You are on page 1of 24

1

EQUIPE: ATILA MIGUEL RENAN RODRIGUES JOCIELIO SANTOS CARLOS ANTÔNIO JORGE HENRIQUE

ORIENTADOR: MYSAEL

INTRODUÇÃO

 Válvulas são dispositivos destinados a estabelecer, controlar e interromper o fluxo em uma tubulação. São peças indispensáveis sem as quais tubulações seriam inteiramente inúteis. 2

às vezes de grande valor. cerca de 8% do custo total de uma instalação de processo.  Em qualquer instalação deve haver sempre o menor número possível de válvulas. especificação e localização. portanto. e para que as válvulas possam ser realmente úteis. merecem o maior cuidado na sua seleção. em média. para que a manobra e a manutenção das mesmas sejam fáceis. pois são peças caras. onde há sempre possibilidade de vazamentos e que introduzem perdas de carga.  Sua localização deve ser estudada com cuidado. .3 OBSERVAÇÕES IMPORTANTES  São os acessórios mais importantes existentes nas tubulações. compatível com o funcionamento da mesma.  Representam.

CORPO DA VÁLVULA 4 .

 Operação motorizada: pneumática. parafusos sem-fim. etc. por meio de molas e contrapesos. engrenagens. .  Operação automática: pelo próprio fluido (por diferença de pressões gerada pelo escoamento). hidráulica e elétrica.5 PRINCIPAIS TIPOS DE VÁLVULAS  Válvulas de bloqueio  Válvulas de regulagem  Válvulas que permitem o escoamento em um só sentido  Válvulas de controle de pressão TIPOS DE OPERAÇÕES:  Operação manual: por meio de volante. alavanca.

 Em qualquer um desses serviços. as válvulas de gaveta são usadas para quaisquer pressões e temperaturas.  São empregadas também em diâmetros acima de 8”. empregadas em quaisquer diâmetros. não deixem muitos sedimentos ou tenham grande quantidade de sólidos em suspensão. na maioria das tubulações de água. por excelência. para bloqueio em tubulações de ar e de vapor. válvulas de bloqueio de líquidos. óleos e líquidos em geral.6 VÁLVULAS DE BLOQUEIO VÁLVULAS DE GAVETA  São. desde que não sejam muito corrosivos. .

causam perdas de carga muito elevadas. laminagem da veia fluida acompanhada de cavitação e violenta corrosão e erosão vídeo de valvulas\Válvula gaveta.mp4 . que se desloca paralelamente ao orifício da válvula e perpendicularmente ao sentido de escoamento do fluido.VÁLVULAS DE BLOQUEIO 7 VÁLVULA GAVETA:  O fechamento dessa válvula é feito pelo movimento de uma peça chamada gaveta ou cunha.  Quando parcialmente abertas.

temperaturas e pressões) e também no bloqueio rápido de água. em média. vapor e líquidos em geral (em pequenos diâmetros e baixas pressões).  Também são recomendadas para serviços com líquidos que deixem sedimentos ou que tenham sólidos em suspensão.8 VÁVULAS DE BLOQUEIO VÁVULA DE MACHO  As válvulas de macho representam.  Aplicam-se principalmente nos serviços de bloqueio de gases (em quaisquer diâmetros. 10% de todas as válvulas usadas em tubulações industriais. .

geralmente de formato trapezoidal. no interior do corpo da válvula. .  São válvulas de fecho rápido.  O macho é quase sempre um tronco-cônico. onde há um orifício broqueado.9 VÁLVULAS DE MACHO  Seu fechamento é feito pela rotação de uma peça (macho). porque fecham-se com ¼ de volta do macho ou da haste.

mp4 .VÁLVULAS DE BLOQUEIO 10 VÁVULA ESFERA A válvula esfera é similar no conceito da válvula macho mas usa uma esfera rotativa com uma furação transpassante no centro dela que permite uma passagem sem perda de carga na posição aberta e fecha o fluxo quando é girada em 90 graus para bloquear a passagem do fluido. video de valvulas\Válvula Esfera de Alta Pressão.

VÁLVULAS DE REGULAMENTO 11 VÁLVULA GLOBO  As válvulas de globo podem trabalhar não só em posição aberta e fechada. devem ser instaladas de forma que o fluido entre pela face inferior do tampão. podendo-se conseguir. pois a pressão não fica agindo permanentemente sobre elas . o que torna essas válvulas a prova de fogo desde que todos os metais sejam de alto ponto de fusão (acima de 1. são válvulas de regulagem. principalmente em válvulas pequenas.100oC).  Na maioria dos casos o fechamento é de metal contra metal. como em qualquer posição intermediária de fechamento. uma vedação absolutamente estanque. Essa disposição tem a vantagem de poupar as gaxetas.  Dão uma vedação bem melhor do que as válvulas de gaveta.  Como regra geral. isto é.

video de valvulas\Válvula Globo. etc.webm . O tampão.VÁLVULAS DE REGULAMENTO 12 VÁVULAS GLOBO  Nas válvulas de globo o fechamento é feito por meio de um tampão que se ajusta contra uma única sede. plana. esférica. também chamado “obturador”. pode ter a superfície de assentamento cônica. cujo orifício está geralmente em posição paralela ao sentido geral de escoamento do fluido.

mp4 .  A válvula se fecha por meio de um diafragma flexível que é apertado contra a sede. são recomendadas para processamentos estéreis. video de valvulas\válvula de diafragma.13 VÁLVULAS DE REGULAMENTO VÁVULAS DE DIAFRAGMA  São válvulas muito usadas para regulagem ou bloqueio de fluidos corrosivos (alimentos ácidos). por isso.  O mecanismo que controla o diafragma não tem contato com o fluido e.  Não possuem fendas e asseguram que não há retenção de partículas.

materiais pastosos. água.VÁLVULAS DE REGULAMENTO 14 VÁLVULAS BORBOLETA  São válvulas utilizadas bloqueio e regulagem. ar e gases.  Utilizadas em fluidos líquidos com sólidos em suspensão. para  Indicadas para tubulações de grande diâmetro em serviços de baixa pressão e temperaturas moderadas.mp4 . video de valvulas\Válvula Borboleta.

 É um nome genérico para designar uma grande variedade de válvulas utilizadas para controlar automaticamente variáveis como pressão. que dependem da correta distribuição e do controle de fluidos líquidos e gasoso. . nível etc.VÁLVULAS DE REGULAMENTO 15 VÁLVULA DE CONTROLE  A válvula de controle desempenha um papel muito importante no controle automático de modernas indústrias. sendo comandada por instrumento automático que administra a pressão do ar e varia a abertura da válvula.  Construídas com tampões duplos balanceados. temperatura. vazão.  Sua operação é motorizada.

16 VÁLVULAS DE REGULAMENTO VÁLVULA DE CONTROLE .

 Perda de carga menor às de retenção por pistão (trajetória retilínea).  Devido à necessidade de fechamento por gravidade. video de valvulas\Válvula.  São indicadas para serviços com líquidos.  Não devem ser usadas em tubulações sujeita a frequentes inversões do sentido de fluxo. existem modelos diferentes para instalação em tubulações industriais.mp4 .  Seu fechamento é quase que instantâneo.VÁLVULAS DE RETENÇÃO 17 VÁLVULAS DE RETENÇÃO TIPO PORTINHOLA  É o tipo mais usual (diâmetros de 2” ou maiores).

a pressão do fluido sobre a face superior do tampão. afastado da sede. Caso haja tendência à inversão do sentido do fluxo. por efeito da pressão do fluido sobre a face inferior. aperta-o contra a sede. Esse tampão é mantido suspenso. interrompendo o escoamento .VÁLVULAS DE RETENÇÃO 18 VÁLVULAS DE RETENÇÃO TIPO GLOBO O fechamento é feito por um tampão semelhante aos das válvulas globo.

 Fabricados e usados apenas para pequenos diâmetros .VÁLVULAS DE RETENÇÃO 19 VÁLVULAS DE RETENÇÃO ESFERA  São indicadas para fluídos com alta viscosidade.

. pode ter abertura gradual  A diferença entre os tipos apresentados acima se dá no perfil do tampão e da sede.  Seu fechamento é feito por mola ou contrapeso.  Sua construção é similar a da válvula globo angular TIPOS:  Válvulas de segurança .  Válvulas de alívio .VÁLVULAS DE CONTROLE DE PRESSÃO 20 VÁLVULAS DE SEGURANÇA E ALÍVIO  Seu funcionamento é automático.trabalha com líquidos.trabalha com gases e deve ter abertura rápida. Abre-se quando a pressão a montante ultrapassa o valor de calibragem “set pressure”. possui sistema de regulagem.

VÁLVULAS DE CONTROLE DE PRESSÃO 21 .

CLASSE II: Vedação por contato metálico-metálico (OBTURADOR-SEDE).in.5% de vazamento em relação à capacidade máxima considerando a pressão diferencial de serviço (especificada) ou 50 psi. o que for menor.CLASSES DE VAZAMENTOS 22 CLASSE I: Apresenta construção idêntica as classes II. Fluído utilizado no teste de vedação: água a 100 psi.01% de vazamento em relação à capacidade máxima considerando a pressão diferencial de serviço (especificada) ou 50 psi. CLASSE IV: Vedação por contato metálico-metálico (OBTURADOR-SEDE). Vazamento máximo: 0. CLASSE V: Construção por contato metálico-metálico (OBTURADOR-SEDE). o que for menor. o que for menor. Vazamento máximo: 0. CLASSE III: Vedação por contato metálico-metálico (OBTURADOR-SEDE). e temperatura entre 10 e 52 °C. . Vazamento máximo: 5x10 ml/min. CLASSE VI: Vedação por contato metálico-flexível (OBTURADOR-SEDE). Fluído utilizado no teste de vedação: ar entre 45 e 60 psi. Os limites máximos de vazamentos dependem dos diâmetros nominais de passagem das válvulas.psi (mililitros por minuto por polegada de diâmetro do orifício por psi) considerando a pressão diferencial de serviço (especificada) e temperatura entre 10 e 52 °C. porém não é realizado nenhum teste de vedação. e temperatura entre 10 e 52 °C. Fluído utilizado no teste de vedação: ar entre 45 e 60 psi. Fluído utilizado no teste de vedação: ar entre 45 e 60 psi. Vazamento máximo: 0. e temperatura entre 10 e 52 °C. o que for menor.1% de vazamento em relação à capacidade máxima considerando a pressão diferencial de serviço (especificada) ou 50 psi. Fluído utilizado no teste de vedação: ar ou nitrogênio considerando a pressão diferencial de serviço (especificada) ou 50 psi. e temperatura entre 10 e 52 °C. III e IV.

23 .

24 Pesquisa www.forumeiros.com imagens http://eureqa.google.com/t6-valvulas-de-controle-va-alem-do-cv-classesde-vedacao Biblioteca SENAI CETCC: Livro: Tubulações Industriais .com vídeos www.youtube.