You are on page 1of 5

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Instituto de Genética e Bioquímica Seminários de Biologia Molecular e Celular do Citoesqueleto e Proteínas Motoras

DIFERENTES MODOS DE HIPERTROFIA NAS FIBRAS DO MÚSCULO ESQUELÉTICO
Angelika C. Paul Nádia Rosenthal The Journal of Cell Biology, volume 156, número 4. 2002. Ismair Teodoro Reis 15:31

Fibra de Inervação Símples

15:31

Fibra de Inervação Múltipla

Anatomia Neuromuscular do Músculo Grácil Posterior

15:31

• Precipitação da acetilcolinesterase (AChE) mostrando padrão do músculo de inervação 15:31 símples.

Anatomia Neuromuscular do Músculo Grácil Anterior

Anatomia Neuromuscular do Músculo Grácil Anterior e Posterior

• Precipitação da acetilcolinesterase (AChE) mostrando padrão do músculo de inervação múltipla.
15:31 15:31

Efeito Cumulativo da Hipertrofia Genética e Fisiológica
• Transgênico (mIGF-1)
– Cadeia Leve de Miosina (MLC) – Fator de Crescimento (IGF-1)

• Exercício • HÁ DIFERENÇA NO MODO DE HIPERTROFIA NO MÚSCULO ESQUELÉTICO? • AUMENTA-SE A ÁREA OU O NÚMERO DE FIBRAS? 15:31

15:31

Efeito Cumulativo da Hipertrofia Genética e Fisiológica

Indução da Expressão de mIGF na Hipertrofia pelo Exercício

15:31

15:31

• Northern blot mostrando níveis de mIGF-1 em músculos da coxa a partir de WT, IGF, WT-EX usando uma sonda de tamanho natural contra a isoforma de tecido restrito de IGF-1

Marcador de Hipertrofia induzida pelo Exercício

Marcador de Hipertrofia induzida pelo Exercício

Western blot usando um anticorpo contra o fator de transcrição GATA-2, um marcador para hipertrofia de músculo esquelético. Hipertrofia => IGF ≈ WT-EX, com ↑ expressão de GATA-2; Hipertrofia => IGF-EX, com excepcional ↑↑ GATA-2.

• •

15:31

15:31

• IGF, IGF-EX e WT-EX => ↑ GATA-2 • Núcleos das células => ↓ GATA-2

Marcador de Hipertrofia induzida pelo Exercício

Marcador de Hipertrofia induzida pelo Exercício

• IGF-EX => ↑ ↑ GATA-2
15:31 15:31

• •

Localização de miosina neonatal em músculos Grácil anterior com corantes Hoechst (verde fluorescente) e AchE (brightfield). Comprimento => ↑ MyHC

Alteração de tipos de Fibras Musculares em Hipertrofia induzida pelo Exercício

Alteração de tipos de Fibras Musculares em Hipertrofia induzida pelo Exercício

15:31

• ↑ IIB => ↓ IIA/X

15:31

• ↑ IIA/X => ↓ IIB e I • Exercício parece ser a principal influência.

Os Modos Distintos de Hipertrofia em Músculos de Inervação Símples e Múltipla

Os Modos Distintos de Hipertrofia em Músculos de Inervação Símples e Múltipla

15:31

• # fibras => ↑ ↑ Grácil anterior • # fibras => = Grácil anterior e Sóleo

15:31

• Área Fibra => ↑ ↑ Grácil posterior • Área Fibra => ↑ IGF-EX Grácil anterior

Os Modos Distintos de Hipertrofia em Músculos de Inervação Símples e Múltipla

Os Modos Distintos de Hipertrofia em Músculos de Inervação Símples e Múltipla
• Contagem do número total de fibras em gracilis anterior após digestão ácida. Contagem de todas as fibras musculares em WT e transgênicos mIGE-1 não mostra diferença no número total de fibras. Entretanto, o aumento no número de fibras visto na seção transversal é o resultado do elongamento de fibras musculares terminais existentes de forma intrafascicular.

15:31

• Contagem do número total de fibras em gracilis anterior após digestão ácida. A digestão ácida do músculo Grácil anterior separa as fibras terminais de modo intrafascicular que se afilam em degraus (setas).

15:31

Os Modos Distintos de Hipertrofia em Músculos de Inervação Símples e Múltipla

Os Modos Distintos de Hipertrofia em Músculos de Inervação Símples e Múltipla

15:31

15:31

Discussão
• Estímulo Hipertrófico teve efeito similar e adicional:
– resposta hipertrófica => músculos de inervação símples = músculos de inervação múltiplas; – alterações hipertrófica => diâmetros das fibras = números das fibras, e ainda indução semelhante na expressão de GATA-2;

Discussão
• Estímulo Hipertrófico na combinação de exercício e ação do transgênico (MLC/IGF-1) sugerem que: – as duas formas de estímulo hipertrófico são cooperativas; devido a maior robustes na resposta anabólica (MECANISMOS DE ESTRESSE, PELO EXERCÍCIO, E SUPLEMENTAÇÃO NA EXPRESSÃO DE mIGF-1); 15:31 – a hipertrofia observada no mIGF-1 não representa um limite físico no crescimento

15:31

Discussão
• Alongamento de fibras musculares promovendo hipertrofia;
• A hipertrofia pelo alongamento da terminação intrafasciculares ≈ hipertrofia de inervação símples e múltipla (GATA-2 ativação =, acúmulo MyHC ≈); • GATA-2 é redistribuído em células hipertróficas, mostrando estágios de desenvolvimentos diferentes;
15:31

Conclusão
• O alongamento de terminações intrafasciculares, em fibras de múltiplas inervações, assemelha-se a quantidade hipertrofia no músculo com fibras de inervação símples, não ocorrendo em aumento no número de fibras musculares; • O modo de hipertrofia empregado por cada grupo muscular é uma característica inerente que independe da forma de estímulo hipertrófico (mIGF-1 = exercício). 15:31