You are on page 1of 4

Gabarito P2 - modelo A

10 de outubro de 2013
1. Queremos encontrar os extremos da funo f (x, y ) = x2 + y 2 com a restrio 5x2 +8xy +5y 2 = 9. Dena g (x, y ) = 5x2 + 8xy + 5y 2 9. Ento queremos obter as solues do sistema f (x, y ) = g (x, y ). Temos f = (2x, 2y ) e g = (10x + 8y, 10y + 8x), ento
2x = (10x + 8y ) 2y = (10y + 8x)

Multiplicando a primeira equao por y e a segunda por x, temos x2 = y 2 . Substituindo x = y na restrio g = 0, temos
x2 = 1 9 x = 18 2

E assim temos as solues

1 , 12 2

1 1 e , . Substituindo x = y em g = 0 temos 2 2

3 2x2 = 9 x = 2

E obtemos mais duas solues

3 3 , 2 2

3 e , 32 , em que a funo f (x, y ) atinge seu 2 1 , 12 2 1 1 e , so pontos de 2 2

valor mximo restrita g = 0. Portanto os pontos mnimo, em que f (x, y ) atinge seu menor valor.

Figura 1: Elipse 5x2 + 8xy + 5y 2 = 9 1

2. Pela transformao (x, y ) (u, v ), a regio D mapeada no retngulo [, ] [, ] do plano uv . Assim,


(x + y ) sin2 (x y ) dxdy
D 2

= = = = 1 2
[, ][, ] 2

u2 sin2 v

(x, y ) dudv (u, v )

u sin2 vdu dv 3 6

sin2 vdv =

(1 cos 2v ) dv
4

3 1 v sin 2v 6 2
u x v x u y v y

em que
(x, y ) = (u, v ) 1
(u,v ) (x,y )

(u, v ) = (x, y )

1 1

1 1

= 2

3. A esfera de raio R (centrada na origem) dada pelo conjunto dos pontos (x, y, z ) que satisfazem x2 + y 2 + z 2 = R2 . A superfcie pode ser descrita em termos dos grcos das funes z+ (x, y ) = R2 x2 y 2 (hemisfrio superior) e z (x, y ) = R2 x2 y 2 (hemisfrio inferior). A rea da superfcie da esfera ser ento
area =
D

1+

z+ x z+ x

+
2

z+ y z+ y

dxdy +
D 2

1+

z x

z y

dxdy

=2
D

1+

dxdy

em que D a regio do plano delimitada pela curva de nvel z+ = 0, i.e., pela circunferncia x2 + y 2 = R2 . Assim,
area (S2 ) = = 2 2R
D D

1+ 1 R2

x R 2 x2 y 2 x2 y 2 = = 2R
0

y R2 x2 y 2

dxdy

dxdy
0 R

Em coordenadas polares, temos


area (S2 )

r drd R2 r 2

4R

R2
0

r dr r2 1 dw w = 4R2

Fazendo a substituio w = R r , temos


2 2

area (S2 )

= 2R
R2

4R

R2 0

4. Seja (x, y, z ) = kz a densidade de matria, com k > 0 uma constante. Ento precisamos calcular
(x, y, z ) dxdydz
E

em que E a regio delimitada pela esfera e pelo cone correspondentes aos pontos (x, y ) 1 2 2 tais que x2 + y 2 1 2 (x + y = 2 a curva de nivel dada pela interseo dos grcos de z = x2 + y 2 e z = 1 x2 y 2 ). A densidade em cada ponto dada pela funo (x, y, z ) = kz , k > 0. Assim, a massa do slido ser
M =
E

dm =
E

(x, y, z ) dxdydz =
x2 +y 2 1 2

1x2 y2 kzdz dxdy


x2 +y 2

k 2

1 2x2 2y 2 dxdy
x2 +y 2 1 2

Em coordenadas polares, a integral ca


M = k 2
0 2

1/ 2

1 2r2 rdrd
0 1/ 2

= k
0

r 2r3 dr
1/ 2

r2 1 = k r4 2 2

=
0

k 8

Em coordenadas esfricas, a esfera o conjunto dos pontos tais que 0 r 1, 0 , 0 2 , e o cone descrito pelos pontos tais que 0 2 e z 2 = x2 + y 2 tan = 1= 4 . Logo, a integral se torna

0 2

kr3 cos sin drdd

k 4

sin 2d
4

k cos 2 = 8

=
0

k 8

Figura 2: Slido delimitado por cone e esfera.