DVA FLORA Licenciamento

DVA – flora Declaração de Viabilidade Ambiental

APRESENTAÇÃO
O DVA - flora é um documento único de licenciamento para as diversas atividades relacionadas ao uso e exploração da flora. Em decorrência de sua ampla abrangência quanto aos tipos de licenciamentos, o preenchimento dos itens nele relacionados estão condicionados ao tipo de licença a ser requerida.

DOCUMENTAÇÃO
1. Requerimento (modelo fornecido pela AGÊNCIA AMBIENTAL); 2. DAR (Documento de Arrecadação); 3. Cópia da escritura da propriedade acompanhada de Certidão de breve relato emitida há no máximo 90 dias. No caso de averbação de reserva legal pode ser apresentada a escritura de compra e venda lavrada em cartório; 4. Procuração, quando for o caso de representante, com cópias dos documentos (RG e CPF) do procurador; 5. Declaração de Viabilidade Ambiental (DVA - flora);

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO
Ao realizar o preenchimento dos campos, deve-se atentar para informações pontuais constantes em alguns itens e sub-itens, as quais sugerem obrigatoriedade ou não do preenchimento dos mesmos. A seguir encontram-se relacionados os tipos de licenciamentos e os itens do DVA a serem preenchidos: ATIVIDADE Averbação de reserva legal Desmatamento Limpeza de pastagem Corte e comercialização de palmitos Reflorestamentos ITENS A SEREM PREENCHIDOS I.1.1, I.1.2, I.2, VI.1 até o VI.3.2, VI.7, VI.8, VII, VIII, IX, X ANEXOS I, II e III. I.1.1, I.1.2, I.1.3, I.2, II, VI, VII, VIII, IX e X I.1.1, I.1.2, I.2, VI, VII, VIII IX e X. I.1.1, I.1.2, I.2, V, VI, VII, VIII e IX. I.1.1, I.1.2, I.2, IV, VI.1 até o VI.3.2, VI.8, VII, VIII, IX e X.

Levantamento circunstanciado para I.1.1, I.1.2, I.2, III, VI.1 até o VI.3.2, VI.8, VII, lançamento de crédito com finalidade VIII IX e X de comprovação de reposição florestal Os ANEXOS I, II e III deverão ser apresentados em duas vias, nas seguintes condições: ANEXO I – Quando houver comprovação de propriedade (escritura); ANEXO II – Quando houver somente a documentação de posse da propriedade;
1

ANEXO III – Quando houver necessidade de recomposição da flora da reserva legal; I - INFORMAÇÕES GERAIS I.1 - Qualificação do requerente/elaborador/executor: I.1.1 - Requerente: • Nome • Endereço completo • CPF/CGC • Endereço eletrônico • Telefone para contato I.1.2 - Elaborador (Responsável Técnico): • Nome • Endereço completo • CPF/CGC • Responsável técnico • Número de registro no CREA ou número do “visto” na região • Endereço eletrônico • Telefone para contato I.1.3 - Executor (Responsável Técnico) (para áreas superiores a 10 ha): • • • • • • Nome Endereço completo CPF/CGC Número de registro no CREA ou número do “visto” na região Telefone para contato Endereço eletrônico

I.2 - Identificação da Propriedade: • Denominação • Documento de Titularidade • Número da Matrícula e Registro • Cartório • Atividade econômica principal II - DO PROJETO (não aplicável para áreas de exploração inferiores a 10 hectares) O Projeto Técnico de Desmatamento versará sobre a alteração do uso do solo e suas finalidades, e deverá conter: a) Objetivos e justificativas da exploração - Descrever sobre os objetivos da exploração, justificando-a sócio e economicamente, com referência à localização de indústria florestal e agrícola, geração de empregos diretos e indiretos, etc: b) Diagnóstico ambiental da propriedade - Descrever sucintamente as características da propriedade, registrando entre outros, os seguintes elementos: b1) Meio Físico • Clima
2

• • • •

Topografia Solos Cursos d’água Microbacia hidrográfica

b2) Meio Biótico • Espécies vegetais e animais de maior ocorrência • Áreas de Preservação Permanente b3) Meio socioeconômico: Caracterizar a área no seu aspecto socioeconômico, ressaltando os benefícios gerais gerados pela atividade. c) Técnicas de Conservação do Solo e dos Recursos Hídricos; • Diagnóstico dos solos na propriedade e sua situação atual; • Planejamento da implantação das técnicas de conservação; • Impactos ambientais previstos; • Medidas mitigadoras a serem implantadas; • Monitoramento (para áreas iguais ou superiores a 100 ha); d) Conservação de Remanescentes Florestais e de espécies protegidas por lei; e) Medidas de proteção contra incêndios florestais; f) Medidas de preservação da fauna silvestre; g) Cronograma de execução do desmatamento - Planejar estrategicamente a operacionalização periódica do desmatamento de acordo com a necessidade do requerente, descrevendo sobre as etapas de desmatamento da vegetação; aproveitamento e seleção de madeira de uso nobre e energético; encoivaramento e queima controlada; destocamento e desenraizamento (quando for o caso); e dimensionamento da equipe. h) Estimativa de produção, incluindo produtos, subprodutos e resíduos florestais (por hectare) – descrever a técnica de avaliação e estimativa de produção utilizada na vistoria; Para áreas iguais ou superiores a 200ha apresentar: h1) - Inventário florestal quantitativo • Método de medição; • Resultados alcançados; • Erros de amostragem; • Operacionalização. h2) - Inventário florestal qualitativo: • Identificação dendrológica; • Amostragem na área de reserva legal; • Resultados alcançados; i) Dos fins colimados para os produtos e subprodutos do desmatamento e potenciais consumidores - Citar os potenciais consumidores para os produtos e subprodutos do desmatamento, com justificativa socioeconômica, considerando que a todo produto e subproduto florestal cortado, colhido ou extraído deve ser dado aproveitamento socioeconômico, inclusive aos resíduos, salvo nos casos em que seja conveniente a permanência do resíduo para enriquecimento do solo ou melhoria das condições ecológicas da área explorada (Lei 12.596/95 art. 8º parágrafo único); j) Plano de conservação da reserva legal e das áreas de preservação permanente
3

Descrever sobre as ações desenvolvidas pelo proprietário visando a preservação da flora e fauna das referidas áreas • j1) Vegetação: descrição da tipologia vegetal relacionando as espécies arbóreas ocorrentes, indicando as de valor alimentício, ornamental, farmacêutico, etc. • j2) Fauna: considerações quanto à sua importância com relação a mamíferos, aves, insetos e répteis, destacando as espécies indicadoras da qualidade ambiental, as raras e ameaçadas de extinção. Os dados da fauna da região poderão ser provenientes de dados secundários e posteriormente conferidos “in loco” pelo elaborador. III - DO LEVANTAMENTO CIRCUNSTANCIADO III. 1 - Objetivos do Levantamento Circunstanciado - Apresentar os objetivos do levantamento circunstanciado III. 2 - Informações para lançamento de crédito de reposição florestal:
NOME: ENDEREÇO: CPF / CNPJ: N. º DO REGISTRO NA AGÊNCIA AMBIENTAL:

III. 3 - ASPECTOS TÉCNICOS (informações por gleba) Área plantada Espécie utilizada Espaçamento Número de árvores plantadas/ha Data do plantio Estimativa de produção (apresentar inventário florestal para Plano de Corte); Descrição da situação em que se encontram as áreas plantadas e as medidas de manutenção do plantio; IV - DO PROJETO TÉCNICO DE REFLORESTAMENTO IV. 1 - Objetivos do Reflorestamento - Apresentar os objetivos do reflorestamento IV. 1.1 ASPECTOS TÉCNICOS (informações por gleba) Área a ser plantada Data do plantio (previsão) Espécie utilizada Espaçamento Número de árvores/ha Número de perdas (previsão)
4

Procedência das mudas Método de plantio Adubação utilizada Replantio Coroamento Combate a plantas invasoras Podas e desbastes Combate a formigas e cupins Aceiros e cercas Estimativa de produção (apresentar inventário florestal para Plano de Corte); Descrição da situação em que se encontram as áreas plantadas e as medidas de manutenção do plantio; Informar sobre a existência de APA´s, Parques Nacionais, Estaduais, Municipais, RPPN´s nas proximidades da área requerida. Referências bibliográficas IV. 1.2 CRONOGRAMA FÍSICO E FINANCEIRO Apresentar o cronograma físico e financeiro de implantação e manutenção do projeto

V – DA EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE PALMITOS Objetivos do Levantamento Circunstanciado - Descrever sucintamente a finalidade do Levantamento Circunstanciado em consonância com o Cronograma de Corte; Apresentar contrato de arrendamento (se for o caso); V.1.1 ASPECTOS TÉCNICOS DO PLANTIO (informações por gleba) Área a ser plantada Data do plantio (previsão) Espécie utilizada Espaçamento Número de árvores/ha Número de perdas (previsão) Procedência das sementes e mudas Grau de melhoramento genético do material Método de plantio Adubação utilizada Replantio Coroamento Combate a plantas invasoras Podas e desbastes
5

Controle fitossanitário utilizado (produtos, freqüência, etc.) Aceiros e cercas Operações de manutenção do plantio Cronograma do plano de corte (para 3 anos) Informar sobre a existência de APA´s, Parques Nacionais, Estaduais, Municipais, RPPN´s nas proximidades da área requerida.

VI - DO LAUDO DE VISTORIA TÉCNICA VI. 1 – USO DO SOLO ATUAL NO IMÓVEL Área Total da propriedade (ha): Relação de áreas (ha) 1 - Campo Cerrado 2 - Cerrado Aberto Baixo 3 - Cerrado Aberto Alto 4 – Cerradão Relação dos 5 - Floresta de Transição tipos de uso 6 - Floresta Estacional e Decidual fitofisionomi 7- Floresta Estacional Semias Decidual 8 – Capoeira 9 – Reflorestamento 10 – Vereda 11 – Agricultura 12 – Pastagem Área de cobertura florestal total Área Requerida Área de Cobertura Vegetal Remanescente* Área de Preservação Permanente
*Considerar a área de cobertura florestal total subtraindo-se a área requerida (para desmatamento). *Capoeira não deverá ser somada a área de cobertura florestal total.

VI. 2 – SITUAÇÃO DA RESERVA LEGAL Matrícula VI. 2.1 – EXISTENTE E : AVERBADA Livro: Tipologia vegetal existente na área da reserva e condição em que se encontra (por gleba) Relevo predominante (por gleba)

Folha: Data: ____/____/____.

6

Informar a existência de cursos d’água e reservatórios, naturais e artificiais (por gleba) Declividade média (por gleba) VI. 2.2 – EXISTENTE E NÃO AVERBADA (informações por gleba) Tipologia vegetal existente na área da reserva Informar a existência de cursos d’água e reservatórios, naturais e artificiais. Relevo Declividade média Outras informações VI. 2.3 –A SER REGENERADA NATURALMENTE (informações por gleba) Informar as condições de isolamento da área, assim como a vegetação existente predominante, número médio de árvores porta-sementes, etc: Informar a existência de cursos d’água e reservatórios, naturais e artificiais. Área: Relevo: Declividade média Outras informações VI. 2.4 –A SER RECOMPOSTA ARTIFICIALMENTE (necessário apresentar projeto) Informar as condições de isolamento da área, assim como a vegetação existente predominante, número médio de árvores porta-sementes, etc.: Informar a tipologia vegetal existente nas proximidades da área a ser reservada: Responsável Técnico pela A.R.T. elaboração do projeto N. º: Responsável Técnico pela A.R.T. execução do projeto N. º: VI. 3 – SITUAÇÃO DA(S) ÁREA(S) DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE VI. 3.1 – SOBRE OS CURSOS D’ÁGUA E RESERVATÓRIOS EXISTENTES Relacionar as áreas de Informar a largura dos Informar a largura da faixa preservação permanente cursos d’água e a área dos marginal de cobertura vegetal existentes na propriedade reservatórios existentes

7

VI. 3.2 – SOBRE AS ALTERAÇÕES DO MEIO FÍSICO NAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE Informar a existência de alterações no meio físico, tais como erosões, assoreamentos, etc. Erosão Assoreamento Outras alterações VI. 4 - DA LICENÇA PARA EXPLORAÇÃO DA FLORA VI. 4.1 – TIPO DE EXPLORAÇÃO Nativa Plantad a 1 – Corte raso com destoca 2 – Corte raso sem destoca 3 – Destoca Uso de máquinas ( ) sim ( ) não Nativa 4 – Corte seletivo em manejo 5 – Corte seletivo/outros 6 – Limpeza de pasto Uso de Fogo ( ) sim ( ) não Plantada

VI. 4.2 – RELAÇÃO DE ÁREAS (em hectares)
FINALIDADE DA EXPLORAÇÃO

SustentadaExploração

Reflorestamento

Regeneração

Loteamento

Agricultura

Pecuária

COBERTURA VEGETAL

1 - Campo Cerrado 2 - Cerrado Aberto Baixo 3 - Cerrado Aberto Alto 4 - Cerradão 5 - Floresta de Transição 6 - Floresta Estacional Decidual 7- Floresta Estacional Semi-Decidual 8 - Capoeira 9 - Reflorestamento 10 - Vereda 11 - Agricultura 12 - Pastagem VI. 5 – DESTINAÇÃO, ORIGEM E QUANTIFICAÇÃO DOS PRODUTOS E SUBPRODUTOS Carvão de origem nativa (m.d.c.) Carvão de origem nativa sob manejo (m.d.c.) Madeira de escoramento (dz.). Madeira para andaime (dz.).
8

Outros

Carvão de floresta plantada (m.d.c.) Lenha de origem nativa (st.) Lenha de origem nativa sob manejo (st.) Lenha de floresta plantada (st.) Torete de origem nativa (m3) Torete de origem nativa sob manejo (m3) Torete de floresta plantada (m3) Madeira em toras Floresta Plantada (m3) Madeira de Lei em tora (m3) Madeira em toras / Outras (m3) Madeira Branca em toras (m3)

Dormentes (unid.). Dormente bitola estreita (unid.) Bambu e similares (ton.). Palmito “in natura” (unid.). Cascas em geral (Kg) Coco ( l.) Folha de essências florestais (ton.). Flores (kg) Achas / Mourões / Lascas (dz.). Postes até 9,00 m (unid.). Postes acima de 9,00 m. (unid.)

VI. 6 - PARECER TÉCNICO: (Sobre a área requerida, discorrer sobre os seguintes tópicos) Declividade
Solo

Hidrografia Nascentes Reservatórios Espécies vegetais e animais Viabilidade técnica e ambiental do empreendimento

Outros

VI. 7 - LEGISLAÇÃO APLICADA E OBSERVAÇÕES:

VI. 8 - VISTORIADO EM: ____/____/____.
9

Assinatura do Responsável CREA____________________________________________

Técnico

Este documento encontra-se anotado no CREA de acordo com a ART n.º : ____________________ . O tamanho dos campos apresentado pode ser aumentados de acordo com o volume de informação a ser inserido, porém o padrão de apresentação deve permanecer o mesmo. VII - DO CROQUIS DE LOCALIZAÇÃO Este item deverá conter informações mínimas necessárias à localização da propriedade pelo agente ambiental. Deve ser inserido no rodapé do mesmo o roteiro indicativo de acesso. VIII - DO MAPA DA PROPRIEDADE O Mapa da Propriedade deverá ser apresentado obedecendo a relação área da propriedade/escala conforme discriminação a seguir: - até 50ha...........................1 : 2.500 - 51 a 500ha.......................1 : 5.000 - 501 a 5.000ha.................1 : 10.000 - acima de 5.000ha............1 : 20.000 Deve ainda informar gráfica e numericamente o uso do solo na propriedade, conforme os itens relacionados a seguir: a) Área total da propriedade; b) Áreas de Preservação Permanente e de Reserva Legal; c) Áreas com cobertura vegetal nativa ou secundária; d) Áreas de Exploração da Flora requerida, conforme for o caso; e) Áreas das unidades amostrais; f) Áreas de exploração econômica, tais como pastagens, agricultura, reflorestamentos, etc.; g) Locação de infra-estrutura construída, edificações, cercas, estradas, rede de energia elétrica, etc.; h) Locação da hidrografia; i) Confrontantes; j) Coordenadas geográficas e orientação do norte magnético. As coordenadas podem ser apresentadas na forma de grades ou pontualmente, com um mínimo de 3 pontos, sendo um deles notável **. k) Planta altimétrica em escala até 1:2000 da área do projeto, acompanhado do perfil transversal de maior declividade plotado na planta (para projetos de reflorestamento); ** Entenda-se por notável o ponto formado pela confluência de cursos d’água, cruzamentos de estradas, dentre outros cuja visualização em imagens de satélite e fotografias aéreas sejam mais fáceis.

10

IX – O presente empreendimento não se encontra localizado dentro de Unidades de Conservação ou dentro da área de abrangência Local e data Assinatura do Responsável Técnico pelas Informações e n. º de registro no Conselho. X – DECLARAÇÃO DE RESPONSABILIDADE Declaro, para os devidos fins, que todas as informações prestadas são verdadeiras, que o desenvolvimento das atividades será realizado de acordo com os dados aqui transcritos, e ainda que os mesmos foram apresentados à Agência Ambiental: Local e data Assinatura do Responsável Técnico pelas Informações e n. º de registro no Conselho. Assinatura do proprietário ou do responsável pelo empreendimento.

11

ANEXO I SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS HÍDRICOS E DA HABITAÇÃO

Agência Goiana de Meio Ambiente e Recursos Naturais

TERMO DE RESPONSABILIDADE DE AVERBAÇÃO DA RESERVA LEGAL
(Lei Estadual nº.12.596/95 e Lei Federal n.º. 8.171/91) Aos ----- dias do mês de ----- do ano de ----- a Firma ----- CPF/CGC n.º: ----Endereço ----- Município ----- Distrito ----- UF ----- legítimo proprietário do imóvel denominado ----- Município ----- Distrito ----- Estado de Goiás, registrado sob o n.º ----- , folhas n.º ----- , livro n.º ----- , matrícula n.º ----- do Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de ----Declara perante a autoridade florestal competente que também assina o presente Termo , tendo em vista o que determina o § 2º do art. 16 da Lei 4.771/65, (Código Florestal) e o art. 20 da Lei Estadual n.º 12.596/95, (Lei Florestal do Estado de Goiás), que a floresta ou outra forma de vegetação existente com área de ------ha (INFORMAR TEXTUALMENTE) não inferior a ----%(INFORMAR TEXTUALMENTE) do total da propriedade compreendida nos limites descritos no memorial descritivo e mapa anexos a este Termo, fica gravada como de utilização limitada não podendo nela ser feito qualquer tipo de exploração, a não ser mediante autorização da Agência Goiana de Meio Ambiente e Recursos Naturais . O proprietário compromete-se, por si, seus herdeiros ou sucessores a fazer o presente gravame sempre bom, firme e valioso. Área total da Propriedade (em hectares) Compromete-se ainda, o proprietário, a efetuar a averbação do presente Termo e do Mapa da Propriedade, com a área reservada, no Cartório de Registro de Imóveis acima citado. O presente Termo, devidamente assinado pela autoridade competente da Agência Goiana de Meio Ambiente e Recursos Naturais tem o valor do licenciamento por ter sido aprovado pela análise técnica e jurídica do órgão. Assim sendo, assinam o presente Termo, o proprietário e a Agência Goiana de Meio Ambiente e Recursos Naturais, através de sua autoridade competente, em 02 (duas) vias de igual teor, na presença das testemunhas abaixo que igualmente assinam as mesmas. Agência Goiana de Meio Ambiente e Recursos Naturais: Nome: ______________________________________ Assinatura: __________________________________
Proprietário

Nome: _____________________________________ Assinatura: __________________________________ TESTEMUNHAS:
Assinatura: R.G. n.º. C.P.F. n.º. Assinatura: R.G. n.º. C.P.F. n.º.

12

ANEXO II SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS HÍDRICOS E DA HABITAÇÃO

Agência Goiana de Meio Ambiente e Recursos Naturais

TERMO DE COMPROMISSO PARA AVERBAÇÃO DA RESERVA LEGAL
Aos ----- dias do mês de ----- do ano de 200-, a Firma ----- CPF/CGC ----- Endereço ----Município ----- Distrito ----- UF ----- possuidora do imóvel denominado ----- Município ----Distrito ----- Estado de Goiás, com área total de ----- ha, confrontando ao Norte -----,ao Sul ----- , a Leste ----- , a Oeste ----- cuja documentação de posse ----- vem através deste Instrumento, declarar junto à Agência Goiana de Meio Ambiente e Recursos Naturais , que mantém a posse livre de contestação e litígios, do imóvel acima caracterizado, cujo processo de titularidade definitiva encontra-se em tramitação no órgão competente, comprometendo-se a proceder a averbação da Reserva Legal imediatamente após a emissão do documento hábil para o ato, de área não inferior a ----- % (INFORMAR TEXTUALMENTE) da área da propriedade, obrigando-se por si e seus sucessores, por força de Lei e do presente instrumento, a não alterar a destinação comprometida, no caso de transmissão por venda, cessão, doação ou a qualquer título, comprometendo-se ainda a obedecer fielmente à legislação vigente, dando sempre por firme e valioso o declarado e compromissado neste documento, cuja quebra se configurará como desrespeito às Leis Florestais, sujeitando-se portanto o signatário deste, às implicações penais e administrativas decorrentes da infringência de preceitos legais sem prejuízos das culminações por quebra de compromisso. Firma o presente Termo de Compromisso em 02 (duas) vias na presença do Diretor Presidente da Agência Goiana de Meio Ambiente e Recursos Naturais, que também o assina e das testemunhas abaixo. ______________________________________
Detentor da Posse

_________________________________________
Diretor Presidente

da Agência Goiana de Meio Ambiente e Recursos Naturais

TESTEMUNHAS:
Assinatura: R.G. n.º. C.P.F. n.º. Assinatura: R.G. n.º. C.P.F. n.º.

13

ANEXO III SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS HÍDRICOS E DA HABITAÇÃO

Agência Goiana de Meio Ambiente e Recursos Naturais

TERMO DE COMPROMISSO DE RECOMPOSIÇÃO DA RESERVA LEGAL
(Lei Estadual nº. 12.596/95 e Lei Federal n.º. 8.171/91) Aos ----- dias do mês de ----- do ano de -----, a Firma -----CPF/CNPJ n. º.:----Endereço ----- Município ------ Distrito ----- UF ----- legítimo proprietário do imóvel denominado ----- Município ----- Distrito ----- Estado de Goiás, registrado sob o n.º. -----, folhas n. º. -----, livro n. º -----, matrícula n. º ----- do Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de -----. Vem declarar perante a autoridade florestal competente, tendo em vista a inexistência de área suficiente em sua propriedade com cobertura vegetal propícia para constituição da reserva legal, que se compromete a demarcar a área de ------ha (INFORMAR TEXTUALMENTE) necessários para complementar os 20% (vinte por cento) mínimos exigidos por lei, e se compromete ainda, a promover a sua recomposição, de acordo com as recomendações técnicas de conformidade com as condições locais, através de sua regeneração natural ou recomposição artificial, nos limites fixados conforme locado no mapa da propriedade, a qual fica gravada como de utilização limitada não podendo nela ser feito qualquer tipo de exploração, sem a devida autorização, bem como apresentar à Agência Goiana de Meio Ambiente laudo técnico de situação vegetal até três anos após a data de averbação da reserva.
O proprietário se compromete por si, seus herdeiros ou sucessores a fazer o presente gravame sempre bom, firme e valioso.

RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS

Assim sendo, assinam o presente Termo, o proprietário e a Agência Goiana de Meio Ambiente e Recursos Naturais, através de sua autoridade competente, em 02 (duas) vias de igual teor, na presença das testemunhas abaixo que igualmente assinam as mesmas. Agência Goiana de Meio Ambiente e Recursos Naturais: Nome: ______________________________________ Assinatura: __________________________________
Proprietário

Nome: _____________________________________ Assinatura: __________________________________

14

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful