto muito da minha professora Maria Aparecida. Rua Antônio Dorival Paris Bairro Codespaulo Cidade Rio das Pedras Aluna Alda Comecei a estudar para aprender a ler e escrever e não depender de ninguém. ter mais conhecimento para o meu futuro .Avaliação dos alunos em forma de depoimentos Todos os trabalhos tiveram a ajuda de professores auxiliares. porque é um grande sonho meu. Porque o estudo esta melhorando minha vida.eu estou adorando a estudar novamente e pretendo não parar jamais . 11 DE ABRIL DE 2013 QUE DEUS ABENÇOE OS JOVENS DAQUELA CIDADE MEU OBJETIVO AGORA É APRENDER A LER E ESCREVER EU ESTOU AQUI PORQUE EU SOU CAPAZ 24 . E conto com ajuda de voces Aluno Edson RIO DAS PEDRAS.

Melhora minha qualidade de vida. meu objetivo é ser Independente. Para ser reconhecida no mercado de trabalho. porque não tive a oportunidade infância . na minha Aluno Alex EU ESTOU AQUI HOJE APRENDENDO A DIGITAR NO COMPUTADOR BOLA TATU PATO GABRIEL GABRIEL GABRIEL LER 25 . Estou muito satisfeito com meu aprendizado e quero aprender muito mais.QUE DEUS ME AJUDE CLAUDIANA GERONIMO DOS SANTOS ERICK GERONIMO DOS SANTOS EMERSON GERONIMO DOS SANTOS EDSON TARGINO DOS SANTOS Aluno Francisco NOME: Francisco Junior matos O que tenho em mente é que nunca é tarde para estudar. Para educação dos meus filhos. Eu pretendo completar o segundo grau . Aluna Ieda Ieda Eu quero muito a aprender ler.

pois. Meu nome é Luís Souza de Arruda. divorciado. estudo na 3º série Aluno Manoel Nome: Manoel das Neves Eu gosto de trabalhar no meu trabalho. pretendo estudar para aprender muito mais. 52 anos. 26 . Nunca tive oportunidade para essa realização e almejo alcançar. Para dar uma boa vida para minha família. Meu estudo é muito pouco e preciso estudar para no futuro ganhar mais.KAROL LUIZ CARLOS LUIZ CARLOS KAROL FRANCINE Aluno Luís Luís Souza de Arruda O estudo é importante para minha vida. Moro na cidade de Rio das Pedras. mas. abrira portas e caminho para meu trabalho. Aluna Márcia Marcia Ferreira Lourenco EU TRABALHO NA LAVOURA EU ESTOU ESTUDANDO PARA SUBIR NA VIDA PORQUE MAIS PRA FRENTE QUERO ARRUMAR UM EMPREGO MELHOR EU GOSTANDO MUITO DE ESTAR VINDO AQUI APRENDER MUITA COISA SEMPRE APRENDER MAIS COM VOCEIS EU GOSTEI MUITO DE VOCEIS Aluna Maria Pureza Eu gostaria de aprender ler e escrever.

tenho 46 anos. Minha mãe se chama Carla da Silva. moro na cidade de Rio das Pedras e estou fazendo a terceira serie.faze fecebook pesquisa ver vidio escuta musica ver ais noticia que acontece na minha cidade e muito + 27 . aprender ler e escrever. Aluna Alda Meu nome é Alda. Luis Carlos da Silva. Aluna Mônica Monica Alves dos santos Eu pretendo aprende cada dia + i em busca do meu sonho eu acredito que vou vence . Eu quero aprende envia e recebe email .Maria Pureza Silva Santos Maria Aparecida Rodrigues Alexandre Alves Rodrigues Ademar Andrade Proença 12345678910 Aluno Luís Carlos Melhorar a minha vida aprender mais. conhecer outras novidades.

28 . e os dois grupos de pedagogia que abriram o projeto.Alunos EJA em sua primeira aula de informática em Faculdade Anhanguera de Piracicaba Toda turma da EJA. juntamente com a Coordenadora Karen e a professora Flávia.

29 . Fazer uma pesquisa utilizando a internet. Atividades propostas Completar o alfabeto. Estimular e praticar a digitação. Objetivo Específico Conhecer o teclado. Fazer a leitura de frases e coloca-las em ordem correta.EJA Justificativa Integrar os alunos na Era Digital Obejetivo geral Orientar os alunos a importância da informática nos dias atuais. Leitura e cópia do texto enigmático. Aprender a copiar da internet e colar no Word. Passar frases que estão em maiusculo para minusculo. Completar as palavras com C ou G.ANEXO II PLANO DE AULA Alfabetização e Inclusão Digital Público alvo 3º Ano . Fazer pesquisas usando a internet.

1) COMPLETE O ALFABETO COM AS LETRAS QUE FALTAM: COMPLETANDO O ALFABETO A H M S Y C K F R W 30 .

GOSTO DE TRABALHAR NO COMPUTADOR. ___ABELO A____ORA ES____OLA SA____OLA __OMÉRCIO MALU____O BO___A LA___OA ___ORILA PA___AMENTO ____AFÉ ____ANETA A___ULHA FA___ÃO FO___ÃO BI____ODE AMI___O ___AMISA AS FRASES ABAIXO ESTÃO TODAS EM MAIUSCULO. VOU ME DEDICAR MUITO. ____________________________________________. OBSERVE NO TECLADO QUAL TECLA ESTÁ ATIVADA E PASSE AS FRASES PARA O MINUSCULO. ESTOU FELIZ EM ESTUDAR. ____________________________________________. 31 .USANDO O TECLADO COMPLETE AS PALAVRAS COM C OU G.

_____________________________________________ B).comida A cozinheira faz .está O caco lixeira na . FAZER A LEITURA E DIGITAR AS FRASES EM ORDEM CORRETA.____________________________________________. A). _____________________________________________ 32 . _____________________________________________ D). _____________________________________________ C).EM minha tem casa bule .janela O sapo na pulou.

COPIAR E COLAR NO WORD. Acreditar. SEGUINDO A LEGENDA : O EO GALO O GALO DO É MUITO BONITO. que a toda hora. MESA 3) PROCURAR NA INTERNET UM PEQUENO TEXTO.2) LEIA E DIGITE O TEXTO SUBSTITUINDO OS DESENHOS POR NOMES. 33 . ACREDITE Você precisa ter sonhos para que possa se levantar todas as vezes que cair. PÃO COLOCA O NA . OU UMA RECEITA. JOÃO O BICA O E COME TODO O . MIOLO Finalizar a aula com a leitura da mensagem ACREDITE e entrega de lembrancinhas.

pois se você não atingi-lá com certeza irá conhecer grandes estrelas. Você precisa dizer sempre a você mesmo: .vou conseguir! .acontecerá coisas boas e mudará o rumo de sua vida. Você precisa ter sonhos grandes e pequenos. a luz de sempre ter esperanças. que nunca poderá se apagar.vou chegar no meu sonho! Fazendo isso. acreditar em você e te seguir. Você tem que regar os teus sonhos todos os dias. Os grandes... você estará cultivando a sua luz. ou pode ser uma delas! 34 . Pois ela é a imagem que você pode passar para as outras pessoas.vou superar! ... Mire na Lua. e é através dessa luz que todos vão te admirar. para que cresça. Os pequenos. lhe darão força para suportar o fracasso dos sonhos pequenos. assim como se rega uma planta. são as felicidades mais rapidas.

51 Vitorio Cezarin Rio das Pedras 1) COMPLETE O ALFABETO COM AS LETRAS QUE FALTAM: A BCD E F GH I J K L MNO P Q R S T UVW X YZ 35 . Rua Jorge Tararan.Aula feita pela aluna Laide dia 18/04/2013 Laide Gonçalves Eu pretendo estudar aprender algo novo cada dia tornar uma pessoa melhor. Eu tenho 43 anos moro em Rio das Pedras estado de São Paulo.

O caco esta na lixeira C). Estou feliz em estudar. FAZER A LEITURA E DIGITAR AS FRASES EM ORDEM CORRETA. A cozinheira faz comida 36 .USANDO O TECLADO COMPLETE AS PALAVRAS COM C OU G. O sapo pulou na janela D). Gosto de trabalhar no computador. Em minha tem bule B). GOSTO DE TRABALHAR NO COMPUTADOR.comida A cozinheira faz . CABELO PAGAMENTO AGORA CAFÉ ESCOLA CANETA SACOLA AGULHA COMÉRCIO FACÃO MALUCO FOGÃO BOCA BIGODE LAGOA AMIGO GORILA CAMISA AS FRASES ABAIXO ESTÃO TODAS EM MAIUSCULO. A). OBSERVE NO TECLADO QUAL TECLA ESTÁ ATIVADA E PASSE AS FRASES PARA O MINUSCULO.está O caco lixeira na .janela O sapo na pulou. VOU ME DEDICAR MUITO. ESTOU FELIZ EM ESTUDAR.EM minha tem casa bule . Vou me dedicar muito.

2) LEIA E DIGITE O TEXTO SUBSTITUINDO OS DESENHOS POR NOMES. MESA O BICA O E COME TODO O . SEGUINDO A LEGENDA : O EO O galo e o pão GALO PÃO O DO É MUITO BONITO. O galo bica o pão e come todo o miolo MIOLO 37 . O galo do João é muito bonito JOÃO COLOCA O João coloca o pão na mesa NA .

Fotos das aulas 38 .

39 .Entrega das lembrancinhas e leitura da mensagem.

juntamente com a Coordenadora Karen e a professora Flávia.Toda turma da EJA. e os dois grupos de pedagogia que apresentaram a aula. 40 .

pois educação e conhecimento é direito do cidadão este gerou a oportunidade dos alunos modificarem suas vidas. beneficiando e resgatando valores através da mediação.PRODUÇÃO DE TEXTO SOBRE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS E A INCLUSÃO DIGITAL É possível didática e tecnologia caminharem Juntos? Introdução Este Trabalho foi desenvolvido na faculdade Anhanguera de Piracicaba. através de uma didática tecnológica simples e conseguir ampliar o reconhecimento da capacidade do aluno em conhecer outras atividades. Estimular a leitura e a escrita. Proporcionar o contato e o uso dos recursos tecnológicos como aliados ao processo de aprendizagem. mediando os alunos de forma que eles percebam que a tecnologia já faz parte do cotidiano escolar. Trata-se de um trabalho Interdisciplinar de extensão e pesquisa. com recursos de informatização. uma parceria da Faculdade Anhanguera e a Secretaria de Educação de Rio das Pedras com o objetivo de contribuir na Educação de Jovens e Adultos rumo à inclusão digital. Estimular uma consciência tecnológica nos alunos. Desenvolver e estimular a criatividade. 41 . Este Trabalho visa o resgate da cidadania. Objetivo O objetivo deste projeto é refletir sobre as práticas pedagógicas e a interação e inclusão digital. interação e diálogo buscando na teoria e na prática a metodologia e recursos didáticos através da tecnologia utilizada neste trabalho contribuindo para Educação básica desse país. de maneira simples.

e a 42 .Desenvolvimento Dando o sujeito como um ser que precisa de condições para transformações partindo desse ponto lança-se uma pergunta. Novas tendências. cada vez mais é acelerado o processo de inovação e por isso é importante ter visão futurista e estar atento às mudanças para poder compreendê-las. estejam preparados para utilizar os avanços tecnológicos. adquirir novos conhecimentos e habilidades para atender a essa nova demanda. Temos um mundo globalizado. ao conhecimento e às novas oportunidades impostas pela sociedade. é necessário ter o conhecimento. prejudicando a espontaneidade e criatividade do aluno. Instituições de ensino procuram adequar seu modo de funcionamento para integrar essa tecnologia. Neste aspecto. Nunca se falou tanto sobre inclusão digital quanto agora. em especial o computador.se em uma escola que forme cidadãos capazes de lidar com os avanços tecnológicos. novas tecnologias e novas culturas surgem fazendo com que haja mudanças nas relações interpessoais e profissionais. é possível trabalhar a didática junto à tecnologia? O uso da tecnologia em sala de aula é temido por muitos educadores. Também há muito não se fala da educação como fator determinante de mudanças como nos últimos anos. Não parece ser mais concebível viver com meios de comunicação convencionais. refletindo no comportamento da sociedade. A inclusão digital é necessária à medida que possibilita o acesso à informação. As transformações a que acontecem nos dias atuais com o avanço das tecnologias e de informações levam a repensar as praticas pedagógicas. por acharem que provocará a indisciplina. aceitá-las e socializá-las. pensa. tais educadores talvez não dominem a tecnologia e lança mão desse argumento. onde várias culturas se aglutinam. Dos cidadãos espera-se que. Já não basta ter um diploma. cada vez mais. O homem contemporâneo precisa. No mundo atual.

Trata-se de aplicar uma pedagogia diferenciada. descontraída e inovadora. Em síntese. ela deve ser interessante. o computador. essas repercussões e a natureza da tecnologia que as suportam expandem a complexidade do dialogo da sala de aula. Para que não continuem alunos em séries (anos) avançados com dificuldade em ler e escrever e com isso não adquirindo nenhum conhecimento de sua série atual. possibilitando quer o acesso e a manipulação de fontes exteriores de informação. A partir dessa afirmação podemos considerar. a importância da tecnologia para a educação. facilitando a inserção em um trabalho melhor. contribuir para capacitar educadores. As repercussões em relação à didática prendem-se com as possibilidades de se criarem metodologias singulares e variadas adaptadas ao perfil de cada aluno e aos contextos de aprendizagem. o governo já está com um "olhar" mais atento a esta questão que irá. o que em termos práticos significa aprendizagem colaborativa e expansão da capacidade de dialogo interpessoal. pois didática e tecnologia andam juntas. principalmente aqueles das séries (anos) iniciais da alfabetização. mas a compreensão de todos os processos que a educação tem passado e através disso percebe-se o porquê de tantas injustiças e deformações. como também a comunicação a distancia.tecnologia. 43 . Dessa forma foi implementado o projeto EJA (Educação de Jovens e Adultos: Para além da Inclusão Digital. em especial. conhecer os rumos que a educação está proporcionando não apenas o conhecimento. quando bem utilizado. lançando o seu olhar no futuro criando assim uma didática diferenciada sem medo do novo. pode ser instrumento para mediação entre a informação e o conhecimento. Compreende-se que a educação diferenciada só será possível se houver uma mudança entre os educadores. Podemos também esperar melhores condições para nossos jovens e adultos que terão profissionais e recursos modernizados que facilitará o seu aprendizado. a alfabetização não precisa ser um método rigoroso e ultrapassado. Sendo assim. onde viu-se na prática tudo que foi relatado aqui.

na medida em que favorecem determinados processos de exploração do saber e da aprendizagem interagindo na forma de como se aprende e com uma estrutura de organização. Essas novas tecnologias não são apenas meros instrumentos para se comunicar este ou aquele conteúdo. Eles demonstraram que apesar de terem uma idade avançada. Considerações finais Devido ao resultado positivo demonstrado durante o processo de aprendizagem dos alunos ficou claro. trata-se de um trabalho bem diferenciado. Nos dias de hoje a tecnologia não para de penetrar em nossas vidas. o quanto é importante à inclusão da era digital na educação independente da idade ou etapa de alfabetização que o aluno está. colocando-nos a viver um mundo novo.Resultado e discursão De acordo com o exposto. completamente diferente das reações dos alunos de uma sala de aula regular de ensino fundamental. Ministrou-se uma aula de resultado satisfatório. 44 . mas que. onde foi despertado um desejo maior em mediar às dificuldades dos alunos. não impediu a motivação para com a inclusão digital.

e contou também com a participação muito especial dos alunos do da EJA do colégio Comércio de Rio das Pedras e sua professora Maria Aparecida Rodrigues Montaguner. A internet vem amplificando e facilitando a vida dos professores e alunos. hoje se faz extremamente necessário à dominância de ferramentas como computadores. desde uma troca de mensagens pelo celular. gráficos. que são usados para diversos fins. pois serve como fonte de transmissão de conhecimento reciproco. além de todos os parceiros que direta ou indiretamente colaboraram com a realização do trabalho e dos alunos do 1º. 2º e 3º semestres de pedagogia que acompanharam os alunos. desenhos.RELATÓRIO FINAL Educação de Jovens e Adultos: Para além da inclusão digital RESUMO Este trabalho é um estudo sobre a EJA e a inclusão digital. projeto este desenvolvido pela faculdade Anhanguera de Piracicaba. e é de muita utilidade. ate trabalhos mais elaborados que necessitam de planilhas. Os professores tem como dever adequar-se e agregar o uso destas ferramentas aos alunos. tablets e ate mesmo celulares. Karen Roberta Moriggi. complementando assim. O objetivo deste trabalho é a inclusão digital. afinal devido à globalização mundial. sob orientação da coordenadora do curso de pedagogia: Professora Me. ajudando-os e auxiliando-os em pesquisas. acesso a internet e todo uso do computador de forma a melhorar suas habilidades no uso dessa ferramenta tão importante. agilizando e facilitando o acesso às informações. tanto seu desempenho 45 . notebooks. para que tudo isso se torne possível é necessário levar este conhecimento a todos. enfim. pois disponibiliza ferramentas de acesso rápido e de uso simples. ministraram aulas inclusivas e mediaram o conhecimento. mas antes.

com o objetivo de restaurar à educação negada aos jovens e adultos. DE 13 DE JULHO DE 1990. em condições de liberdade e de dignidade”. 46 . Assim este projeto consistiu em.069. moral. Como um meio de assegurar à todos este direito. e uma qualificação para uma educação permanente. assegurando-se-lhes. GLOBALIZAÇÃO. todas as oportunidades e facilidades. o uso adequado deste equipamento e´. dispõe o seguinte: “A criança e o adolescente gozam de todos os direitos fundamentais inerentes à pessoa humana.pessoal. CAPACIDADES. como utilizar estas ferramentas para os devidos fins e acima de tudo. CONHECIMENTO. lhes oferecendo oportunidades iguais para permanência e entrada no mercado de trabalho. onde o ECA torna obrigatório menores de idade frequentar a escola. quanto profissional. espiritual e social. nada menos do que apresentar aos alunos da EJA o que é a inclusão digital. MEDIAÇÂO. LEI Nº 8. Segundo costa na Constituição Federal todos tem o direito á educação. uma vez que em uma era de globalização. o Governo Federal criou o EJA (Educação de Jovens e Adultos). sem prejuízo da proteção integral de que trata esta Lei. a fim de lhes facultar o desenvolvimento físico. incluílos a era digital. PALAVRAS CHAVES EJA. indispensável. por lei ou por outros meios. sem dúvida. INCLUSÂO DIGITAL. mental. DESENVOLVIMENTO O Artigo 3º do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Sendo a maior parte dos alunos do EJA maiores de 18 anos. da justiça. e assim como as escolas vem se adaptando.” Bases Legais das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos (Declaração de Hamburgo sobre a EJA) A inclusão digital é considerada a democratização da tecnologia. da democracia. como em sua vida pessoal (tornando-se uma pessoa atualizada) e em sua vida profissional (adquirindo uma maior qualificação para ingressar ou permanecer no mercado de trabalho). e assim possam produzir e disseminar conhecimento. alguns ainda desconhecem este “novo mundo”. muito provável que fora das salas de aula. etc). retro-projetor. para que o aluno utilize e facilite seus estudos. da igualdade entre os sexos. 47 . Além do mais. ate podendo servir como base de conhecimento para auxiliar sua formação profissional. divertida. fazendo com que se torne ainda mais importante a implantação da inclusão digital. captando maior atenção e envolvimento do aluno á aula. além de um requisito fundamental para a construção de um mundo onde a violência cede lugar ao diálogo e à cultura de paz baseada na justiça. interessante. e também ficar mais a vontade no dia-a-dia. fazendo com que tenham acesso às informações disponíveis na internet. paint. é importante trazer a inclusão digital para este ensino. internet. como os alunos. como para os estudantes (Acessa Escola). fazendo com que a aula fique mais dinâmica. ferramentas do Google. tornandose essa agregação. facilitando tanto sua vida escolar (em pesquisas. é um poderoso argumento em favor do desenvolvimento ecológico sustentável. tenham acesso e conhecimento sobre o mundo tecnológico. etc. ferramentas da Microsoft. Diante destes pontos a inclusão digital na sala de aula auxilia tanto professores. do desenvolvimento socioeconômico e científico.“A educação de adultos torna-se mais que um direito: é a chave para o século XXI. power point. através de softwares educacionais. é tanto conseqüência do exercício da cidadania como condição para uma plena participação na sociedade. E qual a relação entre estes dois temas? Como o mundo tem se adaptado às tecnologias. O governo vem implantando projetos tanto para a população (como o Acessa Brasil).

Flávia Garcia e Karen Moriggi. o da tecnologia. Desse modo caminhamos com base neste homem que conseguiu enchergar o homem muito além do que era julgado ele viu em cada um deles cidadãos. para Paulo Freire "tem caráter permanente. Existem graus de educação. Sendo assim esse projeto foi baseado dentro desses preceitos. 48 . Marily Fortunato. à superação de desafios da educação de jovens e adultos e também em relatorios diários que acompanharam toda a jornada do projeto pautada em uma metodologia diferenciada e orientada pelos professores: Rita Prates. Deuza Camargo.FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA A Educação de Jovens e Adultos (EJA) é o segmento de ensino da rede escolar pública brasileira que recebe os jovens e adultos que não completaram os anos da Educação Básica em idade apropriada e querem voltar a estudar. O segmento é regulamentado pelo artigo 37 da lei n° 9394 de 20 de Dezembro de 1996 (LDB). mas estes não são absolutos" (FREIRE. Para as orientações neste projeto. o segmento da EJA passou a incluir também as classes de alfabetização inicial. Sempre com base no grande professor Paulo Freire um dos homens que entrou para a história na questão da Educação para jovens e adultos (EJA). afirmava.28). A educação. p. No início dos anos 90. Não há seres educados. fez com que cada homem pudesse sentir que eram capazes de fazer a diferença num país conturbado e confuso em relação ao social. Estamos todos nos educando. 1992. É um dos segmentos da Educação Básica que recebem repasse de verbas do Fundeb. que o homem está em constante mudança e pode adaptar-se ao novo mundo. estamos nos ancorando nas abordagens teóricas sobre leitura e escrita de escritores que permitiram uma didática voltada no sentido de contribuir para a busca necessária. aptos e dispostos a aprender e derrubar as barreiras socias.

Se vive agora um importante momento de desenvolvimento no que diz respeito. Mesmo assim.RELATO DE EXPERIÊNCIA O presente relatório vivenciado na Faculdade Anhanguera de Piracicaba. Foi um oportunidade única onde percebeu-se o quanto é importante. não só em relação ao computador. tem como único objetivo. mais também em relação a escrita. proporcionar uma interação que vai além da relação professor aluno. que por algum motivo precisou deixar de adquirir conhecimento e cultura para lutar pelo seu sustento e de sua família. Mesmo sendo adultos. pois encontraram uma enorme dificuldade. O que mais chama a atenção. em um ambiente diferente de sua escola e com pessoas desconhecidas. É notável a satisfação deles e a gratidão em poder estar participando de uma atividade extraclasse. a educação e aprendizagem. 49 . fizeram com que nos sentíssemos pessoas muito especiais. independente da idade. Apesar dos alunos conseguirem manusear bem o computador. trazendo uma metodologia diferenciada e objetiva em relação a inclusão digital. a todo o momento eles nos agradeciam e nos demonstravam um carinho enorme. poder passar conhecimento e ao mesmo tempo receber o carinho dos educandos. diferente tratamento por outros educandos em menor idade. totalmente dispostos a receber o aprendizado. eles estavam maravilhados diante dos computadores. o interesse dos alunos em relação a era digital. em uma cidade diferente. mas com certeza que ao final dessa experiência todos aprenderam um pouco mais um com o outro nessa troca de experiências. prestaram atenção em cada orientação. é o carinho com que eles trataram a todos. Pôde-se perceber também que muitos deles não estão alfabetizados. mas isso não os impediu de participar da aula. Se pode sentir o valor que um professor tem para um aluno. se notou que alguns tiveram dificuldades. Foi uma experiência incrível.

pois alguns pararam no meio do caminho outros nem chegaram a percorrer este caminho. já adultos. é de muita importância. serve de qualificação para o mercado de trabalho e auxilia a vida no dia-a-dia. principalmente para aqueles que tiveram poucas oportunidades e os muitos que virão no decorrer de nossa carreira pedagógica. CONCLUSÃO Um dos aprendizados que esse projeto nos proporcionou foi a de que esses adultos em processo de alfabetização querem falar muitas coisas e sabem realmente daquilo de que mais necessitam para que aprendam não apenas ler e escrever. veem uma oportunidade de se encontrar. que esta foi a melhor prova de que qualquer um pode ser agente de transformação. o saber que estava sendo aplicado através da tecnologia da informatização que esta cada vez mais presente em nosso cotidiano familiar.Hoje. o relato dos futuros professores tiveram a experiência de fazer parte desta caminhada e desenvolver um pouco do conhecimento que foi adquirido com estes alunos. onde todos os alunos/professores puderam se reconhecer como formador educacional. pois além de facilitar em pesquisas e aprimorar os conhecimentos. Este grupo da EJA foi uma experiência maravilhosa e inesquecível que nos agregou muito conhecimento. talvez até mais do que se conseguiu passar a eles. Portanto implantar a inclusão digital à Educação de Jovens e Adultos. fica claro para todo o grupo. já que atualmente encontramos a tecnologia em tudo. ou reencontrar com o saber. E fica aqui registrado. Através deste projeto. 50 . Concluiu-se que só existe um caminho que conduz a eficácia do uso de práticas sociais de leitura e escrita: a criação e implantação de políticas públicas e programas que possibilitem o aprimoramento das práticas pedagógicas dos profissionais que trabalham na modalidade de Educação de Jovens e Adultos. profissional e social.

Avaliação do Projeto de Práticas pelos Professores Orientadores Profa / Disciplina Avaliação Profa ( ) Suficiente ( ) Insuficiente Observações: Assinatura do Professor: Profa ( ) Suficiente ( ) Insuficiente Observações: Assinatura do Professor: 51 .

José Manuel. 1998. Maria Umbelina Caiafa – AMARAL. LDB fácil: crítico-comprrensiva. PetrópolisRJ: Vozes. 3º. DE 13 DE JULHO DE 1990.br/onu12-3.planalto.htm – Acesso em: 25/05/13 Art. Artigo a artigo. Novas Tecnologias e Mediação Pedagógica Editora Papirus. – BEHRENS.Acesso em: 25/05/13 Declaração de Hamburgo sobre Educação de Adultos/ V Conferência Internacional sobre Educação de Adultos. ed. Moaci Alves.nepp-dh.MASETTO. Paulo.069. SALGADO. LEI Nº 8.1997 Site: http://www.ufrj.Brasilia 2008 Site: http://www. 52 . Marilda Aparecida. Marcos T.Referências Bibliográficas para produção do projeto CARNEIRO. MORAN. Ensinando e Aprendendo com as TIC . FREIRE.Pedagogia da esperança: um reencontro com a pedagogia da autonomia.gov. Hamburgo.html . 18º campinas 2010. 1992. Rio de Janeiro: Paz e Terra.br/ccivil_03/leis/l8069.