FACULDADES FACEL Curso de Pós-Graduação em Metodologia do Ensino de Filosofia e Sociologia Nome do Aluno: Adilson Cardoso Pires Data

de in cio: !"#$%#!$&'

Disci(lina: Teorias Sociológicas Cl)ssicas e Contem(or*neas Data de Entrega: &$#&&#!$&' Teoria Geral dos Sistemas

Para iniciarmos nossa discussão acerca do tema de+emos fa,er um -re+e resumo so-re o .ue / a 0eoria Geral dos Sistemas1 Para Maciel 2&"345(1&67 /
8111 a ci9ncia interdisci(linar .ue tem (or o-:eto de estudo a relação dos sistemas e seus elementos5 das com-inaç;es da.ueles e destes5 res(ecti+amente em su(er e su-sistemas5 -em como de seus modos de ação2 ou com(ortamento71<

=) (ara >uc?le@2&"3&5 (1%!7 a teoria geral dos sistemas /
8111 (roduto de uma dial/tica constante entre conce(ç;es da ci9ncia f sica e da ci9ncia -iológica 2.ue7 tem-se a(artado do interesse (ela su-st*ncia5 (elas .ualidades e (elas (ro(riedades inerentes5 +oltando-se (ara a focali,ação central dos (rinc c(ios da organi,ação per se5 sem le+ar em conta o .ue / .ue est) organi,ado1<

Entre as diferentes )reas do conAecimento A) coisas em comum1 Assim A) (ro-lemas similares5 .ue (odem ser resol+idos com soluç;es similares1 Dentro das di+ersas )reas A) elementos inter-relacionados com o-:eti+os em comum5 essa / a definição resumida de sistema1 Considerado como fundador da 0eoria Geral dos Sistemas Barl CudDig +on >ertalanff@2&"$&-&"3!7 critica+a a di+isão do mundo em )reas5 como f sica5 -iologia5 (sicologia5 (or eEem(lo5 e defendia a ideia de .ue o organismo / o todo maior .ue a soma de duas (artes1 Assim são eEem(los de sistemas5 um carro5 o cor(o Aumano5 uma em(resa1 Dentro desses sistemas citados acima A) elementos interligados5 cu:o o o-:eti+o desses elementos / o mesmo5 fa,e-lo funcionar5 e todos de+em funcionar5 cada um segundo a sua com(leEidade1 Fs sistemas (odem ser classificados .uanto a sua constituição5 ou se:a do .ue ele / constitu do5 assim (odem ser f sicos ou concretos5 .ue são o-:etos5 coisas reais5 ou (odem ser a-stratos ou conceituais5 .ue são ideias5 conceitos5 (lanos1 Futra classificação / .uanto a sua nature,a5 assim os sistemas (odem ser fecAados ou a-ertos1

Dentro das ci9ncias sociais a a(licação mais comum da 0eoria Geral dos Sistemas / dentro das formulaç;es de sistemas a-ertos5 e são estudadas5 (rinci(almente as organi,aç;es1 Como sistema a-erto entende-se a.uele .ue mantem uma relação com o meio am-iente5 ou se:a5 seu meio .ue o en+ol+e1 Alguns teóricos inseriram as organi,aç;es como sistemas fecAados5 onde A) aus9ncia de relação com o am-iente5 e (ortanto são isolados das +ari)+eis eEternas1 Assim uma organi,ação como sistema fecAado (ode ser controlada e todas as +ari)+eis (odem ser (re+istas1 Para Santaella e Gieira2 apud CAMPFS5 (1 67
8sistemas a-ertos são a.ueles .ue trocam mat/ria5 energia e informação com outros5 diferentemente dos sistemas fecAados1 Fs autores relatam .ue todos os sistemas são a-ertos em algum n +el5 :) .ue em algum momento ocorre uma interação com o am-iente e5 (or conse.u9ncia5 uma a-sorção de informação desse am-iente1<

Sendo assim os sistemas a-ertos são afetados (or mudanças no am-iente5 e (or se tratar de um sistema com(osto (or seres Aumanos e (or (ertencer a um am-iente .ue não tem fronteiras esta-elecidas5 não / (oss +el (re+er5 de+ido a sua com(leEidade5 (ois as +ari)+eis do am-iente (odem ser muitas e a o com(ortamento Aumano nunca / sim(les5 mas trata-se de uma (osição onde A) a (ossi-ilidade1 Assim as organi,aç;es como sistemas a-ertas inserem-se no com(ortamento (ro-a-il stico e não determin stico1 Conclusão A 0eoria Geral dos Sistemas ao a-ordar todos os cam(os do conAecimento5 tenta esta-elecer um neEo5 um elo entre as mais +ariadas (artes1 Hnicialmente nos (arece inconce- +el uma teoria .ue 8misture< todas as coisas5 mas ao analisarmos a (ro(osta da 0eoria Geral de Sistemas e ainda (erce-ermos .ue na conce(ção de seu fundador5 >ertalanff@5 todas as coisas estão interligadas5 (ois a nature,a não est) se(arada em )reas5 afinal de contas >ertalanff@ era -iólogo5 ela (ode ser entendida1 Mas a sua a(lica-ilidade nas )reas das ci9ncias sociais (arece5 ao menos5 ne-ulosa5 (ois usa conceitos com(leEos e5 de certa forma5 at/ indefinidos (ara se colocar em (r)tica na an)lise e discussão necess)rias ao seu desen+ol+imento1 Referências >ICBCEJ5 Kalter Frederic?1 A sociologia e a moderna teoria dos sistemas. São Paulo5 CultriE5 Ed1 ISP5 &"3&1

CAMPFS5 F)-io Fli+eira1 As Organi a!"es e os Sistemas A#ertos e Fec$ados e a Emergência% uma An)lise Conceitual1 Dis(on +el em: Att(:##DDD1intercom1org1-r#(a(ers#nacionais#!$&&#resumos#L%-$''$-&1(df Acesso em $!#&&#!$&'1 MACHEC5 =ar-as1 Elementos de teoria geral dos sistemas. Petró(olis: Go,es5 &"341