You are on page 1of 4

VEJA OS ABSURDOS ACHADOS PELAS AUDITORIAS FEITAS NA BANCOOP PELA THERCO

Ref: 2006
AUDITORIA DA TERCO APONTA PARA FALHAS INTERNAS CONTRARIANDO O QUE VACCARI SEMPRE PREGOU QUE DOCS ESTAVAM DISPONIVEIS segue anexo auditoria de 2006, com comentários de 2005 ano em que Vaccari se tornou presidente, embora esta na bancoop desde a fundação. destaque PAGINA 30 ..............item 3 controle do saldo imibilizado impossibilita exame da existencia fisica dos itens registrados no ativo fixo. página 30................item 4 impossibilidade de controle e confronto ========================= página 30 ..............item 5 nova forma de controle não permite aferição ============================ página 30 ................item 6 novo controle ( programa novo) mas, bancoop não apresenta demonstração contábil.

=================================

página 31.......................item 7 pratica administrativa da bancoop impossibilita analise do INSS, e liberação de escrituras. ============================= página 32........................item 8b bancoop realizou operação comercial com terceiros COM CHT APCEF COOP (ERA DE UM DOS DIRETORES DA BANCOOP) EMURB PELO ESTATUTO NAO PODERIA. ==================================== PAGINA 32 .................item 8 (e) a bancoop nao apresentou controle individualizado da composição do capital social, e do fundo garantidor de quitacao. ====================================== pagina 33 ...........................item 11 fragilidade nos controles internos da bancoop, nao permite auditoria fazer analise e opinar. -----------------------------------------------moral da historia,

a auditoria confirma descontrole interno confirmando opinião de juízes.

SEGUE 2007

Ref: 2007
AUDITORIA DA TERCO APONTA PARA FALHAS INTERNAS CONTRARIANDO O QUE VACCARI SEMPRE PREGOU QUE DOCS ESTAVAM DISPONIVEIS segue anexo auditoria de 2007, Destaques relatório da auditoria Pagina 28...................item 3 Relatório financeiro de fornecedores ou contas a pagar não possibilitam o confronto dos saldos contábeis. Pagina 28....................item 4 Controle dos saldos mal elaborado, impossibilita controle Pagina 28.....................item 5 novo controle ( programa novo) mas, bancoop não apresenta demonstração contábil. Pagina 28..................item 6 pratica administrativa da bancoop impossibilita analise do INSS, e liberação de escrituras. Pagina 29.................item 7 Bancoop tem ações de cobrança Realização de valores a receber e incerta Pagina 30................item ...(b) Cooperativa realizou operações comerciais Com terceiros Pagina 30 ......................item ..(c) Identificado retenções técnicas sem identificação de documentos

Pagina 30....................item 8 Auditoria destaca 5 pontos que contrariam praticas usualmente adotadas pagina 30 ...................item 9 destaca possíveis problemas com tributos federais auditoria destacou o descontrole interno

Ref: 2008
AUDITORIA DA TERCO APONTA PARA FALHAS INTERNAS CONTRARIANDO O QUE VACCARI SEMPRE PREGOU QUE DOCS ESTAVAM DISPONIVEIS segue anexo auditoria de 2008 Destaques relatório da auditoria

pagina 2...........item 3 Controle dos saldos impossibilita constatação da adequação dos saldos

pagina 2............item 4 impossível verificar adequação do recolhimento de INSS ate 2004

pagina 2...............item 5 a realização de valores a receber e incerto

pagina 3................item 6 cooperativa realizou operações comerciais com terceiros

pagina 4.............item 7 auditoria destaca 4 pontos que vão contra praticas usuais e corretas pagina 4.................item 8 tributos federais sujeitos a questionamentos.

isso vai de encontro com os dizeres da bancoop que docs estavam a disposição