Automação residencial: uma realidade cada vez mais presente em nossos lares

A automação residencial começou a ganhar importância no final dos anos 90 com os primeiros sistemas instalados em residências de alto padrão, que buscavam o conforto dos proprietários.

Os projetos normalmente começavam por meio do Home Theater com o controle de todo o sistema de áudio e vídeo, além do som ambiente da residência, e se expandiam na medida em que se conheciam os benefícios da integração com o controle da iluminação, das cortinas, do ar condicionado, controle do piso aquecido, toalheiro elétrico, desembaçador de espelhos, controle da clarabóia, entre outros dispositivos que podem ser controlados. Já os sistemas de automação tinham que ser adaptados pela criatividade e pela exigência do mercado, sem que houvesse uma única solução integrada de um único fabricante. Esses projetos demoravam alguns anos para serem concretizados, eram complexos e necessitavam de um especialista - o integrador de sistemas - que cuidava de todo o processo que envolvia tecnologia. Em 2000 foi fundada a Aureside (Associação Brasileira de Automação Residencial), cuja missão é fomentar a adoção destas tecnologias no país por meio de eventos, capacitação de profissionais da construção civil e formação de novos integradores. Ainda neste período, começaram a surgir empresas brasileiras com soluções próprias, reforçando o crescimento do mercado brasileiro, que chegou a aproximadamente 40% naquele ano. Uma pesquisa

como carros elétricos e a geração de energia por meio de placas fotovoltaicas que. em grande maioria na Europa. Nos próximos anos. a evolução do país na área de energia elétrica poderá ser um gargalo. Hoje. trazendo uma redução no consumo de energia elétrica de até 40%. Os sistemas de automação já não são um complicador. pois hoje existem diversas soluções. tornando-se cada vez mais necessária a utilização de sistemas inteligentes. isso deve ser apenas a próxima evolução. torna-se viável no Brasil. Por isso. como smartphone e tablets. criaram interfaces mais amigáveis. Uma automação bem desenvolvida garante o retorno do investimento. mais uma vez. com protocolos abertos ou proprietários. promovendo novos projetos e novas soluções. ampliando o mercado de atuação. Com algumas tendências que buscam construções mais sustentáveis e. Com novos produtos e soluções. A evolução da automação não vai parar. facilitando o projeto e a instalação. com ou sem fio. a automação ganha novos adeptos. ainda. as pessoas consideravam somente o conforto do usuário. popularizando o entendimento da automação e facilitando a interação com os dispositivos da residência. . Mas. com a resolução 482 da ANEEL. Para isso. No início do ano. a Aureside divulgou um crescimento médio de 35% nos últimos três anos. A mesma pesquisa mostrou que os custos dos produtos de automação tiveram redução de cerca de 50%. a automação será um ponto de integração entre esses novos produtos. Novas soluções. Não erraria em dizer que a automação ainda se conectará às redes sociais descobrindo seu humor e adaptando a sua residência para a chegada em casa. torna-se necessário saber o quanto se gasta e o quanto se gera de energia. já que existem mais de 300 empresas. Governos e entidades normativas brasileiras já estão criando incentivos e normas para a utilização desses recursos. O processo de padronização desses produtos também se destaca.recente mostra que o mercado brasileiro conta com mais de 40 empresas fabricantes de soluções e mais de 200 integradores em todo território nacional.o KNX. as concessionárias estão se adaptando e. a automação se perpetua e torna-se indispensável na vida moderna. com a escassez e o alto custo da energia elétrica. Antes. que fabricam seus produtos com um mesmo protocolo . Este protocolo traz flexibilidade à aplicação. já que desde um simples controle de iluminação de uma sala até um edifício comercial podem ser controlados com esse mesmo sistema. utilizam as soluções para ampliar a eficiência energética.