You are on page 1of 3

JP

1.1 Objetivo

Engenharia & Inspeção
Engenheiro Mecânico/Segurança Júlio Pansera Jr. CREA – RN 260427335-7

MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS
1. APRESENTAÇÃO

O presente memorial tem por finalidade descrever as medidas de segurança contra incêndio e pânico prevista no Processo de Segurança Contra Incêndio e Pânico de uma edificação de propriedade de VILSO TOZI, situada na Avenida Figueiras N° !"#" $ %dif&cio 'o(i) Centro * Sinop * +'! 1. C!it"!io# Pro,etou*se o SP-A de acordo com as prescriç.es da Norma N/0 1# 2 da A/N' 3Associação /rasileira de Normas '4cnicas5! 1.$ Co%#i&e!'()e# %ste pro,eto não contempla a proteção de e6uipamentos el4tricos e eletr7nicos contra interferências eletromagn4ticas causadas pelas descargas atmosf4ricas! A aplicação deste pro,eto não dispensa a o8servância dos regulamentos de 9rgãos p:8licos aos 6ual a instalação deva satisfa(er! O SP-A não impede a ocorrência de descargas atmosf4ricas! O espaçamento m4dio dos condutores de descidas 4 de 1 m! As seç.es m&nimas dos condutores de co8re a serem utili(ados na e;ecução do SP-A< * Su8sistema de Captação = >1 mm? * Su8sistema de -escida = " mm? para estruturas de at4 @A m de altura) acima >1 mm? * Su8sistema de Aterramento = 1A mm? 1.* S+b#i#te,' &e C'-t'(.o Como su8sistema de captação da edificação serB utili(ado a pr9pria estrutura do telCado feito de aço) presa por conectores de latão a ca8os de " mm? 6ue descem at4 os ca8os de 1A mm? enterrados) nos pontos pr4*determinados no pro,eto! 1./ S+b#i#te,' &e De#0i&' R+' &'# Ave%0'#, 11 2 3'!&i, &'# P'4,ei!'# 2 Si%o- 2 MT P56. 1 &e $ Fo%e7 11 $/$ 89*: 8 Ce4+4'!7 11 ;;9$8:* < 8 CEP7 <:.// 8911 j-'%#e!'=>'?oo.0o,.b!

imo ao 6uadro geral de entrada de cai.ternos ao volume a proteger) a uma distância da ordem de m das fundaç.es do su8sistema de aterramento são mais importantes 6ue o pr9prio valor da resistência de aterramento! %ntretanto recomenda*se para o caso de eletrodos não naturais) uma resistência de apro. 11 2 3'!&i. CREA – RN 260427335-7 !1! $ Como condutores de descida serão utili(ados ca8o de co8re nu de " mm? eDou fitas de alum&nio @1mm?! 1. Fo%e7 11 $/$ 89*: 8 Ce4+4'!7 11 .// 8911 j-'%#e!'=>'?oo.ot4rmica) o.a impedância! !"!> $ Os eletrodos de aterramento devem ser instalados e.0o.o e as dimens.iacetilênica ou el4trica) conectores de pressão ou de compressão) re8ites ou parafusos! 1.plosão e cCo6ues el4tricos dentro do volume a proteger! !H!@ $ A e6uali(ação de potencial 4 o8tida mediante condutores e ligação e6uipotencial) interligando o SP-A) a armadura metBlica da estrutura) as instalaç.9$8:* < 8 CEP7 <:.b! &e $ .es perigosas) o arran.' I%te!%o &e P!ote(.< S+b#i#te.1 S+b#i#te.o Co%t!' De#0'!6' At.' &e Ate!!'..JP Engenharia & Inspeção Engenheiro Mecânico/Segurança Júlio Pansera Jr.acentes não devem ser inferior a "AF! !"!1 $ Gastes de aterramento devem ser uniformemente distri8u&das no per&metro da estrutura) espaçadas entre si por uma distância não inferior ao seu comprimento! !"!" $ O n:mero de cone.e%to !"! $ Para assegurar a dispersão da corrente atmosf4rica na terra sem causar so8retens.. " mm) constru&da e instalada de modo a permitir fBcil acesso para a inspeção! %ssa 8arra de ligação e6uipotencial deve ser conectada ao su8sistema de aterramento! !H!# $ A ligação e6uipotencial deve ser reali(ada atrav4s de ca8o nu de 1A mm?! R+' &'# Ave%0'#.es metBlicas) as massas e os condutores el4tricos de potência e de sinal) dentro do volume a proteger! !H!> $ A ligação e6uipotencial deve ser efetuada pr9.es deve ser assegurado por meio de soldagem e. &'# P'4.a tensão! Os condutores de ligação e6uipotencial devem ser conectados a uma 8arra de ligação e6uipotencial principal medindo AAA .ei!'# 2 Si%o. 1A .es da estrutura! !"!# $ %letrodos de aterramento formados por condutores em anel) ou condutores Cori(ontais radiais) devem ser instalados a uma profundidade m&nima de A)"A m! Nos condutores radiais) o ângulo entre dos condutores ad.imadamente A E) como forma de redu(ir os gradientes de potencial no solo e a pro8a8ilidade de centelCamento perigoso! !"!@ $ Sistemas de aterramentos distintos devem ser interligados atrav4s de uma ligação e6uipotencial de 8ai..o#@"!i0'# !H! $ A e6uali(ação de potencial constitui a medida mais efica( para redu(ir os riscos de incêndio) e.2 MT P56.

es completas devem ser feitas periodicamente! 1.o ! A! 'ipo< II CCCCCCCCCCCCCCCCCCCCCC 3D4io P'%#e!' 3+%io! 0esponsBvel t4cnico R+' &'# Ave%0'#..es e fi. 11 2 3'!&i.// 8911 j-'%#e!'=>'?oo..19 Ti-o &e -!ote(.. &'# P'4.b! .2 MT P56. CREA – RN 260427335-7 !H!1 $ 'odos os condutores dos sistemas el4tricos de potencia e de sinal devem ser direta ou indiretamente conectados I ligação e6uipotencial! !J! $ As instalaç. A+'&!o eB+i-ote%0i'4 !2! $ O 6uadro e6uipotencial deverB ser colocado) preferencialmente) ao lado ou o mais pr9.imo poss&vel do 6uadro de entrada de energia 6ue estB locali(ado na parte frontal da edificação! 1.ação estão firmes e livres de corrosão! !J!@ $ Kma inspeção visual deve ser feita anualmente! !J!> $ Inspeç..es visam assegurar 6ue todos os componentes do SP-A estão em 8om estado) as cone.ei!'# 2 Si%o.: I%#-e(. $ &e $ Fo%e7 11 $/$ 89*: 8 Ce4+4'!7 11 .JP 1.o Engenharia & Inspeção Engenheiro Mecânico/Segurança Júlio Pansera Jr.0o.9$8:* < 8 CEP7 <:.