SETOR FLORESTAL NO ESTADO DO PARANÁ

MARCOS ALVES marcos@floresta.ufpr.br VITOR HOEFLICH hoeflich@cnpf.embrapa.br

ESTRUTURA FUNDIÁRIA
De acordo com dados de 1995 do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), a agricultura é a utilização dominante no Estado do Paraná, com 37% da área total do Estado. As florestas naturais ocupam cerca de 34% da área total do Estado, entretanto grande parte desta (25,4%) são de florestas secundárias, caracterizadas por florestas jovens crescendo em terras abandonadas por agricultores e pecuaristas por apresentarem baixa fertilidade natural ou grande propensão à erosão. As florestas plantadas, geralmente com Pinus e Eucaliptos ocupam pouco mais de 3% da área total do Estado, conforme observamos na tabela 01. Tabela 01 – Uso do solo no Estado do Paraná (1995)
USO Floresta Natural Primária Floresta Natural Secundária Floresta Plantada Agricultura Pecuária Áreas Urbanas Outras áreas TOTAL
Fonte: IAP

PRODUÇÃO DAS FLORESTAS
Apesar da área de florestal plantadas do Estado do Paraná ser de cerca de 688 mil hectares, anualmente somente uma parte de toda esta área é explorada. Conforme observamos na tabela 04 e 05, no ano de 2000, pouco mais de 123 mil ha foram explorados, na forma de desbastes ou corte rasos, resultando em uma produção de toras de mais de 22 milhões de m³. Tabela 04 – Área de floresta exploradas no Estado do Paraná
ANO 1998 1999 2000 % 8,6 25,4 3,1 37,0 22,8 1,9 1,2 100,0
Fonte: IAP

IMPOSTOS GERADOS
Segundo dados da Secretaria da Fazenda do Estado do Paraná, as atividades relacionadas ao desdobro e fabricação de produtos de madeira arrecadaram em 2002 cerca de R$ 54,6 milhões, representando assim aproximadamente 1% do total de impostos arrecadado pelo estado. Observamos na tabela 07 um aumento de 50% do valor total de ICMS arrecadado pelo setor madeireiro do Estado do Paraná em apenas um ano. Tabela 07 – Arrecadação de ICMS do setor madeireiro no Estado do Paraná (R$)
SUB-SETOR Desdobramento da Madeira Fabricação de Produtos da Madeira TOTAL
Fonte: Secretaria da Fazenda do Estado do Paraná

FLORETA PLANTADA (ha) 121.771 141.978 123.218

FLORESTA NATIVAS (ha) 13.261 17.534 9.760

TOTAL (ha) 135.032 159.512 132.978

ÁREA (ha) 1.712.814 5.069.238 620.489 7.368.209 4.548.655 379.900 233.065 19.932.370

2001 16.291.015 19.790.172 36.081.187

2002 23.333.686 31.267.157 54.600.843

Tabela 05 – Volume de toras produzidas no Estado do Paraná
ANO 1998 1999 2000
Fonte: IAP

FLORETA PLANTADA (m³) 18.114.745 20.998.309 22.212.562

FLORESTA NATIVAS (m³) 1.106.538 1.154.014 645.659

TOTAL (m³) 22.152.323 22.858.221

COMÉRCIO INTERNACIONAL
As exportações são um dos mais importantes indicadores de competitividade de um produto em uma economia globalizada. Na figura 02 podemos observar a balança internacional dos produtos de madeira, comercializados pelo Estado do Paraná. No período analisado observamos um crescimento de 64% nas exportações (1999 à 2003). Dentre os produtos de madeira exportados o compensado e a madeira serrada são os principais produtos. As exportações paranaenses de serrados de coníferas representam cerca de 43% do total das exportações brasileiras deste produto. A agregação de valor é muito importante para a manutenção da competitividade dos produtos. Produtos de maior valor agregado, tais como molduras e portas tiveram ótimos desempenhos nas vendas externas.

As áreas de propriedade privada ocupam aproximadamente 80% da área total do Estado do Paraná. Os minifúndios, pequenas propriedades com área de até 10 ha, perfazem mais de 40% do total destas propriedades, mas somente 4% da área total do Estado. Já os latifúndios, propriedades com área superior à 200 há, são menos de 4% do imóveis, mas somam quase 40% da área total do Estado do Paraná. Tabela 02 – Estrutura fundiária do Estado do Paraná (1994)
DIMENSÃO (ha) Até 10 De 10 à 20 De 20 à 50 De 50 à 100 De 100 à 200 > que 200 Áreas Públicas TOTAL
Fonte: IBGE/IAP

INDÚSTRIA MADEIREIRA
No Brasil, cerca de 4% do PIB tem sua origem em atividades que utilizam a madeira (ABIMCI, 2001). No Estado do Paraná, esse índice alcança cerca de 20% do PIB (IAP, 2000). Na tabela 06 observamos o número de estabelecimentos instalados relacionados à área florestal, no Brasil e no Paraná. Tabela 06 – Número de estabelecimentos por setor da atividade florestal (2001)
SETOR Silvicultura, Exploração Florestal e outros serviços relacionados a estas atividades Fabricação de produtos de madeira Fabricação de Pastas, Papéis e produtos de papéis TOTAL
Fonte: MTE/CAGED

Nº DE IMÓVEIS 154.620 85.799 77.279 25.227 13.482 13.383 -369.876

% 41,8 23,2 20,9 6,8 3,6 3,6 -100,0

ÁREA (ha) 792.119 1.233.390 2.399.390 1.773.127 1.885.947 7.417.956 4.430.441 19.932.370

% ÁREA DO ESTADO 4,0 6,2 12,0 8,9 9,5 37,2 22,2 100,0

BRASIL 3.878 15.841 3.049 22.768

PARANÁ 553 2.494 315 3.362

% 14,3 15,7 10,3 14,8

800 700 600 (MILHÕES DE R$) 500 400 300 200 100 0 1.999 2.000 2.001 2.002 2.003 SALDO EXPORTAÇÕES
Fonte: SECEX

ÁREA DE FLORESTAS PLANTADAS
O Paraná é o terceiro Estado com maior área de florestas plantadas de Pinus e Eucaliptos do Brasil. Os reflorestamentos com estas espécies abrangem uma área de 638 mil hectares representando pouco mais de 16% das florestas plantadas com Pinus e Eucaliptos no Brasil. O Estado do Paraná se destaca principalmente por suas plantações de Pinus, que somam mais de 30% do total das plantações deste gênero no Brasil, sendo assim o Estado da federação com maior área plantada. Na tabela 03 observamos as áreas de floresta plantadas existentes nas principais regiões administrativas do Estado do Paraná. Essa regiões englobam vários municípios em cada uma delas. O município de Telêmaco Borba, por exemplo, que detêm a maior área contínua de florestas plantadas do Estado do Paraná, faz parte da região administrativa de Ponta Grossa. Tabela 03 – Distribuição das florestas plantadas por regiões administrativas do Estado do Paraná (2001)
REGIÃO ADMINISTRATIVA Ponta Grossa Curitiba Guarapuava Irati União da Vitória Pato Branco Cascavel Outras regiões TOTAL
Fonte: IAP

Quase 15% do total de estabelecimentos relacionados à área florestal estão instalados no Estado do Paraná. Desses, cerca de 35% são de pequeno porte, com até 4 empregados. Mais de 23% dos grandes estabelecimentos florestais (mais de 1.000 empregados) instalados no Brasil têm como sede o Estado do Paraná. O Estado do Paraná é o maior produtor brasileiro de chapas de fibras, assim como compensados (IAP, 2000). Na figura 01 observamos a localização dos principais pólos produtores de serrados no Estado do Paraná.

IMPORTAÇÕES

Figura 02 – Balança internacional dos produtos de madeira do Estado do Paraná Na figura 03 observamos a balança internacional de celulose e papéis do Estado do Paraná, onde, identificamos um crescimentos das exportações e uma redução das importações ao longo do período analisado.
200 180 160

ÁREA PLANTADA (ha) 289.922 121.065 91.513 46.000 44.043 22.737 14.368 58.732 688.380

% TOTAL PLANTADO 42,1 17,6 13,3 6,7 6,4 3,3 2,1 8,5 100,0

Figura 01 – Localização dos principais pólos produtores de serrados no Estado do Paraná

(MILHÕES DE R$)

140 120 100 80 60 40 20 0 1.999 2.000 2.001 2.002 2.003 SALDO EXPORTAÇÕES IMPORTAÇÕES

GERAÇÃO DE EMPREGO
De acordo com dados do IAP, o setor florestas do Estado do Paraná gerou cerca de 150 mil empregos diretos em 2000. Utilizando a premissa de que para cada emprego direto existam 4 empregos indiretos, chega-se à um número estimado de aproximadamente 600 mil pessoas empregadas pelo setor florestal no Estado do Paraná. Segundo dados do IBGE o Paraná em 2000 deteve cerca de 4,7 milhões de pessoas empregadas, sendo assim, constata-se que as atividade ligadas ao setor florestal representam aproximadamente 12,7% dos empregos do Estado do Paraná.

Segundo dados do IAP (2002), no ano de 2001 a área de floresta plantadas do Estado do Paraná era de 688 mil hectares, ou o equivalente à 3,4% da área total do Estado. Disso, 105 mil hectares eram plantados com Eucaliptos (15,3%), e 532 mil hectares eram cobertos com plantações de Pinus (77,4%). Os restantes 50 mil hectares (7,3%) eram plantações de outras espécies arbóreas, principalmente Araucária.

Fonte: SECEX

Figura 03 – Balança internacional de celulose e papéis do Estado do Paraná