RAMATIS

MOMENTO DE REFLEXÃO Vol. II
Psicografado por Maria Margarida Liguori.

1

MOMENTO DE REFLEXÃO.
Após a publicação do livro Momento de Reflexão vol. I, em mensagem à médium Maria Margarida Liguorii, referindo-se ao assunto, RAMATIS escreve: "Quando nos referimos ao trabalho que começamos com nossa filha, era nossa intenção atingirmos essa faixa de leitores que não tiveram oportunidade de conhecimento profundo da espiritualidade, e esse objetivo está sendo alcançado. Necessitamos da boa acolhida dos leitores, em cujas mãos caem esses escritos; eles serão libertados quando for despertado seu coração. O momento é de agradecimento, pois o alvo está sendo atingido. É preciso notar o poder da simplicidade, até no transmitir. De que valem ensinamentos que não sejam direcionados ao homem? É fácil atingi-lo quando são simples em seu intento" "O médium varia em sua linguagem conforme o seu conhecimento; portanto, caminhe, minha filha, no seu caminho sem nunca discordar do caminho em- que caminha o outro; todos estão se dirigindo para um mesmo fim". "Esse trabalho que estamos transmitindo, pela minha filha, está sendo absorvido plenamente por muitos que nunca foram tocados antes, e temos certeza de que o nosso desejo é este. Creiam no poder da palavra e sejam envolvidos na LUZ, na PAZ, no AMOR. RAMATIS".
20-03-91

2

Agradeço a colaboração fraternal de Maninha e Paulo Luz Teixeira, pai e filho, que me ajudaram a concretizar o projeto deste livro e dos anteriores. Maria Margarida Liguori

3

CARTA DE HERCÍLIO MAES*
Tão logo Maria Margarida Liguori começou a receber mensagens do Mestre RAMATIS, remeteu algumas para o médium Hercílio Maes, que lhe enviou a seguinte carta: "Curitiba, 13 de julho de 1971 Estimada Irmã M.M. Liguori Nova Friburgo — RJ Meus votos de Paz e Alegria. Embora com certo atraso, devido ao excesso de minha correspondência, respondo hoje à sua carta de janeiro, cujo assunto foi-me de grata leitura. RAMATIS: - Sem dúvida, as entidades de gabarito espiritual elevado jamais arrendam médiuns para uso exclusivo, mas atuam e inspiram todos os que se colocam sob a sua freqüência vibratória, como é o caso de Ramatis. Deste modo, não posso ser o medianeiro exclusivo de Ramatis, mas, talvez, um dos mais afinizados a ele. Ademais, espíritos de tal envergadura não incorporam assim de modo absoluto, quase que tomando posse do médium; eles são mais telepatas, inspirativos e atuando suavemente, sem impor ou exigir. Assim, não descreio que seja Ramatis quem opera no trabalho orientado pela irmã, porquanto são muito boas e educativas as mensagens que me enviou, demonstrando assim que existe a marca ou chancela ramatisiana, que é Amor, Universalidade e Progresso Espiritual. Aliás, as comunicações traem mesmo o tom ramatisiano, a sua tranqüila exposição e segurança, distante do sectarismo tão pernicioso entre os próprios espíritas ortodoxos. Tratando-se de um oriental, a ioga e mais iniciativas de filosofia espiritual cabem sempre no trabalho de Ramatis, que está presente onde houver afinidade, simpatia e ansiedade por ele. Já nos explicou, certa vez, que não há necessidade de ,indagarmos se ele atua aqui ou ali, mas poderemos identificá-lo pelo sentido íntimo das comunicações por outros médiuns, mesmo que haja um vocabulário mais pobre, porquanto varia o médium para médium conforme a sua cultura e sensibilidade. Acredito que se for determinado pelo Alto, dia chegará em que teremos um encontro pessoal, porquanto em face da minha excessiva atividade mediúnica e mesmo profissional como advogado e homeopata, não disponho de minutos para o intercâmbio pessoal. No entanto, escreva-me que responderei
4

mais amiúde e isso será tanto quanto encontro pessoal, aliás, mais energético, porque será através do espírito, a realidade de nossa existência. Abraços e até breve. HERCÍLIO MAES" O encontro pessoal e fraternal foi determinado pelo Alto, pois Hercílio Maes e Maria Margarida Liguori tiveram oportunidade de se encontrar, lá mesmo em Curitiba, algum tempo depois.

* HERCÍLIO MAES foi, durante longos anos, o maior divulgador dos ensinamentos do MESTRE RAMATIS, através da psicografia, até que ficou impossibilitado de fazê-lo, por motivos de saúde

.

5

PALAVRAS DE RAMATIS
Meus filhos, Que todos encontrem o caminho ideal para a sua libertação, e que esses ensinamentos simples levem o homem para diante, abram os seus olhos para que possa conhecer a si mesmo e compreender a seu irmão. Nada mais é preciso do que essa verdade que existe nele mesmo — ama ao próximo como a ti mesmo. Que esses esclarecimentos mostrem ao homem ele mesmo, e que todos sigam em busca da LUZ, da PAZ, do AMOR. RAMATIS . Nova Friburgo, 12 de junho de 1991.

6

ÍNDICE.
Carta de Hercílio Maes Palavras de Ramatis 1 - De que valeria falar de estrelas? 2 - Supervisionar o seu proceder 3 - Quem poderá mudar o rumo de uma salvação? 4 - Se você é parte de um todo... 5 - É hora de refletir, de meditar, de escolher 6 - Direção certa do caminho escolhido 7 - Sublimes deveres do espírito 8 - A grande oportunidade se aproxima 9 - Amar o próprio amor... 10 - Volta ao seu estado primitivo. 11 - Encontrar uma saída! 12 - E você sabe perdoar? 13 - Apenas ouvir a voz interior 14 - Antenas vivas... 15 - Pobre é aquele que não conhece... 16 - A mãe é o depositário do espírito 17 - Assim como vieram, assim voltarão 18 - O todo é um e o um é o todo 19 - A saída é uma só, as entradas são várias 20 - Homens trôpegos pelo mundo estéril! 21 - Astros e homens caminham juntos 22 - O homem é produto daquilo que faz 23 - Procure a vida! 24 - A perseverança do caminhante 25 - Nada é em separado 26 - Correntes magnéticas 27 - A fonte de fora e a de dentro 28 - A força das mãos 29 - Todos pertencem ao mesmo foco 30 - Sentinela maior do ser constituído 31 - O poder da prece 32 - O brilho do farol! 33 - Hábito da interiorização 34 - A posse 35 - Quando se reparte aumenta 36 - O momento é este 37 - Amor — sublime aliado
7

38 - O sofrimento maior... 39 - A intensidade da fé 40 - O coração de quem serve 41 - Conhecimento da verdade 42 - Na magia dos achados e perdidos 43 - Todos clamam a Deus 44 - Cabedal maior 45 - Saber dar com o coração 46 - O homem é dono do seu destino 47 - Será perdoado quem perdoar 48 - O bem e o mal 49 - Na procura do seu caminho 50 - É dever do homem estar alerta! 51 - O plano Terra terá também coração? 52 - O homem tem tudo e não terá nada 53 - A finalidade é cumprida 54 - Na hora precisa, o momento exato 55 - É tão sublime encontrar! 56 - Sentinela máxima do seu viver 57 - O homem é um estranho na sua própria vida 58 - Alerta, oh! homem 59 - Se todos ouvissem o seu coração 60 - O momento é também de ação! 61 - Um pouco de atenção do homem 62 - A luz da aurora é para todos! 63 - É preciso amar e saber por que se ama 64 - Sendo ciência é também amor 65 - Vida é amor distribuído 66 - Pontos básicos de uma sociedade 67 - Coração — fonte de afeto e amparo 68 - O mal está entre os homens 69 - ...Quando se é humilde na súplica 70 - A sociedade moderna perdeu sua direção 71 - Perguntas sem respostas 72 - Na reconstrução deste cenário 73 - Você é responsável por sua fonte 74 - Se o homem se aliasse à Natureza 75 - Caráter espiritual 76 - Como se poderá estar em silêncio? 77 - Por que o homem tem que sofrer? 78 - A estrela brilha 79 - Que é viver o presente? 80 - Os sedentos são muitos
8

81 - O homem estará glorioso? 82 - O homem adquire os seus próprios hábitos 83 - Atenção plena a seu momento de vida

9

1. DE QUE VALERIA FALAR DE ESTRELAS?
O seu amor será eterno, esteja aqui ou em outro plano. O seu carinho o será igualmente, se você senti-lo hoje pelo seu irmão. A sua fé o acompanha desde sempre. A sua humildade tanto será maior quanto praticála agora. A sua esperança será eterna como o é o espirito. Que o seu gesto seja sempre abençoado pelo seu olhar. Na seqüência em que estamos projetando nossa explanação tem sido o nosso objetivo maior o de servir ao homem, alertando-o para as coisas mais simples do seu viver. De que valeria falar de estrelas enquanto o homem não conhece as suas reações; por que falar do Sol se o homem igualmente não conhece a sua luz interior que tem maior potência? Igualmente temos esclarecido sobre os seus sentimentos, pois o homem os tem voltado para o lado errado e não tem feito deles melhor uso, este exclusivo do seu livre arbítrio. Agora, meus queridos irmãos, como repetir e dizer sempre a mesma coisa, se os irmãos não ouvem? Seria preciso que estivéssemos sempre tocando no mesmo ponto para que este reagisse? Pois a reação é um benefício do homem e ele não quer ouvir e não quer, também, atender ao que se fala ou ao que se diz, e por isso deixa de ter informações que lhe poderiam valer. Por quanto tempo ainda o homem ficará alheio ao que se passa ao redor? Por quanto tempo ainda ele se quedará no fundo do seu eu indagando aquilo que não lhe diz respeito, deixando o seu próprio conhecimento se diluir no seu tempo eterno, e não fazer nada de certo, de útil, de firme em seu próprio benefício — o encontro do seu sentimento.

10

Para sempre sejam claras as palavras do Grande Arquiteto da Humanidade: "Amai-vos uns aos outros como EU vos amei". E que estejamos sempre ligados às fontes eternas da LUZ, da PAZ do AMOR. • A HORA É CHEGADA. QUEM TEM DEVERES A CUMPRIR, QUE OS CUMPRA.

11

2.

SUPERVISIONAR O SEU PROCEDER.

Ao raiar de um novo calendário o homem deveria prevenir-se, pois estão à sua frente inúmeras incertezas, grandes dissabores. Que ao raiar de um novo ano o homem pudesse prevenir-se mais contra o seu próprio procedimento, pois está se lançando cada vez mais num abismo de incertezas. Ao despontar de um novo conjunto de números, ele deveria verificar sempre qual a soma dos números, pois estaria deste modo se prevenindo de grandes dissabores. Na obscuridade de um procedimento, às vezes, estão duas grandes decisões: ou levará tudo ao extremo ou poderá salvar um todo. Isto o homem calcula, pois estão entre o bem e o mal todas as atitudes do homem; mas quando ele é levado a agir levianamente o seu ego está interferindo, e a solução de um problema está afeto ao seu proceder, não a critério dos acontecimentos. É importante a ação do homem em todas as coisas que pratica, pois estará dando oportunidade ao seu ego que participe em atos de alcance universal, pois todos os atos do homem vão interferir no todo que o cerca e, neste caso, alcançará sempre o seu próximo que faz parte do mesmo plano em que habita. Todos estão interferindo sempre com seus pensamentos no desenvolvimento evolutivo do plano em que vivem, por isso, e principalmente por isso, deveriam acautelar-se ou supervisionar o seu proceder. No plano Terra existem influências do próprio solo, de todo o meio ambiente, mas a mais nefasta das interferências é a do pensamento do homem, pois ele tem a capacidade de poluir o seu meio com drogas e com ondas que se entrechocam com todo o equilíbrio da Natureza, dando a ela uma característica de destruição e dor. — Estará o homem sendo pressionado por algum motivo interior, ou estará sendo levado por correntes que o impelem a este procedimento? O homem está à mercê do seu interior e este está totalmente equilibrado, mas a interferência do plano inferior do seu ser domina esta área e faz com que o seu agir seja nefasto; o ego inferior afeta e comanda o seu procedimento, portanto, é necessário que a vigilância seja constante, para que o plano possa prosseguir em equilíbrio o seu tempo.

12

É necessário também que se proponha a modificação na prática, não na teoria; o homem tem sempre em mente que deve se modificar, mas isto está longe de sua vivência como o Sol está longe da Terra, apesar de ser a sua maior fonte de vida. Está, portanto, na vontade do homem a sua vitória, está também no proceder do homem a sua derrota, basta que para isso ele escolha. Quando a conscientização for usada, quando o discernimento for posto na prática, a escolha estará sendo protegida por fontes eternas, que serão alimentadas pelo equilíbrio e pela vontade do ego superior, pois este se dirige sempre para a LUZ, a PAZ, o AMOR. • NÃO SE CONFUNDA O HOMEM, QUANDO BEBER A ÁGUA DA VERDADE E DA VIDA, COM VÃS FILOSOFIAS QUE ELE ENCONTRA EM SEU CAMINHO.

13

3. QUEM PODERÁ MUDAR O RUMO DE UMA SALVAÇÃO?
Quem poderá deter a marcha do tempo se esse alguém não tem o tempo em suas mãos? Quem poderá deter o espírito em sua caminhada? Quem poderá mudar o rumo de uma salvação, senão o próprio coração-mente que se juntam formando barreira intransponível ao ego inferior, tornando nula a sua ação? Quem poderá dizer não, se o seu coração ditar sim? Os acontecimentos atuais levaram o homem ao seu caminho de destruição proporcionando oportunidade de seu ego inferior transtornar sua conduta espiritual, pondo-o em invigilância, tornando-o um objeto de destruição e dor. Poderá se evoluir em tragédia o momento que passa se o homem não procurar ser novamente o ser criado pelo Espírito Divino, e, estando desatento, poderá interromper sua subida na espiritualidade. É sabido que para cada ação existe uma reação idêntica, para cada aventura conquistada sem discernimento uma reação negativa, e uma destruição gradativa vai se aproximando até se tornar nulo o objetivo principal do espírito que é a sua evolução. Todos estão num círculo que se alarga eternamente, mas poderá se tornar sem efeito para todos os que se aprofundam no abismo da irresponsabilidade momentânea, trazendo para sua existência toda a insatisfação e atraso espiritual. Quando a subida a um nível é provocada através de esforço próprio, o espírito entrará em elevação com seu próprio coração; mas se o impulso inicial for de irreverência, esta atitude é modificada até que encontre equilíbrio e paz nos seus afazeres espirituais, pois uma atitude poderá ser absorvida por práticas mais tarde, e se distanciar de um início apenas com pretexto não muito saudável, que é a experiência vulgar e sem direção, apenas por curiosidade. É necessário que todo ser se previna contra essas atitudes que de nada valem, apenas trazem atraso para o homem na sua escalada espiritual, trazendo para o seu viver pesares e sofrimentos desnecessários.

14

Quando o coração encabeça esta experiência, quando o seu lado místico e religioso guia seus passos, a salvação é o porto que ancorará muitos espíritos sedentos de conquistas sublimes. Que todos tenham em mente que só chegarão lá se iniciarem práticas de LUZ, de PAZ, de AMOR. • NA ESTRELA ESTÁ A CLARIDADE NATURAL, NO SOL A FONTE DE LUZ, NO AMOR O CLARÃO MAIS SUBLIME DO CRIADOR.

15

4. SE VOCÊ É PARTE DE UM TODO...
Se a morte é vida, por que não aceitá-la, pois abrir-seão novos horizontes na vida do espírito; ele, liberto da carne, age com mais intensidade a serviço do próximo. Se a vida é a morte do espírito, ele, quando preso à carne, não pode agir em seu próprio benefício, está se redimindo de faltas; é necessário amarem-se uns aos outros. A importância da caminhada está no valor do amor distribuído A alma infantil está num corpo em flor, e será sempre acompanhada, até a idade de sete anos, pelos seus amigos e protetores. Mas, desta data em diante, começa a sua peregrinação propriamente dita. Quando o corpo é infantil, tem funções afinadíssimas com os seus companheiros de grupo; o espírito vai se acostumar na carne, está solitário mas confortado com a presença de seus companheiros, portanto, age e trabalha para seu prórpio sustento, baseado como está no seu grupo encarnacional. Quando atinge sete anos, que são os dias e noites adequados para a sua libertação da tutela de sua guarda, ficará entregue simplesmente a seu mentor espiritual que o seguirá pela vida corporal, mas ficará apenas como guardião, mantendo-se a distância, para que o espírito possa ter sua liberdade de agir e interpretar, de se assegurar em suas próprias atuações terrenas, para que ele sozinho aprenda a influenciar o seu coração, para que ele tome a si toda manifestação do seu corpo físico, procurando moldá-lo à sua necessidade. Se o espírito não pode interpretar o seu corpo físico sozinho, em suas funções, o guardião chega-se mais; é quando no coração constituído na carne, que é o espírito manifestado, acontece o entrosamento natural para que o espírito possa agir com liberdade, tendo sua facilidade espontânea, e então forma-se a ponte coração-espírito, para a função principal dele aqui estar, a elevação e a escolha em segurança de sua vontade definitiva que é a sua redenção, que é a sua contribuição no plano espiritual, sua melhoria e seu alcance a novos planos, para que o seu trabalho seja maior, para que, em grupo, possa levar amparo e proteção aos que necessitam. Quando o trabalho mediúnico se inicia, é a comunicação direta com sua fonte e a continuidade de seu poder. E, então, a influência benéfica do seu grupo espiritual se fará sentir sem interferências, e os achados se sucederão, e

16

os.pertences chegarão no meio de cada um e todos gozarão de infinitas bênçãos, pois o que é de um pertence a todos. Se você é parte de um todo que evolui, também tem deveres e obrigações; se você é formado de partículas divinas, é preciso que faça circular estas partículas em todo o seu ser, pois estará se beneficiando e beneficiando o seu espírito, para que ele alcance cada vez mais a LUZ, a PAZ, o AMOR. • NA SUBIDA DE UM ESPÍRITO ESTÁ O SEU TRABALHO CALCADO NO PLANO TERRA. SEJA PARA ELE UM ALICERCE, NÃO UM EMPECILHO.

17

5. É HORA DE REFLETIR, DE MEDITAR, DE ESCOLHER.
Que o plano Terra se junte aos outros planos do espaço cósmico, tendo a finalidade única da elevação. Que todos se amem com um infinito amor que os amparará e protegerá eternamente. Que deixem que se faça a queima de suas impurezas sem o menor descuido, estarão se elevando na escala da evolução do espírito. Que todos possam se encontrar nas fontes eternas da salvação do homem: DEUS. Na imponderabilidade dos acontecimentos está a ação de Deus mostrando ao homem a sua infinita ternura, o seu infinito amor pela Humanidade. Estamos dentro de um grande circulo que se alarga eternamente, levando o homem a considerações, para que ele pense e reflita no que faz ao plano Terra tão bem estruturado pelo Poder Divino, para ser o palco de expiações e provas do espírito, mas que aos poucos está perdendo, suas características de plano hospitaleiro, tornando-se um algoz em meio às torturas do espírito. Quando o homem se conscientizar do valor deste plano Terra para a evolução do espírito, já será tarde demais, já se terá tornado um amontoado de tormentos para os que ficarem neste plano, será o caos total de toda a Humanidade. Quando o Poder Divino implantou o amor no plano da Terra, era para que o homem o usasse e fizesse dele o seu maior sustento, mas o que vimos, então, foi o amor sair do coração do homem, foi o seu desrespeito aos elementos, foi o seu descaso e tamanha ousadia que agora o seu agir tem sido para a destruição total do plano. E, perguntarão alguns, não será este o fim desejado? Não poderia ser, pois o plano Divino ergueu um pedestal para o homem, que é o espírito constituído na carne, mas ele, com seu livre arbítrio, esfacelou tudo que encontrou, sua ambição é desmedida e, então, subiu o seu ego inferior e o seu desequilíbrio é total em relação à segurança e ao trabalho no meio ambiente, a destruição é iminente para todos, portanto, alerta!

18

Tudo perecerá como num passe de mágica se não houver uma consideração nos atos do homem, tudo estará em derrocada final para todo um império glorioso, que é este onde o homem tudo recebeu e está dando em troca a devastação e a dor. Na aurora dos tempos está a certeza de que tudo será destruição e desalento se o homem não acordar para ver o que se passa a seu redor, se ele não se contiver em seus atos de devastação, se não olhar com olhos de bondade e amor o mundo que o Pai lhe ofertou, que será o seu alento para a eternidade ou então o seu tormento, pois a raça humana carregará este delito em sua consciência, crucificou o plano Terra até a sua devastação total. É hora de refletir, é hora de meditar, de pensar, de escolher, pois que, para o total beneficio do espírito, o homem precisa se voltar para a LUZ, a PAZ, o AMOR. • NA HORA PRECISA, O MOMENTO EXATO DE DAR E RECEBER O AMOR, A CARIDADE, A FÉ, A ESPERANÇA DE QUE A SUA PASSAGEM PELO PLANO TERRA FOI GLORIOSA E AMENA E QUE AS BÊNÇÃOS ESTARÃO SOBRE TODOS!

19

6. DIREÇÃO CERTA DO CAMINHO ESCOLHIDO.
Os que caminham com os seus próprios pés terão a certeza das descobertas e ganharão o compromisso de levar adiante o que receberam. Os que padecem suas dores e as mesmas diluem na caridade e no perdão, ganharão a certeza do dever cumprido por forjarem suas vitórias na paciência e na resignação. Os que levam a luz terão a certeza de que caminham pela mão do amor e da caridade, terão a direção certa do caminho escolhido. Na claridade de todo espirito está acesa a chama de servir ao próximo, para que ele e seus companheiros se elevem na escala espiritual e cada vez mais possam usufruir desta oportunidade de amar. Quando todos juntos se unem para alcance de um bem comum, é a dignidade espiritual que atua em todo o grupo, elevando-o cada vez mais, pois estarão deste modo mais próximos do objetivo a alcançar, e todos estarão munidos da fé e da caridade. Se os que se juntam em grupo com o mesmo objetivo encontram o ponto de referência comum, se lançam em trabalhos espontâneos, e todos os pedidos e apelos de socorro que chegam à sua faixa são prontamente socorridos e atendidos, todos estão solícitos e abnegados nos trabalhos de socorro e auxílios, derramando sobre os pedintes os eflúvios de amor e paz. Para a recompensa deste trabalho, serão distribuídas senhas de amor, que são tons que se unem novamente formando cabedais imensos de proteção e amparo, como se fosse uma abóbada translúcida, protegendo o Cosmos, dando a ele todos os elementos de anteparo às correntes negativas que também giram pelo espaço cósmico, derramando todo um manifesto arrasador. Se os espíritos de boa-vontade se dão assim tão intensamente, por que os humanos, que são espíritos encarnados, vivem uma eterna guerra de experiências? Por que não deixam de lado as desavenças e cuidem somente de pagar o seu tributo encarnacional e se lancem numa grande e fraternal corrente de espíritos que desejam a redenção, embora sofram os seus grandes tributos,

20

embora tenham carmas a resgatar, embora sofram mas coma certeza de melhoria e alcance do perdão? Por que todos não têm apenas sentimentos nobres que atuem, em vez de paixões e cobiças, e que sentimentos de perdão e caridade reinem entre os homens? Seria tão proveitoso para o espírito, como seria para o mundo dos homens, a bondade, a alegria, a caridade, a paz, o amor, e tudo isto é tão simples de alcançar, bastando que para tanto o homem constituído só se redimisse dos seus pecados tendo a consciência exata que fora dos seus mananciais divinos não existe salvação, e que estes estão sempre à disposição dos homens, bastando que para isso se dirigissem para a LUZ, a PAZ, o AMOR. • NA GLÓRIA DO AMOR, DA CARIDADE E DA HUMILDADE ESTÁ A SALVAÇÃO DA HUMANIDADE.

21

7.

SUBLIMES DEVERES DO ESPÍRITO;

Os poucos que estarão no dia em que tudo voltará ao todo do Oculto dos mundos saberão que nada foi cumprido, nada foi obedecido, nada foi apaziguado no coração do homem. Saberão que todo este esplendor que a Mente Divina concebeu não sensibilizou o coração do homem, que persistiu em sua destruição. Saberão, ainda m ais, que não terão outra oportunidade igual à que passou, pois do coração de Deus surgiu o coração do homem, e ele não obedeceu a este Divino Coração e se destruiu. Na complexidade de uma gota de água está um mundo em formação, e o homem continua com seus pés pregados ao chão do entendimento e da evolução, e pensa que é o dono absoluto da lógica e da razão, se esquecendo de que ele é vulnerável e perece como qualquer outro motivo de vida neste planeta Terra. Enquanto o tempo passa o homem não passa de um simples objeto dos seus desejos, sem discernimento nem vontade de evolução e alcance de bens espirituais que o possam guarnecer e favorecer em sua evolução espiritual, pois está agarrado aos prazeres momentâneos do seu mundo efêmero e fugaz. Não poderá permanecer em seu pedestal, que não tem alicerces fincados na razão lógica da evolução e da obtenção de credenciais espirituais, para penetração e acatamento dos sublimes deveres do espírito que é o conhecimento exato de sua permanência nos mananciais de origem divina, que lhe garante a obtenção sublime da evolução. É preciso, outrossim, que o homem se conscientize também de seus deveres humanos que estão desmoronando, que não lhe resta nada em seu coração, não tem seus sentimentos de solidariedade humana, esta foi banida do seu viver, e não poderá, é lógico, chegar a lugar nenhum. Se não tem domínio de seus instintos ainda rasteiros, como poderá dominar sua vontade sublime que é o servir ao seu próximo com todo o amor que lhe foi dispensado em sua formação? O homem está exatamente onde o colocou o seu egoísmo e fascínio efêmeros e enganadores, transferindo para o seu coração toda a formação distorcida com que tem se pautado, com que tem se formado em seu sentimento
22

chave de toda manutenção, quer do seu corpo físico, quer de sua formação e equilíbrio espiritual. Seria preciso uma grande transformação nos sentimentos do homem para que ele agora reconhecesse o caminho percorrido, para que ele, em pleno domínio de seus sentimentos, pudesse escolher e se dirigir, eternamente, para dentro à procura das fontes sublimes da LUZ, da PAZ, do AMOR. • NADA FLORESCE SE NÃO FOR DE BOA SEMEADURA.

23

8.

A GRANDE OPORTUNIDADE SE APROXIMA.

Os que abençoam em nome do Pai serão abençoados pela Fonte Divina. Os que falam pela boca do perdão e da caridade receberão o perdão e a caridade vindos do Oculto. Os que praticam diariamente o "ama ao próximo como a ti mesmo" ganharão a oportunidade ilimitada de servir ao Pai, receberão por outro lado a incumbência de mais e mais repartir tudo que trazem em seu coração, gozarão do privilégio máximo do encarnado — estar entre os que necessitam caminhar. Agora será tudo visto e revisto pela Força Criadora do Universo Cósmico com o fim primordial de dar o destino de sua criação à salvação e à caridade, metas únicas de Sua Vontade, que abrange o homem com todo o Seu amor e o Seu Divino Amparo. Estejam todos prevenidos, pois a grande oportunidade se aproxima, em todos estará implantado o ato da reflexão, é hora de serenidade e complacência com seu próprio íntimo, pois ele está desgovernado e é preciso aplicação de todo o esforço espiritual para que novamente tenha o equilíbrio natural, para que siga em linha ascendente o caminho da evolução e deixe para trás tudo que o oprime e apavora: a destruição e a dor. Enquanto o homem for homem, e dono de suas ações, ainda poderá raciocinar e clarear sua memória física, mas quando este homem já não for senhor absoluto de sua vontade será um desequilíbrio e uma degradação que levará todo o plano ao sofrimento e à dor. Se o ser humano é senhor absoluto, como pensa, de seu viver aqui neste plano constituído e criado, deveria olhar mais para dentro e verificar que, enquanto pensar e refletir desordenadamente, não haverá chances de evolução para o seu espírito que, preso às contingências da encarnação, nada pode influenciar, a não ser quando este ser humano reflete e ora, implora e se coloca em silêncio, para que ele, espírito, possa falar. Seria tão proveitoso para todos se tudo do homem fosse ouvido, que o dono absoluto deste corpo falasse, que o seu coração cumprisse ordens, que de suas mãos saíssem a fé e a caridade, tudo o mais seria eterno, como é eterno em amor o Ser Divino, Fonte mantenedora de todas as fontes do homem e, então, a
24

glória estaria no Plano Terra, pois enquanto o homem não se curvar perante a sua própria consciência, não encontrará abrigo e proteção do seu próprio destino. Tudo está claro, tudo está dentro, tudo é de todos como são as fontes eternas da LUZ, da PAZ, do AMOR. • NA HORA É PRECISO DAR UM POUCO MAIS PARA QUE DEPOIS TENHA TUDO O MAIS.

25

9.

AMAR O PRÓPRIO AMOR.

Se o poder de amar é o centro do equilíbrio emocional, o dar e receber é um dos seus adornos, como o é a caridade. Se no amor o homem se afirma um ser humano saído do coração de Deus, na caridade ele se eleva até ao centro do Universo Cósmico. Se no perdão ele redime as suas dores, na resignação ele ganha novos horizontes de poder e glória. Se na entrega ele der tudo, ficará ainda com o todo que mora em seu coração. Assim seja ! No momento da entrega existe a força da criação presente ao sublime ato do amor. O espírito está preso à carne, nada conhecendo, nada recordando, mas, no momento que antecede o seu desligamento, acontece o milagre da volta triunfal do espírito à sua essência, e é como se fosse um clarão em céu claro, tudo cria uma fulgurante coloração, tudo é esplendor e liberdade, e ele se sente contemplado pelo tempo de escuridão e prisão. Quando o espírito deixa a carne, é imediatamente cercado por seus companheiros de apoio, pelo seu grupo encarnacional, que se preocupou com sua encarnação, com quem manteve grande afeto, e logo que se vê livre, tem o aconchego destes amigos, companheiros de desejos e aspirações, e de imediato é amparado e reconfortado, fazendo com que o espírito que retorna se sinta de imediato feliz e revigorado da grande viagem que fez. O acontecimento é logo comemorado com boas-vindas da grande jornada, corno é também relatado tudo que alcançou, tudo o que conseguiu, e quando tudo foi atingido é um agradecimento e calorosos votos de boas-vindas. Mas, quando o espírito que desencarnou não foi bem-sucedido, sofre ainda os transtornos da transição, está sofrendo ainda os efeitos de sua encarnação, está meio tonto, sem seu domínio claro, é assistido e levado de imediato para o repouso e recuperação, até que possa sentir e alegrar-se com o seu retorno. Tudo é protegido e amparado, e aos poucos ele vai acordando do grande sono, que às vezes foi um grande pesadelo, e então tudo é passado em revista: a sua vida, a sua atuação, o que recolheu, o que acrescentou.

26

Na vida do espírito ele espera ansioso a morte, ou transformação do corpo físico, para que ele prolongue mais uma vez a atuação do espírito livre, para que mais tarde, talvez, com suas experiências ele retorne ao plano dos encarnados, e tenha mais proveito dessa experiência. Na vida da carne o espírito é prisioneiro, só atuando quando a sensibilidade do corpo está em elevado sentir, mas, se não acontece o despertar dos sentidos, ele permanece em completo abandono e será nula a sua descida neste plano, apenas emprestou sua colaboração ao ato encarnacional, nada acrescentou à sua evolução. É preciso estar alerta para as coisas do espírito, como também a atuação do espírito é salutar para o corpo físico, fazendo-o mais forte e levando a bom termo sua atuação entre seus irmãos do momento. Tudo isto é benéfico, e consegue influência benfazeja e feliz quem se dirige sempre para o Centro do Universo Cósmico, lá tirando tudo o que lhe dá vigor nas fontes eternas da LUZ, da PAZ, do AMOR. • NADA É PRECISO FAZER A NÃO SER AMAR O PRÓPRIO AMOR, OBEDECENDO-LHE A RAZÃO MAIS FORTE QUE É: NÃO FAÇAS AOS OUTROS AQUILO QUE NÃO QUERES QUE TE FAÇAM.

27

10. VOLTA AO

SEU ESTADO PRIMITIVO.

Que todos possam alcançar o equilíbrio necessário em suas vidas e que elas possam representar a oportunidade que tem o espírito de alcançar a evolução. Que de seu intento se faça o objetivo máximo que é dar sempre a oportunidade a seu eu constituído para que pratique a caridade. Que a sua atuação seja constante em todo o meio ambiente em que vive, e a aprovação na sua volta seja salutar e amena, para que dê, com o seu exemplo, o ânimo de estar neste plano a outros espíritos seus companheiros. O exemplo de ser correto e de encontrar, com o seu esforço, a saída deste emaranhado de dúvidas, leva o espírito a seus companheiros de guarda grande satisfação o exemplo. Satisfação porque o objetivo foi alcançado; exemplo, pois muitos e muitos outros espíritos se sentirão induzidos a seguir o mesmo exemplo de amor e caridade, formando, deste modo, a oportunidade que dá a libertação e o alcance de atingir novos rumos na vida espiritual. Saberão os espíritos que tudo neste plano Terra é adverso? Sentirão o ânimo mais fraco porque sabem de antemão os embaraços desta experiência? Sim, todos estão cientes do que os espera, mas também sabem que podem, com perseverança e esforço, atingir o que se espera alcançar; saberão, por outro lado, que é esta a oportunidade única que lhes dá o Pai da escolha e do exemplo ao mesmo tempo e, neste caldeamento, encontrarem a intenção que lhes vai no âmago, que é a evolução. Quando todos os encarnados se conscientizarem de que aqui estão por algum motivo e de que este motivo é também um exemplo, procurarão respeitar os desígnios do Pai, amando e perdoando, obedecendo e trabalhando, agindo e atingindo como são e porque os demais seres da Natureza são seus irmãos, respeitando primeiramente o seu companheiro, seja ele em que estado se apresentar, mas lembrando sempre que todos estão em suas formas alcançadas com esforço e perseverança, sabendo do grande empenho de todos em harmonizar este cenário.

28

Quem traz a vontade firme de organizar e amparar, como pode destruir e afetar o equilíbrio de viver? Enquanto outros irmãos, almas e corações, procuram amenizar e construir, outros procuram e impõem a destruição e a dor, o desespero e a transformação de seu semelhante para a dor e a contaminação que levam à destruição. O grande palco da vida dá a cada representante o seu autodomínio, mas o homem procura representar o seu papel trazendo em suas mãos o extermínio e o desalento. A volta ao seu estado primitivo deveria ser o seu objetivo, pois ele é, em essência, a formação do Pai, mas oseu livre arbítrio o desfaz e aniquila. Saberão todos que deveriam procurar reforços na fonte eterna, Sabedoria e Poder, Vontade e Equilíbrio, saberiam que somente pela direção se alcança o objetivo, e todos poderiam encontrar esta direção, este equilíbrio, esta vontade e força, se se dirigissem eternamente para a LUZ, a PAZ, o AMOR. • NA HORA PRESENTE TODOS CAMINHAM ÀSCEGAS. COMO SERÁ O DESPERTAR?

29

11.ENCONTRAR UMA SAÍDA !
Se os homens sabem de sua condição neste plano de provas, por que não procuram o caminho da verdade e dele façam a direção de suas conquistas? No apaziguamento do coração está o maior bálsamo para os aflitos; é preciso Orar e Vigiar para que este estado seja alcançado. No decorrer da vida está sempre a morte, é um estado importante do viver, pois vive-se morrendo a cada instante. O corpo do homem é um arsenal de batalhas para o desenvolvimento de sua personalidade, mas é um constante combate em plena atividade, em que todos os seus órgãos se empenham para que o funcionamento se faça. Quando algum dos setores do corpo humano não funciona em harmonia, todo o conjunto entra em pane e, se por algum motivo, um órgão for agredido, lhe vão em defesa todos os demais. Comparando o homem, o seu corpo, com um grande arsenal de munições, e se por acaso é acionado um setor, tudo desaba em conseqüência deste desequilíbrio; mas o conjunto sempre caminha unido; portanto, quando a circulação tem problemas é porque o coração também os tem, e a vida do encarnado é também igual ao seu sistema físico. Se a alma do homem sofre, o seu conjunto habitacional, vamos dizer, também sofre, e muitos casos de doenças fulminantes são ocasionados por disfunção do corpo etérico; estão lá, neste conjunto, as mazelas que são passadas para o físico. Todos os corpos do homem sofrem os transtornos de cada um, mas precisamente os do corpo etérico-causal. É aí que se formam as panes agudas do corpo físico, e este, por sua vez, destila as mazelas do grupo etérico, vamos dizer, e causa então enfermidades desconhecidas, em alguns casos, e outras em proporções assustadoras. É preciso, tornamos a repetir, que o homem tenha o propósito imediato de se melhorar, de se encontrar, para que as suas aquisições sejam para a sua formação e não para a sua destruição. Quando o corpo físico sofre, todo um conjunto está em desarmonia; portanto, estão lá e não aqui as doenças do homem, até as que são congénitas. Tudo é jogado no etérico, como o são igualmente as suas virtudes, as suas
30

aquisições que o ornamentam, como sejam a bondade, a caridade, o amor distribuído, que o elevam e purificam. Estejam atentos para que a guarda dos sentimentos seja brilhante e que ilumine não só o caminho do encarnado como do seu grupo de batalha terrena. É preciso Orar, é preciso Vigiar para que os que vão despreocupados sejam alertados com o seu exemplo e encontrem, todos, o caminho da LUZ, da PAZ, do AMOR. • NA SENDA VITORIOSA DO ESPÍRITO ESTÁ A VONTADE DE FERRO DO HOMEM: ENCONTRAR UMA SAÍDA.

31

12.E VOCÊ SABE PERDOAR ?
Os mansos de coração terão a dádiva de levar a palavra de Cristo aos que estão na indecisão e no sofrimento. Da boca do que consola sairá a palavra que regenera e eleva: o PERDÃO. Esperemos que todos juntos encontrem a palavra da regeneração e do amparo, para que possam seguir adiante e vislumbrar o caminho do amor. Na oportunidade máxima de uma encarnação bem-orientada está a palavra perdão. — E o que é o perdão?

É aquele sentimento nobre que está no coração do homem, sempre pronta a sua ação benfazeja, a que traduz o poder de suavizar, de sarar, de cicatrizar todas as feridas. — E você sabe perdoar?

Perdoar não é fazer com que o seu irmão se sinta culpado de algo, é fazêlo justamente sentir-se ao contrário, é encontrar a receptividade humana, é o apaziguamento dos seus sentimentos conturbados e, ao mesmo tempo, mostrar o seu verdadeiro caminho. Às vezes o perdão não é tão suave, é rigoroso no seu sentir, mas afeta e anima o coração de todo aquele que o necessita e faz com que ele se arme e se contenha, esteja contrito em seu íntimo e se lance à regeneração. Atuando de uma outra forma, dando e recebendo a tranqüilidade, a sua atuação é generosa e temerosa ao mesmo tempo, mas com grande ação de regeneração e consolo. Tudo que se impõe não é justo nem digno, tudo que se recebe é lição, e da lição se tira o devido aproveitamento, que pode ser um simples ato de reflexão. Quando o homem olha para dentro do seu coração, quer se perdoar pelas faltas cometidas; quando ele olha para seus irmãos, às vezes quer recriminação e oposição, verificação das faltas alheias, e medindo-as com as suas, existirá, forçosamente, a benevolência a seu favor; tudo é relativo quando o analisado é ele próprio.
32

É preciso verificar, com imparcialidade, todas as atitudes do cotidiano, é preciso estar alerta para não deixar que sentimentos mesquinhos aniquilem a vida do encarnado, pois todos estão aqui se ajustando, pagando dívidas, procurando progresso. Portanto, amem-se a si próprios com igualdade e fraternidade. A hora está bem próxima da aurora de cada um, pois a qualquer momento poderão retornar. Sigam a imagem exemplar de tndf, .q. 'ele que é humilde e perdoa, pois as fontes eternas estão à disposição de todos que querem buscar forças na LUZ, na PAZ, no AMOR. • NA AMPLITUDE DE UMA AÇÃO ESTÁ UMA REAÇÃO IDÊNTICA.

33

13. APENAS

OUVIR A VOZ INTERIOR.

Que todos possam encontrar a fé e a caridade em todos os_que os cercam, pois estão irmanados por um único sentimento que é o amor do Pai. Na escuridão em que vive o encarnado, seja um farol, um pequeno ponto ou apenas um clarão, mas que o ilumine para que encontre o caminho da evolução. Bendito todo aquele que ora, que teme e que chora. Os passos do homem estão traçados no seu destino no Cosmos, e para isso nada é preciso fazer, apenas ouvir a voz interior que lhe comanda o destino. — E para que serve esta voz, se muitos não a ouvem? Esta voz é a segurança do homem, é o seu apoio na evolução do seu espirito que veio a este plano com um só intuito: SERVIR. Na ocasião de uma concepção, o espírito está pronto para habitar aquele corpo-invólucro que se oferece e, com planos determinados, se predispõe à encarnação, envolto, também, numa promessa que ele sabe não ser assim tão fácil, pois ao homem constituído estão toldados os seus sentidos de alcançar seus objetivos. Assim, ele vem em missão. Quando o espírito que está em missão de evangelização, como exemplo, encontra um companheiro alheio a este sentimento, fica um pouco desnorteado e procura chamar a atenção do homem de algum modo, e neste esforço dá tudo que está em seu poder, empresta a sua vivência, dá o seu clarão de entendimento, motiva e trabalha para que o homem possa encontrar o seu caminho. Muitas vezes o homem assim constituído não encontra ocasião, ou talvez não se permita esta ocasião, e o espírito volta à sua essência sem nunca ter tocado o homem em sua sensibilidade, e se põe novamente à disposição a outra encarnação. Neste trabalho todo homem está alheio; a matéria constituída não dá nada para formar esta ocasião de grandes proporções ocultas, e pensa ele que, somente ele, é que escolhe e forma a sua vida terrena; não sabe que tudo está e foi feito alheio à sua vontade e, para isso, precisa-se muito da contemplação do espírito, da sua atenção.

34

Enquanto persistir o alheamento espiritual, o homem não poderá caminhar. Somente depois deste encontro ele poderá florescer em sua total finalidade, até que alcance novos rumos, novas oportunidades de retomar o seu cabedal, que está à sua disposição no Oculto sideral e que lhe pertence por merecimento, pois o espírito veio diversas vezes a este plano, trabalhou, armazenou os bens que distribuiu. Os seus sentimentos superiores assim o fizeram, mas esta retomada só se dá com o conhecimento do homem constituído, com sua aceitação. O tesouro oculto pertence ao espírito, mas é o homem que lhe permite reavê-lo em benefício dos seus irmãos. Que a glória de servir ao Pai na pessoa do próximo seja a oportunidade única de ir buscar alento nas fontes eternas da LUZ, da PAZ, do AMOR. • NA OBSCURIDADE, ÀS VEZES, ESTÁ UMA LUZ QUE PRECISA SER DESCOBERTA.

35

14.ANTENAS VIVAS...
Que o amor chegue ao coração do homem para fazê-lo em paz e feliz, pois o seu estado é unicamente para servir. Que os arautos da verdade anunciem: Paz na Terra aos homens de boa-vontade, para que eles sirvam aos seus irmãos do plano com o mesmo amor com que foram criados. Que os passos de todos trilhem o caminho da verdade para que eles trilhem o verdadeiro caminho que os conduzirá ao Eterno. Na ocasião em que se dão fatos extraordinários na vida do homem, ele não os distingue com a sua devida atenção e, por isso, perde oportunidades maravilhosas de conhecimento e compreensão. — Por que os sensitivos não dão a devida importância aos menores fatos ocorrentes em sua vida? Quem poderia responder devidamente seria o próprio sensitivo, que não leva em consideração as ocasiões em que lhe é mostrado e demonstrado o quanto tem em potencial energético o seu cérebro-mente, que anima o seu corpo físico que não lhe serve para nada, apenas é o veículo desta parte física, pois a sua parte mais importante é a sensitiva, é o sentimento; é a sua parte de sentimentos que lhe vêm de todo o seu passado, que poderia ser, talvez em planos que ele, como se encontra na carne, desconheça e não tenha o menor entendimento. — Como acontecem ocasiões na vida do encarnado assim tão encantadoras para a sua vida espiritual ? As oportunidades destes fatos estão provando que quem os sabe aproveitar tem ajudado em inúmeros casos aos seus irmãos que são tolhidos totalmente em seus sensores, portanto, completamente na escuridão. — E estes sensitivos poderiam ser antenas vivas auxiliando a recepção de muitos espíritos indefesos, que lutam para desincumbir suas missões de paz e amor ? Poderiam e, o que é mais importante, deveriam cultivar esses pensamentos e deixar que eles viessem à tona naturalmente.
36

E como fazê-lo ?

Tendo bons propósitos de sentimentos e completa vontade de auxílio, tendo o cuidado em seu coração e a vontade sempre presente do auxílio, e isto acordaria a sua parte de auxílios-em-potencial de toda uma estrutura aqui composta neste plano de expiações e cumprimento de deveres, de resgates e punições. Como seria tão proveitoso para esta grande orquestra se todos os seus componentes cuidassem de seus instrumentos com amor, com atenção, com acuidade, para que a sinfonia da vida fosse o som mais limpo que ressoasse em plena Natureza, tudo em demanda de planos evolutivos que os levariam ao Centro Cósmico de força e poder. Quem diria que tudo não passa mais que um minuto na vida de cada ser, e que se todos cuidassem da afinação do instrumento, a orquestra emitiria os sons com ressonância sempre constante para a LUZ, a PAZ, o AMOR. • SE VOCÊ É O DONO DO SEU SOM, POR QUE NÃO AFINÁ-LO NA MESMA ESCALA DO SEU IRMÃO?

15.POBRE É AQUELE QUE NÃO CONHECE...
37

Que todos tenham a força da fé em seu coração, para que possam alcançar a essência do Universo que distribui bênçãos aos planos da Criação. Que todos tenham a força do amor animando sua vida, pois está aí a concentração da Criação. Que todos amem o amor que pode transformar o mundo em que vivem, transformando sua própria vida e levando o abrigo aos que nada têm. Assim seja. Na ocasião está a oportunidade do homem. Em todas as ocasiões de seu viver está a oportunidade de evolução do ser humano; somente ele se distancia cada vez mais do seu ponto principal, que é a compreensão das coisas divinas, que é a manutenção de sua fé, que é o seu amor a todos os seres que o cercam, e, nesta peregrinação sem rumo, está se distanciando sempre de sua própria fonte, sua Divina Essência. Seria tão proveitoso para o homem sua união com as forças do Oculto, mas está sempre tão ocupado com suas conquistas momentâneas, que se distrai enormemente e se perde. — Quanto tempo mais o homem estará assim tão distraído? De quanto tempo precisará para sua recuperação? Isto só será respondido pelo próprio homem, pois é ele quem comanda a sua evolução. Se ele procurar, provavelmente achará. Mas, em sua indolência, só crê e pesquisa o que vê, só sabe da existência de coisas visíveis e palpáveis, esquecendo-se de quem o anima, que é a sua alma-sentimento-coração, reconhecida por ele como sendo coisas incontroláveis e que não têm a menor posição em seu proceder e nem reconhecimento como busca atuante em seu meio físico. Como está enganado este homem que não sabe de nada da sua existência terrena, nem sabe como está aqui e provavelmente como se mantém, não compreende seu próprio corpo físico, e isto são coisas que ele diz que entende; não conhece seu mecanismo funcional e trata-o como se fosse um depositário de alimentação, somente sabe comer e não se alimenta e se diz dono absoluto desta máquina. É verdade que o seu conhecimento tem avançado, mas ainda está muito limitado nos conhecimentos que deveria observar.

38

Estamos vendo que o conhecimento humano até agora nada sabe do potencial energético que guarda o seu cérebro, nada sabe do poder do seu pensamento e do seu sentimento, nada conhecendo dos milagres do amor, pensando que tudo é feito por sua mão. Como é triste vê-lo caminhar às cegas, quando poderia ser guiado por faróis poderosos, que iluminariam a sua estrada, tornando-a uma brilhante trilha em direção ao Infinito, em conhecimento e poderes, em aquisições e descobertas. Pobre é aquele que não conhece, pobre mendigo é aquele que tudo tem e nada sabe. Rico é quele que, embora sem bens materiais que o cubram, é um despertar constante de consciência em direção ao Pai, é o que conhece e caminha, é o que conquista e distribui. Que a escolha os leve a ver ricos e pobres conforme o merecimento de cada um, mas saibam que todos permancerão ligados, até que que acordem, às fontes da LUZ, da PAZ, do AMOR. • NADA É MAIS PURO DO QUE A PUREZA DO ESPÍRITO.

16. A MÃE

É O DEPOSITÁRIO DO ESPÍRITO.

39

Os poderes do Oculto são tantos que o homem não conhece a sua ação, pensa que é limitado pela carne; engana-se. Os poderes da carne são efêmeros e o homem se agarra a eles como um porto seguro; é ilusão. Os poderes da mente estão presentes na vida do homem e ele os relega a planos inferiores. Os poderes da força física são transitórios e o homem pensa que é forte e sucumbe. Na ocasião do nascimento do homem, ele já traz toda a sua atuação neste plano e os seus instintos também já se fazem presentes em seu pequeno corpo físico; tudo está presente, só ele cresce e vive ausente do seu poder constituído. Estamos em pleno funcionamento de um organismo em formação. Dentro do ventre materno o ser já é dotado de todos os sentidos de percepção, tudo já lhe foi entregue pela Natureza no ato da sua concepção, todos os seus sentimentos estão latentes, todos os seus hábitos, os congênitos, como o nome indica, já se fazem presentes neste ser que inicia a vida dentro da vida da mãe. Estando à mercê dos sentimentos de sua mãe, do que ela lhe fornece em manutenção do seu corpo físico, vai se formando uma estreita ligação de amizade, correspondendo ao grau íntimo que nutre com sua mãe, mantenedora e fornecedora de todos os elementos indispensáveis para a sua formação, para que lhe dê forças para enfrentar este mundo hostil, que é o plano de viver na carne. Estamos presenciando os humores de um feto, que se evolui dia a dia sob a complacência estreita do organismo de sua protetora, sua mãe. Vai se formando o elo de ligação que jamais se apagará de sua mente, pois o ser em formação pensa desembaraçado de todo o empecilho, sabe que vai ser formado com elementos naturais de sua mãe e, aos poucos, perde a noção exata desta corrente sanguínea e se entrega ao doce aconchego do ventre materno. Seu raciocínio uterino se apaga e se deixa guiar e dirigir pelos humores de sua matriz; está entregue totalmente ao cordão umbilical, que é cortado fisicamente na hora que nasce, mas o ser fluídico continua pela vida afora, só afetado quando uma das partes se integra novamente à Natureza. O fio invisível mas inquebrantável, cheio de poderes e fortaleza, garante até aos sete anos a manutenção do corpo infantil. Depois, pouco a pouco se sente independente e aquele ser, produto do seu ser, filho de sua mãe, continuação do
40

seu coração, sentimento do seu sentimento, amor do seu amor, se lança sozinho com a sua intenção de elevar-se na escala da evolução para que, por sua vez, no futuro também seja força, vida que levará vida a outro ser em formação. A mãe é o depositário do espírito, e esta importante missão é confiada à mulher, divina presença do amor na face da Terra, seu representante legal, a sua parte física, importante, gloriosa, para que o mundo se complete sempre em sua evolução, para que espíritos venham à Terra, para que o homem tenha nela a sua companheira, para que sejam pais de filhos enviados pela Força Divina, para que forme uma família, apoio e proteção dos que chegam. E isto é o mais importante da mulher, ser mãe, dar o seu seio, acolher em seu ventre, nutrir com o seu sangue um ser em formação, dar, receber e agradecer sempre, estar presente e ausente do seu próprio corpo, e tudo isto, meus irmãos, está escrito, está impresso nas fontes da LUZ, da PAZ, do AMOR. • QUEM DÁ VIDA NÃO É O SENHOR DA VIDA; QUEM DÁ VIDA CUMPRE COM A VONTADE EXPRESSA DO PODER DIVINO.

17.ASSIM COMO VIERAM, ASSIM VOLTARÃO...
41

Os que estão à espera de um bem só poderão consegui-lo esforçando-se por merecê-lo. A ninguém é dado sem o seu merecimento; portanto, o trabalho é individual e coletivo para o alcance de um bem. No ato do nascimento já recebem o prêmio de aqui estar; é necessário que, no decorrer da sua permanência, possam merecer a recompensa maior pelo trabalho realizado. Estejam atentos, pois, assim como vieram, assim voltarão. Na floração espontânea acontece o milagre da renovação, um acontecimento espontâneo da Natureza; assim deve ser também o seu coração para que possa estar sempre recompensado por seu próprio trabalho interior, tudo na medida exata da execução da obra. Por curiosidade, estamos registrando um acontecimento na vida do homem que lhe passa, às vezes, sem o mínimo de nota: quando o organismo chega a seu desenvolvimento adulto, ele também se expande em floração dos seus instintos, e da sua parte física também brotam flores da vida, da renovação da espécie. Seria de bom-grado que o homem cultivasse este período com mais respeito e seriedade, pois do seu corpo físico brotam flores e ele não toma conhecimento com alegria, nem celebra com gratidão este período, o período mais importante do seu estado, o da fertilização. Está neste período propriamente elevado ao ato mais sublime de sua permanência, que é a multiplicação da espécie, que é o momento em que ele, também, poderá dar oportunidade a outros irmãos seus a aqui chegarem para resgate e redenção de suas faltas. Está claro que o homem não tem conhecimento do alcance deste desabrochar, nem mesmo percebe que outros se fazem iguais, não olha esta oportunidade como sendo a porta da entrada do espírito na carne. É preciso que a Humanidade se conscientize do seu papel; é preciso que a mocidade seja recebida com festejos próprios da ocasião; é preciso acordar para as coisas fundamentais da vida e não confundi-la com meros acasos, com meras
42

oportunidades de se divertir, de usar o corpo como meio apenas de prazer efêmero, não encarando o alto nível de responsabilidade e nem respeitando a natureza nos seus mais sublimes anseios. Que todos se ponham em alerta, que todos queiram realmente servir à espécie humana com dedicação e amor, e não deixá-la decair no vício como vem sendo acometida. Que todos possam respeitar o ato que dá permissão ao espírito de aqui chegar. Quando tudo for consumado, quando tudo for mais claro ainda para o homem, quando ele tocar o seu sino de ascensão, quando ele olhar para trás, que veja somente a sua estrada; mas, se assim permanecer, ele não encontrará a saída, pois esta foi bloqueada por sua própria insensatez. É preciso dispor do tempo, é preciso preservar o corpo, é preciso amar a vida que foi transmitida pela LUZ, pela PAZ, pelo AMOR. • NA VIDA ESTÁ O SENTIDO MAIS IMPORTANTE — O ATO DO NASCIMENTO. FAÇA POR MERECÊ-LO!

18. O

TODO É UM E O UM É O TODO.

43

Que os poderes do Oculto restabeleçam o plano da Terra, para que ela possa continuar o seu caminho de evolução. Que os homens que a habitam também encontrem seu caminho, para que possam atingir o Oculto e lá fazer parte do centro de forças. Que todos, juntos, possam distribuir auxílios para todos, pois o todo é um e o um é o todo que se aprofunda na eternidade. O mundo de hoje não é igual ao de antigamente. Todos se lamentam e se contradizem quando afirmam esta sentença, mas se esquecem de que o mundo sempre foi mundo igual a tantos outros e que os homens é que se infiltraram em seu domínio e o modificaram profundamente; então, o mundo sempre foi o mundo atual, quem se modificou foi o homem. Deixando de lado as considerações banais que o homem conhece, e nos voltando para a parte mais importante do homem, que são os seus sentimentos, notamos que o homem sofreu modificações profundas em seus sentimentos, a ponto de estar e ser outro ser, longe, portanto, daquele que ensaiou os seus primeiros passos. Se o homem, com os seus atributos, se modificou, forçosamente suas atitudes e o seu discernimento são outros, e o que é o seu produto, sua atuação, está sendo devastadora para o plano Terra, pois, tendo modificado a sua estrutura física, conseqüentemente, também afetou todo o plano animal, todo o ser vivente que caminha com ele. O homem nem sempre pode se julgar assim tão inocente como pensa, pois pesa sobre a sua consciência toda a destruição, toda a contaminação por que passa a Terra, este espaço maravilhoso, criado e concebido pela Mente Divina, mas que não foi guardado pela mente dos homens que, pela cobiça, pela deslealdade, o tem levado à guerra e ao sofrimento. Como poderá merecer algo quem tudo faz para a destruição? Como pode estar bem quem causa o mal? Quem tem para dar, que dê sua contribuição para afastar algum malefício que investe sobre o plano, pois os que afetam sua parte física nada poderão fazer.

44

Quando o caos for implantado no plano Terra, o que será dela? Aproveitem as informações que porventura terão e se ponham ao trabalho de esclarecimento das atitudes do homem; procurem por todos os meios impedir algo que acelere ainda mais o seu extermínio. Lembrem-se de que, se cada um oferecer resistência, o trabalho de destruição será menor; portanto, não mate, não morra, não destrua aquilo que é seu sentimento e grandeza, sua salvação e glória, e lembre-se de que muitos ainda precisam deste plano para aqui chegar e que você é também responsável se nada fizer, e que você também é esperança dos que aqui chegarem trazendo alento para os que sofrem e, assim unidos, usufruírem o trabalho coletivo, indissolúvel e único, que é o socorro nas fontes eternas da LUZ, da PAZ, do AMOR. • SE VOCÊ É FORÇA, AJA COM TENACIDADE; SE VOCÊ É FRÁGIL, A SUA FRAGILIDADE É ALTANEIRA E DERROTARÁ O MAL.

19.A SAÍDA É UMA SÓ, AS ENTRADAS SÃO VÁRIAS.

45

Quem anda por caminhos da caridade tem cumprido o seu dever maior; está portanto servindo o próprio amor. Se você está em seu caminho procure fazê-lo em direção a seu irmão; está portanto cumprindo sua finalidade. A saída é uma só, as entradas são várias e o homem deve aproveitar todas as oportunidades que lhe dá o Pai. Na pujança de um sentimento está a maior parte do viver na carne. Quando homens e mulheres se encontram formando uma família, estão dando oportunidade a que muitos outros espíritos também gozem desta mesma oportunidade. Quando os pares se juntam, espíritos se aproximam aos milhares querendo uma oportunidade encarnacional, mas o programa é estudado e passado por várias questões até que seja escolhido o enviado. Pensa-se que, por mera coincidência, espíritos amigos se fazem próximos um do outro e por acaso venham num mesmo grupo familiar. Mas primeiro terá que ser elaborado o plano e o trabalho e, conseqüentemente, tudo delineado será então posto em prática. Deveria ser assim tão simples, mas isto não acontece, pois muitos grupos estudam e discutem este conjunto, e o livre arbítrio do homem acata ou não, aceita ou rejeita esta solicitação do espírito. Uns porque fazem do sexo apenas um motivo de prazer e procuram dar andamento adverso ao fruto desta união; outros, não dão oportunidade que espíritos se aproximem pois fazem guarda diuturnamente para que isso não aconteça, muitas vezes sem o conhecimento do próprio espírito, pois essa guarda age à sua revelia e se propõe a impedir que o casal seja satisfeito neste particular, e pagam às vezes pelo que fizeram em outras oportunidades. Quando casais se formam, ambientes se fazem, portanto oportunidades sem fim se apresentam. Mas existe uma série de particularidades que também impedem tal ato, e o sexo é e continuará sendo o algoz implacável de muitos casais; transtornos se apresentam, impedimentos imperiosos também se fazem presentes. Quanta oportunidade é perdida por um simples descuido, quantos afazeres desfeitos por um simples desligamento da fonte principal. Portanto, seria
46

necessário que todos tivessem muito bem clara a sua mente e a escolha da ocasião de formarem uma família fosse muito bem aceita e estudada, tendo a finalidade do empenho de se dispor ao ato encarnacional, dando oportunidade a muitos de aqui chegarem. Parecerá, a priori, que o homem não tem ligação estreita com o seu dever íntimo de procriação, mas saibam todos que a finalidade principal de uma união é esta, e a Natureza se faz sempre presente na vida do homem, e quem foge à regra paga o seu tributo, e todos, pais e filhos, se alinham para que seja cumprida a grande verdade que foi dita e será repetida sempre com todo respeito e profundo amor: "Crescei e multiplicai". E que esta senha se repita pela eternidade, pois é por aí a porta onde entrará a LUZ, a PAZ, o AMOR. • QUEM ATENDE AO CHAMADO SERÁ ATENDIDO, E A PORTA ABRIR-SE-Á PARA TODO AQUELE QUE O MERECE.

20.HOMENS TRÔPEGOS PELO MUNDO ESTÉRIL!
Que todos possam estar em seus lugares.

47

Que a sorte esteja com o homem, a sorte de ser aquilo que ele for capaz de ser, pois quando o homem se propõe àquilo que ele não alcança, fracassa e sofre. Quem tiver a glória de estar em seu lugar prestará homenagem ao Pai na pessoa do próximo. No ciclo atual em que se encontra o planeta Terra muitas coisas acontecerão. O planeta Terra, em conjunção com seus vizinhos mais próximos, entrou no eixo da carta cósmica mais propícia a desastres ocultos que estão ligados intimamente em sintonia com correntes de desarmonia no plano cósmico, que também giram em proporções assustadoras, e quando algum planeta ou corpo celeste entra nesta faixa sofre as conseqüências. Nesta conjuntura astrológica o planeta Terra estará sujeito a grandes catástrofes, seja em sua estrutura, seja em seus habitantes. Nesta década, em que se projetam grandes modificações estruturais nos planos, e também o plano físico está incluido, acontecerão acomodações, podemos dizer, das camadas internas e externas deste planeta e muitas coisas acontecerão, muitas das quais não estão em perfeita atuação. No plano da Terra, a sua estrutura física mudará e haverá também modificações físicas nos seus habitantes; e se acontecem modificações físicas, forçosamente acontecerão modificações nos costumes, nos hábitos, pois o homem terá de se acomodar a tais intempéries e terá que se proteger. Virão grandes calamidades, não só dos elementos mas de todos os sentidos. Doenças, pestes, inundações, calamidades estas que o organismo do homem não poderá suportar assim tão despreparado como está e nem ele está predisposto a tais acontecimentos. A pele do seu corpo sofrerá grandes lesões, seja em contato com os raios solares, seja em contato com a poluição, produtos químicos em suspensão; seus pulmões também não agüentarão a pressão, e seus olhos estarão aos poucos perdendo a visão, tanto que se modificará o seu rosto; mas isto, meus amigos, levará em conta também o que ele pensa, o que ele produz em seu organismo. Sua grande inteligência procurará refúgio, mas as suas mãos não serão assim tão hábeis.

48

Os filhos de seus filhos, toda uma geração contaminada, 7 vezes bastarão, a 77 vezes não chegarão; o extermínio será antes, todos estarão esmagados pelos acontecimentos. O eixo da Terra está se modificando, o canto do pássaro está agonizando, o bater do coração da Humanidade está sem compasso e os pés dos homens trôpegos pelo mundo estéril. Vejam que grande aurora o homem terá no seu amanhã! Que as forças do bem atuem em benefício da Humanidade. Estamos todos juntos formando barreiras para que seja amenizado, suavizado, ainda desviado este sofrimento para a Humanidade. Que todos sejam protegidos, amparados, amados pelas fontes da LUZ, da PAZ, do AMOR. • NA HORA DA CHAMADA TODOS TERÃO QUE DIZER PRESENTE, FOMOS NÓS QUE ASSIM O FIZEMOS.

21. ASTROS

E HOMENS CAMINHAM JUNTOS.

A manhã da vida é a experiência do espírito. Trabalhe sempre para que todas as tardes possa contemplar o Sol.
49

Quando chegar a manhã radiosa para todo aquele que se propôs à ajuda, que tenha o despontar do Sol como bússola a acompanhá-lo até à noite. O dia é sempre igual para aquele que se põe a caminho. Que a glória impere em seu coração. Que assim seja. Quanto tenha para dar, quanto terá a receber. É uma recompensa justa. Estando escrito com letras invisíveis que os homens terão que restaurar suas forças, como fazer com que suas ações sejam para o esplendor da glória de Deus? Nos astros estão os destinos da Humanidade. Assim sendo, está também em poder dos astros a sua atuação, tanto para o bem quanto para o mal. Estará o homem tão bem informado que não procure mais experiência do seu procedimento nas estrelas? Quando se formula esta questão, todos os menos avisados e menos interessados mudam de assunto ou se fazem de desentendidos para que não lhes sejam impostas idéias reais, novas para eles, que não as conhecem, mas milenares para o mundo que convive com elas. A sua sorte está nas estrelas que circundam o zodíaco, está relacionada com os astros, e só os que se detêm nesta ciência podem aquilatar o quanto de verdade está aí contido. A posição do Sol e da Lua no mesmo zodíaco está influenciando a Humanidade, e a cada indivíduo em particular. Cada hora, cada minuto estão em conjunção com a Astrologia e são marcados com fogo os que nascem nas suas horas e minutos, portanto, todos pertencem a estes ou àqueles astros, são dotados por estas ou aquelas tendências, e são marcados por suas cartas astrológicas que só os estudiosos podem fazer, e os sensitivos que comunicam seus sensores nestas esferas e podem formar estes dados, obtendo assim sua orientação para o ser humano. Astros e homens caminham juntos, astros e homens vivem em função estreita e conjugada. Os astros dão a personalidade, temperamento, e quando estes estão em permanente contato o ser humano sofre ou se liberta de humores vários que os fazem temperamentais.
50

Quando astros se alinham derramam a sua ação magnética sobre o ser humano; o seu corpo funciona como os astros, tem força ou se despoja dela, e é preciso que os nascidos sob influências sejam orientados nestas influências; os regidos por Marte, Urano, Saturno e todos os demais são peculiares a estes astros, produzem a mesma influência que recebem. Seria necessário que, ao nascer, tivesse pronto o seu embiente, preparado por sensitivos; isto é muito importante para todos, se na hora em que respirassem pela primeira vez fora do útero materno fossem recebidos por vibrações, cores, objetos que lhes estivessem em vibração estreitamente ligado. Tudo poderá ser um engodo para o homem leigo e desatento, mas tudo é muito certo para o estudioso e sabedor dos segredos dos astros em relação ao corpo dos homens, sua vida e seu futuro. Todo aquele que é afim com sua carta astrológica, com todos os seus afins, tem seu futuro, permanência e chegada a este plano garantidos pelo zodíaco; quem vem por vir, não é recebido, está alheio, sofre e padece. É preciso ouvir as estrelas, o poeta sabe disso; é preciso olhar os astros, o astrônomo sabe disso; é preciso perscrutar a imensidão do céu, o astrólogo sabe disso; é preciso salvar o destino do homem marcado pela hora do seu nascimento. Que todos possam sentir seu destino escrito como está, que todos possam alimentar-se, para fortalecimento dos seus sentimentos, nas fontes eternas da LUZ, da PAZ, do AMOR. • NA HORA PRECISA DO NASCIMENTO ESTÁ UMA VIDA MARCADA. É BOM SABER!

22.O HOMEM É PRODUTO DAQUILO QUE FAZ.

51

Os que possuem a Caridade nunca estão sozinhos; nunca os abandona o segredo maior da Natureza e se refazem sempre nas fontes do Amor. Os que possuem o afeto da humildade sempre estão gloriosos em sua jornada, sempre estão dando provas de temer ao Pai. Os que praticam a caridade estão servindo o grande propósito da multiplicação: quanto mais derem mais terão para dar — é a LEI. Que assim seja. Falemos hoje da consagração do homem na sua passagem pela vida física e na sagração da alma no seu seio espiritual. O homem é produto daquilo que faz e a aparência que ele toma traz para a sua personalidade aquilo que ele passará a ser, tanto para o bem quanto para o mal. A alma humana é aquilo que ela é realmente, traz todos os caracteres daquilo donde ela saiu e voltará momentaneamente pela sagração, à sua pátria espiritual, ao seu reduto, à sua origem. Pela sagração o homem constituído de ossos e carne, e também de alma, está se dando à causa da caridade, àquela caridade que o homem faz consigo próprio; está se predispondo a práticas inteiramente voltadas para o seu íntimo. É nesta ocasião que a alma leva vantagem sobre o corpo, pois nestes rituais da sagração as células físicas do corpo humano são tocadas em sua estrutura física, e respondem como tal, e a manipulação de tais elementos é feita por irmãos aptos neste sentido, que sabem provocar reações dessa qualidade nos demais locais. O homem sente nesta ocasião algo encantador, como se despertado num conto de fadas. E está sendo despertado realmente, só que em terra firme, dentro do seu eu e, então, a sua sagração deu a seu corpo físico dotes que o fazem desabrochar; e, se ele for se aprofundando nestes mistérios, pode alcançar longos caminhos que lhe foram apenas mostrados, mas que o percorrer pertence a ele. A elevação, a consagração do seu corpo físico, pertence a um estado do seu físico, nada tem a ver com sua sagração; é consagrado a tal ou tal regime, é consagrado a tal ou tal romaria, e a sua hostilidade pessoal, a sua revolta do
52

desconhecido, não se modifica, ela está dentro dele e nada faz também por ele, que está só e foi dado em rituais nos quais em nada tomou parte e nem se aprofundou. Do homem comum se diz ser uma consagração em tal ou tal carreira, seja médico, engenheiro, artista, mas confunde a sua vida pública com atos sagrados; isto é outro setor, outro ponto de sua aptidão, não é consagração nem sagração. O homem confunde as coisas, muitas vezes por ignorância, mas é preciso aprender o sentido das coisas sublimes do Pai e se lançar por inteiro na corrente da vida que passa cheia de subterfúgios para os incautos, mas cheia de encantamento aos que se dirigem à LUZ, à PAZ, ao AMOR. • O FIO DA LINHA É TÃO FINO MAS É RESISTENTE ÀS INTEMPÉRIES DA SUA EXISTÊNCIA. SÊ COMO O FIO: TÊNUE, MAS INQUEBRANTÁVEL EM SEU PROPÓSITO.

23.PROCURE A VIDA!
Os que conseguirem a descoberta do íntimo mais oportunidades terão no conhecimento da Verdade.

53

Os que trilharem o caminho da humildade terão a sabedoria dos eleitos. Os que dão por amor terão a recompensa dos seus atos; assim como derem, assim receberão. Que todos os seres vivos deste plano tenham harmonia e paz. A sabedoria consiste num quase nada, que faz do viver um tudo em relação às coisas divinas. Na maioria dos casos em que entra a sabedoria temporária, o homem entra em desilusão e cai no desequilíbrio. Para se buscar a Verdade, a sabedoria da Verdade, se inclui a esperança e a fé, unidas, no coração do homem. A conquista de algum bem do plano dos conhecimentos inclui esta procura, inevitável a todos que querem conhecimento de seu interior, alcance de bens maiores do ser humano, que irá retornar ao seu ponto de partida, pois todo aquele que busca a verdade está no caminho da ascensão. — Precisam se pôr a caminho, precisam de hábitos os que querem procurá-la? Sim, meus queridos irmãos, todos devemos nos munir de grande interesse nesta descoberta, pois aí está o segredo da vida: o conhecimento para saber e poder vivê-la. Isto é bem simples na aparência, mas guarda um profundo sentido de conquista, pois só pelo trabalho solitário, só pela busca diuturna se chega ao sentido da vida, ao conhecimento de si mesmo; a verdade do eu constituido é saída da divina essência que rege todos os mundos e manifestações. Está bem claro que o homem está sujeito a influências, assim como o tempo a intempéries, mas é preciso prevenir, mas é preciso estar alerta para que nada seja infiltrado em seu íntimo, como uma planta daninha, estar livre para poder prosseguir e erguer-se do caos da escuridão que é a encarnação do espírito. Quando chegar a hora tudo estará pronto, mas é preciso contribuir com seus preparativos para que o conhecimento da verdade seja uma conquista do homem em busca do seu caminho.

54

Quando a aurora brilha anuncia o dia. Faça de sua aurora um lindo amanhecer e assim estará prevenido para as intempéries do dia. E, se você se põe a caminho antes da aurora, efetivamente estará mais bem disposto e o alcance será mais oportuno e feliz do que aquele que se dispõe ao meio-dia, que está fadado a não chegar ao destino antes do anoitecer. Procurem, por todos os meios e oportunidades, esta busca da verdade, da sua verdade, essência emanada do grande Centro Cósmico que a todos abrange e que, por um motivo ou por outro, está escondida em seu coração. — E quem tem grandes riquezas? Morre faminto pelas estradas, procurando um ponto de apoio em suas margens fugidias, se dirige para miragens. Mas, se você é consciente do que procura, se você é obediente ao chamado do coração, por certo saberá da verdade que está contida na LUZ, na PAZ, no AMOR. • A VERDADE É UNA, O VERDADEIRO É EFÊMERO. PROCURE A VIDA!

24. A PERSEVERANÇA DO

CAMINHANTE.

Os que choram serão consolados.
55

Os que oram serão ouvidos. Os que temem serão perdoados. É necessário que se despoje das vaidades terrenas para poder retornar livre à Essência Divina que habita em todo ser. A humildade dá ao que retorna a senha da evolução. Na segurança de um passo se faz triunfante toda uma caminhada. Saibam os senhores que a cadência certa encurta o caminho, rende para o caminhante mais tempo, para que ele possa alcançar seu objetivo. Sem o desgaste da caminhada o seu físico sai ileso, como também seu equilíbrio, pois tudo está em harmonia e torna-se muito mais fácil a quem está disciplinado obter aquilo que deseja. O ato do caminhante está ligado ao seu trajeto; digo que todo caminhante já traz traçado em seu íntimo o que realmente deseja e quer fazer, só que nem sempre é ouvido e, por isso, não poderá pôr em prática o seu objetivo. Quando o caminho é assim projetado e o seu caminhante está seguro, tudo corre suavemente; mas quando o caminhante é inseguro, o seu caminho se torna, por circunstâncias múltiplas, difícil, pedregoso, cansativo. Isto está em seu coração, em seu objetivo, não propriamente no seu caminho. O homem modifica, por seu livre arbítrio, o seu itinerário. É bem certo que os objetivos são pendentes de um conjunto, mas os seus membros são independentes e se lançam no projeto, e se houver harmonia e certeza naquilo que fazem tudo dará certo. A perseverança do caminhante é a certeza de que ele tem de alcançar o seu objetivo; mais ele se tornará atraído por aquele ponto principal, mais ele caminha e se sente fortalecido, mais alcança e mais se propõe a alcançar. Aí se torna evolutiva toda uma caminhada; nada fica para trás, nada se perde, tudo é alcance e ajuste, contribuições espontâneas do momento que passa. Os homens, em geral, não se prepararam para a procura, pois, para todo ato de alcance, é preciso que haja uma programação, e o homem às vezes se lança num programa sem conhecimento dos seus princípios. Há casos em que esta programação já está inerente ao ser, mas em outros é preciso que se conheçam métodos e se observe neles.

56

Que todos os achados tragam para o homem o seu ponto de encontro e daí partam em busca de novos horizontes de próspero alcance, e que tenham sempre a sua mente voltada para dentro, observando o que se passa no coração, pois se todos assim procederem estarão à procura das fontes internas que são as ramificações da LUZ, da PAZ, do AMOR. • A FONTE É ABASTECEDORA DE TODO AQUELE QUE TEM SEDE E FOME.

25. NADA É

EM SEPARADO.

57

Os que amam o amor estão dando proteção aos poderosos, aos simples, aos humildes, aos sofredores. Seja você um dos muitos que protegem e amam. Surgirá a aurora. Que esta vá encontrá-lo contrito e fervoroso, dando tudo que é seu, que está dentro de seu ser, a seu irmão. Que a Glória e o Amor assim distribuídos se transformem em bênçãos do Pai. Que assim seja. Na atmosfera densa de uma encarnação está um espírito que quer a vida para dela sair com todo o empenho e segurança com que a ela chegou. Chamamos de vida ao período em que o espírito passa encarnado, pois é desse modo que toda a Humanidade a conhece, excetuando-se muitos que já têm a noção do que é vida — a permanência eterna do espírito, que se transforma e se eleva sempre na escala da infinita evolução. Para todos os que se acham encarnados, e assim entendem a vida, todos estão cercados por uma densa cortina que os separa dos seus amigos e do seu mundo natural, pois são os desejos dos homens e seus lances que os separam da vida do espírito, com o seu viver e estar de origem. A percepção do homem para as coisas do espírito é diminuta; ele em si não as entende, mas, com sua própria procura, força a sua mente física a esclarecimentos e entendimentos, e poderá, com perseverança, chegar a descobertas que lhe valerão muitíssimo no trabalho da evolução do espírito, pois lhe evitarão grandes empecilhos. A mente física, maleável pelo seu dono, torna mais fáceis as observações e os desejos do espírito, em ajuda aos seus irmãos, como a atingir seus objetivos naturais, a de se pôr, também, em auxílio e em socorro dos seus irmãos de plano. O recebimento de tais atributos só é conseguido mediante esforço natural e intenso de todo aquele que quer evoluir os seus sentidos e facilitar ao seu espírito que cumpra com sua finalidade. Existem dois em um só elemento: o espírito com sua composição fluídica e eterna, e o homem constituído de carne que é perecível e efêmero. Mas o conjunto cérebro-físico e atuação espiritual, chama viva no mundo oculto formando deste conjunto o imortal, é aquele que atua sempre, o conjunto evolutivo, sensibilidade ajustada e todo ele em direção ao Pai, pois aí encontrará forças de manutenção para todos, pois tudo isso só o Cosmos guarda, e está à disposição de todos nas fontes da caridade, eternas abastecedoras e doadoras da
58

LUZ, da PAZ, do AMOR. • NADA É EM SEPARADO, TUDO PODE EM CONJUNTO. O CORPO VOLTA AO PÓ, O ESPÍRITO VOLTA TRIUNFANTE À ESSÊNCIA.

26. CORRENTES

MAGNÉTICAS.

59

Que os poderosos se rendam ao simples e humilde ato de fé no seu próximo, em si próprio, no Pai que é a fonte e a energia de seu viver. Que os fracos e humildes sejam fortes e poderosos em seu propósito, o de servir aos que sofrem, como eles, as agruras de uma encarnação. Que o Pai proteja a todos e que todos achem o caminho de volta. Na esfera geográfica que circunda o viver do homem, existe a força de prendê-lo aos seus afazeres da Terra. O homem livre está circulando no plano Terra sem nenhuma corrente vibratória que o faça mudar de rumo, pois ele já traz em si esta força magnética e circula e circunda o seu rumo certo ao centro de forças que é DEUS. — Como o homem assim poderá chegar com seus companheiros a um lugar comum? Ao lugar comum todos os que têm fé e determinação chegam. Ele é comum aos que servem o amor, ele é o ponto previamente determinado, que é a essência mantenedora dos seres, ele é o ponto convergente de todo o magnetismo do plano Terra. — Mas o ponto magnético da Terra estará porventura ligado a essa força? Não só está ligado como, também, a sua manutenção é fonte propulsora deste poder, pois o centro físico está e é uma continuidade do poder maior. Portanto, as correntes magnéticas da Terra estão sensivelmente ligadas com as correntes magnéticas do Cosmos, elas se confundem, formando o circulo mágico entre o céu e a Terra, a que o homem dá livre pensamento; não existe nada de novo na face da Terra, tudo aqui veio e daqui sairá em demanda de novos pontos. A configuração da Terra é continuidade do ponto oculto, ela saiu também deste acúmulo de força; ela é água da mesma fonte, corre portanto para o mesmo mar, tem o destino igual ao do homem e todo ser vivente: nasce, vive, e se transforma em poder maior de aquisições e seu caminho é eterno, como é eterna a alma que se desloca de um ponto a outro através do seu poder de elevação. Todos são produtos da mesma fonte, pertencem ao mesmo mar, todos estão sujeitos portanto às decisões maiores de se porem a caminho das fontes eternas da realização e consolo que são a
60

LUZ, a PAZ, o AMOR. • A SUA FONTE É TÃO BRILHANTE COMO A LUZ DO SOL. TEMO MESMO PODER, SE TRANSFORMA E SE REFAZ NA FONTE ETERNA DO AMOR.

27. A FONTE

DE FORA E A DE DENTRO.

61

Os pequenos espaços entre os encarnados se transformam em profundos abismos pela intolerância entre os homens. Os que são ativos em propagar a vontade do Pai, em socorrer, às vezes não são aceitos e cada vez se distanciam mais em suas relações cotidianas. Seria preciso quebrar e transpor as barreiras da intolerância, para que todos caminhassem em direção ao Centro Cósmico de Amor e Luz. O Sol brilha com intensidade jorrando vida para os que gravitam em sua órbita. Que acontecerá quando esta tocha de fogo se extinguir? A vida também se extinguirá, pois os dois elementos são íntimos caminhantes, são elementos que fulgem e refulgem pela eternidade. O Sol iluminando os homens, o espírito iluminando o seu retorno ao Centro Cósmico, evoluindo sempre para o centro, e o Sol em seu itinerário fazendo o seu papel de centro e manutenção de força e luz, pois toda a Natureza evolui também em seu redor por sua claridade. O nosso irmão irradia calor, dá cor ao verde das folhagens, portanto, dá vida ao homem e nada pede ou nada exige, somente dá. E o homem que recebe, em vez de agradecer a ajuda e o apoio, bombardeia a atmosfera com seus engenhos e vai alcançando o desequilíbrio desta tocha que irradia pela e para a imensidade dos mundos ao seu alcance. Por que essa incompreensão do homem, pois que a sua glória de viver deve a ele, deve a sua manutenção, pois tudo e todos estão constantemente necessitando de sua ação para o engrandecimento da vida ? O homem tem a fonte de saúde e toma saúde, enganando-se a si mesmo, em falsos invólucros feitos pela própria mão do homem; ele tem a fonte e se faz de fonte falsa de saúde e da beleza. Todos deveriam usufruir a maior parte do seu tempo ao Sol, à luz, para que também usufruíssem com a Natureza que se faz e refaz exposta ao Sol, à sua benfeitoria.

62

O homem também tem um sol em seu interior que se comunica e faz brilhar todos os seus sentimentos, o sol da solidariedade humana que o eleva e o bendiz, mas ele nem sempre faz uso deste seu aliado, e se torna fechado para a caridade, alimento indispensável à alma humana. É preciso aurir mais o que o homem tem dentro de si para que ele possa repetir eternamente o ato do nascimento, a evolução constante de seus sentimentos, e buscar dentro o alimento que está fora à sua disposição, que se esconde dentro mas que vem da alma, do espírito, que tem em sua composição a energia das fontes ocultas do Universo que são a LUZ, a PAZ, o AMOR. • O ESPAÇO É INFINITO ENTRE A FONTE DE FORA E A DE DENTRO, MAS SÃO UNIDAS COMO O PERFUME NA FLOR.

28. A FORÇA DAS

MÃOS.

63

Se o amor está no coração do homem, por que ele cultiva a guerra? Se o poder está nas mãos do homem, por que ele não forja a paz? Se a harmonia está nas suas mãos, por que ele destrói e desequilibra o meio ambiente, pondo em risco também a sua vida, o seu veículo de elevação, que é seu corpo físico? Se ele é, por que fingir que não vê o seu objetivo que é o amor? Na igualdade está o poder. A igualdade de sentimentos, a sua constância, faz do homem uma fonte energética das mais poderosas, pois jorra de suas mãos a força propulsora mais vigorosa do reino da Natureza. O homem tem as suas mãos para servir, isso ele não pode olvidar; está em suas mãos a sua maior ferramenta, portanto, à sua disposição está um grande artista, que pode apaziguar, fazer nascer, dar vida a formas de vidas para que o homem usufrua de bens maiores, que é o seu interior, idealizando, criando, projetando. De suas mãos saem bênçãos que são transmitidas pelo seu sentimento de amor. E qual a fonte mais poderosa do que esta? Qual a atitude que toma o homem que alcance mais do que quando ele estende as mãos e abençoa? Pois saibam que neste impulso sai tudo que está carregado pelo seu cérebro-coração, e também como sendo vida tem corrente viva, que é a eletricidade que gira e gera o seu corpo físico, bateria pulsante de harmonia e poder, gerando para o seu dono o poder de criar vida e florescer o amor. E qual bênção maior do Pai do que poder também criar com seu amor, vida que vá propiciar a vinda de um espírito ao plano de trabalho? Pois saibam ainda mais que estas baterias são também, por sua vez, carregadas pelo mesmo amor que dispensar, é um contínuo vaivém de poder, quanto mais oferecer, mais terá. O homem não calcula o grande mago que traz em si, não sabe e muitas vezes não quer saber, pois ele está sempre incrédulo, não pode aquilatar que uma simples imposição de mãos poderia trazer saúde e paz a qualquer meio. Só que ele não sabe, ou melhor, perdeu o dom de assim proceder, não sabe o segredo do
64

grande feito, deixou para trás o que realmente é em seu viver: o seu poder energético do amor. Não sabe dar e não sabe receber, não cria, não alimenta, não evolui e pena a sua própria pena, a solidão. As mãos do homem são hábeis magos que transformam, que dignificam, que produzem as mais belas figuras, os mais lindos matizes, as formas mais exatas do amor, tanto na música, como na pintura, como no trabalho, pois faz de suas mãos a enxada, o arado, o semeador, e quando se projeta assim para a terra, esta se abre em bênçãos para ele e mata a sua fome, e mata a sua sede. Quando o homem junta as mãos, ele ora, ele implora, mas também forma a concha para que por ela corra a água, a grande e poderosa benfeitora da Humanidade. Ele, portanto, é a fonte que canaliza o amor, e se todos assim o fizessem, assim teriam as bênçãos eternas das fontes, mananciais de vida e poder que estão na LUZ, na PAZ, no AMOR. • A FONTE ESTÁ NO CORAÇÃO DO HOMEM, OS CANAIS SÃO AS PRÓPRIAS MÃOS.

29. TODOS

PERTENCEM AO MESMO FOCO.

65

Os que andam na senda do amor levam sempre o consolo e o apaziguamento no seu caminho. Se for necessária a parada, que a faça. Se for em socorro mais força terá ao retornar; portanto, não se furte de dar sempre o consolo e a paz ao seu semelhante, tudo terá mais certeza e valor para a caminhada. O companheirismo faz das grandes provas a parte mais apaziguadora de um caminhante; ele reparte ou aceita a parte que o seu irmão oferece. No ocaso da vida terrena está o momento certo de refletir. Por que o homem deixa para depois o que poderia compor hoje? Por que tudo é sempre adiado, quando poderia suprir sua necessidade hoje, agora? Seria necessário que no ardor da luta parasse um pouco para refletir se o que faz está dentro dos parâmetros normais, se o seu objetivo acompanha suas necessidades e se o seu caminho está sendo percorrido limpo, sem interferências do ego inferior que quer, a todo custo, mostrar e demonstrar a sua sabedoria e o seu domínio. Portanto, é necessário o reconhecimento do trabalho para continuar. Estamos vendo que muitos irmãos nossos andam peregrinando sem rumo certo, sem seu destino traçado, e se estão expondo a desgaste que não lhes servirá para nada. É sabido que é preciso saber fazer estes trabalhos de resgate, e estar ciente do seu valor, para que se alcance o objetivo desejado. Outrossim, em se falando de provas, nada mais necessário a provas do que o acerto do caminho, e para acertar este passo é preciso cadência, musicalidade, e quem dá isto é o coração, são os sentidos ocultos que comandarão esta orquestração, que não tem som se não existir o comando do coração. É preciso amar com amor para que os instrumentos se harmonizem e produzam a bela harmonia da ascensão sem fronteiras, que levará o espírito ao seu objetivo, que levará o homem a seu caminho, ao que ele deverá percorrer quando da sua permanência no plano Terra, pagando o seu tributo à sua insensatez. Cuidado, meus queridos irmãos, cuidado com a obscuridade dos sentimentos, cuidado mais uma vez com os dotes do coração, tenham sempre em evidência, salientes e estudados, compreendidos e postos em prática a favor do

66

seu próprio benefício e em benefício do seu grupo encarnacional, que são todos os que habitam este plano Terra na hora de sua permanência. E, se assim procederem, estarão se propondo ao seu itinerário luminoso e benfazejo para todos, pois todos pertencem ao mesmo foco, pois todos são tirados e irmanados na LUZ, na PAZ, no AMOR. • SE O SEU FOCO ESTÁ LUMINOSO, FAÇA FOCALIZAR O SEU IRMÃO; ESTARÁ DANDO PROVAS DO SEU INTENTO, QUE É A ASCENSÃO.

30. SENTINELA MAIOR

DO SER CONSTITUÍDO.

67

O poder maior da Humanidade fá-la-á vencedora da grande hecatombe que se desencadeia sobre o plano. O seu amor, a sua humildade, o seu temor salvá-la-ão do descuido de muitos que a compõem. É preciso notar que a Humanidade caminha sem direção, mas no íntimo dos seus componentes existe a fé, o amor ao Deus Criador. São esses sentimentos que, sendo o escudo, também serão a reflexão: todos por um e um por todos! É preciso saber perdoar e seguir com passos firmes, pois outros planos se apresentarão para hospedar, para agasalhar. Na textura fina dos elementos está a força de resistência. É preciso saber que em todos os sentidos o homem está vulnerável, seja nos sentimentos nobres, seja nos sentimentos secundários. Como está esclarecido, no momento atual é mais importante SER do que HAVER; ser autêntico, ser natural, ser generoso, e não haver haveres, juntar fortunas, acumular bens perecíveis e inúteis que os vão apenas preocupar pela guarda, não realçar porque os têm. Seria necessária uma postura digna de um rei, se o homem compreendesse a nulidade de tais adornos; são acúmulos de bens que pertencem por direito a outro plano, não ao plano que lhe interessa no momento, que é sua meta: o espiritual. Tudo que for do espirito acompanha o espírito em sua separação corpoespírito, tudo que é da Terra a ela pertence e já está estabelecido que a ela retornará, tanto seus bens terrenos, como seu corpo físico, que é o seu melhor e mais luzidio haver, que é o seu hospedeiro. Portanto, já viram quanto é desnecessário o homem se desenrolar pelo plano Terra somente atrás de bens materiais? Ele precisa aumentar o seu cabedal de bens espirituais, e para isso só tem necessidade de amar para ser amado, pois nesta troca nascem as belas aquisições, nascem os bens maiores que o levarão à saúde do espírito, à salvação do seu intento, à solução do seu problema maior que é a evolução espiritual. Se todos compreendessem a essência que mora nele, se todos soubessem qual a finalidade exata de aqui estar, sentiriam a consciência tranqüila, só
68

praticando o "Ama ao próximo como a ti mesmo", pois aí está a sentinela maior do ser constituído PAI-ESPÍRITO-HOMEM, tudo isto em busca de um só achado, a salvação e evolução, a volta triunfal da essência divina que se faz homem para mais servir a seu irmão. Saibamos todos agradecer essa dádiva poderosa e milagrosa que está no Cosmos à disposição sempre da renovação e do consolo. Quem olha para dentro está provando que tem olhos para ver e ouvidos para ouvir, e coração para amar, que seus sentidos estão voltados para a sua essência, que eles se alimentam da LUZ, da PAZ, do AMOR. • NA HORA PRECISA O HOMEM SE LEMBRARÁ DO PAI, MAS TALVEZ JÁ SEJA TARDE!

31. O

PODER DA PRECE.

69

Se todos os que habitam este momento de provas procurassem o entendimento e a caridade, as suas oportunidades seriam outras. Quem passa por um caminho e não nota a paisagem está verdadeiramente entregue ao egoísmo e ao prazer íntimo, não vive a vida. Os que olham somente por distração também estão incorrendo em igual falta, estão perdendo a oportunidade preciosa que tem o espírito de evolução. Que todos vivam e saibam por que estão vivendo. Na oração e na prece está a hora de interiorização do ser humano; ele tira do seu coração a sua meta, o seu apoio, a sua direção. O poder da prece é tão importante tanto para quem o pratica como para aquele a quem está sendo dirigido. A suavidade de uma palavra amiga não causa muito bem ao seu irmão? Também assim é a prece enviada com a alma em enlevo, com o coração prosternado, com o pensamento voltado para Deus. Assim faz o penitente, assim faz o que quer dar alívio, assim consegue a graça de servir na seara do Mestre. Quando o homem tem cabedais internos, é preciso que ele os use em favor do seu irmão, para que essa fortuna se multiplique e também passe de um membro para outro, de pai para filho. É uma dádiva do Pai à família que ora junta, que permanece no ciclo mágico das realizações e forma um foco de distribuição. Por isso é que o centro, o ponto convergente de uma família, deveria ser a prece; esse ponto é a segurança e o poder. Quem ora unido permanece unido; quem dá ou quem socorre tem igual valor, pois tudo que se pratica com o coração, com amor, produz amor. Quem anda nos caminhos da oração está guardado para sempre; está também presente em todo apelo de socorro, e pode dar, e pode distribuir. O homem está na carne para ser carne viva de aflições e seu remédio milenar e eterno é a prece; e quem ora com devoção, fazendo-se sentir nas correntes benfazejas do universo cósmico com seus apelos, participa com sua contribuição para que esse armazenamento esteja sempre a favor do seu irmão que sofre.

70

Todos por um é o lema principal; um por todos é a solução ideal deste grande conjunto de manutenção do Cosmos, pois tudo que sai entra e tudo que entra sai em bênçãos para o próprio doador. Se você quer fazer parte desta sociedade, é muito fácil: devote-se, acautele-se e ore em favor dos aflitos e desamparados, que o seu intento chegará às correntes de socorro, e então você também fará parte da grande família que ora pela Humanidade e será uma parte integrante deste conjunto incansável que distribui e mantém vivas as fontes da LUZ, da PAZ, do AMOR. • O SER É TÃO IMPORTANTE, PORTANTO, SEJA O ELO DO AMOR QUE APAZIGUA E PROTEGE

32.O BRILHO DO FAROL!
71

Se todos estão neste momento passando pelas mesmas incertezas, tendo as mesmas inseguranças quanto ao futuro, não distinguindo os acontecimentos, deveriam se unir mais, para que juntos pudessem enfrentar, destruir, combater fantasmas e fantasias que ameaçam a Humanidade. Todos deveriam procurar a orientação em seus sentimentos, procurariam estar alerta, pois quem pensa sabe escolher. Na perseverança de uma procura, se poderá por certo chegar à vitória. É preciso e urgente que o homem se conscientize do seu papel neste momento do plano, para que se torne uma segurança e não a sua destruição, como vem acontecendo. Seria consideravelmente salutar para o momento se começasse pelo homem a sua regeneração, pois o homem é por excelência o responsável por toda esta destruição em que se está lançando o planeta Terra, tanto em sua estrutura física, como em sua estrutura mental. Também os planetas pensam e sentem; isto reflete o que pensam e o que sentem os seus habitantes. Parecerá, a priori, que teoria assim não se adapta ao momento, mas o desequilíbrio emocional e psíquico do homem está influenciando, consideravelmente, na formação de forças e estações negativas que investem contra o plano. E os adversários do homem são os seus pensamentos negativos condensados, que tomam forma e se manifestam contra sua própria origem, e como qualquer reação negativa ou positiva, volta sempre ao seu ponto de partida. O procedimento desorganizado do homem tem-lhe dado retornos desastrosos, os elementos são atuados e também atuam nesta troca, ou nesta volta, que assola o plano da Terra. Há uma necessidade imperiosa que o homem se interiorize, trazendo para fora a sua essência; é preciso que o homem ore e medite, analise e reflita o quanto de desastroso tem sido sua permanência neste plano, que poderia ter sido o seu paraíso, o seu retorno-glorioso, e tem sido o seu tormento, a sua angústia, a sua desolação.
72

Quanto mais o homem produzir mais ele terá, esta é a lei universal; quanto mais ele joga lixo mais ele se sentirá impedido de ver limpo o seu caminho e, portanto, ser vitorioso em seu destino, que não é outro senão a evolução do seu espírito. Não impeça, homem, com sua ignorância, a evolução, o resgate salutar dos espíritos que procuram a sua essência, que se dão por amor, que querem servir ao Pai! E se o veículo principal desta depuração é o homem, e se ele se porta como tal, tudo estará perdido, pois a mente física é a responsável pela parte física, pelo condutor, pelo hospedeiro. Que o Pai ilumine o coração do homem, para que ele sinta a sua responsabilidade gloriosa e eterna, e que se fortaleça de dentro para fora, de fora para dentro, mas sempre em sentido certo da LUZ , da PAZ, do AMOR. • SE O FAROL ESTÁ DEFEITUOSO A LUZ NÃO PODERÁ BRILHAR. PERTENCE AO FAROLEIRO O BRILHO DO FAROL!

33. HÁBITO

DA INTERIORIZAÇÃO.
73

Que todos encontrem seus caminhos. Que, no futuro do homem, ele possa caminhar de olhos abertos para contemplar as estrelas e nelas ver refletido todo o universo. Que, ao passar por uma sombra, seja apenas por um momento, pois que o ilumine o sol da Eternidade. Que do Centro saia o chamado que o comandará em seu intento. Que assim seja! Na oportunidade máxima da encarnação é preciso aproveitar e se lançar com todo amor e afinco no caminho da ascensão. Se o ser constituído veio com uma intenção clara para poder evoluir, por que o homem deverá se interpor? Em hipótese alguma o ser constituído deve interceptar os passos da evolução do seu espírito. O homem deverá ter sempre o reconhecimento que nada faz e nada tem além de sua Centelha Divina. Ela é nele, nesse depositário, tudo que traz do Pai. Aproveitaremos esta oportunidade para alertar mais uma vez para o hábito da interiorização do ser humano. É preciso que ele faça parte com seu aliado constante, que é o silêncio, da meditação e do recolhimento espiritual, para poder contemplar e estar ligado com a Fonte Divina que habita todo o seu ser. Quando o seu pensamento, sua mente física, entra em decomposição de suas emoções, estas vão sendo filtradas e depuradas, até que ele chegue ao estado de pura sensibilidade para poder se ligar aos mananciais de Vida Eterna, e aí então fazer a ponte, restabelecer o contato, se aprimorar em explorações, afinar-se enfim. O homem, meditando, é a concentração iluminada do lado escuro da encarnação, deste fator esquecimento. Então, é nesta hora que seu físico deixa livre sua sensibilidade espiritual e fluídica e se lança ao Infinito Cósmico, de onde veio e para onde retornará. O espírito é independente de seu corpo físico, e assim liberto por uns segundos pode estabelecer contatos salutares e confortadores para ele e para o seu depositário, e ambos sairão fortalecidos e juntos poderão alcançar posições de calma, usufruirão juntos da harmonia geradora da ascensão gradativa de todo este conjunto.
74

Seria indispensável que o hábito da meditação entrasse na vida do homem e primordial que este hábito evoluísse e se tornasse uma apoteose para o corpoespírito, que sempre iria às fontes eternas aurir a sabedoria e a harmonia que existem na LUZ, na PAZ, no AMOR. • ADOTE O HÁBITO DE ESTAR COM DEUS, CENTRO CÓSMICO DO UNIVERSO, QUE ESTARÁ A CAMINHO!

34. A POSSE.

75

Quem está sob a guarda dos seus sentimentos nobres está apto ao serviço do Pai. Se você puder dar, agasalhar, que o faça incontinenti; estará dando provas de amar o Pai na pessoa do seu irmão. Quem puder dar asilo aos que padecem, estará provando que ama e venera a grande chegada do Pai na face da Terra. Quem puder amar livremente, a hora é chegada! Na maioria dos encarnados existe o poder da posse. Tudo que os rodeia, tudo que possam alcançar, tem um único objetivo — a posse. Estando o homem constituído de sabedoria e raciocínio, está portanto apto ao trabalho, físico e mental, e, por conseguinte, pode e deve fazer tudo aquilo que venha a lhe trazer conforto e sabedoria. Contudo, o homem se esquece de que estes requisitos são passageiros, trazendo-lhe apenas posse passageira, não se comparando, nem de leve, às suas aquisições espirituais. Aquelas são posses passageiras, enquanto essas são eternas, são adquiridas com sua essência e vão se juntar ao seu retorno, para que consiga, cada vez mais, ir para dentro, levando tudo que possa para que neste montante também haja a caridade para com seu irmão. Quem adquire deste modo está concentrando todo o valor para ser também repartido, não se aproximando dos bens de posse, perecíveis como são as coisas de conforto físico e o dinheiro, que, não circulando em favor dos que nada possuem, são bens perecíveis e de fácil destruição, bastando para isso que o seu ego inferior os tenha com cobiça e avareza. O homem tem duas opções: uma, a de armazenar e aumentar; a outra, de acumular e distribuir. São duas formas de riquezas, a que conforta e constrói, a que avilta e destrói. Quando nesses caminhos se depara o homem, ele deve escolher o melhor para que possa ir adiante sempre, alcançar sempre e desfazer-se em amparo e alegrias para tantos que existem a seu lado, dando-lhes a proteção e o amparo. É necessário que se possa circular livremente pelo eterno, pelo Cosmos, sem ter bagagem; é necessário e preciso que o seu conteúdo seja de glória e poder, e que viva sempre, eternamente, para a
76

LUZ, a PAZ, o AMOR. • NA HORA DE CONSTRUIR, QUE SEJA DE HARMONIA E PAZ O SEU ABRIGO.

35.

QUANDO SE REPARTE AUMENTA.

77

Que o despontar de um dia encontre o homem de pé, para que possa cadenciar seus passos. Que este homem saiba para onde se dirige, levando no coração a fé que o alimenta e eleva. Que, à chegada, lhe sejam dados os haveres maiores de sua permanência, para que ele se sinta glorificado e apaziguado consigo mesmo. Que a ele, ao se prostrar em nome do Pai, seja dado o perdão. Que assim seja. Que o amparo e a proteção sejam companheiros do homem em sua existência terrena. Quando da encarnação de uma programação, o espírito vem cercado por seus irmãos e a ele só é entregue a incumbência do fato, para que com seu grupo possa se firmar na carne e encetar o seu destino, que será de reforços dados e que tenha em mente o seu objetivo. A oportunidade primeira de uma encarnação dá ao grupo espiritual a direção exata de seu intento. Estando na carne, o espírito tem afazeres para com o seu grupo, aquele que o cerca. No entanto, ele procura o motivo deste trabalho, para pôr em prática o seu objetivo, esquecendo-se de que juntos lucrariam mais. Toda uma linha de acontecimentos se desenrola, até que este grupo tenha alcançado o seu intento. Quando ondas de poder negativo alcançam este grupo, todos se põem ao trabalho juntos, para o afastamento deste intento. Dá-se, então, a absolvição de todo mal que porventura existir no coração do homem. Ele não tem poderes mas, quando se junta, o grupo forma um ponto de defesa coletivo, dando a todos uma enorme defesa pessoal. É por isso que muitos grupos, às vezes, não são felizes, enfrentam cargas de grande negatividade. É outra forma de regeneração e esforço em grupo, para que aquele grupo se eleve e caminhe. Vemos em muitos lugares comunidades e congregações caminharem em direção ao Centro do Universo somente com um desejo grupai, mas ajudam os outros e todos se beneficiam. Apenas é preciso o sentimento coletivo, esta força é dotada de grande poder de coesão, dando assim a vitória aos que trabalham incessantemente para a sua libertação.
78

Acontecendo este esforço, aparecerá a satisfação e o acatamento de todo um conjunto, e alcançará um poder maior, o de se expandir sempre, tornando-se cada vez maior o desejo de regeneração. O homem foi feito para a permanência em grupo. Só se acalma e se liberta individualmente, mas a sua força é alcançada quando se aconchega ao irmão. Ai tem duplicada a sua força intima, porque, repartindo, se multiplica a sua vontade, diferentemente do que acontece no plano material, onde, quando se multiplica, se diminui. No plano espiritual é justamente o oposto, pois quando se reparte aumenta. O amor é a arma mais poderosa da face da Terra, e com ele estão formadas as grandes barreiras, com grandes conquistas. Não é de ouro o seu valor, mas é de ouro o seu intento, e o homem caminha para a sua perfeição, e todos juntos alcançarão as fontes da LUZ, da PAZ, do AMOR. • SE O SEU CASO É APAZIGUAMENTO E ALCANCE, QUE SE JUNTE A SEU IRMÃO. A FORÇA SE MULTIPLICARÁ!

36. O

MOMENTO É ESTE.

79

Quem está a serviço do Pai, terá que se dispor para todo o sempre, pois quem tem deveres tem obrigações para com seus irmãos. Nada poderá falar ou fazer e nem sequer pensar; este filho é filho extremado e deve servir sempre. Os que crêem, os que perdoam, os que servem são todos os encarnados, pois estão no plano para servir-se a si mesmos e a seus irmãos. Nada poderá ser maior do que a recompensa do trabalho feito. O tempo é incerto, mas o momento é este e todos devem estar em seus lugares para quando for chegada a hora da anunciação do Grande Mestre vir ao encontro do homem. — Como poderá estar aqui e aqui mesmo receber o grande consolo da anunciação? E, o que vem a ser anunciação? É o estado de clemência e solicitude de todo aquele que se acha encarnado no plano Terra. Neste estado todos se encontrarão quando chegar o momento de, por si próprios, saberem que devem ao Centro Oculto toda a sua direção, todo o intercâmbio firmado entre os dois pólos; é uma anunciação repleta de dádivas que está sempre ao dispor do homem no Plano Oculto. No entanto, muitas tantativas propriamente ditas já se realizaram por muitos filhos para chegar a este estado de graça: achar a porta estreita que os levará ao Plano do Oculto e aí receberem as palavras cheias de poderes que emanam deste foco de luz e anunciarem por si próprios que estão a serviço do Pai e, nesta ocasião, terem sempre a sintonia desejada, e por esforço adquirido a comunicação com o Plano Oculto. No coração do homem está a centelha viva da luz que o ilumina, mas nem sempre este homem está desperto, pois vive como que dopado e não distingue o seu dever; nem sempre ele está atento, pois muitos chamados de ilusão o distraem e ele caminha como um sonâmbulo, sem destino certo e sem aurir do Cosmos a sua manutenção. É preciso sempre se encontrar em estado de alerta para poder aurir os benefícios que a todo instante são enviados pelas fontes abastecedoras do Universo. Por que, então, estar distraído com futilidades?

80

Seria grandemente proveitoso se o homem começasse abrindo os olhos, movimentando as mãos e caminhando com seus próprios pés em demanda do seu trabalho, do seu íntimo, de sua razão, pois somente por este caminho será o seu despertar. Abrindo os olhos, ele enxergará o que está em seu coração; abrindo as mãos, ele renderá graças sempre por ter o que dar e amparar; caminhando, ele estará se dirigindo sempre para dentro e, então, despertará triunfante para a LUZ, a PAZ, o AMOR. • SE O SEU CASO É ESTE, APROVEITE O TEMPO E SE DISPONHA!

37.AMOR - SUBLIME ALIADO.

81

Nem sempre poderão praticar a interiorização, mas todos sabem que o amor é o sublime aliado neste plano. Nem sempre estarão apenas praticando a caridade, mas saibam que o mais sublime adorno da alma é "ama ao próximo como a ti mesmo". Nem sempre darão o perdão livre de qualquer mágoa, mas saibam que do coração só saem as palavras de amor que distribuirão neste plano. Saibam todos que os sentimentos nobres enaltecem o espírito neste plano de provas, mostrando ao ser constituído que só pelo amor vale a pena viver. Naturalmente todos estão cientes das atividades físicas do seu corpo, mas nem todos apercebem-se das atividades, também físicas, do seu cérebro, que é o localizador de sua mente espiritual. Aí se passa uma grande batalha, pois o cérebro físico se acha dono do corpo que a mantém viva, mas não sabe que esta parte é perecível e transitória, olhando do lado espiritual, a sua evolução e comando. O cérebro físico-espiritual é o intermediário do seu íntimo, pois aí se passam as grandes batalhas do entendimento e da razão; portanto, quem comanda o corpo é a mente, mas quem incorpora a mente física é o espírito. Aí estão os sentimentos que gerarão a força motriz para a locomoção e o desenvolvimento da personalidade. Estando em situação perecível, a mente física está ligada aos transtornos transitórios do corpo, mas a mente espiritual é soberana neste estado; somente os sentimentos suplantarão qualquer investida do ego à mente espiritual e à centelha divina que dá o espírito ao corpo. Quem poderá separá-los, os sentimentos nobres e a sua mente espiritual? Ninguém, nem atuação alguma do corpo físico altera o contínuo fluxo de atividades de uma mente espiritual, pois esta trabalha e atua no corpo físico como um bálsamo. Se você estiver bem dos sentimentos estará bem do corpo físico, este atua em função exclusiva daquele. Existem as enfermidades definitivas e as oscilações dos centros nervosos do corpo; existirá, portanto, uma atuação física nos sentidos e o homem cai em desequilíbrio funcional mas não em desequilíbrio espiritual.

82

Os casos patológicos de doenças congênitas estão aí para que todos sintam a diferença dos que estão doentes ou perturbados em sua formação congênita dos que estão atuando sob formação do espírito; estes dois estados são profundamente emanados de estados diferentes. Não confundam formação com informação, estes estados estão presentes na vida do homem, como a eletricidade que movimenta sua energia e dá o resultado da luz. Estejam certos de sua capacidade de raciocínio tão logo sejam atuados por pensamentos produzidos pelo seu interior, que comandarão o resto do seu corpo físico. Quem está sob a guarda dos sentimentos nobres goza de salutar saúde físico-mental, produzindo humores que irão alimentar todo o seu conjunto pela força motriz que vem de dentro e que se dirige e é, ao mesmo tempo, alimentada pela LUZ, pela PAZ, pelo AMOR. • O ÍNTIMO É FORMADO PELOS SENTIMENTOS. FAÇA DO SEU O GERADOR ETERNO DAS FONTES DA SALVAÇÃO.

38.O SOFRIMENTO MAIOR...

83

Os compromissos espirituais fazem do homem o verdadeiro espírito que caminha por sombras e tempestades, por veredas floridas ou duras estepes, mas leva sempre adiante o seu trabalho. Que a luz se faça para todo aquele que vê com seus olhos do coração o seu caminho e o seu destino por todo o sempre. É preciso distinguir a estrela quem não quer se perder na escuridão da noite de uma encarnação. Que assim se faça. Os acontecimentos do mundo atual fazem do homem um ser transtornado e impiedoso para com ele próprio e com seus irmãos. Por que esta classificação ? Porque a todo instante ondas investem sobre os homens, esmagando-os, ondas de incerteza e insatisfação neste transe mais grave de sua evolução, que é a transformação do plano Terra, que é a sua modificação interior, pois o homem está em franca transformação, pode-se notar como ele está em decadência emocional, espiritual e temporal. O nível do raciocínio do homem atual é levado ao final com toda descrição do seu infortúnio, pois o homem sozinho não demonstra nada de grande valor espiritual, ele está se juntando interiormente, é como se fosse um vaso quebrado, estilhaçado, que ele junta os cacos e faz outros, tão cheio de emendas e depressões. É preciso mudar totalmente as suas atitudes que parecem momentâneas mas são permanentes e sofredoras, a ponto de estar nesta condição como todos estão, abatidos e sofridos por este plano de provas, mas não provas tão intensas, vem aqui resgatar e não adicionar mais infortúnios e nem fazer sua dívida maior, mais comprometedora. Nesta fase de transição o homem está em caldeamento constante, quer dos seus sentimentos quer das suas atitudes. Não poderá sair limpo se não passar pelo crivo da depuração; só então levantar-se-á retumbante com seu engenho maior que é o conhecimento exato do seu lugar, que é o seu itinerário conhecido que o levará eternamente às fontes da LUZ, da PAZ, do AMOR.

84

• O SOFRIMENTO MAIOR É AQUELE QUE SE SOFRE SEM SABER O MOTIVO.

39. A INTENSIDADE

DA FÉ.

85

Os acontecimentos de um momento irrefletido podem levar o encarnado a situações perigosas. Quem caminha com cautela saberá aproveitar todo instante para dar mais um passo; será cuidadoso e discreto, até a finalidade de sua intenção ter alcançado o alvo definitivo. Todo aquele que é prudente sabe onde buscar reforços para a sua caminhada. Na intensidade da fé está todo o conteúdo de um sentimento que dará a cada um o verdadeiro sentido da vida. — E como saber da intensidade da fé? Simplesmente medindo a distância de coração a coração. O homem irrefletidamente confunde afeição, ou outro sentimento secundário, com este sublime anelo que é a fé. A fé é um produto do coração que busca sem cessar o seu objetivo e, ao mesmo tempo, segue confiante no seu caminho. Confia, deposita todo o seu intento neste achado, tem o coração voltado para descobertas que são feitas no seu próprio coração — o ter fé naquilo que se faz, o ter fé naquilo que também fazem os outros com a mesma intenção que sai do seu coração. Assim, todos irão procurar sua identidade neste sentimento sublime de primeira água, este sentimento que une milhares de corações suplicantes. No grupo que se propõe, no ocaso da vida que se despede, todos sabem o quanto é sublime este sentir. No que tange à personalidade, é óbvio que ela tem características do seu cuidado e se prostra em atitude incontida na senda do seu sentimento, e deposita toda a sua esperança nele; é, então, formada a roda que vai de um a seu irmão e volta a ele com a mesma intensidade com que se projetou. Saberá o verdadeiro sentido da fé todo aquele que confia e é submisso aos poderes do Oculto. Reside aí todo esplendor e todo objetivo do encarnado, pois deste ponto mágico sai o sentimento, também mágico, da fé e então o homem está contido em seu sentimento sublime que o identificará com a sua fonte, pois a mais brilhante esperança é carregada da fé naquilo que é feito com amor e se procura o ponto de retorno que é o coração do homem.

86

Se todos se unirem neste sentimento serão salvos das calamidades que sorrateiramente invadem o coração com indiferença e descrédito naquilo que forma a forma mágica do nascimento, pois o espírito vem cheio de fé neste momento de encarnação, fé que o levará a enfrentar as intempéries de uma noite tempestuosa para que ele possa alcançar a LUZ, a PAZ, o AMOR. • NA TEMPESTADE DE UMA VIDA ESTÁ A MÃO QUE AFAGA, O BRAÇO QUE AMPARA.

40. O

CORAÇÃO DE QUEM SERVE.

87

Os poderes do Oculto são tantos que o homem passa a vida terrena sem compreender suas dádivas. Os que passam e não vêem, os que andam mas não saem do lugar, é o mesmo que ter olhos e não enxergar a verdade que existe em cada ser. O homem deve dar sempre mais um passo à procura de si mesmo; encontrará uma fonte inesgotável de auxílios para si como para seus irmãos. Na expectativa de um achado o homem se emociona e, às vezes, se afasta do seu objetivo, simplesmente por descuido e desatenção em seu proceder. Quando procura o caminho do seu coração-sentimento, o homem nada poderá fazer que o descuide do seu objetivo, nenhuma fantasia, nenhum aceno, nem a sua desatenção, pois quem procura o seu íntimo está na etapa mais importante depois de sua encarnação; o seu foco é o seu interior e portanto segue a linha ascendente das encarnações, trazendo sempre, para cada vez, maior conhecimento. Mesmo que as encarnações sejam várias, nem sempre serão penosas e sofredoras; haverá sempre um descanso para o espírito, e ele conhecerá também a sua ascensão. Não poderá vir carregado de sua negatividade, pois, se o espirito está em provas, as suas dores serão múltiplas. O ser constituído de corpo, espírito, alma e coração estará também construindo o seu altar mais íntimo, não aquele com símbolos e devoção, mas sim aquele da mais fina essência, da mais pura emoção que são os seus sentimentos puros de amor ao próximo, de ter fé, de saber dar. Os seres angélicos também estiveram encarnados e sofreram como todos os demais, mas tiveram a fé em seus atos, a grande submissão aos atos de bondade e perdão, e foram galgando gradativamente o sublime caminho da ascensão calcada em seu coração. O clarão se fará presente em todo aquele que pretende achar, não procurar em vão com rótulos diversos, seja de concentração, sublime enlevo, de meditação, de servir, pois esses sentimentos, se não estiverem calcados na fé, na caridade, na humildade, não valerão para nada, e então o homem perderá a oportunidade que lhe deu o Pai de aqui chegar. Nada poderá impedir a quem quer ver, nada poderá empanar o brilho de uma luz interior, se o discípulo quer encontrar seu Mestre que mora em seu
88

próprio coração. Portanto, abra as janelas da alma, deixe o sol da verdade entrar, deixe o seu coração pulsar de alegria, pois estará, deste modo, dando entrada à LUZ, à PAZ, ao AMOR. • SERVE. A MORADA DA HUMILDADE É O CORAÇÃO DE QUEM

41. CONHECIMENTO

DA VERDADE.

89

O homem hesita em dar seus passos, é preciso que ele se decida imediatamente, o tempo urge. A vez primeira será a hora presente, pois a todo aquele que estiver parado não será dada a oportunidade de conhecer a Verdade. Quando soarem os clarins da alvorada dos próximos tempos, é preciso estar de pé e caminhar em sua direção. Todos que madrugarem terão a glória de estar a caminho. Na experiência está a hora primeira do homem se pôr à procura de si próprio. É necessário, e está primeiro lugar, o em conhecimento da Verdade. O que vem a ser "a Verdade" em termos de evolução e conhecimento? Sabemos que todo homem que procura encontrará algo que o espera, e é preciso estar atento, pois, às vezes, a oportunidade está em coisas mínimas, em atitudes simples a harmonia do conhecimento, e o homem madrugador encontrará a aurora ainda por despontar, e o seu conhecimento será de todo um símbolo da sua procura. É preciso ter fé e conhecimento desta fé para se chegar à verdade do seu intento. É preciso ser, também, humilde conhecedor de suas obrigações espirituais para poder aurir do Cosmos, que com infinita bondade o cobre em seu manto protetor, e se ainda vacila não chegará à compreensão. O Oculto está à espera do homem, do seu interesse, e o recolhimento interior faz nascer a misericórdia em seu blhar e, então, ele olhará' o seu próximo como a si mesmo; julgará e serájulgado pelo que fizer em benefício e amor para o seu limho que caminha a seu lado, muitas vezes companheiros da diversas encarnações. Portanto, ser humilde no servir, arda/ à serviço do Pai, é o seu motivo maior. O homem simples tem o seu coração apaziguado e o seu interesse em beneficiar o seu irmão é uma constante em seu viver. O homem será inocente como o é uma miança, serão afastadas todas as suas impurezas. — E como chegará a seu dever?

90

Simplesmente amando e orando intimamente, i-oditando e conhecendo o seu coração, pois é aí que se formará a sua ascensão, o seu conhecimento da Verdade, a sua procura, achada no mais íntimo do seu ser, que é o seu coração e a sua paz, pois o que Ele é você também o sara. Estamos num mesmo interesse, e afastando todos os males teremos livres nossas mãos como igualmente livre nosso coração, para amarmos e querermos ao nosso maio e ao nosso lado, que é o seu companheiro e momentaneamente o mesmo que peregrina na encarnação, pois Eu e você somos um, saídos da mesma fonte, desta Vaidade eterna que levará todo o nosso ser a serviço do i)ern, da benevolência, da caridade. E, se somos uno, smtaremos sempre unidos e amparados pela fonte oculta do Universo que se abre em jorros de LUZ, de PAZ, de AMOR. • A SUA INTENÇÃO SERÁ DIRIGIDA PARA O BEM TODA VEZ QUE SE MIRAR EM SEU PRÓPRIO CORAÇÃO.

42. NA MAGIA DOS

ACHADOS E PERDIDOS.

91

Os que padecem suas dores serão consolados pelo Pai; quem se redime tem a Sua bênção. Os pobres serão os ricos se tiverem amor em seu coração, pois a quem mais tem, mais será pedido; eles estão resgatando dividas e têm o amor do Pai. Todos estão em várias posições neste plano, vieram para a redenção de seus deveres, estão seguindo o caminho, estão na direção exata, estão peregrinando neste plano. Na expectativa de um fato todos se portam iguais. O encarnado não deve se iludir com falsos chamados, deve permanecer de pé quem quer andar e, para isso, o seu sentimento de fé o impulsionará para a frente. É preciso sentir-se necessário em qualquer programa que o eleve em sua posição no plano Terra. — E como adquirir tal objetivo? Todo aquele que encarna leva o desejo de se libertar das amarras da escravidão, e o espírito percebe a intenção do encarnado; mas quando este sinal nao se apresenta visível a estes dois companheiros, um leva o choque de retorno, que é como se qualifica no plano espiritual. O espírito é companheiro da carne, aonde vai o espírito o todo vai em sua companhia, dizemos do lado fluídico, pois seus semelhantes, que são os seus sentimentos, vibram em companhia inseparáveis, e é por isso que todo objetivo deve ser harmonioso, pois quem a ele se dirige não deve impor nada mais em seu intento exato. Queremos dizer com isso que o homem, queé o ser encarnado, não pode se dirigir ao lado invisível, seele não tiver a compreensão exata de seu desejo. No mundo dos espíritos tudo é harmonia e paz, que leva a todos a também produzir esta mesma harmonia. Quando os objetivos não são idênticos, há ruptura de ideais e nada, nem nenhum programa espiritual, vai para a frente. Tudo será julgado pelo seu coração, sentimento mais elevado do seu ser, que é o julgador intransigente nesta partida de alma-corpo-espírito.Se não houver harmonia não haverá objetivo, não haverálombem conquista de posições.
92

É preciso estar alerta nesta ocasião, pois a qualquer distração o espírito se desequilibra, pois ele no está sozinho, ele é um produto do seu dono. Neste particular, quando espírito se encarna, passa a ter as características de todo o seu conjunto encarnacional que se forma, é uma fonte também de objetivos, é um produto da harmonia, e quando este estado se parte, todo o programa vai ao dissabor, vai à desvantagem, vai à desilusão e dor! É necessário o homem ter equilibrado todo este conjunto para que o seu intento encarnacional tenha sido proveitoso para todos, pois o trabalho alcançado por uni dos componentes é a vitória de todo um conjunto e vice-versa. Estamos entrando na magia dos achados e perdidos, no âmago, no coração de um Projeto encarnacional que faz do homem um ser que procura intensamente a LUZ, a PAZ, o AMOR. • NA HORA PRECISA DO SENTIMENTO, ESTA MARCADA A SUA SENHA.

43. TODOS

CLAMAM A DEUS.

93

Os que estão à espera de uma palavra de consolo, que sejam consolados. Os que caminham e precisam de amparo, que sejam amparados. Os que pedem perdão, que sejam perdoados. Todos estão na mesma posição, devem amar e amparar, proteger e consolar, pois só dando se recebe e recebendo é que se alcançará a vida eterna. À proximidade de uma catástrofe, toda a Natureza vibra, todos os seres pressentem a tempestade, todos sentem no âmago que algo acontecerá, e é neste momento que todos clamam a Deus. É necessário pensar e meditar sobre os acontecimentos atuais e se recolherem no âmago do coração para verificar como caminha o plano, aonde estes acontecimentos irão chegar. Sentem e pressentem todo o Universo vibrando, atuando e desaparecendo ao mesmo tempo, portanto, que tenham olhos para ver, ouvidos para ouvir e resignação na medida certa para poderem suplantar a si mesmos nesta hora de recolhimento e dor. Necessária se faz a concentração de forças, o cooperativismo, a união dos sentimentos, para que assim possam formar a barreira que destruirá tantas investidas dos últimos minutos de agonia e dor que avassalam o plano Terra. O homem poderá pensar que nem tudo está perdido; realmente, nem tudo está perdido, mas quase tudo irá na derrocada final. Então, o que fortalecerá o coração do homem senão a sua fé inabalável no governo de Deus no plano Terra? Quem poderá contestá-lo se o homem não distingue ainda o seu caminho de ascensão e, portanto, de purificação do seu interior, dos seus sentimentos, de seus males, das suas dívidas. Estão vendo todos passados pelo crivo de avalanches, e percebem que todos estão na iminência de novos conflitos, de novas dores e assim será por toda a Terra, nos seus dias de estertor, de padecimentos. E nem assim o homem tem momentos de reflexão, e nem assim todos se unem num só pensamento de misericórdia, de perdão, de universalismo de suas emoções mais nobres que são os seus sentimentos de amor e caridade, de apoio e de fé. Se todos estão assim dispostos, o Universo Oculto investe no plano com seu poder para que os homens se unam no sofrimento e no desespero, resgatando dívidas de uma só vez, mas fazendo com que eles reflitam nos acontecimentos e parem para pensar no Deus Criador de todas as coisas, dono absoluto da vontade do homem, de seus anseios e de suas decepções.
94

Não pensem que estão esquecidos aqui neste plano, pois nem um só fio de cabelo cai sem permissão da Força Oculta que rege o Universo, e para todos são sempre distribuídos auxílios e consolo. Mas é necessário que seja digno todo aquele que quer merecer, todos dentro de um mesmo círculo, sofrendo dores e passando reparos no seu ser, e depois serão recebidos pelos Centros do Universo pois todos saíram e se dirigem, de um jeito ou de outro, para a LUZ, a PAZ, o AMOR. • CUIDADO COM O SEU AGIR; ELE PODERÁ LEVÁ-LO DE ROLDÃO E SOFRERÁ AS DORES DA DECEPÇÃO.

44. CABEDAL

MAIOR.

95

Os poderosos terão ocasião de dar; esperemos, pois, que esta sentença se cumpra: a quem muito tem, muito será pedido. Os ricos, os opulentos, os que estão ao sabor dos centros de sociedade darão agasalho ao que nada tem. Estarão cumprindo o "agasalha os que sentem frio". Ser rico, ser poderoso, viver na opulência, não quer dizer que seja insensato, não, apenas goza de melhor posição e os seus gastos são grandes, mas há muito pobre rico e muito rico pobre. Todos estão sofrendo. O acervo de uma companhia pode ter muitos e não ter nenhum. Saberão distinguir o que possui bens e os que querem conseguir bens. Todos estão na mesma ocasião de encarnação, sofrem, como se diz vulgarmente, as mesmas conseqüências dos elementos, estão separados somente por sua conta bancária, estão expostos todos às influências dos mesmos acontecimentos, só que o pobre, resignado e o rico, insatisfeito. O que faz o homem lutar por sua posição é a ambição, é o poder de conquistar fortunas, amontoar riquezas que o tempo e as negociações podem destruir; já o pobre sofre a falta de recursos mínimos para a sua manutenção. Procurando distinguir um do outro, a vida se incumbe de garantir-lhes passaporte para sua ascensão. Como poderá adquirir mais alguma coisa material quem tem muitos cabedais físicos e adquirir, ao mesmo tempo, bens espirituais e eternos? Somente estabelecendo a diferença entre o rico ambicioso e o rico piedoso, cujo montante em aquisições não lhe tolda a razão, não lhe faz sombra o ter dinheiro e posição. Muitas vezes faz destes recursos um veículo da sua proteção aos que nada têm, mas possuem o dom de saber também receber, pois o saber dar é importante, mas o saber receber é muito mais ainda. Devemos entender e estabelecer a diferença de ter e possuir; de ter o seu bem natural, o que lhe dá o seu destino feito pelo conjunto de leis do Oculto, e possuir por astúcia e prevaricação o seu cabedal de riquezas que não são suas, não lhe foi dado possuir nem fazer deste veículo o seu bem-estar. E, então,
96

possuir e ter, adquirir ou que lhe seja dado, todas estas etapas da vida são dadas ao homem para que ele faça uso de seus bens conforme a sua necessidade, mas também socorrendo e amparando, este bem é que lhe compete possuir, o bem natural. Já o possuir indevidamente dos que lhe estão ligados, é o mesmo que ludibriar aquele que sofre, e é preciso olhar de onde se tira a posse de bens materiais, se com o seu trabalho ou do trabalho do seu irmão que lhe é submisso e que sofre e pena a falta de bens indispensáveis à sua manutenção. Ser poderoso pode lhe dar a oportunidade de ser generoso; ser feliz pode também dar oportunidade de fazer outros felizes e assim, sucessivamente, caminha o homem, dando e recebendo, abençoando e sendo abençoado, e então o pobre será rico, tão rico como o rico que talvez tenha sido mais pobre e o é ainda de sentimentos nobres da alma humana. Quem muito arquiva, quem muito junta, quem muito se entulha de riquezas, por certo estará aglomerando apenas poderes inseguros. Quem trabalha por seu poder maior, por seus sentimentos nobres, por suas aquisições essenciais, será sempre rico de sabedoria. Mas, todo aquele que constrói sua vida em cima da vida desmoronada de seu irmão não será rico, não terá riquezas, será pobre homem rico e o pobre será faustoso, será opulento, pois se dirige sempre para as fontes eternas de manutenção do Cosmos, que são as fontes da LUZ, da PAZ, do AMOR. • CUIDE PARA QUE O SEU CABEDAL MAIOR SEJA O SEU CORAÇÃO LIVRE DAS GARRAS DA AMBIÇÃO.

45. SABER

DAR COM O CORAÇÃO.

97

Os que estão à procura do bem maior estarão esperando um raio de luz, um ato de amor, uma oportunidade para receber tudo aquilo que merecem. Se o homem merecer o melhor, ele o terá; se o homem também merecer o trabalho e a procura, assim será. Todos os atos do homem, que sejam dirigidos pela fé; assim ele estará vendo refletido no gesto a sua mostra, o seu futuro. Os que caminham, os que aguardam, os que têm fé, acharão o que procuram. O saber é um bem; o saber e calar, um bem maior; o saber e refletir é o ponto máximo da inteligência do homem. Saberão todos que nada passa para o cérebro sem que percorra o longo caminho do coração. O coração-sentimento é um filtro dos desejos do homem, e quando ele deseja sem ter o seu sentimento passado por este crivo, não será bem-sucedido em seu itinerário e não poderá também auxiliar condignamente o seu irmão. Quem pudera dar um pouco do seu ser a outro ser, sem que para isso tenha amado e tido fé no amor, suavizando o achado com a humildade do querer ao próprio ser! O homem, ou melhor dizendo, a Humanidade está faminta mais de amor, de caridade, do que propriamente de pão. Estamos presenciando a fome por toda a Humanidade; estes irmãos nossos encontram barreiras e estão insulados ao mesmo tempo do resto da Humanidade. Todos os favores, todos os recursos são enviados, mas cada qual terá enviado amor? Uma palavra tão simples, mas tão dfícil de ser presenteada, de ser enviada como também de ser olvidada. Jamais alguém olvidou aquilo que lhe fizeram, aquilo que lhe foi dado quando se dá com o coração. Portanto, socorrem o corpo dos irmãos, mas lhes socorrerão a alma, o coração? Há crianças famintas de amor e proteção, e há crianças desnutridas fisicamente, aqui mesmo onde estão. Seria bom raciocinar estes dois estados; são dois pontos máximos de socorro, são ao mesmo tempo a fé e a caridade. É preciso olhar para o mundo com olhos dos sentimentos, seria necessário que todos se irmanassem também no sofrimento. Este estado, assim coletivo,

98

implica ter uma barreira, também coletiva, dos que querem ajudar, que querem agasalhar e mitigar a fome de afeto, de amor. Saibamos todos dar com o coração, invocar para toda a Humanidade a compaixão e fé, esperança e caridade, amor. Só assim estarão dando e recebendo, tirando e repondo nas fontes eternas da LUZ, da PAZ, do AMOR. • A HORA É CHEGADA. QUEM TIVER ALGUMA COISA A FAZER, QUE O FAÇA, ANTES QUE SEJA TARDE.

46. O

HOMEM É DONO DO SEU DESTINO.
99

Ao anunciar um novo dia, seja feita a vontade do Pai na Terra. Ao soar do clarim da alvorada, o homem ame assim como é amado. O Pai ama seu filho e este filho não ama seus companheiros de jornada. Perdoai-o, oh! Pai, ele não sabe o que faz. Bendito todo aquele que é submisso à vontade do espirito. Que assim perdure para todo o sempre. Nada há que o homem não possa ter, nada há que ele não possa dar. Assim os acontecimentos se sucedem na vida e permanência do homem na face da Terra. Existem momentos em sua vida, quando ele refletirá em tudo que fez, e esses momentos são somente quando sofre algo em seu físico ou um dissabor em seu compreender. O homem está voltado para as coisas fáceis e fugidias dos seus momentos, que deveriam ser voltados para o seu interior, mas ele acha que se projetar é para fora e para frente, nunca para o seu íntimo, para dentro. Todas as decisões mais importantes, tais como ouvir e compreender seu espírito, ouvir e calar em seu coração, ele as perde involuntária ou, talvez, propositalmente, mas ele é chamado por sua idéia física, sua quimera que lhe convém mais, e lança-se para cima de qualquer irmão com todo o seu recalque, e traz para todo o seu meio uma grande reviravolta, que o atinge até ao desequilíbrio, e aí ele se desampara, pois perde o seu equilíbrio emocional e o seu estar físico é acometido de grandes comoções de seu próprio meio. O homem, como qualquer outro animal, está sujeito a variações do seu físico, do seu funcionamento, e aí se confunde, porque quer o absoluto controle de seu viver entre os reinos da Natureza e, não estando preparado para tal, cai em profundo abatimento, que lhe tira o brilho dos olhos, o seu ver claro, e tudo passa a ser nebuloso e confuso para o seu coração, que apenas quer dar o seu afeto, e faz desabrochar sentimentos e momentos de abatimento e dor. Todos os homens estão sujeitos a acontecimentos idênticos. Todos os fatos tidos como vividos na sua pouca experiência, são tidos como altaneiros e audazes, o que apenas é murmúrio e vagido de um ente que se estiola na dor e
100

no desespero para galgar planos imediatamente superiores, como é o caso do seu ego inferior querer suplantar o seu coração com investidas desastrosas para todo o seu potencial criativo dentro da sua vida terrena. O homem é dono do seu destino, mas porta-se como um predestinado a grandes descobertas. Ele não sabe que a maior das descobertas está nele mesmo, está em seu próprio íntimo, pois é aí que ele se sente à vontade para falar ao Pai, é aí que ele transforma tristezas em alegrias, dor em bem-aventurança e prazer; é aí que ele se comunica com o Mestre Oculto do Universo, e é aí que ele chega às fontes da LUZ, da PAZ, do AMOR. • À SOMBRA DA ÁRVORE ESTÁ O ABRIGO NATURAL DE QUEM QUER REFLETIR.

47.SERÁ PERDOADO QUEM PERDOAR

101

Agora é a hora de invocação e consolo. Agora é chegado o momento de todos se amarem e para que todos recebam os benefícios, é chegada pois a hora de meditar. Invoquemos ao Pai que nos envie bênçãos e que Ele nos cubra com Sua graça e o Seu poder. Juntos oremos, juntos invoquemos bênçãos para o mundo que agoniza. Que assim seja! A hora próxima será a hora da redenção. Todo aquele que espera obterá, se para isso fizer jus. — E como o encarnado pode obter a solução de seus problemas, a quitação de suas dívidas aqui neste plano Terra? Só será perdoado quem perdoar, e só será recompensado quem distribuir aquilo que vem do Pai, que é o amor e a paz. Todos estão aptos de assim fazer porquanto as bênçãos e a salvação poderão ser alcançadas, basta que para isso o encarnado encare de frente seus compromissos espirituais. O homem é o único animal que está nesse plano e não se conhece, não sabe do potencial do seu amor, não sabe amar, não sabe agradecer a grande graça de aqui estar. Somente pelo coração se abre a porta do infinito, somente pelo coração se chega até Deus Criador e Benfeitor da Humanidade. Saberá o homem, um dia, que esteve no paraíso criado pelo Pai e não o reconheceu, esteve encarnado e não evoluiu,deixou passar este momento e não se libertou de suas mazelas, pois somente o espírito encarnado pode obter evolução; ele veio aqui neste plano para amar e não para odiar, pois procedendo assim estará aumentando sua divida e não abatendo sua escravidão, sempre mais, da evolução. O homem, ser pensante, como se interpreta, não passa de um náufrago, caminhando sempre sem bússola, sem direção, e vai à deriva cada vez mais se afastando do seu porto de salvação. Olha, vê, contempla e não sabe onde está, nem para que aqui veio; vem só para aumentar mais sua divida, não adquire riqueza de amar e ser amado, de fazer outros felizes, não procura e não acha a verdadeira saída para a sua
102

salvação. Vem com o intento mas não passará deste se ainda persistir no seu obstinado motivo de só ver a si como o centro do Universo e não poeira no infinito universal. Quando o homem fizer uso somente de sua condição de ser humano e feliz, saberá de um bem maior que zela por ele e que está contido na LUZ, na PAZ, no AMOR. • ESTA É A HORA, ESTE É O DIA E ESTE É O MOMENTO DO ENCONTRO DA LUZ, DA SALVAÇÃO.

48. O

BEM E O MAL.

103

Os poderosos de espírito é que verão a Deus. Os que solucionam os seus problemas junto com os dos seus irmãos verão a Deus. Os que amarem ao próximo como a si mesmos, esses verão a Deus. Os bons e os justos verão a Deus no coração do próximo. Estando feita a grande família da Humanidade — todos terão Deus em seu coração. Sem que se possa sentir, não poderemos discenir entre o bem e o mal. É preciso situar as condições e, ainda assim, teremos que julgar, com o coração livre, o bem e o mal. São sentimentos extremados, são poderes ocultos de um coração, esses sentimentos que habitam o coração do homem. Ao situarmos o bem, estamos dando a este sentimento somente atrativos que o fazem cada vez mais em evidência na constituição do homem moderno, mas este mesmo homem também é capaz de julgar o mal da mesma maneira que julga o bem, e é preciso averiguar primeiro qual é a conotação destes estados, para verificarmos a quem são dirigidos e se, assim dirigidos, serão de benefício para o homem. Sabemos, pois, que esse bem às vezes traz um mal em suas origens e é preciso saber encaminhar esses dois sentimentos para que possamos obtê-los livres e separados nas atitudes do homem. Quando, por qualquer circunstância, o homem pensa em atributos dados a um certo acontecimento em seu viver, estará deste modo averiguando o quanto de intensidade é levado neste gesto, se para o bem do meio, se para o seu próprio bem. Estando este homem em relação a seu meio, forçosamente se faz necessário que encare sua situação entre todos os seus irmãos, para poder aquilatar qual dos sentimentos anula os efeitos colaterais de um sentimento.. Se o homem estiver dentro de um círculo de circunstâncias tais que levem a caminhos certos, voluntária e não intencionalmente, estará obtendo auxílio para o manuseio deste sentimento em seu favor e em favor do seu meio.

104

É preciso ver claro as circunstâncias do homem para que julguemos a todos que estiverem numa mesma ocasião propícia ao entendimento natural, pois é aí que podem separar esses sentimentos; o bem, quando for destinado para o bem, e o mal, quando obtido em circunstâncias tais que levarão o homem a cometer distúrbios ocasionais. Estará o homem propenso ao trabalho mútuo, quando se dirige ao trabalho intencional? Saberemos aquilatar todos esses estados se levarmos em conta a situação e a segurança destes sentimentos. Quando o homem não pode, por si só, separá-los, é porque ele caminha sozinho; mas quando vier a compreensão clara, por certo se manterá das fontes eternas que nutrem e de que se alimentam todos os sentimentos, as fontes da LUZ, da PAZ, do AMOR. • CUIDADO COM O CORAÇÃO, ELE PODE PENSAR E SENTIR O BEM E O MAL.

49. NA PROCURA DO

SEU CAMINHO.

105

O amor está no coração do homem como o perfume na flor. Todos devem possuir em grau constante a consciência sempre aberta ao amor e à caridade. No fim do caminho está a luz, mas o homem anda na escuridão e se perde pelos caminhos. No propósito da procura do seu caminho o homem se avoluma de tantas coisas inúteis que, ao chegar ao ponto extremo, já não pensa e não pode arcar com o volume de sua carga. Parecerá sem importância o fato de que o homem não se ache liberto na sua procura, mas se acompanharmos a evolução de seu pensamento veremos que muitos pontos comuns ali estão, sem a necessária evidência de nenhum em particular, pois o homem se desgasta com pequenas coisas e mortificações que não serão necessárias à sua evolução. Vejamos algumas de suas necessidades tidas como primordiais em sua evolução: O homem caminha por trilhas para achar a sua estrada principal e se perde contemplando as margens das estradas que nem sempre são reais, muitos lugares são fictícios, criados por sua imaginação, assim como são os oásis no deserto; se apegar.) a banalidades e à ostentação, e traçam um itinerário que não é real, aparentando vaidade e exibicionismo. Quando o homem quer ser caridoso em excesso, não sendo esse seu dom natural, é real que esses benefícios que espalha não lhe servirão para nada em particular, é o mesmo que oferecer alimento a quem está saciado. Se se põe em evidência em obras de caridade, acolhendo tudo com um eterno sorriso, que não serve ao seu íntimo, ali ele se sente sem direção, mais uma parte sem a necessária atenção. Se ele tem sempre em seu rosto uma aparência alegre, sorrindo, e tendo triste o coração, vivendo insulado, é como se estivesse num deserto. — Então o homem sendo leal consigo mesmo galgará honrarias, estará em ponto de evolução? Não, meus irmãos, este homem é um desertor, é um sozinho que caminha sem nunca ter feito nada para tal, caminha e não sai do lugar e acontece o inverso do que ele realmente necessita praticar: a fé clara e límpida em seu coração. Então, tudo que tem brilho será mais brilhante, tudo que é passageiro será eterno, e tudo
106

e nada serão companheiros para formar a grande resistência do ser humano, para que tudo lhe seja eterno, para que se acumule o que ele fez nesta encarnação, juntando-se a muitas outras, e forme a sua evolução, para que o espírito se aprofunde nas fontes eternas da LUZ, da PAZ, do AMOR. • NÃO CONFUNDA A SUA EXPERIÊNCIA COM QUALQUER OUTRA; TODAS TÊM O SEU VALOR!

50.É DEVER DO HOMEM ESTAR ALERTA!

107

Os que andam com um objetivo estarão fadados ao sucesso, encontrarão o que buscam. Os que permancem parados não poderão alcançar o ponto central da grande Mente Divina; permanecerão presos à sua condição de penitente. Abençoados todos os que procuram um caminho. As ocasiões propícias de evolução estão ao alcance de todos, basta para isso que procurem, trabalhem. As oportunidades são de todos, propriamente dito, mas nem todos compreendem essa ocasião e usufruem de todo o poder emanado nestas oportunidades de evolução. O homem é sabedor de muitos segredos da evolução mas não os põe em prática ou, muitas vezes, não considera as ocasiões que se lhe apresentam, não somente não as sente ou, quando é tocado, se faz de desentendido e continua a ignorar; o homem tem medo, e até acanhamento, de aproveitar estas ocasiões, pois nada entende de como se pôr a caminho, e também de se capacitar de que ele não é o único que tem vida neste total de vibrações. Quando as oportunidades são desprezadas, muito esforço é malbaratado; quantas encarnações existem que não se processam simplesmente por esta falta de compreensão por parte dos já encarnados. Ninguém quer se comprometer com o que conhece, que dirá com o que não conhece e nem compreende. Estão perdidos muitos programas de reajuste do homem, muitas oportunidades de se formar intermediários de bens espirituais para suavizar o viver do homem, pois muitos se fazem de desentendidos a quaisquer manifestações mediúnicas. Como são volúveis, como são fúteis muitos programas a que o homem se associa no plano físico; gasta suas horas, seu lazer em banalidades que não levam a nada, vive assim malbaratando o seu cabedal de poderes, que deveriam ser canalizados para o bem, para a manutenção de seu estado físico. O homem não sabe o que faz, vive uma vida falsa, não progredirá por isso em nenhuma parte de sua evolução espiritual, volta ao mundo do espírito tão pobre quanto quando aqui aportou, está de mãos vazias, está à mercê de forças que não o ajudarão, está acabado.

108

Seria necessário urgente despertar, seria preciso que o homem se movesse de sua letargia e avançasse para a frente, seu caminho natural e eterno. Muitas oportunidades surgirão; é dever do homem estar alerta. Seria um bem se o homem se conscientizasse de sua posição e entrasse em luta por uma oportunidade de evolução, para que, assim conscientizado de seu estado, todos juntos alcancem as fontes, eternas companheiras do homem, de onde ele tiraria forças, as fontes da LUZ, da PAZ, do AMOR. • A FONTE É UNA, O HOMEM DISPERSIVO. VAMOS JUNTAR ESSES DOIS PODERES E ALCANÇAR A LUZ.

51.O PLANO TERRA TERÁ TAMBÉM CORAÇÃO?
109

Os que temem serão chamados ao trabalho de amor ao próximo; estão mais suaves em seu coração e podem compreender assim seus irmãos desvalidos. Os que andam sofrendo e penando, quer no mundo dos encarnados, quer no plano dos espíritos, todos serão ajudados na medida exata do trabalho e merecimento de cada um. O amor é um elo que liga todos os que servem. As pulsações do Cosmos estão controlando as batidas do seu coração. — Terá , por acaso, o plano Terra também coração? Sim, todos os astros têm coração, que pulsa em uníssono com o Cosmos, com o coração de Deus; portanto, é necessário que estas pulsações estejam em harmonia para que todos entrem em ascensão. Poderemos incluir aqui, também, o plano Terra, que, além do seu pulsar, também o faz com o dos seus habitantes, pois todos juntos pulsam refletindo no plano Terra, que anda um tanto descompassado e, portanto, usufruindo de um pouco de incerteza quanto à sua saúde. O plano Terra está doente, sofre de um mal forjado pelo próprio organismo, pelos que aqui habitam. Tem mal congênito, diriam muitos, pois ele é um plano de expiações, de tristezas e dores; é aqui que o espírito se purifica e evolui, ou apenas aqui aporta para ajuda aos grupos que se consomem num mesmo objetivo. O homem está para o plano em que habita como o perfume para a flor; está ligado e em constante sofrimento, pois ele é causador de seus próprios males e está aqui para resgate, reparos, preparos e alcance de bens maiores tirados da caridade, da fé, da esperança. Todos os movimentos de um plano são refletidos no conjunto Cosmosvivência e, então, são rebatidas as ondas de degradação do plano Terra, as quais voltam ao ponto de partida, até que elas não causem mais danos, tanto ao plano quanto ao conjunto homens-destinos, pois pulsam esses dois produtos em desejos iguais e, até que se harmonizem, tem de haver trabalho, persistência, vitória. Está no homem o centro das emanações, está no homem o ponto de partida para que este pulsar se manifeste mais ameno; é só o homem se
110

conscientizar do seu papel de preparador, de ponto de partida das pulsações do plano Terra, e, então, todos serão felizes e o produto desse grupo será bem recebido, ajudando no Cosmos a outros planos ou, se tanto, neutralizando a sua própria influência, tornando-se mais ameno esse encontro. Que parta do coração do homem o poder de dar sua contribuição saudável e feliz, para que tudo se harmonize e possam todos cumprir seu destino, pois ele é o catalisador de forças, é o condutor e o agente das fontes eternas da LUZ, da PAZ, do AMOR. • CUIDE PARA QUE O SEU PULSAR SEJA DE PAZ E HARMONIA.

52. O

HOMEM TEM TUDO E NÃO TERÁ NADA.

111

Os que estão à espera de um bem, é necessário que seu coração tenha fé. Nada acontece ao homem sem que primeiro tenha sido elaborado pelo seu coração; seja esse homem bom ou mau, todos têm poderes. Portanto, primeiro sai do próprio poder individual aquilo que irá receber. Na amplitude do firmamento estão bem elaborados os acontecimentos futuros. Todas as ações e reações que desabam sobre o plano Terra e afetarão os homens foram saídas de seu coração. A guerra é um sofrimento coletivo, como o é uma epidemia de qualquer mal, e o homem recebe aquilo que ele fomentou em seu íntimo; portanto, para evitar a guerra e o mal físico, é preciso que o homem modifique a sua ação. Quando se ofende a Natureza, em qualquer grau, ela se transforma e se ressente, voltando-se contra o próprio homem. Todo homem incauto é um devastador da Natureza; quer ter ação direta em seus domínios. E o que vemos é uma tragédia total, o período de certas épocas, esfuziamento acometido de coisas distintas invadindo o domínio umas das outras: é chuva no frio, calores e deslizes nos lugares seguros, neve no período de verão, etc. Sabemos que não se pode interferir na vontade dos homens; sabemos, também, que eles não podem avançar nos domínios da Natureza, sabemos tudo e não podemos nada. Temos presenciado o avanço tecnológico da sociedade, como também presenciamos seu retroceder; o homem tem tudo e não terá nada. É constrangedor sentir esta transformação no plano Terra, mas nada podemos fazer, pois é o homem seu próprio agente de destruição. Pensamos que sem essa intervenção a Terra cumpriria seu destino, o de ser hospedeira, ser cenário da expiação do espírito. E, no entanto, vemos a sua destruição. Como o céu é cheio de esperanças, o coração do homem às vezes tem vontade de acertar, apenas alguns de seus habitantes; a grande maioria se extermina e sofre, e é o fim avançando, rapidamente, no viver do plano, a sua destruição. Estamos presenciando o grande fim, o homem e a sociedade, todos caminhando para a posição final, de joelhos, esperando o que, por longas e
112

longas eras, forjou, destruiu, concebeu; e receberá, não tenham dúvidas, a sua recompensa. É sempre tempo e haverá sempre uma oportunidade no coração do homem para ele. É sempre permitido favorecer quem sofre, mas para isso seria preciso que o homem se encontrasse, levantasse e desse passos cadenciados; seu coração em sintonia por certo o levaria na direção exata da LUZ, da PAZ, do AMOR. • O SEU DIA É CHEGADO; RECORRA ÀS FORÇAS, CAMINHE EM DIREÇÃO AO CENTRO.

53. A FINALIDADE

É CUMPRIDA.

113

Nem sempre os que choram trazem no peito um motivo para isso; às vezes, esses irmãos têm pesar pelo que sofre a Humanidade. Todos, sem exceção, estão irmanados neste plano, mas muitos não têm a misericórdia da humildade para que sejam realmente companheiros, não sentem seus irmãos de momento. Contritos estejam todos. A expectativa de um acontecimento põe o coração ansioso. Todos os que fazem parte de um conjunto encarnacional trazem um motivo comum e estarão implantando um núcleo de trabalhos; portanto, devem se harmonizar para que o objetivo seja alcançado. Cada um desses componentes é uma peça importante no cômputo geral, pois somente uma engrenagem perfeita faz com que o plano chegue a bom termo. Esclarecemos aqui que todo aquele que faz parte do grupo também estará fadado a qualquer deslize nessa atuação e, portanto, todos têm as obrigações e os motivos imperiosos de todo o grupo. Estando os espíritos assim irmanados quando do projeto do trabalho que é feito, e delineada a sua atuação em espírito, todos quando aqui encarnam sabem do desempenho que lhes é devido, e, quando algum dos componentes sai da linha traçada, não só ele como todo o grupo, é essencial que se equilibre, pois para um perfeito resultado é indispensável que perfeita seja a união. Todos caminham assim sem maiores preocupações quando, às vezes, surge um imprevisto e é nessa hora que o valor companheirismo entra em ação; todos se completam e assim podem facilmente suprir o desgaste, mas não por muito tempo, apenas o necessário para que aquele irmão se recupere e volte à sua harmonia. E, então, a finalidade é alcançada. Quando o esforço de todos é coroado de êxito, a finalidade é cumprida. Alcançado o objetivo, todos voltam felizes com sua tarefa posta em prática, conforme acerto prévio. É necessário, portanto, que todos os encarnados encarem seus trabalhos sem esmorecimento e que o único objetivo seja o amor, distribuir amor.

114

Quando os componentes do grupo são espíritos dóceis, amigos, companheiros, tudo vai suave e alcança seu objetivo; quando os componentes não se apóiam, não são humildes, não poderá ser de bom proveito todo esforço que se despender e este grupo está fadado ao fracasso, pois também existem falhas nestes compromissos. Seria preciso que todos estivessem atentos sempre, pois fazem parte de um programa de melhoria espiritual. E, se todos forem atentos, humildes e harmoniosos, todos saem lucrando e sempre, a todo instante, podem estar unidos nas fontes eternas do alcance maior que está na LUZ, na PAZ, no AMOR. • NÃO DESTOE DO SEU CONJUNTO, POIS PARA ELE ALCANÇAR A PLENITUDE DEPENDE TAMBÉM DE VOCÊ.

54. NA HORA PRECISA,

O MOMENTO EXATO.

115

Os poderosos serão todos aqueles que derem de si a seus irmãos. Nada temam os que, amparando, caminham juntos com os seus irmãos indefesos e oprimidos pela dor e pelo sofrimento. Todos estarão a caminho se conseguirem dar as mãos. As primeiras manifestações de vida no planeta Terra estão envoltas em mistério, mas serão compreendidas pelos homens se eles procurarem com o coração. No principio da formação do planeta Terra havia uma força criadora e destruidora ao mesmo tempo, e só com o passar do tempo as conquistas das correntes do bem foram tomando intensidade e, então, a vida começou a se manifestar por todos os lados, envolvendo esse plano na onda das realizações da Vontade de Deus. E, então, a vida se fez presente e lentamente foram aparecendo formas diversas, mas sem a influência negativa, que já estava afastada, mas que permanecia presente, sem atuação. E, então, com o correr de milhares e milhares de séculos, que se faziam presentes num minuto, as formas foram sendo criadas neste mesmo ambiente e se transformaram até o aparecimento do homem; e este, na escala dos vertebrados, se manifestou com mais poderes de evolução física, e se fez homem e caminhou, até que os primeiros pensamentos de Deus foram registrados nos pensamentos dos homens e se aglomeraram em força também criadora, projetando-se assim entre a Humanidade, que em potencial já existia, e o florescimento da vida se fez realidade. O ser humano que seformou foi produzido e induzido pelo amor; e assim, até hoje, o homem procura ter amor para construir a sua própria vida e se perpetuará somente por este lado dos sentimentos. Crendo sempre em sua atuação, o homem terreno vem se formando, até que possa alcançar sua plenitude; mas nesta transição ele se esqueceu, com o passar do tempo, de seu verdadeiro sentido, e se perdeu. Até que os tempos se sucedam, o homem estará penando por sua própria insensatez; ele veio do amor, saiu do plano Terra e aqui se transformou. E nada sabe de si, esquecendo a sua finalidade, a de amar, para que de suas mãos saia a salvação para o seu próprio coração. Mas sentimos a sua embriaguez por poderes terrenos e o vemos se perdendo no caos da tentação dos sentidos. Seria de bom e de grande alcance se o homem se voltasse para dentro, saísse do seu âmago o chamamento às fontes do bem, e que se amparassem todos, pois,
116

enquanto ele estiver apartado do seu coração, o verdadeiro motivo de sua existência, ele perecerá no mar de infortúnios. Mas, se ele ainda conseguir se pôr de pé e caminhar altaneiro para o progresso espiritual, ele terá chances de vitória e estará sempre se dirigindo para dentro e para fora; seguro e resoluto conquistará o poder de ir às fontes da regeneração e consolo, que são as fontes da LUZ, da PAZ, do AMOR. • NA HORA PRECISA, O MOMENTO EXATO; E TODOS ALCANÇARÃO A META, ESTARÃO GUARDADOS.

55.É TÃO SUBLIME ENCONTRAR!
Que todos possam caminhar com os seus próprios pés.
117

Que todos tenham acesa a chama do servir. Que todos tenham a humildade do gesto. Que todos amem sem esmorecimento, cada vez mais, para que o plano Terra se erga do caos em que se lançou. Que a estrela brilhe sempre no céu interior de cada um e que este brilho ilumine, também, o caminho do seu irmão. Que a paz caia sobre a Terra. No espaço sideral existem grandes segredos para o homem, mas ele precisaria se conhecer melhor para os desvendar. Na maioria do infinito cósmico está a força que existe dentro do seu coração e ele nada sabe sobre este poder, pois, se esta coesão une os astros, por que em seu coração estão tão desunidos os seus sentimentos? Se os astros têm caminho certo, o homem não conhece nada além do seu passo, tudo que se apresenta adiante é tido como empecilho e, às vezes, tropeça e cai. Seria de grande ajuda no trabalho de reconhecimento do infinito cósmico, se o homem fosse mais humilde em seus atos, tivesse em mente que está aqui neste plano mais para servir do que para ser servido, e, assim, a compreensão de muitos problemas seus seria desvendada, pois toda a força de expansão do seu coração está em poder ajudar e amar a todos que estão a seu redor. Masele não faz isto, ao contrário, depreda a sua irmã Natureza, atinge o que de mais caro existe, suas águas estão contaminadas, seu ar poluído, tudo enfim, pois até o seu próprio alimento ele adultera para maior rendimento monetário. O que falar deste homem que mata o seu próprio organismo? O que ouvir deste homem, se ele é destruidor com o seu som, com aquilo que se comunica, que é a sua fala? O que fazer agora com a sua grande tecnologia? Como interpretá-la? É preciso urgente retrospecto do homem, em todos os sentidos, para que se contenha, pois os seus passos o levarão a precipícios, à tombada total de seu alicerce que foi tão bem constituído pelo Pai.

118

Seria natural que ele conquistasse, que evoluísse, mas que não sobrepujasse em barbaria tão calamitosa, pois todas as suas conquistas estão sendo as suas próprias derrotas. Assim como o seu interior, assim os seus atos, e estamos vendo a grande corrida para o extermínio. Se tudo mudasse, se tudo chegasse à descoberta, se tudo voltasse ao normal, à sua essência, o homem se salvaria dele mesmo, o pior fantasma que o assusta, e então seria a glória da descoberta, a recompensa do trabalho feito, e a paz, a tranqüilidade, o amor voltariam à sua morada natural e o homem seria feliz, pois todos procurariam se manter em paz e harmonia, e o plano se ergueria do caos em que se lançou. Seria tão fácil para todos, e o remédio é um só: o homem se modificaria e se modificariam os seus atos, pois todo o seu ser se voltaria para as fontes eternas da LUZ, da PAZ, do AMOR. • É TÃO FÁCIL ACHAR, É TÃO DIFÍCIL PROCURAR, MAS É TÃO SUBLIME ENCONTRAR.

56. SENTINELA MÁXIMA DO

SEU VIVER.

119

Os mensageiros do amor estão dando testemunho do amor do Pai. Os que estão a seu serviço estarão trilhando o caminho da redenção; redimem seus débitos. Quando despontar a grande Verdade, que encontre o homem contrito e que o redima de suas dores. As questões que mais afligem a Humanidade são motivos do coração. O homem tem se apartado em demasia do seu coração-sentimento, que o leva a todos os caminhos, pois há muito que trabalhar, pois há muito que querer e praticar para que leve o amor ao coração do seu irmão. Estando o homem apartado do seu coração-sentimento está vulnerável e sempre tem em seu redor vibrações à espera para atacá-lo a um descuido seu. O homem está resumido em seus sentimentos e, se esses não são vigiados, a sua guarda se abre e por aí passarão todos os seus atacantes. É preciso, portanto, Orar e Vigiar, para que a todo instante esteja pronto para a prática do amor e da caridade, caminho esse que dá a libertação do ser humano para a prática do amor distribuído. Todo aquele que tem seu alicerce bem construído, tem também seu ajuste praticado nas forças de manutenção do Cosmos, e, quando assim se processa, toda uma vida terrena estará a serviço do amor e da caridade. Mas se esse encarnado tem em seu pensamento todos os atos de sua vida, ele também está sendo um vigia constante e seus atos não poderão ofender ao Pai; terá sempre reforçada a sua guarda. Nas necessidades imperiosas da vida, quando o encarnado enfrenta seus dissabores, as suas desilusões, esses sentimentos de amor e caridade lhe trazem a segurança e o conforto para que possa suportar e sair vitorioso de qualquer batalha; está portanto provado que a maior guarda do homem são seus sentimentos bem-formados e bem vigiados, pois o seu coração é a sentinela máxima do seu viver. Saibam que o encarnado, cônscio dos seus deveres espirituais, está também seguro em seus atos de amor, e se esse mesmo encarnado dá guarida também, por seu lado espiritual, a quantos estejam a seu lado, pois o mundo dos espíritos é tal qual o mundo dos homens e todos necessitam de ajuda para levar a bom termo sua missão, ele estará também a serviço do amor ao próximo.

120

É necessário e se faz presente muito urgente a prática da caridade, pois muitos estão sofrendo, como todos sabem, mais por falta do pão do espírito do que do pão que alimenta o corpo; todos estão famintos de afeto, de afagos, crianças e adultos, velhos e moços, ricos e pobres, todos se nivelam numa mesma ânsia de proteção e amparo. Portanto, é chegada a vez daquele que sabe amar, daquele que sabe querer e agasalhar, a vez de amparar seu irmão, protegêlo, até que ele possa andar sozinho, pois os seus primeiros passos lhe darão a direção exata de sua caminhada, em direção sempre constante da LUZ, da PAZ, do AMOR. • NÃO AGE PELO BEM QUEM NÃO PRATICA A CARIDADE.

57.O HOMEM É UM ESTRANHO NA SUA PRÓPRIA VIDA.
121

Que a luz e a paz estejam no plano Terra e que todos que nele habitem tenham como direção o amor que envolve a todos, na sua intenção para com o seu irmão. Que os passos dos homens sejam em busca de si próprios, para que, com esta busca, encontrem o caminho que seguirão em busca da evolução. A luz é a chama da redenção iluminando o encarnado, para que ele encontre o seu caminho de volta e para que ele não se extravie em contemplação de coisas que não lhe servem para nada. O plano Terra está agonizando e o homem, em seu território humano, não se dá conta e nem nada faz para si, nem para o plano. A alma humana busca refúgio em seu coração e, mesmo assim, está abandonada ao seu infortúnio, pois o homem não está nem um pouco interessado em confortá-la; ele está contaminado com o seu mundo de fantasias e não admite intromissão de terceiros em suas conquistas quiméricas. A situação do homem neste fim de século está instável; não compreende ele que tudo em seu redor vive a sua despedida e também não está nem um pouco interessado na procura de uma saída. Está no plano Terra superficialmente instalado, usufruindo de sua estada na maior displicência, quando, ao contrário, poderia estar trabalhando no seu progresso espiritual, para que pudesse alcançar o que realmente aqui veio fazer: sua evolução espiritual. Estando assim situado, as coisas que lhe acontecem nas oportunidades de evolução são dispersas; e o tempo é mínimo, e o homem quer aproveitar ao máximo sua estada no plano, voltado, como dissemos, para sua necessidade momentânea e para o conforto pessoal, não se importando nem um pouco com seu irmão. Seria de grande atuação o seu momento encarnacional se o homem despertasse, se ele pudesse usufruir desses momentos em proveito do seu conhecimento espiritual, de sua potência cerebral, e pôr em prática seus dons naturais, que conseguisse tudo que desejasse, como sempre conseguia quando sabia aproveitá-los e manejá-los. Mas, agora, ele está tão distante de si mesmo que é um verdadeiro estranho em seu convívio, perdeu seus poderes e alcances, e está triste e desolado, não sabendo nada de si para poder auxiliar-se. Sem se importar com tudo que o cerca, vive isolado do seu coração, não vive a vida do
122

espírito imortal, tem a chispa divina e não sabe aproveitar o seu potencial energético, está definhando quando poderia ser rei absoluto de si próprio. O homem é um estranho em sua própria vida; definha em todo o seu potencial, é um mendigo de afeto e poderes, quando podia e devia esbanjar poderes e ter sempre a direção exata das fontes eternas de manutenção, que são a LUZ, a PAZ, o AMOR. • COMO PODE O HOMEM QUERER CONQUISTAR O CÉU, SE AINDA NÃO CONQUISTOU A SI PRÓPRIO?

58. ALERTA,

OH! HOMEM.

123

Os que andam estão trilhando o caminho de volta; a eles será dada a oportunidade de praticarem o amor distribuído, única senha que permite a evolução do espirito. Todos sejam amparados em suas tarefas, para que juntos formem a resistência que fecha a porta do mal. Estejam todos preparados, estejam atentos ao menor sinal. As experiências que têm ocorrido com o poder atômico têm danificado a Terra em sua estrutura intima, como têm levado à morte os seus habitantes. Ainda perdurará para a eternidade o poder atômico liberto. Ele sozinho fará o extermínio do plano e o homem tem facilitado em demasia o uso desse poder. Está, pois, se formando em volta do planeta Terra uma couraça exterminadora. Tudo será exato ao recebido: o homem será o seu próprio algoz. Não é preciso que o perigo venha de fora do seu habitat; o próprio homem é o inimigo de si mesmo e o é, também, de todos os seus companheiros de ocasião. E não se furtem ao pensamento doloroso do que a Humanidade tem que passar, o aniquilamento de todo este cenário que envolve o homem, e que foi delineado pela Mente Divina, vontade eterna. E o homem, o seu beneficiado, se volta contra si próprio. A energia atômica afetará, ou melhor dizendo, afetou a parte energética do plano, todos os pontos principais de produção e manutenção da vida, do seu ambiente, suas terras, o seu ar, suas potências, todos estão contaminados, sem falar da contaminação por outros fatores. E, portanto, a Terra está morrendo, e todos sabem disso, todos sabem do desastre ecológico que está apressando o fim deste plano, tão amigo, tão precioso para a evolução do espírito, hospedeiro que é de todo um conjunto encarnacional, pois dá oportunidades a todos ao mesmo tempo, e é tratado com tanto desprezo e descuido. Alerta, oh! homem, o planeta Terra está agonizante. Atentem para esta verdade: tudo ruirá como um castelo de cartas e toda a fortuna do homem será abandonada aqui neste plano. Portanto, a sua agonia será atroz; terá tudo em suas mãos e isso não valerá de nada para socorro do seu corpo atingido pelo mal. A energia atômica desencadeia uma série de distúrbios, de desolação, que necessita de toda a eternidade dos mundos para ser recuperada, ou o que é mais

124

grave, a Terra deixará de existir, fará parte das moradas perdidas e mortas do infinito cósmico. É entristecedor para o homem ver acabado o seu paraíso apenas porque não soube preservá-lo das intempéries de sua razão, vê-lo desfazer-se no pó mortal, no declínio de vidas, no aniquilamento feito por sua própria vontade e ambição, e assim, meus amigos, ver fadada ao fracasso toda a sua ambição desmedida, e sofrer por séculos e séculos da eternidade a solidão e o infortúnio, e saber que tudo poderia ser evitado, ser contido, e aproveitaria sempre pois vontade não lhe faltaria e retorno seguro lhe seria assegurado às fontes de energia eternas que estão contidas na LUZ, na PAZ, no AMOR. • A SEU MODO, O HOMEM PODERIA SER FELIZ SE RESPEITASSE O SEU PRÓPRIO AMBIENTE DE EVOLUÇÃO.

59. SE

TODOS OUVISSEM O SEU CORAÇÃO.
125

Os que estão no caminho da evolução amam o próximo, dando-lhe todo o seu apoio e manutenção para que também ele possa encontrar o seu. Bem-vindo todo aquele que chega à seara do amor distribuido. As possibilidades de uma descoberta trazem para o homem um aumento sempre crescente de bens invisíveis que o tornam mais intenso e mais próximo da evolução. Seria preciso o despertar para as coisas do coração para que o homem se preparasse para, mais intensamente, viver e aproveitar toda a oportunidade de encarnação, e assim poder desincumbir-se de sua missão e auxiliar o seu irmão nesse labor. Estando o plano sufocado de perturbações, é natural que o menos favorecido na descoberta de seus dons espirituais pudesse também vislumbrar mais e mais oportunidades de conhecimentos, pois somente essa parte o acompanhará na sua trajetória evolutiva. Neste emaranhado de problemas que apresenta o plano Terra, é bem provável que, cada vez que o espírito se encarne, mais e maiores dificuldades surgirão, pois toda a sociedade está também em estado permanente de perturbações, fazendo campo já um tanto inóspito para o espírito aqui permanecer, e é com muito esforço que estão se desincumbindo de suas missões. O homem constituído deveria, em sua consciência física, preparar campo para que o seu espírito pudesse atuar mais livremente; isso não acontece por falta de compreensão e vontade, mas, mesmo assim, a duras penas, tudo é praticado, e a fé e a humildade estão sempre presentes em todo aquele que trabalha para esclarecimento de seus irmãos. Sabedores estão todos, mas somente alguns se tocam na descoberta; a maioria dos homens se mantém indiferente e vive o seu momento encarnacional com tanto desprezo e desapego aos bens espirituais; não se cultiva mais o espírito, dando-lhe oportunidade a que se manifeste com toda a sua carga de intenções; todos estão alheios ao movimento do amor distribuído, ou, se se tocam, permanecem indiferentes quanto a qualquer modo de também formar fileiras com os que podem e devem ajudar. Todos falam muito sobre o sofrimento e a dor, mas nada fazem além disso; incomodam-se, mas deixam todas as coisas em seus lugares; não enviam nem um pouco do seu sentir aos

126

seus irmãos e não sabem, por outro lado, o que é sofrer, o que é penar e o que é ser relegado à sua própria sorte. Se todos despertassem, se todos ouvissem o seu coração, por certo saberiam socorrer e ir buscar reforços na LUZ, na PAZ, no AMOR. • SE VOCÊ ESTÁ PRESENTE NA HORA DO SOFRIMENTO GERAL, É PRECISO DESPERTAR.

60.O MOMENTO É TAMBÉM DE AÇÃO!
127

Quem trouxer limpo o coração terá firme também o seu propósito e, assim, terá cumprido com o dever maior do ser humano: amar e servir. Se todos assim procederem estarão, deste modo, aumentando a resistência das forças do bem ao mal que se avizinha. Que tenham paz. Os infortúnios dos homens estão equiparados entre si; em princípio, todos estão neste plano para servir-se a si próprios. Os momentos presentes são momentos de atuação do homem em seu meio e todos estão sofrendo pelo que praticam. Em toda parte há fome e desolação, e fome não se resume só em alimentação; há fome de amor, de caridade, de compreensão e mais uma infinidade delas, e isso vale tanto ou mais do que as privações ou a manutenção do corpo físico, que na terra ficará, que a ela voltará para a sua transformação e utilização. Os bens materiais tambén aqui ficarão, mais os dotes do espírito fazem parte da sua bagagem espiritual e a ela se juntarão, formando o seu cabedal imorredouro, eterno e intransferível; estará sempre à disposição do seu dono. Estamos vendo, e temos visto sempre, os dotes de cada um aflorando à pele e dando o testemunho deste propósito. Muitos há que desabrocham em plena infância, tenros anos desta oportunidade de encarnação, transbordando todo um saber, todo um propósito, não revelado por muitos, mas também em muitos aflorado, que assim afirmam a Verdade, nas encarnações sucessivas, da bagagem espiritual, dos seus dotes naturais, pois nada mais são do que aquilo que praticaram ou conseguiram por um sem fim de encarnações. O homem é produto de si mesmo; de sua peregrinação em encarnações seguidas. Nada mais natural que assim seja. As leis divinas são sublimes e a elas nenhum mortal se furtará e a cada um será dada sempre a relevância que merecer. Todos, sem exceção, são portadores de suas bagagens pelo infinito das encarnações sucessivas; são o que foram, serão sempre a essência divina se transformando de corpo a corpo neste e em outros planos da casa de Deus, Força Mente Divina que a tudo e a todos comanda. É necessário que cada um reconheça a força do espírito, que é feito de Amor Divino, e busque sustentáculos nas fontes da
128

LUZ, da PAZ, do AMOR. • O MOMENTO É DE REFLEXÃO! O MOMENTO É TAMBÉM DE AÇÃO!

61. UM

POUCO DE ATENÇÃO DO HOMEM.
129

Quem trouxer o coração limpo estará mais perto do amor ao próximo, pois todo aquele que serve deve ter suas mãos limpas e o coração puro, para que nenhum ponto negativo manche a dádiva do socorro e proteção. Todos estejam em paz. Acomodações climáticas estão desencadeando muitas transformações na crosta terrestre. Seria preciso um pouco de atenção do homem para pensar mais naquilo que lhe está ao redor. Na época atual, o plano Terra está recebendo aquilo que foi produzido no passado e mais o que está sendo produzido no presente momento, pois o homem deixou que forças máximas de sua manifestação produzissem esta desarmonia. Estamos verificando que a temperatura está modificada na face da Terra e vimos ainda que esta modificação física também está ocorrendo no reino animal. Seria necessário um pouco mais de atenção do homem, que ele olhasse mais para o seu ambiente, para as modificações que tem havido, e parasse, por uns instantes, para pensar nos graves momentos que se irão passar, não só neste aspecto, mas, também, no da contaminação dos alimentos, e ainda no da poluição mental que está ocorrendo; os homens não se amam entre si e não dão amor e proteção aos animais, seus companheiros, que lhes querem bem. Estamos vendo a invasão no meio vegetal, nos mares e rios, tudo está sendo tocado sem nenhum escrúpulo, e todos perecerão, pois pesa-lhes por inteiro a responsabilidade do poder atômico que a qualquer hora pode se manifestar, liberto, atacando a todos igualmente. O homem não está se observando em sua modificação moral, que também está sofrendo a influência do momento; a família está acabando, os seus laços afetivos já não são o elo que unia tantos entes que se amavam. Hoje todos estão trilhando os caminhos do desamor, do afastamento familiar, e não existe mais o grupo humano; os seus membros estão dispersos e infelizes, procurando fora o que deixou de existir dentro e sofrem por esta razão, no próprio coração, o afastamento, o isolamento do viver. E preciso acordar para que tomem a realização do trabalho de reconstrução do núcleo familiar, para que dali possam sair forças para a manutenção e apoio ao grupo espiritual que procura a evolução do espírito, dando-lhe pai, mãe, irmãos que se tocam no desabrochar do afeto, do carinho e da amizade, do amor constituído.

130

Está na hora de ouvir o som mais claro do chamado maior, para que todos possam caminhar, unidos, em demanda de novos planos de afeto, em direção sempre constante da LUZ, da PAZ, do AMOR. • É PRECISO ACELERAR O CRESCIMENTO DA CÉLULA MÁTER DE TODA A HUMANIDADE: O AMOR.

131

62.A LUZ DA AURORA É PARA TODOS!
Os que sabem o que é o amor distribuído tenham cada vez mais amplo horizonte para a prática do amor ao próximo, e que todos tenham em seu coração a certeza do que recebem, para que possam estar mais unidos e fortalecidos. Que a todos seja dada a sua verdade para que sigam o seu caminho fortalecidos no Amor do Cristo, que é o alento de todos os corações. As pulsações do plano Terra estão cada vez mais acentuadas para que todos sintam que é tempo de paz entre os homens. Mas o que acontece é justo o contrário, os homens estão se digladiando por palavras, pensamentos e obras. É preciso notar o valor do momento, que é para a reflexão do encarnado e fazer cessar esta depredação ao plano Terra. É preciso notar que todos os reinos da Natureza estão atingidos, que todos sofrem e que o causador dessa destruição também faz parte desse cenário, hospedagem de todos, e por isso o que acontece a um acontecerá a todos, e todos serão um, e todos perecerão por seu próprio desejo. As florestas sofrem, estão agonizando, sofrem e se esgota a vida no plano Terra e ela é hospedeira legítima da evolução do homem. Portanto, essa destruição é impiedosa, pois todos sofrem. Falando de sentimentos, é urgente que este lado do homem seja amparado pelas forças de manutenção do Cosmos, porquanto o homem já não sabe o que faz, transtornado está em seu convívio, não existe amparo de uns pelos outros, todos estão situados fora e dentro de um grande cercado e não há esperanças para o homem, enlouquecido por suas próprias mãos. É preciso acordar e sentir o enorme peso que cabe à Humanidade, todos perecerão enclausurados na sua insensatez. A luz da aurora é para todos, mas nem todos sabem apreciá-la, nem todos sabem que o dia nasceu, e que o amor existe, eque as estrelas estão no céu, que todos são irmãos; estão insulados nos pensamentos, derrotados em seu próprio nascedouro, e é uma parcela mínima dos homens os quetrabalham por um mundo melhor; são gotas num mar de aflição, são poucos os que proclamam e espalham a esperança e a fé, são poucos os que amam e dão prova de que amam

132

dando amor aos seus irmãos; são brilhos, pontos luminosos na escuridão do momento que passa. É preciso acordar. O homem é uma riqueza, é um tesouro, é um ser e está se integrando à sua desdita, está causando a morte dos seus sentimentos nobres, está no caos, e é preciso acordar para sentir toda a beleza que é viver a vida sintonizado com as correntes de manutenção do Cosmos, e que estão sempre, eternamente, sempre, sempre à disposição dos que querem procurá-la, pois daí sairá o reforço, sairão as esperanças, sairá a vida eterna; são as fontes de bênçãos da LUZ, da PAZ, do AMOR. • A HORA É NEGRA PARA A HUMANIDADE; ACENDA A LUZ E ILUMINE A ESCURIDÃO A SEU REDOR.

133

63. É

PRECISO AMAR E SABER POR QUE SE AMA.

Na amplidão do céu está a oportunidade máxima do espirito estar aqui encarnado, pois as estrelas são tantas e tantos são os espíritos à procura de sua evolução. O experimento primeiro se faz sempre em todas as oportunidades de se praticar a caridade. Ame o seu irmão como se fora a si próprio. No passar do tempo passam também as oportunidades de evolução, pois no processo encarnacional cada hora é uma nova oportunidade que dá o Divino Oculto para que o espírito evolua se prontificando na carne. Os que buscam esclarecimento espiritual têm uma pergunta sempre pronta nos lábios: por que é necessário que o espírito se encarne para que tenha evolução? Não poderia, com mais proveito, a evolução se dar na espiritualidade? Pois saibam que é uma necessidade imperiosa para todos aqueles que querem demonstrar que o seu intento é a caridade; e só estando juntos no plano de provas é que podem demonstrar o seu intento. Aqui no plano Terra, por exemplo, surgem oportunidades para o espirito se provar que tem bom propósito; mas como se provar se ele não tiver obrigação de demonstrar? E, meus irmãos, não é só a ele próprio que irá provar, que se afirmará nesse propósito. Existem as correntes de vigilância que observam se realmente esse desejo existe. E assim as correntes do Oculto se juntam ao proponente e se interligam de tal maneira, formando um bloco que serve de apoio, como também de ajuda ao meio, e isto é um círculo de apoio ao espírito encarnado, que na realização do seu intento pode observar, escolher e praticar o bem individual e coletivo. É muito importante que este círculo se alargue, como também a sua atuação; o espírito se interliga com seu irmão e passa a viver mais a vida do seu companheiro do que notar a sua; não procura mais se demonstrar, mas o de fazer demonstrar a seu irmão. O afeto é a base mais importante de todos os que se propõem à vinda a este plano. É preciso, pois, notar a grande valia que tem a

134

oportunidade de encarnação e não deixá-la perder-se como se nada estivesse acontecendo. E um gesto único de humildade o amar, é o caminho e a vida de todo aquele que se propõe conseguir evolução. É preciso estar no plano e saber por que se está; é preciso amar e saber por que se ama; é preciso dar sempre, eternamente, para se poder obter, por igual, a partilha das bênçãos da LUZ, da PAZ, do AMOR. • O MOTIVO MAIOR DE SUA ENCARNAÇÃO É O SEU IRMÃO. PROVE-LHE DE QUE VOCÊ É CAPAZ.

135

64. SENDO

CIÊNCIA É TAMBÉM AMOR.

Os que praticam o amor e a caridade com a humildade do gesto estão dando a seu irmão um pouco daquilo que lhes pertence. Os que recebem com igual humildade estão dando provas da condição de filhos do mesmo Pai, harmonizando-se e se agasalhando na mesma paz. Serão todos testemunhos vivos do amor do Pai ao plano da Terra. As aparências levam o ser encarnado à pesquisa e às descobertas científicas, pois a Centelha Divina brilha sempre em todas as coisas, e a pesquisa para o bem-estar da Humanidade é especial, tem a proteção e o amparo das correntes científicas do plano oculto. Todas as manifestações da ciência têm o cunho espiritual, pois sendo ciência é também amor, e ciência e amor estão contidos, intimamente ligados, na manifestação do amor distribuído. A ciência apazigua o coração do homem e quando ele está nesse labor pratica o culto do amor profundo e intocável; o amor frutifica a mente dos que trabalham para o bem, e o bem da Humanidade é sagrado para o Oculto, que guarda muito bem guardados os seus poderes. E o cientista é representante permanente da ligação íntima com a fonte no oculto do Universo imaginário do homem simples. Queremos dizer que o homem não versado em ciências poderá ser um instrumento de outras atividades, e quando ele se aprofunda em estudos está se predispondo automaticamente a receber eflúvios salutares que aclaram suas idéias, que aguçam sua inteligência, e se forma o ponto de ligação entre o espiritual e o físico, trazendo para o plano físico o remédio das descobertas científicas para o bem e o equilíbrio da vida no planeta Terra. Sabemos que muitos núcleos de estudos estão colaborando com a saúde dos habitantes deste plano, como sabemos também que, de um momento para outro, serão dados ao homem-laboratório conhecimentos de alívio para a Humanidade. Portanto, é chegada a hora de ela receber cobertura para a solução de muitas doenças que afligem o ser humano. Mas não será assim, tão-somente recebê-los; é preciso que a Humanidade faça campo para que estes conhecimentos científicos façam parte deste momento encarnacional, pois se o homem merecer, ele o terá.

136

É preciso que a mente dos homens invoque este merecimento, para que os males que se manifestam neste período do planeta Terra sejam erradicados. Mas, por outro lado, o corpo físico do homem está em mau estado por sua livre e espontânea vontade e é também preciso que seja tratada a sua saúde mental, pois o homem se mostra algoz da sua própria manifestação de vida; ele está destruindo o corpo físico por sua própria atuação. É preciso atenção. Quando todos estiverem aptos a perceber quanto tem de sua atuação neste conjunto saúde-corpo, estarão caminhando para a LUZ, a PAZ, o AMOR. • VOCÊ É DONO DO SEU CORPO, E O QUE FAZ COM ELE?

137

65. VIDA É

AMOR DISTRIBUÍDO.

Os dotes de coração fazem do encarnado a presença de Deus na face da Terra. Os que estão dando o testemunho de Deus são sempre humildes e fervorosos, distribuindo auxílios a todos que sofrem, consolam os aflitos, amparam os desamparados. As experiências científicas que se estão processando em animais para a salvação do grupo humano estão sendo dirigidas também para a orientação do bem-estar social. As expressões de aplicação da ciência às vezes estão sendo deturpadas por alguns, pois quem trabalha pela ciência tem amor à vida e nem sempre no plano Terra essa atividade tem sido levada para este fim. É preciso que todos estejam atentos, todos estejam cientificamente qualificados para poderem mexer com a vida humana; é preciso ter objetivos puramente científicos e, acima de tudo, cristãos; é necessário que o homem de laboratório seja também homem de Deus. Estar aqui neste plano, em sua profissão, a serviço da Natureza, construindo vida, dando seu testemunho ao próprio homem, é que ele estará produzindo bem-estar social, e aí sim o homemlaboratório cumpre a sua finalidade. Todos os indícios serão pesquisados cientificamente, como é o princípio da medicina, com a vontade e o espírito voltados para Deus, para o seu próximo, que é o representante encarnado de Deus-Pai e que está aqui para mostrar a sua determinação em prol da evolução do espírito. Todos estão neste plano destinados ao amor e se algum dentre esses atinge os princípios do amor com qualquer ato que venha a ofendê-lo, é severamente punido pela curiosidade, é punido pela transgressão às leis da Natureza. Devem pensar todos que para o bem deve-se trabalhar trazendo o bem no coração, pois só assim poderá ter mãos limpas quem assim se propõe. O homem é produto divino e só pode trabalhar neste campo, a não ser que queira sofrer as conseqüências dos seus atos; são terríveis as penas para quem agride a Natureza. E se o homem está prevenido, ele também tem o dever de manipular todas as reações naturais com igual pureza, dar consolo aos aflitos, ter sua inteligência e

138

suas mãos a serviço do bem-estar social, da assistência à vida que se desenvolve neste plano de provas. É preciso estar bem claro o seu papel, é preciso desempenhá-lo cônscio dos seus deveres, para que tudo lhe chegue às mãos e os remédios divinos lhe assistam o trabalho; e que sua inteligência esteja a favor da Humanidade, para que ela seja protegida. E assim todos poderão gozar dos bens eternos, pois suavizando o corpo estão aptos a se irmanar no viver eterno em busca das fontes da vida que estão contidas na LUZ, na PAZ, no AMOR. • A FONTE DO UNIVERSO É A VIDA E VIDA É AMOR DISTRIBUÍDO.

139

66. PONTOS

BÁSICOS DE UMA SOCIEDADE.

Que todos amem, pois somente este sentimento os salvará. É necessário que saia do coração de todos o amorsolidariedade, para amparar aqueles que sofrem, aqueles que aqui vieram resgatar dividas. Que, ao soar do clarim, todos estejam despertos. As ocasiões propicias ao desenvolvimento tecnológico dão à Humanidade meios de se posicionar no grupo dos trabalhos que desenvolve uma sociedade. Todos têm suas aptidões e estão aptos a ocupar seu lugar numa sociedade, pois um grupo que se associa em prol da melhoria espiritual tem por obrigação, e deve fazer parte integrante de seu trabalho como grupo humano, o objetivo de promover a melhoria de seu meio ambiente. Estando na era do desenvolvimento, de descobrimentos, sejam eles em que terreno forem, pois as descobertas são uma garantia do homem moderno, ele está, no entanto, se embrutecendo psicologicamente; a ele são atribuídas as descobertas, mas, também, a ele são endereçados os resultados desse estado, pois dá às vezes, um valor exagerado ao seu engenho e se transforma num magnata de um invento. Seria necessário que a sociedade, formada de homens capazes de mantê-la economicamente, se importasse com todos e não fizesse exceções, dando opulência a uns e mendicância a outros. Seria preciso que as riquezas provenientes dos inventos que geram bem-estar fossem distribuídas a todos, que todos tivessem igual oportunidade, pois assim não haveria tantos e tantos seres desocupados, mal-orientados, indesejáveis numa sociedade. A marginalidade é gerada pelo descontentamento de situações a que estão sujeitos os homens, que às vezes se tornam agressivos por culpa exclusiva de grupos que estão em situação de mando, de poder material. A educação, a alimentação, o conforto físico, o encaminhamento de sua prole deveriam ser pontos básicos de uma sociedade, mas isto não vem acontecendo e a miséria invade o povo, doenças, desequilíbrios psíquicos gerados pela situação subalterna de muitos, enquanto outros estão bem situados e com a incumbência de organizar novas fontes de lucros extraordinários,

140

distanciando cada vez mais as duas classes que formam uma sociedade: explorados e exploradores. A distância de uma para outra é como a do Sol e da Lua, cada qual em sua posição, e, quando um aparece, a outra, some. E assim nesse estado se vão tornando cada vez mais agressivos os que estão nas camadas inferiores, e todos sofrem, todos estão necessitando de socorro urgente, pois não há como viver nessa sociedade sem que se tenha presente a situação do perigo; a qualquer hora haverá um naufrágio e com ele todos perecerão. É necessário que abram os olhos para verem, que alertem os sentidos para a grande onda de provações por que passa a sociedade e que se lembrem de que só atingirão a alegria de viver quando se integrarem para sempre na LUZ, na PAZ, no AMOR. • EM SOCIEDADE NÃO DEVERIA HAVER GRUPOS; TODOS MERECEM A MESMA POSIÇÃO.

67. CORAÇÃO

— FONTE DE AFETO E AMPARO.
141

Os que padecem tendo fé em seu coração estarão mais amparados e sofrem suas dores com mais dignidade espiritual. Quem, na passagem por este plano, trouxer humildade em seu coração terá amenizado seu caminho e será mais feliz, pois estará envolto pelo véu dos eleitos. Quem trouxer esperança estará por ela protegido. Na aparência de um momento coletivo pode-se englobar uma verdadeira causa, pois sempre que grupos estão afins estará mais assegurado o produto da invocação. Grupos espirituais estão se formando por toda parte, estão dando cobertura também a grupos menores, talvez com menos experiência na prática do bem, e ao lado desses grupos terrenos, estão se formando grupos assistenciais no espaço cósmico, dando àqueles todo o apoio para a execução das tarefas de caridade. O esforço dos irmãos desencarnados se equipara aos anseios e às dificuldades dos que aqui trabalham, formando assim uma ponte de intercâmbio e reforços, que se prolonga aos mais carentes, para a execução de programas, obtenção de metas e levando, também, a palavra de fé e consolo aos que sofrem. Muitas vezes há que buscar mais reforços entre grupos que trabalham no Cosmos e se formam focos de auxílios de grande intensidade, e é por isso que se obtém muito com esse gesto, a formação de sociedades que trabalham para o mesmo fim. Os famintos de afeto, os que mendigam uma palavra de fé, os que necessitam de socorro físico urgente são amparados por essas sociedades que se formam, uma passando a ser prolongamento da outra, e a obtenção de progresso é exata; e quanto mais trabalham mais coesa se torna a ponte de ligação e maiores serão, portanto, os benefícios para ambos os lados. É preciso urgente socorro para a Humanidade que está sob grande ameaça em seu físico; doenças e transtornos estão se abatendo sobre todos, a fome física, tanto quanto a espiritual, está sendo uma verdade incontestável e muitos há que perecem à mingua, sofrem desesperadamente em solidão em seu coração. E preciso urgente socorro para que males sejam amenizados, pois o coração é fonte de afeto e amparo.
142

Serão todos beneficiados, sofredores e protetores, todos estão voltados num mesmo sentido, todos sofrem por uma mesma causa, uns sofrem e outros sofrem por vê-los sofrer. É preciso, urgente, uma tomada de consciência do grande mal coletivo, e que todos num só trabalho, num só pensamento, mitiguem a fome da verdade eterna nas fontes de manutenção do Cosmos, que são a LUZ, a PAZ, o AMOR. • É URGENTEMENTE NECESSÁRIO QUE TODOS DESCUBRAM A VERDADE ETERNA QUE LEVAM EM SEU CORAÇÃO.

68. O

MAL ESTÁ ENTRE OS HOMENS.

143

Os que trilham o caminho da caridade serão protegidos pelos seus próprios atos. Que todos sejam amigos, companheiros, irmãos, para que o plano Terra se erga sempre em direção à Luz. As opiniões divergem, os atos contestam, mas a prática ensina sempre e leva a descobertas. As regras para perfilar os acontecimentos são obtidas mediante uma reflexão apenas: todos se coadunam num mesmo sentir e o homem, em sua prática de vida, imprime uma personalidade muitas vezes longe de sua origem. Os homens estão se atraindo cada vez mais para o abismo, estão se precipitando num torvelinho de incertezas e estão procurando a discórdia cada vez mais, pronunciando-se a desarmonia e o desinteresse pelas coisas que lhes acontecem, coisas essas que eles nunca deveriam esquecer: a sua origem. Estando nesta incerteza, o homem se torna imediatista em seu próprio viver, só dá atenção às coisas que lhe dão prazer, esquecendo-se, no entanto, de que deveria pensar mais na sua própria integridade física e espiritual, para que ele andasse neste plano com passos firmes e que trouxessem para o seu viver a verdadeira causa de aqui estar, que é o amor ao próximo, atuando em igual proporção pela sua própria personalidade. A sociedade moderna traz grandes motivos para que o homem seja imediatista. Povos estão aflitos, pressentindo a iminência de guerras; outros são assolados por preocupações coletivas, e agora estão atemorizados com o mal que atinge a Humanidade — o terrível mal de Aids, que veio para pôr fim a muitas orgias, o grande freio, a grande parada, a calamidade enfim, para a reflexão, para a inspeção interior. O mal está entre os homens, como a grande besta chegada para pôr fim às intempéries que tomam a todos, sem distinção, e que levará todos, não deixando pedra sobre pedra. No ano 2000 todos estarão contaminados, e então haverá a grande separação do joio do trigo, e os que permanecerem serão punidos pela violação do sentimento nobre do amor, na prática também nobre e final que é o sexo, porta por onde chegam os endividados do Cosmos. Aqui estarão todos para a palavra final e que, assim redimidos, caminhem seguros do seu papel. E que este homem saído do caos caminhe erguido para a LUZ, a PAZ, o AMOR.
144

• O FRUTO SERÁ IGUAL À ÁRVORE, DENTE POR DENTE, OLHO POR OLHO.

69. ...QUANDO

SE É HUMILDE NA SÚPLICA.

145

Que todos tenham em seu coração o propósito de servir. Que para sempre seja incutida no coração do homem a lei do perdão. Que todos amem para serem felizes. As preocupações de um grupo que se propõe ao trabalho mediúnico são tantas que, a todo instante, é necessário vigilância para que os fluidos de que ele dispõe sejam sempre renovados com a conduta retilínea dos seus componentes. Muitos grupos são formados com um só objetivo, que é o de ajuda; mas, se todos se projetassem mais intensamente em suas atividades de caridade, mais proveitoso seria para a sua finalidade. É importante, para uma harmonia completa, que seus componentes tenham o coração puro de atitudes negativas, de cobiça, de inveja, pois esses pontos negativos alimentam o ego inferior e, havendo estes sentimentos, haverá, forçosamente, o intuito de competição, e a caridade não é para ser competida, a caridade é para ser praticada com humildade. E, nesse caso, o grupo que pratica a caridade com humildade é mais coeso, forte, e na pratica dos seus trabalhos obtém mais resultados, alcança com sua força o momento mágico da distribuição dos resultados obtidos mediante a humildade. Os homens deste plano necessitam fazer exame de consciência para que eles mesmos saibam distinguir esses sentimentos e dizimá-los em seu coração, pois nada mais prejudicial para os que querem a prática da caridade e sua evolução do que o sentimento da inveja e da competição. Nada mais prejudicial do que o interesse de desfazer-se da humildade e colocar em seu lugar a inveja, a maledicência, a cobiça. O Todo do Universo é tão intenso e tudo se consegue Dele em favor dos que sofrem, quando se é humilde na súplica. Portanto, é necessário pôr o joelho em terra e implorar o perdão do Pai, pois Ele ouve a solicitação de Seus filhos; e é necessário, também, saber receber a dádiva com igual sentimento, para que a união de forças seja equilibrada. Os grupos assistenciais de uma comunidade dão forças para que benefícios sejam derramados sobre todos e os seus grupos humanos atraem os que estão na espiritualidade, vindo reforços, auxílios, manutenção para todo aquele que se dirige às fontes eternas da energia, que são a LUZ, a PAZ, o AMOR.
146

• A SUA ÁGUA É CRISTALINA; MITIGUE A SUA SEDE E A DO SEU IRMÃO.

70.A SOCIEDADE MODERNA PERDEU SUA DIREÇÃO.

147

Que as flores estejam desabrochadas em seu coração para que esse jardim seja a admiração e o descanso de todos que se acercarem, para que o seu perfume chegue a seu irmão. Bendito seja o amor do filho, bendito seja o amor do Pai que sai do olhar de todo aquele que serve em Sua seara. A magnitude de um achado faz o homem pensar que é por todo o seu esforço que ele encontra a solução de seus desejos. O homem está sujeito a todas as intempéries de uma encarnação e será por este estado que irá evoluir. Todo aquele que é portador de uma missão traz nas mãos a recompensa de aqui estar servindo a seus irmãos de momento, tornandose algo semelhante a um foco, atraindo para sua orla todos que precisam de ajuda e proteção. A sociedade está se formando sem ajuda de núcleos familiares e toda uma estrutura que se ergue, sem que se tenha seus alicerces apoiados na estrutura familiar, terá a sua atuação restrita, sem alcançar a finalidade para que foi criada; não dando reforços, não poderá se erguer e nem abrigar irmãos que se tocam no dia-a-dia, e assim todo o grupo familiar ficará sem direção e sem força de atração, pois não terá a harmonia, aquela a que se propôs quando de sua fundação. A sociedade moderna perdeu a sua direção, está portanto, à deriva, singrando mares tormentosos que a devastam cada vez mais, até a extinção. Todos que se aglomeram em grupos que se encarnam estão sempre deparando com essa falta de amor, que se está sentindo na familia que se forma, e não há como contornar essa situação. O homem já se apoderou do comando da desordem e da situação de chefia do grupo humano, e ai estão filhos apartados de seus pais. E não sabendo que direção tomar, eles se juntam em grupos e se tornam muito mais resistentes do que se estivessem sozinhos; não se bastam e trocam dúvidas e aspirações, mas não encontrando alento nestes gestos, procuram nas drogas o substitutivo, e a mocidade é um produto da família desajustada, e todos sofrem. Estão se aglomerando agora internacionalmente, não importa o país, não importa a -ingua falada; o que mais conta é a solidão e o desamor do mundo familiar; e se lançam em congressos para se sentirem mais bem amparados. Mas
148

é preciso notar que na mocidade não existe só este lado, existe também o lado positivo; saem sempre do seio da mocidade os desejos de uma sociedade harmoniosa. Estão, portanto, na mocidade, na juventude, no desamor e também no amor, a ajuda, as modificações de uma classe. É preciso atenção na construção de uma casa, escolher o material, construi-la com técnica e depois habitá-la com amor para que esse lar seja hospedeiro de todo aquele que quer se redimir, e que não exista nada além do querer, do fazer, do dar e também do receber, para que todos usufruam da LUZ, da PAZ, do AMOR. • ESTÁ NO ALICERCE O BOM ANDAMENTO DE UMA CONSTRUÇÃO, PARA QUE ELA SE ERGA HOSPITALEIRA.

71. PERGUNTAS

SEM RESPOSTAS.

149

Os que falam com a própria boca, que, ao louvarem, também sejam louvados, pois estão dando testemunho do amor vivo do Pai entre os homens da Terra. Os que caminham seguros de sua intenção deverão olhar pelo seu irmão indeciso e indefeso. As constatações no plano Terra já se tornam uma evidência — o homem é feito e mantido pelo amor — e sem essa condição ele não viverá. Está existindo uma falta enorme de amor na face da Terra, todos os níveis estão sendo afetados e, o que é mais perigoso, também o seu futuro. O amor já não é sinônimo de sentimento do coração; o amor é diversão dos sentidos e sua finalidade já se perdeu, tanto pelo perigo da continuidade da vida, quanto de sua pureza. O homem já não respeita tal sentimento e nem ao que ele é destinado: continuação da vida. E nisso também está profundamente afetado, pois os seus sentimentos estão abalados, não tem mais confiança na seqüência da vida, na sua continuidade; o futuro é incerto, está sob dependência direta do poder atômico e, portanto, a sua vibração já não caminha linear, está dando saltos pela apreensão e incerteza. Seria de bom entendimento que o homem pudesse dialogar com seu coração, esclarecendo dúvidas, levando a fé e a esperança para ocuparem o vazio de sua solidão; é preciso acordar para poder viver a vida que lhe permite o Pai, para a redenção do espírito. Os ditames do coração não pertencem à condição enfraquecida pela incerteza, pela dúvida do dia de amanhã, pois esse amanhecer poderá ser toldado pela destruição da vida. O poder atômico comanda os seus sentimentos e não poderia deixar de ser assim, pois o homem está sob coação constante, ameaça absoluta, e pesar, sofrimento e dor são seus companheiros do dia-a-dia. E que pensará a criança de hoje? Em que sentimentos ela pode construir seus sonhos de amanhã? Quais os seus valores? Perguntas que por certo ficarão sem respostas; calada, muda, ela contemplará o triste anoitecer dos seus sentimentos e da Terra que lhe deu tão belos frutos para sua fome física e aprimoramento espiritual. Onde estará o mundo que a rodeia? Onde? Serão perguntas sem respostas, serão indagações sem solução e toda a Humanidade caminhará por este plano de provas à espera do fim. Mas, se o despertar for uma evidência, se o amor voltar à vida, se a esperança alimentar os

150

corações, é natural que todos se voltarão e caminharão em direção ao ponto eterno, Coração de Deus, que é a LUZ, a PAZ, o AMOR. • A OBRA-PRIMA DO PAI RESTAURADA PARA A SALVAÇÃO DO HOMEM.

72. NA RECONSTRUÇÃO

DESTE CENÁRIO.

151

Que o pacífico seja todo aquele que se dá por amor. Que todos busquem com o olhar, para a compreensão exata do trabalho a cumprir. Que todos se dêem as mãos, glorificando a vida. As pulsações do plano Terra já estão sendo sentidas por todos que a habitam, pois os seus organismos são produto do mesmo todo e é ai que todos se completam. As acomodações da crosta terrestre têm trazido alterações também no seu clima e é natural que todos sintam esses fenômenos, pois estão intimamente ligados, o plano Terra e seus habitantes. Os espíritos que aqui chegam estão tendo dificuldades na encarnação, pois os motivos principais de uma encarnação estão em ter o meio ambiente que apóie o encarnado em seu trabalho de regeneração; e mais, ele já encontra os pais em péssimas condições físicas e mentais, tanto pelo meio ambiente físico, quanto pelo meio ambiente espiritual. A vibração adversa desse meio resulta em grande confusão para o espírito que se encarna e ele tem que suportar pressões que o afligem grandemente. Está no meio ambiente o primeiro contato do espírito com o seu programa. E, então, tudo começa a ser difícil, tanto pelo meio, como pelo corpo físico da mulher. Todos estão fora dos seus ambientes naturais e por isso sofrem no físico grandes transtornos que estão minando a raça humana e trazendo para esta sociedade a morte e a degradação. Os tempos mudaram, os homens são o produto direto destes tempos e não há por que se lastimarem, se foi o próprio homem que deu o sinal de partida para a degradação geral em que se encontra a sociedade humana. Os que aqui chegam sentem-se intimidados pelo meio e não têm recursos para enfrentar tal situação que causa transtornos irreparáveis para o ser humano, que nada mais quer do que viver a vida que lhe deu o Pai, mas que não encontra na Natureza o meio ideal para a sua manifestação. Se todos os que aqui estão pudessem trabalhar um pouco mais, tudo seria diferente, pois está nas mãos dos homens a sua própria recuperação, e seria tão digno para todos se se apoiassem intimamente, tentando corrigir os erros de cada um. E, neste esforço conjunto, por certo alcançariam a meta desejada. Mas é preciso esforço constante, ativo, resoluto, para que tudo e todos se tornem vitoriosos, e para isso foram criados, e assim todos se comunicariam com as fontes eternas da salvação do homem, que são a
152

LUZ, a PAZ, o AMOR. • A PEREGRINAÇÃO DO ESPÍRITO NO PLANO TERRA É UMA CONSTANTE; POR ISSO, O ESFORÇO DE TODOS NA RECONSTRUÇÃO DESTE CENÁRIO TORNA-SE OBRIGATÓRIO.

73. VOCÊ

É RESPONSÁVEL POR SUA FONTE..

153

Que os de bom coração sejam um amigo para os seus companheiros que se debatem na escuridão das encarnações, demonstrando com o seu proceder a intenção de servir ao Pai e amar ao próximo como a si mesmo. Que todos os desafetos se curvem perante o perdão dos seus irmãos e que o Cristo interno de cada ser se faça presente para todo o sempre. As atribuições do ser humano estão fugindo às regras de bom convívio, de bom entendimento com o meio em que vivem. Todos os habitantes deste plano Terra estão se agredindo mutuamente, trazendo para o plano o dissabor e a discórdia que geram a violência. O meio urbano é uma batalha de vida ou morte, e a sobrevivência nesse meio tem sido calamitosa, trazendo para o homem toda a sorte de interferências em seu viver, colocando-o à mercê de forças destruidoras. Portanto, o meio humano está sofrendo agressões de todos os lados e neste estado não poderá haver paz entre os viventes; todos estão em guerra permanente. As desigualdades sociais têm facilitado muito este estado de ânimo, e se porventura o meio humano ainda não sofreu danos mais sérios é porque o meio ambiente tem sido condescendente para com o homem; mas é preciso verificar que nem sempre isto acontecerá; todos estão sujeitos às mesmas reações e, portanto, todos sofrerão. Motivos os mais diversos concorrem para a desarmonia, mas o mais atuante é a falta de amor. E o sentimento básico de uma sociedade é a união de todos por este sentimento, que traz o equilíbrio, para o seu funcionamento; faltando este precioso elemento nada poderá estar bem. Assim, é preciso a boavontade de todos que ainda clamam por esse sentimento, invocando-o e se predispondo, com a sua fonte interna, a suavizar o plano Terra através de invocações e pensamentos constantes no sentido de que o alcance desse estado seja permanente entre todos os seres, que afinal foram feitos com amor e para o amor, para a sensibilização de ter atuantes dentro de si as fontes de vida, que são produtos do amor. Todos estão alterados em suas bases, todos estão sofrendo indecisões, porque são constantemente bombardeados por pensamentos desastrosos, que os estão levando para a paralisação definitiva do comportamento sócio-emocional.

154

Todos estão alterados em suas bases, todos estão sofrendo indecisões, porque são constantemente bombardeados por pensamentos desastrosos, que os estão levando para a paralisação definitiva do comportamento sócio-emocional. É preciso acordar e é preciso amar, pois só por este sentimento, atuando no coração do homem, é que todos poderão alcançar a vida plena de serenidade, de amor fraterno, tendo por base o respeito mútuo, o respeito principalmente pela vida, fonte de energia que sai do Centro Oculto do Universo, que é alimentada pelo Pai, e que está sempre à disposição do homem, pois esta força propulsora é tirada das fontes eternas de manutenção de todos, que são as fontes da LUZ, da PAZ, do AMOR. • VOCÊ É RESPONSÁVEL POR SUA FONTE; TRATE-A COM CARINHO QUE ELA JORRARÁ A ÁGUA QUE MATA A SUA SEDE E A DO SEU IRMÃO.

74.SE O HOMEM SE ALIASSE À NATUREZA...

155

Os que clamam por melhoria do plano Terra estão se incorporando à grande roda da evolução; fazem parte da concentração de vibrações para a melhoria do plano e se incorporam à grande legião dos que pedem e imploram, dão o que de melhor têm em seu coraçãosentimento. É preciso que todos ajam com presteza. As inovações da Humanidade lhe estão trazendo grandes preocupações pelo tanto que esta posição está, ao mesmo tempo, trazendo de infortúnios. Se, de um lado, o homem tem a melhoria ambiental, por outro lado, ele está contaminado com a poluição que traz essa melhoria, dando vazão a que se forme a poluição sonora, visual, dos seus sentidos com chamamentos inúteis, que para nada servem e que, simplesmente, representam a exaltação dos sentidos, nada mais. Seria preciso que o homem se conscientizasse de que nenhum bem material vai lhe trazer benefícios espirituais, vai lhe acrescentar qualquer cabedal que possa juntar à sua evolução, e portanto, esse precioso tempo em que o homem está encarnado não lhe tem servido para nada, pois a sua própria finalidade, que é a de servir-se a si mesmo, a seu semelhante e ao meio em que vive, não tem sido realizada; portanto, a sua verdadeira finalidade encarnacional está sendo desprezada. Não tem ele também conseguido melhorar seus semelhantes com o seu exemplo. Enfim, não tem também se melhorado e, que faz aqui neste plano o encarnado senão enganar a si próprio com ilusões e quimeras, que são inerentes a este plano e que nele irão ficar? É necessária, urgente mais do que nunca, a tomada de posição neste trabalho de redenção do plano. O homem tem que se decidir a realizá-lo e não passar sua existência sem outros planos que não os ligados à satisfação de objetivos materiais egoísticos. É preciso acordar. Seria tão proveitoso se o homem se aliasse à Natureza e com ela formasse barreira, invocando e alicerçando as vibrações que viriam fortalecer a grande concentração de forças que envolvem o plano. É preciso urgente despertar para que essa oportunidade não seja perdida, como já tem acontecido. É preciso concentração de vibrações para que aqui, este plano Terra, paraíso das encarnações, se torne hospitaleiro, laboratório vivo onde o espírito se faz presente na sua evolução e se sinta encorajado a cumprir sua missão de amor, regeneração e consolo, para que ele possa juntar-se aos demais seres, e se

156

ponham todos a formar concentrações de forças regeneradoras, tiradas do celeiro divino, que são as fontes eternas da LUZ, da PAZ, do AMOR. • É PRECISO AGORA SUA COLABORAÇÃO NO GRANDE ESFORÇO. FAÇA A SUA PARTE PARA A UNIÃO GLORIOSA DO ESPÍRITO COM SUA FONTE.

75. CARÁTER

ESPIRITUAL.
157

Os que estão neste plano devem adotar, urgentemente, a meditação como único meio de obtenção de segurança para a caminhada. Todo aquele que transmite a palavra do ensino deve ter limpo o coração, para que o som de suas palavras chegue ao coração do seu irmão. Que tenham todos a segurança de obtenção de bens maiores para oferenda a seu irmão. Nos poderosos momentos em que o homem medita está aurindo suas verdadeiras informações, e é preciso estar consciente daquilo que faz para que os resultados cheguem ao seu coração e possa transmiti-los a seus irmãos. Nos momentos que correm, o papel de mediador dessas forças obtidas é muito importante, pois a fonte é eterna e os resultados colhidos são atuais, protegendo o homem dele mesmo nesta busca constante de informações para seu viver. E ele as obtém na medida, é claro, do seu merecimento. Para estar assim receptivo, é indispensável que ele se encontre em estado limpo, e, para assim estar, é preciso que esteja atento, modificando a cada momento os seus sentimentos, desfazendo-se de tudo que seja supérfluo. Na ocasião propicia tudo será obtido — o homem assim pensa, mas se esquece de que o trabalho em cima de seus sentimentos é que é a base da procura. Se todos procurassem a melhoria interior, o grau de obtenção seria maior e assim todos sairiam lucrando, pois o que um consegue todos usufruem. Necessário e importante é a modificação de caráter, caráter espiritual, atitudes também espirituais. O homem está enganado quando afirma que caráter é o que o homem tem quando faz bons negócios ou quando é bem-sucedido. Caráter espiritual significa sentimentos honestos, consciência de que pratica a caridade de ser honesto, pois o tratamento que muitos homens têm está longe deste conceito divino; o ser honesto é um caráter espiritual, está na sua mente espiritual, faz parte portanto de sua bagagem. Vimos os homens brigando por um monte de dinheiro com a melhor das intenções e se achando honestos e criteriosos quando repartem bens e ficam com a maior e melhor parte. Em tudo o mais vemos um sem-número de exemplos, que não valeria a pena enumerar, pois de nada adiantaria. Portanto, é preciso atenção para a formação interior, dar ouvidos à voz do coração; aí está a solução dos males dos homens que querem ser aquilo que não são.

158

O trabalho mediúnico está indicando o caminho no sentido dos sentimentos, da averiguação e conhecimento dos sentidos, da posse de bens maiores e do achado salutar para os males dos homens; o caminho da obtenção segura dos bens maiores para a felicidade de todos. É preciso ouvir o que diz a voz do coração, pois esta é a fala cristalina dos sentidos da razão, clara e segura, dando passagem à obtenção de todas as informações para que se restabeleça o plano Terra, e para que a harmonia do começo seja restaurada e a alegria e a felicidade venham fazer companhia ao homem sofredor. E por este caminho seguro todos encontrarão as fontes eternas de manutenção que estão na LUZ, na PAZ, no AMOR. • A SUA PROCURA DEVE SE JUNTAR A TANTAS OUTRAS, PARA QUE SE TORNE UMA FORÇA PROPULSORA DA SUBIDA DO HOMEM A SEU CAMINHO CERTO, QUE É O SEU CORAÇÃO-ALMASENTIM ENTO.

76.COMO SE PODERÁ ESTAR EM SILÊNCIO?

159

Que todos tenham fé para que tenham igual conhecimento da Verdade. O homem está na Terra dando e recebendo a palavra de fé que envolve este plano, para que de sua boca saia o seu propósito. Que o amor esteja presente. As aparências se confundem quando a verdade aparece. Estamos entrando num assunto que diz respeito ao homem, em suas atitudes, em seu desempenho, em sua finalidade de evolução. Às vezes, quantas vezes, o homem se dá conta de que está representando bem ou mal o seu papel? Muitas vezes esse papel foge à sua verdadeira intenção e a oportunidade de demonstrar a sua verdadeira índole se perde, dando a aparência de um estado que ele não é. Isto deve ser corrigido no viver do homem atual, pois os ensinamentos de que dispõe são falsos, ou as informações a que tem acesso são frágeis, e o homem mal-informado vive com mais dificuldades do que aquele que aure da sua própria fonte os seus ensinamentos. — Como o homem poderá obter essas informações, se a sua vida é dificultosa, se ele tem que desempenhar o papel de mantenedor de sua familia, tem deveres e obrigações? Todos podem estar cientes de seus afazeres, como também ser conscientes de seus deveres; o homem e a mulher estão caminhando juntos, trabalham para um mesmo fim e a família, portanto, faz parte deste conjunto. É o laboratório ativo, onde o casal vai tirar proveito dos ensinamentos adquiridos, e é aí, também, que abrigará espíritos que ficarão confiados sob sua guarda. E terá que dar testemunho dos ensinamentos divinos. Para isso, todos têm que estar conscientes de seus próprios papéis e, somente pela tranqüilidade interior, sob a proteção de seu coração, poderão desincumbir-se de seus papéis. Portanto, o mais importante é estar em paz e harmonia interior. — Como se conseguirá então este estado?

Pela introspecção, pelo silêncio, pela meditação; somente por esta porta conseguirá o homem libertar-se de seus carmas passados, procurando no seu eu espiritual apoio para não cometer os mesmos erros e estando alerta para poder guiar os passos dos que lhe estão ao redor.
160

Seria preciso a educação dos sentidos e para tanto, afirmamos, só pelo silêncio interior se encontrará respostas para as aflições do momento, somente pela contemplação se poderá avivar as cores da realidade, somente pela palavra do coração se chegará à luz da verdade que está no coração de todos. — Como, nesta vida atribulada, se poderá estar em silêncio?

Nada impedirá, nada perturbará a quem traz a chama acesa da procura, pois de que vale o silêncio de fora se o de dentro não está presente? E de que vale o barulho de fora quando o silêncio de dentro é real, corpóreo, no homem cônscio dos seus deveres e obrigações? — E quais são os deveres e obrigações?

Estar ligado à sua fonte e repartir tudo que conseguir com seus irmãos. Isto é lei divina pura e cristalina. Todo aquele que der o que tem, mais lhe será dado e terá o dobro do que tinha. Estão vendo todos que é precisodistribuir a caridade, a bondade, a palavra, o gesto, a misericórdia, para se ter de volta a vida real do espírito imortal, que é a sua evolução sempre presente em toda e qualquer encarnação. — O homem estará presente, sempre que se fizer necessário, nos trabalhos de redenção? Todo aquele que é cônscio de seus deveres responderá sim a todo trabalho de ajuda e regeneração, dando o seu exemplo como testemunho do Pai, feito pelo Seu amor, representante da Sua presença. Todos serão um e um será todos pela eternidade dos mundos criados pelo Pai e que todos estejam ligados conscientemente na LUZ, na PAZ, no AMOR. • A PALAVRA ESTÁ NA BOCA PARA SER ARTICULADA. DÊ A SUA PALAVRA PARA O ESCLARECIMENTO DO SEU IRMÃO.

77.POR QUE O HOMEM TEM QUE SOFRER?

161

Quem trouxer limpo o coração está cumprindo o fim desejado. Quem cumprir com sua devoção está dando provas de amor. Quem abre as portas da razão à luz da verdade ama ao próximo como a si mesmo. Os deveres e obrigações espirituais devem nortear o encarnado neste emaranhado de dúvidas que é a sua permanência entre os homens. — Por que o homem tem que sofrer?

O homem não tem que sofrer propriamente, ele sofre por sua causa e efeito, está localizada, portanto, em sua memória consciente a sua escolha. — Poderá se resguardar do sofrimento físico?

Sim, todos estão lidando com suas verdadeiras causas e efeitos quando da descida do espírito no plano Terra. Portanto, forçosamente o homem constituído tem que se esclarecer perante ele mesmo, para poder compreender sua situação, que é de causa e efeito, pois tudo que ele é sempre foi, e não é no momento que passa, na hora presente, no plano de provas, que ele é isto ou aquilo; o que ele é, sempre foi. Pode ser que tivesse tido uma aparência mais amena, mas a sua permanência no plano é sempre ligada a seu passado. — distante? E como desvendar esse passado, que poderá ser próximo ou

Sendo firme em seu propósito presente, não deixando que nada o influencie na sua atitude presente, nem mesmo a sua atuação passada. Ele veio reestruturado, portanto, apto a aprender e escolher o seu caminho e a sua atuação. — Se o espírito encarnado não se lembra do seu passado, ele é em conseqüência uma nova individualidade? Não, ele não é uma nova individualidade, ele apenas tem nova identidade física, mas a sua essência é a mesma. E, se a sua origem é profundamente fundamentada, ele sentirá toda a sua influência, todo o seu potencial energético acumulado de muitas vidas, pois ele também tem o seu banco de reservas, e tudo que ele consegue, em qualquer de suas atuações no plano físico, fica capitalizado para seu uso próprio em suas sucessivas encarnações. É o seu
162

cabedal de origem, portanto, de sua propriedade, e produzido somente por sua vontade. — Deve o homem ser zeloso pelo que ele é?

Naturalmente todo encarnado é e deve ser cauteloso, ciente, criterioso do seu cabedal de origem, pois em cada oportunidade encarnacional ele deve lançar mão dos seus sentimentos espirituais, fazê-los circular e aumentá-los verticalmente. — Que é aumento vertical?

São todas as ações dos encarnados quando eles as praticam em favor do seu próximo, da Natureza; os seus bons sentimentos de atuação ambiental fazem com que ele cresça verticalmente até atingir a Essência Divina, que é o centro da criação. — Onde está a fonte da Vida?

Em todos os corações ela está presente, ela é a Força propulsora da criação do Universo; sem ela não existiria a vida e com ela a vida alcançará a sua essência. O homem é feito à semelhança dessa Força e deve cultivá-la para que ele se junte à sua fonte; elementos iguais se juntam para mais e mais se expandirem, assim é a Vida alimentando a vida. — O homem tem cumprido a Lei? Muito longe ele tem permanecido; seu trabalho é lento, mas se for constante chegará, um dia, como todos chegam, aos mananciais de vida eterna que estão sempre à disposição da própria vida, que são a LUZ, a PAZ, o AMOR. • O HOMEM É IGUAL À SUA FONTE; DEIXE-A JORRAR ÁGUA CRISTALINA, FAÇA-O COM O CORAÇÃO.

78.A ESTRELA BRILHA...

163

Quem trilhar o caminho da fé terá em sua boca a palavra de esperança e terá caridade nas mãos. Os que trabalham em favor dos seus irmãos estão glorificando a Deus na pessoa do próximo. Bendito seja aquele que traz a paz. As dificuldades de uma encarnação estão sendo superadas por todo aquele que traz uma lembrança de sua origem. — E, o que é origem?

É o centro de uma lembrança, é a fonte da qual todos são criados, porquanto todo espírito encarnado tem laços indissolúveis com sua fonte. Às vezes ele, por um segundo, se distrai, mas sempre volta à sua origem, o seu pensamento fulídico está ligado a ela. — O homem constituído nem sempre está ligado à sua fonte, e é por isso que ele comete crimes, perjúrios, delitos de toda espécie? Não, o homem comete delitos por ciscunstâncias ocasionais, de momento, mas a pureza da sua constituição é a mesma. Tanto o que pratica a caridade quanto o salteador de estradas são tirados da mesma fonte, só que este se perdeu pelas circunstâncias, tem dividas a resgatar, tem deveres a cumprir diferentes daquele que traz a palavra de amor, mas ambos são produtos da mesma fonte, tornamos a dizer, com destinos diferentes. — O espírito, sendo etérico, não poderia estar contaminado com dívidas e, mais que isso, em sofrimento? O espírito nada tem a ver com a carne, mas está ligado a ela quando quer atingir o seu fim, que é a sua evolução, e para isso se prontifica na carne e nela destila todo o seu trabalho de redenção, pagando dívidas contraídas com outros espíritos seus irmãos, dando também testemunho do amor do Pai, pois só pela encarnação ele pode, cada vez mais, se aproximar da Essência Divina que é Deus, e somente pela encarnação ele pode amar e proteger seus irmãos de momento, dando com seu exemplo a direção da conquista de bens maiores que fazem a grandeza do espírito, a sua evolução. — O espírito está presente nos atos do homem e, mesmo assim, ele não poderá influenciá-lo para o bem?

164

Não há ligação clara do espírito sobre a matéria. Existem intuições que o espírito consegue passar, mas o homem constituído tem sua personalidade, tem o seu livre arbítrio e também poderá ou não ouvir, pois ele vive em eterno conflito consigo mesmo, está em meio a grande barulho e isso impede de ouvir a voz do seu coração, que é o porta-voz do espírito. Por isso, todo aquele que se mantém resguardado pelo silêncio interior poderá ouvir sua voz e dela fazer uso constante para o seu esclarecimento, como se fora um guia mágico de sua atuação no plano Terra. — Quando é que o homem se aperceberá disso?

Terá muito trabalho para poder ouvir sua própria voz e só pela meditação interior, pela busca, pela procura, poderá distinguir o seu caminho verdadeiro, que faz parte dele mesmo. Mas o homem tem idéias próprias. Enquanto pensa, raciocina, tira conclusões, a sua preciosa oportunidade se perde. Não queremos dizer com isso quenão é dado ao homem raciocinar, pensar, não, estamos nos referindo à sua atuação interior, à sua essência, não à sua atuação física, personalidade; estamos nos referindo só e exclusivamente à sua atuação fluídica. — O homem poderá retornar ao seu caminho verdadeiro e eterno? E por que não, se a sua finalidade é uma só, a sua evolução, pois o que ELE é ele também é, são duas partes iguais. Portanto, o trabalho de volta é importante para todo aquele que se perdeu, mas tão difícil como achar uma agulha num palheiro. O homem é a presença viva do Pai neste plano, e o silêncio, a meditação, principalmente a prática da caridade é que o salvará de sua própria personalidade adquirida pelo raciocínio. Portanto, a estrela brilha; é só procurar onde ela está. Quando todos se encontrarem, tudo será vida eterna, aquela que sempre existiu e existirá, pois tudo e todos se dirigem às fontes da LUZ, da PAZ, do AMOR. • É PRECISO ESTAR ALERTA PARA PRESENCIAR A CHEGADA DA AURORA.

79.QUE É VIVER O PRESENTE?

165

Que Deus faça recair sobre a Terra a Sua paz. Que todos os homens cumpram com os seus deveres de coração. Que a esperança e a fé habitem no coração do homem para que ele possa encontrar o amor. As esperanças estão no coração do homem para que ele não perca o ânimo e a certeza de sua finalidade. — E o que vem a ser finalidade do homem?

É o seu propósito, aquilo a que ele se comprometeu quando em seu estado etérico. O homem está neste cenário de provas com um objetivo, que nem sempre é do seu conhecimento atual, para se pôr à disposição das forças do bem e desincumbir com dignidade espiritual o seu papel. — Que vem a ser dignidade espiritual, e qual o propósito do homem constituído? A dignidade espiritual é a posição do espírito, e o intento é a sua direção de aqui deixar impresso, no coração do seu próximo, o seu amor, a sua disposição e o seu temor às coisas do Pai, colaborando com o seu meio para que todos possam alcançar os seus objetivos. E, então, se dá a fusão de sua personalidade espiritual com o processo de auto-afirmação, influenciando todo o grupo de seu alcance, levando assim a compreensão ao grupo humano e estendendo a sua atuação salutar por todo o seu meio ambiente. — Está o homem preparado para desempenhar o seu papel, aquele escolhido pelo espírito? Ainda está faltando, em sua totalidade, a compreensão exata e a associação do homem-espírito, pois o homem constituído tem ainda posições contrárias à sua formação, e se põe em sofrimento pela não compreensão dos desígnios da vida; ele é, e não sabe que é, igual à fonte de origem. Existe aproximação de muitos homens com suas fontes, mas considerando o todo da Humanidade, esse número fica tão reduzido que é como se fosse uma gota de água no oceano, tão ínfima a proporção. É preciso estar alerta neste sentido. — E como faz-é-1o?
166

Estando o homem alheio ao seu principio, perde-se em seu objetivo e se entrega ao desatino, procurando provar com seu conhecimento cientifico o seu princípio, mas esquecendo de se alongar antes desse princípio, esquecendo-se da matéria-prima que forneceu elementos a esse princípio; então, o homem chega à estaca ínfima e não encontra explicações, e o que não tem explicação, explicado está. O homem está em seu estado dando provas sempre constantes de sua tristeza; o homem é um animal solitário que procura ser sociável e demonstrar por a + b que é grupai. Mas, na verdade, ele é só, desconhecendo a sua origem e querendo descobrir o seu futuro, esquecendo-se, no entanto, de viver o seu presente condignamente. — O que é viver o presente?

É compreender as leis naturais, é respeitar a Natureza com suas leis sábias e deixá-las fluir a seu tempo, não impedindo com sua ação a sua evolução; deixar que o fruto seja fruto, a flor seja flor, o vento seja saudável, as águas sejam puras e os animais vivam em paz. Isto é respeito pela vida e o homem há muito se esqueceu deste preceito: respeitar a vida e deixar que todos vivam. É preciso, portanto, viver e deixar que viva a Natureza, que viva a vida. O homem, sendo solitário, é também triste, mas nem por isso deixa a sua curiosidade sem direção; o homem quer pesquisar, o homem quer conhecer, mas está pesquisando e conhecendo fora, deixando a direção de dentro, que é a mais importante. — Como o caminho de dentro é o mais importante? Porque é aí que está o conhecimento do homem, é aí que reside a sede da vida, o seu princípio, a sua origem. Basta que, para começo de pesquisa, ele olhe para o seu funcionamento físico, veja o seu mecanismo físico e prove e pesquise a sua formação, o seu funcionamento inteligente, que lhe dá a oportunidade de sentir, de viver. Só aí já estaria em seu caminho espiritual. E verificar, por fim, qual a energia que movimenta essa matéria, o que faz a vida fluir. Então, ele estaria conhecendo o caminho que o levará à sua origem e, depois desse conhecimento, que o fará penetrar em sua alma, saber dos seus desejos e ouvir o seu coração, que lhe dá a direção certa do seu futuro. E o grande mistério se faria claro, e conheceria as fontes da vida e para elas se dirigiria eternamente,
167

pois está nelas o seu princípio, sempre constante, e que o receberiam de braços abertos. Essas fontes estão na LUZ, na PAZ, no AMOR. • A VIAGEM MAIOR É A QUE O HOMEM FARÁ PARA DENTRO, ESQUECENDO POR UM INSTANTE OS CHAMAMENTOS QUIMÉRICOS DO SEU VIVER MUNDANO.

80.OS SEDENTOS SÃO MUITOS . . .

168

Os que temem a palavra de Deus encontrarão alívio para suas dores. Todo aquele que ora, que implora e que dá, receberá o consolo da fé em seu coração. Todos estarão unidos na grande roda da esperança que movimenta o mundo. As pesquisas que se tem feito para que o homem entenda sua permanência no plano Terra têm sido grandes, sempre dirigidas ao próprio homem. Na presente era todos devem ter a finalidade dirigida para um único ponto; o encontro de si mesmo. — A finalidade dirigida, como se consegue tal disciplina?

O homem está dentro de um circulo, e quem está dentro tem que permanecer dentro, impondo-se portanto a condição máxima de estar alerta, para que possa, deste modo, perceber, em seus mínimos detalhes, tudo o que se passa a seu redor. Esta vigilância estende-se a todos os seus sentidos, físicos e espirituais, para que ele tenha seus canais abertos a comunicações do seu próprio íntimo, pois neste estado ele terá respostas às suas indagações e, estando neste estado, receberá auxílios para a sua permanência neste plano, que é dirigida, única e exclusivamente, para sua evolução. O homem deveria ter seu pensamento acompanhado por sua indagação científica, para que ele não se perdesse. — Mas como pode estar acompanhado de seu pensamento científico e estar voltado para a sua evolução espiritual ao mesmo tempo? Sim, pode e deve estar, pois quem poderá distinguir a finalidade do seu trabalho se não puder fazer comparações com o que adquire por sua própria conta e vontade? O conhecimento cientifico é adquirido mediante estudo, e o conhecimento evolutivo está nele, vem dele, é o seu interior, coração-espiritoalma, que lhe passa esta compreensão. É preciso que este homem esteja em indagações para poder obter respostas. — Se o homem está procurando uma resposta, então ele, na sua procura, saberá de muitas respostas?

169

Correto, o homem saberá de muitas respostas se a sua verdadeira procura levar uma pergunta: por que recebo o que mereço? Será que tenho o que preciso? — O homem é um ser solitário, mas ele busca sua origem acompanhado de companheiros. Então ele é grupai? Quando homens se juntam é como se fora a força multiplicada, como uma vara de bambu, sozinha ela se parte, em grupo ela é forte; portanto, o homem que tem uma só direção se enfraquece, mas se ele abre seu leque de indagações, se ele se fortalece com sua fé, com a esperança, com a caridade, humildade, ele terá muitas faces, ele se torna forte em sua procura e, quem assim está escudado, acha sua saída. — E qual a saída do homem?

A sua compreensão, a fortuna de se dirigir ao centro do amor, pois aí ele desabrocha e volta à terra como a semente da flor, dará sempre o seu tributo ao meio em que vive, crescendo e fazendo crescer e florir a terra que lhe firma os passos. Ai o homem se multiplica pela eternidade, ele é também o seu irmão que como ele caminha, ele é a flor, o fruto, a folha da árvore pela qual passou; deixou a sua semente plantada no seio da Terra, que lhe assegura os passos e assim a vida se perpetua num sem-fim e a evolução se faz florescer no coração do homem, pois o que está em cima está embaixo. Tudo deve seguir sempre para a frente para que possa dar lugar ao que se propõe também fazê-lo, e o homem tem o seu destino e o seu ponto certo e terá que percorrê-lo e terá que alcançá-lo. O homem é a essência e o todo está entrelaçado nas fontes eternas, nas fontes cristalinas da LUZ, da PAZ, do AMOR. • A ÁGUA É DA MESMA FONTE, OS SEDENTOS É QUE SÃO MUITOS, PERTENCEM A MUITOS LUGARES, PEREGRINAM POR MUITOS CAMINHOS, MAS CHEGARÃO A UM SÓ LUGAR.

81.O HOMEM ESTARÁ GLORIOSO?
170

Que a glória de servir ao Pai seja uma constante no coração do homem, para que ele possa percorrer o caminho da salvação. Que o amordo Pai seja um farol que o encaminhará sempre em Sua direção, para que possa conhecer a si mesmo, e com esse amor se dirigir ao centro do Fogo Eterno. O homem está à procura de uma saída para a solução dos seus problemas, mas não será sempre neste sentido que dirigirá sua busca, pois nestes momentos atuais o homem tem uma finalidade precípua em sua busca — achar o seu caminho de volta, o que lhe traga a certeza do seu motivo de viver. — Como poderá o homem ter motivos vários em sua procura?

O homem está em situação de investigação interior e ele quer satisfazer a inúmeras indagações, e a principal delas é sobre sua origem e destino, mas correm paralelos a esses motivos muitos outros, que são pontos de partida para diversas e diferentes referências. E, estando assim tão empenhado nestas procuras, o seu verdadeiro sentido, que é o seu autoconhecimento, surgirá. — Como o homem tem o seu sentido dirigido por sua consciência psíquica e espiritual? Sabemos todos que o homem é constituído pelo seu lado oculto e pelo seu lado visível, vamos assim classificar para melhor compreensão. Portanto, o seu lado oculto, para todos que se acham neste mesmo plano, está latente em seu viver, mas se acentua, tanto mais que o homem atualmente está se tornando mais coração, mais intenção e, portanto, fazendo com que o seu lado físico propriamente se insinue menos em qualquer ocasião. — O homem, tendo dois sentidos, não está à mercê de influências que ele não possa contestar? Não, esses dois sentidos estão juntos, fazem parte de uma mesma individualidade, são dois sentidos opostos, mas são sentidos de dois modos e são produtos originários de uma emanação única, do homem constituído na carne. — Se o homem tem dois sentidos opostos, terá por força duas atitudes separadas?

171

Não, embora esses dois sentidos sejam opostos, são iguais e emanam de uma mesma fonte de emoções que é o homem constituído como vimos, mas as suas indagações, que são opostas, acompanham as duas direções, mas são emanadas da mesma fonte. O homem tem visão interior e, portanto, está a caminho de grandes descobertas, basta que, para isso, queira o conhecimento. Ocasião virá em que ele descobrirá esses momentos que antecedem a grandes descobertas e, no fim deste século, muitos, inúmeros, já terão percorrido esses caminhos e terão o conhecimento exato de suas duas direções, e então se darão as descobertas maiores do ser humano. Serão obtidas senhas de reconhecimento e penetração à chegada a planos superiores de consciência, e o homem estará, em seu futuro, garantido por sua própria procura. — O homem estará portanto glorioso?

Sim, o homem que souber penetrar em seu mundo de emoções, tiver seu conhecimento oculto, terá forças para a caminhada consciente que se fará presente em seu viver e então será uno, eternamente, com as fontes de energia que estão na LUZ, na PAZ, no AMOR. • SE O HOMEM ESTÁ AQUI, ELE TEM QUE SE DIRIGIR PARA DENTRO, ETERNAMENTE.

82.O HOMEM ADQUIRE OS SEUS PRÓPRIOS HÁBITOS.
172

Os que andam pelos próprios pés poderão proteger, amar, dar todo o seu coração. Os que estão presos a considerações, também sejam amparados. Aos que estão à margem de uma procura, seja enviada a luz interior para que possam se locomover. Enfim, quem traz a tutela certamente alcançará a coroa e terá a luz. As aparências do homem fazem parte de sua vida terrena e ele, em geral, mostra aquilo que não é realmente; somente em determinadas circunstâncias é ativada a sua parte natural, pois o homem representa como num teatro e também só vê aquilo que lhe interessa ver. — Por que o homem age assim? Está na sua natureza adquirida. Estamos presenciando todo esse material adquirido, hábitos, posturas, palavras e obras; são barreiras que impedem ao homem viver sua vida real, a sua vida intima e natural. Seria preciso demolir essa couraça adquirida desde a sua primeira infância. — E como ele a adquire em tão tenra idade? Os pais passam para os filhos tudo que trouxeram, informações de vida, de costumes, religiosas, sociais, e aquele pequeno ser em formação é favorável a este tipo de aplicação; às vezes os pais passam atitudes contrárias àquelas que o filho possui e existe, neste momento, uma tomada de posições quase que indesejáveis. Um exemplo bem comum: existem crianças que não toleram determinado alimento e os pais querem que elas se alimentem daquilo. Sabem os pais da vida evolutiva da criança? Sabem do seu passado encarnacional? Sabem se ela adquiriu hábitos que nasceram com ela, trazidos de outras oportunidades encarnacionais? — É importante então que os pais compreendam e analisem seus filhos? Sim, é importante que esse trabalho seja feito; mas sem confundir com hábitos que venham a prejudicá-los, como hábitos existentes no seu próprio meio natural, esses que prejudicam o seu organismo, hábitos também de
173

costumes. Os pais da atualidade sabem muito bem distinguir pendores naturais de seus filhos com atividades adquiridas no momento. É preciso notar a validade da situação atual e averiguar. — Os pendores naturais são diversos?

Muitos, como a música, a pintura, determinada profissão que já é inerente à criança; quando se fazem perguntas às crianças, às vezes, elas respondem o que realmente têm em sua mente fluídica, não se esquecendo dos seus hábitos de amor, de simpatia, de afeto, pois muitos que se cruzam na presente oportunidade já pertenceram ao mesmo grupo familiar, e são laços que não se quebram jamais. — Todos estarão ligados por laços de convivência?

Muitos se encontram sempre em posições diferentes, mas o mundo é pequeno e as experiências eternas infindas, repetidas e, por que não dizer, indissolúveis; por isso são eternas. — Como o homem adquire atitudes contrárias à sua origem? Pela massificação dos ensinamentos, pela posição que ele tem na sociedade e que respeita como uma segunda natureza, e ele, o pobre homem, não sabe que está alicerçando as barreiras que o levarão à sua própria destruição. Estão vendo que o homem adquire a sua segunda natureza e faz dela a principal. Erra, portanto, em sua escolha e sofre. É preciso que os pais acordem, desde cedo, adquirindo a visão verdadeira, para que os filhos levem a sua mente livre de escolher e pensar, e assim todos possam seguir gloriosos, sempre na direção exata das fontes eternas da LUZ, da PAZ, do AMOR. • O HOMEM ADQUIRE OS SEUS PRÓPRIOS HÁBITOS; SERIA SALUTAR QUE ELE OS ESCOLHESSE PUROS, CRISTALINOS COMO A SUA FONTE, À QUAL ELE VOLTARÁ.

83.ATENÇÃO PLENA A SEU MOMENTO DE VIDA.

174

As dificuldades são tantas na vida do homem que o levam a caminhos diversos daqueles a que ele se propôs. Que bênçãos dirijam os seus passos. As experiências do ser humano quanto à sua caminhada têm sido uma grande lição para todos, pois, às vezes, o homem tem que passar por caminhos estreitos e, se ele não tem a atenção devida, os seus sentidos alerta, a sua atenção plena, há o desequilíbrio. — Que é ter alerta os seus sentidos?

É ter sempre o cuidado do exame de consciência, verificando e escolhendo, para que, conscientemente, saiba ver e sentir tudo que está a seu redor. — E que vem a ser atenção plena?

Quando o homem está entregue a qualquer tarefa os seus sentidos devem acompanhá-lo. Quando falamos em tarefas, são os desempenhos do homem no plano Terra, sua atenção plena, seus sentidos apurados, para que ele seja o executor e, ao mesmo tempo, censor dos seus atos, seus pensamentos; atenção plena ao seu momento de vida, atenção plena a seu desempenho espiritual. — O desempenho espiritual é, então, primordial na vida do encarnado?

Senão o principal, pois, todo aquele que tem ligação com sua origem ouve a voz do seu coração, escuta o seu íntimo, sabe do seu desempenho espiritual, que é tudo aquilo que ele tem, que traz para colocar em prática em sua descida aqui no plano em que se encontra. Sabemos, todos, quão valioso é um bom desempenho espiritual, proveitoso para o espírito e muito mais proveitoso para o meio em que vive aquele espírito encarnado, pois, com seu exemplo, pode provar a sua essência, sempre à disposição das forças do bem, ajudando com o seu exemplo a seus irmãos de momento, socorrendo-os nas suas necessidades. — irmão? É importante que o encarnado seja sempre um exemplo para o seu

Deve ser seu motivo principal. Todo aquele que está encarnado traz seu trabalho, traz seu exemplo. Mas, se ele não tem seus sentidos abertos e, se não
175

tem sua atenção plena, como poderá, então, ser exemplo para seu irmão, se ele não está cônscio daquilo que faz? E, não é só o fazer, é o fazer bem, claro, limpo, tendo tudo o que é seu à mostra, para que o seu irmão sinta a força de Deus. — O exemplo, então, é uma atitude de evolução?

Sim, o exemplo do amor. Há maior força construtora do que o amor? Há impulso maior para a evolução do que estar a serviço de Deus? Há missão mais digna do que amar ao próximo como amar a Deus? O homem sabe disso e, se por uma fração de segundo, se esquece, paga cem anos de sofrimento e dor, pois tudo gira em volta deste centro de transmutação do ser humano. Há necessidade que o coração pulse sempre em sintonia, em conjunto, em grupo, para que este sinal chegue aos pontos de distribuição de tamanho porte que é o centro do Amor do Universo Oculto que é Deus. — O homem caminha em sua direção?

Todos, homens, coisas, planos outros, consciências, atitudes, tudo se volta em direção eterna, é busca, é caminho, é salvação, pois deste Centro de Força emana a vida de todo o plano e é por esse impulso que a vida é criada, sempre, eterna. É preciso estar em seu pleno potencial desse sentimento, importante, eterno, majestoso, e sempre estar em contato com as fontes eternas de manutenção desse estado, que estão na LUZ, na PAZ, no AMOR. • NADA HÁ DE MAIOR E MAIS INTENSO DO QUE O AMOR DE DEUS. BENDITO O HOMEM, QUE FOI CRIADO POR SEU AMOR.

.

MOMENTO DE REFLEXÃO
176

Volume 2

RAMATIS
Psicografado por: Maria Margarida Liguori.

Para VOCÊ, meu irmão, que ainda não conhece RAMATIS cumpre-nos alguns esclarecimentos: RAMATIS é uma entidade espiritual que teve a últlrna carnação na Terra no século X, tendo o seu traspasse ocorrido no ano 993, na Indochina, onde fundou e dirigiu um Templo Iniciático freqüentado por dezenas de discípulos. Em encarnações anteriores, viveu no Egito e na Grécia. Em épocas remotas, existiu na Lemúria e na Atlântida. Há muito tempo, do plano astral, RAMATIS vem se sOla- çando por ajudar a humanidade terrestre em sua evolução. Suas palavras de esclarecimento, de orientação, de a10,10 de amor, tocam-nos diretamente o coração. São palavras de RAMATIS: "A FORMA MAIS HUMANA DE SE TORNAR HUMANO É AMAR E RESPEITAR O SEU PRÓPRIO CORAÇÃO QUE A PAZ DESÇA À TERRA.

177