Celebração de Entrega do Evangelho Missionário Introdução

É com muita alegria que hoje nos reunimos para celebrar o nosso Deus e também para receber O EVANGELHO MISSIONÁRIO, que já passou por Oliveira de Azeméis, Águeda, Coimbra e hoje chega ao Retaxo! Apesar de o nosso grupo de jovens ficar bastante distante dos outros, não quis a organização do Missão Jovem que ficássemos sem o receber. O ENVANGELHO MISSIONÁRIO É um símbolo missionário que percorrerá os grupos de jovens e respectivas paróquias que participam no encontro Missão Jovem 2009 que se realizará na Maia, nos dias 3 e 4 de Outubro e onde estarão presentes alguns elementos do grupo de jovens – Caminhantes da Paz Está também connosco o Padre Leonel Claro, Missionário Comboniano que já esteve aqui no Retaxo aquando da campanha por Darfur, e hoje volta para nos entregar o Evangelho Missionário, uma vez que o Grupo de Jovens de Coimbra, não pôde vir. Padre Leonel, Bem-vindo de novo ao Retaxo! Apresentação de alguns símbolos no cortejo inicial: Velas Continentes – Com estas velas recordamos todos os continentes – África, América, Europa, Oceania e Ásia. Lembramos a universalidade da Mensagem de Jesus…A BOA NOVA veio para todos! Frase - A minha meta é Cristo – Quantas vezes na vida corremos? E porque corremos? E para que corremos? Queremos atingir um objectivo…e quantas vezes, depois de atingido não encontramos plenitude, mas sim um vazio… E, se a exemplo de S.Paulo corrêssemos apenas por um objectivo?... CRISTO! Vale a pena tentar…experimentar! É este o tema do MISSÃO JOVEM: A MINHA META É CRISTO. S.Paulo – Grande evangelizador e missionário da Igreja; Apaixonado por Cristo, foi-nos dizendo: De maneira fascinante: Sei em quem acreditei (2Tm 1, 12) Íntimo: Já não sou eu que vivo, é Cristo que vive em mim (Gl 2, 20) Marcado pela cruz: Cumpro nos meus membros o que falta à Paixão de Cristo (Cl 1, 24) Inserido: Sofro, de novo, as dores do parto, até Cristo ser formado em vós (Gl 4, 19). Com prioridade total: Ai de mim, se eu não evangelizar (1Cor 9, 16). São Paulo é modelo do Discípulo Missionário de Jesus. S. Daniel Comboni – - António Daniel Comboni... S.Daniel Comboni. Grande Missionário e Evangelizador da África Central. A sua vida, foi de doação e entrega aos Africanos e atravessada por duas grandes paixões: Deus a Cruz, o Coração de Jesus, Maria, José) E África (nos pobres e abandonados, rostos desfigurados de Cristo...) Homem de acção, mas também de Oração contemplativa.... Comboni partiu com apenas 50 anos, mas a sua obra ficou, ela vive e vivifica através dos 4000 Missionários e Missionárias, colaboradores e amigos espalhados por

Celebração de Entrega do Evangelho Missionário
todo o mundo e que continuam incansavelmente a Evangelizar e a olhar pelos “mais pobres, abandonados e excluídos do mundo.” As últimas palavras de Comboni ainda hoje ecoam pelo mundo inteiro... “eu morro, mas a minha obra não morrerá”… Água – No dia do nosso Baptismo fomos Baptizados em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. O Baptismo, com a força das suas águas trouxe-nos para uma vida nova e convoca-nos para uma vida semelhante à de Cristo. É para essas águas sempre mais profundas que o Espírito do Senhor nos convida a avançar e assim a dar testemunho da BOA NOVA de JESUS! Evangelho Missionário - É o Evangelho, a Boa Nova que Jesus anunciou. É o Evangelho de Jesus que Paulo anunciou, não como um título de glória, mas como um dever. Paulo diz-nos: «Ai de mim senão anunciar o Evangelho». É o Evangelho que Comboni viveu e anunciou aos “mais pobres e abandonados do mundo”, os Africanos. É o Evangelho que os Missionários e Missionárias anunciam, aos que o não conhecem. É o Evangelho que todos somos chamados a comunicar e testemunhar.

ACTO PENITENCIAL:
Bênção da Água Deus Pai, que pelas águas do Baptismo Fizestes de nós vossos filhos adoptivos, Abençoai e purificai o vosso povo R/ Ámen Jesus Cristo, que pelas águas do Baptismo Nos tornastes vossa Igreja Santa, Abençoai e purificai o Vosso povo. R/Amén Espírito Santo, que pelas águas do Baptismo Fizestes de nós Vossos templos vivos, Abençoai e purificai o vosso povo. R/Ámen O Celebrante asperge toda a assembleia LEITURA I (anos ímpares) Esdr 9, 5-9 «Na nossa escravidão, Deus não nos abandonou» (Esta leitura é preenchida pela oração de Esdras, na qual ele pede perdão a Deus pelas faltas do povo e dá graças pelo regresso, do cativeiro, daquele punhado de gente, a que os profetas chamaram o “Resto” por serem tão poucos, mas que será, até ao fim, o detentor das promessas de Deus. A falta dos homens não será causa de Deus faltar; Ele o Fiel.) Leitura do Livro de Esdras Na hora da oblação da tarde, eu, Esdras, levantei-me da minha prostração e, com as vestes e o manto rasgados, pus-me de joelhos, estendi as mãos para o Senhor, meu

Celebração de Entrega do Evangelho Missionário
Deus, e disse: «Meu Deus, tenho tanta vergonha e confusão que não posso levantar o rosto para Vós, meu Deus. Porque as nossas iniquidades multiplicaram-se acima das nossas cabeças e os nossos pecados acumularam-se até ao céu. Desde o tempo dos nossos pais até ao dia de hoje, são grandes as nossas culpas. Por causa dos nossos pecados, nós, os nossos reis e os nossos sacerdotes, fomos entregues às mãos dos reis das nações, à espada, ao cativeiro, à rapina e à vergonha, como acontece neste dia. Mas agora, em pouco tempo, o Senhor, nosso Deus, concedeu-nos a graça de conservar entre nós um resto de sobreviventes e de nos dar asilo no seu lugar santo. Assim o nosso Deus iluminou os nossos olhos e deu-nos um pouco de vida na nossa escravidão. Porque nós éramos escravos, mas, na nossa escravidão, o nosso Deus não nos abandonou: atraiu sobre nós a benevolência dos reis da Pérsia, dando-nos a vida necessária para erguer a casa do nosso Deus e restaurar as suas ruínas e concedendo-nos um abrigo seguro em Judá e Jerusalém». Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL Tob 13, 2.3-4a.4bcd.5.8 (R.2a) Refrão: Bendito seja Deus, que vive eternamente. Repete-se Bendito seja Deus, que vive eternamente: o seu reino permanece por todos os séculos. Nas suas mãos está o castigo e o perdão, a vida e a morte, nada e ninguém escapa ao seu poder. Refrão Dai-Lhe graças, filhos de Israel, diante das nações, porque Ele vos dispersou no meio dos gentios, mas entre eles manifestou a sua grandeza: Exaltai-O diante de todos os seres vivos. Refrão Por nossos pecados Ele nos castiga, mas de novo usará de misericórdia e vos reunirá de todas as nações, entre as quais vos dispersastes. Refrão Na terra do meu exílio louvarei o meu Senhor, darei a conhecer o seu poder e a sua grandeza a um povo de pecadores. Vinde, pecadores, e praticai a justiça na sua presença: talvez vos mostre a sua benevolência e a sua misericórdia. Refrão

Celebração de Entrega do Evangelho Missionário Oração Universal
Irmãos e irmãs: Oremos para que a Igreja viva a sua missão apostólica com a mesma intensidade e fidelidade com que a viveram as primeiras testemunhas de Cristo, dizendo, com alegria: R. Dai-nos, Senhor, a fé e a caridade dos Apóstolos. 1. Pela Igreja edificada sobre os Apóstolos do Cordeiro, para que não ofereça aos homens ouro e prata, mas a fé e a esperança em Jesus Cristo, oremos, irmãos. 2. Pelo Papa N. e pelos bispos a ele unidos, para que, cheios do Espírito Santo, transmitam ao mundo a palavra de Jesus, oremos, irmãos. 3. Pelos presbíteros, missionários, missionários e catequistas, para que levem aos fiéis e aos pagãos o feliz anúncio do Evangelho, oremos, irmãos. 4. Pelos responsáveis das nações, para que trabalhem, sem desfalecer, pela justiça e pela paz no mundo inteiro, oremos, irmãos. 5. Pelos fiéis e catecúmenos perseguidos até à morte, para que o testemunho dos Apóstolos os estimule, e o seu sangue seja semente de cristãos, oremos, irmãos. 6. Pelos membros da nossa assembleia, para que, partindo o pão com simplicidade, louvem a Deus e O sirvam nos mais pobres, oremos, irmãos. 7.Pelos jovens que não puderam estar presentes, Mas que connosco fazem caminho, Oremos, irmãos 8.Pelo nosso Pároco Amândio, que se encontra doente, pelas suas rápidas melhoras. Oremos, irmãos Senhor, Deus omnipotente, que confirmastes com o poder do vosso braço

Celebração de Entrega do Evangelho Missionário
o humilde testemunho dos Apóstolos, concedei-nos a graça de sermos arautos do Evangelho, pela força e a sabedoria do Espírito. Por Cristo, nosso Senhor.

OFERTÒRIO
Pão - Foram grãos que se juntaram, foram mãos que amassaram! Jesus, Eis aqui o Pão, que se vai transformar no Teu Corpo! Vinho - Símbolo da Alegria, da festa, da Vida, do trabalho do homem, trazemo-lo ao Teu Altar para que se transforme no Teu Sangue! CORAÇÃO - O estilo da missão de Jesus e dos discípulos não se baseia sobre a vontade de dominar, a arrogância ou a ambição, mas sobre a proposta humilde. Os enviados não devem levar nada de material, mas devem contar com a providência divina e com a hospitalidade. Eles devem ser respeitosos, atentos aos mais fracos; devem curar os doentes; devem fazê-lo gratuitamente sem buscar outras recompensas. O Evangelho de Jesus é uma mensagem de vida verdadeira para quem confia somente em Deus. A fé e a missão começam no coração e devem terminar nos lábios e nas acções. Túnica - Jesus chama os doze ao desprendimento material e à humildade. Uma túnica chega, Senhor! Assim partiram os Apóstolos, pregando a conversão, expulsando demónios, e curando doentes. Assim devemos partir nós! Globo /Mundo - Ao chamar doze Apóstolos, Chamas-Te toda a humanidade… Nas Tuas mãos colocamos as dores do mundo, fome, sede, guerra, doença, solidão, desemprego… E também todos aqueles que no mundo Te anunciam e ajudam a minorar o sofrimento dos mais pobres e abandonados.

Acção de Graças
7 velas são levadas pelos jovens. Ao chegarem ao altar, um de cada vez, voltam-se para a assembleia e erguem ao alto a vela, enquanto um leitor diz: A primeira luz é a LIBERTAÇÃO de toda a escravidão interna ou externa. Reconheçamo-nos como filhos e filhas de Deus, chamados à liberdade e rejeitemos com a força do Espírito todo o egoísmo que nos escraviza e toda a forma de escravidão como é o racismo ou a exclusão social. Onde está o Espírito de Deus, aí está a liberdade e a libertação. A segunda luz é a PAZ interior e a paz nas nações de todo o mundo. Reconheçamo-nos como chamados a construir a paz no nosso coração, pois é de um coração novo que ela nascerá, e na sociedade, onde há muita violência, muito cheiro a pólvora, muito comércio de armas, muitas vítimas inocentes.

Celebração de Entrega do Evangelho Missionário
A terceira luz é o TRABALHO humanizado, remunerado e criador. Reconheçamos que somos chamados a colaborar com Deus Criador no aperfeiçoamento da Criação, que entregou nas nossas mãos para dela fazermos um mundo cada vez mais habitável e feliz. Como o Espírito de Deus trabalha continuamente, assim nós trabalhemos. A quarta luz é o PÃO partilhado entre todos os habitantes da terra. Reconheçamos que a Terra é de todos, os bens são de todos. Mas, apesar disso, o pão está mal repartido e muitos passam fome. Sintamo-nos solidários com os milhões de pessoas que passam fome. A quinta luz é a CIÊNCIA e CULTURA, acessíveis a todos os cidadãos. Reconheçamos que são muitos os que são analfabetos e outros que não têm a oportunidade que outros têm em ter acesso aos bens da cultura tendo em conta as suas habilitações. Que a sabedoria corra em caudais pelas escolas e por toda a parte. A sexta luz é a FÉ em Jesus Cristo, que nos dá razões de viver. Iluminados pelo Espírito, reconheçamos que Jesus Cristo é o homem novo e que quem se assemelhar a ele, aceitando o seu estilo de viver, esse será mais humano, mais feliz. A sétima luz é o EVANGELHO de Jesus Cristo, constituído Senhor. O Espírito faz germinar no mundo os valores evangélicos: a justiça, a igualdade, a fraternidade, a bondade, o diálogo, a alegria, o amor, a partilha de bens, o perdão aos inimigos, e todos os valores vividos e anunciados por Jesus de Nazaré. Todos erguem a sua vela ao alto, enquanto o leitor termina: No final desta Eucaristia, enriquecidos pelos seus dons, partamos animados pelo Espírito, produzindo frutos de vida nova e feliz, deixando que as suas acções actuem sobre nós, tornando-nos testemunhas do Evangelho da vida e da alegria.

Celebração de Entrega do Evangelho Missionário

Cânticos
Entrada: Já se ouvem nossos passos re sol re A - Já se ouvem nossos passos a chegar, sol re já se ouvem nossas vozes de alegria sol re sol sineste dia que é uma benção para a Igreja reunida, sol mila Jesus Cristo nos congrega e faz irmãos. re sol re la Como são belos os pés que anunciam a paz re sol la (re)... e as mãos que repartem o pão. Na refeição do Cordeiro, da palavra, vinho e pão somos o povo de Deus em comunhão sol re B - Todos vós que tendes sede mila... vinde beber à fonte da verdade. Saciai a vossa fome sem pagar vinho nem pão. A - Já se mudam nossos corações de pedra pela força do Espírito de Deus. Já vencemos as barreiras que destroiem a harmonia, Jesus Cristo nos congrega e faz irmãos. B - Vinde todos que sois pobres, injustiçados, sem tecto ou sem pão. Vinde ser fraternidade gerar o Cristo, fazer libertação. A - Vão morrer os nossos medos de ser livres. Já calaram tantas vozes derrotistas, já partimos ao encontro dessa terra prometida, Jesus Cristo nos congrega e faz irmãos.

Celebração de Entrega do Evangelho Missionário
Ofertório: Eu não sou nada re sire siEu não sou nada e do nada nasci, re sol mila mas Tu me amas e morreste por mim; re sire siem frente à cruz eu só posso exclamar: la mi- (la7) eu sou Teu, eu sou Teu! re sol Toma meus braços, Te peço, mila7 toma meus lábios, Te amo, re toma minha vida, sol mi- la7 re ó Pai, eu sou Teu, eu sou Teu. Quando de joelhos eu Te olho Jesus, vejo Tua grandeza e minha pequenez. Que posso eu dar-Te, eu apenas, meu ser, eu sou teu, eu sou Teu.

Comunhão: Tomo este pão intro: mi re la mi (si) mi si do#- la Tomo este pão e este vinho mi si mi si em memória do meu Salvador; mi si do#- la tomo este pão e este vinho: mi si mi (si) são o Corpo e Sangue do Senhor. mi si do#- la Bebendo o Teu sangue neste cálice, fa#la mi si bebo o sangue da nova aliança, mi si do#- la

Celebração de Entrega do Evangelho Missionário
o que derramaste pelos homens mi si mi si para remissão e esperança. Tomando este pão que é Teu corpo, comungo a Igreja transcendente, faz Teu corpo eterna a minha alma, pela fé me salva para sempre. Levarei comigo a Tua luz, irei pelo mundo anunciar que por nós morreste numa cruz, mas quiseste o mundo transformar. Comendo o Teu corpo que foi trigo suado nas mãos do lavrador, levo a Tua força que alimenta p'ra mudar o mundo com amor. Eu venho faminto a esta mesa onde Tu Te dás em plenitude, venho comungar a esperança, a vida da minha juventude.

Acção de Graças: Sou feliz sol re lamiSopra o vento de mansinho numa brisa fugaz do sol lare Canto hinos no silêncio, pinto sonhos de paz. sol re misiE tu vens, sorrindo amor como um raio de luz do sol lare Cruzamos o olhar és tu Jesus sol re lamiUm sorriso, um olhar, um abraço amigo do sol lare Tu convidas a ficar sempre contigo sol re lamiÉs palavra que me diz dá-me tua mão do sol la- re sol (re) Vou contigo, sou feliz, és meu irmão

Celebração de Entrega do Evangelho Missionário

Tu convidas a avançar no teu barco subir Outras margens, outra gente, deixar tudo, partir Sou feliz no meu caminho quando esperas por mim Pegas na minha vida vives em mim. Que me importa se por vezes tu pareces ausente Rumo ao largo, lanço as redes, remo contra a corrente Sopra o vento de mansinho, eco da tua voz E me diz: tu e eu somos nós.

Final: O Espírito do Senhor Está sobre mim, (bis) Ele ungiu-me e enviou-me A proclamar a Boa-Nova. 1. A proclamar a Boa-Nova, A anunciar a salvação Aos pobres que anseiam liberdade. 2. A dar a vista aos cegos, Coragem aos que sofrem, A paz aos tormentados, A proclamar a salvação.

Celebração de Entrega do Evangelho Missionário

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful