ESCOLA SUPERIOR DE TEOLOGIA Bacharelado em Teologia – Programa de Integralização Aluno: Eduardo Dornelles Ramos Disciplina: História da Igreja na América

Latina Professor: Wilhelm Wachholz Síntese: WACHHOLZ, Wilhelm. “Temas da História da Igreja na América Latina: 5 – Vaticano II; Medellín e Puebla, Protestantismo no séc. XX”

Até 1890 a Igreja de roma era considerada a igreja oficial do Brasil mas o período da Primeira República (1889-1930) foi desfavorável ao catolicismo, onde a Igreja Católica não contava mais com o apoio do Estado. Neste momento o catolicismo se caracterizou por inúmeras polêmicas como antiprotestantes e antiliberal. O protestantismo que não possuia o status de igreja oficial, percebeu nas escolas a grande oportunidade com o protestantismo de missão, se estabelecer nas camadas dominantes do Brasil. Contudo em 1930 com Getúlio Dornelles Vargas assumindo o poder na esfera federal, permitiu o ensino religioso nas escolas, claramente uma forma de favorecer ao catolicismo, percebendo se assim uma aliança entre Igreja Católica a governo. Findaram-se ali os anos de “glória” do protestantismo, e nascendo o entendimento de que todo bom brasileiro é bom católico. Posteiormente surgiram vários movimentos jovens voltados ao catolicismo e considerando o protestantismo como algo estranho. Em 1952 foi fundada a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil que inspirou a criação do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM), buscando a solidariedade entre o catolisimos latino-americano. A partir desta solidariedade, juntamente ao Vaticano II foram feitas as Conferências de CELAM de Medellín na Colômbia e Puebla no México, discutindo o comprometimento com os mais pobres e sua libertação. Após grande tempo de tranquilidade quanto a hegemônia religiosa da ICAR no Brasil, percebeu-se um período de turbulência nos 40 anos da primeira república, sendo este um tempo bom para o crescimento e expansão da mensagem da reforma. Getúlio, voltou maior importância a ICAR, que a anos mais tarde mostrou-se preocupada com os

O Concílio Vaticano II foi o evento de maior importância para o catolicismo no século XX e ocorreu entre 1962 a 1965. Clamando por ensino bíblico bem como o cuidado com os menos favorecidos. a promoção humano. oração e amor. um movimento de ecumenismo. Tendo como tema central a igreja católica frente aos desafios do tempo atual. fé no julgamento do mundo e a salvação eterna. confiramaram as decisões anteriores. com a crença que o protestantismo era o caminho para uma sociedade moderna. . visando transformar o que convertido em uma nova pessoa como a sociedade deseja. comunhão de fé. estava atrelada ao progesso. sendo a linha de sepração entre a posição do social-cristianismo para a teologia da libertação total de toda a escrvidão. As decisões da II conferência da CELAM incomodaram Roma e a ICAR pediu as bispos que anulassem as declarações de Medellín. gerando dessa forma discussões em todo o mundo. sacrifício. bem como a visão da Igreja como “povo de Deus”. A vertente inglesa está ligadas às Alianças Evangélicas tendo origem no Reavivamento dos séculos XVIII e XIX e sendo característico desta vertente a a conversão e santificação. Nos séculos XIX e XX. Este modelo entrou em crise quando a classe econômica passou por problemas financeiros e questionou se a fé já não mais surtia efeito. Tendo a pregação do tipo evangelístico. uma de origem alemã e outra inglesa. Bem como a busca por comunhão com os cristão separados. A segunda conferência da CELAM em 1968 na cidade de Medellín. O inicio do protestantismo no Brasil no século XIX está relacionado as correntes liberal-modernizadoras. desenvolvimento e libertação. Porém. Apenas após a Paz da Westfália (1648) que os calvinistas foram reconhecidos como aparentadas da Confissão de Augsburgo e assim também reconhecidos como evangélicos. desembarcaram no Brasil algumas correntes e igrejas do protestantismo. preocupação nobre. porém tardia se pensado que a ICAR é uma igreja cristã e que deve primar pelo amor ao próximo desde a sua fundação. a III Conferência da CELAM realizada em 1979 na cidade mexicana Puebla. Existem duas principais vertentes evangélicas. Na vertente alemã a palavra “evangélico” é associada aos luteranos enquanto “reformado” aos calvinistas.mais pobres. representou a busca por uma nova teologia.

tornou-se um movimento efervescente e buscava as massas marginalizadas. ou nenhum dos lados? . metodistas e batistas. por volta de 1910. Por sorte os movimentos protestantes adentram o cenário nacional e pregram a Cristo. como a Igreja do Estado. O de imigração chegou ao Brasil em 1819 provindos da europa. visando evangelizar os indigenas e reevangelizar no seio das denominações tradicionais. movivento iniciado na década de 70 e tendo como principal Igreja a Universal. evidentemente nem todas as igrejas são totalmente corretas visando o crescimento do reino. suas principais igrejas são a Congregação cristã do Brasil. Muito grande foi e ainda é a influência da ICAR no meio político. de missão. Quem estava errado? Quem expulsou. Chamo a atenção e questiono quanto as motivações reais e que entendimento espiritual podemos ter a respeito da expulsão dos fundadores da Assembléia de Deus no Brasil da Igreja Batista a qual faziam parte. quem foi expulso.Os principais tipos de protestantismo são divididos em cinco: de imigração. pentecostais. As neopentecostais são igrejas voltadas para o mercado. Por fim a tranconfessionalidade protestante iniciou na década de 60 a partir de um movimento dissidente do protestantismo histórico. a venda das bençãos. neopentacostais e os transconfessionais. as igrejas oriundas da imigração são as Anglicanas e Luteranas. mas sabemos que um dia o joio será separado do trigo. porém ainda existente. Igreja Quadrangular e a Assembléia de Deus. As de missão iniciou em 1831 com o objetivo de evangelizar. A história da igreja de Cristo na américa latina é marcada por grande poderio da Igreja chefiada pelo Bispo de Roma. Os pentecostais chegaram pouco depois. muitas vezes pensam apenas no crescimento de suas contas bancárias. criar um povo cristão e as igrejas oriundas deste movimento são as presbiterianas. evidentemente hoje em dia é menor sua participação.