You are on page 1of 33

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Tecnologia em Automação
Coordenação de Estágio

RELATÓRIO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO
Área de Instalação Elétrica e Projetos Elétricos

Douglas Missau dos Santos
Orientador: Prof. Marcelo Rodrigues, M. Sc.

Relatório

apresentado

como

parte

das

exigências para a conclusão do Curso de
Graduação em Tecnologia em Automação
Industrial

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ
CURSO DE TECNOLOGIA EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Relatório de Estágio
Tecnologia em Automação Industrial

INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS
E
PROJETOS INDUSTRIAIS

Realizado por:
Douglas Missau dos Santos
Código: 886270

Curitiba, 25 de Novembro de 2013

LISTA DE FIGURAS
......................................................................................................................................................................................1
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ.................................................................................................2

Relatório de Estágio...........................................................................2
Tecnologia em Automação Industrial...............................................2
INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS......................................................2
1.0 IDENTIFICAÇÃO.......................................................................................................................................................6
1.1 ESTAGIÁRIO ...........................................................................................................................................................6
1.2 PROFESSOR ORIENTADOR.......................................................................................................................................6
1.3 EMPRESA................................................................................................................................................................6
1.4 SUPERVISOR DO ESTÁGIO.......................................................................................................................................7
1.5 ESTÁGIO.................................................................................................................................................................7
3.0 DESCRIÇÃO DA EMPRESA.......................................................................................................................................9
3.1 HISTÓRICO..............................................................................................................................................................9
3.2 VISÃO.....................................................................................................................................................................9
.....................................................................................................................................................................................9
3.4 ÁREA DE ATUAÇÃO DA EMPRESA........................................................................................................................10
4.0 DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS..................................................................................................12
5.0 ÁREAS DE IDENTIFICAÇÃO COM O CURSO...........................................................................................................26
5.1 COMANDOS EM ACIONAMENTOS INDUSTRIAIS (ET53E).....................................................................................26
5.2 MANUTENÇÃO DE SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS (ET54B).........................................................................26
5.3 CONTROLE ELETRÔNICO DE MÁQUINAS (ET55B)...............................................................................................26
5.4 GERÊNCIA DA MANUTENÇÃO (ET54C)................................................................................................................27
5.5 GERÊNCIA DE PROJETOS E PESSOAS (ET56F)......................................................................................................27
6.0 AVALIAÇÃO DO CURSO........................................................................................................................................28
7.0 CONCLUSÃO..........................................................................................................................................................29
8.0 APÊNDICE A.........................................................................................................................................................30
9.0 ANEXOS................................................................................................................................................................32
......................................................................................................................................................................................1
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ.................................................................................................2

Relatório de Estágio...........................................................................2
Tecnologia em Automação Industrial...............................................2
INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS......................................................2
1.0 IDENTIFICAÇÃO.......................................................................................................................................................6
1.1 ESTAGIÁRIO ...........................................................................................................................................................6
1.2 PROFESSOR ORIENTADOR.......................................................................................................................................6
1.3 EMPRESA................................................................................................................................................................6
1.4 SUPERVISOR DO ESTÁGIO.......................................................................................................................................7
1.5 ESTÁGIO.................................................................................................................................................................7
3.0 DESCRIÇÃO DA EMPRESA.......................................................................................................................................9
3.1 HISTÓRICO..............................................................................................................................................................9
3.2 VISÃO.....................................................................................................................................................................9
.....................................................................................................................................................................................9
3.4 ÁREA DE ATUAÇÃO DA EMPRESA........................................................................................................................10
4.0 DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS..................................................................................................12
5.0 ÁREAS DE IDENTIFICAÇÃO COM O CURSO...........................................................................................................26
5.1 COMANDOS EM ACIONAMENTOS INDUSTRIAIS (ET53E).....................................................................................26
5.2 MANUTENÇÃO DE SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS (ET54B).........................................................................26
5.3 CONTROLE ELETRÔNICO DE MÁQUINAS (ET55B)...............................................................................................26
5.4 GERÊNCIA DA MANUTENÇÃO (ET54C)................................................................................................................27

..................................................................................................................................1 ESTAGIÁRIO ...................................6 1.................5........................................2 Relatório de Estágio.............................................................................................................................................................................................................2 1.......0 AVALIAÇÃO DO CURSO.......................................................30 9......................................2 INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS........................................................................................................................................................................................................................0 IDENTIFICAÇÃO..........................................................................................................................................................28 7................................................................................0 APÊNDICE A..............................................................................................................29 8.........2 PROFESSOR ORIENTADOR.................6 1..................................................................................................................0 CONCLUSÃO.............................0 ANEXOS...........1 UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ................................................................................................................................6 ....5 GERÊNCIA DE PROJETOS E PESSOAS (ET56F)....................................................32 SUMÁRIO ............................................2 Tecnologia em Automação Industrial....................................................................27 6...............................................

.......................................................................................2 MANUTENÇÃO DE SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS (ET54B)................................0 CONCLUSÃO.........................................................4 ÁREA DE ATUAÇÃO DA EMPRESA............................................2 VISÃO................... Anexos..................................0 ANEXOS........................................................................29 8.......................................................6 1.....................5 ESTÁGIO........28 7....................................................................3 CONTROLE ELETRÔNICO DE MÁQUINAS (ET55B)...................4 GERÊNCIA DA MANUTENÇÃO (ET54C)..................................................................................31 ...............1 HISTÓRICO......................................................................................................................................................................................................................................................................26 5.............................................................................26 5....10 4...............................................................................9 3.....................................................................................................................9 3.....................3 EMPRESA....................................................................................................................................................................27 6..............................................................................................................................................................................1 COMANDOS EM ACIONAMENTOS INDUSTRIAIS (ET53E)..........................................................4 SUPERVISOR DO ESTÁGIO...........5 GERÊNCIA DE PROJETOS E PESSOAS (ET56F).........................12 5.........................................27 5....................................................7 3.....................0 DESCRIÇÃO DA EMPRESA..26 5...............................................................................................32 8....................................................................30 9............26 5.................. Apendice A...........................................0 APÊNDICE A...........................................................................9 3......................................................................................................30 9...................................................................................................................................................................................................................................................9 ....................................................................7 1.......................0 AVALIAÇÃO DO CURSO................................................0 DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS.................0 ÁREAS DE IDENTIFICAÇÃO COM O CURSO....................................................................................................1....................................................................................

.

n° 3200 Curitiba – PR Telefone: (41) 3051-3600 .3 Empresa Razão Social: PACKFORM – Sistema de Embalagens Ramo de Atividade: Endereço: R. Halim Youssef Ghanem.2 Professor Orientador Nome: Marcelo Rodrigues Telefones: (41) 3310-4794 UTFPR / (41) 9187-8223 (celular) Endereço eletrônico: marcelor.1 Estagiário Nome: Douglas Missau dos Santos Código: 886270 Curso: Tecnologia em Automação industrial Período: 8º Endereço: R.com 1. Lamenha Lins.prof@gmail. n° 47 Cidade Industrial – Curitiba – PR CEP: 81305680 Telefones: (41) 3010-2742 (residencial) / (41) (celular) Endereço eletrônico: dougmissau@gmaill.com 1.6 1.0 Identificação 1.

com.5 Estágio  Setor onde ocorreu o estágio: Automação  Período: 01/10/2012 a 01/10/2013  Carga Horária: 12 meses  Ramos da Tecnologia Automação industrial envolvidos no estágio: Instalações industriais.4 Supervisor do Estágio Nome: Rogério V. Rialto Cargo: Diretor Técnico Telefone: (41) 3051-3600 (comercial) Endereço eletrônico: rogerio@packform. projetos elétricos e pneumáticos. .br 1.7 1.

• Desenvolvimento de novas tecnologias. • Auxiliar montagem elétrica e pneumática das máquinas. e também as novas tecnologias que estão sendo lançadas a todo o momento no mercado.8 2. gestão de projetos e habilidades técnicas especifica. . As atividades desenvolvidas são resumidas nos seguintes tópicos: • Desenvolvimento de projetos elétricos e pneumáticos. americanas e européias. No decorrer das minhas atividades desenvolvi conhecimentos relacionados à programação de inversores de frequência. confiabilidade e qualidade. O setor onde trabalho é o de Automação. • Realização de manutenção das máquinas. E conhecimento referente a normas relacionadas a instalações industriais e a construção de máquinas com a adequação da Norma Reguladora 12 – Segurança no trabalho em máquinas e equipamentos. instalações industriais. e por esse motivo a grande necessidade desenvolvimento técnico e conhecimento a todo o momento. interpretação de projetos elétricos. para que as máquinas que produzimos tenham a cada dia uma maior confiabilidade e uma tecnologia de ponta.0 Introdução O trabalho que realizo tem como objetivo a utilização de conceitos e habilidades desenvolvidas durante o curso de Tecnologia em Automação Industrial. pois como a empresa é uma referência no Brasil e América Latina para o setor de Automatização de Final de Linha a todo o momento têm que estar atualizado sobre normas brasileiras. • Desenvolvimento de novos fornecedores. gerenciamento de projetos e resultados. com ênfase nas áreas de automação.

fruto de pesquisa contínua e uma busca incansável pela qualidade e satisfação de seus clientes. Montando em 1994 a primeira armadora de caixa desenvolvida no Brasil.9 3. O foco em desenvolvimento contínuo e qualidade fez da PackFORM a principal referência em Engenharia de Final de Linha no Brasil e América Latina. 3. • Liderar em qualidade. • Proporcionar oportunidades de crescimento e desenvolvimento pessoal e . fornecedores. velocidade e aplicabilidade. colaboradores e parceiros de negócios.0 Descrição da Empresa 3. • Fornecer produtos e serviços de qualidade superior (que potencializem as operações e recursos de nossos clientes). as inovações e atualizações são constantes. fidelidade e respeito de nossos clientes.1 Histórico Fundada em 1994.2 Visão Ter a liderança de mercado e preferência como desenvolvedores das melhores soluções em engenharia de final de linha! Conquistar a admiração. hoje BRF. tecnologia e participação de mercado. a PackFORM é uma empresa especializada no desenvolvimento de Soluções em Automação e Engenharia para Final de Linha. eficientes e inovadoras de alto valor agregado. Em sua linha de equipamentos desenvolvidos com tecnologia própria. para a Sadia. Hoje a empresa conta com uma Engenharia altamente especializada e uma linha completa de soluções para Final de Linha que são referência em eficiência.3 Missão e Propósito • Desenvolver soluções inteligentes. 3.

• Gerar tecnologia e riqueza nacionais contribuindo para a independência e crescimento do país. Está solução pode ser um sistema completo de Armação de Caixa + Encaixotamento do produto + Fechamento da caixa.4 Área de Atuação da Empresa A empresa hoje tem sua área de atuação voltada à solução de engenharia de final de linha. que vai desde a venda de equipamentos e materiais. . 3. Outra área de atuação da empresa é fornecer para seus clientes. via fita adesiva ou cola. Abaixo temos algumas representações de máquinas que hoje a PackFORM. para a manutenção do cliente. montando várias soluções individualmente para cada cliente que possui uma solução. ou uma solução individual. produz em sua fabrica em Curitiba.10 profissional a nossos colaboradores e parceiros. até contar com um quadro de técnicos que realiza visitas e manutenções em nossos clientes. • Proporcionar aos nossos clientes benefícios compensatórios a seus investimentos. um sistema de pós-vendas muito completo. • Preservar a lucratividade como meio de crescimento e sustentação da missão e visão PackFORM.

11 Figura 1 : Armadora de Caixa Fonte : PackFORM Figura 2 : Encaixotadora Gravitacional Fonte : PackFORM .

através do software Auto CAD. Durante o período de trabalho estou envolvido com o desenvolvimento de projetos elétricos e pneumáticos.0 Descrição das Atividades Desenvolvidas O desenvolvimento de novas tecnologias e métodos de montagem elétrica e pneumática gera uma grande redução de custos final das máquinas montadas. para sempre termos atualizados todos os diagramas de nossas máquinas. realizando a revisão a qualquer momento dos parâmetros programados nos inversores. Realizar a qualquer momento a revisão de nossos projetos. Realizando as montagens elétricas de pequenos equipamentos elétricos e pneumáticos. Realizar desenvolvimento junto à engenharia mecânica sobre novas formas a passagem de cabos e mangueiras pneumáticas das máquinas. Programando inversores de frequências. a partir da finalização dos diagramas elétrico e pneumático. Ou realizar a instalação de qualquer tipo de equipamento que pode ser instalado para testarmos a máquina até seu desenvolvimento final. Auxiliar via telefones técnicos externos que estão em visita em nossos clientes. repassando informações desenvolvidas junto ao departamento de engenharia.12 4. Sempre que estamos auxiliando nossos técnicos temos que ter uma noção muito grande de perca de tempo. pois nossos clientes estão com a produção parada devido a nossa máquina não estar em funcionamento. A principal busca para um departamento com o de Automação é a busca de novos componentes e formas de montagem elétrica e pneumática que gerem um menor custo e uma maior confiabilidade da máquina. A todo o momento gerar arquivos de processos de alteração elétrica ou . para que possamos sempre estar realizando os ajustes dos valores conforme estamos testando a máquina. novos componentes elétricos para instalar na máquina. a qualquer momento nas máquinas que estão em testes. Auxiliar a montagem elétrica e pneumática. Realizando manutenções elétricas e pneumáticas das máquinas. e que estão encontrando alguma dificuldade na área elétrica e pneumática da máquina. desenvolvimento das listas elétricas e pneumáticas.

Como a empresa tem períodos de vendas altos e períodos de vendas baixas.2 Montagem Elétrica Como parte do meu serviço. pois como na maioria das vezes temos um curto período de desenvolvimento de projeto. 4. tiver que criar uma forma eficaz para gerenciar os projetos de máquinas que temos.13 pneumática que realizamos nas máquinas. que nos gerem a cada dia um aumento de qualidade e maior controle das atividades que estamos exercendo. . a uma grande necessidade de gerenciamento dos projetos. auxilio no momento de montagem elétrica da máquina. 4. trazendo um grande conhecimento de equipamentos elétricos. o gerenciamento é uma parte muito importante do processo. para podermos realizar a compra desses equipamentos e termos sempre em nossos servidores um histórico de modificações. e utilizando este serviço para um desenvolvimento junto ao departamento de engenharia. Este aumento de controle está diretamente ligado ao aumento de qualidade do nosso tempo trabalhado para a empresa.1 Gerenciamento de Projetos Como fui contratado para o desenvolvimento do projeto elétrico e pneumático. Como objetivos temos que sempre estar criando novos métodos de controle. a solução para vários problemas de montagem elétrica.

3 Montagem Pneumática Como parte do meu serviço. .14 Figura 3 : Painel Elétrico Fonte : Máquina Encaixotadora PackFORM 4. de circuitos pneumáticos. de acionamentos pneumáticos. auxilio no momento de montagem pneumática da máquina. trazendo um grande conhecimento na parte de equipamentos pneumáticos. e utilizando este serviço para um desenvolvimento e revisão dos projetos que temos hoje junto ao departamento de engenharia.

2012. que é um software de desenho em 2D e 3D. no momento estão iniciando um desenvolvimento junto a alguns fornecedores de software para desenvolvimento de diagrama elétrico e pneumático. . só que não um software especifico para o desenvolvimento de diagramas elétrico e pneumático. Estes erros acabando gerando vários atrasos para todo o processo de produção de máquinas. para que possamos realizar um levantamento detalhado sobre os custos e benefícios.15 Figura 4 : Painel Pneumático Fonte : Máquina Encaixotadora PackFORM 4. por não ser um software especifico o uso do AUTO CAD acaba gerando uma série de erros humanos no momento de desenvolvimento dos diagramas.4 Software para desenvolvimento de diagramas Hoje utilizamos o software AUTO CAD.

se este equipamento for aprovado. a mais importante para o departamento de automação é a NR 12 – Segurança no trabalho em máquinas e equipamentos. ele acaba se tornando um equipamento padrão para nossas máquinas. me trazendo a experiência de conversar diretamente com nossos fornecedores e demonstrar o tipo de tecnologia que estamos procurando. fez com que todas as fabricantes de máquinas alterassem o modo que é realizado a segurança por parte da alimentação elétrica e pneumática. temos a aprovação ou não do equipamento. NR’s. que a partir do momento que entrou em vigor. o desenvolvimento se consiste em realizar várias reuniões com vários fornecedores. sempre estamos buscando junto aos nossos fornecedores. montamos uma tabela contendo os valores e as características de cada item. Depois de realizamos estes testes.16 para que possamos saber se vale a pena para a indústria investir nesse tipo de software. e após toda está análise. Esta busca por novas tecnologias me trouxe a experiência de receber e realizar várias reuniões com fornecedores. ou quando necessitamos de novas tecnologias. pedimos junto ao nosso fornecedor uma amostra desse equipamento. novas tecnologias para o melhoramento de nossas máquinas. 4. Está procura começa quando encontramos alguns problemas com nossos fornecedores atuais. para que possamos testar diretamente em nossas máquinas. depois disso realizamos um orçamento. 4. .6 Conhecimento sobre Normas Reguladoras Como a empresa é uma fabricante de máquinas ela deve seguir varias Normas Reguladoras brasileiras. Através da NR-12 tivemos que reavisar toda montagem elétrica e pneumática das máquinas que montamos hoje.5 Desenvolvimentos de novas tecnologias e fornecedores Como a empresa é uma referencia para o mercado de final de linha. isto nos auxilia para o conhecimento das tecnologias atuais e fazendo com que sempre ficamos antenados a essas tecnologias.

017-4 / I2) . Normas sobre proteção de máquinas e equipamentos. As máquinas e os equipamentos com acionamento repetitivo.2. Normas de segurança para dispositivos de acionamento. que os fabricantes de máquinas devem seguir. As máquinas e os equipamentos devem ter dispositivos de acionamento e parada localizados de modo que: a)seja acionado ou desligado pelo operador na sua posição de trabalho. fornecida por fonte externa. As máquinas e os equipamentos que utilizarem energia elétrica. • 12.2. (112. que não tenham proteção adequada. deve realizar todas as modificações necessárias para que sua máquina respeite esta norma. involuntariamente.3. devem ter dispositivos apropriados de segurança para o seu acionamento. realizemos um estudo para adequar a máquina do cliente com a norma atual. devem possuir chave geral. (112. (112.2.013-1 / I2) • 12.009-3 / I2) b) não se localize na zona perigosa de máquina ou do equipamento. em local de fácil acesso e acondicionada em caixa que evite o seu acionamento acidental e proteja as suas partes energizadas. (112.012-3 / I2) e) não acarrete riscos adicionais. (112. partida e parada de máquinas e equipamentos. ou de qualquer outra forma acidental.015-8 / I2) • 12.17 E como por lei todas as empresas que tenham máquinas antes da vigência da ultima revisão da NR-12. por outra pessoa que não seja o operador.3.010-7 / I2) c) possa ser acionado ou desligado em caso de emergência. (112.011-5 / I2) d) não possa ser acionado ou desligado.014-0 / I2) • 12.2.1. oferecendo risco ao operador.1. • 12. (112. pelo operador. Abaixo temos algumas diretrizes da norma NR-12.3. (112. As máquinas e os equipamentos devem ter suas transmissões de força enclausuradas dentro de sua estrutura ou devidamente isoladas por anteparos adequados.2. • 12. Fazendo que pra todas estas máquinas mais antigas.

18 • 12. Estes pontos destacados acima são algumas das diretrizes que temos que seguir. tais como: • CLP – Controlador Lógico Programável. no mínimo. As máquinas e os equipamentos que ofereçam risco de ruptura de suas partes. alternados ou rotativos.3. devem ter os seus movimentos. protegidos. projeção de peças ou partes destas. (112.56. . • Relé térmico.1 – Os dispositivos de parada de emergência não devem ser utilizados como dispositivos de parada ou de acionamento.6. de forma a oferecer proteção efetiva. todas as máquinas necessitarão de uma fonte reguladora. Os materiais a serem empregados nos protetores devem ser suficientemente resistentes. monitorados por interface de segurança. ligados em série. 4.3. • IHM – Interface Homem-Maquina. dois contatores com contatos positivamente guiados. ou seja. • Disjuntor-motor.019-0 / I2) • 12.37 . acionamento entre outros controles que compõem a interface de operação das máquinas devem operar em extra baixa tensão de até 25V em corrente alternada ou 60V em corrente contínua. para atender a NR 12.0220 / I1) • 12.Os componentes de partida. (112. • Disjuntor. • 12.O circuito elétrico do comando da partida e parada do motor elétrico de maquinas deve possuir.36 .7 Equipamentos elétricos industriais Dentro da área que atuo dentro da empresa tenho contato com vários tipos e modelos de equipamentos elétricos industriais.3. • Contator. parada. • 12.

consigo diminuir o tempo de montagem de cada diagrama. 4. consigo diminuir o tempo de montagem de cada diagrama. • DR – Disjuntor-Residual.19 • Micro-switch. tais como: • GRLA – Válvula auxiliadora de vazão. • DPS – Dispositivo para Proteção de Surto. Entre muitos outros equipamentos que utilizamos em nossas máquinas. Estes conhecimentos me beneficiam no momento de desenvolvimento do diagrama elétrico. pois através deste conhecimento de equipamentos. • Disconnect Pneumático. • SE – Válvula de escape rápido. Estes conhecimentos me beneficiam no momento de desenvolvimento do diagrama pneumático.8 Equipamentos Pneumáticos Dentro da área que atuo dentro da empresa tenho contato com vários tipos e modelos de equipamentos pneumáticos industriais. • Cilindros. • Rele de segurança. pois através deste conhecimento de equipamentos. • Sensores. • Fontes. . • Sub-base para válvulas. • Válvulas direcionais. • Inversores de frequência. • Filtro regulador de pressão. • Encoder. Entre muitos outros equipamentos que utilizamos em nossas máquinas.

9 Teste Elétrico das Máquinas Depois de montada a máquina. • Rele de segurança . partimos para o teste pneumático da máquina.10 Teste Pneumático das Máquinas Depois de realizarmos o teste elétrico.5 mm. Para realizar este teste utilizamos um alicate amperímetro. Depois de realizar estes testes. para verificarmos o funcionamento correto de cada um deles.11 Equipamentos voltados a NR-12 Como nunca havia trabalho em uma indústria fabricante de máquinas. começamos os testes das saídas do CLP. como sensores. Se ocorrer qualquer alteração. realizamos os testes elétricos de montagem da máquina. acabei conhecendo e vivenciando vários equipamentos voltados para NR-12. e buscando algum erro de montagem na parte do painel.20 4.O rele de segurança é um relé de monitoração de segurança que fornece o básico para sistemas de controle de segurança em um pacote de 22. monitorando cada saída e verificando o acionamento dos equipamentos pela saída do CLP. que devem ser testados individualmente. para sempre termos um projeto correto em nosso servidor. Reles de Segurança. no primeiro momento batendo continuidade entre cada ponto da máquina. realizamos uma revisão de projeto. 4. Logo após os testes de sensores. Este teste consiste em verificar ponto a ponta a montagem pneumática da máquina consistindo em acionar individualmente cada válvula e verificando junto ao diagrama se cada cilindro está começando na sua posição correta. 4. Ele se conecta a um gate de segurança de canal único. como Protetores de surto. pelo departamento de Automação. aprovamos a máquina na parte elétrica. realizamos o teste prático dos componentes da máquina. depois de todos estes testes elétricos. Disjuntores Residuais. uma parada de emergência de canal único ou uma cortina de luz que fornece . e em nossas máquinas.

comerciais e residenciais. . Os dispositivos protetores de surto são necessários em qualquer instalação que tenha riscos de sofrer danos por sobretensão (raios diretos. É fornecido um reset manual monitorado e resets automáticos ou manuais.Os dispositivos protetores de surto foram desenvolvidos para limitar sobretensões transientes e também desviar as altas correntes provenientes de descargas atmosféricas. indiretos e surtos por chaveamento). Conectando-se a um gate de segurança de canal duplo ou parada de emergência. Figura 5 : Rele de segurança Fonte : Allen-Bradley • DPS .21 detecção de falhas cruzadas.Princípio de funcionamento . São utilizados em instalações industriais.

22 Figura 6 : DPS – Dispositivo para Proteção de Surto Fonte : Schnneider • DR . . Disjuntores DR com corrente residual nominal de 30mA são usados para proteção pessoal. Disjuntores DR com corrente residual nominal de 500 mA são usados para proteção contra incêndio. de materiais. contra incêndio e contato direto com componentes ativos. curto-circuito ou corrente de fuga a terra. Recomendado nos casos onde existe a limitação de espaço.Dispositivo de seccionamento mecânico destinado a provocar a abertura dos próprios contatos quando ocorrer uma sobrecarga.

para que cada estagiário possa passar e aprender ao máximo sobre a forma que a empresa trabalha. os contatos auxiliares bifurcados dourados são ideais para aplicações de baixa energia ou circuitos de controle de gabarito. e consiga suprir as necessidades que a empresa apresenta. sobre o departamento.12 Gerenciamento de Estagiário O gerenciamento de funcionário é uma das partes mais difíceis que temos. Hoje estamos reformulando o processo de desenvolvimento de estagiário. individualizando para cada departamento um processo especifico. pois você deve repassar todo o seu conhecimento. . não mudará de estado quando o polo de alimentação solda. Os contatos auxiliares ligados mecanicamente N. Figura 8 : Contator de Segurança Fonte : Allen-Bradley 4. de uma forma que o estagiário aprenda.23 Figura 7 : DR – Disjunto Residual Fonte : Schnneider • Contatores de Segurança . e sobre qual seria o seu papel no momento de fabricação de cada máquina. Além disso.Contatores de segurança fornece contatos guiados e ligados mecanicamente positivamente. com vários contatos conectados em série NC auxiliar.F. exigido em circuitos de realimentação de aplicações de segurança modernos.

pois no momento ainda não tivemos um tempo grande para podermos organizar nosso almoxarifado. que é a falta de conhecimento de equipamentos que temos hoje estocado. causado por falta de algumas matérias no curso. para que quem estiver dentro do almoxarifado saiba qual o código de compra e quais os modelos que utilizamos atualmente. Esta lista é feita junto aos diagramas elétricos e pneumáticos.15 Dificuldades Encontradas Durante o meu trabalho encontro dificuldades por falta de conhecimento técnico. Uma das buscas mais maçantes que temos é diminuir e melhorar o tempo utilizado para este processo. as listas são repassadas ao departamento de compras. que está dividido entre itens elétricos e pneumáticos. e após de finalizar as 2 listas. as mesmas são repassadas para a separação de material de estoque do almoxarifado. o destacamento de muitos materiais como anilhas. 4. Hoje temos um grande problema com o almoxarifado.14 Separação de Materiais no Almoxarifado Umas das atividades que os funcionários da Automação têm.13 Almoxarifado Hoje o departamento de Automação é responsável por um almoxarifado. terminais. Este processo ainda está no começo.24 4. é a separação de materiais no almoxarifado. e a baixa carga horária de algumas . Para isso temos a reformulação do almoxarifado. Para resolver este problema estamos aos poucos reformulando a forma de guardarmos os componentes dentro do almoxarifado. mas até o momento essa mudanças mostram alguns resultados. Depois de separado o material de estoque. realizando o reaproveitamento de componentes que temos em estoque. 4. e criando métodos que possam diminuir o tempo gasto dentro do almoxarifado. que deverá comprar os itens faltantes. como a facilidade que temos de encontrar vários equipamentos.

pois hoje quem trabalha em indústria tem que ter um alto conhecimento destas normas. outra dificuldade que enfrentei. uma vez que no curso. . e depois entender totalmente detalhado este processo. demorou certo tempo. pois como tudo é regido por estas normas o curso deveria nos dar uma maior noção sobre cada uma delas. principalmente na parte de sensores de muitos modelos. Pois num primeiro momento tive que entender todo o processo que a empresa utiliza para a fabricação completa de uma máquina.25 disciplinas. pois como a rotina é totalmente diferente de outras empresas em que já havia trabalhado entrar no ritmo de trabalho de uma indústria de fabricação de máquinas. Para poder aproveitar meu tempo de trabalho. A maior dificuldade foi à falta de conhecimento. pois toda a lógica de programação parte dos sensores. não temos nenhuma matéria especifica para este tipo de trabalho. Outra dificuldade é a falta de uma matéria especifica para o desenvolvimento de projetos elétrico e pneumático via software. foi nunca ter uma experiência em uma indústria de fabricação de máquinas ou equipamentos. enquanto estou trabalhando. Sobre as normas NR’s sinto que temos pouca carga horária. sem ter perdas de tempo. Dentro ao meu trabalho.

3 Controle Eletrônico de Máquinas (ET55B) .1 Comandos em Acionamentos Industriais (ET53E) Umas das atividades que realiza na empresa é o desenvolvimento de projetos elétricos e pneumáticos. 5. manutenção de sistemas elétricos industriais. gerência de manutenção e gerência de projetos e pessoas.0 Áreas de Identificação com o Curso Durante o meu trabalho aplico vários conceitos referentes às disciplinas de comando e acionamentos industriais. 5. 5. controle eletrônico de máquinas.26 5.2 Manutenção de Sistemas Elétricos Industriais (ET54B) Outra atividade que realizo é a de manutenção elétrica e pneumática em máquinas que estão sendo testadas e máquinas onde realizamos manutenção em nossa empresa. para desenvolver estes projetos utilizo diversos conceitos de ligações elétricas e pneumáticas obtidas nesta matéria em especifico.

tive uma pequena experiência sobre gestão de projetos e pessoas. 5. E através desta matéria estou montando um inicio de plano de manutenção para as máquinas que hoje a empresa em que trabalho monta. no primeiro momento de contato com este tipo de equipamento.27 Está matéria é uma das mais importantes que tive para as atividades que realizo. Como hoje estes tipos de equipamentos são umas linhas muito importantes para as indústrias de fabricantes de máquinas. me deu uma pequena experiência para gerência. 5.5 Gerência de Projetos e Pessoas (ET56F) Através desta matéria. dentre outros conceitos. pois nesta matéria conhecemos os conceitos de inversores de frequência. soft-starter. E como hoje sou um líder no departamento de Automação consegue utilizar técnicas aprendidas nesta matéria no meu dia a dia. através desta matéria consegui ter um conceito muito bom. .4 Gerência da Manutenção (ET54C) A disciplina de gerência de manutenção tem como grande objetivo demonstrar vários fatores e modelos de gerência de manutenção que podemos aplicar em vários modelos de indústrias e máquinas. e mesmo sendo uma matéria com uma carga horária muito baixa.

28 6. sendo assim nem com um bom conhecimento teórico e nem um bom conhecimento da prática. o único perigo que vejo desta mescla é que dependendo da forma que algumas matérias foram dadas. Tendo em vista que no curso temos uma mescla entre aulas praticas e teóricas. mas completos para o mercado de trabalho. . ficamos no meio do caminho para as duas coisas. Esta mescla faz com que o curso possa de dar um bom conhecimento tanto da pratica quanto da teoria. O curso deve buscar o seu espaço nessa mescla para que os alunos possam se torna cada vez. A falta uma carga horária correta de algumas matérias traz a sensação de que a maioria dos alunos que saem para buscar um estágio ou um emprego com atuação em automação está muito crua para estas atividades.0 Avaliação do Curso O curso de graduação em Tecnologia em Automação Industrial da Universidade Tecnológica Federal do Paraná é um dos melhores cursos do Brasil.

O trabalho que desenvolvo na empresa em que atuo me mostra o quão necessário é o conhecimento adquirido em um bom curso e uma boa universidade.0 Conclusão Através da realização deste relatório consigo perceber. As dificuldades que enfrento em meu dia a dia de trabalho me mostra o quão é difícil. O que me demonstra ser o diferencial do curso é ele te dar uma base de informação e noções sobre o que você poderá encontrar fora da universidade. pois este conhecimento acaba abrindo portas para quem sempre procura uma boa oportunidade de emprego. o desenvolvimento profissional ficará bem prejudicado. que somente os conhecimentos adquiridos na universidade. pois sem está base.29 7. Pois como atuamos em um mercado que sempre está em atualização. sairmos de uma universidade e entrarmos em um chão de fabrica. não são o bastante para você se manter no mercado de trabalho. devemos sempre estar sempre atualizado junto ao mercado de trabalho. . onde algumas experiências que vivenciamos. nunca conseguiriam apenas em aulas teóricas e práticas na universidade.

30 8.0 Apêndice A .

........ realizado na PACKFORM Sistemas de Embalagens.......................................................... Prof... Rogério Rialto Coordenador do Estágio /Diretor Técnico da PACKFORM ............................................................. Marcelo Rodrigues......... Sc.... Orientador do Estágio ........... código 886270....................... no relatório de estágio supervisionado.31 Declaro que as pessoas citadas abaixo leram e estão de acordo com os dados apresentados nesse trabalho................................. M.................... .. referente à avaliação do aluno Douglas Missau dos Santos.

32 9.0 Anexos .