I

I

O mundo

renascendo cem

03

L

'

1 PASCOA - VIDA MOVA

'Mais uma vez é Páscoa! Cristo ressusc~toucomo esperança de vida. Somos convidadora uma-V@aNova.
' 1

'.

EMBORA sozinho, continue a caminhada! Se todos o abandonarem, prossiga sua jornada. Se as trevas crescerem em seu redor, mais uma razão para que você mantenha acesa a pequenina chama de sua fé. bião deixe que sua luz se apague, para que voco mesmo não fique em trevas. Ilumine, com sua luz, as trevas que o circundam.

entre nós para

I

NOSSO PADROEIRC
i

\
0 1 A Barca

..............................0 1
........................... O 1
G H .....................02,

1

02 Ab' P a i .

0 3 A Mesma Canção..

..................02

. 04 A Começar em m i m
06 Aré Drave...

i
Sáo João B a t i s t a de La S a l l e Nasceu em 1 6 5 1 Reims n a F r a n ç a . Ordenado s a c e r d o t e a 07 d e a b r i l de 1678. compreendeu a n e c e s s i d a d e u r g e n t e de p r o v i d e n c i a r p e l a e d u c z qão c r i s t ã d o s f i l h o s do povo e a b r i u a s p r i m e i r a s comunidades l a ~ s a l i s t a s . P r e o c u p o u - s e , La S a l l e , com a p r e p a r a ç a o dos e d u c a d o r e s , fundando a p r i m e i r a e s c o l a normal ou do m a g i s t á r i o . S i s t e m a t i z o u o método s i m u l t â n e o de ensino, organizou u r o t e i r o p a r a m f a c i l i t a r ao p r o f e s s o r o conhecimen t o i n d i v i d u a l dos a l u n o s , c r i o u a e s c o l a moderna de segundo g r a u sem l í n g u a s c l Z s s i c a s , a b r i u uioa e s c o l a de r e e d u c a ç ã o p a r a j o v e n s d e l i n q l i e ~ tes.. Foi e s c r i t o r fecundo. Fundador da Congregação d o s Irmãos Lassalistas. P a d r o e i r o do n o s s o C e n t r o E d u c a c i o n a l La S a l l e . E p a r a a l e g r i a da f a m í l i a l a s s a l i s t a , o Papa Leão X I I I o i n s c r e v e u no C a t j l o g o dos S a n t o s , em 1900. Pio XII o proclamou P a d r o e i r o Univer s a l dos P r o f e s s o r e s e C a n d i d a t o s ac ~ a g i s t é r i oa 15 de maio de 1950. Sao J o ã o B a t i s t a de La S a l l e Rogai p o r nós.

-

I,O8 Carninhada.. .
i

07 A F o n t e . .

...
Arr

09 Canç'e o da

10 C r e i o em T i .
!

1 1 Canção p a r a o ~ a t r i i n ô n i o
Certeza..

i 12 8

.............06 w ...........................-06
I
r07
.@&.

1

1 Como 6 grande 0 Meu Amor p o r voc&O7 1

'14 Cznçào p a r a Oscar

:I5 Cançár d a s C r i a n p r s . .

......

...O8

'16 C r i s t a Vrve em m i m ................... 0 8 '17 Deus.. ...............................09
1 8 D ê um S o r r i s o .

.......................04 ,19 Deus é Real. ......................... 10 '20 Deus e s c á a q u i . . .....................lO '21 Deus Natureza ........................ L1 22 Evangelho Vivo.. .....................11 23 É Irnpossivel ......................... 12 24 F i l h o da T e r r a . ...................... L2 ..............................1 3 25 ~ ê n e s i s 26 Irrnãa S o l , ir& Lua.... ..............L3
27 Louvado Se;a o meu S e n h o r . . . . . . . . . . . . 1 4
2 8 L e i a o Evangelho . . . . . . . . . . . 4 ..........i
j29 Minha T e r r a tem um Salvador..........15

.

'30 MZOS A t e r r a s . .

I

.....Lit.p............L5

!31 Missa da F l o r . . .

..................... 16

.

-

.

I

4 Nada t e Pertubes

...................... i . 1 7

i

woc2

A

5 flova Sou . . . . . . . . . . , . . . . . l ................E

1 f

C~M
ASSIM

6 O silêncio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . I 9
7 Oraçào d e s ã o Francisco

ALGO

.................19 .......... 21

8 orasdo da Paz . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . i 0

9 Obrigado Senhor .............1 ............2
O O Imprortante é a R o s a . . . . . . . .

1 Quero Louvariie . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2 2

vuc C MAIS

DO QUE SEI

Br\
CRM

2 S.,..

paz..

........#.. ...............22

, 3 Santo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2 3
~4 Santo & . . . . . . . . . . . . . . . . 2 ................,3

C

A N I S QUE PENSEI

6 Sobre 'a ~ e r u s a l é m. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2 5 .
,7 ~ a c r á r i oVivo
J 3

............................25 Trip Tropical ...........................5 2
.....................................27

19 Tua presença . . . . . . . . . . . . . . 2 ..............6

i0 Vem Louvar . . . . . . . . . . . . . . . 2 ...............6

i1 você

fl0JE , ÃEMPUC , CAMINfIO 1 VERDADE ,
VIDA

ONTEM

9

I

VOU MORRER DE SAUDADES
-

.jM

ESPERANCA !
I

,

i-,---

VOU MORRER DE SAUDRDES.

A

-

Náo buscastes nem sáblos nem ricos Somente quer& que eu te siga
SENHOR TU ME OLHASTES NOS OLHOS A SORRIR PRONUNCIASTES MEU NOME LA NA PRAIA E ~ L A R G U E O MEU BARCO I JUNTO A Ti BUSCAREI OUTRO MAR.

.
O

Tu sab& bem que em meu Barco Eu não tenho nem ouro @ espada h %mente redes e o meu traDalPa
Tu minhas máos solicitas,
9

!~eucansaçoqueaoutrosdescan~e Amor que almejo seguir ama&.

/.

.

1I

Tu pescador de outros lagos, Ânsia eterna de almzs que esperam amigo que assim me chamas. í3~ndoso

i
I

I

Maria tu 4s vida para mim Minha alegria na dor, no amor, tudo 6s Maria tu sabes o que tu quiseres Com a tua força de amor iA no CBu me levaras Maria, te dou se tu queres o meu coração Tu das o amcr que não passa jamais Se ficar aqui iremos no mundo juntos A tua presença serd Gota de Paralso na humanidde Maria, contigo sempre estare1 Em cada manento da vida cantando te zmare Seguindo teus passos Em ti eu terei A luz que ilumina os dias As noites do meu coração Maria te dou

....
I

VEM LOUVAR
P a i Nosso Ovinic
G

A (81s)

1. Hoje B tempo de louvar a Deus,

Em nbs agora habita sau espírito. REFRÃO: Então tS sb cantar E a Cristo exaltar. E sua glbria enchera este Mar. Vem louvar (duas vezes Glória a Deus (G!6riz a Deus).
2. No meio dos louvores, Deus habita. É seu prazer cumprir o que nos diz.

Então 15 s6 cantar

E a Cristo exaltar. E sua gl6ria encherd este lugar.
Vem louvar (duas vezes Glbria a Deus (Glbrio a Deus).

Ele veio mostrzr que não estams 55s
Ele cst4 nessa fiar que nasceu no jardim Ele osta na criança que chora e que ri Porque bate nela um coração Pccque vibra nela una cançáo A mais pura que h6 que nos dd forca prd lutar Enquanto a gente n2o parar pr5 pensar Enquanto a gente náo pensar pr6 agir O b m e m correr4 o perigo de não mais sorrir ,Equanto o sol nascer e teimar em entrar ,No :eu coraçao, por favor eu te peço 'Deixa ele entrar, deixa ele te iluminar ' ~ e i x ale entrar, deixa ele te iluminar a E o c6u entao se abrir3 E a flor mais bocita do nosso jardim BroiarA para mostrar que vale a pena lutar Brotar4 para mostrar que vale a pena ' '~utar contra o 6dio e desunião lutar potra a guerra e a destryiç30 Lutar pr6 que o homem possa voltar a sorrir Lutar pt4 que o homem possa voltar a sorrir E al 1 de cima Ele entáo sorr1r3 , . 4 Pois náo foi em v% o que fez por aqui O ser humano enfim soube compree~der A mensagem de amor que Ele veio rezar Pr6 que o homerh \o morra jamais P:d que venha definitivamente e a paz Prb. podemos, quem sabe, cantar a mesma cançác Pra pdermos, um dia, contar a mesma c a ~ ç ã o Pr6 p d e m s cantar a mesma canção.

hwi

astuu eu s i i â u c i o , e .TU3 v m 2 esctar, m a TJe r e e o s h e s co=o devo T e emr.

!.ia g r s ç a ne envolve, Tel: oer e s t á ea =eu
ier.

h e r o . senhor bem arnado, se3?r? Te 3ertexce

&

Vamos !á, viajar, e prA ja Vamos a canlar Já pintou, tanta cor Oue astrat, olha o visual Que c8u mais lindo Azul + tipo i m p s s l v d A incrívd, c m u a hora De ser um pouco mais sensfvel

i

'E4 tenho pressa, viver r*, ineal \ ~ b me interessa Retire a fantasia e vamos nessa Abrir o mraçáo para amar

O sol m v i d a a encontramos A sakla, nova vida
Pois Deus espera, A cons.ç&i da nova era. Sinta a luz. sinta o ar Sinta a paz, isto Cristo traz Libertar, emçtio, E lutar pela uniáo.

A c o z e ç a r e n n-in
quebra corações,

Ppra qua se j á r o s t o t a w
como

u-

T es em n5s. ü

(2%)

&.+e

há f r i e z a que h a j a amor, On5e há 6 d i o p e r d J o ,
Para que Teu C o r 2 0 cr33ç3

assin, &no
? erfeição. i p

e

__- - - - SE Q U E R E S

A!.e!-.Fa,
LU.

.

, L.>.. . , I c k i a .LEU. .UTA, ( 2 xj

.

;E Q U E R E S

QUE S E U SOHlI(I

SE ROALItE,

.

AST TA CONSTRUI-LOV A C A ; . DE
PEQUE:tOS C O X P C C S ,

*

TRhRALlInS S I N C P . I O S ,

Çvando estamos u n i d o s

CRESCEH c o n T U R E Z A .

tst53 entre nós, e n o s fala&?s da tua vida :

SE Q U E R E S V I V E R A

VIDA C O H A L E c R í A ,

ttÃd SE APRESSt NUNCA,

FACA AS POUCAS COISAS

, n A s ~i

F A C A 0x3

con Este n o s s o m n d o sentido terá, se tua ' ? a l a n a eu

s r n P t r c r o A o e C'ALECRIA.

DIA A P Õ S DIA, P E D R A A P ~ SP E D R A ,
C O N Ç T R Ó I S E U SONIIO D E V A C I R ,

DIA A P ~ SD I A

V ~ S C Z R X ST A H D E ~ ,

E VERXS A C L ~ R I AD O S C ~ U S .

ATC BREVE

Tom: dó

Náo, Ele n3o vai acabar

C,. '
igual Vai, aprenta a o ' P a i , seu mrnirjo-luz que chegou no Natal
O junto

Ele vai continuar Toda vez em que vocé cantar Vai enxugar esses olhos molhados Leve com voc8 meu abraço Qualquer dia a gente se v 8 6, 13,b Pr6 recordar, cantar nossas cantigas Lhe abraçar, falar de nossas vidas Desse Deus que há em mim e em voc8 Não, eu não vou me despedjr , Eu vou lhe prender aqui Dentro do meu coraçao, então Vai que o tempo passa depressa qualquer dia a gente conversa Qualquer dia a gente se vé, 6,6,b Pr6 recordar, cantar nossas cantigas lhe abraçar, falar de nossa vidas Desse Deus que h6 em mim e emvoce.

à sua c r u z , quando Deus morrer f i c a de pé sim, Ele t s salvou, mas o oferegeste por nós com toda f é

renovar e s t e s a c r i f i c i o de , Jesus. Morte e r e s s u r r e i ç ã o . , vida que brotou di Sua o f e r t a na cruz.
N~'Z . rs

I

Mãe, vem nos e n s i n a r a f a z e r da vida um2
obl ação Culto agradável à Deus é f a z e r o f e r t a dc proprio coraçao.

de Joveiis c0111C'rtsto
--I I---U--u

PAJULA

I

SANTO

/ A FONTE

Introd. Zx

- 2x

E E#

.

I

A lua e as estrelas, Senhor 6 santo. Uma ave m céu. o Senhor 6 Santo. , Tudo isso me diz que A santo: O Senhor d sanio. O verde das matas. O Senhor 6 santo. Um fruto maduro. O Senhor 6 santo Tudo isso me diz que 6 santo. Q,Senhor A santo.

c

i

REFRÃO: ~ b u e terras v80 passar, s %Mil imerios desabar. Santo, Santo. Agua. fogo, terra e ar. Tudo isso a clamar. Santo, Santo,

Dentro de mim hd uma fonte. Uma fonte de amor. Dentro de mim hA uma ponte, Para o imáo para o Senhor. Posso perdoar quem me feriu E ate levantar se êle caiu. Eu tenho a paz (eu tenho paz) Prd perdoar (pra perdoar). Eu tenho amor (eu tenho amor) PrA te dar (prA de dar). Eu sou bom (pois eu sou bom) Meu pai B bom (meu Pai é bom), Meu irmão 6 bom (meu ~ m á o bom). 4 Minha mãe é boa (minha mãe 6 boa). Eu sou bom.

1

' As borboletas, o Senhor A santo:

Uma planta termelha. O Senhor 6 santo. Tudo isso me diz que santo. O Senhor B santo. I O vento no rosto. O Senhor A santo. 1 A saudade de o l g u h . o Senhor A santo. Todo canto me diz que B saf?to. O Senhor B santo.

'

CAMINHADA Algu6m chama, Ele me ama E me, conduz, e me quer feliz Ele fala, s6 escuto Paro mudo, e o que Ele me diz: REFRÃO: Vem me seguir Que eu caminho junto com você ao fim Depois da caminhada você 6 feliz Se deixa todas as coisas s6 por mim. (Por mim) Vem me seguir Que o meu caminho 6 o da porta estreit; F Slrn PorBm ao acabar junto de mim Você vai entender por que é bom 1 E bom servir
I Ele quer

1

Santo, Santo,

santo

6.

santa k . Javeh.

DRIS do u n i v e r s o ,
Ó Senkor

(&a
a1tv.r~~

i

Céus e t e r r a v o s p r o c h n e r n FoderosQ,
Hosana, do h o s a n a nas

B m r l t o o que vem e+ norrie

Senhor.

uma resposta rodo dia de vote irmão É diflcil a caminhada E por isso , Ele lhe estende a máo
1

I

19

--

-

;

Enconlto de Javeiis Com Cristo IILIIIIL...III Canção da América

YIIYY-I~--.--------_ . _ -

-

-

migo é coisa pra se guardar ebaixo de sete chaves entro do coraçào ssim falava a canção ue na Amirica ouvi Ias quem cantava chorou o ver seu amigo partir

1. Quem h m - k ? sempre mais e maio buscar o teu querer, tua grata conhecer. - quero louvsr-te.

.(BIS: -

c3

REFRÃO:
3 aves do c& cqtam pzra ti.

s feras do c a m p refletemteu poder. Gero cantar, quero levantar as minhas mãos a Ti.

das quem ficou, no pensamento voou oni seu canto que o outro iembr~u quem voou, no pensamento ficou o orri a Ie~iibranyaque outro cantou
imigo 5 coisa pra se guardar io lado esquerdo do peito nrsmo q w o tempo e a distância digam nAo nesn-ioesquecendo a canção t que iniportaé ouvir i voz que vem do corar.ão

. Quero amar-te...
Quero servir-te...

4. Quero buscar-te...

5. Quero adorar-te...

'ois seja o que vier, venha o que vier palquer dia, amigo, eu volto t te encontrar qualquer dia amigo a gente vai se encontrar
CREIO EM TI
C R E ~ Ó TI És MINHA LUZ; EM É s A MÁO QUE ME CONDUZ & MEU DEUS MEU CRIADOR, MEU SENHOR E SALVADOR. Creio em ti Senhor, que fizeste o homem, Livre pr& pensar, livre pr& sonhar, Livre para amar. Creio em cada um que constr6i vida, Mesmo sem saber, mas por seu querer, Sabe se entregar. Creio em ti Senhor, que fizeste a flor, Para me mostrar, que nem tudo 4 triste, Que nem tudo d dor, Creio na esperança, creio na aliança, ~ u tueprometeste, ela 6 minha í o r ~ a 0ue viver. --•

São as mvas Psperanças S3o as novas emoçbes Sao os novos horizontes Que nos enchem os corações De paz e n3cwiolhcia Na co'nsci&ncia dos valores reais ,Que nos trazem a Paz ,E nos fazem crescer sempre mais

i
I

Vamos dar as máos a esse povo oprknidú Povo sofrido, doente, o que sente na pele ,Os problemas que a vida lhe traz
I

Que lhe traz Náo adianta esperar a situaçao piorar Náo adianta sonhar, táo &co reclamar Vamos acordar, vamos lutar, v m s vencei

E vamos fazer esse povo entender Precisamos amar, precisamos sentir Que o amor h4 de vir e soltar nossa voz.
Via a voz S.O.S paz S.0.S amor S.0.S flor S.0.S natureza.

C '1

mz b

- - - - . . I - L - - C - . - - - . . -

--

C%

8 .-

OBRIGADO SENHOR

I

rigado, Senhor, porque és neu amlgo
irque se.qre comigo, t u e s t á s a f a l a r ; I perfuciê das f l o r e s , na harmonia das cores M rnar que muruura o t e u nome. a r e z a r .

icondido T u e s t á s no verde Ca f l o r e s t a ,
is aves em f e s t a , no s o l a b r i l h a r ,
I

sombra que abriga, na b r f s a d g a na f o n t e que c o r r e l i g e i r a a c a n t a r .

agradeço ain&, porque na a l e g r i a na dor de cada dia, posso Te encontrar iando a dor nc ccnsom, m u r m u r o o I = u riore mes;cP s o f r e n b eu p s s o c a n t a r :
i i
4

Ver nascer em n6s uma nova vida, Cheia de amor e pêz, C a m i n h a m s juntos pela estrada Oue n.50 termina jamais

...

Vou lhe dar um amor sem fim,

icondido Tu estás, no verde da floreat-., i s aves es f e s t a , no s o l a b r i l h a r , r sombra que abriga, na b r i s a a d g a , na f o n t e que c o r r e l i g e i r a a c a n t a r .
33.iSENEOR

O que hd de melhor em mim,
Ser teu companheiro, estar sempre conhça, ser o teu primeiro e melhor amigo. Dar Iodo o carinho e a força do abraço na alegria e dor, seja aonde for, SEr sempre teu namorada. Ser tua companheira teu caminho certo, ser tua prrmeira, te senhr bem perto, dar toda temura da mulher amada na alegna e dor, seja aonde for, ser sempre tua namorada.
1
A

!'

OBRiG493 SWAOR!

E voce que vai sozinho ?elas ruas da cidade; . não repare a falsidade dos que váo

...

CERTEZA

Deixe tudo no caminho vem 6 outro o seu destino h5 uma rosa e um menino em vocb

...

O IMPORTANTE

C R n A EM MIM

e A R O S A'(tr4s vezes) '
.
,

E voc4 ao 501 poente, ' oihos brancos tão somente se esquecendo de repente de chorar

.-

E voce que é cançso, e do amor fez universo pr5 voc8 todo o meu verso de . . - - irmáo

...

Eu trago uma cançao Dentro do meu coraçáo Cheia de alegda Que eu guardava ate entáo e n8o sala Náo sei se por medo ou melancolia Mas tinha a certeza que um dia Ela acordaria prd fazer todo hcmem atardor Cada braço lutar Cada rosto sorrir Pr2 fazer a ciranda girar . Cada m3o se empenhar m s constmii 6 para fazer voc8 descobrir Que as coisas de D ~ Ue s t k por fazer S E a forca náo perde, náo vai deter O que iem de acontecer.

w

.

V PAJULA -

<-- I.--

1990

'!

M E U

-P
A M O R

" O C ?

ORAÇÃO D A PAZ
_ I I _

Cnsto, quero ser instrumento D e tua paz e do teu infinito âmor Onde houver 6dio e rancor Que eu leve a concbrdia, que eu leve o amo
COMO

C &

O MEU

ARO*P O R

Vkt.

REFRÁO:

Onde há ofensa que d6i que du leve O parda0 Onde houver a discbrdia Que eu leve a uniáo E tua paz

Mesmo que haja um s6 coração Que duvida do bem Do amor e do c4u Quero com firmeza anunciar A palavra que traz a clareza da f4

CANÇÃOPARAOSCAR
Hoje na estrada encontrei algu4m assim que pensa como eu, que quer ser feliz, Velas estão no mar, pessoas de partida querendo caminhar, voar, mudar de vida.

-

Onde houver erro Senhor Que eu leve a verdade, fruto de tua luz Onde encontrar desespero Que eu leve a esperança do teu nome Jesu! Onde eu encontra um irmão A chorar de tristeza, sem ter voz e nem vez Quero bem no seu coração Semear alegria pra florir gratidão Mestre, que eu saiba amar Compreender, consolar E dar sem receber Quero sempre mais perdoar Trabalhar na conquista da vitbria da paz.

um guerreiro das estradas, um herbi de calça L&.
1 A luz das estrelas clareando o meu caminho

i

i

CAHÇÁO

DAS CRIANÇAS
'-0

,una o n k ç A o

PDR SEU

JEMAO.

i
I

P E D 1 h 3 0 PAZ, G R I T A N D O AMOR O

E

SILCNCIO

I
f
i

E S T A FALANDO

'

PUE TEU AMOR NO T E U SENHOR.

DRAÇÃO

DE SÃO

FRANCISCO
(BIS)
'

I

;ENHOR, F A Z C ~ D E MIM JM INSTRUMENTO.DE TUA PAZ

Ij
1
/

Onde h4 dúvi&, que eu leve a 16 Onde h4 bdio, que eu leve amor Onde hd ofensa, que eu leve perdão Onde hd discbrdia, que eu leve união Onde hd erro, que eu leve a verdade Onde.hd desespero, que e u leve a esperança Onde h4 trevas, que eu leve a luz Onde hA tristeza, que eu leve alegria.

I
I

i

]

I

Eu vi a esirela paquerahdoum m e t a I Eu vi a nuvem passeando IA no c6u Vi um menino se banhar na cacbmira Eu vi a vida eu vi a vida ; Eu vi a rosa perguntar pra margarida \,Sea vida é boa e vaie a pena ser vivida E voc8 sabe o que ela respndeu? Olha pro c&, 4 todo seu - ,Vi um coqueiro balançando com a brisa' Ia dançando de maneira diferente Nem parecia que era pianta, era gente :igual a mim e a voe8 $A vem a zetra balança& o seu rabinha {Vem a girafa, o macaco, o poquinha jla vem-o gato, o cachorro,.^ passarinho jiá vem a vida no seu caminho j vem o peixe na imensidao do m U r 6 vagabundo nunca pensa em trabalhar Pra que correr se existe um luar Pra se banhar, pra se banhar 'IA vem a onda pra k e r chuh chuA Bater na p d r a e depois voltar pro mar Fazer barulho e depois ir descansar Chud, chud, chuá, chud Lâ vem o rio f a z e m a sua festa .Vai deslizando ziguezague na Roresia E quando chega a Sicharada e toda a gente Fica contente, fica contente E assim a vida b melhor a cada dia Nos dA presente, dA amor, dA aiegria E voc8 s a k por que ela C) boa ai!sim Pois tem um Pai que pensa em mim
I CRISTO VIVE EM MIM
? -

y TA m F-'1': C G

,

li

4

Oh, Mestre, que eu não busque tanto ser .. consolado Mas consolar, Ser compreeni3iã.o Mas compreender, ser amado Mas amar Porque 4 dando que se recebe 6 esquecendo que se encontra perdoando que'se encontra o perdão É 6 morrendo que,se ressuscjta para a vida eterna.

e

Gristo vive em mim Aleluia (BIS) 6 que maravilha 6, poque Cristo vive em mKn. Cristo vive'em ti, Aleluia (BIS) 0 que maravilha R, porque Cristo vive em ti. . Cristo vive em n6s, Aieluia ' (BIS) Ó qubmaravilha é, porque Cristo vive em 176s. Cristo vive em mim, Aieluia Ó que maravilha é, poque Cristo vive em nós.

Nada te amendronte Tudo, tudo passa, Só Deus, s6 Deus não passa. A paci8ncia tudo alcança A quem tem Deus nada falta ç6 Deus basta, 56 Deus basta.

NOVO SOU
I

I

DEUS
Sou a paz que te vem Nesse mundo que vai Esse grito que tem No cantar que te sai. Ouvi a mim e vlnde a mim Eu tenho amor e de ti sou Senhor. ME CHAMAM ?E DEUS MEU FILHO ERA UM REI AINDA HA QUEM NÁO CRÊ NESTE FILHO QUE DEI Eu tenho a paz Eu tenho tudo Eu tenho o mundo em minhas mãos. U m c b tedou ' Etemo sou. Todo de-amor, todo de luz.

2heia de paz 6 a vida em oração Vela o Senhor renovou meu coração >ermiti que Jesus me curasse os pecados e o pranti f a mim revelasse o Pai pelo Esplrito Santo de amor Uwo sou, Aleluia, Aleluia, Novo sou, Alelula (BIS)
I

ORAÇÃO DE UM J O V E ~ TRISTE'
<

-

.

Sorriso aberto Sorriso certo, cheio de amr
Quem tem Jesus Gosta de cantar Estd sempre sorrindo ' Mesmo quando n3o da Tropeça aqui. 6! acold cai Mas depressa levanta e começa a cantar

Eu tanto ouvia falar em ti Por isso hoje estw aqui, . Eu sempre tive tudo o que quis, .. Mas te confesso: N'3o sou feliz. Calça aperiada, de cinturIio, Toco guitarra, faço canção, Vas quando eu tento me procurar, Eu náo consigo me encontrar. Cubro o rosto com as maos E uma tristeza imensa me invade o coração .lá, jã não sou capaz de amar ' E a felicidade cansei de procurar. Por isso venho buscar em 5 . O que não tenho, o que perdi, Vesudo em ouro te imaginei E tão humilde de encontrei. Cabelos longos iguais aos meus Tu és o Cnsto, filho de Deus! Tanta ternura em teu olhar, tua presença me faz chorar Ergo os olhos par2 o ceú E a luz do teu olhar me deixa táo feliz. Se, se jamais acreditei, Perdoa-me, Senhor, Pois hoje eu te encontrei.

...

A v .

E t i n h a o o l h a r mais b e l o que ja e x i s t i ;

Tinha n3 f a l a r uma orasão nc c a n t a r
A mais l i n d a canção que j a s e ouviu

.

I
I I

Sua voz f a l a r i a s j de amor podo g e s t o seu e r a de amor e paz ELe t r a z i a & c a r l ç k no E l e p e l o s c i n ~ p o sc d n h o u sub,iu a s montanha,?
E f a l o u do amor maior. f e z a l u z b r i l h a r na

Se eu fosse contar o que de a l g u h ouvi Poderia um detalhe esquecer. j Pois quando se conta algo que não se v&, 1 Muita gente telvez não vá crer.

REFRÁO: Mas o que senti com o toque da fB E ate com os olhos da alma eu vi.

:i

que atfm

06 um tempo e escute e verás afinal Que o Deus que eu achei b real. Um Deus que um mundo Cio lindo criou, Muito amou a você e a mim. Por isso seu filho ao mundo mandou Nos trazer salvação que 6 sem fim.
Mas o que

1 4

vida que s e tem & F s t e uma o u t r a v i d ~ .a?;::

...

.

: assim o r e n a s c e r . marrer nZo é o f i m

rude que a q u i e l e f a l o u
lãs

Deixa claro ele vive em meu coração, Encontrei seu perdão e a paz sem igual. Digo então que meu Deus 15real. Sim, Deus 6 real. Deus e real!
CCIFGCGh3Hrn
i

passou e v a i seTpce e x i s t . i r

F l o r e s nos Luqares que pisou
3 uni czmlnho c e r t o a s e g u i r

2u s e i quc u .?ia e l e vai v o l - t l r m
i: nos mesmorr

campos procurar

, 1. Deus está aqui (sim esta aqui)
--

3 que p l a n t o u v a i c o l h e r o que de heli na3ceu

% a r a r p e l a semente qun morreu -

--

-

sem c r c s c a r

.! .

i

:

Táo certo como o ar que eu respiro. Táo certo como o amanhã que se levanta T b certo c m eu fab e podes me ouvir. o
2. Jesus está aqui

Mas ainda' é tampo de . p l a n t a r Fazer d e n t r o d e s i o quanto de ?=em Yascer p r 3 l h e e n t r e g a r quando
E l o a q u i chegar.

...
...

3.

O esplrito esfá aqui
Mana esfá aqui

1

4.

...

a

MISSA DA FLOR

"&h+ ~ D7
Vem sol, luz do caminho Aquece o campo de vida Que temos de atravessar. Vem sol, vem de mansinho Com passarinhos, flor a brotar Vem mar, abre o caminho Paz traz nas ondas, Espumas que rolam com vento a soprar, Vem mar, calmo e sozinho Abre o caminho pois vamos passar. REFRÃO: COM DEUS EU QUERO FICAR COM DEUS SEI QUE VOU AMAR LIVRE É MEU CAMINHAR . MEU DEUS VAI MOSTRAR QUE A VIDA É PARA SERVIR O AMOR PARA SE REPARTIR A PAZ PUA SE TRANSMITIR O RISO PRA DAR. Vem Deus, mostra o caminho -eva teus filhos para vida que vemos em nosso sonh; ilem Deus, vem de mansinho, traz um carinho Jem pra ficar.

btrod.

-

2x A7x 0 m d ~ # m m

2xC Am Dm G7

I

t

Quando eu vejo a ave voar Cortar o azul dando giros ar Lembro voc8, me dA Ansia de chorar , Quando eu sinto o aroma da Ror Beip infinito matizes de cor Lembro de mim, preciso tambem de a r o I O sol a iluminar . Tanta coisa t3o bonita a falar de amor É mensagem muda que traduz a luz Tudo que penso em falar Tudg que quero fizer pra vocb Cab-por que a b r fatta bem melhor Entrego nessa fbr Meus anseios e desejos de me entregar Pois a verdadeira estima 4 a doaçao Quero cantar e sòrnr E para isso preciso voc8, de seu amor De tudo que diz voc8 Sou feliz pois amo a Ror E assim amo voc8.

I

Pai. cu quero pedi r , ncs tc aonieiito, que vocf f i q u c comigo. Veado o c é u e s t r c l d d o c t o d o O b a r u l h o i~ n a t u r e z a , t i s i n t o a o meu I a d a

E VOU FCRCORRENDO O CAFIItlHO L E Y A f I D O TEU NO;,![ F O R G C S T O ' E A Ç A O . VOU S E R EVAI4CEI.110 ' I V I V O f R @ HEU IRllhO ( l i i s ) I \pai, agora agradeço p o r tudo o q u e t c n h o e ùt; mesnid a v i d a q u c t c o f e r e ç o . Mesmo quc c u s e j a p e q u e n o ; me s f n l o t 3 0 g r a n d e . p c i s s e i q u e t c r i h o e'ni mcu c o r ~ ç ã o .

I-. -

MINHA TERRA T W tM SXLVWR

Eu bem s e i que na v i d a a n d a r e i t a n t o quanto meu passo pcder a l c a n ç ~ r l Ta&& s e i que o Senhor m e convida a v i v e r , p e l e g r i n o sn busca do bem. Quando a d o r vem m r a r p e r t o do c o r a ç ã o e a saudade p r o c u r a o perdão. Vejo C r i s t o v i v e r e m r r e r por amor. Vejo a v i d a em mfm renascer! b o d a vez que acontece m a quebra não s i n t o mais nada não consigo ver! Eu descubro a verdade profunda e m meu s e r e u s ó vivo a p r o c u r a d e Deus. Quando o amor vem morar p e r t o do c o r s ç ã o e o m i s t é r i o vem m e d a r a G o . , Vajo C r i s t o a a l e g r i a que r e s s u s c i t o u . Vejo a v r d a ca!!inhar m o na 60: Quando a paz vem morar p e r t o do c o r a ç ã o e a esperança me chama de irr?>o. V e j o C r i s t o Senhor, C r i s t o meu Redendor. kinha t e r r a tem un Salvador! t

O l b em tudo e sempre encontro a Ti E s t a s no céu, na terra cnde lor tudo que me acontece enCOntr0 O Teu amor J& nao se pode mais deixar de crer No teu amor.

.

e inposslvel nao crer em Ti

,

E imposslvel não te encontrar E imposslvel'náo fazer de Ti M e ideal.

.i

N o s t a l g i a de .Deus em m i & ' a h n e empcrra m chana me acenze o querer! e Eu não s e i o que s a i n a mals naCa d i r e i só que a v i d a i maior d o que eu. Quando Deus vem morar p e r t o d o c o r a ç ã o minha h i s t ó r i a começa a mudar. Já não sou eu quem vive, o Senhor v i v e mim e 0 f e z - s e meu SalvaZor!

.

NESTA PRECE SENHOR, VENHO TE OFERECE O CREPITAR DA CHAMA, A CERTEZA DO DAR.

Eu te ofereço o sol que bhlha forte Te ofereço a dor & meu ináo, A fb na esperança, o meu amor. Eu te ofereço as maos que estio abertas O cansaço do passo mantido, Meu grito mais forte de louvor. Eu te ofereço o que vi de beb No interior dos coraçbes, A coragem de me translornar.

+

Vindo do amor infinito & Pai O mundo surgiu partindo da luz As trevas sumiram e os raios se uniram Num grande abraço de paz. Do reino das aguas a terra brotou e no fimiamento a esperança se viu sementes no chão, se abrindo para v num gesto de m r doaçb. 1 O tempo formado por raios de luz o sol e a lua das grandes sinais peixes e aves por Ele criados pra crescer, multiplicar. Pra coritinupr a obra divina com um sopro & amor ao homem criou e em suas maos Ele &ou (BIS) o mundo e depois descansou.

-

Louvado seja o meu Senhor

(quatro vezes

-

I

1

Por todas aS criaturzs Pelo sol e pela lua Pelas estrelas do íirmamento Pela agua e pelo fogo Louvado seja o meu Senhor Pcr aqueles que aqora estáo felizes Por aqueles que &ra choram Por aqueles que agora nascem Por aqueles que agora morrem
b

t

-

(quatro vezes

.

Louvado seja o meu Senhor

(quatro vezes

IRMÁO S O L

IRMA

LUA

I

O que da sentido 3 vida É mar-te e louvar-te ,Para que a nossa vida Seja sempre uma canção
?

Doce 6 sentir em meu coraçso Humildemente vai nascendo o m r Doce 6 saber, riso estou sozinho sou uma parte de uma imensa vida I Que generos reluz em torno a mim Imenso dom do teu amor sem fim O c& nos deste e as estrelas claras Nosso i n d o sol Nossa irma lua Nossa mae terra Com Irutos, campos, Rores O fogo, o vento O ar e a Agua p i a Fonte de vida de tua criatura bnenso dom do Teu amor sem fim.

'

Louvado seja o meu Senhor

(quatro vezes,

LEIA O EVANGELHO
Para que procurar A fortuna e o prazer Ê feliz quem aprende Essa vida a bem viver.

I

I Se voce deseja apronder
A ciencia de bem viver.
Leia, entao, com amor O Evangelho do Senhor

E verds que paz e que luz Lhe barA o Cristo Jesus. . ,