Objectivos individuais do professor: Como elaborar? O que dizer?

O professor tem de respeitar o artigo 9º do Decreto Regulamentar 2/2008 de 10/01, bem como o que está definido no projecto educativo, no plano curricular de escola, no plano anual de actividades e nos projectos curriculares de turma. A primeira coisa a fazer é organizar um dossier onde fiquem arquivados aqueles documentos. Caso tenha acesso a esses documentos em formato digital, conseguirá redigir os seus objectivos individuais com mais rapidez e facilidade. 1.Os objectivos individuais são fixados por acordo entre o avaliado e o avaliador. Isto quer dizer que os professores devem concertar posições com o respectivo coordenador de departamento. 1.Os itens que orientam a formulação dos objectivos individuais são os seguintes: a) a melhoria dos resultados escoares; b) a redução do abandono escolar; c) o apoio à aprendizagem de todos os alunos; d) a participação nas estruturas de orientação educativa e dos órgãos de gestão do agrupamento; e) a relação com a comunidade; f) a formação contínua; g) a participação e a dinamização de projectos curriculares de turma, dos projectos que constam no plano anual de actividades e dos projectos extracurriculares. No processo de elaboração dos objectivos individuais, o professor tem de respeitar o que está definido no projecto educativo, no plano curricular de escola, no plano anual de actividades e nos projectos curriculares de turma. A dica que aqui deixo sobre a elaboração dos objectivos individuais é apenas isso: uma dica. Cada professor, no respeito pelo projecto educativo, plano anual de actividades, plano curricular de escola e projectos curriculares de turma, deverá elaborar os seus próprios objectivos individuais, tendo também em consideração as suas possibilidades e capacidades.

a) Item: A melhoria dos resultados escolares dos alunos
Pretendo baixar o insucesso dos meus alunos de 10% para 5%. O ano passado, leccionei uma turma com 20 alunos. Este ano, vou tentar reduzir o insucesso, na minha turma, a um máximo de 1 aluno. Pretendo atingir este objectivo através da diversificação das estratégias, centrando o processo de ensino em tarefas significativas para os alunos e que exigem o trabalho em pequenos grupos ligeiramente heterogéneos. Como métodos de ensino, procurarei privilegiar a aprendizagem cooperativa, o ensino interactivo e o ensino tutorial. A avaliação formativa permitirá ir identificando as dificuldades e aquilo que correu menos bem, sempre com o objectivo de introduzir correcções e alterações no processo de ensino e aprendizagem. Tenciono, também, utilizar a empatia e o reforço positivo como formas de elevar as expectativas dos alunos com mais dificuldades e melhorar a sua auto-estima. b) Item: A redução do abandono escolar Pretendo obter um máximo de 5% de abandono escolar, ou seja, um máximo de um aluno. Existe um segundo aluno em risco de abandonar a escola por motivos económicos. A minha estratégia para manter esses alunos na escola é através da realização de visitas familiares. Com essas visitas, realizadas por mim e pelo psicólogo escolar, vou tentar consciencializar os pais para a importância de manterem os filhos na escola. Além disso, estabelecerei contactos com os serviços de apoio social e a segurança social local com o objectivo de procurar apoios adicionais para aquelas duas famílias.

c) Item A prestação de apoio à aprendizagem dos alunos incluindo aqueles com dificuldades de aprendizagem Comprometo-me a prestar apoio a todos os alunos, tendo em conta as dificuldades de aprendizagem detectadas. Usarei as seguintes estratégias: ensino cooperativo, colocando os alunos mais adiantados a apoiarem os que têm mais dificuldades; ensino tutorial, com apoio individualizado sempre que possível. A utilização de novas tecnologias da informação e a realização de tarefas realmente significativas permitirão aumentar os níveis de motivação dos alunos. d) A participação nas estruturas de orientação educativa e dos órgãos de gestão do agrupamento ou escola não agrupada Tenciono participar em todas as reuniões de departamento e em todos os conselhos de turma, cumprindo com as minhas obrigações e não me escusando

a realizar as tarefas que me forem atribuídas. Terei o cuidado de organizar e manter actualizado o dossier da turma e de realizar reuniões com os pais, com periodicidade regular, e a horas que lhes sejam convenientes. e)Item: A relação com a comunidade No que diz respeito às relações com os pais dos meus alunos, procurarei marcar as reuniões a horas convenientes para eles e desenvolverei um processo de comunicação não formal que incluirá o e-mail, sms e o telefone. Nos casos mais difíceis, estarei disponível para fazer visitas familiares com o objectivo de resolver problemas, fazer educação de pais e ajudar os pais a procurar apoios sociais na comunidade. Sempre que for necessário concertar posições com os responsáveis da autarquia local, manifestarei a minha disponibilidade para o fazer, indo às reuniões e estabelecendo os contactos necessários por via do email. f) Item: Formação contínua Procurarei fazer uma acção de formação por ano. Para além disso, participarei em colóquios e congressos sobre temas de pedagogia e didáctica sempre que me for possível. Farei assinatura de 2 revistas de pedagogia e didáctica e organizarei espaços e fóruns de discussão em torno de artigos publicados nessas revistas. Esses fóruns juntarão os colegas da escola numa base de voluntariado. g) Item: participação e dinamização de projectos curriculares e extracurriculares Integrarei o projecto “De Mãos Dadas com a Natureza”, que junta professores de escolas do 1º ciclo do Ensino Básico do meu agrupamento de escolas, e farei parte da equipa que edita o jornal da escola e o blog da turma. Continuarei a dar vida ao projecto de correspondência interescolar com alunos de escolas de Timor, Moçambique e Cabo Verde, através de um blog que foi criado para o efeito. Darei o meu contributo como editor para manter a webpage do agrupamento de escolas actualizada.