CURSO: DESIGN DE INTERIORES DISCIPLINA: DESENHO TÉCNICO E ARQUITETÔNICO TURNO: Manhã / Noite PROFESSORAS: Dodora PERÍODO: 1º

DESENHO TÉCNICO Dimensões de papéis para desenhos técnicos:
Objetivo: pranchas Apresentar de forma sintética, as normas e convenções usuais referente às de papel para apresentação de desenhos técnicos. Servindo como material de apoio para todas as disciplinas de desenho. Dimensões: As normas em vigor da ABNT adotam a serie “A” em suas dimensões, partindo do formato A0, com área aproximada de 1,00 m2. Cada formato seguinte possui dimensão igual à metade do formato anterior. Os formatos e suas dimensões são:

Folha A0 A1 A2 A3 A4

Largura (mm) 841 594 420 297 210

Altura (mm) 1189 841 594 420 297

1

convenções e símbolos utilizados no projeto. Configuração do formato: A seguir estão às partes do formato de desenho e a posição de cada um dos elementos. pois é nesta margem que as pranchas de papel são furadas para fixação nas pastas. Posição de leitura:A representação e a escrita devem estar posicionados de forma que possam ser lidos a partir da base do formato de desenho ou de sua direita. normalmente a parte acima ou à esquerda do selo (da legenda) é reservada para as marcas de revisão. conforme desenho a seguir. 2 .Margens: Segundo as normas. para observações. conforme tabela a seguir: Folha A0 A1 A2 A3 A4 Margem esquerda (mm) 25 25 25 25 25 Demais margens (mm) 10 10 7 7 7 A margem da esquerda sempre é maior que as demais. cada formato possui determinadas dimensões para as suas margens.

Esta padronização facilita o arquivamento do projeto. A seguir estão reproduzidos os desenhos da Norma da ABNT – NBR 13142. Número da prancha. Sua localização deve ser no canto inferior direito. podendo o projetista escolher a ordem. Nome ou conteúdo do projeto. no mínimo. A2.: 01/07 – significa: prancha 01 de um total de 07 pranchas) Inicia-se a numeração pela prancha que contém a planta base do projeto. em seguida as plantas relativas aos cômodos (compartimentos) específicos acompanhados de cortes e elevações necessárias. alterações e/ou acréscimos realizados no desenho. A1 e A0. O número da prancha deve ser posicionado sempre no extremo inferior direito do selo.Selo ou Carimbo: O selo deve ter 178 mm de largura no formato A4 e 175 mm nos formatos A3. Escala (s) adotada (s) no desenho. Numeração das pranchas: Junto com o número da prancha usualmente se informa o total de pranchas do projeto. devendo sempre ressaltar as informações de maior relevância. 3 . As informações devem ser registradas com clareza. Conteúdo da prancha (quais desenhos estão presentes na prancha). as seguintes informações:        Designação da empresa que esta elaborando o projeto ou a obra. (Ex. Nome do responsável técnico pelo conteúdo do desenho. com sua identificação (inscrição no órgão de classe) e local para assinatura. que indicam as forma que as pranchas devem ser dobradas. e conter. Local e data. e cada uma das informações acima citadas deve ser posicionada dentro do selo. Dobramento: É recomendável que as pranchas sejam dobradas de tal forma que todas fiquem com as dimensões iguais ao do formato A4. Marcas de revisão: Conforme a norma é o espaço destinado a registrar correções.

Obs. Referências Bibliográficas: NBR 6.582/88 – Apresentação da folha para desenho técnico – Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT.492 – Representação de projetos de arquitetura – Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT. NBR 13.142/99 – Dobramento de cópia – Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT. 4 .: As dimensões estão em milímetros. NBR 10. NBR 10.068/87 – Folhas de desenho Leiaute e Dimensões – Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT.

TABELA DE PROPORÇÕES E DIMENSÕES DE SIMBOLOS GRÁFICOS Características Altura das letras maiúsculas Altura das letras minúsculas Distâncias mínimas entre caracteres Distância mínima entre palavras símbolo h c a e Dimensões (mm) 3.5 5.1 3.para a direita em relação à vertical). uniforme e adequada para processos de reprodução.0 2.0 2.5 Exemplo das alturas. Referências Bibliográficas: NBR 8402 – Execução de caracter para escrita em desenho técnico – Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT.Caligrafia Técnica: Objetivo: Apresentar as normas para a escrita em desenhos técnicos Exigências: A escrita deve ser legível. os caracteres devem ser distinguíveis entre si.0 2. e quando for utiliza esta altura a escrita deverá ser toda maiúscula. 5 .5 mm. A escrita pode ser vertical ou inclinada (ângulo 15º .5 0.5 0. Desta forma fica determinado que.7 1. A altura nunca deve ser menor do que 2. Condições especificas: A altura das letras maiúsculas deve ser tomada como base para o dimensionamento das demais.5 1.5 3.

neste caso. peças sanitárias. paralelas e perpendiculares assim como circunferências e arcos na elaboração de desenhos técnicos e arquitetonicos 1.Compasso: instrumento com o qual se traça circunferências e arcos de circunferências de raios variados. além da perpendicularidade podemos obter os ângulos de 30°. 2. de redução.Régua Paralela: é o instrumento que garante o paralelismo horizontal dos desenhos. elipses. 6.Prancheta de Desenho: mesa apropriada para execução de desenhos com dimensões. Orientações para o uso dos esquadros: 6 .Instrumentos de Desenho Técnico: Objetivo: Obter linhas retas.Escalímetro: régua graduada contendo 6 escalas. Seus recursos serão descritos no item a seguir. 4. mobiliário e etc. 3. 60° e 45° conforme apoio na régua paralela. 5.Esquadros: são os instrumentos que garantem a angulação necessária ao desenho técnico. altura e inclinação apropriadas.Gabaritos: são matrizes usados para desenho de diversas formas como circunferências.

esta fração é chamada escala numérica e sua representação gráfica chamase escala gráfica.” (Rangel. 7 . na razão 1 para 1.Escala de Redução: O objeto representado no desenho é de grandes proporções.: 2:1 – Dois para um – o desenho é duas vezes maior que o real. 1:75. 1:125.. Existem três tipos de escalas: . 1965). 1:50.Escalas: “ Escala é . portanto. precisando ser ampliado para melhor interpretação do projeto.. . sendo assim utiliza a escala de redução para possibilitar sua representação no papel.Escala Natural: O objeto esta representado no desenho na medida do objeto real. escala nada mais é do que uma razão de semelhança. Ex. 1:100. ou seja. . Sendo assim toda escala é expressa por uma fração. As escalas de redução são representadas da seguinte forma: 1:20. Ex. 1:25. a relação que existe entre as dimensões de um desenho e seus correspondentes no objeto real.: 1/25 – Um para vinte e cinco – onde 1 metro real é reduzido 25 vezes.Escala de ampliação: Quando o objeto que esta sendo representado é muito pequeno.

Linha de cota e linhas de chamada (ou de extensão) devem ser desenhadas com linhas finas e continuas. Elementos gráficos de representação: . Referências Bibliográficas: NBR 10126 –Cotagem em desenho técnico – Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT. .Linha de camada deve ser ligeiramente prolongada além da linha de cota. .Em um mesmo formato com desenhos em diversas escalas (mais de uma escala).Linhas de chamada são sempre perpendiculares aos elementos a serem cotados e paralelas entre si. 3. 2.A ESCALA deve ser indicada no carimbo ou selo do formato de desenho.Deve-se deixar um pequeno espaço entre a linha de chamada e o desenho a ser cotado. a letra R (maiúscula) deve ser representada na frente do valor da cota.Cotar raios: a linha de cota parte do centro do arco em uma única reta representa onde a linha de cota toca o contorno do arco. No caso de cotas de diâmetro deve ser representada com o símbolo Ø na frente. . NBR 8196 – Desenho técnico – Emprego de escalas – Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT. símbolos. estas devem ser indicadas juntamente com o título. . Sistema de cota: Representação gráfica das dimensões no desenho técnico. . notas e valor numérico.Observações: 1.A palavra ESCALA pode ser abreviada na forma ESC. abaixo de cada desenho.Chanfros devem ser cotados conforme a figura.A cota (medida) necessária para descrever o dimensionamento de um projeto e/ou detalhe deve ser clara e representada diretamente no desenho. 8 . através de linhas. .

Escalas múltiplas e submúltiplas: 10cm 10m 0 1m ESCALA 1: 100 100cm=1m 10m 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 100m 0 1 2 ESCALA 1: 1000 .múltipla 0. 1:750 e 1:7.submúltipla 1 2 3 ESCALAS1:20.5m 0 ESCALA 1:25 20cm 100cm=1m 1 2 3 10m 25m 0 ESCALA 1:250 .5 apresentam leituras semelhantes 50cm 1m 2. 1:1250 e 1:12.5 .5cm 1cm 10cm 2 3 4 5 6 7 5cm 0 1 ESCALA 1: 5 . 1:200 e 1:2 apresentam leituras semelhantes 9 .submúltipla 2cm 10cm 2 3 4 5 6 7 ESCALAS1:75.5 apresentam leituras semelhantes 5cm 10cm 5m 0 ESCALA 1: 50 50cm 1m 1m 2 3 4 5 6 7 10m 50m 0 1 ESCALA 1: 500 .múltipla 2mm 1cm 1 2 3 10cm 25cm 0 ESCALA 1:2.submúltipla 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 ESCALAS1:125.múltipla 1cm 10cm 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 100cm=1m 0 1 2 ESCALA 1: 10 .

______ . ___ . ___ . ______ . ___ . 2. ___ . ___ . ___ . devendo ter traços longos. auxilia na construção de desenhos.Linhas tracejadas. ___ . ___ . ___ . ___ . ___ . em espessura grossa: + 0. ___ . __ 6. linhas de cota e de chamada.Linhas de Representação: Tipos de linhas para desenhos manuais e por instrumentos: 1. ___ . ___ .2 mm São indicadas para representar: eixos de simetria. ______ . NBR 8403 – Aplicação de linhas em desenho – Tipos e Larguras – Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT 10 . ___ . ___ . etc. ___ Referências Bibliográficas: NBR 6492 – Representação de projeto de arquitetura – Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT. ___ . ______ .6 mm São indicadas para representar planos de cortes. ___ .2 mm Ou a linha traço/ponto/traço. ___ .Em traço fino: + 0. ___ . ___ . . ___ . ______ .4 mm São indicadas para representar: contornos e arestas de objetos à meia altura do plano de desenho.. ___ . _ 5. em espessura fina e interrompidos: + 0. ___ . ___ . ___ .Linhas traço/ ponto/traço. ______ .. em espessura fina e duplos. ___ . ___ . ___ .1 mm São indicadas para representar: guia de letras e números. ___ .Linhas auxiliares – Continuas: + 0. ______ . ___ . ___ .Linha de interrupção de desenho: + 0. ___ . ___ .-Em traço médio: + 0. ______ . ___ . ___ . ___ . ___ . ___ . ___ . ___ . ___ .Linhas continuas -Em traço grosso: + 0. ___ . ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ ___ _ 4. em espessura fina: + 0. 3. ___ . marquises. ___ . ___ . ___ . ___ . ___ . balanços. ___ .2 mm São indicadas para representar: objetos não visíveis por estarem acima do plano de desenho como projeções de pavimentos superiores. ______ . ___ . ___ .Linhas traço/ ponto/traço. ___ . ___ . seções rebatidas na própria vista. ___ . ___ . ___ . ___ . ___ . ___ .6 mm São indicadas para representar: contornos e arestas visíveis no plano de desenho .2 mm São indicadas para representar: hachuras. ___ . ___ ___ . ___ .