Aula 03

Curso: Noções de Administração de Recursos Materiais p/ Polícia Federal - Cargo 9 Agente

Professor: Felipe Petrachini

000000000000000000

Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal - Cargo 9

Teoria e exercícios comentados Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03

AULA 03 - 3 Compras. 4 Compras no setor público. 7 Gestão patrimonial. (Todos os Tópicos)

SUMÁRIO

PÁGINA

Sumário
Diplomas Normativos Pertinentes ................................................................... 2 7. Compras ...................................................................................................... 2 7.1 Organização do setor de compras ......................................................... 4 7.2 Etapas do Processo de Compras .......................................................... 6 7.3 Negociação ............................................................................................ 8 7.4 Centralização e Descentralização de Compras ................................... 11 7.5 Modalidades de Compras .................................................................... 13 7.6 Acompanhamento de Pedidos ............................................................. 15 7.7 Cadastro de Fornecedores .................................................................. 16 7.7 Perfil do Comprador ............................................................................. 24 8. Compras no Setor Público ......................................................................... 25 8.1 Edital de Licitação ................................................................................ 29 8.2 Pregão ................................................................................................. 32 9. Gestão Patrimonial .................................................................................... 35 9.1 Tombamento dos Bens ........................................................................ 40 9.2 Controle de Bens – Inventário.............................................................. 42 9.3 Alienação de Bens, Alteração e Baixa de Bens ................................... 48 Questões Comentadas .................................................................................. 51
Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 1 de 80 www.estrategiaconcursos.com.br

000000000000000000

Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal - Cargo 9

Teoria e exercícios comentados Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03

Questões Propostas ...................................................................................... 71

Em frente para aquilo que, acredito eu, seja nossa última aula. Isso não impede você de usar o fórum para tirar dúvidas, ou ainda, solicitar comentários adicionais (basicamente, pedir para que eu reexplique as coisas de outro jeito :P). Chega de conversa.

Diplomas Normativos Pertinentes
Recomendo a leitura dos seguintes diplomas normativos, como forma de complementação do conteúdo da aula: http://www.comprasnet.gov.br/legislacao/in/in205 88.htm http://www.planalto.gov.br/ccivil 03/decreto/Antigos/D99658.htm Farei menção a eles nesta aula, ressaltando o que costuma cair em prova, mas sempre tem alguma pergunta perdida tirada de um artigo nunca antes utilizado, então, vale a pena perder quinze minutos para ler os links :P.

7. Compras
Este tópico, apesar de parecer curto no edital, é tão grande que precisa ser dividido em tópicos. Mas nada que a gente não resolva. Falamos bastante sem atender a necessidade da empresa com os materiais entregues em tempo, modo e lugar corretos.

Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 2 de 80

www.estrategiaconcursos.com.br

000000000000000000

Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal - Cargo 9

Teoria e exercícios comentados Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03

Mas como é que um material chega ao estoque? Qual setor será responsável por suprir os estoques? Primeiramente observe que a ideia de suprimento está ligada ao abastecimento da produção, e este ocorrerá por meio do fornecimento de materiais, matérias-primas e insumos, quando necessários à produção. O material chegará ao estoque por intermédio de compras, uma operação essencial entre aquelas que compõem o processo de suprimento de uma empresa1. É por está razão que as compras assumem um papel tão importante na ARM. Falamos que os estoques são investimento da empresa, pois bem, este gasto ocorre justamente por meio das compras. E já foi demonstrado que as matériasprimas e insumos (os materiais em geral) representam parcela significativa dos custos envolvidos na produção. De acordo com Chiavenato2: “O órgão de compras é hoje considerado um centro de lucro e não simplesmente um centro de custo, uma vez que, quando bem administrado, pode trazer consideráveis economias, vantagens e lucros para a empresa.”. O processo de compras, como quase todos os processos da AM, deve analisado de forma ampla, pois envolve desde a programação de compras (localização de fornecedores, negociações...), passando pelo acompanhamento dos pedidos, pelo dispêndio financeiro, até chegar o momento em que os materiais são recebidos e verificados na empresa.

1

Dias, Marco Aurélio P., Administração de Materiais: princípios, conceitos e

gestão, ed. Atlas, 6ª ed.
2

Chiavenato, Idalberto. Administração de Materiais, ed. Campus, pág. 100.

Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 3 de 80

www.estrategiaconcursos.com.br

000000000000000000

.

estrategiaconcursos. Registro de compras..com. o gasto.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. Registro de estoques e consumo. Arquivos de catálogos. [. o estudo do mercado.] Utilizemos o exemplo de uma compra de supermercado. mas. o conhecimento do fornecedor. Arquivos e especificações. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 “Independentemente do porte da empresa. Passada a pesquisa temos a aquisição. Registro de fornecedores. Logo depois de recebido o material. No que diz respeito às compras ela esta assim estruturada: Prof. fosse adequado. assim consideradas:        Autoridade para compras. os princípios básicos de organização constituem-se em normas fundamentais. por esta etapa se entente desde a encomenda. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 5 de 80 www. Registro de preços. Se você estivesse encarregado do setor de compras e para que o investimento. passamos a administração os procedimentos de armazenamento em depósito.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . não só a pesquisa de preços (de custos).. quando necessária. dentre outros.br 000000000000000000 . quais seriam as etapas que você utilizaria no processo de compra? E qual seria a primeira atividade que a desenvolver? Parece não restar dúvidas de que você deveria começar com uma pesquisa. a possibilidade de se utilizar materiais alternativos. até o recebimento do material.

Negociações com o fornecedor. a sequência a baixo seria uma organização básica: 1. 7.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . 3.com. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 A administração de compras deve manter um fluxo contínuo de suprimentos.estrategiaconcursos.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. Pedido de Compra. 5. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 6 de 80 www. poderá apresentar pequenas variações. Prof. 2. é fundamental que este setor execute uma programação de compras. também denominado ciclo de compras. 3 É a comunicação enviada ao setor responsável pelas compras da necessidade de aquisição de materiais.br 000000000000000000 . o processo de compras. ou seja. recebidas). mas não deve incorrer em gastos desnecessários e que provocariam excedentes. Solicitação de compras (análise das ordens de compras3 – Ordem de Compras. Seleção de fornecedores (em decorrência de pesquisa). 4. no entanto. Cotação de preços e determinação do preço certo.2 Etapas do Processo de Compras De acordo com a estrutura e o porte da empresa.

portanto não se pode afirmar que a o fornecedor selecionado será obrigatoriamente o que apresentar o menor preço. Aprovação da fatura do fornecedor para pagamento. na seleção de fornecedores. (a solicitação de compras pode ser com ou sem concorrência) A seleção de fornecedores4é etapa que antecede a cotação.estrategiaconcursos. a quantidade que se deve comprar. a capacidade produtiva do fornecedor. na seleção de fornecedores. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 7 de 80 www. 8.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . Prof. “Fornecedor real é aquele que já efetuou vendas de materiais ou insumos à empresa. de acordo com a suas necessidades. A empresa analisará.br 000000000000000000 .com.” (grifos nossos). 4 Normalmente a pesquisa e a seleção são feitas entre os fornecedores previamente cadastrados pela empresa. Recepção e aceitação das mercadorias (controle e recebimento do material comprado). que é o documento que informa a necessidade de compra. o real e o potencial. uma serie de fatores são analisados. 7. que registra também em um banco de dados as negociações passadas.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 6. a preço satisfatório. indicando também. qual é o fornecedor mais adequado. A cotação (registro) de preços normalmente é feita entre alguns fornecedores pré-selecionados e tem como objetivo encontrar. Como bem leciona Chiavenato à página 105. A solicitação de compras é a origem do processo de compra. qual o material se deve comprar. Acompanhamento de compras (follow up). o prazo e o local de entrega. ocorre por meio da ordem de compra (OC). o prazo de entrega e as condições de pagamento (falaremos de tudo isso na parte de cadastro de fornecedores). há dois tipos de fornecedores. a qualidade. enquanto o fornecedor potencial é aquele que pode se candidatar a futuros fornecimentos. são analisados o preço. Veja que. os materiais de qualidade e nas especificações que a produção necessita.

.

br 000000000000000000 .Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . enfim. e Deus. onde podemos ceder.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. como se comportar. nós Prof. Pois bem. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 9 de 80 www. ela é linda :P.Presunção de necessidades e expectativas da cotraparte (nós apenas fazemos uma ideia do que a nossa contraparte precisa). . A abertura da negociação busca realizar uma aproximação entre as partes. o que devemos fazer. para que elas se sintam confortáveis como que se seguirá. . Na etapa de exploração. Nesta etapa. Assim. você quer agradar :P. o que falar. não estamos fazendo mais que isso mesmo :P. nem sentamos à mesa com a contraparte. você marcou um encontro com uma garota s 19h. Estamos imaginando o que ela quer. .estrategiaconcursos. justo e correto. e agora são 18h :P. Aliás.Exploração Ora da boa e velha conversa. o que tentaremos nesta parte é a criação de um clima de receptividade.Abertura Deu 19 horas. .”.com. bem como de nossos limites de concessão (quanto estamos dispostos a ceder). Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 “A negociação serve para definir como será feita a emissão do pedido de compra ao fornecedor. Foco meu filho.Fixação de parâmetros máximos e mínimos para a negociação.Preparação para a negociação: É o primeiro momento onde podemos pensar em negociação. as etapas de uma negociação costumam ser divididas seguindo esquemas semelhantes ao abaixo: . Pontos que costumam ser associados a esta fase: .Planejamento de como nos comportaremos. Até agora a negociação estava centrada naquilo que eu considerava bom.

Hora de apresentar sua proposta. justo e correto.estrategiaconcursos. já levando em consideração o que ambos desejam. foi dito. sem nem mesmo surgir alguma dúvida sobre o assunto. se a contraparte não quisesse fechar negócio. argumentou. agora que sabemos o que queremos e o que nossa contraparte quer. e mantemos em mente que. como já foi dito em prova da FUB. de forma que se permita ao outro fazer um relacionamento de seus próprios objetivos e expectativas iniciais com as necessidades da outra parte. são raras as ocorrências em que uma das partes aceita integralmente os termos da outra. . enfim. o que minha contraparte anseia. já discutiu. . Ou sim. . transigiu. a hora de decidir.br 000000000000000000 . Que fazermos: clarificamos! Tornamos claros os pontos sobre os quais pairam dúvidas. evidenciam-se os objetivos. em 2013: Na etapa de (abertura) exploração de um processo de negociação. E como não existe almoço grátis. Você já fez sua oferta.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 estamos tentando descobrir a necessidade da contraparte. é um bom momento para mostrar porque o acordo é bom para ambos os lados.Ação final É o grande momento.Clarificação É possível que você e a contraparte não fechem negócio logo de cara (aliás. expôs. espera e tem como bom. tudo que havia a ser dito. está na hora de dizermos o que queremos efetivamente.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 10 de 80 www.com. já teria dito há muito tempo :P. Em outras palavras. as expectativas e as necessidades de ambas as partes.Apresentação Ok. Prof. Esta é a hora na qual se pede uma decisão da contraparte. ou não :P.

Do contrário. frequência de entregas. Em quase todas as oportunidades. a empresa corre o risco de que haja contestação por parte dos fornecedores. se a natureza do negócio recomendar. quantidade. este pedido de compras se encontrará consubstanciado em um contrato formal que representa fielmente as condições estipuladas na negociação. Uma vez fechado o negócio. prazos. Prof. quaisquer alterações nas condições originais devem ser objeto de novas discussões e entendimentos.estrategiaconcursos. não vou dar aula disso agora :P). Das poucas vezes em que não houver contrato. infelizmente.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. No nosso caso. então. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Ou.4 Centralização e Descentralização de Compras Outra característica da organização das compras é aquela relacionada a analise quanto a sua centralização (onde um único órgão é responsável pelas compras – o que favorece o controle de estoques) ou descentralização (quando há unidades de compras dispersas). preços e o local de entrega dos materiais. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 11 de 80 www. que acreditarão ter cumprido as condições contratadas. como por exemplo. esta etapa busca certificar-se de que o combinado foi ou está sendo cumprido. para que não haja dúvidas sobre o que se propõe e deseja que seja fornecido. o resultado final de uma negociação bem sucedida é o pedido de compra. obrigando-o a atender todas as condições estipuladas no pedido. qualidade. 7.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . a própria aceitação do pedido de compra pelo fornecedor possui caráter contratual. .br 000000000000000000 . Dado este caráter contratual da negociação (fique tranquilo que teoria dos contratos é tema de Direito Civil.Controle e avaliação.com. podemos também fixar um prazo para aceitação da proposta (para a contraparte mastigar o assunto :P).

estrategiaconcursos. . .Possibilidade de compras em maior volume. . com rotinas claras e definidas. estocagem de todos os materiais em locais previamente designados e sujeitos à supervisão direta. e determinação de limites (máximos e mínimos) para cada item do estoque.Homogeneidade na qualidade dos materiais adquiridos.”.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. oferece as seguintes vantagens: . de acordo com a doutrina. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 12 de 80 www. . Acredito que o que realmente importa neste tópico seja a análise comparativa sobre as vantagens de cada uma: A Centralização das Compras.Redução dos custos de transporte vez que valor do frete poderá ser “rateado” entre um maior número de mercadorias.Melhor controle global das transações financeiras relacionadas ao setor de compras. que evitam a ocorrência de pedidos duplicados.com. sob a direção e responsabilidade de um especialista. o que pode significar o aproveitamento de condições e preços melhores.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal .Evita a concorrência danosa entre os compradores regionais e as disparidades de preços de aquisição de um mesmo material por vários compradores Prof. que tem a obrigação de entregar o material na qualidade e no prazo acordados. . por exemplo. decorrentes de descontos.Possibilidade de acerto de entregas menores e periódicas. porque esta fica a cargo do próprio fornecedor. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Já foi questão de concurso: “São condições básicas para o controle de estoques: centralização das compras em um setor de compras. uma vez que todas elas serão gerenciadas pelo mesmo departamento. Importante: Observe que quando falado das atribuições do setor de compras não é citada a responsabilidade com transporte.br 000000000000000000 .

Felipe Cepkauskas Petrachini Página 13 de 80 www.com. Dito isto. Vamos lá: Eu posso dividir as compras conforme o item comprado. são autoexplicativas.5 Modalidades de Compras Toda classificação tem um propósito (ou ao menos. isto aqui não tem absolutamente nada a ver com a matéria de licitações. 7. E não.Oferece maior autonomia funcional às unidades regionais.estrategiaconcursos. eu não me preocuparia tanto em memorizar as modalidades aqui expostas.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . por constituir um grupo menor.br 000000000000000000 . pelas mesmas razões do item anterior. Lembre-se que estruturas menores são sempre mais fáceis de gerenciar.Permite melhor controle de suas funções. meios de transporte e armazenamento mais próximo da região. . As modalidades de compras não são mais do que classificações que se referem aos modos como eu posso dividi-las. . mas existem classificações úteis e inúteis. Desta forma. a Descentralização das Compras é associada às seguintes vantagens: .Em situações emergenciais. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Por outro lado. que vocês verão com clareza nas aulas de Direito Administrativo. deveria ter um).Permite maior flexibilidade e sensibilidade na solução de problemas regionais. Assim temos: Prof. Não existem classificações boas ou ruins.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. é de se esperar que possua melhor conhecimento a respeito das fontes de suprimento. A unidade descentralizada está mais próxima dos problemas e anseios de sua área de controle. . costuma oferecer soluções mais rápidas e adequadas àquele momento. além de melhor representar seus interesses.

.

Nós já falamos por cima desse assunto. Compras emergenciais: Compras realizadas quando deu o popular "xabú" (que desconfio não ser com "x").br 000000000000000000 . pois a empresa não tem tempo de procurar muitos fornecedores para avaliar o preço.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. pois é prejudicial à empresa. e assim por diante). Felipe Cepkauskas Petrachini Página 15 de 80 www. dois. Pense na feira: é tudo feito e combinado de boca. são compras que não necessitam seguir um ritual tão detalhado e rígido. você e o feirante acertam o preço na hora e você sai com a verdura. ou em quantas vezes a entrega será feita (um lote. nem depois). Outra classificação que pode ser cobrada (e essa sim eu considero muito útil) é a da urgência na entrega do item: Compras antecipadas: São compras feitas com planejamento. A pressa coloca o fornecedor em posição de vantagem. três. Nele ficará discriminado a época em que o material deve ser entregue (não sendo recomendado nem que a entrega seja feita antes. Prof. de maneira que ele faz menção aqui ao Acompanhamento de Pedidos de Compras.estrategiaconcursos.com. ele também não é muito criativo. A necessidade da compra não foi prevista com antecedência. Esse tipo de compra merece atenção especial. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Compra informal: Por sua vez. Devem ser evitadas. Este é o “ Follow up” que mencionei no ciclo de compras.6 Acompanhamento de Pedidos Seu examinador esqueceu-se de me dizer que pedidos são esses :P. Compras contratadas: Neste caso. A empresa compra o item antes mesmo de vir a precisar dele.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . 7. a figura do contrato de fornecimento ganha uma importância maior. seja pela imprevisibilidade do evento que a provocou ou pela própria falta de planejamento do gestor. Felizmente. sem nenhum "papel" que comprove a operação.

Próximo ponto. eu sempre posso procurar na internet por determinado produto e compra-lo. é necessário que o órgão de compras certifique-se que o material será entregue dentro dos prazos estipulados. o setor de compras não deve abandonar o fornecedor logo após o encaminhamento do pedido de compras. agendar). Ao realizar este monitoramento constante sobre o fornecedor.7 Cadastro de Fornecedores O que. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 16 de 80 www. seguir.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. em verdade. razão pela qual o correspondente em inglês desta descrição é o nosso Follow up (acompanhar. 7. cobrando de maneira permanente resultados (que no caso são os fornecimentos de bens demandados).Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . Muito pelo contrário: deve entrar em contato com o fornecedor de maneira constante.br 000000000000000000 . Prof. na quantidade e qualidade contratadas. é como se o setor de compras desse prosseguimento no desempenho de sua atividade. Antes de qualquer coisa. Além do que. E é só isso. Para que se tenha absoluta certeza de que isto irá ocorrer. sem ter de incorrer nos custos de manter um cadastro próprio. o cadastro do Google sempre será maior e mais completo que o de qualquer corporação do mundo :P. assegurando-se que a produção do material solicitado está em andamento. seu examinador quer neste tópico é o conhecimento teórico por trás da construção do cadastro de fornecedores. ao invés de simplesmente largar mão do controle do pedido. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 A fim de que a nossa empresa não entre em falência pela ausência de materiais para dar seguimento a sua produção. como não poderia deixar de ser.com.estrategiaconcursos. E é o que eu vou ensinar a você. você poderia imaginar que o cadastro de fornecedores é algo inútil e ultrapassado. Afinal.

.

e assim. Prof. O cadastro de fornecedores não se presta a isto. Nos sistemas de administração tradicional. Além do que. o ganho de uma operação se perderá em outra. e embora estejam atrelados à Lei de Licitações para fazer contratações. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 . Uma vez encontrado.Os fornecedores também têm seus interesses. no longo prazo. por exemplo.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal .br 000000000000000000 . a modalidade convite comporta algum grau de preferência (pensem bem. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 18 de 80 www. buscamse condições espetaculares de fornecimento para aquela ocasião. a importância do cadastro também se faz presente nas repartições públicas. procurarão melhor servir os seus bons e leais clientes.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. se revelará mais rentável. por dois motivos principais: . em um raciocínio típico de quem não pensa no longo prazo. a tomada de preços depende da existência de cadastro prévio dos fornecedores interessados. Se você acha que tudo que eu falei acima não se aplica ao regime público. Espera-se ter sede para se abrir o poço. e assim. E somente a partir da existência da necessidade se busca o fornecedor. por conta das licitações. em detrimento dos demais. fatalmente. Os órgãos públicos também possuem cadastro de fornecedores. Embora mitigada. lembre-se que.Não dá para manter o padrão espetacular de aquisições em todas as compras. três fornecedores são diretamente convidados pela repartição enquanto os demais precisam fuçar editais em quadros de aviso nelas). Esta ideia. se engana. Veja: o que se busca com o cadastro é a construção de uma relação de longo prazo com os fornecedores eventualmente aprovados para ali figurar. a busca pelo fornecedor só se inicia no momento da necessidade de materiais. .com.Regularidade Outra ideia que deve estar encrustada na sua mente é que o cadastro de fornecedores não busca sempre e a todo o momento a aquisição de material pelo menor preço.estrategiaconcursos. começa-se a discutir preços e prazos de entrega. E pior.

Possuam preços e condições competitivas. agora que você já tem em mente as premissas do cadastro. Afinal de contas. vamos falar de sua construção. Nesta primeira fase.Capacidade de produção (o número de unidades que o fornecedor é capaz de atender por pedido). guias comerciais.br 000000000000000000 .estrategiaconcursos. Prof.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . o fornecedor tem de ser capaz de fornecer lâmpadas). se eu quero lâmpadas. Assim sendo. o cadastro tem de ser de fácil consulta por qualquer interessado dentro da empresa. tabulando os dados para que sejam manipulados mais facilmente em um momento posterior do processo. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 19 de 80 www. buscamos conhecer todos os fornecedores potenciais. . E quais fornecedores nós queremos em nosso cadastro? Os melhores! E os melhores serão aqueles que: .Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. o cadastro existe para facilitar a vida de quem precisará de fornecedores.Tipo de produto vendido (autoexplicativo né. entre os quais: . o órgão responsável pelo cadastro de fornecedores vai coletar informações destas fontes. outra preocupação do cadastro. fora a tabulação dos dados para pesquisa. e até a internet. . Alias. Por isso.Tenham condições de fornecer o material ou executar os serviços na quantidade. O primeiro passo é pesquisar todos os existentes. Catálogos de fabricantes. a fim de vir a escolher algum deles.Possam tornar-se uma fonte regular de suprimentos de materiais ou de serviços. . Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Pois bem.com. é que contenha os dados necessários para identificação do fornecedor. qualidade e prazo certos.

.

Assistência Técnica Isto que falei das avaliações são só parâmetros.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . mas você não pode ter uma visão “quebrada” do cadastro.Cumprimento dos prazos de entrega. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 21 de 80 000000000000000000 . O cadastro normalmente manterá dois tipos de fornecedores: Fornecedores ativos: Aqueles que gradativamente suprem as necessidades de bens e serviços da empresa.Preço .Qualidade .Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. pois isso dificultará a memorização. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Os parâmetros usuais de avaliação e aprovação do fornecedor (são aqueles que autorizam a inclusão do fornecedor no cadastro.Política de preços ao longo do tempo.Condições de Embalagem e Transporte Uma vez preenchidos os requisitos acima nos patamares desejados (cada empresa terá o seu conforme sua situação).Manutenção dos padrões de qualidade. São aqueles a quem a empresa recorre normalmente quando precisa de materiais. . e não há maneira de especificar a infinidade de possíveis critérios. não acredito que será solicitado em seu edital.estrategiaconcursos.Condições de Pagamento . para que a empresa avalie: . Apenas coloquei estes para que você tenha uma ideia de como se processa a fase de avaliação. . a empresa nem quer saber que aquele fornecedor existe): .com. deve haver uma análise inicial das entregas. Cada empresa ou órgão público pode usar os parâmetros que desejar.br Prof. . www. sem isso.

portanto. Os fornecedores habituais. Caso um fornecedor ativo não consiga fornecer os bens em determinada ocasião. a relação entre fornecedores e compradores neste caso é conhecida como de “fonte única”. Mas como eu disse. ele talvez consiga chegar ao cadastro de fornecedores ativos da empresa. entretanto.br 000000000000000000 . Conforme o desempenho do fornecedor potencial.estrategiaconcursos.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. vamos passar mais uma classificação. Existem vários deles concorrendo entre si e. que já tem um tempinho que não vejo ser cobrada em provas: Prof. E isto é perfeitamente justificável: os fornecedores habituais oferecem produtos padronizados. Não há um número fixo de fornecedores no cadastro para cada tipo de material. é apenas sugerível. Eles se diferenciarão no que diz respeito à qualidade de seu atendimento e sua eficiência. Alias. o cadastro da empresa buscará ter como parceiro apenas aquele que cumpra de maneira satisfatória seus objetivos. Isto dificultará a interrupção do fluxo de fornecimento de materiais. essencialmente. normalmente não encontrados entre outros fornecedores).Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . E já que falamos de fontes. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 22 de 80 www. a seu passo. Veja que no caso de fornecedores monopolistas (fabricantes de produtos exclusivos no mercado) e especiais (dominam materiais ou processos específicos.com. é bom que a empresa tenha um “Plano B” para não ficar sem o material. a manter uma base de dados de fornecedores habituais (em contraposição aos fornecedores monopolistas e especiais). em busca de parceiros comerciais que permitam sua sobrevivência. é sugerível que se mantenha ao menos três fornecedores diferentes para cada item. uma última dica: o cadastro de fornecedores volta-se. estabelecem relações de “fontes múltiplas”. a manutenção de mais de um fornecedor neste cadastro é impossível ou inviável. e por isso. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Fornecedores potencias: São fontes alternativas de fornecimento. Por essas razões. ou mesmo não desejada. já que o comprador possui diversas opções em mercado para obter os materiais de que necessita.

Fonte Simples: Essa daqui é a cereja do bolo na organização do setor de compras. imagino que saber como não te interesse tanto agora :P. podendo escolher a que mais lhe agradar. Quando o setor de compras consegue isto. A fonte simples indica uma relação na qual a empresa poderia comprar de qualquer fornecedor.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . O SICAF nada mais é que um banco de dados. firma um contrato de longo prazo com um fornecedor específico. Por enquanto. Todos que desejam contratar com a Administração Pública em algumas modalidades de licitação (que serão objeto de uma aula a parte) devem possuir cadastro no SICAF. Muito bonito :P Falemos um pouco do SICAF agora. “acertar” na escolha de um bom fornecedor é bastante difíci l. tenha Prof. mas que por questões de planejamento e estratégia. Embora seja fácil de fazer. Agora o comprador tem livre acesso a diversas fontes de materiais. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Fonte Única: Há exclusividade do produto fornecido (quer seja pela existência de monopólio. No serviço público. os fornecedores ficam cadastrados em uma base de dados chamada SICAF (Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores). ou mero acordo exigindo que o material seja obtido apenas daquele fornecedor).br 000000000000000000 . a tarefa de escolha do fornecedor é árdua. E. além de tudo.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. sedimentando a relação comercial entre eles. se agarra com unhas e dentes nele :P.com. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 23 de 80 www. Você verá o porquê dessa exigência na aula que irá tratar dos requisitos para licitar com a administração. Como dissemos.estrategiaconcursos. através do qual as diversas entidades do serviço público podem realizar pesquisas dentro da base a fim de promover maior competitividade nas licitações. Fonte Múltipla: O contrário :P. A pessoa física ou jurídica que deseja se cadastrar no SICAF terá de indicar exatamente quais tipos de produtos ela encontra-se apta a fornecer em caso de eventual contrato com a Administração. produto especial.

7. de maneira que é dever do comprador. o exercício de sua função será um desastre. Não foi pouco. ou ao menos. O comprador é uma pessoa. e fazer isso da maneira mais profissional possível. extremamente antiética. Esta atividade ainda não pode ser substituída por uma máquina. é só isso. e mais importante. elas podem seguir qualquer padrão de cadastro que desejarem. o raciocínio por trás do cadastro. É intuitivo: qualquer informação que possa ajudar na escolha do fornecedor pode estar no cadastro.estrategiaconcursos. Você consegue se imaginar como fornecedor. Porém.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. é altamente recomendável que essa pessoa tenha algumas características. sem limitações. estabelecer um ponto em comum entre o seu representado e o fornecedor.br 000000000000000000 . Mas para fins de prova. Quanto às empresas em geral. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 24 de 80 www. acredito que as características mais importantes e procuradas no comprador são as seguintes: Prof. Parece óbvio. mascando chiclete e te chamando de "cara" o tempo todo? Lógico que não. Atente-se apenas para alguns itens essenciais: tipo do produto (se a empresa fornecedora vende sabonete ou pneu de caminhão isto tem de estar no cadastro). Quanto ao cadastro. recebendo um representante da empresa interessada em comprar vindo de shorts. mas acredito que você não terá problemas em dominar os conceitos. e claro.7 Perfil do Comprador Comprador é aquele que compra. representando sua empresa. mas das três palavras que estão nessa frase. pois de outro modo. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 em mente apenas que esse procedimento facilita o processo de busca dentro da base de dados. sem camisa. a mais importante é "aquele".com. basta que este cadastro contenha informações úteis à escolha do fornecedor.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . o preço praticado pelo fornecedor.

Acima desse valor entende-se que o presente passa a influenciar nas atribuições do servidor.estrategiaconcursos. Entretanto. . Só a título de curiosidade. ele denuncia irregularidades de que tenha ciência. do ponto de vista do comprador. por exemplo. Ele não só não pratica irregularidades.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof.00 podem ser aceitos sem problemas. nada de fazer um favorzinho para aquele seu primo que ta com dificuldades financeiras para facilitar a compra de material da empresa dele. não faria Prof. Para distinguir as situações em que o recebimento do presente ultrapassa a mera cortesia. para resolver as questões de ARM. Compras no Setor Público Os temas relacionados a Compras no Setor Público são eminentemente de Direito Administrativo. fazer uma compra 20% mais cara do que seria possível para "rachar" com o fornecedor os 10%. o que se assiste no Jornal Nacional todos os dias é justamente servidores fazendo o contrário disso. lembre-se das reportagens como o exato oposto do perfil do comprador :P.Por fim. quando passar nessa prova. Então.O comprador defende sua empresa. Então. . sem a ideia de querer prejudicar o fornecedor. Tão ruim quanto é aceitar uma joia ou outro presente caro no caso de uma negociação bem sucedida com a empresa. aquilo que passei cinco longos anos estudando com afinco.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal .br 000000000000000000 . Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 . todos os fornecedores devem ser tratados de maneira igual. Embora essas características todas sejam até mesmo óbvias.O comprador deve ser um sujeito honesto. utilize este parâmetro. por serem classificáveis como "brindes". Não pode. Ele tem em mente satisfazer os interesses de seu patrão e não do fornecedor. presentes abaixo de R$ 100. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 25 de 80 www. E por favor. nada de "esquema".com. . Ele age com transparência. 8.Por outro lado. defesa de interesses tem limite. É a minha casa. O comprador não pode ser um estelionatário profissional a serviço de sua entidade. no caso do serviço público federal.

pense comigo: é o negócio dele.br 000000000000000000 . Só que na Administração Pública esse raciocínio opera de outra forma. Ele lucra com a eficiência de sua empresa. razão pela qual podem ficar tranquilos em pular direto para o tópico 7. menos ainda manifestar verbalmente esta vontade. Essa pessoa física. Entretanto. asseguro a vocês que já sabem absolutamente tudo que tratarei aqui no tópico 4. não é capaz de resolver quem. Já adianto que se você já fez algum curso de Direito Administrativo na vida. por mais que pareçam etéreas e incompreensíveis. é o melhor para aquele caso. se assim o desejarem. Quando a empresa precisa de um material. Repartições. Prof. fala. é perfeitamente normal que busque sempre a melhor oferta possível.estrategiaconcursos. O que vai aqui é apenas o necessário para resolver esta parte da prova.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. Desta forma. Desta forma. o gerente da empresa é informado disso e procede à autorização da compra. a preços extorsivos e não haveria nada de errado com isso.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . para algum concurso que abordasse o tema de licitações e contratos. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 sentido algum eu marretar vocês com tudo que há para se falar sobre o tema. não pensa e não fala. O setor público também compra. grandes escritórios. pelo simples fato de ela não ser dotada de existência física :P. não são muito diferentes das empresas que existem por aí. o melhor fornecedor. A Administração Pública não existe no plano físico. os órgãos públicos precisam de materiais tanto quanto qualquer empresa em funcionamento. em sua maioria. são. busque não ser enganado. ele só tem autoridade para fazer isso porque o dono da empresa (uma pessoa física e muito bem conhecida por todos) disse que ele encontrava-se autorizado a tanto. as melhores condições. enfim. dentre os fornecedores que se apresentam. O dono da empresa pode muito bem comprar de um fornecedor mais caro. enquanto entidade. Desta forma.com. Ela não é uma pessoa. Mas temos um pequeno problema agora. e com esta visão. e ter uma noção razoável sobre o assunto. pensa e pode ser localizada dentro do espaço físico que chamamos de “realidade” :P. Entretanto. a Administração Pública. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 26 de 80 www.

Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . alienações e locações no âmbito dos Poderes da União. Subordinam-se ao regime desta Lei. as empresas públicas. em que haja um acordo de vontades para a Prof. concessões. ressalvadas as hipóteses previstas nesta Lei. Olha o chefe falando aqui: Art. serão necessariamente precedidas de licitação. compras. as fundações públicas. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 A Administração Pública opera através de seus representantes devidamente eleitos (Prefeitos. mesmo estes representantes não passam de meros “gerentes” da grande empresa que é a Administração Pública. do Distrito Federal e dos Municípios. 2o As obras.estrategiaconcursos. terá de realizar um procedimento específico. Distrito Federal e Municípios. dos Estados. considera-se contrato todo e qualquer ajuste entre órgãos ou entidades da Administração Pública e particulares. a melhor oferta entre todas as que se ofereceram e encontravam-se disponíveis. Para os fins desta Lei. Se um órgão público precisar de materiais. como descobriremos a sua vontade? E aqui começa a sua longa jornada de descobrimento: a vontade do Estado é a Lei. E assim o sendo. as autarquias. quando contratadas com terceiros. Governadores e Presidente). Mas já que o chefe mesmo não fala. alienações. permissões e locações da Administração Pública. O chefe já disse como quer que compremos materiais. inclusive de publicidade. sendo a manifestação do que a Administração Pública entende por correto. e encontra-se atualmente regulado na Lei 8666/1993. serviços. compras. serviços.com. Parágrafo único. os fundos especiais. Só que. de quase qualquer coisa. as sociedades de economia mista e demais entidades controladas direta ou indiretamente pela União. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 27 de 80 www. 1o Esta Lei estabelece normas gerais sobre licitações e contratos administrativos pertinentes a obras. Este procedimento é chamado de licitação. Pois bem. As leis editadas por esta querida nação representam aquilo que o Estado procura ver acontecer em seu território. Art. Estados. que garanta que aquele contrato fechado com um fornecedor era. estão vinculados às ordens do chefe.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. além dos órgãos da administração direta. inclusive de publicidade. este raciocínio geral funciona aqui também. e para ser bem sincero. Parágrafo único.br 000000000000000000 . de fato.

mais importante: a Administração Pública fixará as regras pelas quais analisará as propostas.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . da moralidade. da probidade administrativa. abre a todos os interessados. a seleção da proposta mais vantajosa para a administração e a promoção do desenvolvimento nacional sustentável e será processada e julgada em estrita conformidade com os princípios básicos da legalidade.br 000000000000000000 .com. 3º A licitação destina-se a garantir a observância do princípio constitucional da isonomia. a possibilidade de oferecer à Administração a sua proposta. seja qual for a denominação utilizada. e assim será feito! Mas esse patrão também explica o porquê de suas razões: formação de vínculo e a estipulação de obrigações recíprocas.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. A licitação é procedimento administrativo. e assim o sendo. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Não resta dúvida. com algumas adaptações para o nosso caso aqui. que se sujeitem às condições fixadas no instrumento convocatório. Recorramos à doutrina de meus queridos bancos acadêmicos: “Licitação é procedimento administrativo pelo qual um ente público. da igualdade. a fim de decidir qual delas é de fato a mais vantajosa. do julgamento objetivo e dos que lhes são correlatos. Mas eu ainda não defini o que é uma licitação. no exercício da função administrativa. Art. Prof. Esta definição é José Roberto Dromi. Mas isso não é feito de qualquer jeito. segue um rito determinado pela lei. a Administração abre a todos os interessados que se sujeitem às condições fixadas no instrumento convocatório. Através da licitação. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 28 de 80 www. Lembre-se: como todo patrão.estrategiaconcursos. Era para impedir que isso ocorra que fazemos uso do procedimento licitatório. da vinculação ao instrumento convocatório. esta é a vontade do patrão. E. da publicidade. a possibilidade de formularem propostas dentre as quais selecionará e aceitará a mais conveniente para a celebração do contrato”. da impessoalidade. a Administração Pública não deseja levar prejuízo.

fique tranquilo. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 O tal instrumento convocatório de que tanto falo é o edital.. Então.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof.divulga a abertura da concorrência: A Administração Pública procura uma competição justa. Então. que alguns de vocês conhecem por “DI PIETRO”. deseja que o máximo de pessoas apareça para fazer propostas. Prof. é mais provável que consiga a melhor oferta possível. Essa definição é da minha querida Professora de Direito Administrativo da Faculdade. que será também visto na aula de hoje. só grifei aqueles que são pertinentes a nossa disciplina.com. 8. Ah sim: você está vendo nesta aula Lei 8666/93 para ARM. Como vocês podem ver. define o objeto e as condições básicas do contrato e convida a todos os interessados para que apresentem suas propostas”. se você já conhece a matéria. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 29 de 80 www. você já sabe essa matéria. pela familiaridade. Este capítulo introdutório precisaria de bem mais páginas se eu fosse falar sobre Lei 8666/93 para Direito Administrativo (um dia.estrategiaconcursos. fixa os requisitos para participação.1 Edital de Licitação Caro concurseiro. conforme seu nível de preguiça :P) para ver em primeira mão o edital de algum concurso (quem sabe até deste). :P). entretanto. O que é o edital? “Edital é o ato pelo qual a Administração divulga a abertura da concorrência. embora existam vários trechos importantes na lei do ponto de vista da disciplina de contratos administrativos. Vou começar fazendo as comparações com o edital de concurso público. mais ainda. e depois vou falar do edital de licitação.br 000000000000000000 ..Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . pois assim. Assim. No fundo. Era você que estava lá dando F5 constantemente na página do Diário Oficial (ou do Fórum. O que não quer dizer que esta aula esgote o assunto (nem que eu não saiba a matéria :P). não estranhe algumas omissões. Quer ver? . você vai saber o que procurar. mas.

a fase de abertura do edital está vinculada a este tipo específico de licitação. e em breve. A Administração Pública possui algumas exigências a serem cumpridas por aqueles que desejam com ela contratar. Para o nosso edital de licitação. Estes requisitos são verificados através de uma fase chamada “habilitação”. Não foi manda uma cartinha para nenhum apadrinhado comparecer em um concurso secreto. a coisa não muda em absolutamente nada. para que todos saibam que aquela licitação vai acontecer.br dos 000000000000000000 .estrategiaconcursos. a Administração Pública mandaria o que chamamos de “carta-convite” para três potenciais fornecedores. e afixaria no quadro de avisos da repartição um informe para os demais. Pense no seu edital deste concurso: todo mundo ficou sabendo que o concurso estava aberto por conta do edital.fixa os requisitos para participação: No caso do edital de concurso público. no qual a Administração Pública deseja ver cumpridos os seguintes requisitos: Art. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Isto só é possível através de divulgação.com. Veja que a carta-convite é diretamente direcionada a alguns fornecedores. lá encontramos disposições a respeito da idade mínima.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. nível de escolaridade exigido e afins. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 30 de 80 www. permitindo a participação de praticamente qualquer interessado. de maneira a garantir essa participação ampla.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . Para a habilitação nas licitações exigir-se-á interessados. documentação relativa a: Prof. Tornou-se público que o seu concurso público seria realizado e TODO MUNDO ficou sabendo. No caso da concorrência. 27. é na base do edital mesmo :P. E mais ainda. . A licitação na modalidade concorrência é a mais ampla possível. Caso estivéssemos tratando da modalidade de licitação “convite”. faz uso do edital. Uma questão interessante é a seguinte: porque a definição doutrinária fala sobre “concorrência”? A rigor. exclusivamente. quitação das obrigações eleitorais e militares.

A Administração Pública precisa de algum bem ou material.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. essa expectativa se frustra. da vinculação ao instrumento convocatório. nem a própria Administração Pública. III . Mas não se pode mudar as regras do jogo no meio do caminho.estrategiaconcursos. a seleção da proposta mais vantajosa para a administração e a promoção do desenvolvimento nacional sustentável e será processada e julgada em estrita conformidade com os princípios básicos da legalidade. II . Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 I . IV – regularidade fiscal e trabalhista. representando direitos e obrigações de ambas as partes. do julgamento objetivo e dos que lhes são correlatos Desta forma. O que pode te ajudar em prova é a seguinte afirmação: A licitação é uma oferta de contrato feita pela administração a todos os interessados que atendam às exigências nele estabelecidas. e para isso.qualificação econômico-financeira. contrata com o particular. e isso não é direito concedido nem mesmo à Administração Pública. que já manifestou a sua vontade através do edital. da publicidade. da igualdade.br 000000000000000000 . nem o particular que aceitou participar da licitação.habilitação jurídica.qualificação técnica. da moralidade. O que estiver contido no edital deve ser seguido rigorosamente.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal .com.define o objeto e as condições básicas do contrato: Aqui vale a máxima: o edital é a lei da licitação.440. Isso está muito nítido no artigo 3º da Lei 8666/1993: Art. de 2011) (Vigência) (Redação dada pela Lei nº . da probidade administrativa. Como oferta de contrato. 3º A licitação destina-se a garantir a observância do princípio constitucional da isonomia. cumprir os prazos e ainda tirar uma margem de lucro da operação. 12. Se as regras ficarem mudando. você deve entender imaginar o seguinte: A Administração Pública já tem um contrato escrito com todos Prof. Sim. poderão mudar de ideia depois. da impessoalidade. nem mesmo a Administração Pública. Lembrese que a licitação busca um fim bastante peculiar: a assinatura de um contrato. sob pena de nulidade de todo o procedimento. É a mesma ideia de um contrato de fornecimento: o fornecedor fez preparativos para atender ao pedido da empresa. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 31 de 80 www.

Felipe Cepkauskas Petrachini Página 32 de 80 www. E porque não a coloquei lá no começo. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 os seus direito e obrigações ali discriminados. Ele possui todas as informações daquilo que deve constar em um edital.br 000000000000000000 .Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . É o bom e velho convite para que todos que quiserem participem do procedimento. a licitação está buscando localizar e identificar este alguém. Comecemos: Prof. Assim sendo. e é com estes olhos que você deve olhar os próximos itens. mas a aula se tornaria excessivamente longa. . e sim na Lei 10.estrategiaconcursos. O que é verdadeiramente importante que você aluno tenha em mente é que qualquer inciso do artigo 40 pode ser encaixado dentro de uma dessas quatro funções coloridas: divulgação. Pode ir lá tirar a prova :P.com. 8. 2. Recomendo uma leitura pausada do artigo 40 da Lei 8666/1993. onde os participantes dão lances cada vez menores.2 Pregão Pregão também é modalidade de licitação. é preciso mostrar-se capaz de cumprir as obrigações nele contidas. é melhor que eu te dê um tópico específico :P O Pregão é uma espécie de leilão inverso. até que se proclame um vencedor. Mas para assiná-lo. Eu normalmente reproduziria os artigos aqui. não basta querer.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. Esta é a ideia geral. razão pela qual está apenas buscando alguém que possa assiná-lo. o que prejudicaria um pouco a coesão do curso.convida a todos os interessados para que apresentem suas propostas: Este é tranquilo. então. tal como qualquer interessado na vaga deste concurso poderia se inscrever se assim o desejasse. definição do objeto ou convite dos interessados.520/2002. junto das demais? 1 – Esta modalidade não está prevista na Lei 8666/1993.Seu edital pediu um tópico específico. fixação de requisitos.

Mas você vai sair daqui sabendo o necessário. eu consigo colocar no edital. poderá ser adotada a licitação na modalidade de pregão. para os fins e efeitos deste artigo. Como não estamos em Direito Administrativo. tamanho A4? São critérios objetivos. 2º (VETADO) § 1º Poderá ser realizado o pregão por meio da utilização de recursos de tecnologia da informação. 3º A fase preparatória do pregão observará o seguinte: Prof.com. É improvável que algo muito profundo vá cair em ARM. O Pregão costuma ser dividido em duas fases: a fase interna (ou preparatória.] Primeira lição: pregão serve para aquisição de bens e serviços comuns. nos termos de regulamentação específica. Por outro lado. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 33 de 80 www. brancas. pois são atributos subjetivos. Embora a lei defina o que é um bem ou serviço comum.br 000000000000000000 . que será regida por esta Lei. anterior a abertura do procedimento ao público) e a fase externa (a partir da publicação do edital). A fase interna busca o seguinte: Art. fazer um pregão para apresentação de uma cantora que seja bonita e cante bem não vai rolar. Art. Parágrafo único. [. sem provocar gargalhadas... próprias para impressão em impressora laser. não vou marretar vocês com todas as minúcias do tema. Consideram-se bens e serviços comuns. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Art. dependendo da opinião de quem observa o objeto. que o objeto do pregão será a aquisição de folhas sulfite.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . 1º Para aquisição de bens e serviços comuns.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. por meio de especificações usuais no mercado. esquece aquilo e pensa nisso: um bloco de folhas de sulfite.estrategiaconcursos. quando a banca poderia muito bem passar por cima de vocês em Direito Administrativo. aqueles cujos padrões de desempenho e qualidade possam ser objetivamente definidos pelo edital. Dá para fixar objetivamente padrões de desempenho e qualidade? Não sabe? Bom.

] Veja que estes passos são. comuns a todos os procedimentos licitatórios. Prof. Apenas chamo a sua atenção a uma casca de banana. a fase de habilitação é posterior à fase de competição.520/2002 resolveu deixá-los bem clara. II . Felipe Cepkauskas Petrachini Página 34 de 80 www. por excessivas. inclusive com fixação dos prazos para fornecimento. abriria um por um e opinaria pela comprovação ou não dos requisitos para participar. inclusive.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal .. E por quê? Porque no pregão.a definição do objeto deverá ser precisa. Só ressalto que aqui não há nenhuma peculiaridade desta modalidade em relação às demais. Só que a Lei 10. apresentarão declaração dando ciência de que cumprem plenamente os requisitos de habilitação e entregarão os envelopes contendo a indicação do objeto e do preço oferecidos.. limitem a competição. eternizada pelas bancas de concurso: VII . [.br 000000000000000000 . O artigo 4º é um primor de detalhamento. fora o fato de que a decisão que delibera pela não habilitação do licitante comporta recurso (o que quer dizer mais tempo gasto). Por que isso faz alguma diferença? Pense no seguinte: em uma licitação "normal".a autoridade competente justificará a necessidade de contratação e definirá o objeto do certame. eu coletaria todos os envelopes contendo a comprovação da habilitação dos licitantes. Reproduzi-lo aqui é desnecessário. procedendo-se à sua imediata abertura e à verificação da conformidade das propostas com os requisitos estabelecidos no instrumento convocatório. Isso leva bastante tempo. o que não ocorre nas modalidades de licitação da Lei 8666/1993. os critérios de aceitação das propostas. as exigências de habilitação.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 I . os interessados ou seus representantes. irrelevantes ou desnecessárias.estrategiaconcursos.].com.aberta a sessão. vedadas especificações que. suficiente e clara. além de extremamente chato. as sanções por inadimplemento e as cláusulas do contrato.. E a fase externa? Veja só: Art. Não existe disposição semelhante na Lei 8666/1993.. 4º A fase externa do pregão será iniciada com a convocação dos interessados e observará as seguintes regras: [.

observados os prazos máximos para fornecimento. Reforço que isto não está nem perto de ser um curso satisfatório de Direito Administrativo. O pregoeiro só irá olhar os envelopes de habilitação DEPOIS de terminada a fase de competição. o autor da oferta de valor mais baixo e os das ofertas com preços até 10% (dez por cento) superiores àquela poderão fazer novos lances verbais e sucessivos. São bens que. caso não tenha tempo de dar uma lida na lei: VIII . Gestão Patrimonial A grande sacada deste tema é que ele não se encontra dentro da Administração de Recursos Materiais. o objeto da licitação não lhe será adjudicado. pelo contrário. Nós já vimos que os recursos materiais se voltam ao processo produtivo. Prof. a instituição não deseja colocar a venda. nós vamos perder bem mais tempo aqui :P.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . oferecer novos lances verbais e sucessivos. mas.estrategiaconcursos. mas você saiu daqui sabendo o que precisa saber para Administração de Recursos Materiais :P. Mas aqui vem a grande sacada: ele só precisa abrir o envelope do vencedor. e dificilmente serão vendidos por ela. Estamos falando de outra categoria de bens aqui. até a proclamação do vencedor. princípio. quaisquer que sejam os preços oferecidos. poderão os autores das melhores propostas. o Pregão tenta se mais ágil. as especificações técnicas e parâmetros mínimos de desempenho e qualidade definidos no edital. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Sabendo disso.no curso da sessão. Se o licitante não cumprir os requisitos. será adotado o critério de menor preço. até o máximo de 3 (três). Menos documentos para olhar. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 35 de 80 www. X . reproduzo algumas peculiaridades do procedimento do Pregão que você deve ter em mente. tais bens tendem a ser incorporados à estrutura da empresa. IX . e se passa ao segundo lugar.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. 9.br 000000000000000000 .não havendo pelo menos 3 (três) ofertas nas condições definidas no inciso anterior.para julgamento e classificação das propostas. E por fim. O dia que seu professor for agraciado com a oportunidade de ministrar aquele curso.com. menos tempo perdido.

e são destruídos ou descaracterizados com sua movimentação. E já que até agora não falei de bens patrimoniais. Encontram-se firmemente preso a ele. A caneta de novo. Tudo. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Outro aspecto é que a maior parte dos tópicos do edital diz respeito à gestão patrimonial na administração pública. a diferenciação entre o patrimônio mobiliário e imobiliário começa com uma distinção bastante simples entre duas modalidades de bens. Ou.Bens Móveis: são os bens que que podem ser removidos de sua posição sem que sua substância seja destruída. E já que tais bens não serão alienados tão cedo pela entidade.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . tudo.com. Ele será destruído no processo. tudo que a empresa possui que possa ser avaliado em dinheiro é patrimônio. Sim. Pois bem. Patrimônio é o conjunto de bens. todo bem que possa ser movimentado sem ser destruído. eu tiro ela da mesa e ponho em outra e a caneta continua caneta. Lembra-se do nosso prédio? Não dá para coloca-lo na esquina ao lado só porque bate mais luz ali. Prof. Tudo isso você já viu com detalhes na Aula 01. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 36 de 80 www. Bens Imóveis: estes bens perdem sua substância quando desprendidos do solo. quais sejam: . Eles asseguram a continuidade das atividades da instituição. inclusive suas dívidas.estrategiaconcursos. de maneira bem mais simples. até mesmo as dívidas (obrigações) compõem o patrimônio da empresa. Já veremos isso logo mais. hoje vou falar de órgão. Os bens que compõem o patrimônio da instituição ali estão para que esta possa perseguir seus objetivos.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. é melhor que eu comece definindo o que é patrimônio. eu que sempre falei de empresa. Desta forma.br 000000000000000000 . direitos e obrigações de uma instituição que podem ser avaliados monetariamente. O que nós veremos agora é uma distinção mais apurada entre o patrimônio mobiliário e o patrimônio imobiliário. existe um raciocínio diferente no seu estudo. instituição ou entidade.

os direitos reais sobre imóveis e as ações que os asseguram. III . Felipe Cepkauskas Petrachini Página 37 de 80 www. 79. São bens imóveis o solo e tudo quanto se lhe incorporar natural ou artificialmente. II . separadas do solo. forem removidas para outro local. 83.br 000000000000000000 . sem alteração da substância ou da destinação econômico-social. Os materiais destinados a alguma construção. Prof. ou de remoção por força alheia. mas conservando a sua unidade. Art. nos seguintes dispositivos: LIVRO II DOS BENS TÍTULO ÚNICO Das Diferentes Classes de Bens CAPÍTULO I Dos Bens Considerados em Si Mesmos Seção I Dos Bens Imóveis Art. Art. 80. II . Consideram-se imóveis para os efeitos legais: I . enquanto não forem empregados. Consideram-se móveis para os efeitos legais: I . 82. A distinção entre patrimônio mobiliário e imobiliário tem justamente estes dispositivos como premissa.os direitos reais sobre objetos móveis e as ações correspondentes. para nele se reempregarem. Seção II Dos Bens Móveis Art. conservam sua qualidade de móveis. readquirem essa qualidade os provenientes da demolição de algum prédio.o direito à sucessão aberta. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Esta distinção tem origem no Código Civil. Art.os materiais provisoriamente separados de um prédio. Não perdem o caráter de imóveis: I . II . 81.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof.as edificações que. São móveis os bens suscetíveis de movimento próprio.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . Art. 84.os direitos pessoais de caráter patrimonial e respectivas ações.com.estrategiaconcursos.as energias que tenham valor econômico.

Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . quer seja por movimento próprio (nesta categoria estão os semoventes. o patrimônio imobiliário das organizações é composto pelos bens naturalmente ou artificialmente incorporados ao solo.br 000000000000000000 . Entretanto. Existe mais um ponto importante nesta classificação: não pode haver alteração na substância ou na destinação econômico social do bem. Veja só: Prof. De maneira análoga. deixando de ter a finalidade econômico social que possuía anteriormente (pessoas morando nela :P). sendo um exemplo de incorporação artificial. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 38 de 80 www. Que se quer dizer com isto? Uma cadeira. As árvores são bens que se encontram fixadas ao solo sem que a força humana tenha concorrido para tanto. computadores e etc). o patrimônio mobiliário das organizações será composto pelos bens dotados de mobilidade. Os bens que compõem o patrimônio imobiliário. não podem ser removidos de sua posição original sem que com isto sua substância seja destruída. animais que são capazes de se mover por “iniciativa própria”) ou por remoção por força alheia (são os objetos inanimados. por definição.estrategiaconcursos. Ela poderá ser utilizada da mesma maneira no ponto B como poderia ter sido utilizada no ponto A.com. sem vida própria. lápis. não se descuide: existem outras tão importantes quanto. que precisam ser conhecidas pelos senhores. Uma casa movida do ponto A para o ponto B provavelmente será convertida em “pilha de escombros” em questão de instantes. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Desta forma. Embora esta classificação tenha sido a única mencionada expressamente pelo seu examinador. cadeira. a exemplo de uma mesa. e as pessoas poderão continuar a sentar nela :P.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. ou sua finalidade desvirtuada. Ela não deixará de ser cadeira por conta disto. quando movida de um ponto A para um ponto B ainda é uma cadeira. um grande edifício só encontra suas fundações profundamente arraigadas ao solo através do engenho humano (bonito né? :P).

Ok. Mas não é só isso. Devemos ir mais fundo. não podem ser tocados. estes bens corresponderiam ao ativo imobilizado da empresa. É isso que os diferencia das mercadorias em estoque. Do ponto de vista do proveito que a instituição pode retirar de determinado bem patrimonial.Bens de Consumo: é a caneta do nosso exemplo. objetos.com. mas sim são direitos que a instituição possui. Prof. Um prédio.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . pois correspondem a algo que podemos tocar. Bens imateriais: corresponderiam aos ativos intangíveis. o uso contínuo acaba por esgotar este bem ao final de um período curto de tempo (menos de dois anos). E nenhuma carga de caneta vai durar a próxima década. ou seja. Tais bens podem ser classificados entre: . E claro. São bens dotados de existência física. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Bens materiais: na contabilidade. todos estes bens são materiais. razão pela qual sua futura mesa terá um monte delas. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 39 de 80 www. são bens permanentes. A gestão patrimonial volta sua atenção aos bens materiais. a instituição tem a intenção de mantê-los. um lápis. Todos os itens do edital são voltados ao cuidado que se deve ter na gestão destes bens.br 000000000000000000 . não existe estoque de bens materiais nem de bens do ativo permanente ou imobilizado). além de poderem ser tocados. a simples classificação entre bens materiais e bens imateriais não é suficiente. embora não passe de uma simples ideia. tangíveis. Tais “bens” são intangíveis. você já sabe o que são bens matérias e porque os bens materiais não são mercadorias (e. são coisas. por favor. Por suas características. São mais do que meras ideias. de maneira que ele precisa ser reposto com mais frequência. pode ser avaliado monetariamente. concorda comigo que uma caneta é substancialmente diferente de um prédio. Uma patente é um direito que possui uma instituição de fabricar determinado produto de maneira exclusiva. por conceder uma vantagem de mercado.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof.estrategiaconcursos. E este direito. Estes “bens” não são exatamente bens. embora ambos sejam bens materiais? Por isso. um carro. palpáveis.

mas é só isso). e desta forma.com. prometo que é só isso que precisa ser tratado quando falamos de bens. tais como hospitais públicos. Ele é utilizado por mais de um século e continua lá. 9. Bens dominicais: São bens públicos que não possuem destinação definida. do jeitinho que era (algumas rachaduras.br 000000000000000000 . escolas e aeroportos. E não é só isso (também). nem precisa ser reconstruído dia após dia. existe ainda outra classificação.Bens Permanentes: o uso corrente destes bens não o destrói.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. embora públicos. que podem ser utilizados livremente por todos os indivíduos. nem por isso todo mundo pode entrar em qualquer sala da unidade. você precisará conhecer: Bens de uso comum do povo: São bens de uso geral. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 . Ele tende a permanecer com as mesmas características da data de sua aquisição durante um longo tempo (pelo menos mais de dois anos). A praça aonde você vai é um bem público que pode ser utilizado por qualquer pessoa. Por exemplo. são passíveis de alienação. está na porta da repartição. Nossa instituição.estrategiaconcursos. E no início. chegou. que diferencia os bens entre: E acredite. E agora ele.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . licitou o objeto há muito tempo atrás. lá do Direito Civil. o dito bem. Mas e aí? Mais nada? Errado! Prof. a repartição onde você irá trabalhar é um bem público. O que fazer? Obviamente que você irá recebê-lo. não há bem algum. Ok. embora não seja diretamente cobrado em provas de ARM (e sim de Direito Civil). Sua característica principal é a que. que pretendia adquiri-lo. Bens de uso especial: São aqueles nos quais são prestados serviços públicos. seu acesso pode ser restringido. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 40 de 80 www.1 Tombamento dos Bens Vou explicar o processo desde o início. O prédio não desmorona assim que saímos dele.

momento posterior à conferência. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Todo bem que adentra a instituição (e principalmente uma instituição pública) precisa ser devidamente registrado. Lembra-se dos procedimentos de recebimento de materiais da aula 02?Tudo que está lá é importante para o recebimento do bem. Vamos relembrar rapidamente a recepção dos materiais.estrategiaconcursos. e os números de patrimônio serão úteis nesta missão. gera-se um número de patrimônio.com. talvez sejam mais baratos que a própria plaquinha que seria colocada neles.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . já o recebimento definitivo. né? Prof. por estar em desacordo com as especificações. Mas o tombamento é a etapa que sucede a recepção. para que este regularize os materiais. Uma vez dado o recebimento definitivo.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. é quando se emite o aceite em documento fiscal e se declara que o material está de acordo com o especificado no contrato firmado entre o comprador e o fornecedor. normalmente em uma plaqueta a ser afixada no bem.br 000000000000000000 . Felipe Cepkauskas Petrachini Página 41 de 80 www. E ao final. seu número de identificação permanecerá com ele. ou ainda. devolve o material ao fornecedor. e enquanto integrar o patrimônio da administração. por razão de seu valor econômico diminuto. que será o número de controle deste mesmo bem até sua alienação ou perecimento. De tempos em tempos a administração efetuará o inventário de todos os bens do seu patrimônio. em quantidade e qualidade. Mas concorda que não é todo bem que é suscetível de ser “emplacado”? Alguns deles. Enquanto este bem for um bem. Essa identificação administrativa consiste em efetuar um cadastro onde são dispostas todas as informações relacionadas ao bem. E o que é isso? Tombamento é o procedimento administrativo de identificação de um bem permanente e seu registro no patrimônio da instituição. cujo princípio é o mesmo aqui: O recebimento provisório envolve apenas procedimentos de conferência dos materiais. está na hora de realizar o tombamento do bem.

não é a eles que se volta a atividade de controle de bens. Os bens intangíveis.br 000000000000000000 .. pois como dissemos. a atividade de controle de bens diz respeito aos bens móveis tangíveis. Prof. Mas nós devemos continuar a prestar atenção nele. quer de consumo. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Eu tinha dito que iria parar de classificar bens. sendo sua falta sentida tão logo não estejam mais lá. quer de produção. Seu valor monetário justifica um rigoroso controle sobre sua existência. Assim sendo. o controle dos bens se volta àqueles que estão mais suscetíveis a desaparecimentos. Não é toda caneta que entra na repartição que vai ganhar um número de patrimônio 9. o objetivo é que continuem a servir aos objetivos da instituição durante muito tempo mais. Mea culpa. Bens Relacionados: Este material é dispensado de tombamento. não podem ser contados. Sim. Mas isso não quer dizer que ele não será controlado pela instituição. por serem meras ideias. de maneira que não é necessário exercer controle sobre eles. o bem já está dentro da instituição e devidamente catalogado. subtração e danificação.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . ou seja.estrategiaconcursos. Você notaria se sua casa não estivesse no lugar em que você deixou quando voltasse do trabalho..com. Por outro lado. mas também não podem ser “perdidos”. bens tangíveis imóveis dificilmente “desaparecem”.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. Desta forma.2 Controle de Bens Inventário Ok. Mas ele sofrerá um controle simplificado. de forma que eu preciso coloca-la nesta parte da aula. Dentro da classificação de bens móveis encontramos dois tipos de bens: Bens Controlados: este é o material sujeito a tombamento propriamente dito. Os bens da instituição não podem desaparecer de uma hora para outra. O problema é que esta classificação está diretamente relacionada ao tombamento. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 42 de 80 www. não vai rolar plaquinha. e responsabilidade sobre sua guarda e conservação.

QUE IRÁ PERMITIR. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 E a melhor maneira de exercer este controle é através do inventário.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . e desta forma.estrategiaconcursos.br 000000000000000000 . DENTRE OUTROS: A) O AJUSTE DOS DADOS ESCRITURAIS DE SALDOS E MOVIMENTAÇÕES DOS ESTOQUES COMO SALDO FÍSICO REAL NAS INSTALAÇÕES DE ARMAZENAGEM. E E) A CONSTATAÇÃO DE QUE O BEM MÓVEL NÃO É NECESSÁRIO NAQUELA UNIDADE. isto levará um tempo considerável para ser feito. Como você deve ser capaz de imaginar. D) O LEVANTAMENTO DA SITUAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS E MATERIAIS PERMANENTES EM USO E DAS SUAS NECESSIDADES DE MANUTENÇÃO E REPAROS.com. e a contagem e verificação se faz de uma única vez para todos os itens do estoque ou patrimônio. E como você também vai para trabalhar em um órgão federal. O inventário em si consiste no levantamento físico ou contagem dos materiais para que os dados obtidos sejam comparados ao registro efetuado pela instituição. Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 43 de 80 www. Desta forma. C) O LEVANTAMENTO DA SITUAÇÃO DOS MATERIAIS ESTOCADOS NO TOCANTE AO SANEAMENTO DOS ESTOQUES.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. E como proceder ao inventário? Existem duas maneiras principais de se fazer isso: Inventário Geral ou Periódico: Estes são feitos no final do exercício fiscal. B) A ANÁLISE DO DESEMPENHO DAS ATIVIDADES DO ENCARREGADO DO ALMOXARIFADO ATRAVÉS DOS RESULTADOS OBTIDOS NO LEVANTAMENTO FÍSICO. inventariar os bens significa certificar-se de que as informações constantes no controle da instituição refletem a realidade. E DOS EQUIPAMENTOS E MATERIAIS PERMANENTES EM USO NO ÓRGÃO OU ENTIDADE. Este inventário pode se dar tanto sobre os materiais em estoque como sobre os bens patrimoniais da entidade. a execução do inventário geral normalmente paralisa as atividades da área inventariada. Dá-se o nome de inventário à verificação ou confirmação da existência de bens na instituição. nada como uma definição saída de uma Instrução Normativa para te deixar mais a vontade (Instrução Normativa SEDAP 205/1998): 8. INVENTÁRIO FÍSICO É O INSTRUMENTO DE CONTROLE PARA A VERIFICAÇÃO DOS SALDOS DE ESTOQUES NOS ALMOXARIFADOS E DEPÓSITOS.

Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Inventário Rotativo: o Inventário Geral é custoso para a instituição. Felipe Cepkauskas Petrachini www. apenas duas vezes ao ano. existe o Inventário Rotativo. b) inicial. e assim. existe a classificação feita no âmbito da SEDAP. todas as áreas tenham sido inventariadas. em três grupos: Grupo 1: itens correspondentes à Classe A. podem ser inventariados. Caso a empresa combine algum método de classificação de materiais (por exemplo.realizado quando da criação de uma unidade gestora. Nestes casos.br Página 44 de 80 000000000000000000 . O inventário rotativo tem mais uma vantagem. que existem em grande quantidade e pequeno valor total. por exemplo.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. Os materiais podem ser divididos. poderá fazer com que alguns grupos de itens sejam verificados mais vezes do que outros.destinado a comprovar a quantidade e o valor dos bens patrimoniais do acervo de cada unidade gestora.constituído do inventário anterior e das variações patrimoniais ocorridas durante o exercício. de maneira que ao final do exercício. fazendo-se a contagem mês a mês de cada área pretendida. por exemplo. serão contados apenas uma vez por ano. haverá um cronograma periódico a se seguido. A vantagem do método está justamente em não paralisar a atividade da instituição. Prof. levando-se em conta a Instrução Normativa 205/1988.com. pois paralisará as atividades da entidade. três vezes ao ano. E como vimos no capítulo da curva ABC. Grupo 2: itens correspondentes à Classe B. Os tipos de Inventários Físicos são: a) anual. Para evitar estes males. merecem atenção redobrada. por exemplo.1.estrategiaconcursos. a classificação ABC). que é bom que você conheça também: 8. que por sua importância e valor significativo. existente em 31 de dezembro de cada exercício . Grupo 3: estes são os demais itens (Classe C). para identificação e registro dos bens sob sua responsabilidade.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . portanto. e. E por representarem um valor menor do estoque (além de dar bem mais trabalho inventariá-los). Por outro lado. alguns poucos itens merecem mais atenção que outros muitos itens. serão inventariados. que tem importância intermediária.

Isto.Atualização dos registros de estoque: Se houver algum documento parado que altere as informações constantes na entidade antes do inventário . e) eventual. . . são inseridos os dados do objeto inventariado. se possível. Nela.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. Desta forma. por iniciativa do dirigente da unidade gestora ou por iniciativa do órgão fiscalizador. se o processo for feito manualmente. .. A doutrina costuma estruturar os passos da seguinte maneira: .br 000000000000000000 . Felipe Cepkauskas Petrachini Página 45 de 80 www. No caso do inventário patrimonial..com. depois.. rearranjar os objetos pode ser bastante difícil (imagine colocar todas as cadeiras do seu andar em um canto da sala). nesta fase. o inventário é feito através de duas equipes: a primeira equipe vai fazer a primeira contagem.realizado quando da extinção ou transformação da unidade gestora. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 c) de transferência de responsabilidade. Mas. é claro que elas não estarão lá para serem contadas. este documento precisa ser processado. adivinha. chegou a hora de fazer isso. mas sempre existem critérios a serem levados em consideração. lógico. para que as equipes possam transitar livremente. Por exemplo: se no dia anterior foi feita uma retirada de 50 canetas. os itens semelhantes são agrupados e. sairão do caminho. contar de novo! Este procedimento é feito para fins de revisão.Convocação das equipes de inventariantes: Normalmente. esta informação ainda não foi computada.. sua quantidade. Prof.realizado em qualquer época.Arrumação física: Não dá para contar objetos se eles não estiverem organizados. Caso. d) de extinção ou transformação. e. todos os materiais tenham recebido códigos de barra ao chegar à entidade. de maneira que essa fase não é obrigatória.. seria só passar a maquininha :P. E como é feito o inventário? Já disse para você que é impossível que alguém lhe diga como fazer algo. já que seria mais difícil que duas equipes contassem errado o mesmo número de itens.Cartão de Inventário: É a ficha na qual os itens são contados..Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal .realizado quando da mudança do dirigente de uma unidade gestora. por exemplo. e a segunda equipe vai. se por qualquer razão.estrategiaconcursos.

Da primeira vez. para ficar mais fácil de conta-los.estrategiaconcursos. está na hora de contar os materiais ou bens. Prof. Uma vez explicada a variação. o inventário em si. . Cada item será contado duas vezes.Identificação: Verificação das características dos elementos do patrimônio a serem inventariados.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . em três sub etapas: . Felipe Cepkauskas Petrachini Página 46 de 80 www.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. para mostrar que também contou o bem. retirando parte da marca identificadora. etiqueta ou ficha no bem. mas alguém terá de explicar as divergências (e se você vier a ser chefe. Estas etapas. Depois de tanta preparação.com. Nesta etapa será determinada quantidade de bens existentes na entidade. para mostrar que a primeira equipe o incluiu na contagem.Contagem do estoque (ou dos materiais): E finalmente chega o momento. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 . A segunda equipe de contagem vai contar tudo de novo. . Mas e se houver? Cabeças vão rolar :P. para posterior agrupamento por semelhança.br 000000000000000000 .Mensuração: É a contagem. a contagem fica conciliada. Nesta etapa. também comportam outra classificação que é cobrada em provas: Levantamento: É a coleta de dados sobre todos os elementos do patrimônio. será colocado um cartão. e assim. E o que sobrou da marca será removido ao fim do inventário. Brincadeira. se determinada o que irá ser contado e procede-se à contagem. na gestão patrimonial.Agrupamento: Agora nós vamos juntar os elementos identificados conforme sua semelhança. é feito o registro da informação real. vai te dar uma baita dor de cabeça).Reconciliação e ajustes: Fizemos tudo isto para nos certificarmos que não há divergência entre a realidade e o registro da entidade. Arrolamento: Registro das informações levantadas. .

Um último termo a ser aprendido: Cut-off. E como todo bem patrimonial é suscetível de avaliação monetária. a empresa especifica a data limite que as informações do inventário abarcarão. Por exemplo: inventário até o dia 31 de Prof. Sem a avaliação. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 47 de 80 www. É uma fase que nós já vimos. mas tal registro não poderá ser utilizado na contabilidade da entidade (não que você precise saber disso. de maneira que quando realizado o Cut-off. É uma paralisação em toda movimentação de materiais da empresa (é recomendável que esta paralisação seja real. São dois meios de classificar os passos a serem tomados no processamento do inventário.estrategiaconcursos. o arrolamento só serve para controlar a existência do bem. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Tombamento.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. que é a da: Avaliação: compreende a aferição do valor monetário do bem. a fim de que o material possa ser contado. através de um registro apartado). que as necessidades do processo produtivo sejam atendidas previamente. nenhum material na empresa esteja sendo movimentado. mas ela pode ser simplesmente teórica.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . passamos à última fase.br 000000000000000000 . já que sempre existiriam novos itens para serem contados ou baixados. ou se não for possível parar a movimentação.com. Então. o inventário nunca terminaria. e sim do próprio bem que compõe o patrimônio da entidade. mas eu preciso dizer :P). Estes itens correspondem à etapa ou etapas da descrição anterior. Através do Cut-off. Também é um registro. mas não das informações. como veremos nas questões) que a empresa não receba materiais na data do inventário. Isto é perfeitamente justificável: se o material continuasse a entrar e sair livremente. que esta seja feita em separado. com um controle a parte. eles podem conter etapas comuns. É recomendável (não obrigatório.

veículos em geral. é necessário algo mais que a simples estipulação da data. Viram que não tem muito segredo? É porque é só isso mesmo. considera-se: I . Isto significa que os itens que entrarem ou saírem da empresa no dia 1º de janeiro não serão contados naquele inventário. e desta forma. sem o risco. Próximo ponto. Desta forma o cut-off pode ser feito através de um mapa que detalhe os três últimos documentos considerados antes da contagem. Alteração e Baixa de Bens Serão tratados juntos. A alienação é uma das formas pela qual o bem da entidade pode deixar o seu patrimônio. Entretanto.com. permuta ou doação. e assim.estrategiaconcursos. não há mais razões para realizar o seu controle.br 000000000000000000 . de que itens sejam esquecidos ou contados em duplicidade.designação genérica de equipamentos.3 Alienação de Bens. deve ser feita a baixa do mesmo no registro da entidade. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 dezembro de 2012. Mas para traçar este limite com precisão. venda. por exemplo. No Direito Civil. o inventário pode ser feito com tranquilidade. 9. simplesmente porque ao alienar o bem. Esta é a definição trazida pelo Decreto 99658/1990. matérias-primas e outros Prof. este termo é utilizado especificamente na venda do bem. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 48 de 80 www. componentes. não se aplicando a doações ou permutas. A empresa precisa apontar quais são as últimas operações a serem consideradas no inventário (preferencialmente três) para que esta delimitação fique bem clara. Alienar é transferir a propriedade de um determinado bem a terceiro. 3º Para fins deste decreto. sobressalentes. seu futuro patrão (e o meu antigo) acredita nisto: A Alienação consiste na operação que transfere o direito de propriedade do material mediante.material . especificamente em seu artigo 3º inciso IV.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . acessórios. Veja só: Art.

cessão . de uma unidade organizacional para outra. salvo exceções. IV . Seria grosseria de minha parte tentar resumir em algumas linhas o tema de uma aula inteira. . deve ocorrer licitação. independente de qualquer fator.renúncia ao direito de propriedade do material.Alienação de bens imóveis: Deve ocorrer tudo que eu mencionei acima. dentro do mesmo órgão ou entidade. E.alienação . Felipe Cepkauskas Petrachini Página 49 de 80 www. que nada mais é do que sua descaracterização enquanto “bem de uso comum do povo” ou “bem de uso especial”.outras formas de desfazimento . II .transferência . Na verdade. integrantes de qualquer dos demais Poderes da União.modalidade de movimentação de material. e mais ainda. permuta ou doação. estaremos diante das hipóteses de alienação do bem. Assim sendo. autárquica e fundacional do Poder Executivo ou entre estes e outros.com.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . deve haver autorização legislativa que permita a alienação do bem.modalidade de movimentação de material do acervo. pois estas modalidades de bens públicos são inalienáveis.Alienação de bens móveis: o administrador público não faz nada sem que o interesse público o esteja amparando. por favor).br 000000000000000000 . é necessário que se comprove o interesse por trás da operação (público. com transferência gratuita de posse e troca de responsabilidade. não faz tanta diferença. e consequente caracterização do bem enquanto bem dominical. é necessário que ocorra a “desafetação” do bem. entre órgãos ou entidades da Administração Pública Federal direta. já que as operações a serem adotadas serão as mesmas.operação de transferência do direito de propriedade do material. mediante inutilização ou abandono. A alienação no setor público é um fenômeno melhor estudado nas aulas de Direito Administrativo. com troca de responsabilidade.estrategiaconcursos. V . de maneira que vou passar rapidamente os requisitos para alienação dos bens móveis e imóveis: . especificamente nos procedimentos licitatórios. III . por fim. Fora isto. Prof. mediante venda. mesmo que o bem seja doado. Neste caso. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 itens empregados ou passíveis de emprego nas atividades dos órgãos e entidades públicas federais.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof.

o número fica guardado em outro registro. uma vez que não compõe mais o patrimônio da entidade. Na verdade. lá do fim da nota de rodapé. O bem também pode perecer em decorrência de um sinistro (ocorrência de um evento imprevisível) ou mesmo por simples extravio (embora o bem perdido continue a existir. Pois bem. e mesmo que a plaqueta seja removida. com isso. não integra mais patrimônio da entidade).br 000000000000000000 . já sabemos que na baixa o bem deixa de compor o patrimônio da entidade.estrategiaconcursos. Aquele número pertence àquele bem. um dia. Prof. encerramos nosso curso. e TUDO MESMO é registrado em uma repartição pública. Você viu tudo que eu poderia imaginar que precisasse ser visto para uma prova na disciplina de Administração de Materiais. Se qualquer das hipóteses grifadas não ocorrer. certo? E todas as hipóteses acima geram uma necessidade: a de que o bem registrado no patrimônio seja devidamente baixado.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . Tudo é registrado. sob a condição de que este restitua o mesmo bem ao final do período fixado. E tem mais uma hipótese. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 50 de 80 www. que é o comodato. a baixa do bem é a atividade administrativa correspondente à saída dele do patrimônio. apesar de ser a principal (e única cobrada no seu edital diretamente). não poderá ser utilizada em outro bem. Comodato é um contrato de Direito Civil no qual o comodante cede um bem de sua propriedade gratuitamente ao comodatário. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Ok. mas a alienação não é a única espécie de alteração que o acervo patrimonial da entidade pode sofrer. o de bens desincorporados. não estamos falando de comodato.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. E por qual razão? O número de registro patrimonial dele não poderá ser utilizado em nenhum outro bem . Mas ele será para sempre lembrado. somente aí o número voltará a ser utilizado. Até lá. aquele mesmo bem retorne ao patrimônio da entidade. Caso.com. Pois bem.

julgue os seguintes itens. Comentário: Item errado. desde que. já estudada por nós na aula. A alienação consiste na operação que transfere o direito de propriedade do material mediante venda. 2008/SERPRO/Analista – Gestão Logística. é com você. permuta ou doação. tampouco sua destinação alterada. como falamos.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal .br 000000000000000000 . Alias.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. Um último lembrete: basta fazer certo uma vez e. 1. da alienação e de outras formas de desfazimento de materiais. Questões Comentadas CESPE julgue os itens. Acerca de administração de materiais nos setores privado e público. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Daqui para frente.com. Grande abraço. CESPE 2008/STF/Analista Judiciário. vimos que o registro deve permanecer mesmo quando o material deixou de fazer parte do patrimônio da entidade (bens desincorporados). com um pouco de esforço. O que não quer dizer que eu não estarei no fórum para uma mãozinha:P. Todo item está sujeito a tombamento enquanto integrar o patrimônio da instituição pública. Diz-se que um bem móvel classificado como material permanente está sujeito ao tombamento quando ele não pode ser alienado nem modificado. Prof. Acerca da movimentação. seu valor econômico justifique rigoroso controle sobre sua existência. esta pode ser a sua última vez :P.estrategiaconcursos. 2. Comentário: Item correto. É a própria definição de alienação. Não interessa se ele é dominical (passível de alienação). Felipe Cepkauskas Petrachini Página 51 de 80 www.

] III . entre órgãos ou entidades da Administração Pública Federal direta.Assistente Administrativo O processo realizado pela instituição a fim de cumprir a legislação e manter em dia as informações patrimoniais é denominado a) Recolhimento.Sergipe Gás S. a alienação e outras formas de desfazimento de material. . com transferência gratuita de posse e troca de responsabilidade.2010 . considera-se: [.. Veja só: Art.com. FCC .658/1990. o reaproveitamento. Ocorre quando os materiais são produzidos no próprio órgão. 3º Para fins deste decreto. c) Cadastramento Prof.. IADES . Vale uma lida.modalidade de movimentação de material do acervo. Comentário: Questãozinha bem específica..cessão . a) b) c) d) Ocorre quando materiais são entregues na organização com a transferência gratuita de posse e direito de uso. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 52 de 80 www. integrantes de qualquer dos demais Poderes da União. [. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 3.A.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal .. Cessão é a mesma coisa que aquisição remunerada de material com a utilização de recursos orçamentários disponíveis na organização.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof.br 000000000000000000 . arrancada direto do Decreto 99. o qual regula. no âmbito da Administração Pública Federal. autárquica e fundacional do Poder Executivo ou entre estes e outros.CFA . b) Redistribuição.Assistente Administrativo Assinale a alternativa que define a cessão de um material pertencente do patrimônio de uma instituição.2010 . a movimentação.] Letra a) 4.estrategiaconcursos. Cessão é a troca de materiais ocorrida entre organizações e que tenham o mesmo valor comum.

d) A efetiva gestão do inventário possibilitará ganhos de escala na produção. Letra a) é a alternativa correta. e) Alienação Comentário: Nós dedicamos um capítulo inteiro desta aula para falar disso. Desta forma. Mas a alternativa b) também fala de redução de custos e a d) de ganho de produção. E o examinador quer. no mais das vezes. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 53 de 80 www.CFA . por meio da automatização dos processos de compra e controle de estoques. a FCC conceituou o procedimento de inventário físico nesta questão. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 d) Inventário físico. b) A gestão de inventário permite reduzir os custos no processo de vendas. a consequência imediata. já que só terá de fazer compras estritamente necessárias ao seu funcionamento. a) Gestão de inventário e controle de estoque são necessários para manter baixos custos de capital e manutenção das linhas de produção. IADES . reduzir os custos das vendas. por meio da otimização de rotas. uma vez que os estoques estarão abarrotados.Assistente Administrativo Assinale a alternativa que apresenta vantagem da gestão de inventário e controle de estoque em uma organização.com.estrategiaconcursos. A empresa gerencia seu inventário e controla estoques para ter certeza de que os bens e mercadorias ali constantes permanecem com as características de quando foram adquiridos (e até mesmo para saber se o item não se extraviou).2010 . o controle feito através do inventário permite uma economia direta no custo de capital. Comentário: Essa é uma questão interessante. c) Uma das vantagens é a negociação com os fornecedores em bases favoráveis. indiretamente. embora isso vá. E eficiência gera economia.br 000000000000000000 . a letra d) é a correta. ela consegue gerir seu estoque com o máximo de eficiência. 5.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . Você chega à conclusão dela se usar todos os conceitos que utilizamos nas aulas. Entretanto. ao fazer isso.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. Ora. Prof.

Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 6. Alienação de bens é a transferência de domínio de bens a terceiros. é porque a sua utilização e manutenção são mais interessantes ao poder público do que o valor monetário que representam (fosse de outro modo. CESPE . Expressões como “sempre”. não precisariam ser adquiridos). enquanto empregados no serviço público. CESPE . E aqui Prof. o conteúdo econômico avaliável em moeda dos bens que compõem o patrimônio bem como a vinculação do conjunto patrimonial a entidade que vise determinado fim constituem requisitos básicos para que um conjunto de bens. CESPE .Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof.Área Administrativa Específicos Compras e doações são as únicas origens de recebimento de bens patrimoniais nos órgãos sistêmicos.Analista . Pelo contrário. São inalienáveis. controlado e mensurado. Comentário: Patrimônio só é patrimônio se puder ser identificado. “nenhum” quase sempre (já que não existe “sempre”) invalidam a alternativa. se foram adquiridos.Câmara dos Deputados . Felipe Cepkauskas Petrachini Página 54 de 80 www.estrategiaconcursos. Item Correto 8. direitos e obrigações seja considerado patrimônio.STM . inventariados e avaliados. “único”. 7. os bens de uso especial. Item correto. “nunca”.Analista Judiciário .Técnico em Material e Patrimônio A interdependência dos componentes patrimoniais. embora possam ser contabilizados no ativo. Mas nada disto impede que o gestor público exerça controle sobre eles.com.Técnico em Material e Patrimônio Com relação ao patrimônio e seus aspectos qualitativos e quantitativos. julgue os itens a seguir.Câmara dos Deputados .2012 . é desejável que o faça. Sublime :P. Dificilmente alguma coisa é a única coisa possível de ser algo :P.Analista . E a princípio. Comentário: Mais uma definição de alienação. Comentário: Os bens públicos só podem ser alienados em prol do interesse público.2011 . “todos”.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . Item Certo.2012 . Comentário: Pelo amor de Deus.br 000000000000000000 .

estrategiaconcursos. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 55 de 80 www.Prefeitura de Penedo . o registro das características e das quantidades determinadas pelo levantamento consiste na etapa de inventário denominada: a) Grupamento. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 não é diferente. excetuando-se: a) quantidades a disposição. É necessário anotar o que foi levantado. Prof. Mas ele não faz ideia do porque e nem para que serve aquilo que ele guarda.com.br 000000000000000000 . b) devoluções feitas ao fornecedor.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . As permutas também são meios de recebimento de bens materiais. O registro de característica vem logo depois da fase de levantamento.2010 . c) necessidades específicas de aquisição. e isso se chama arrolamento.2012 .Analista Judiciário .Área Administrativa Na gestão patrimonial.Agente Administrativo 1O controle de materiais utilizados em uma repartição pública obedece ao conjunto de competências do responsável pelo setor. e) compras aceitas.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. CESPE . Ele é capaz de dizer a qualquer instante o que está em seu poder naquela sala. Assim sendo. 9. b) Mensuração c) Arrolamento d) Avaliação e) Identificação Comentário: Nós já vimos isso.TJ-AL . Item c). e isso é só um exemplo. Letra c) 10. Item Errado. d) compras recebidas.AL . COPEVE . O controle deve ser capaz de identificar a qualquer momento as opções abaixo relacionadas. Comentário: O ilustre servidor do almoxarifado é um guardião. ele não conhece as necessidades que conduziram à aquisição daquele item.

Comentário: Definição perfeita e acabada de inventário de patrimônio. Item correto. intangíveis. 12. uma das fases do inventário do patrimônio.Analista . deve-se considerar o material cuja vida útil estimada seja superior a dois anos. CESPE .Técnico em Material e Patrimônio O arrolamento.Câmara dos Deputados .Técnico em Material e Patrimônio Para o inventário de material permanente.estrategiaconcursos. e em perfeito estado. e sua vida útil é estimada em mais de dois anos.2010 .2012 . a) o inventário de patrimônio. Comentário Acho que nem precisa comentar né? Mas se precisar.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal .Câmara dos Deputados .Analista . b) a lista de bens.br 000000000000000000 .AL . ao se proceder ao levantamento de todos os seus ativos (tangíveis. consiste no registro das características e quantidades obtidas na fase do levantamento. o arrolamento é justamente a fase após o levantamento do inventário. Item a).com. e) a classificação pecuniária.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. Item Correto 13COPEVE .2012 . no qual as características e quantidades obtidas na contagem são registradas. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 11. ativo mobilizado etc.Agente Administrativo 1Em uma repartição pública. Seu uso contínuo não descaracteriza sua substância. A repartição está querendo verificar se todos os bens que a guarnecem continuam em seu poder. CESPE . Comentário: Perfeita a definição de material permanente.Prefeitura de Penedo . d) o registro de documentos. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 56 de 80 www. Prof. c) o rol de objetos e processos.) está elaborando-se.

Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 14. informando seu estado de conservação.estrategiaconcursos. pois a legislação estabelece que o levantamento geral de bens móveis e imóveis terá por base o inventário analítico de cada unidade gestora e os elementos da escrituração sintética da contabilidade. CESPE .TJ-ES . o inventário é entendido como o arrolamento dos direitos e comprometimentos da Fazenda Pública. bem como a responsabilidade dos setores onde se localizam tais bens. que tem justamente a finalidade de dimensionar a real situação dos bens e materiais. Este “bem bolado” de tirar a média acaba descaracterizando a dupla contagem. ainda. Comentário: Trapaceiros :P. 15. a Administração Pública deve proceder ao inventário mediante verificações físicas pelo menos uma vez a cada cinco anos.Área Administrativa Específicos . Se a primeira conta não bateu com a segunda.01Caso determinado item apresente duas contagens divergentes em um mesmo inventário.com.br 000000000000000000 . d) é um instrumento de controle para verificação dos saldos de estoques nos almoxarifados e depósitos.Analista Judiciário . Item Errado. assumindo-se o número inteiro imediatamente inferior. e não uma simples aproximação. e da existência física dos bens em uso no órgão ou entidade.Assistente de Administração Em relação ao processo de inventário na administração pública.UFAL .Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. com o objetivo de se conhecer a exatidão dos valores que são registrados na contabilidade e que formam o Ativo e o Passivo ou. não é correto afirmar: a) na Administração Pública o inventário é obrigatório. e mantendo atualizados e Prof. feito periodicamente. b) a fim de manter atualizados os registros dos bens patrimoniais. com o objetivo de apurar a responsabilidade dos agentes sob cuja guarda se encontram determinados bens. COPEVE-UFAL .2011 . Felipe Cepkauskas Petrachini Página 57 de 80 www. c) na Administração Pública. isto significa que a contagem de ser refeita.2011 . deve-se adotar como estoque físico a média aritmética entre os resultados das duas contagens.

constantes do sistema financeiro. que devem ser apostos ao material. julgue os itens seguintes.estrategiaconcursos.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof.com.2011 . fixação de plaqueta ou etiqueta. tendo em vista que os bens nele arrolados não pertencem a uma pessoa física. e) os inventários na Administração Pública devem ser levantados não apenas por uma questão de rotina ou de disposição legal. mas ao Estado. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 conciliados os registros do sistema de administração patrimonial e os contábeis. Comentário: O inventário pode ser feito quantas vezes a instituição reputar válidas. os equipamentos e materiais permanentes devem receber códigos alfanuméricos ou numéricos. Item errado 17. sem qualquer ordem.2010 .AGENTE TÉCNICO DE INTELIGÊNCIA . CESPE . e precisam estar resguardados quanto a quaisquer danos. não necessariamente sequenciais. cada um de uma área da instituição? Item errado Prof. Para efeito de identificação e inventário.Administração Específicos Com relação à administração patrimonial e de materiais. Fosse para simplesmente jogar números aleatoriamente. normalmente será recomendado que se fizesse o inventário ao menos uma vez por ano.ABIN .STM . mas também como medida de controle. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 58 de 80 www. Comentário: Lembre-se sempre: não existe regra específica de quantas vezes um inventário deve ser feito no ano. o que mostra que a incorreção da letra b). e em qualquer época do ano. ou levantamento físico para verificação de estoques. por meio de gravação. Comentário: Não tem sentido utilizar um sistema de codificação numérica se ele não for sequencial. CESPE . Entretanto. Lembram que o inventário rotativo se caracteriza justamente pela realização de diversos inventários ao longo do ano. 16.Analista Judiciário . caso estejamos falando de uma repartição pública. para fins de declaração do imposto de renda da empresa. deve ser realizado uma única vez ao final do ano fiscal.br 000000000000000000 .ÁREA DE ADMINISTRAÇÃOO inventário. melhor seria não fazer o controle patrimonial.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal .

MPU . Item errado.000 itens e encontrados 1. Desta forma.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal .000 itens e identificou durante a contagem 1200 itens com divergência. Essa é uma das finalidades da classificação ABC: selecionar os itens que merecem mais atenção do gestor de estoques. de maneira uniforme.com. e se contente com apenas duas contagens dos itens da classe C. Comentário: Olha que legal. é perfeitamente possível que o inventário rotativo preveja contagens 12 vezes ao ano para itens da classe A.2010 .200 itens com divergências.BACEN . O inventário periódico se presta a efetuar a contagem do estoque todo.6% c) 76% d) 88% e) 94% Comentário: Fica tranquilo que dá pra resolver sem conta. O inventário contou 10. Considerando que foram inventariados 10. CESGRANRIO . Nessa situação.Técnico do Banco Central .Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. O que o examinador sugeriu logo acima é mais bem realizado com o inventário rotativo e não com o periódico. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 18. eu posso organizar o inventário rotativo de maneira que determinadas áreas e classes de itens sejam contadas mais vezes do que outras. Por outro lado.br 000000000000000000 . o responsável pelo referido setor deve adotar o método de inventário periódico. CESPE . Prof.Área 1Após o término do inventário físico dos itens em estoque.2010 .Técnico Administrativo Considere que o responsável pelo setor de estoque de certa organização pretenda adotar um método de inventário físico que permita que os artigos de alta rotatividade sejam contados com mais frequência que os de baixa rotatividade. deve-se calcular um índice representativo da acurácia dos controles de movimentação de materiais da empresa. eu fiz essa questão na época que ela saiu :P. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 59 de 80 www. 19.estrategiaconcursos. o índice de acurácia desse estoque é de a) 12% b) 13.

IV e V.TRE-MS . É necessário que durante o processo de inventário o atendimento seja pois entradas comprometem VI.br 000000000000000000 .Técnico Judiciário . Prof. FCC .estrategiaconcursos. 20. dentro do conceito de curva A. V e VII. Letra d).Área Administrativa Considere as afirmativas abaixo quanto ao inventário: I. pois os funcionários dominam as rotinas e conhecem os itens estocados. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 60 de 80 www. a prática de inventário possibilitar paralisado.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. É correto o que se afirma APENAS em a) I. para que seja verificado se as quantidades efetivas correspondem aos controles registrados. IV. II. Se 1200 de 10. d) III. 12% do estoque estavam divergentes. VII. contagens. C. os outros 88% estavam corretos. III.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . V e VII. c) I. O maior benefício do inventário é ter os estoques com as quantidades registradas corretamente.2007 . E desta forma. As divergências devem ser acertadas no sistema através de requisições para saída pedidos saídas aportar as V. É recomendável que seja dada atenção prioritária aos itens classificados como A.com. e) IV. b) II. Quando se trabalha com volumes de estoques muito pequenos. entradas.000 estavam errados. É recomendável que o inventário seja coordenado pelo setor responsável pelo almoxarifado. É a contagem física de todos os estoques da empresa. B. é a mais onerosa ou que de e o benefício para por se ela proporcionado. IV e VI. II e VII. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Acurácia é uma palavra que significa algo muito próximo de “nível de acerto”. e os 88% são o nível de acurácia (NÃO OS 12%).

Quer seja por dolo (se houver alguma divergência. esta divergência precisa ser registrada. esta pessoa irá. Assim sendo. deliberadamente. apenas demandando maior cuidado. Comprar mais bens para cobrir o saldo negativo é simplesmente subverter a ideia por trás do inventário. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 61 de 80 www. Se inventário deu divergência. Item III está fora. Vamos começar pelos casos mais absurdos. O estoque menor é mais fácil de gerenciar. a contagem pode muito bem ser feita com este em andamento. menos espaço. embora se possam paralisar as atividades do almoxarifado para realizar o inventário (e como vimos no cut-off isso é até recomendável). Preste atenção: é recomendável que quem realize determinada tarefa não seja a mesma pessoa que fiscaliza o correto cumprimento da mesma. imagine-se como fornecedor.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . Os outros itens estão de acordo com o que vimos na aula. e claro. Prof. Item V também incorreto. Eu aprendi a responder este item em Auditoria.com. mais trabalho? Não faz sentido. ocultar sua existência por medo ou para obter alguma vantagem) ou por culpa (é muito pouco provável que uma pessoa identifique um erro próprio.br 000000000000000000 . de contar. Isso pode comprometer as atividades futuras da empresa. favor voltar mês que vem. que é a de controlar os bens e itens que já existem na instituição. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Comentário: Essa é para encerrar o seu curso. Agora. O item VI é bem mais legal. é recomendável que seja feito justamente por alguém que não trabalhe no almoxarifado.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. se são os funcionários do almoxarifado quem executam as funções concernentes ao estoque e o inventário é justamente a conferência deste trabalho. Desta forma. O item IV está errado. Você chega ao destinatário com a carga e o responsável vira para você e te responde que estão fechados para inventário. O item III também propõe uma excrecência: menos volume.estrategiaconcursos. sua análise encontra-se prejudicada. não teria errado em primeiro lugar). pois se fosse capaz disto.

corre o risco de ser enganado. Analise as opções abaixo e selecione aquela que representa um atributo do perfil do comprador. mas por grupos. ou de simplesmente adquirir um produto que não é capaz de atender a expectativa de sua organização. em concorrências. o comprador deve respeitar esta política. que ao possuírem uma noção geral e bem definida Prof.br 000000000000000000 . Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 21. como qualquer manifestação da ética. A ética negocial. respeito à legislação trabalhista ou outro fator). Felizmente. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 62 de 80 www. não é definida por indivíduos. O comprador deve conhecer o que compra. independentemente das políticas organizacionais. do contrário. Se a política da organização prestigiar algum outro valor (preservação do meio ambiente. b) Todo comprador deve perseguir uma compra que resulte em economia de recurso financeiro. Ele representa os interesses de seu empregador. podendo o negociador revelar as ofertas feitas por concorrentes para obter melhor preço do fornecedor. é tão primário que não tem como inventar muito e o curso fornecia informação suficiente para construção do raciocínio. ESAF – 2013 – DNIT Considere um setor de compras e os responsáveis pelas compras.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. é possível que este valor represente um acréscimo nos custos de aquisição. entretanto. Por outro lado. e) O sigilo das negociações é opcional. mas não é preciso que seu conhecimento esteja no mesmo nível do fornecedor.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . discussões de preços e finalização da compra. o comprador é um empregado da organização. Comentários: Não fazia ideia (e acho que ninguém fazia) do que a ESAF queria com o tópico “perfil do comprador”. de maneira que seu conhecimento precisa estar no mesmo nível do fornecedor. Questão a) está incorreta. d) A ética negocial é definida pelos negociadores e não pelas organizações.com. c) O comprador deve orientar seu comportamento nos mais altos níveis. Alternativa b) também errada. a) Um comprador deve ser preparado.estrategiaconcursos.

E por fim.estrategiaconcursos. E ao final. prestigia ou rechaça determinados comportamentos. Mais do que um bom comprador. gera-se um número de patrimônio. Alternativa c). normalmente Prof. Alternativa d) errada. e sua violação é no mínimo uma indelicadeza (para não dizer antiética). d) processo por meio do qual é verificado se os materiais se encontram onde deveriam estar guardados. Só ficamos com a letra c). a alternativa e) é um absurdo completo. como meros agentes dentro deste contexto. Essa identificação administrativa consiste em efetuar um cadastro onde são dispostas todas as informações relacionadas ao bem. e) processo de derrubada do registro de patrimônio de bens. c) processo realizado pelo almoxarifado com o fim de transferir a responsabilidade de guarda dos bens. os negociadores.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . não tem poder para delimitar a ética que rege essas relações. 22. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 63 de 80 www. reflete os padrões éticos que a instituição busca transmitir a seus contratantes (inclusive fornecedores). Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 daquilo que é ou não aceitável dentro do mundo dos negócios. razão pela qual a divulgação de ofertas feitas por concorrentes afronta os princípios da ética negocial.com. b) o registro de um bem permanente no sistema de controle patrimonial. ESAF – 2013 – DNIT Entende-se por tombamento de bens: a) o ato de incluir um bem em uma lista de plaquetas metálicas. ao portar-se de maneira tão elevada.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. Sim. Comentários: Observemos a definição mostrada em aula: Tombamento é o procedimento administrativo de identificação de um bem e seu registro no patrimônio da instituição. O sigilo é regra em negociações.br 000000000000000000 . Representa muito mais um aspecto de discrição. qualquer que seja a etapa da negociação. Entretanto. o comprador deve se pautar nos mais altos níveis.

E o que sobrou da marca será removido ao fim do inventário. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 64 de 80 www. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 em uma plaqueta a ser afixada no bem. d) O inventário patrimonial é realizado a qualquer momento durante o ano fiscal. está na hora de contar os materiais ou bens. Entretanto. a) Os bens que estão na lista e não foram encontrados são excluídos do inventário. A segunda equipe de contagem vai contar tudo de novo. c) O inventário de materiais administrativos é realizado pelas áreas de expedição. Depois de tanta preparação. 23. Comentários: Espero que ainda se lembre dos últimos passos de realização do inventário: .com.A seção de patrimônio de uma organização é responsável pela conferência dos bens que constam da lista de materiais que se encontram nos ambientes da organização. concedemos bônus artístico ao examinador pela piadinha da letra e. alternativa b) na cabeça.. Não tem nem o que argumentar. para mostrar que a primeira equipe o incluiu na contagem.br 000000000000000000 . e) O inventário físico e o patrimonial são ambos de responsabilidade da contabilidade da organização. etiqueta ou ficha no bem. será colocado um cartão.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . b) No final do inventário é publicada uma lista com as divergências encontradas. ESAF – 2013 .estrategiaconcursos.Contagem do estoque (ou dos materiais): E finalmente chega o momento. Prof.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. que será o número de controle deste mesmo bem até sua alienação ou perecimento. Assinale a opção correta. Cada item será contado duas vezes. retirando parte da marca identificadora. É bom saber que elaborar questões não tirou o seu bom humor. para mostrar que também contou o bem.DNIT .. Da primeira vez.

o estoque ser reajustado (e não varrer a sujeira pra debaixo do tapete. Mas e se houver? Cabeças vão rolar :P. deve se dar ciência (ao menos para a organização) de que aquelas divergências existem e foram localizadas. verificamos uma primeira leva de divergências. pois ele reflete fielmente o que é a função da equipe de compra. Item Certo 25. Brincadeira.br 000000000000000000 . Comentários: Questão que não merece qualquer reparo. acompanhamento da ordem de fornecimento junto aos fornecedores e o recebimento do material comprado. o estoque precisa ser ajustado. CESPE ATI (ABIN)/Administração/2010A fonte simples é caracterizada pela existência de apenas um fornecedor disponível no mercado.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. a contagem fica conciliada. vai te dar uma baita dor de cabeça). como a alternativa a) sugere). se a reconciliação não conseguir mesmo localizar estes bens. para que este não se veja na posição de ter de explicar um fato que ocorreu em momento anterior a sua chegada.estrategiaconcursos. Uma vez explicada a variação. Mas. em caso de admissão de um novo responsável pelo setor. aquisição de materiais. e assim.ATI (ABIN)/Administração/2010 As funções da equipe de compras envolvem todo o processo de localização de fornecedores e fontes de suprimento. para controlar e garantir o fornecimento de acordo com a especificação solicitada. servindo inclusive como reforço nos estudos.Reconciliação e ajustes: Fizemos tudo isto para nos certificarmos que não há divergência entre a realidade e o registro da entidade. de maneira a permitir eventual apuração de responsabilidade e. Estas divergências têm de. é feito o registro da informação real. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 65 de 80 www. para serem explicadas. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 . necessariamente. A ESAF provavelmente estava pensando em seu novo emprego quando falou em publicação :P. e se for o caso. Pois bem. cotação. Pode memorizar o item. Mas de fato. 24. depois da contagem do estoque. mas alguém terá de explicar as divergências (e se você vier a ser chefe. CESPE . seja Prof.com. passar pela reconciliação.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal .

Fonte Múltipla: O contrário :P. podendo escolher a que mais lhe agradar. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 em razão de patentes. Comentários: Questão que reafirma os conceitos vistos na aula.estrategiaconcursos. a prova que exigiu esse conhecimento é de 2010. Item Certo. produto especial. Agora o comprador tem livre acesso a diversas fontes de materiais. Fonte Simples: Indica uma relação na qual a empresa poderia comprar de qualquer fornecedor. Irretocável :P. mas que por questões de planejamento e estratégia. Item Errado 26. CESPE . firma um contrato de longo prazo com um fornecedor específico. matéria-prima. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 66 de 80 www.ATI (ABIN)/Administração/2010 No planejamento de um inventário devem ser incluídos a convocação e o treinamento das equipes inventariantes. comparada com os estoques anotados no banco de dados. bem como a arrumação física dos estoques e a preparação dos cartões de inventário. mas não custa nada reforçar o seu aprendizado: Fonte Única: Há exclusividade do produto fornecido (quer seja pela existência de monopólio.CESPE 2013/SERPRO/Técnico Administrativo Inventário é a verificação da existência dos materiais da empresa.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. As atividades do planejamento de inventário compreendem a descrição do enunciado. especificações técnicas. sedimentando a relação comercial entre eles. Prof. Comentários: Como você pode ver. que consiste na contagem dos materiais existentes.br 000000000000000000 . seja em razão de localização. ou instrumento similar.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . ou mero acordo exigindo que o material seja obtido apenas daquele fornecedor). 27 .com.

CESPE 2013/SERPRO/Técnico Administrativo Uma organização que centraliza o processo de suprimento tem como principal vantagem a agilidade nas suas compras. ele não desapareceu) Item Certo 29 . ainda adquirirá outra característica ao final do processo produtivo deverá ser baixado do estoque. Por isso o item é baixado do estoque (não está mais disponível para uso). O enunciado estava se referindo ao avanço do processo produtivo. Prof. com o material ainda no meio do caminho. afinal. Neste caso.estrategiaconcursos. porém continuará no inventário. Item Certo 28 . o item é baixado do estoque. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 67 de 80 www. de nada adiantará o almoxarife dizer: tenho dois aqui. Desta forma.CESPE 2013/SERPRO/Técnico Administrativo Um componente processado que.br 000000000000000000 . pois eles já viraram "bicicleta". mas estão em outra bicicleta :P. e.com. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Comentários: Dá-se o nome de inventário à verificação ou confirmação da existência de bens na instituição.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. mas continua no inventário. mas continua no inventário (afinal. contudo.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . Por exemplo: damos baixa em dois pneus de bicicleta. inventariar os bens significa certificar-se de que as informações constantes no controle da instituição refletem a realidade. pois já não existe mais como aquele material. O inventário em si consiste no levantamento físico ou contagem dos materiais para que os dados obtidos sejam comparados ao registro efetuado pela instituição. Comentários: Esta é uma alternativa que merece estudo aprofundado. Se a linha de produção precisar de mais pneus. Este inventário pode se dar tanto sobre os materiais em estoque como sobre os bens patrimoniais da entidade. não podem mais ser utilizados pelo setor produtivo para confecção de novos produtos.

e isto nem sempre é a alternativa mais ágil. as condições de liderança da empresa-líder e a definição de índices contábeis das empresas consorciadas. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Comentários: A centralização traz várias vantagens inegáveis.com. nos editais de pregões eletrônicos. Item Errado Julgue os itens seguintes.br 000000000000000000 . 31 CESPE 2013/MPU/Técnico Administrativo Para a aquisição de bens e serviços comuns. consequentemente. Item Errado. o que implicará número menor de unidades adquiridas e. meu caro. de inventário e controle de bens patrimoniais. pois é uma parte bastante específica do tópico de contratos administrativos: os consórcios administrativos. menor poder de barganha. mas a agilidade na resposta das necessidades não é uma delas .Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . Felipe Cepkauskas Petrachini Página 68 de 80 www.CESPE 2013/SERPRO/Técnico Administrativo A Descentralização no processo de suprimento possibilita que a organização obtenha. durante as compras. maiores descontos junto aos fornecedores potenciais. vez que a organização procurará a melhor oportunidade de fazer a compra em maior quantidade. Comentários: Exatamente o contrário. quando permitida a participação de consórcio de empresas. estas serão feitas por cada unidade. Comentários: Espero que tenha visto este conteúdo em Direito Administrativo. acerca das medidas que devem ser adotadas pela administração pública federal nos processos de aquisição de bens e serviços.estrategiaconcursos.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. Ao descentralizarmos o processo de compras. A resposta desta questão em específico pode ser encontrada no artigo 33 da Lei 8666/1993 e traz os mesmos itens enunciados na questão 109: Prof. 30 . deverão estar explicitadas. de acordo com suas necessidades particulares.

com. E aqui o caminho é tortuoso. E chegando finalmente no Decreto 5. 84. na mesma licitação.indicação da empresa responsável pelo consórcio que deverá atender às condições de liderança. II . de 17 de julho de 2002" O Decreto que institui o pregão eletrônico está simplesmente regulamentando a Lei 10. 28 a 31 desta Lei por parte de cada consorciado. III .comprovação do compromisso público ou particular de constituição de consórcio.responsabilidade solidária dos integrantes pelos atos praticados em consórcio. 9º Aplicam-se subsidiariamente. para a modalidade de pregão. Veja a disposição do artigo 9º da Lei 10520/2002 (que trata dos pregões "comuns"): Art. obrigatoriamente fixadas no edital. Talvez você se pergunte da aplicação destas regras para o caso do pregão eletrônico. podendo a Administração estabelecer.666.520. na proporção de sua respectiva participação. o somatório dos valores de cada consorciado. e.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . observar-se-ão as seguintes normas: I . para efeito de qualificação técnica. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Art. em sua totalidade. para efeito de qualificação econômicofinanceira. de 21 de junho de 1993. tanto na fase de licitação quanto na de execução do contrato. Pegou o caminho? Item Certo 32 CESPE 2013/MPU/Técnico Administrativo Na descrição do objeto da licitação.520. um acréscimo de até 30% (trinta por cento) dos valores exigidos para licitante individual. as normas da Lei nº 8. no uso da atribuição que lhe confere o art. é obrigatória a previsão das quantidades de materiais e serviços a serem fornecidas.450/2005. através de mais de um consórcio ou isoladamente. temos logo em seu preâmbulo: "O PRESIDENTE DA REPÚBLICA. inexigível este acréscimo para os consórcios compostos. 33.apresentação dos documentos exigidos nos arts. e tendo em vista o disposto na Lei no 10. Prof. o somatório dos quantitativos de cada consorciado.estrategiaconcursos. por micro e pequenas empresas assim definidas em lei. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 69 de 80 www. V . da Constituição. IV . para o consórcio. admitindo-se.impedimento de participação de empresa consorciada. inciso IV. Quando permitida na licitação a participação de empresas em consórcio.br 000000000000000000 . subscrito pelos consorciados.

Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof.br/legislacao/in/in205 88.. no objeto da licitação. Item Certo 33 CESPE 2013/MPU/Técnico Administrativo O inventário é o único instrumento disponível à administração pública para o controle de bens patrimoniais. em particular.comprasnet..gov. Comentários: Esta questão foi arrancada diretamente da Instrução Normativa SEDAP que 205/1998 vincula a (http://www. “nunca” ou qualquer outro radicalismo.htm). pois é extremamente raro que um objeto atinja tal nível de exclusividade. o bem móvel que tiver valor de aquisição ou custo de produção desconhecido poderá ser avaliado tomando-se como referência o valor de outro. 7o As licitações para a execução de obras e para a prestação de serviços obedecerão ao disposto neste artigo e. “jamais”. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 Comentários: Vamos olhar de novo a nossa querida Lei 8666/1993: Art. Prof. Se você consultar os eu bom senso. Comentários: Questãozinha polêmica. Nesta questão em específico. e passa a controla-lo a partir daí. “único”. posso mencionar a vocês o tombamento como meio de controle de bens patrimoniais: a Administração cola a famigerada placa de patrimônio no item. está provavelmente errada.] § 4o É vedada. a inclusão. Desta forma. Item Errado. no mesmo estado de conservação e a preço de mercado. de fornecimento de materiais e serviços sem previsão de quantidades ou cujos quantitativos não correspondam às previsões reais do projeto básico ou executivo. o inventário já não é mais o único meio de controle de bens patrimoniais.estrategiaconcursos. ainda.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . à seguinte seqüência: [.com. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 70 de 80 www. verá que qualquer alternativa que diga “sempre”.br 000000000000000000 . Veja só: Administração Pública Federal no que diz respeito à administração de materiais. 34 CESPE 2013/MPU/Técnico Administrativo No inventário analítico. semelhante ou sucedâneo.

Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal - Cargo 9

Teoria e exercícios comentados Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03

8.2.2. O bem móvel cujo valor de aquisição ou custo de produção for desconhecido será avaliado tomando como referência o valor de outro, semelhante ou sucedâneo, no mesmo estado de conservação e a preço de mercado.

Item Certo

Questões Propostas
CESPE julgue os itens. 1. A alienação consiste na operação que transfere o direito de propriedade do material mediante venda, permuta ou doação. CESPE 2008/STF/Analista Judiciário. Acerca de administração de materiais nos setores privado e público, julgue os seguintes itens. 2. Diz-se que um bem móvel classificado como material permanente está sujeito ao tombamento quando ele não pode ser alienado nem modificado, tampouco sua destinação alterada. a) Ocorre quando materiais são entregues na organização com a transferência gratuita de posse e direito de uso. b) Ocorre quando os materiais são produzidos no próprio órgão. c) Cessão é a troca de materiais ocorrida entre organizações e que tenham o mesmo valor comum. d) Cessão é a mesma coisa que aquisição remunerada de material com a utilização de recursos orçamentários disponíveis na organização. 3. IADES - 2010 - CFA - Assistente Administrativo Assinale a alternativa que define a cessão de um material pertencente do patrimônio de uma instituição. a) Ocorre quando materiais são entregues na organização com a transferência gratuita de posse e direito de uso. b) Ocorre quando os materiais são produzidos no próprio órgão.
Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 71 de 80 www.estrategiaconcursos.com.br

2008/SERPRO/Analista

Gestão

Logística.

Acerca

da

movimentação, da alienação e de outras formas de desfazimento de materiais,

000000000000000000

Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal - Cargo 9

Teoria e exercícios comentados Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03

c) Cessão é a troca de materiais ocorrida entre organizações e que tenham o mesmo valor comum. d) Cessão é a mesma coisa que aquisição remunerada de material com a utilização de recursos orçamentários disponíveis na organização. 4. FCC - 2010 - Sergipe Gás S.A. - Assistente Administrativo O processo realizado pela instituição a fim de cumprir a legislação e manter em dia as informações patrimoniais é denominado 5. IADES - 2010 - CFA - Assistente Administrativo Assinale a alternativa que apresenta vantagem da gestão de inventário e controle de estoque em uma organização. a) Gestão de inventário e controle de estoque são necessários para manter baixos custos de capital e manutenção das linhas de produção. b) A gestão de inventário permite reduzir os custos no processo de vendas, por meio da otimização de rotas. c) Uma das vantagens é a negociação com os fornecedores em bases favoráveis, uma vez que os estoques estarão abarrotados. d) A efetiva gestão do inventário possibilitará ganhos de escala na produção, por meio da automatização dos processos de compra e controle de estoques 6. CESPE - 2012 - Câmara dos Deputados - Analista - Técnico em Material e Patrimônio A interdependência dos componentes patrimoniais, o conteúdo econômico avaliável em moeda dos bens que compõem o patrimônio bem como a vinculação do conjunto patrimonial a entidade que vise determinado fim constituem requisitos básicos para que um conjunto de bens, direitos e obrigações seja considerado patrimônio. 7. CESPE - 2012 - Câmara dos Deputados - Analista - Técnico em Material e Patrimônio Com relação ao patrimônio e seus aspectos qualitativos e quantitativos, julgue os itens a seguir.

Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 72 de 80

www.estrategiaconcursos.com.br

000000000000000000

Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal - Cargo 9

Teoria e exercícios comentados Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03

São inalienáveis, enquanto empregados no serviço público, os bens de uso especial, embora possam ser contabilizados no ativo, inventariados e avaliados. 8. CESPE - 2011 - STM - Analista Judiciário - Área Administrativa Específicos Compras e doações são as únicas origens de recebimento de bens patrimoniais nos órgãos sistêmicos. 9. COPEVE - 2010 - Prefeitura de Penedo - AL - Agente Administrativo 1O controle de materiais utilizados em uma repartição pública obedece ao conjunto de competências do responsável pelo setor. O controle deve ser capaz de identificar a qualquer momento as opções abaixo relacionadas, excetuando-se: a) quantidades a disposição. b) devoluções feitas ao fornecedor. c) necessidades específicas de aquisição. d) compras recebidas. e) compras aceitas. 10. CESPE - 2012 - TJ-AL - Analista Judiciário - Área Administrativa Na gestão patrimonial, o registro das características e das quantidades determinadas pelo levantamento consiste na etapa de inventário denominada: a) Grupamento. b) Mensuração c) Arrolamento d) Avaliação e)Identificação

Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 73 de 80

www.estrategiaconcursos.com.br

000000000000000000

Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal - Cargo 9

Teoria e exercícios comentados Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03

11.

CESPE - 2012 - Câmara dos Deputados - Analista - Técnico em

Material e Patrimônio Para o inventário de material permanente, deve-se considerar o material cuja vida útil estimada seja superior a dois anos 12. CESPE - 2012 - Câmara dos Deputados - Analista - Técnico em Material e Patrimônio O arrolamento, uma das fases do inventário do patrimônio, consiste no registro das características e quantidades obtidas na fase do levantamento. 13 COPEVE - 2010 - Prefeitura de Penedo - AL - Agente Administrativo 1Em uma repartição pública, ao se proceder ao levantamento de todos os seus ativos (tangíveis, intangíveis, ativo mobilizado etc.) está elaborando-se a) o inventário de patrimônio. b) a lista de bens. c) o rol de objetos e processos. d) o registro de documentos. e) a classificação pecuniária. 14. CESPE - 2011 - TJ-ES - Analista Judiciário - Área Administrativa Específicos - 01Caso determinado item apresente duas contagens divergentes em um mesmo inventário, deve-se adotar como estoque físico a média aritmética entre os resultados das duas contagens, assumindo-se o número inteiro imediatamente inferior. 15. COPEVE-UFAL - 2011 - UFAL - Assistente de Administração Em relação ao processo de inventário na administração pública, não é correto afirmar: a) na Administração Pública o inventário é obrigatório, pois a legislação estabelece que o levantamento geral de bens móveis e imóveis terá por base o inventário analítico de cada unidade gestora e os elementos da escrituração sintética da contabilidade.
Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 74 de 80 www.estrategiaconcursos.com.br

000000000000000000

Felipe Cepkauskas Petrachini Página 75 de 80 www. 17.ABIN . e precisam estar resguardados quanto a quaisquer danos. por meio de gravação. informando seu estado de conservação. com o objetivo de apurar a responsabilidade dos agentes sob cuja guarda se encontram determinados bens. Para efeito de identificação e inventário.2011 . d) é um instrumento de controle para verificação dos saldos de estoques nos almoxarifados e depósitos. 16. ou levantamento físico para verificação de Prof.AGENTE TÉCNICO DE INTELIGÊNCIA . fixação de plaqueta ou etiqueta. o inventário é entendido como o arrolamento dos direitos e comprometimentos da Fazenda Pública.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal .STM . c) na Administração Pública. a Administração Pública deve proceder ao inventário mediante verificações físicas pelo menos uma vez a cada cinco anos. tendo em vista que os bens nele arrolados não pertencem a uma pessoa física.ÁREA DE ADMINISTRAÇÃOO inventário. os equipamentos e materiais permanentes devem receber códigos alfanuméricos ou numéricos. que devem ser apostos ao material. ainda.br 000000000000000000 . com o objetivo de se conhecer a exatidão dos valores que são registrados na contabilidade e que formam o Ativo e o Passivo ou. e) os inventários na Administração Pública devem ser levantados não apenas por uma questão de rotina ou de disposição legal.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. mas também como medida de controle.estrategiaconcursos. mas ao Estado. julgue os itens seguintes. bem como a responsabilidade dos setores onde se localizam tais bens. constantes do sistema financeiro.Analista Judiciário . CESPE . não necessariamente sequenciais.com. e da existência física dos bens em uso no órgão ou entidade. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 b) a fim de manter atualizados os registros dos bens patrimoniais.Administração Específicos Com relação à administração patrimonial e de materiais.2010 . e mantendo atualizados e conciliados os registros do sistema de administração patrimonial e os contábeis. CESPE . feito periodicamente.

o responsável pelo referido setor deve adotar o método de inventário periódico. deve-se calcular um índice representativo da acurácia dos controles de movimentação de materiais da empresa.br 000000000000000000 .TRE-MS .Área 1Após o término do inventário físico dos itens em estoque.Técnico Administrativo Considere que o responsável pelo setor de estoque de certa organização pretenda adotar um método de inventário físico que permita que os artigos de alta rotatividade sejam contados com mais frequência que os de baixa rotatividade.200 itens com divergências. Felipe Cepkauskas Petrachini www. As divergências devem ser acertadas no sistema através de requisições para saída pedidos aportar Prof.com.Área Administrativa Considere as afirmativas abaixo quanto ao inventário: I. a prática de inventário possibilitar Página 76 de 80 é a mais onerosa ou que de o benefício para por se ela proporcionado. entradas. 19. para fins de declaração do imposto de renda da empresa. 18. Nessa situação.estrategiaconcursos.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . CESPE .BACEN .6% c) 76% d) 88% e) 94% 20.2007 .MPU . deve ser realizado uma única vez ao final do ano fiscal.000 itens e encontrados 1. III. para que seja verificado se as quantidades efetivas correspondem aos controles registrados. É a contagem física de todos os estoques da empresa. IV. O maior benefício do inventário é ter os estoques com as quantidades registradas corretamente.2010 . Considerando que foram inventariados 10. o índice de acurácia desse estoque é de a) 12% b) 13. Quando se trabalha com volumes de estoques muito pequenos.Técnico Judiciário . FCC .Técnico do Banco Central . II.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof.2010 . CESGRANRIO . Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 estoques.

mas não é preciso que seu conhecimento esteja no mesmo nível do fornecedor. pois os funcionários dominam as rotinas e conhecem os itens estocados. Prof.estrategiaconcursos. independentemente das políticas organizacionais. discussões de preços e finalização da compra. V e VII. d) A ética negocial é definida pelos negociadores e não pelas organizações. É recomendável que o inventário seja coordenado pelo setor responsável pelo almoxarifado. b) II. ESAF – 2013 – DNIT Considere um setor de compras e os responsáveis pelas compras. 21. É recomendável que seja dada atenção prioritária aos itens classificados como A. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 V.Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . B. pois entradas e saídas comprometem as contagens. IV e V. a) Um comprador deve ser preparado. e) IV. É necessário que durante o processo de inventário o atendimento seja paralisado. c) I. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 77 de 80 www. V e VII. d) III. em concorrências. É correto o que se afirma APENAS em a) I. Analise as opções abaixo e selecione aquela que representa um atributo do perfil do comprador. b) Todo comprador deve perseguir uma compra que resulte em economia de recurso financeiro. VI.com. podendo o negociador revelar as ofertas feitas por concorrentes para obter melhor preço do fornecedor. C. IV e VI. c) O comprador deve orientar seu comportamento nos mais altos níveis. VII. e) O sigilo das negociações é opcional. dentro do conceito de curva A.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof.br 000000000000000000 . II e VII.

Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . Felipe Cepkauskas Petrachini Página 78 de 80 000000000000000000 . 24. b) No final do inventário é publicada uma lista com as divergências encontradas.br Prof. CESPE . c) O inventário de materiais administrativos é realizado pelas áreas de expedição.A seção de patrimônio de uma organização é responsável pela conferência dos bens que constam da lista de materiais que se encontram nos ambientes da organização. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 22. b) o registro de um bem permanente no sistema de controle patrimonial. acompanhamento da ordem de www. a) Os bens que estão na lista e não foram encontrados são excluídos do inventário. 23. e) processo de derrubada do registro de patrimônio de bens. aquisição de materiais. ESAF – 2013 . c) processo realizado pelo almoxarifado com o fim de transferir a responsabilidade de guarda dos bens.estrategiaconcursos. d) processo por meio do qual é verificado se os materiais se encontram onde deveriam estar guardados. e) O inventário físico e o patrimonial são ambos de responsabilidade da contabilidade da organização. ESAF – 2013 – DNIT Entende-se por tombamento de bens: a) o ato de incluir um bem em uma lista de plaquetas metálicas.DNIT .com. d) O inventário patrimonial é realizado a qualquer momento durante o ano fiscal.ATI (ABIN)/Administração/2010 As funções da equipe de compras envolvem todo o processo de localização de fornecedores e fontes de suprimento.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. Assinale a opção correta. cotação.

Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal . especificações técnicas.ATI (ABIN)/Administração/2010 No planejamento de um inventário devem ser incluídos a convocação e o treinamento das equipes inventariantes. contudo.estrategiaconcursos. nos editais de pregões eletrônicos. 26. 28 . CESPE . Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 fornecimento junto aos fornecedores e o recebimento do material comprado. ainda adquirirá outra característica ao final do processo produtivo deverá ser baixado do estoque. 29 .CESPE 2013/SERPRO/Técnico Administrativo Um componente processado que. Felipe Cepkauskas Petrachini Página 79 de 80 www. durante as compras.CESPE 2013/SERPRO/Técnico Administrativo Inventário é a verificação da existência dos materiais da empresa.CESPE 2013/SERPRO/Técnico Administrativo Uma organização que centraliza o processo de suprimento tem como principal vantagem a agilidade nas suas compras.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. matéria-prima. bem como a arrumação física dos estoques e a preparação dos cartões de inventário. 25. 30 . CESPE ATI (ABIN)/Administração/2010A fonte simples é caracterizada pela existência de apenas um fornecedor disponível no mercado.br 000000000000000000 . seja em razão de localização. deverão estar explicitadas. ou instrumento similar. porém continuará no inventário. comparada com os estoques anotados no banco de dados.CESPE 2013/SERPRO/Técnico Administrativo A Descentralização no processo de suprimento possibilita que a organização obtenha. que consiste na contagem dos materiais existentes. para controlar e garantir o fornecimento de acordo com a especificação solicitada. Prof. maiores descontos junto aos fornecedores potenciais.com. 27 . as condições de liderança da empresa-líder e a definição de índices contábeis das empresas consorciadas. 31 CESPE 2013/MPU/Técnico Administrativo Para a aquisição de bens e serviços comuns. seja em razão de patentes. quando permitida a participação de consórcio de empresas.

Administração de Recursos Materiais para Agente Administrativo da Polícia Federal .estrategiaconcursos. Gabarito: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 C E A D A C C E C C 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 C C A E B E E E D A 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 C B B C C C C C E E 31 32 33 34 C C E C Prof. o bem móvel que tiver valor de aquisição ou custo de produção desconhecido poderá ser avaliado tomando-se como referência o valor de outro.com. no mesmo estado de conservação e a preço de mercado. semelhante ou sucedâneo.br 000000000000000000 . Felipe Cepkauskas Petrachini Página 80 de 80 www. 33 CESPE 2013/MPU/Técnico Administrativo O inventário é o único instrumento disponível à administração pública para o controle de bens patrimoniais. 34 CESPE 2013/MPU/Técnico Administrativo No inventário analítico.Cargo 9 Teoria e exercícios comentados Prof. Felipe Cepkauskas Petrachini Aula 03 32 CESPE 2013/MPU/Técnico Administrativo Na descrição do objeto da licitação. é obrigatória a previsão das quantidades de materiais e serviços a serem fornecidas.