You are on page 1of 40

TRATAMENTO DO LINFEDEMA

Prof. Dr. Henrique Jorge Guedes
FCM Santa Casa SP www.drguedes.med.br

1 º, 2º e 3° CONSENSO LATINO AMERICANO PARA O TRATAMENTO DO LINFEDEMA

Professor Doutor Henrique Jorge Guedes Neto
Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo Disciplina de Cirurgia Vascular

Lujan, Provincia de Buenos Aires
21-23 Março 2003, 2005 e 2007. 32 participantes Patrocínio Servier

Obrigado FCMSCSP .

DEFINIÇÃO Acúmulo de líquidos. . com alteração da funcionalidade e estética do local afetado. eletrólitos e proteínas.LINFEDEMA . levando a aumento de volume e peso. sais. Manifestação interna ou externa de insuficiência do sistema linfático e do transporte de linfa.

.

.

.

.

.

Secundário ( pós Infeccioso ) Via Comum Lesão do Capilar Linfático .   Linf.LINFEDEMA FISIOPATOLOGIA Falência de baixo débito Transporte reduzido. Secundário ( obstrutivo ) Falência da alto débito aumento da produção de linfa. Secundário ( pós TVP ) Linf.   Linf. Primário ( displasia ) Linf.

< que 24 h Sinal de Stemmer .QUADRO CLÍNICO Edema Sub-clínico Linfopatia Compensada Medição do membro Não melhora com o repouso .

DIAGNÓSTICO Clínico .História Linfocintilografia   Qualitativa Semi.quantitativa Capilaroscopia Linfática .

Vasc.Estudo Linfocintilográfico Qualitativo dos Membros Superiores de Doentes com Linfedema Secundário Tratamento Cirúrgico para Câncer de Mama Henrique Jorge Guedes Neto Tese apresentada ao Curso de Pós-graduação da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. FCM Santa Casa SP . Dr. Valter Castelli Júnior Disc. para obtenção do título de Doutor em Medicina Área de concentração: Cirurgia Geral Orientador: Prof. Cir.

5 sinais Semi .quantitativa quantificação em 5 horas Prognóstico do tratamento .LINFOCINTILOGRAFIA Qualitativa .

Linfologista Dermatologista Plástico Fisioterapeuta Terapeuta Ocupacional Psicólogo Médico Nuclear .TRATAMENTO MULTIDISCIPLINAR Vascular .

Drenagem Linfática Manual .TRATAMENTO Clínico .Compressão Pneumática Intermitente 80% com diminuição de metade das medidas por 2 anos Exclusivo Complementar .Terapia Física Complexa .

Benzopirona Medicamentoso Via Oral ou Tópica Filária  Deca  Abendazol  Ivermectina Diurético .fase inicial .TRATAMENTO Diosmina + Hesperidina Quilotorax Quiloperitônio 5.6 Alfa .

TRATAMENTO Cirúrgico LINFEDEMA DO GRANDE OBESO .

.

.

.

et al. – tese mestrado – 2007. C. after surgery Actually – 30 patients – Hachul Moreno. FHA. Doenças Vasculares Periféricas. MEDSI .P.T. Maffei.Guedes Neto.2000  5 patients after Capella gastroplasty  Infection: 20%  Recidivism: 0% . .2 years follow-up  C. HJ.

C. NO LINFEDEMA GIGANTE .F.CIRURGIA DE RESSECÇÃO APÓS T.

.

.

A – tese – aula de qualificação. .4 years follow-up  Actually – 50 patients – Bragatto. HJ. Madrid. Proceedings of the 16 International Congress of Lymphology. 285-287. 1997.Guedes Neto.  20 cases   MMSS 06 MMII 14  Infection: 2%  Recidivism: 5% . A + Helene.

ELEPHANTIASIS of EXTERNAL GENITALIA Low Incidence Reference Group .

Liposuction .G.E.E.

.E.G.E.

1996 – 2001 : 52 patients .3° Consenso Latino Americano.2003 : 35 patients .Recidivism : 11.7 % ( 3 patients) .7% (2 patients) .G.6% ( 4 patients) 2001.Recidivism : 7.4% (4 patients) 2004 . .Infection : 5% .Recidivism : 10% .E.Infection : 5.E.2007 : 30 patients .Infection : 5.

MICROCIRURGIA .

Lymphology. A.4hs Pecking.. .Q 20% . 41 (2008) 1-10.P. et all.S.TRATAMENTO Microcirurgia Indicação  Precoce  Tardia I.

F. et al.Witte CL.F. Lymphology. após. 2009  Todo linfedema é de tratamento clínico  Linfedema peno-escrotal: tratamento cirúrgico inicial e único  Linfedema gigante: ressecção após T.  Microcirurgia: casos selecionados .C. T.C. Consensus Document. 42(2). The Diagnosis and Treatment of Peripheral Lymphedema.  Linfedema do grande obeso: ressecção prévia e.

GEPEL 2 .1 . 3 .Reunião da Especialidade do H A Oswaldo Cruz.Ambulatório de Linfedema da FCMSCSP.Liga de cirurgia vascular da FCMSCSP. . 4 .

Se diferença maior que 2 cm ou diferenças crescentes.Medir os membros superiores.O Diagnóstico precoce é importante? Sim Como faze-lo ? . linfocintilografia. 1. em três locais. . 6 meses após a cirurgia. 3. . na véspera da cirurgia.

C. quando do diagnóstico. . imediato?! .O.Drenagem linfática profilática no P.) + linfocinético.Quais os tratamentos clínicos e fisioterápicos? .Terapia Física Complexa (T.F.

F. com bom resultado sem acomodação da pele.L.C. após T.V.Cirurgia de dermolipectomia.Quais os tratamentos cirúrgicos? São eficazes? . . .Micro A. em casos selecionados.

OBRIGADO THANKS GRACIAS MERCI GRAZIE www.med.drguedes.br .