Português Um. Prof. Douglas Alonso Gonzalez Medeiros. Plano de Aula. 1. Objetivos.

Interpretar e produzir textos por meio do uso de técnicas que desenvolvam sua criatividade e percepção crítica sobre os diversos gêneros textuais. Apresentar a diferença entre norma popular e culta, mostrando a necessidade desta última na escrita e comunicação formal. Elaborar textos que demonstrem criatividade, clareza, coesão, coerência e respeito às regras estabelecidas pela Gramática normativa. 2. Conteúdo. A linguagem oral e linguagem escrita: norma popular e norma culta. As três macro divisões da Gramática: fonologia, morfologia e sintaxe. Tipologia e gênero textual: análise e produção de diversos textos e suas peculiaridades na formação de uma compreensão do discurso e suas implicações. 3. Cronograma das atividades: 06/02 – Apresentação do cronograma, bibliografia e atividades do semestre, norma popular e norma culta; linguagem oral e linguagem escrita; fonologia/morfologia e sintaxe, aprender a escrever é aprender a pensar. 13/02 – Tipologia textual: fichamento, resumo, resenha. 20/02 – Tipologia textual: Editorial, reportagem, artigo de opinião, carta de leitor. 27/02 – Crônicas blogs e redes sociais; AVALIAÇÃO. 06/03 – Carnaval. 13/03 – Modo de organização do texto: Argumentativo, injuntivo, dialogal; estratégias argumentativas. 27/03 – Coerência e coesão; intertextualidade; AVIALAÇÃO. 03/04 – DEVOLUTIVA. 4. Atividades discentes. Pesquisas e leituras. Participação. Produção de textos. 5. Contrato pedagógico. a. Participação –10,0 b. Atividades – 10,0 c. Avaliação – 10,0 6. Recursos didáticos. Aulas expositivas, debates, vídeos, slides, seminários, aulas interativas, dinâmicas de grupo e leitura.

São Paulo: Ática. Celso Ferreira Da & CINTRA. Recursos bibliográficos. Ensino da gramática: opressão? Liberdade? São Paulo: Ática. As astúcias da enunciação: as categorias de pessoa. Evalindo. 2010. São Paulo: Saraiva 1996. Francisco Platão. Gramática em 44 lições: com mais de 1700 exercícios. LEME. Gramática metódica da língua portuguesa. 1999. Texto. São Paulo: Editora Ática. Rio de Janeiro: Lucerna/Nova Fronteira. GUIMARÃES. GARCIA. Ingedore Villaça. 2010. O meu desejo é que este curso instrumentalize seu ministério para o benefício da proclamação do Reino de Deus. 2001. KOCH.gramática. Bibliografia básica: BECHARA. 8. Assim se escreve. Ana Helena Cizotto. Regina. discurso e ensino. 1988. José Luiz. José Luiz. CEGALLA. 2009. Gramática da língua portuguesa. GOLDSTEIN. Norma. São Paulo: Contexto. PINHO. São Paulo: Scipione. São Paulo: Editora Ática. 2009.7. BELLINE. CUNHA. SAVIOLI. O texto sem mistério: Leitura e escrita na universidade. Napoleão Mendes de. José Rebouças. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. assim escreveram. Considerações finais. MACAMBIRA. ELIAS. 2005. 2006. Maria Silvia. 2008. Rio de Janeiro: FGV – Fundação Getúlio Vargas. Ernani. São Paulo: Ática. LOUZADA. São Paulo: EPU. Evalindo. Gramática normativa da língua portuguesa. SERRA. TERRA. FLORIN. Ler e compreender: os sentidos do texto. Rio de Janeiro: Editora FGV. 2010. 2009. Domingos Paschoal. São Paulo: Ática. INFANTE. Bibliografia complementar: ALMEIDA. São Paulo: Scipione. Lindley. ROCHA LIMA. A dissertação. Othon M. 2009. Comunicação em prosa moderna. MESQUITA. FLORIN. Para entender o texto: leitura e redação. 2001. Stella Maria Garrafa. São Paulo: Saraiva. Vanda Maria. Odilon Soares. Lições e texto: leitura e redação. Gramática normativa da língua portuguesa. São Paulo: Ática. Eisa. IVAMOTO. São Paulo: Àtica. Roberto Melo. 2004. Rio de Janeiro: José Olympio. 2009. A estrutura morfo-sintática do português: aplicação do estruturalismo linguístico. 2001. Ulisses. São Paulo: Contexto. Francisco Platão. Curso de gramática aplicada aos textos. Sejam frutíferos! . ____________. Curso prático de gramática. espaço e tempo. SAVIOLI. Carlos Henrique. Nova gramática do português contemporâneo. Luis F. 1981. São Paulo. BECHARA. São Paulo: Pioneira. 2006. 2000. Moderna gramática portuguesa. José Albetoni.literatura: Brasil – Portugal.