Reabilitação

Mestrado Integrado de Medicina da FMUL Área Disciplinar de Introdução às Doenças do Envelhecimento 2013-2014 Regente: Prof. Doutor João Gorjão Clara

Aula de 25 de Novembro de 2013 Lia Marques, Médica Es ecialista em Medici!a "!ter!a marques#lia$%mail#com

1.Defini !es ".Perda de autono#ia $ Modelos e%&licati'os (. )'alia ão Inicial * Identifica ão de necessidades (.1 Instru#entos Utili+ados (." Defini ão de ,-jecti'os (.( Potencial de Rea-ilita ão (.. /0ui&a Multidisci&linar .. Progra#as de Rea-ilita ão ..1 1uando e Co#o2 .." Inter'en !es ..( Progra#as /s&ec3ficos 4. Ideias C5a'e * Pala'ras C5a'e

Reabilitação

Lia Marques 2013

1# Definição :
O o !ectivo da rea ilitação " resta elecer capacidades #$sicas e mentais %ue tenham sido perdidas& por doença ou lesão' (redende alcançar o n$vel mais elevado poss$vel de #unção& independ)ncia& autonomia por #orma a melhorar a %ualidade de vida das pessoas' ,s #ais 'el5os t6# igual#ente co#or-ilidades fisicas ou cogniti'as su-cl3nicas 0ue se torna# #ais e'identes 0uando surge u#a no'a disfun ão: deteriora ão cogniti'a ligeira &osta e# e'id6ncia durante rea-ilita ão a&7s fractura do colo do f8#ur9 0uando o doente não consegue a&render a utili+ar os au%iliares de #arc5a 0ue l5e são &rescritos. ,s o-jecti'os da rea-ilita ão &ara a &o&ula ão geri:trica centra#;se na recu&era ão da sua ca&acidade de reali+ar acti'idades de 'ida di:ria9 auto cuidado e #o-ili+a ão.
Lia Marques 2013

2# Modelos explicativos de perda de função:

Patologia )cti'a
Processos celulares nor#ais e esfor o 5o#eost:tico &ara reto#ar a esta-ilidade são interro#&idos

Li#ita ão Funcional
Li#ita ão f3sica ou #ental

Disfun ão
Perda ou altera ão a n3'el tecidular dos orgãos

Inca&acidade
Li#ifa ão fisica ou #ental no conte%to social

Lia Marques 2013

Adaptado do primeiro modelo para explicar incapacidade apresentado por Nagi no início da década de 60.

2# Modelos explicativos de perda de função: )ltera ão do Fractura do colo do f8#ur /stado de <aude doen as9 les!es9 en'el5eci#ento Fun !es e da Co#&ro#isso estruturas ca&acidade de #arc5a Cor&orais secund:ria = fractura Inca&acidade &ara fa+er )cti'idade desloca !es de /%ecu ão grande de dist>ncica ou su-ir tarefas ou ac !es escadas De&ressi'o9 ansioso9 Factores desiste Indi'iduais Dei%a de co#&arecer e# Partici&a ão e'entos sociais ou )&lica ão a u#a efectuar as co#&ras &ara situa ão real a casa $ isola#ento ?i'e so+in5o nu# Factores a&arta#ento no segundo )#-ientais andar se# ele'ador Lia Marques 2013 Adaptado da International Classification of Functioning. Disabilit and !ealt" #ICF$ % &00& .

3# Avaliação & A'erir !ecessidades (b)ectivos* Identi#icar a perda de #unção Identi#icar a causa da incapacidade Identi#icar comor ilidades %ue a#ectam directa ou indirectamente a rea ilitação Determinar %ual o melhor local para rea ilitação Lia Marques 2013 .

isiotera euta Nutricio!ista -sic.armac/utico Médico .3# A'erir !ecessidades Como? Avaliação 1eri2trica 1lobal "de!ti'icar +i!d# 1eri2tricas -erda de 'u!ção & Risco de erda3 Para quê? Ma!ute!ção de Auto!omia 0ualidade de vida Lia Marques 2013 E!'ermeiro Assiste!te +ocial .lo%o .

Determinar se a deterioração #uncional #oi de instalação su ita ou pro*ressiva .De#inir o estado #uncional pr"vio ao epis./estes de rastreio .es e esta elecer etiolo*ia . Caracteri+ar a inca&acidade e &lanear a inter'en ão tera&6utica #ais efica+. .dio %ue desencadeou a dis#unção actual para adaptar os o !ectivos da rea ilitação .Determinar a repercursão sintom+tica das alteraç.3# Avaliação "!icial 4 Reabilitar o qu/5 3#1 A!am!ese e E6ame (b)ectivo diri%idos* .0edidas standardi1adas para testar #unção por e2emplo para actividades de vida di+ria& %uer +sicas& %uer instrumentais Lia Marques 2013 .&or e%e#&lo diferenciar causas res&irat7rias de #usculoes0uel8ticas .

/0#-$1-02. )" s :"er. Assessing mobilit in older adults1 t"e 9A6 'tud of Aging 8ife5'pace Assessment. *allace D. &00/./1000. )" sical performance measures in t"e clinical setting. 7ot" D8.%000< . )erera '. and 3)eel C.es #uncionais Ca&acidade de tarefas do#8sticas Ca&acidade de se auto ali#entar Ca&acidade de se auto ali#entar Ca&acidade de #o-ili+a ão e autono#ia &ara acti'idades de 'ida di:ria <u-ir escadas9 dea#-ular Colocar u# li'ro &esado nu#a &rateleira alta /nrolar u#a fol5a de &a&el na #ão e resistir For a de &rensão a 0ue l5e seja retirada /scre'er u#a frase ?elocidade da Marc5a Coordena ão #otora fina /0uil3-rio din>#ico9 risco de 0uedas For a das e%tre#idades inferiores9 desnutri ão Passar da &osi ão sentada ao ortostatis#o de -ra os cru+ados Lia Marques 2013 Adaptado de 'tudens(i 'A..3# 1 Avaliação & A'erir !ecessidades* 3ctividade de 4astreio 5apacidade avaliada For a das e%tre#idades su&eriores Implicaç. et al. + Am . et al. 'a4 er56a(er ).eriatr 'oc. &00-.

ra45!ill. >d. :inetti =>.erontolog . !a??ard *7.3#2 "de!ti'icar . . /t" edition.eriatric =edicine and . !alter +6. =c. @uslander +.. &00- .eriatric 7e"abilitation.actores que co!dicio!am a Reabilitação* 6actores a Identi#icar Delirium * D8fice cogniti'o Insta-ilidade @e#odin>#ica Fractura oculta e #etasti+a ão 7ssea Infec ão )guda 5ompromisso da 4ea ilitação Inca&acidade de cola-orar e a&render Risco &ara &rogra#as de e%erc3cio /%erc3cios de carga e resist6ncia &ode# agra'ar ou &ro'ocar A Confusão9 fadiga9 5i&otensão Adaptado de !oenig ! and Cutson :. Lia Marques 2013 6lass +). In1 )rinciples of .

Factores 0ue Influencia# a Rea-ilita ão )da&ta ão Lia Marques 2013 !a??ardAs1 .eriatric =edicine and .erontolog 'ixt" edition .

3#3 7e'i!ir (b)ectivos & -ote!cial de Reabilitação* Esta elecer o potencial de rea ilitação ap.paliação 3us)ncia de motivação Esta elecer o !ectivos !untamente com o doente e #am$lia ap.prio processo de rea ilitação e decisão do local ideal para a rea ilitação' Lia Marques 2013 .s avaliação detalhada e identi#icação de #actores condicionantes do pr.s resolução da intercorr)ncia a*uda 7ão tam "m #actores determinantes da rea ilitação8 0otivação 5apacidade 5o*nitiva Estado #uncional pr"vio 5omor ilidades 3daptação das e2pectativas a 5ircunst9ncias particulares8 Doença terminal .

doente te# u# &a&el funda#ental na a-ordage# de disfun ão * doen a cr7nica9 &elo 0ue de'e ser se#&re inclu3do e# todos os &rocessos de decisão referentes = sua rea-ilita ão 3 e%uipa " respons+vel por esta elecer o !ectivos e desenvolver um plano terap)utico para os atin*ir' 3 educação do doente para o autocontrolo assim como dos seus cuidadores " um componente central de %ual%uer processo de rea ilitação' Lia Marques 2013 .3#8 Eleme!tos de uma Equi a de Reabilitação* E%uipa 0ultidisciplinar em %ue o doente e seus #amiliares : 5uidadores são elementos centrais .

Factores fa#iliares e a#-ientais .)?DCs ..cu&acional /rgotera&euta Bera&euta da Fala .eriatrics 'ociet . Ne4 Cor(1 American .Prescri ão $ /duca ão $ )consel5a#ento e orienta ão Bera&euta .eriatric =edicine./duca ão do doente e fa#3lia * Cuidador -Factores fa#iliares e a#-ientais -Factores Psicosociais . .Progra#a de e%erc3cio &ersonali+ado ./stado nutricional .Breino dirigido &ara su&rir d8fices co# recurso a au%iliares .cuidar e autono#ia &ara )?DCs .Ca&acidade de se auto.)consel5a#ento $ orienta ão social . 0<<<1.(ro#issional Fisiotera&euta * Fisiatra (rincipais #unç.Disfagia $ #edidas de correc ão . ed.Breino de altera !es da linguage# * #e#7ria .)'alia ão Glo-al . 7e"abilitation.&ti#i+ar dieta ali#entar . Ne4 Cor(.Risco de Iatrogenia .eriatric 7eBie4 ' llabus1 A Core Curriculum in . In1 'alerno +.es Lia Marques 2013 -)'alia ão funcional $ for a #uscular e resist6ncia9 risco de 0uedas9 #o-ilidade9 e0uil3-rio e #arc5a -Identifica ão de necessidade de au%iliares de #arc5a e sua &rescri ão .2.rto&5onist /nfer#eiro )ssistente <ocial Dietista * Dutricionista M8dico Adaptado de :4ers( +. .)'eriguar ada&ta ão da casa . !oenig !.Ca&acidade de co#unica ão .

Internamento8 Rea-ilita ão intensi'a co# u# #3ni#o de ( 5oras &or dia de rea-ilita ão . Lia Marques 2013 . Para rea-ilita ão &7s fractura do colo do f8#ur o local onde ocorre a rea-ilita ão não &arace influenciar o &rogn7stico.8#1 -ro%ramas de Reabilitação 9om o!e!tes da Reabilitação 4 (!de5 . /# situa !es &7s )?C a rea-ilita ão e# centros diferenciados co# interna#ento 9 ou Unidades de )?C #ostrou ser #ais efica+ e co# #el5or recu&era ão funcional &ara os doentes.5entros de rea ilitação8 a#-ulat7rio .4ea ilitação em domic$lio8 so-retudo Etil e# doente e# 0ue 8 dif3cil a #o-ili+a ão &ara fora do do#ic3lio ?:rios estudos no sentido de co#&reender 0ual o local #ais ade0uado a cada doente9 #as os resultados são inconclusi'os.

GRea-ilita ão Dutricional Lia Marques 2013 .8#2 -rocesso :(L.+<"9( de Reabilitação 4 "!terve!ç=es * F1G/%erc3cio * )cti'idade F3sica F"GBreino es&ec3fico de acti'idades de 'ida di:ria F(G)u%iliares e dis&ositi'os de ajuda = #arc5a e ada&ta ão =s acti'idades de 'ida di:ria F.

Para 0ue o e%erc3cio &ro'o0ue altera !es na fun ão f3sica te# 0ue &ro'ocar u# stress su&erior do 0ue o da acti'idade di:ria 5a-itual: Desa#ios +s capacidades nos pro*ramas de e2erc$cio< 7empre8 Definir . descondiciona#ento 8 re'ers3'el9 &ossi-ilitando a #el5oria da for a #uscular.>1? E6erc@cio & Actividade . O e2erc$cio " se*uro para os adultos velhos.isica* 5entral na rea ilitação #$sica Cada &rogra#a de e%erc3cio &rescrito de'e ser esta-elecido co# o-jecti'o es&ec3fico definido9 e todos os o-jecti'os se de'e# conjugar no sentido de #el5oria funcional. .-jecti'os es&ec3ficos /n'ol'i#ento do doente e da Fa#3lia * cuidadores $ )desãoHHH )da&ta ão =s co#or-ilidades Lia Marques 2013 . Da #aior &arte dos casos o decl3nio da for a #uscular 8 de'ido a u#a co#-ina ão de &rocessos &atol7gicos e de descondiciona#ento secund:rio = inacti'idade.

<arco&8nia.>1? E6erc@cio & Actividade .-jecti'os es&ec3ficos /n'ol'i#ento do doente e da Fa#3lia * cuidadores $ )desãoHHH )da&ta ão =s co#or-ilidades . a'alia ão &r8'ia $ risco de fracturas osteo&or7ticas Lia Marques 2013 7empre8 Definir . /feito &ositi'o na densidade 7ssea . ) for a #uscular ade0uada 8 funda#ental &ara a #arc5a e e0uil3-rio.isica* 1'1 E2erc$cios para melhorar a #orça muscular Bi&ica#ente #o'i#entos efectuados contra resist6ncia $ carga redu+ida $ au#ento das re&eti !es $ Gru&os #usculares es&ec3ficos.

@i&ertensão )rterial .isica* 1'2 E2erc$cios para melhorar a 4esist)ncia )cti'idade cont3nua9 &elo #enos "I #inutos9 at8 atingir 4I a JIK do consu#o #:%i#o de . . 'tart lo4 and go slo4 . Doen a Cardio'ascular: Angor.-struti'a Cr7nica 7empre8 Definir . &ri#eiro 4 a 1I #inutos9 #enor intensidade Br6s a cinco 'e+es &or se#ana Decessidade de ada&ta ão do e%erc3cio &ro&osto = Pessoa e suas li#ita !es /feitos -en8ficos so-re: .%ig8nio $ aero-ios.-esidade .-jecti'os es&ec3ficos /n'ol'i#ento do doente e da Fa#3lia * cuidadores $ )desãoHHH )da&ta ão =s co#or-ilidades Lia Marques 2013 . Doen a Pul#onar $ Doen a Pul#onar .>1? E6erc@cio & Actividade . Disli&id8#ia . Claudica ão inter#itente .

>1? E6erc@cio & Actividade .-jecti'os es&ec3ficos /n'ol'i#ento do doente e da Fa#3lia * cuidadores $ )desãoHHH )da&ta ão =s co#or-ilidades .isica* 1'3 E2erc$cios para melhorar o e%uil$ rio 1'4 E2erc$cios para melhorar a #le2i ilidade 1'= E2erc$cios sensoriais Lia Marques 2013 E2ercicio 6$sico como (rescrição 7empre8 Definir .

>2? <rei!o es ec@'ico de actividades de vida di2ria Lia Marques 2013 .

De'e# ser usadas do lado o&osto ao lado doente.>3? 7is ositivos e Ada tação do Meio* Dis&ositi'os 0ue &er#ite# 0ue u#a &essoa co# li#ita !es f3sicas &artici&e e# acti'idades co#o as acti'idades -:sicas e instru#entais de 'ida di:ria9 co# #aior facilidade e * ou se# dor. /scadas: <u-ir &ri#eiro o lado não afectadoM Descer &ri#eiro o lado afectado Lia Marques 2013 . . De'e estar = altura do &un5o 0uando o #e#-ro su&erior est: e# e%tensão co#&leta.)u#enta a sensi-ilidade &ro&rioce&ti'a . 3'1 3u2iliares de 0archa >en*alas Utili+adas &ara redu+ir a carga Fe dorG nu#a e%tre#idade co# artrite e #el5orar o e0uili-rio redu+indo o risco de 0ueda. L fre0uente o doente 'el5o ter dis&ositi'os 0ue não utili+a9 assi# co#o necessitar de #eios au%iliares 0ue não l5e fora# &rescritos.)larga a -ase $ #aior esta-ilidade $ Peso na -engala na altura e# 0ue estaria no #e#-ro doente.. For stairs9 .

erontolog 'ixt" edition .Lia Marques 2013 !a??ardAs1 .eriatric =edicine and .

Lia Marques 2013 .

7. devem ser prescritas %uando a pessoa não tem capacidade de marcha e esta não " recuper+vel& caso contr+rio pode comprometer a rea ilitação' Lia Marques 2013 .

>3? 7is ositivos e Ada tação do Meio* 3'3 Dispositivos para adaptação a d"#ices Lia Marques 2013 .

0o ili+rio -5alçado ade%uado .3cessi ilidade .5omunicação Lia Marques 2013 .es para 5asa de anho e actividades +sicas de vida di+ria 7e*urança do meio8 -/apetes .O st+culos .>3? 7is ositivos e Ada tação do Meio* 3'2 3daptaç.

>3? 7is ositivos e Ada tação do Meio* 3'4 (r.teses Lia Marques 2013 .

>8? Reabilitação Nutricio!al O estado de nutrição condiciona o estado *eral e a desnutrição compromete a autonomia Lia Marques 2013 7empre8 Definir .-jecti'os es&ec3ficos /n'ol'i#ento do doente e da Fa#3lia * cuidadores $ )desãoHHH )da&ta ão =s co#or-ilidades .

8#3 +ituaç=es Es ec@'icas de Reabilitação* 1' 4ea ilitação (ulmonar 2' 4ea ilitação 5ard$aca 3' 4ea ilitação na doença arterial peri#"rica 4' 4ea ilitação p.s Eueda 10' 6ractura do colo do #"mur 11' 7arcop"nia e Descondicionamento #$sico 12' 4ea ilitação no 5ontrolo da dor Lia Marques 2013 .s amputação =' 4ea ilitação no 3cidente ?ascular 5ere ral @' (arAinsonismo B' 4ea ilitação na Incontin)ncia urin+ria C' Osteoartrite e (r.tese /otal da 3nca D' 4ea iltação p.

8#3 +ituaç=es Es ec@'icas de Reabilitação* 1' 4ea ilitação (ulmonar Di#inui ão da toler>ncia ao esfor o: Dis&neia e ansiedade. )u#enta a toler>ncia ao esfor oM Di#inui a dis&neiaM Mel5ora a 0ualidade de 'ida Progra#as de /%erc3cio: ( %Nse#ana at8 dis&neia #oderada DP.C $ /%erc3cios da #etade su&erior do cor&o Redu ão da dis&neia e #el5oria da 0ualidade de 'ida <e#&re &ersonali+adosH Lia Marques 2013 .

se#anas &r8'ias.utili+ada. <u. <e# consenso9 #asO /%erc3cio aer7-io regular H )ntes do in3cio de u# &rogra#a de rea-ilita ão card3aca os doentes de'e# estar clinica#ente est:'eis e eu'ol8#icos durante9 &elos #enos9 as ( a . IC: #el5ora toler>ncia ao esfor o9 0ualidade de 'ida e sinto#as F&ri#eiros " #esesG9 redu ão da #ortalidade e interna#entos 5os&italares. Lia Marques 2013 . )&esar da e'id6ncia da sua efic:cia .8#3 +ituaç=es Es ec@'icas de Reabilitação* 1' 4ea ilitação (ulmonar 2' 4ea ilitação 5ard$aca Progra#as de e%erc3cio aer7-io de#onstrara# redu+ir a 5i&ercoagula-ilidade9 au#entar a fi-rin7lise e #el5orar a fun ão endotelial atra'8s da redu ão dos est3#ulos infla#at7rios e &ro#o'er a 'asodilata ão de&endente da endotelina. P7s /)M: redu ão da #ortalidade total e C? de cerca de "4K.

K das &essoas co# #ais de P4 anos. Mel5oria da fun ão C? e circula ão &erif8rica. P #eses de &rogra#a antes de o-ter resultados. Progra#a de ca#in5adas at8 in3cio da dor9 sendo o o-jecti'o au#entar a dist>ncia &ercorrida at8 iniciar dor. /%erc3cio de resist6ncia e não de for a.8#3 +ituaç=es Es ec@'icas de Reabilitação* 1' 4ea ilitação (ulmonar 2' 4ea ilitação 5ard$aca 3' 4ea ilitação na doença arterial peri#"rica Fre0uente: 1P a (. Lia Marques 2013 .

Co#&lica !es fre0uentes &7s a#&uta ão: Cicatri+a ão dif3cilM i#o-ili+a ão9 atrofia #uscular9 contracturas articulares9 descondiciona#ento9 0uedasM de&ressão e ansiedade.s amputação fantas#aR e e# 1IK destes a dor 8 gra'e o suficiente &ara &ro'ocar inca&acidade.. Recurso a &r7teses ada&tadas.8#3 +ituaç=es Es ec@'icas de Reabilitação* 1' 2' 3' 4' 4ea 4ea 4ea 4ea ilitação (ulmonar ilitação 5ard$aca ilitação na doença arterial peri#"rica PI a JIK dos doentes a#&utados t6# Qdor do #e#-ro ilitação p. Mo-ili+a ão &recoce 8 funda#ental &ara a recu&era ão funcional. Lia Marques 2013 .

Incontin6ncia urin:ria e# 4I a SIK dos doentes durante o &ri#eiro #6s.+ituaç=es Es ec@'icas de Reabilitação* 1' 2' 3' 4' =' 4ea 4ea 4ea 4ea 4ea ilitação (ulmonar ilitação 5ard$aca ilitação na doença arterial peri#"rica ilitação p. Lia Marques 2013 .s amputação ilitação no 3cidente ?ascular 5ere ral In3cio &recoce: )ssi# 0ue clinica#ente est:'el: Pre'en ão de Elceras de &ressão Pre'en ão de tro#-oe#-olis#o Pre'en ão de es&asticidade /sti#ula ão da recu&era ão das acti'idades -:sicas <u&orte e#ocional Preferencial#ente e# Unidades diferenciadas $ #el5ores outcomes incluindo #enor #ortalidade. D8fices #uito 'ari:'eis $ &rogra#a &ersonali+ado. De&ressão e# 14 a SIK dos doentes.

s amputação 4ea ilitação no 3cidente ?ascular 5ere ral (arAinsonismo Rigide+ #uscular e -radicin8sia.8#3 +ituaç=es Es ec@'icas de Reabilitação* 1' 2' 3' 4' =' @' 4ea ilitação (ulmonar 4ea ilitação 5ard$aca 4ea ilitação na doença arterial peri#"rica 4ea ilitação p. Dão 5: &rogra#as de rea-ilita ão consensual#ente aceites. Lia Marques 2013 . )u#ento do risco de 0uedas. Inclue# 5a-itual#ente e%erc3cios de resist6ncia e fle%i-ilidade Metan:lise de#onstrou #el5oria na 'elocidade da #arc5a e e%ecu ão de acti'idades -:sicas de 'ida di:ria co# &rogra#as de e%erc3cio.

s amputação 4ea ilitação no 3cidente ?ascular 5ere ral (arAinsonismo 4ea ilitação na Incontin)ncia urin+ria Rea-ilita ão da #usculatura do &a'i#ento &8l'ico <o-retudo efica+ e# #ul5eres co# incontin6ncia de esfor o Lia Marques 2013 .8#3 +ituaç=es Es eci'icas de Reabilitação* 1' 2' 3' 4' =' @' B' 4ea ilitação (ulmonar 4ea ilitação 5ard$aca 4ea ilitação na doença arterial peri#"rica 4ea ilitação p.

s amputação 4ea ilitação no 3cidente ?ascular 5ere ral (arAinsonismo 4ea ilitação na Incontin)ncia urin+ria 4ea iltação p.. Breino es&ec3fico de le'antar do c5ão &7s 0ueda. Lia Marques 2013 . /li#ina ão de factores de risco intr3nsecos e e%tr3nsecos de 0ueda $ inter'en ão a#-iental $ circunst>ncias da 0ueda. /%erc3cios de for a #uscular e e0uil3-rio.8#3 +ituaç=es Es ec@'icas de Reabilitação* 1' 2' 3' 4' =' @' B' C' 4ea ilitação (ulmonar 4ea ilitação 5ard$aca 4ea ilitação na doença arterial peri#"rica 4ea ilitação p.s Eueda Rea-ilita ão #ultidi#ensional de#onstrou efic:cia na recu&era ão e &re'en ão de no'as 0uedas e da <indro#e &7s 0ueda.

8#3 +ituaç=es Es ec@'icas de Reabilitação* 1' 2' 3' 4' =' @' B' C' D' 4ea ilitação (ulmonar 4ea ilitação 5ard$aca 4ea ilitação na doença arterial peri#"rica 4ea ilitação p.&r:ticas Lia Marques 2013 .s amputação 4ea ilitação no 3cidente ?ascular 5ere ral (arAinsonismo 4ea ilitação na Incontin)ncia urin+ria 4ea iltação p.s Eueda 6ractura do colo do #"mur )ulas teorico.

#el5ora os outcomes funcionais dos doentes Di#inui ão da disfun ão e #el5oria da autono#ia &ara a reali+a ão das acti'idades de 'ida di:ria Lia Marques 2013 .tese /otal da 3nca C' 4ea iltação p.s amputação =' 4ea ilitação no 3cidente ?ascular 5ere ral @' (arAinsonismo B' Osteoartrite e (r.+ituaç=es Es ec@'icas de Reabilitação* 1' 4ea ilitação (ulmonar 2' 4ea ilitação 5ard$aca 3' 4ea ilitação na doença arterial peri#"rica 4' 4ea ilitação p. Doen a Cr7nica * )guda $ Interna#ento: Fevante e mo ili1ação (recoces . Menor efic:cia nas #ul5eres Fe%erc3cios de resist6ncia "%Nse#anaG .s Eueda D' 6ractura do colo do #"mur 10' 7arcop"nia e Descondicionamento #$sico 11' 4ea ilitação no 5ontrolo da dor For a #uscular decai e# 1" a 14K &or ano a&7s a 4T d8cada de 'ida Perda funcional e au#ento do risco de 0ueda Progra#as de rea-ilita ão não consensuais.

s Eueda D' 6ractura do colo do #"mur Co#&lica !es: De&ressãoM )nsiedadeM Inca&acidadeM 10' 7arcop"nia e Descondicionamento #$sico funcionalM Risco de 0uedas 11' 4ea ilitação no 5ontrolo da dor Q/feito -ola de De'eR )gentes t8r#icos Progra#as de /%erc3cio )nalgesia e estrat8gias não far#acol7gicas Lia Marques 2013 .tese /otal da 3nca Fre0uente: "4 a 4IK na co#unidadeM .s amputação =' 4ea ilitação no 3cidente ?ascular 5ere ral @' (arAinsonismo B' Osteoartrite e (r.4 a JIK institui !es C' 4ea iltação p.+ituaç=es Es ec@'icas de Reabilitação* 1' 4ea ilitação (ulmonar 2' 4ea ilitação 5ard$aca 3' 4ea ilitação na doença arterial peri#"rica 4' 4ea ilitação p.

1' 3 incapacidade " #re%uente na população Geri+trica e como tal a 4ea ilitação " central na prestação de cuidados a esta população' 2' H #undamental de#inir a causa da dis#unção e as comor ilidades associadas' 3' 3 orda*em 0ultidisciplinar' 4' (ro*ramas de rea ilitação 7E0(4E personali1ados .adaptar o !ectivos' =' O doente e 6amiliares : cuidadores são parte da e%uipa de rea ilitação' @' 0elhorar autonomia e %ualidade de vida' 5 !deias C"ave : Lia Marques 2013 .

Aborda%em 1lobal Multidisci li!aridade Ada tação Auto!omia Aida em qualidade Palavras C"ave: Lia Marques 2013 .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful