You are on page 1of 11

Liderança e Motivação

Liderança: Capacidade de influenciar o comportamento das pessoas.

O sucesso e a capacidade e liderar de um administrador estão essencialmente ligados ao trabalho com pessoas. “(...) Motivação, a essência da liderança. Trata-se da força que move pessoas, montanhas, organizações. Os impulsos que podem criar um mundo novo, melhor e mais produtivo. (Culligan, Deakins e Young/ Administração de Volta as Origens: 75).” A essência da liderança é o que leva um bom líder a motivar, fazer com que várias pessoas sigam-no e cheguem ao objetivo concreto, a realizar as metas almejadas. A motivação serve para que as pessoas se sintam livres de detalhes e da execução de tarefas definidas para poderem se mover livremente em direção ao verdadeiro desafio da liderança – administrar e motivar as pessoas, tanto indivíduos quanto grupos.

Liderança - Quatro Dimensões

Nossa vida é centrada em princípios corretos, e o ato de liderar esta dentro de cada ser humano que busca alcançar um objetivo concreto ou o poder, e existem quatro dimensões fundamentais que estão representadas como fonte primária em nossas vidas.

São estas as dimensões: Poder - “O poder é a capacidade de agir, a força e coragem para conseguir algo. É a energia vital para fazer escolhas e tomar decisões. Representa também à capacidade de ultrapassar hábitos profundamente incrustados e cultivar outros mais elevados e eficazes”. (Stephen Covey / Revista T & D. Edição 119:17) Pessoas sem poder são inseguras, dependentes das circunstâncias e dos outros, não têm uma compreensão real, nem opinião própria, e quando falamos “pessoas sem poder” nos referimos às pessoas sem uma personalidade autentica, são pessoas que falam somente o que lhe mandam falar, que pensam somente se forem autorizadas a isso, ou seja, sem ação ou reação. Segurança - “A segurança representa nosso senso de valor, identidade, coragem e emocional, auto-estima e força pessoal”. (Stephen Covey /Revista T & D. Edição 119:15) Naturalmente, podemos observar vários graus de segurança, onde a vida da pessoa é golpeada por todas as forças instáveis a que está sujeita. Não ter segurança é algo que não pode fazer parte da vida de um líder, pois a insegurança, na maioria das vezes, é visível e isso desestimula os que estão ao seu redor fazendo com que a motivação desapareça. Orientação - “A orientação é a direção que recebemos na vida. Envolvidos por nosso mapa – a estrutura interna de referência que interpreta o que está acontecendo “lá fora” – encontra-se padrões ou critérios que governam as decisões e os atos. Com o tempo, esse monitor interno torna-se nossa fonte de

atitudes. O sentido da liderança está no ato de liderar a si próprio. Liderança tem a ver com a relação entre aqueles que aspiram liderar e aqueles que escolhem seguir seu líder – liderança é sempre uma aspiração. a cada momento. Deve assumir um compromisso com sua vida que seja consistente com o seu coração. para o seu crescimento pessoal e profissional. seus clientes internos e externos. com os outros e com os nossos próprios erros. dependendo somente da orientação correta e da sua força de vontade de ser realmente o melhor. Matt de Luca cita alguns fatores críticos de sucesso para líderes: Falar e agir em sintonia: se você prega a importância do trabalho em equipe. entusiasmar sua equipe e extrair o melhor de cada um. Sabedoria . conta muito para sua conduta profissional. mas sim um padrão holístico que envolve comportamentos. cada líder. a Educação são ensinamentos que fazem com que o homem se torne um bom líder. organizados. os rumos de nossa vida? . que dê voz ao que realmente sente que seja importante. e a sabedoria para realinharmos. Liderar é lidar com aquilo que alguém faça. de tomar as decisões corretamente. e que cada pessoa.orientação. Engloba julgamento. senão dentro de nossa própria vida a capacidade de aprender sempre. de saber a maneira correta de falar com seus subordinados e até mesmo amigos e parentes. Edição 119:17) A orientação. O Líder deve ser capaz de inspirar. Definimos mudança como sendo o próprio trabalho e negócio do Administrador. mas não age assim com seus funcionários. compreensão. Liderar Mudanças com Motivação Não se pode ser um Líder sem envolver-se com mudanças. Edição 119:17) A sabedoria de agir. uma compreensão aguçada de como as várias partes e princípios se aplicam e se relacionam entre si. Como ser tudo isso (eficazes.“A Sabedoria sugere uma perspectiva prudente da vida. discernimento. ou seja. tem diferentes pesos em seus atributos e formas diferentes de ensinar. Sua habilidade para ensinar e aprender.. Matt de Luca encerra dizendo que liderança não tem fórmulas mágicas..” (Stephen Covey / Revista T & D. o desenvolvimento da liderança tem a ver com o autodesenvolvimento. suas palavras serão um discurso sem eco. Um líder deve ser um modelo para a organização. um senso de equilíbrio. (Stephen Covey / Revista T & D.) se não tivermos a mentalidade de gestor para planejar esse caminho e um coração de líder para estimular e entusiasmar nós mesmos a ultrapassar as barreiras dessa trajetória? Onde buscar. Trata-se de uma unidade integrada. Sua atitude: ela é vital no relacionamento com seus funcionários. mudança ou crise à qual ninguém houvesse dedicado atenção. nossa consciência”. As pessoas apreciarão seus lideres na mesma proporção em que se sentirem apreciadas. em face de uma dificuldade.

de segurança econômica e emocional. O comportamento de um empregado no trabalho é sempre motivado pelos benefícios que ele/ela – e não você – procura. mais que em qualquer outra coisa. complexos como somos.Os valores de um verdadeiro Motivador ou Líder: Coragem – para ser ousado e ter novas visões. quando um administrador apresenta idéias ele pensa em termos de benefícios e em quais são as necessidades de seu pessoal. Papéis. Deakins e Young/ Administração de Volta as Origens: 76) A Motivação nos impulsiona sempre em todas as decisões que possamos tomar.” (Culligan. Portanto. A linguagem que usa com as pessoas deve focalizar os benefícios e satisfazer a necessidade de participação. do departamento ou da organização são iguais (ou paralelas) às suas metas pessoais. Liderança e Estilos Gerenciais Papéis Conjunto de comportamentos solicitados a uma pessoa. consiste a arte do verdadeiro administrador. “Somos todos motivados durante o tempo inteiro. prescreve para o empregado ou colaborador. Um líder eficiente precisa mudar constantemente sua forma de se expressar para atingir os seus ouvintes. Assim você encontra o mecanismo de motivação em qualquer pessoa. Cada pessoa desempenha diversos papéis. . o trabalho do administrador é fazer o ajuste – ajudando o empregado a sentir que as metas do grupo. os seres humanos raramente concordam no que é “prêmio” ou não é. Competências. Funções. Expectativa de desempenho por parte do grupo social e a conseqüente internalização dos valores e normas que o grupo. Confiança – está na base da harmonia e compreensão. Segurança – proporciona a humildade e desenvolve nossa capacidade de mudar. explícita ou implicitamente. pois pertence simultaneamente a várias organizações. de reconhecimento. e assim procuramos fazer as coisas que merecerão prêmios e evitar as que não nos darão satisfação. Nisso. O problema é que.

o quanto se deve fazer e quando e onde deve ser feito. Constituem base para a produtividade. Identificadas no estabelecimento da missão. solução de conflitos. Funções gerenciais são aquelas de cunho administrativo responsáveis pela ativação de todas as funções meio ou fim e pelo seu direcionamento e ajuste às metas e objetivos da organização.Papéis do Gerente Mintzberg afirma que os papéis se dividem em três categorias: Interpessoais: decorrem do status e da autoridade relacionada aos cargos administrativos. Percebidas no ambiente interno. Básicas: necessárias ao funcionamento da organização. Têm natureza legal e social. por que fazer. seja por meio de planejamento. Permite tomar ações corretivas para correção de rumo. Controle – verifica se o planejamento está sendo cumprido. a locador de recursos. . Informacionais: dever de manter-se informado e de informar seus subordinados. Funções Conjunto de tarefas exercidas de maneira sistemática por um ocupante de cargo. Direção – relaciona-se à implementação dos planos. como fazer. Essenciais: as mais importantes para o sucesso e devem ser percebidas pelo cliente. Decisórios: relaciona-se à tomada de decisão. quem deve fazer. São 3 as principais funções do processo gerencial: Planejamento – o administrador deve definir o que fazer. Competências Tipos: Diferenciais: estabelecem a vantagem competitiva da empresa.

Autogerenciamento da carreira: a dinâmica das necessidades de capacitação exige que as pessoas assumam o compromisso de assegurar que possuam as qualificações. Liderança: identificação e desenvolvimento de pessoas capazes de influenciar as demais a atingir os objetivos da organização. espera-se que todos. Comunicação e colaboração: com a disseminação do trabalho em equipe. Conhecimento tecnológico: visualizar a tecnologia da informação como ferramenta de trabalho e forma de se conectar a outras pessoas para compartilhar informações. inclusive aqueles do nível operacional. Capacidade de visualizar tendências e ajustar sua qualificação. Competências Pessoais Aprender a aprender: essa atitude deve fazer parte do modo como as pessoas pensam e se comportam no trabalho. as pessoas devem cada vez mais desenvolver sua capacidade interpessoal de comunicação e colaboração. . Conhecimento de negócios globais: capacidade de ver o todo sistêmico em que a organização opera.Terceirizáveis: não estão ligadas à atividade-fim e podem ser incumbidas a agentes externos. Raciocínio criativo e solução de problemas: atualmente. erros e defeitos no trabalho. descubram por si como melhorar e agilizar seu trabalho e serem capazes de sugerir melhorias. Rejeitar atrasos. o conhecimento e as competências na atividade atual e na futura. Estilos Gerenciais O comportamento gerencial é composto de dois elementos básicos: Cumprimento da tarefa Relacionamento com pessoas Produtividade Gerencial Criar e publicar para todas as pessoas os objetivos e propósitos da empresa quanto à melhoria do produto e do serviço.

cada um mais adequado aos liderados e à situação. Instituir treinamento no trabalho. Liderança Capacidade de influenciar o comportamento das pessoas. Não é legitimado necessariamente pela hierarquia. Formar líderes. Gerar confiança e clima para inovação. para a obtenção de resultados satisfatórios. Incentivar grupos e equipes para alcançar os objetivos da empresa. criativa. A postura atual do líder deve ser empreendedora. Não fazer negócios apenas na base do preço. Garantir a ação necessária para acompanhar essa transformação. Fazer com que as pessoas se orgulhem do seu trabalho. Encorajar o auto-aperfeiçoamento. Melhoria contínua.Conhecer os propósitos da qualidade para melhorar processos e reduzir custos. 8 princípios de Covey sobre liderança: Aprendem continuamente Estão voltados para o serviço Irradiam energia positiva Acreditam nas outras pessoas Têm vidas equilibradas . Providenciar métodos para ganhos de produtividade. Há diferentes estilos de liderança. Destruir barreiras entre departamentos (“feudos”).

Procrastinador: adia ou evita as tarefas. Quando preciso faz auto-sacrifício como forma de motivar seus seguidores. Liderança transacional: Motivam os subordinados por meio de recompensas. Planejador: buscam contato com seus seguidores e com o mundo externo com o objetivo de expandir conhecimentos. Estilos de liderança: Destruidor: egocêntrico e fortemente apegado às suas convicções. Liderança visionária: Criar uma visão realista do futuro a partir de acontecimentos do presente e do passado.Encaram a vida como uma aventura São sinérgicos Exercitam-se pela auto-renovação (equilíbrio físico. Liderança transformacional: Convence seus seguidores a superarem seus interesses próprios em prol dos objetivos da empresa. são compreensivos e dispostos para o trabalho. mental. Paralisador: tenta reviver um passado de sucesso. emocional e espiritual) Teorias da Liderança Segundo Robbins Atribuição da liderança: A liderança é uma atribuição que as pessoas fazem a outros indivíduos. Liderança carismática: Considerada uma extensão da atribuição da liderança. . Influencia seus seguidores por meio de expectativas de um futuro melhor. Realizador: concretizam planos e são fonte de orgulho para seus subordinados. Dão atenção às necessidades dos seus subordinados. Comunicação tempestiva e clara de sua visão aos seguidores. Demonstram tal visão por meio de seu comportamento. Demonstra confiança na capacidade dos seus seguidores. Os líderes dessa teoria têm fortes habilidades verbais.

Atitudes de Liderança em Relação ao Subordinado Autocracia Liderado se ressente da autoridade do líder. Democrática Julga os subordinados pelos seus méritos e não pelo seu comportamento. Necessita de autoridade para sentir segurança. até na sociedade. Liderado dependente. Acredita em liderança forte. Democracia Liderados que colaboram. às vezes. Liderados que têm facilidade em relações interpessoais. Canaliza a hostilidade do liderado para fins construtivos. Dificuldade de manter relações interpessoais no trabalho e. Personalidades do Líder Autoritária Líder conservador. . Produz mais quando sozinho. Permissividade Subordinado individualista. Não admite transgressão.

debates e reuniões. Ouvir sempre. Ações gerenciais Respeitar as diferenças individuais.Prefere os trabalhos em grupo. Ser atencioso. Comunicação Elementos fundamentais: Emissor Canal de comunicação Código Receptor Princípios da boa comunicação: Clareza Coerência Adequação Oportunidade Adaptabilidade Interesse Principais obstáculos: Código inadequado . Feedback oportuno.

agrupar informações por áreas temáticas e planejar a distribuição de acordo com os interesses dos públicos-alvo. instruções. atendendo as áreas centrais de planejamento e as estruturas técnico-normativas. E. evitando a distância.Falta de clareza Mensagens indesejadas Fontes concorrentes Fatores psicológicos e sociais Capacidade do receptor Distração Má interpretação Canal inadequado Canais sobrecarregados Distorção por intermediários (ruído) Comunicação Administrativa A comunicação administrativa abrange todos os conteúdos relativos ao cotidiano da administração. taxas. Preparar os corpos funcionais – preparar as bases internas para a modernização da comunicação administrativa. portarias. por se constituir no eixo principal de locomoção do trabalho rotineiro – normas. as diferenças entre o passado da cultura impressa e o presente da cultura eletrônica. por conseguinte. com o foco voltado para: Eletronizar a comunicação – a idéia básica é a de compatibilizar o programa de comunicação com as novas tecnologias. em uma das maiores fontes de problemas e ruídos das organizações. ordenar e reordenar o fluxo das atividades funcionais. Enxugar as massas informativas – limpar os excessos. atualizar. acervos técnicos – é o que demanda maior complexidade. . Trata-se do suporte informacional-normativo da organização. cartas técnicas. regiões e espaços. transformando-se. As organizações podem estabelecer um programa de aperfeiçoamento de suas comunicações administrativas. memorandos. Segmentar temáticas – por grupos. racionalizar os processos. racionalizando os fluxos informativos com a finalidade de aproveitar melhor o tempo dos usuários. com a finalidade de orientar. índices.

com diagramação e editoração eletrônicas de bom nível. jornalistas. Conferir maior tempestividade – oferecer maior rapidez a certos canais. principalmente àqueles de veiculação de informações para uso cotidiano. Redefinir identidade – reprogramar a feição gráfica e editorial de alguns canais de comunicação. Uniformizar/massificar conhecimento – desenvolver e consolidar uma cultura homogênea. expressividade e eficácia às massas informativas.Disponibilizar um sistema de fontes e gestores – preparar especialistas. para dar fluência. Aperfeiçoar o grafismo/estética das linguagens – melhorar os padrões morfológicos e estéticos dos canais. a partir das bases. a partir da massificação das informações de interesse geral. . Aprimorar comunicações ascendentes – estabelecer interação mais estreita entre a cabeça e os corpos funcionais.