Uma metodologia robusta e pertinente

8, Rue du prado - 31 100 Toulouse - France Tél: +33 (0)5 61 33 10 07 - Fax: + 33 (0)5 61 33 10 43

Web : www.image-zafar.com

Um software de estática textual ergonômica e de fácil utilização

8, Rue du prado - 31 100 Toulouse - France
Tél : 33 (0)5 61 33 10 07 Fax : 33 (0)5 61 33 10 43 www.image-zafar.com

todo segmento de texto podendo servir de suporte ao estudo das coocorrências*.C. © IMAGE 1 © IMAGE 2 . contudo.C. etc. conservados como por exemplo a noção de unidade de contexto.) As unidades de contexto estão na base da classificação sob Alceste. VOCABULÁRIO DE BASE O corpus Entenderemos por corpus um conjunto de textos reunidos. ou calculadas por Alceste.C.C. isto não impede as diferenças de ponto de vista dependentes do tipo de corpus tratado. Classificação dupla Como indica seu nome. que podem ser lidas independentemente. Fazemos. de um mesmo domínio de utilização que chamaremos de “mundo Para esta descrição.E. Unidade de Contexto Inicial (U. categorização conceitual) e se as dificuldades encontradas foram afastadas da metodologia da analise do conteúdo tradicional para a abordagem de um tipo de analise mais lexical. a priori suas unidades de contexto. por exemplo as respostas à uma questão aberta. elas podem ser definidas a priori pelo utilizador. o valor de λ é calculado pelo software seguindo o tamanho do texto à analisar. O utilizador pode Então definir Geralmente uma classificação simples É apropriada quando o corpus é de pequeno tamanho ou quando tratamos de respostas a questões abertas.C. Contudo. do tipo do conteúdo à ser revelado.) de modo que cada unidade de contexto (U. Chamamos coocorrência a aparição simultânea de duas unidades linguísticas.) As unidades de contexto inicial que notamos U. Salem). mais provavelmente. foi bem depois que os softwares de analise de dados textuais apareceram.). uma Classificação Descendente Hierárquica sobre o quadro que resulta desta concatenação. Introdução A utilização da analise dos dados pela descrição das estruturas textuais datada do começo desta disciplina (Benzécri 1962).I. são divisões naturais do corpus. Unidade de Contexto Elementar (U. O objetivo da analise é a sua posição em tipo de contexto.E. efetuamos duas classificações sucessivas sobre as unidades de contexto de grandeza ligeiramente diferente. Unidade de Contexto (U.E. Tal classificação é apropriada no caso de um corpus grande. Ela trás a marca de uma dupla experiência (abordagem formal. descrever sua organização em um corpus particular? Que tipo de corte para reter o estudo das distribuições? A metodologia ALCESTE trás respostas à estas questões. ao contrário. etc. elas são introduzidas por uma linha contendo os variados significados chamada linha estrelada. que permite diferenciar diversos níveis de partição de todas as unidades de contexto de mesmo perfil podendo servir de base para uma analise no corpus. O comprimento destas unidades de contexto em número de palavras é calculado por Alceste seguindo o tamanho e a natureza do corpus a ser tratado. Entendemos por unidade de contexto. * Esse número de palavras analisadas diferentes deve ser superior a uma limiar λ. que ele constitui um objeto para o analista. (Cf pagina 9).C.PRIMEIRA PARTE: A METODOLOGIA ALCESTE Aviso: Este documento comporta duas partes. uma obra literária. eles se foca principalmente em comparar as distribuições de palavras entre diferentes textos. o objetivo da analise é de fornecer uma descrição tipológica destes instantâneos com a ajuda de ligações entre estas unidades de contexto. é composta de uma ou várias linhas de texto consecutivas. imprime sua marca na maneira na qual definimos os contextos e as unidades textuais à serem contadas. e serão consideradas como “instantâneas” no movimento do senso.I. da mesma maneira que uma foto dá um instantâneo no movimento de um local. A unidade de contexto elementar é considerada como a unidade estatística essencial por Alceste. Classificação simples Fazemos uma Única classificação nas unidades de contexto (U. um conjunto de artigos sobre um tema dado. implicadas pelas coocorrências entre as formas (pressupondo que as unidades de contexto associadas ao mesmo tipo de formas provêm. ou seja.) A unidade de contexto elementar notada U.) contém um número de palavras analisadas diferente*. cada entrevista de uma pesquisa.C. depois. os diferentes capítulos de um livro. Estas unidades de pequena dimensão. em definitivo. formam as U. Uma classificação dupla tem por vantagem descartar todo risco devido ao cortar e assegurar a estabilidade. Que formas gráficas devem ser mantidas? Devemos ou não rejeitar algumas da analise? Procuramos comparar sua distribuição em diversos textos ou. uma apresentação teórica e um exemplo de aplicação. um conjunto de entrevistas ou de respostas à uma questão aberta.C. certos esquemas metodológicos foram. ponto de vista que. por exemplo.C. Os estudos efetuados foram bem orientados para uma abordagem puramente formal das estruturas textuais (Lebart.I. * Chamamos ocorrência a aparição de um elemento da língua em um texto. utilizamos um método de classificação hierárquica descendente. As unidades de contexto são calculadas pela concatenação das unidades de contexto elementares (U. Supomos que este conjunto foi reunido em função de um objetivo particular.

C.E. utilizamos um método de classificação descendente hierárquica.E. esse agrupamento se faz.C.C.3 assim constituídas estão destinadas a uma Classificação Descendente Hierarquica. a categoria sócio-profissional se ele trata de respostas à uma questão aberta. 2 U.I. naturalmente. tal aquela padronizada nos dicionários do idioma. as unidades de contexto U.1. classificação hierárquica. juntas a 3 U. Esquematicamente.C. 4 U.C.C.E.I.E. etc.C.C.E. maximizando um certo critério (o Chi-dois* do quadro de margens).C. em unidades de contexto U.D.I. O procedimento para à medida que o número de iterações exigidas se esgota.). *Idade.) Para construir as classes dos enunciados significativos.cict.E. você achará as mais amplas informações sobre a preparação e limpeza de um corpus.C.C.C. se trata de um procedimento iterativo : a primeira classe analisada compreende todas as unidades de contexto retidas. U. 1 U. 1 U. a cada passo.. em seguida.H. por exemplo.2. Ela permite tratar os quadros lógicos de grande dimensão mas de número pequeno. Exemplo : Uma forma verbal é reduzida no Infinitivo Um substantivo plural no Singular Um adjetivo no feminino é reduzido ao Masculino Uma contração é reduzida à uma não contração © IMAGE comera → comer → cavalo cavalos amarelas d’ → amarelo → de * O Chi ou Chi-dois ou χ de Karl Pearson é usado para testar a independência das linhas e das colunas do quadro. 2 2 3 © IMAGE 4 . nuvens dinâmicas (Reinert 1983. O procedimento proposto se situa no cruzamento de várias técnicas de analise de dados: segmentação. 2 U.C.image. o sexo. Observação : No documento “Como preparar o copus”. a idade. falamos também da métrica ou da distancia do Chi 2. Este documento pode ser baixado no site www.C. U. e U. As formas e sua redução (lematização) Chamamos lematização. 3 U.C.C. Benzécri 1970). de onde vêm as informações das palavras estreladas ou fora do corpus (Cf página 9). dicotomia após uma analise fatorial de correspondências.E.fr.C. 3 Observamos assim que neste caso o reagrupamento das U. procuramos a partição em duas da maior das classes restantes.C. a operação que consiste em substituir uma forma textual pela sua forma reduzida. U..E. Palavras fora do corpus ou palavras estreladas Na preparação do corpus. 6 U. Abaixo um esquema dando 4 classes terminais a partir de um quadro inicial: Essas informações são introduzidas com a ajuda de palavras começando por um símbolo estrela (*Sexo. A Classificação Descendente Hierárquica (C. 5 U. Esta redução tem como objetivo melhorar a analise e principalmente a posição do U.C.C.E.Exemplo : Eis um exemplo de reagrupamento de unidades de contexto elementares U. para uma classificação dupla. no interior de cada U. o utilizador pode introduzir informações fora do corpus caracterizando cada U.

U.. Nesse caso..E.C.C.F....D/tome 2/p 327] ou ainda: “A analise das correspondências foi inicialmente proposta como um método indutivo de analise de dados linguísticos ” [Histoire et Préhistoire de l’Analyse des Données]. Para mais detalhes deste procedimento nos referimos à biografia. Alceste constitui um quadro de dupla entrada: na linha representamos as unidades de contexto A Analise Fatorial das Correspondências (A..... o utilizador pode modificar este parâmetro em função da natureza de seu corpus..P. Nosso objetivo é de dar uma representação espacial esquemática de relações entre classes.. Os quadros submetidos à A....C.....n Abaixo o quadro: ..Cj. Um quadro de distâncias é calculado entre pontos. Esse quadro (I x J) destinado à classificação é um quadro binário de presença-ausência..2 . por padrão 10 classes. © IMAGE 5 © IMAGE 6 . o criador deste método de analise de dados..Formap δ ij δ ij 1 se a forma está presente na U.....C.. Benzécri.. a cada passo.. U.. Agregamos... escrevia há mais de 20 anos: “É principalmente em vista do estudo das línguas que nós nos engajamos na analise fatorial das correspondências” [A. b) Para apresentar relações locais entre formas de uma mesma classe.. = 0 se a forma está ausente na U. a analise se concentra no maior dos sub-quadros (em número de linhas). os dois pontos mais próximos substituindo-os por um ponto médio. O quadro é dividido em seguida em duas partes distintas seguindo as linhas como indica o esquema abaixo: A Classificação Ascendente Hierárquica (C. assim por diante até a obtenção de um número de classes terminais predefinidas antecipadamente... a classificação assim obtida é representada por uma árvore hierárquica chamada dendrograma da classificação ascendente (ver exemplo detalhado na página 14)... Para isso.A.. criamos duas sob o conjunto J1 et J2 formas do tipo que aparece nos quadros (I1 x J1) e (I2 x J2) têm a mais forte densidade «1»...Formeai. Forma1 Forma2 U. a) Como complemento a uma ajuda à representação de ligações entre classes.. O quadro de partida é sempre um quadro de presença-ausência.. trabalharemos nos (I1 x J1) ou (I2 x J2). as colunas são representadas pelos pontos em um espaço particular. 1 U. O objetivo é de representar por uma árvore de relações entre os perfis colunas desse quadro.j .C.C. em seguida.) Esta técnica só é utilizada na metodologia Alceste em duas ocasiões: ( I1 x J ) ( I2 x J ) I1 e I2 : as duas partes de I J : Conjunto de formas analisadas.. Obtemos então o esquema seguinte: ( I1 x J1 ) Forte densidade em «1» ≈0 ( I2 x J 2 ) forte densidade em «1» ≈0 Na etapa seguinte. Este método é utilizado para descrever com a ajuda de alguns fatores a estrutura de um quadro de coocorrências.DECOMPOSIÇÃO DA CLASSIFICAÇÃO DO QUADRO INICIAL Depois do reconhecimento das formas e o corte em unidades de contexto do corpus. O critério de distancia utilizado é aqui a inércia inter-classe calculada com a métrica do Chi-dois.H. no Alceste crescem o vocabulário conseguido com as classes das U.) J.. e na coluna as formas ou as palavras analisadas Formai. U. A Partir desta partição.C.C. Procedemos assim até não haver mais que um único ponto resultante.F.C.

etc. Analise de discurso. de um escâner ou por reconhecimento vocal. Psicologia. Esta etapa estabelece um dicionário do vocabulário do seu corpus. a classificação ascendente. Como exemplo da aplicação. permite descrever o conjunto de arquivos e os gráficos como as árvores de classificações descendentes e ascendentes. “escondem”. que está baseada na maneira de cortar as unidades de contexto e sua classificação descendente hierárquica. “escondidas”. Esta etapa Efetua cálculos complementários sobre cada uma das classes. etc. de diagnósticos medicais. as representações em setores de variáveis. Alceste trata todo tipo de texto. • Etapa A : durante este período Alceste reconhece as unidades de contexto iniciais (U. de analises e sínteses de obras literárias. a Analise Fatoriais das Correspondências. Pesquisa Documentária.I. sua dependência mútua.) que você mesmo definiu. Alguns são puramente técnicos e outros não irão lhe interessar a não ser que você queira modificar as condições da analise.C. no mesmo radical “escond+er” onde a frequência será tidas em conta. • Etapa C : esta etapa fornece os principais arquivos resultados. Medicina. etc. Podemos citar numerosos exemplos de tratamentos. de textos filosóficos. É sobre estes elementos que você baseará sua interpretação. Achamos As diferentes classes retidas. de respostas à questões abertas. O software Alceste encontra suas aplicações em diversos domínios: Tratamentos de inquéritos. O corpus é formado por 61 respostas à pergunta “Quais sãos os seus projetos para o futuro no domínio profissional. A segunda parte destes fascículos presentes com a ajuda de um exemplo as funcionalidades e o poder do software Alceste. de fóruns de discussão na internet. de falhas e de mensagens técnicas em informática. os Segmentos repetidos. familial ou outro?”. • Etapa B : durante esta etapa Alceste corta o corpus em unidades de contexto e efetua sua classificação em função da distribuição do vocabulário. como as palavras estreladas. Direito. o calculo de concordâncias. de sonhos. as palavras estreladas e as palavras ferramentas características de cada uma das classes.APRESENTAÇÃO DAS DIFERENTES ETAPAS Uma vez a analise concluída. Analise de Imprensa. de analise de textos técnicos. de pesadelos. de peças de teatro. Uma analise comporta quatro grandes etapas: SEGUNDA PARTE: ALCESTE PELO EXEMPLO Introdução Evocamos na primeira parte os fundamentos e originalidade da metodologia Alceste. caracterizadas pelo seu vocabulário dominante. Alceste lhe propõe uma larga palheta de arquivos resultados. mensagens. Esta etapa é essencial porque é nestas classes. como A lista das unidades de contexto elementares. É esta metodologia que faz de Alceste um software pertinente de analise e ajuda à interpretação de dados textuais. incluindo analises de entrevistas. • Um modulo de consulta ergonômico e fácil utilização. etc. que vai apoiar-se na sua interpretação. a cartografia do texto. História. fornecido com a ajuda de um processador de texto. de poesias. • Enfim etapa D: depois da obtenção definitiva da classificação. Jornalismo. de histórias de crianças. as palavras ferramentas e efetuar uma lematização nas formas textuais identificadas. de relatórios. escolhemos uma parte extraída de um inquérito realizado com adolescentes de Toulouse.  © IMAGE 7 © IMAGE 8 . O vocabulário Dominante. de debates televisivos no período de eleições presidenciais. Conselhos de Marketing. depois um dicionário de “formas reduzidas”. Publicidade. e em diferentes línguas. Sociologia. Por exemplo: ela vai mostrar as formas “esconde”. Diferentes dicionários permitem identificar as locuções.

sexo feminino. não membro da associação] Eu quero fazer longos estudos. membro da associação] Aqui a primeira tela chamada de Tela de Síntese agrupando as três classes dos enunciados retidos: Eu gostaria de continuar meus estudos. Depois de diferentes cálculos. é ter um bom emprego que pague.C. n°5. mas não por um período muito longo. eu quero um carro Sport bonito. ser bióloga.I. eu penso em me casar. Minha vida sentimental. de espaço) e 7 modalidades variáveis. então 826 formas distintas que se decompõem depois da redução do vocabulário em 96 formas reduzidas. é por isso que quero viajar. sexo masculino. encontramos 67. membro da associação] Um projeto que eu sempre quis fazer. depois eu ponho o dinheiro numa poupança. pronomes. não membro da associação] Eu quero continuar meus estudos até o bacharelado e fazer um trabalho que me satisfaça. sexo masculino. não me casar.C. também ter um apartamento. A parte direita da tela apresenta as três classes obtidas.I. ter a pílula quando eu tiver vontade de fazer amor com um cara. n°1.C. sexo feminino. O texto é formado por 61 entrevistas. de lugar. enfim.E. também sempre quis ir à América (isso também com quinze anos). estudos não muito longos. uma coisa de mecânico. marcadores de tempo. e as categorias gramaticais correspondentes). e em seguida ver do lado de uma formação técnica. para a família. depois de ter uma super casa e também um ou vários carros. depois ter um acidente de trabalho para ter dinheiro facilmente. ter vários telefones no meu apartamento. ter um trabalho. classificadas. Eu sou faixa preta em judô. matar as pessoas que me irritam e morrer velho sem ter dado dinheiro a ninguém 0003 *sexo_m *associação_não [U. não ter filhos. Na parte de seleção das U. encontramos uma tela panorâmica permanente © IMAGE 10 9 . n°2. © IMAGE Figura n°1 Esta tela permite descobrir a síntese dos resultados da analise pelo Alceste.. 4280 palavras. depois dos meus estudos. n°3. ter minha permissão provisória por três meses. suas ausências significativas. isso desde os meus quinze anos. Observamos na parte esquerda o nome do texto.C. 0005 *sexo_f *associação_sim [U.I. ter minha independência. 84 formas suplementares que vão ser as palavras ferramentas (artigos.pl (para cada analise do Alceste. ter uma cama enorme para dormir com muitas mulheres. e ter um bom emprego. ter um corpo atlético.I. para poder viajar. no club onde eu dou aula à crianças. ser independente e ter um gato. 0002 *sexo_m *associação_não [U. o plano de analise futuro. não quero me sentir pressionada. ficar nele por dois anos. Quero me casar cinco vezes. é preciso um plano de analise contendo o conjunto de parâmetros da analise em questão). eu quero fazer longos estudos no grande ciclo.Aqui um extrato deste jogo de dados: 0001 *sexo_m *associação_sim [U.C. não preciso fazer tudo ao mesmo tempo. entrar na política para dormir. e camareiras para fazer todo o trabalho. futuro.txt. em outros termos 67. eu quero passar minha patente. A partir deste corpus preparado e formatado. Bom.5% da U. sexo masculino. depois eu me caso. que correspondem aos três tipos de discurso (presenças significativas das formas na classe. o ideal é ter um marido e filhos.5% de discurso retido e classificado. Alceste nos fornece um conjunto importante de resultados que lhe serão apresentados de maneira didática na ordem lógica de ajuda à interpretação. começamos a analise. n°4. seu tamanho 25 kb. sua data de modificação. ter um super carro. Depois de ter validado esta tela. não membro da associação] Em cinco anos. ter duas casas e um monte de carros.I.C.E. e gostaria de continuar a consagrar tempo para competição. Eu fiz uma viagem recentemente e eu gostei muito. mas eu vou aproveitar a vida antes de me atarefar. uma mulher e um filho pequeno 0004 *sexo_f *associação_não [U.C.

”projeto”.”projeto” nas U. Observando os enunciados específicos da classe entendemos que estas palavras evocam as dificuldades © IMAGE Figura n°3 Estas U. seu valor Chi² de associação na classe. sendo o discurso característico formado por termos “emprego”.”técnica”. desta classe: Figura n°2 Como observamos. Mais o valor do Chi² é grande. tanto que a encontramos em duas modalidades de variáveis. quanto à ela.”realizar”. a classe n°1 que também é constituída por meninos mas que não fazem parte de uma associação. O discurso desta classe é centrado ao redor dos termos tais que “formação”.E. nº 111 e 87 com os Chi² de associação mais fortes. O vocabulário é focado ao redor das palavras “casa”. Observamos na janela de classificação descendente (figura nº1) que a classe nº2 é a primeira a ser dissociada. mais a ligação é forte.E. A classe n°3.C. que evoca o futuro escolar e profissional dos jovens .”exame”. Para visualizar e exibir a totalidade de formas características (presenças significativas) de uma classe basta clicar no botão correspondente na barra de ferramentas : 11 © IMAGE 12 .”continuar”.”carro”.C. Encontramos os termos “emprego”. esta tela se decompõe em janelas independentes e autônomas. são numeradas seguindo a ordem do texto.”realisar”.Para navegar e consultar em detalhes o conjunto de resultados: Na elaboração de um projeto do futuro. é uma classe feminina. que permite localizar suas posições de origem no corpus. Cada janela apresenta um resultado importante. Lemos igualmente para cada U. Se opõe à classe n°2.C. Podemos passar de uma classe a outra com a ajuda dos botões situados em baixo da tela. no mundo imaginário. *assoc_sim) nas presenças significativas. Esta classe é dos meninos que fazem parte de uma associação de bairro.C. abaixo um extrato das U. a de sexo masculino e membro de uma associação (*sexo_m. o que confirma sua filiação na classe n°3. Os termos que encontramos são totalmente diferentes desses da classe n°2. ou publicitário.”linda”.E.”mulher”.E.

(casa-carro-casar). seu efetivo total. uma casa bonita. Observação : No que diz respeito às categorias gramaticais. e será bonita fisicamente. se uma classe é marcada por adjetivos seu discurso será mais descritivo. Você observa na tela a concordância da palavra “bonita”. uma mulher e um filho pequenos.Aqui por exemplo as formas significativas associadas à classe n°1 : Clicando no botão: . obtemos a classificação Ascendente por classe: Figura n°4 Para cada forma obtemos seu Chi² de associação assim que seu efetivo na classe. Do mesmo jeito. a presença significativa de marcas de tempo. Eis algumas concordâncias para o ramo da árvore formada pelas palavras bonitas e mulher: Meus projetos serão de ter uma mulher. sua categoria gramatical e sua concordância. © IMAGE 14 © IMAGE 13 . (mundo-se tornar). Clicando em cada um dos ramos obteremos uma concordância múltipla de palavras formando o ramo. as unidades textuais que contém a palavra bonita. Eu espero me casar com uma mulher morena que terá belos olhos. Como indica a figura acima para a classe n°1. de local e de espaço dará as indicações importantes para a interpretação dos resultados. Figura n°5 A classificação ascendente por classe nos permite de colocar em evidencia os grupos de palavras seguindo sua distancia de proximidade. eu quero ter uma casa bonita. posicionamos a tira a um dado nível de corte. quer dizer. e um filho. a fim de colocar em evidencia os pacotes de palavras agregadas como: (mulher-bonita). etc.

de modificações dos eixos de projeção ou de opções de visualização das classes fazem deste modulo uma ferramenta indispensável para a ajuda da interpretação. naturalmente. Além disso. © IMAGE Este modulo nos permite visualizar as relações ntre as classes em um espaço em três dimensões.Aqui o modulo de Analise Fatorial das Correspondências: No caso onde temos 3 eixos. ou seja.. através de representações em correlações. 15 © IMAGE 16 . contribuições. dos indivíduos e das formas. A Analise Fatorial das Correspondências confirma a forte oposição entre o discurso da classe n°1 e este da classe n°2. de seu Chi² 2 (χ ) de associação à classe. um discurso pouco falado. Podemos igualmente filtrar as formas em função de seu efetivo. modificar os eixos fatoriais para as projeções. constatamos assim o impacto que podem ter as associações sobre o comportamento dos jovens. Clicando em um ponto.C. exibiremos a palavra associada. A classe n°3 está próxima do centro de inércia. teremos o gráfico a seguir: Figura n°8 Figura n°7 O modulo de Analise Fatorial de Correspondências nos dá as representações em correlação. de rotação do gráfico.F. quando o número de eixos é superior ou igual a 3. etc. um modulo 3D permite visualizar os gráficos da A. As possibilidades de zoom. e coordenadas. contribuições e coordenadas das classes.

e a configuração avançada para os utilizadores mais avançados.O modulo estático nos apresenta a tela abaixo: Eis o dicionário das formas completas: Figura n°9 Figura n°10 Poderemos com um clique duplo sobre uma palavra propor uma concordância no texto. Duas configurações são possíveis. © IMAGE 17 © IMAGE 18 . a ferramenta adapta o seu corpus a uma analise mais fina e rica. Independentemente das classes obtidas. nós acessamos o dicionário de formas. com seus efetivos respectivos. que são as formas completas ou as formas reduzidas. Alceste não para aí. ou seja. Podemos também obter concordâncias múltiplas. ele mantém também a força dos seus módulos de configuração. Naturalmente. O modulo estático apresenta diferentes gráficos sobre as repartições das classes no corpus em função das unidades de contexto classificadas e não classificadas. a configuração simplificada para todos. seguindo os valores dos parâmetros.

in Bécue. 1993. 1997 Bolasco Sergio. de Méthodo. Mots. Editions du Seuil. Salem André . Didier Erudition.161-177. 21 -36. . Cahiers Analyse des Données. 53-90. Une méthode de classification descendante hiérarchique : Application à l’analyse lexicale par contexte. Lebart. Paris. Estes dicionários ficam abertos. afim de dividir o texto em uma parte contendo a palavra e uma parte que não contém a palavra.1986. in E. Salem André. Les «Mondes lexicaux» des six numéros de la revue «Le Surréalisme au Service de la Révolution» . L’Analyse des Données (tome 1 et 2). assim como os valores dos diferentes tipos de analise. 1993. Bull. 401-426. 1982 Benzécri Jean-Paul. DUNOD. (Eds. Paris.1983. Scientometrics. graças a seus dicionários de idiomas. 1973. Ce que parler veut dire. 1997. Alceste é o software de Analise de dados textuais podendo trabalhar em diferentes línguas (Francês.1993. 1983. statistiques textuelles.-A. Reinert Max. afim de obter classes próprias a cada modalidade. de Nerval. Reinert Max. 1990. Paris. Le séminaire : livre 20.. Jouve O.187 -198.1994. p 93-102 Bourdieu. 1993. Data analysis and informatics. 6. Reinert Max. Encore . Figure n°11 Você observa que as 4 etapas do calculo estão marcadas. DUNOD. Mélusine N° XVI. . Analisi Statistica dei Dati Testali (JADT 1995). 27-34 Reinert Max. estes valores podem ser modificados seguindo a necessidade do utilizador. 1991.1993. klincksieck. Psychologie et Education. Paris.1995. 1994. Coronni R. Les mondes lexicaux et leur logique à travers l’analyse statistique d’un corpus de récits de cauchemars. ou então cruzar uma palavra com um texto. Two measures for identifying the perception of risk associated with the introduction of transgenic plants. 1990. 1975 Lafon Pierre.1997. é necessário cruzar as modalidades de uma variável com o corpus.A tela de configuração se apresenta da seguinte maneira: BIBLIOGRAPHIE Achard Pierre. Looze (de) M. outils de contrôle. Cahiers Analyse des Données. Les Textes et L’informatique.F. Elsevier Science. Colloques d’Albi Langages & Signification. Lausanne.. É preciso selecionar um dicionário dado para poder analisar nesta língua.76-91 Lebart Ludovic.. Paris. Roy A. Roma. La sociologie du langage. o utilizador pode modifica-los ou enriquecê-los à vontade. 23-28 Reinert Max. vol XL. 1993 Benzécri Jean-Paul. Fayard. Por exemplo. Lebart Ludovic.X (2). Que sais-je ? P. p 303-325 .. Alemão. d’évaluation. Telecom Paris 93 S 003. Rajadell (Eds). Maurand. Vers une interprétation sémiotique de l’analyse des don nées. Da mesma forma. Mots.1986. Sociol. METRON.1987. p 270-302. JADT 1993 (Journées Internationales d’Analyse des Données Textuelles). Salem (Eds). in Martin. Présentation du logiciel ALCESTE à l’aide d’un exemple. Italiano. Elsevier Science. Editions L’Age d’Homme. 1982 Lacan J. numerosos outros módulos de tratamento existem no Alceste. P. DUNOD. Un logiciel d’analyse lexicale (ALCESTE). utilizador. de valorisation. Dunod. Pratique de l’Analyse des Données : linguistique et lexicologie. Rimbaud.1987. Montpellier. um Reinert Max. E.1986. vol 44. n° 3. 23. 1987. etc A configuração avançada é representada numa tela equipada com pequenas caixas contendo os diferentes valores dos parâmetros: é uma abordagem inteligente e de uma grande transparência que permite ao utilizador modificar a qualquer momento um ou vários valores dados neste quadro. 1983. n° 1-2. 1987... Les questions ouvertes. 145-175 Reinert Max. Rimbaud. Português. 471-484. ou desativar uma lematização. Para fazer um tri cruzamento no Alceste. 66. Quelques aspects du choix des unités d’analyse et de leur contrôle dans la méthode «Alceste». p 539-549 Reinert Max. Langage et Société. 1987. Pratique des segments répétés . mas não podemos detalhá-los em um documento tão sintético. Espanhol).. Quelques problèmes méthodologiques posés par l’analyse de tableaux «Enoncés x Vocabulaire». Salem André. Histoire et préhistoire de l’Analyse des Données. in G. 58-73.). CISU. L’inventaire des segments répétés d’un texte. p. Lebart. Une méthode de classification des énoncés d’un corpus présentée à l’aide d’une application. Reinert Max. Les langages du politique. 13. une analyse informatique d’un corpus de 44 poèmes d’A. Cahiers de l’Analyse des Données. 1986.1991. 3.U. p. 1982.. 1999.1990. Reinert Max.. depois de relançar a analise para ir ainda mais longe na interpretação. 5-39 Reinert Max. DUNOD. L’approche des mondes lexicaux dans «AURELIA» de G. 1981 Benzécri Jean-Paul. 1994. 4. Classification descendante hiérarchique: un algorithme pour le traitement des tableaux logiques de grandes dimensions.. Inglês. Classification descendante hiérarchique et analyse lexicale par contexte: application au corpus des poésies d’A. Enfim. pode não fazer uma classificação dupla e lançar uma classificação simples. Diday & coll. Blanchet Alain & col. Reinert M. in Bolasco. Com o objetivo de tratar as respostas as questões abertas. Poésie et Modernité. Reinert Max. Recherches sur le langage en psychologie clinique. 1.

© IMAGE 19 © IMAGE 20 .