You are on page 1of 5

FONTE DE ALIMENTAÇÃO

FONTES CHAVEADAS Estas fontes são largamente utílizadas pela grande maioria dos equipamentos eletrônicos atuais. Tem grandes vantagens em relação às fontes estabilizadas tais como menor aquecimento, menor consumo de energia e em conseqüência um maior rendimento. Além de utilizar transformadores de ferrite que são bem mais leves que os tradicionais de ferro. Abaixo vemos um esquema elétrico de uma fonte chaveada que nos servirá de estudo para este capítulo:

Quando Q1 conduz. passa corrente pelo primário de T1 e ele produz um campo magnético. Este sinal vai ao gate de Q1 fazendo-o ligar e desligar milhares de vezes por segundo. C5 e C9 resultando num +B de 5 V de excelente qualidade. um circuito oscilador podendo ser um CI ou outros transistores e diodos shottky (rápidos) para retificar as tensões de saída. um transistor chaveador comum ou mosfet. Às vezes o mosfet pode vir dentro do CI dependendo do tipo da fonte. a energia magnética armazenada no T1 induz uma tensão no secundário. e chega até o dreno do mosfet Q1. D3. D1 retifica a tensão no outro secundário de T1 para manter o pino 5 do CI alimentado com tensão correta de funcionamento dele após o disparo da fonte pelo R1. R1 alimenta o pino 5 do CI U1 e a partir daí ele gera uma onda quadrada chamada PWM de alguns KHz. os componentes no pino 1 do CI formam um circuito de proteção para parar a fonte quando houver um curto na linha de +B. Quando Q1 corta. chamado de transformador chaveador ou "chopper" com núcleo de ferrite. Veja abaixo a foto dos componentes principais da fonte chaveada: . filtrada por L2. R11 e C10 amortecem os picos de tensão gerados pelo primário de T1 durante o chaveamento de Q1. Tal tensão é retificada por um diodo de comutação rápida "schottky" D2. Então este é o princípio de funcionamento da fonte chaveada: há um transformador chopper de ferrite para gerar as tensões.A tensão de +B (neste caso 48Vin) passa pelo primário do T1.

.

O valor máximo da saída é determinado pelo cálculo: (R2/R1 + 1) x 1.25 V até cerca de 37 V. Este CI pode suportar até 1. Quanto maior o valor de R2. A tensão mínima de saída é 1.5 A de corrente máxima. Ou seja. o LM317 é um CI regulador. maior a tensão máxima da fonte até 35V.FONTE ESTABILIZADA COM CI LM317 E LM337 Como vemos abaixo. divida R2 por R1. some 1 ao resultado e o que der multiplique por 1.25. O ajuste é feito no terminal 1 dele. Também temos o LM337 para tensão negativa.25 V se o pino 1 do CI for ligado ao terra.25. . cuja tensão de saída pode ser ajustada entre 1.

a tensão de saída será cerca de 1.36.36.Como vemos acima. 22. Para este CI trabalhar corretamente. deve ser montado num dissipado de calor apropriado. Portanto a máxima tensão que sai é 28 V. Na posição de cima basta aplicar o pequeno cálculo para sabermos a tensão máxima de saída: 4700/ 220 = 21. colocando um trimpot no lugar de R2 no exemplo anterior.36x 1.Com o trimpot na posição de baixo. .2 V. podemos ajustar a tensão máxima de saída da fonte.25 = 28. 21.36 + 1 = 22.