Agrupamento de Escolas Lousada Oeste

Avaliação do desempenho dos docentes

Instrumento de Registo
(Artigo 6º, ponto 11 do Decreto Regulamentar n.º 2/2008)

PROPOSTA Nova Versão / com critérios definidos
Ficha de Registo Avaliação do Desempenho docente dos 2º e 3º Ciclos Avaliação efectuada pelo Coordenador de Departamento

1. Identificação do Professor Nome: Grupo de Recrutamento: Departamento: Situação Profissional: Período de Avaliação: NIF:

1

Sem prejuízo do disposto no artigo anterior, os avaliadores procedem, em cada ano escolar, à recolha, através de instrumentos de registo normalizados, de toda a informação que for considerada relevante para efeitos da avaliação do desempenho.

A. Preparação e organizaç ão das activ idades lecti vas
1º ano lectivo do período de avaliação
A.1
4

2. Identificação do Professor Avaliador Nome: Cargo: Situação Profissional: NIF: Departamento:

Correcção científico-pedagógico e didáctica da planificação das actividades lectivas Planificou com correcção científica, pedagógica e didáctica e de forma adequada as suas actividades lectivas, promovendo experiências de aprendizagem inovadoras. Planificou com correcção científica, pedagógica e didáctica e de forma adequada as suas actividades lectivas..

Observação / Evidências

Av.

3

2

Planificou, as suas actividades lectivas com lacunas científicas e de forma inadequada.

1

Não panificou, as suas actividades lectivas com lacunas científicas e de forma inadequada.

2º ano lectivo do período de avaliação
A.1
4 Correcção científico-pedagógico e didáctica da planificação das actividades lectivas Planificou com correcção científica, pedagógica e didáctica e de forma adequada as suas actividades lectivas, promovendo experiências de aprendizagem inovadoras.

Observação / Evidências

Av.

3

Planificou com correcção científica, pedagógica e didáctica e de forma adequada as suas actividades lectivas.

2

Planificou, as suas actividades lectivas com lacunas científicas e de forma inadequada.

1

Não panificou, as suas actividades lectivas com lacunas científicas e de forma inadequada.

1º ano lectivo do período de avaliação
A.2
Adequação das estratégias de ensino e aprendizagem aos conteúdos programáticos, ao nível etário às aprendizagens anteriores dos alunos Desenvolveu um trabalho de perfeita adequação das estratégias ao nível etário, às aprendizagens anteriores e aos conteúdos programáticos cumprindo todas as orientações curriculares e programáticas fixadas. Adequou globalmente as estratégias ao nível etário e às aprendizagens anteriores dos alunos e aos conteúdos programáticos cumprindo as orientações curriculares e programáticas fixadas. Adequou parcialmente e com lacunas científico-pedagógicas, as estratégias ao nível etário e às aprendizagens anteriores dos alunos e aos conteúdos programáticos. Não adequou as estratégias ao nível etário e às aprendizagens anteriores dos alunos e aos conteúdos programáticos.

Observação / Evidências

Av.

4

3

2

1

2º ano lectivo do período de avaliação
A.2
Adequação das estratégias de ensino e aprendizagem aos conteúdos programáticos, ao nível etário às aprendizagens anteriores dos alunos Desenvolveu um trabalho de perfeita adequação das estratégias ao nível etário, às aprendizagens anteriores e aos conteúdos programáticos cumprindo todas as orientações curriculares e programáticas fixadas.

Observação / Evidências

Av.

4

3

Adequou globalmente as estratégias ao nível etário e às aprendizagens anteriores dos alunos e aos conteúdos programáticos cumprindo as orientações curriculares e programáticas fixadas. Adequou parcialmente e com lacunas científico-pedagógicas, as estratégias ao nível etário e às aprendizagens anteriores dos alunos e aos conteúdos programáticos. Não adequou as estratégias ao nível etário e às aprendizagens anteriores dos alunos e aos conteúdos programáticos.

2

1

1º ano lectivo do período de avaliação
A.3
4 Adaptação da planificação e das estratégias de ensino e aprendizagem ao desenvolvimento das actividades lectivas Desenvolveu um trabalho de plena adaptação da planificação e das estratégias de ensino ao desenvolvimento das actividades lectivas, promovendo experiências de aprendizagem inovadoras. Adaptou globalmente a planificação e as estratégias de ensino aprendizagem ao desenvolvimento das actividades lectivas.

Observação / Evidências

Av.

3

2

Adaptou parcialmente e com lacunas científico-pedagógicas, a planificação e as estratégias de ensino aprendizagem ao desenvolvimento das actividades lectivas. Não adaptou as estratégias de ensino aprendizagem ao desenvolvimento das actividades lectivas.

1

2º ano lectivo do período de avaliação
A.3
4 Adaptação da planificação e das estratégias de ensino e aprendizagem ao desenvolvimento das actividades lectivas Desenvolveu um trabalho de plena adaptação da planificação e das estratégias de ensino ao desenvolvimento das actividades lectivas, promovendo experiências de aprendizagem inovadoras.

Observação / Evidências

Av.

3

Adaptou globalmente a planificação e as estratégias de ensino aprendizagem ao desenvolvimento das actividades lectivas.

2

Adaptou parcialmente e com lacunas científico-pedagógicas, a planificação e as estratégias de ensino aprendizagem ao desenvolvimento das actividades lectivas. Não adaptou as estratégias de ensino aprendizagem ao desenvolvimento das actividades lectivas.

1

1º ano lectivo do período de avaliação
A.4
4 Diversidade, adequação e correcção científico-pedagógicas das metodologias e recursos utilizados Diversificou e adequou com correcção científicos- pedagógica as metodologias e recursos utilizados, promovendo experiências de aprendizagem diversificadas e inovadoras. Diversificou e adequou com correcção científico- pedagógica as metodologias e recursos utilizados.

Observação / Evidências

Av.

3

2

Diversificou e adequou parcialmente as metodologias e recursos utilizados sendo evidenciadas lacunas científico- pedagógica.

1

Não diversificou e adequou as metodologias e recursos utilizados sendo evidenciadas lacunas científico- pedagógica nas metodologias e recursos utilizados.

2º ano lectivo do período de avaliação
A.4
Diversidade, adequação e correcção científico-pedagógicas das metodologias e recursos utilizados

Observação / Evidências

Av.

4

Diversificou e adequou com correcção científicos- pedagógica as metodologias e recursos utilizados, promovendo experiências de aprendizagem diversificadas e inovadoras. Diversificou e adequou com correcção científico- pedagógica as metodologias e recursos utilizados.

3

2

Diversificou e adequou parcialmente as metodologias e recursos utilizados sendo evidenciadas lacunas científico- pedagógica.

1

Não diversificou e adequou as metodologias e recursos utilizados sendo evidenciadas lacunas científico- pedagógica nas metodologias e recursos utilizados.

B. Realização das actividades lectivas
1º ano lectivo do período de avaliação
B.1
4 Cumprimento dos objectivos, orientações e programas das disciplinas ou áreas curriculares leccionadas Cumpriu plenamente os objectivos, orientações e programas das disciplinas ou áreas curriculares leccionadas.

Observação / Evidências

Av.

3

Cumpriu globalmente os objectivos, orientações e programas das disciplinas ou áreas curriculares leccionadas.

2

Cumpriu parcialmente os objectivos, orientações e programas das disciplinas ou áreas curriculares leccionadas.

1

Não cumpriu os objectivos, orientações e programas das disciplinas ou áreas curriculares leccionadas.

2º ano lectivo do período de avaliação

B.1
4

Cumprimento dos objectivos, orientações e programas das disciplinas ou áreas curriculares leccionadas Cumpriu plenamente os objectivos, orientações e programas das disciplinas ou áreas curriculares leccionadas.

Observação / Evidências

Av.

3

Cumpriu globalmente os objectivos, orientações e programas das disciplinas ou áreas curriculares leccionadas.

2

Cumpriu parcialmente os objectivos, orientações e programas das disciplinas ou áreas curriculares leccionadas.

1

Não cumpriu os objectivos, orientações e programas das disciplinas ou áreas curriculares leccionadas.

1º ano lectivo do período de avaliação
B.2
4

Capacidade de comunicação e estímulo do interesse dos alunos pela aprendizagem
Apresentou excelente capacidade de comunicação e estímulo do interesse dos alunos pela aprendizagem, evidenciada no interesse e trabalho autónomo realizado pelos alunos. Apresentou boa capacidade de comunicação e estímulo do interesse pela aprendizagem evidenciada no interesse, dos alunos, pelo estudo das matérias leccionadas. Apresentou alguma incapacidade de comunicação motivando o desinteresse dos alunos pela aprendizagem.

Observação / Evidências

Av.

3

2

1

Apresentou total incapacidade de comunicação motivando o desinteresse dos alunos pela aprendizagem.

2º ano lectivo do período de avaliação
B.2 Capacidade de comunicação e estímulo do interesse dos

Observação / Evidências

Av.

alunos pela aprendizagem
4 Apresentou excelente capacidade de comunicação e estímulo do interesse dos alunos pela aprendizagem, evidenciada no interesse e trabalho autónomo realizado pelos alunos. Apresentou boa capacidade de comunicação e estímulo do interesse pela aprendizagem, evidenciada no interesse dos alunos pelo estudo das matérias leccionadas. Apresentou alguma incapacidade de comunicação motivando o desinteresse dos alunos pela aprendizagem.

3

2

1

Apresentou total incapacidade de comunicação motivando o desinteresse dos alunos pela aprendizagem.

1º ano lectivo do período de avaliação
B.3
4

Utilização de recursos inovadores incluindo as tecnologias d e informação e comunicação
Utilizou com frequência recursos inovadores incluindo diversos recursos das tecnologias da informação e comunicação, promovendo a utilização autónoma destes recursos na construção do conhecimento, resultando em experiências muito significativas para os alunos. Utilizou recursos inovadores incluindo a utilização adequada das tecnologias da informação e comunicação, resultando em experiências significativas para os alunos. Utilizou de forma pouco adequada recurso e as tecnologias de informação e comunicação resultando , o seu trabalho, em experiências pouco significativas para os alunos. Não utilizou recursos inovadores nem recorreu às tecnologias de informação e comunicação resultando, o seu trabalho, em experiências negativas para os alunos.

Observação / Evidências

Av.

3

2

1

2º ano lectivo do período de avaliação

B.3
4

Utilização de recursos inovadores incluindo as tecnologias d e informação e comunicação
Utiliza com frequência recursos inovadores incluindo diversos recursos das tecnologias da informação e comunicação, promovendo a utilização autónoma destes recuros na construção do conhecimento, resultando em experiências muito significativas para os alunos. Utiliza recursos inovadores incluindo a utilização adequada das tecnologias da informação e comunicação, resultando em experiências significativas para os alunos. Utilizou de forma pouco adequada recurso e as tecnologias de informação e comunicação resultando, o seu trabalho, em experiências pouco significativas para os alunos. Não utilizou recursos inovadores nem recorreu às tecnologias de informação e comunicação resultando, o seu trabalho, em experiências negativas para os alunos.

Observação / Evidências

Av.

3

2

1

1º ano lectivo do período de avaliação
B.4
4

Promoção do trabalho autónomo dos alunos e da aquisição de métodos de estudo
Promoveu e estimulou com regularidade temáticas e estratégias inovadoras para realização de trabalho autónomo e aquisição de métodos de estudo pelos alunos. Promoveu e estimulou estratégias para realização de trabalho autónomo e aquisição de métodos de estudo pelos alunos.

Observação / Evidências

Av.

3

2

Promoveu de formar desestruturada, estratégias para realização de trabalho autónomo e aquisição de métodos de estudo pelos alunos.

1

Não promoveu, estratégias para realização de trabalho autónomo e aquisição de métodos de estudo pelos alunos.

2º ano lectivo do período de avaliação
B.4 Promoção do trabalho autónomo dos alunos e da aquisição

Observação / Evidências

Av.

de métodos de estudo
4 Promoveu e estimulou com regularidade temáticas e estratégias inovadoras para realização de trabalho autónomo e aquisição de métodos de estudo pelos alunos. Promoveu e estimulou estratégias para realização de trabalho autónomo e aquisição de métodos de estudo pelos alunos.

3

2

Promoveu de formar desestruturada, estratégias para realização de trabalho autónomo e aquisição de métodos de estudo pelos alunos.

1

Não promoveu, estratégias para realização de trabalho autónomo e aquisição de métodos de estudo pelos alunos.

C. Relação pedagógica com os alunos
1º ano lectivo do período de avaliação
C.1
4 Promoção de um clima favorável à aprendizagem, ao bem-estar e ao desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos Conseguiu uma grande empatia com os alunos propiciadora de um clima favorável à aprendizagem, ao bem-estar e ao desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos. Promoveu um clima favorável à aprendizagem, ao bem-estar e ao desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos.

Observação / Evidências

Av.

3

2

Não promoveu um clima favorável à aprendizagem, ao bem-estar e ao desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos

1

Promoveu um clima de tensão prejudicando as aprendizagens, o bemestar e o desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos.

2º ano lectivo do período de avaliação

C.1
4

Promoção de um clima favorável à aprendizagem, ao bem-estar e ao desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos Conseguiu uma grande empatia com os alunos propiciadora de um clima favorável à aprendizagem, ao bem-estar e ao desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos. Promoveu um clima favorável à aprendizagem, ao bem-estar e ao desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos.

Observação / Evidências

Av.

3

2

Não promoveu um clima favorável à aprendizagem, ao bem-estar e ao desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos

1

Promoveu um clima de tensão prejudicando as aprendizagens, o bemestar e o desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos.

1º ano lectivo do período de avaliação
C.2
4 Concessão de iguais oportunidades de participação, promoção da integração dos alunos e da adopção de regras de convivência, colaboração e respeito Dinamizou estratégias de promoção de forma sistematizada e de grande equilíbrio na concessão de iguais oportunidades de participação e integração dos alunos e estratégias que estimulam a adopção e auto-correcção de regras de convivência, colaboração e respeito. Promoveu regularmente a concessão de iguais oportunidades de participação e integração dos alunos e estratégias que estimulam a adopção de regras de convivência, colaboração e respeito. Promoveu de forma desarticulada a concessão de iguais oportunidades de participação e integração dos alunos, bem como, na adopção de regras de convivência, colaboração e respeito. Não promoveu a concessão de iguais oportunidades de participação e integração dos alunos, bem como, a adopção de regras de convivência, colaboração e respeito.

Observação / Evidências

Av.

3

2

1

2º ano lectivo do período de avaliação
C.2
Concessão de iguais oportunidades de participação, promoção da integração dos alunos e da adopção de regras de convivência, colaboração e respeito

Observação / Evidências

Av.

4

Dinamizou estratégias de promoção de forma sistematizada e de grande equilíbrio na concessão de iguais oportunidades de participação e integração dos alunos e estratégias que estimulam a adopção e auto-correcção de regras de convivência, colaboração e respeito. Promoveu regularmente a concessão de iguais oportunidades de participação e integração dos alunos e estratégias que estimulam a adopção de regras de convivência, colaboração e respeito. Promoveu de forma desarticulada a concessão de iguais oportunidades de participação e integração dos alunos, bem como, na adopção de regras de convivência, colaboração e respeito. Não promoveu a concessão de iguais oportunidades de participação e integração dos alunos, bem como, a adopção de regras de convivência, colaboração e respeito.

3

2

1

1º ano lectivo do período de avaliação
C.3
4

Disponibilidade para o atendimento e apoio aos alunos
Acompanhou os alunos em todas as actividades relacionadas com a sua área disciplinar e promove situações específicas de apoio.

Observação / Evidências

Av.

3

Esteve sempre disponível para apoiar os seus os alunos e prestar apoio sempre que entende necessário ou o mesmo lhe é solicitado.

2

Nem sempre esteve disponível para apoiar os seus os alunos e presta apoio quando o mesmo lhe é solicitado.

1

Não esteve disponível para apoiar os seus os alunos e prestar apoio quando o mesmo lhe é solicitado.

2º ano lectivo do período de avaliação
C.3 Disponibilidade para o atendimento e apoio aos alunos

Observação / Evidências

Av.

4

Acompanhou os alunos em todas as actividades relacionadas com a sua área disciplinar e promove situações específicas de apoio.

3

Esteve sempre disponível para apoiar os seus os alunos e prestar apoio sempre que entende necessário ou o mesmo lhe é solicitado.

2

Nem sempre esteve disponível para apoiar os seus os alunos e presta apoio quando o mesmo lhe é solicitado.

1

Não esteve disponível para apoiar os seus os alunos e prestar apoio quando o mesmo lhe é solicitado.

1º ano lectivo do período de avaliação
C.4 4 Equilíbrio no exercício da autoridade e adequação das acções desenvolvidas para a manutenção da disciplina na sala de aula
Exerceu com muito equilíbrio o exercício da autoridade, verificando-se uma constante manutenção da disciplina da sala de aula aliado a um clima de bemestar. Exerceu com equilíbrio o exercício da autoridade e adequou as acções desenvolvidas para a manutenção da disciplina na sala de aula.

Observação / Evidências

Av.

3

2

Não exerceu com equilíbrio o exercício da autoridade, e não adequou as acções desenvolvidas para a manutenção da disciplina na sala de aula provocando situações de grande tensão. Não exerceu o exercício da autoridade, e não adequou as acções desenvolvidas para a manutenção da disciplina na sala de aula permitindo situações de constante indisciplina.

1

2º ano lectivo do período de avaliação

C.4 4

Equilíbrio no exercício da autoridade e adequação das acções desenvolvidas para a manutenção da disciplina na sala de aula
Exerceu com muito equilíbrio o exercício da autoridade, verificando-se uma constante manutenção da disciplina da sala de aula aliado a um clima de bemestar. Exerceu com equilíbrio o exercício da autoridade e adequou as acções desenvolvidas para a manutenção da disciplina na sala de aula.

Observação / Evidências

Av.

3

2

Não exerceu com equilíbrio o exercício da autoridade, e não adequou as acções desenvolvidas para a manutenção da disciplina na sala de aula provocando situações de grande tensão. Não exerceu o exercício da autoridade, e não adequou as acções desenvolvidas para a manutenção da disciplina na sala de aula permitindo situações de constante indisciplina.

1

D. Avaliação das aprendizagens dos alunos
1º ano lectivo do período de avaliação
D.1 4
Regularidade, adequação e rigor da avaliação diagnóstica, formativa e sumativa das aprendizagens, incluindo a sua apresentação em tempo útil aos alunos

Observação / Evidências

Av.

Realizou com rigor e regularidade e adequação a avaliação diagnóstica, formativa e sumativa das aprendizagens, incluindo a sua apresentação em tempo útil aos alunos, bem como, a análise dos resultados e definição de estratégias em função dos mesmos. Realizou adequadamente a avaliação diagnóstica, formativa e sumativa das aprendizagens, incluindo a sua apresentação em tempo útil aos alunos.

3

2

Realizou de forma inadequada a avaliação diagnóstica, formativa e sumativa das aprendizagens, incluindo a sua apresentação em tempo útil aos alunos.

1

Não realizou a avaliação diagnóstica, formativa e sumativa das aprendizagens, incluindo a sua apresentação em tempo útil aos alunos.

2º ano lectivo do período de avaliação

D.1 4

Regularidade, adequação e rigor da avaliação diagnóstica, formativa e sumativa das aprendizagens, incluindo a sua apresentação em tempo útil aos alunos

Observação / Evidências

Av.

Realizou com rigor e regularidade e adequação a avaliação diagnóstica, formativa e sumativa das aprendizagens, incluindo a sua apresentação em tempo útil aos alunos, bem como, a análise dos resultados e definição de estratégias em função dos mesmos. Realizou adequadamente a avaliação diagnóstica, formativa e sumativa das aprendizagens, incluindo a sua apresentação em tempo útil aos alunos.

3

2

Realizou de forma inadequada a avaliação diagnóstica, formativa e sumativa das aprendizagens, incluindo a sua apresentação em tempo útil aos alunos.

1

Não realizou a avaliação diagnóstica, formativa e sumativa das aprendizagens, incluindo a sua apresentação em tempo útil aos alunos.

1º ano lectivo do período de avaliação
D.2 4 Utilização dos resultados da avaliação dos alunos na preparação, organização e realização das actividades lectivas
Utilizou os resultados da avaliação de cada um dos seus alunos na definição de estratégias e elaboração exercícios específicos de recuperação e desenvolvimento, bem como, na preparação, organização e realização das actividades lectivas do grupo. Utilizou os resultados da avaliação dos seus alunos na definição de estratégias de recuperação e na organização e realização das actividades lectivas.

Observação / Evidências

Av.

3

2

Raramente utilizou os resultados da avaliação dos seus alunos na definição de estratégias de recuperação e na organização e realização das actividades lectivas.

1

Não utilizou os resultados da avaliação dos seus alunos na definição de estratégias de recuperação e na organização e realização das actividades lectivas.

2º ano lectivo do período de avaliação

D.2 4

Utilização dos resultados da avaliação dos alunos na preparação, organização e realização das actividades lectivas
Utilizou os resultados da avaliação de cada um dos seus alunos na definição de estratégias e elaboração exercícios específicos de recuperação e desenvolvimento, bem como, na preparação, organização e realização das actividades lectivas do grupo. Utilizou os resultados da avaliação dos seus alunos na definição de estratégias de recuperação e na organização e realização das actividades lectivas.

Observação / Evidências

Av.

3

2

Raramente utilizou os resultados da avaliação dos seus alunos na definição de estratégias de recuperação e na organização e realização das actividades lectivas.

1

Não utilizou os resultados da avaliação dos seus alunos na definição de estratégias de recuperação e na organização e realização das actividades lectivas.

1º ano lectivo do período de avaliação
D.3 4
Observância na avaliação dos alunos dos critérios indicados pela administração educativa ou aprovados pelos órgãos competentes do Agrupamento/Escola Aplicou com rigor, na avaliação dos alunos, os critérios indicados pela administração educativa ou aprovados pelos órgãos de Agrupamento, considerando e ponderando os critérios definidos no Projecto Curricular de Turma. Aplicou, na avaliação dos alunos, os critérios indicados pela administração educativa ou aprovados pelos órgãos de Agrupamento.

Observação / Evidências

Av.

3

2

Aplicou parcialmente, na avaliação dos alunos, os critérios indicados pela administração educativa ou aprovados pelos órgãos de Agrupamento.

1

Não aplicou, na avaliação dos alunos, os critérios indicados pela administração educativa ou aprovados pelos órgãos de Agrupamento.

2º ano lectivo do período de avaliação

D.3 4

Observância na avaliação dos alunos dos critérios indicados pela administração educativa ou aprovados pelos órgãos competentes do Agrupamento/Escola Aplicou com rigor, na avaliação dos alunos, os critérios indicados pela administração educativa ou aprovados pelos órgãos de Agrupamento, considerando e ponderando os critérios definidos no Projecto Curricular de Turma. Aplicou, na avaliação dos alunos, os critérios indicados pela administração educativa ou aprovados pelos órgãos de Agrupamento.

Observação / Evidências

Av.

3

2

Aplicou parcialmente, na avaliação dos alunos, os critérios indicados pela administração educativa ou aprovados pelos órgãos de Agrupamento.

1

Não aplicou, na avaliação dos alunos, os critérios indicados pela administração educativa ou aprovados pelos órgãos de Agrupamento.

1º ano lectivo do período de avaliação
D.4 4 Promoção da auto-avaliação dos alunos
Promoveu com regularidade a auto-avaliação dos conhecimentos adquiridos pelos alunos e incentivou a reflexão e a auto-estima.

Observação / Evidências

Av.

3

Promoveu periodicamente a auto-avaliação dos conhecimentos adquiridos pelos alunos e incentivou a reflexão e a auto-estima.

2

Promoveu esporadicamente a auto-avaliação dos conhecimentos adquiridos pelos alunos.

1

Não promoveu a auto-avaliação dos conhecimentos adquiridos pelos alunos.

2º ano lectivo do período de avaliação

D.4 4

Promoção da auto-avaliação dos alunos
Promoveu com regularidade a auto-avaliação dos conhecimentos adquiridos pelos alunos e incentivou a reflexão e a auto-estima.

Observação / Evidências

Av.

3

Promoveu periodicamente a auto-avaliação dos conhecimentos adquiridos pelos alunos e incentivou a reflexão e a auto-estima.

2

Promoveu esporadicamente a auto-avaliação dos conhecimentos adquiridos pelos alunos.

1

Não promoveu a auto-avaliação dos conhecimentos adquiridos pelos alunos.

O avaliador Nevogilde, em ____/____/_____
Documento elaborado pela docente Margarida Moreira. Pretende servir de base de trabalho a uma discussão alargada nos Departamentos, caso o ME não defina os parâmetros a que deve obedecer cada um dos níveis de classificação.