You are on page 1of 60

TIPOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS

Créditos: Ademar Alves Trindade

INTRODUÇÃO

TIPOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS

Tipos de Sistemas Operacionais

Sistemas Monoprogramáveis Monotarefa

Sistemas Multiprogramáveis Multitarefa

Sistemas Com Múltiplos processadores

SISTEMAS MONOPROGRAMÁVEIS/MONOTAREFAS

SISTEMAS MONOPROGRAMÁVEIS/MONOTAREFAS Processador, memória e os dispositivos de E/S dedicados a execução de um único programa.  Processador ocioso por muito tempo  Implementação simples, sem muita preocupação com proteção.

SISTEMAS MONOPROGRAMÁVEIS/MONOTAREFAS

SISTEMAS MULTIPROGRAMÁVEIS/MULTITAREFA

SISTEMAS MULTIPROGRAMÁVEIS/MULTITAREFA Vários programas dividindo os mesmos recursos da máquina.  Sistema operacional gerencia o acesso concorrente aos recursos de forma ordenada e protegida.

Sistemas Multiprogramáveis/Multitarefa

SISTEMAS MULTIPROGRAMÁVEIS/MULTITAREFA

Aumento da produtividade dos usuários e a redução dos custos

Devido ao compartilhamento de recursos do sistema.


Utilização de vários usuários. Realiza diversas tarefas concorrentemente ou simultaneamente.

CLASSIFICAÇÃO

Através do número de usuários que interagem com o sistema Monousuário e multiusuário.

CLASSIFICAÇÃO

Sistemas Monoprogramáveis x Sistemas Multiprogramáveis

CLASSIFICAÇÃO

Podem ser classificados pela forma em que suas aplicações são gerenciadas. O SO pode suportar um ou mais tipos de processamento.

CLASSIFICAÇÃO

Sistemas Multiprogramáveis Multitarefa

Sistemas Batch

Sistemas de Tempo Comparrtilhado

Sistemas de Tempo Real

SISTEMAS EM LOTE/BATCH

Execução seqüencial de pacotes, surgiu pela necessidade de processamento de várias informações q poderiam ser processadas de uma só vez. Esta execução é processada de modo OFFLINE, ou seja, sem a interferência do usuário.

SISTEMAS EM LOTE/BATCH

 

Primeiros tipos de Sos Jobs(Programas) em lotes sequenciais Sem interação do usuário durante a execução Utilização melhor do processador

Mas o tempo de resposta pode ser longo devido ao processamento sequencial.

SISTEMAS EM LOTE/BATCH

SISTEMAS EM LOTE/BATCH

Na sala de máquina, o operador, então, montava a fita magnética em um drive de fita de entrada e carregava um programa, o qual lia o primeiro job da fita, o executava e a saída era escrita em uma segunda fita (drive de saída). Depois de cada job ter terminado, o SO lia o próximo job e o executava. Depois de todo o lote de jobs ter sido lido e executado, levava a fita de saída para um outro computador, que imprimia as saídas dos jobs.

SISTEMAS EM LOTE/BATCH

SISTEMAS EM LOTE/BATCH

SISTEMAS DE TEMPO COMPARTILHADO TIME-SHARING

São divididos o tempo da memória e do processador, a divisão do tempo é democrática, o mesmo tempo demandado para executar um programa é o tempo de executar o outro. A divisão do tempo pode ser feita por usuários ou por programa.

SISTEMAS DE TEMPO COMPARTILHADO TIME-SHARING

SISTEMAS DE TEMPO COMPARTILHADO TIME-SHARING  Permite a execução de diversos programas pelo processador, dividindo o seu tempo  Aloca-se o processador para os programas por intervalos ou fatias de tempo (time-slice)  Ao término da fatia, caso o programa não seja  concluído era substituído por outro e aguardava uma nova fatia  Implementação complexa
 porém

aumentam a produtividade, reduz o custo e exclusividade

SISTEMAS DE TEMPO COMPARTILHADO TIME-SHARING

SISTEMAS EM LOTE/BATCH

SISTEMAS DE TEMPO REAL REAL-TIME

Semelhantes em implementação aos sistemas de tempo compartilhado. Diferem no tempo de resposta exigido no processamento das aplicações. Os tempos de resposta devem estar dentro de limites rígidos

Caso contrário podem ocorrer problemas irreparáveis.

Não existe a idéia de fatia de tempo. Sistemas

SISTEMAS DE TEMPO REAL REAL-TIME

SISTEMAS DE TEMPO REAL REAL-TIME

Um programa (real-time) detém o processador o quanto for necessário, até surgir outro prioritário.

Controlado pela própria aplicação e não e pelo SO.

Ex. Controles de processo

Monitoramento de refinarias de petróleo, tráfego aéreo, sistemas bancários, usinas termoelétricas ou nucleares.

SISTEMAS DE TEMPO REAL REAL-TIME

O piloto automático de uma aeronave precisa ajustar constantemente a velocidade, a altitude e a direção.

SISTEMAS DE TEMPO REAL REAL-TIME

O piloto automático de uma aeronave precisa ajustar constantemente a velocidade, a altitude e a direção.

SISTEMAS DE TEMPO REAL REAL-TIME

Projetar sistemas embarcados com eficácia e produtividade.

SISTEMAS COM MÚLTIPLOS PROCESSADORES

SISTEMAS COM MÚLTIPLOS PROCESSADORES

SISTEMAS COM MÚLTIPLOS PROCESSADORES

SISTEMAS COM MÚLTIPLOS PROCESSADORES

SISTEMAS COM MÚLTIPLOS PROCESSADORES

SISTEMAS FORTEMENTE ACOPLADOS

SISTEMAS FORTEMENTE ACOPLADOS

SISTEMAS FORTEMENTE ACOPLADOS

SISTEMAS FORTEMENTE ACOPLADOS

SISTEMAS FORTEMENTE ACOPLADOS

SISTEMAS FORTEMENTE ACOPLADOS

SISTEMAS FRACAMENTE ACOPLADOS

SISTEMAS FRACAMENTE ACOPLADOS

A GRANDE DIFERENÇA...

VANTAGENS
Sistemas fortemente:  Aumento de throughput (número de processos  executados)  Aumento de confiabilidade (Degradação)  Diminui espaço físico

VANTAGENS
Sistemas fracamente:  Compartilhamento de recursos  Aumento de confiabilidade (Degradação)  Balanceamento de carga  Aumento confiabilidade (Tolerância a Falhas)

SISTEMAS FORTEMENTE ACOPLADOS

Uso intensivo da UCP, o processamento é voltado para a solução de um único problema.
 Tempo

uniforme de acesso a memória Principal pelas UCPs  Apresentam diversos conjuntos reunindo UCPs e memória principal  Os conjuntos são conectados por meio de uma rede de Interconexão

SISTEMAS FRACAMENTE ACOPLADOS
Cada sistema funciona de forma independente com o seu próprio sistema operacional.  Caracteriza-se por processamento distribuído pelos seus diversos processadores.

 SOR

(Sistemas Operacionais de Rede)  Sistemas Distribuídos  Cluster

SISTEMAS OPERACIONAIS DE REDE (SORS)

SISTEMAS OPERACIONAIS DE REDE (SORS)

São independentes

Caso a conexão entre um dos nós sofra qualquer problema, os demais não são comprometidos.
Cada nó possui seu próprio sistema peracional e permite:  Cópia remota de arquivos, Emulação de terminal, Gerência remota, Correio eletrônico. Melhor exemplo de fracamente acoplado

SISTEMAS OPERACIONAIS DE REDE (SORS)

CLUSTER
 

Formado por nós conectados a uma rede de alto desempenho dedicada Cada nó é membro do cluster e possui seus

UCPs, memória, E/S, SO.


 

próprios recursos: Membros do mesmo Fabricante Comunicação por mensagens Submissão de aplicações em Processamento Paralelo

CLUSTER

CLUSTER

CLUSTER

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

Semelhante ao Cluster Existe um relacionamento mais forte entre seus componentes

Como um sistema fracamente acoplado em Hardware e fortemente acoplado em Software

 

Distribui a realização das tarefas entre vários Pcs Existência de várias máquinas é transparente Software fornece uma visão única do sistema

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS