You are on page 1of 16

RESPOSTAS

01 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
Nome do candidato Número da carteira

VESTIBULAR 2004

02 03 04

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA, LÍNGUA INGLESA E REDAÇÃO

05 06 07 08

CADERNO DE QUESTÕES

09 10 11

INSTRUÇÕES
1. Assinar a capa do seu Caderno de Redação, no local indicado, com caneta de tinta azul ou preta. 2. Formar este caderno, cortando-o na parte superior. 3. Preencher com seu nome e número da carteira os espaços indicados nesta página e na página 03. 4. Esta prova, com duração de 4 horas, contém 50 questões e uma proposta de Redação. 5. Para cada questão, existe somente uma alternativa correta. Anotar na tabela ao lado a alternativa que julgar certa. 6. Depois de assinaladas todas as respostas, transcrevê-las para a Folha Definitiva de Respostas. 7. O candidato somente poderá entregar a Folha Definitiva de Respostas e o caderno de Redação depois de transcorridas 2 horas, contadas a partir do início da prova. 8. Ao sair, o candidato levará apenas a capa deste caderno e o Caderno de Questões da Prova de Conhecimentos Gerais. 9. Transcorridas 4 horas de prova, o fiscal recolherá a Folha Definitiva de Respostas, o Caderno de Redação e este caderno. 10. Este caderno lhe será entregue ao final da Prova de Conhecimentos Específicos.

12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25

UNIFESP/LP 2 .

de Joan Garcia de Guilhade. fugir do dono que o maltratava. e já se leva! (CD Cantigas from the Court of Dom Dinis. bastante discutido na mídia. na qual se conta a divertida história do cavalo que. (D) informação apresentada satiricamente a partir de um elemento já conhecido. harmonia mundi usa. e paceu. UNIFESP/LP . (D) justaposição. Poderia ser redigida assim: Éguas são vítimas de trânsito caótico. (C) onomatopéia. em que se mostra que o dono do cavalo não lhe buscou cevada nem o ferrou por causa do mau tempo e da chuva que Deus mandou. recuperou-se e pôde.Nome do candidato Número da carteira LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUÇÃO: Para responder às questões de números 01 e 02. podendo ser redigida da seguinte forma: Acidente trágico mata a Égua Pocotó. e arriçou. dada a relação com o som produzido pelos eqüinos quando em movimento. em que se critica a atitude do dono do cavalo. cabo dum lamaçal creceu a erva. (B) sufixação. alimentouse. 3 A leitura permite afirmar que se trata de uma cantiga de (A) escárnio. e per cabo si paceu.) Égua Pocotó morre em trágico acidente. 03. considere a imagem a seguir. deixando-o entregue à própria sorte para obter alimento. mais. (E) aglutinação. e já se leva! Seu dono non lhi buscou cevada neno ferrou: mai-lo bon tempo tornou. então. a palavra Pocotó é formada a partir de uma (A) prefixação. abandonado pelo dono. mas mesmo assim o cavalo pôde recuperar-se. levando em conta que ela remete a um funk polêmico. Leia a cantiga seguinte. Na frase que acompanha a imagem. o mato cresceu e o animal pôde recuperar-se sozinho. creceu a erva. (C) metáfora do fim trágico de um estilo musical. Tomando como referência os processos de formação de palavras. neno ferrar. que dele não cuidara. e paceu. bastante difundido na mídia em 2003: Minha egüinha pocotó. (D) amigo. A informação equivale a Um acidente trágico tira a vida de uma égua. 02. A idéia equivale a O acidente trágico mata a Égua Pocotó. e já se leva! Seu dono non lhi quis dar cevada. Un cavalo non comeu á seis meses nen s’ergueu mais prougu’a Deus que choveu. creceu a erva. satirizando a atitude do dono que ferrou o cavalo. em que se mostra o amor de Deus com o cavalo que. graças ao bom tempo e à chuva.visto com reservas por boa parte do público. 1995. 01. e arriç’ar. comeu a erva que cresceu graças à chuva e ao bom tempo. (C) escárnio. (E) mal-dizer. (E) morte da Égua para representar a violência humana aos animais. levando à morte trágica um ídolo musical. (B) informação como crítica à situação caótica do trânsito nas cidades. (B) amor. os substantivos próprios que compõem a mensagem indicam (A) referência indefinida ao animal e ao estilo de música. mas esqueceu-se de alimentá-lo. mas graças ao bom tempo e à chuva. equivalendo a Acidente trágico vitima égua.

INSTRUÇÃO: O poema a seguir. a serpente mostrava ser a mais cautelosa de todos os animais selváticos do campo. O poema de Raimundo Correia ilustra o Parnasianismo brasileiro. Assim. (E) soneto com rimas raras.’” A isso a serpente disse à mulher: “Positivamente não morrereis. Deus disse: ‘Não deveis comer dele. é a base para as questões de números 04 a 06. E à tarde. Como voam as pombas dos pombais. (E) uma visão pessimista da condição humana em relação à vida e ao tempo. (D) um relativo menosprezo para com os sentimentos humanos vividos na juventude.) 05. TEXTO 1 . representa (A) a adolescência. podem-se depreender as seguintes características desse movimento literário: (A) soneto em versos decassílabos. Por isso coseram folhas de figueira e fizeram para si coberturas para os lombos. (B) uma mentalidade conformista em relação ao amor e às desilusões vividas na juventude. serenas. Vai-se outra mais. INSTRUÇÃO: Leia os textos a seguir para responder às questões de números 08 a 13. (C) a preocupação com a perfeição formal e com o subjetivismo. Dele. enfim dezenas De pombas vão-se dos pombais. é correto afirmar que pombas.. (C) uma irritação com a dificuldade de se realizarem os sonhos.” Conseqüentemente. (D) soneto com versos livres. Ruflando as asas... quando a rígida noitada Sopra. que Jeová Deus havia feito.. 04.. (D) o envelhecimento..” O que o poeta modernista está criticando nos parnasianos é (A) a demasiada liberdade no ato da criação. Também dos corações onde abotoam. (C) versos sem rima. de Raimundo Correia. liberdade na expressão dos sentimentos e recorrência às imagens. com predominância de narração e ênfase nos aspectos sonoros. Assim. metaforicamente.. um por um céleres voam.. (E) a desilusão.. ela começou dizer à mulher: “É realmente assim que Deus disse. UNIFESP/LP 4 . nem deveis tocar nele. Os sonhos.. Mas quanto a comer do fruto da árvore que está no meio do jardim. (B) versos livres. e ele começou a comê-lo. aos pombais de novo elas. quando estava com ela. Abriramse então os olhos e começaram a perceber que estavam nus. Oswald de Andrade faz o seguinte comentário sobre os poetas parnasianos: “Só não se inventou uma máquina de fazer versos – já havia o poeta parnasiano. a árvore desejável para se contemplar. no mesmo dia que em que comerdes dele. com predominância de descrição e vocabulário seleto. a mulher viu que a árvore era boa para alimento e que era algo para os olhos anelarem. As pombas Vai-se a primeira pomba despertada.. No azul da adolescência as asas soltam Fogem. No Manifesto da Poesia Pau-Brasil. Os dois últimos versos do poema revelam (A) um enobrecimento da velhice após a realização dos sonhos de juventude. Voltam todas em bando e em revoada. Porque Deus sabe que. E eles aos corações não voltam mais. 06.. apesar da criação poética mecânica. Depois deu também dele a seu esposo. exploração do plano imagético e sonoro. (Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas . De modo que começou a tomar do seu fruto e a comê-lo. 07. Mas aos pombais as pombas voltam.. sacudindo as penas. (B) o abandono da Arte pela arte. (D) o formalismo e a impessoalidade comuns em seus textos. apenas Raia sangüínea e fresca a madrugada. (E) o exagero na expressão das emoções. sim. com a criação objetiva e anti-convencional. (C) os corações. forçosamente se abrirão os vossos olhos e forçosamente sereis como Deus. com descrição e presença da mitologia. sabendo o que é bom e o que é mau.. (B) os sonhos. não. para que não morrais. que não deveis comer de toda árvore do jardim?” A isso a mulher disse à serpente: “Do fruto das árvores do jardim podemos comer. Há uma equivalência entre os dois quartetos e os dois tercetos do poema. que os torna máquinas poéticas... mais outra.

. pagar um preço tão alto por uma simples maçã. conforme Deus havia dito. e deve se lembrar do que aconteceu com os dois. diz-se que “a serpente mostrava ser a mais cautelosa de todos os animais selváticos do campo. seria uma ótima publicitária. (D) descrédito à ação da serpente. certamente ouviu alguém contar. (E) contar a Eva que ela e Adão estavam nus e... assim. (A) Você já ouviu a história de Adão e Eva? = Você já ouviu a história de Eva e Adão? (B) . Segundo o texto 2. bem que não queria comer a tal da maçã. (B) mostrar que ela. o que seria altamente indesejável. quando são muito necessárias. não seria tão mais obediente a Deus. (C) ênfase ao poder de persuasão da serpente. por experimentarem o fruto proibido. se a gente pensar bem. Antes dela. Podemos encontrar no texto passagem em que o autor poderia ter invertido a ordem dos termos. 11.TEXTO 2 Você já ouviu a história de Adão e Eva? Se não leu. houve uma outra. que resultou na expulsão – e não na permanência – de Adão e Eva do paraíso. ao contrário de Adão. uma profissional de propaganda. quando estava com ela ... (E) criar.. fez com que parecesse tão gostosa. Com os dois e com a serpente. 09. ela começou dizer à mulher . assim. nasceu a propaganda. não resistiu o pobre coitado. Mas Eva falou tão bem dela. (B) enaltecimento ao poder de convencimento da serpente. nasceu a propaganda. (D) .. Assinale a alternativa que ilustra os comentários sobre essa possibilidade de expressão lingüística. que levou Adão e Eva a serem expulsos do paraíso por comerem o fruto proibido. em qualquer situação. Propaganda.. e deve se lembrar do que aconteceu com os dois. (D) deixar claro que Deus não ousaria enfrentar Adão e Eva depois que eles comessem o fruto. o pobre coitado não resistiu. No texto 1. a publicidade pode ser entendida como a arte de (A) vender bons produtos a boas pessoas quando elas precisam deles. na mulher. (C) impor a aquisição de coisas simples. = . (C) enaltecer as qualidades da árvore. é claro. (C) . (B) Do fruto das árvores do jardim podemos comer. mas não o fez certamente porque geraria uma cacofonia de muito mau gosto.. 08.) 10.” A idéia em destaque aparece no texto 2 como (A) crítica à serpente.. (C) . Simbolizando o demônio. o desejo de experimentar o fruto proibido. Eva não foi a primeira publicitária. até mesmo os mais espertos. ela soube convencer Adão de que valia a pena pagar um preço tão alto por uma simples maçã. E. pois se tornariam mais poderosos que Ele.. Adão e Eva não morreriam. comendo o fruto proibido. Normalmente. Adão. descobririam o que isso significava efetivamente.. pois conheceria tudo o que é bom e tudo o que é mau. = . De acordo com o texto 1. a forma de conhecer verdadeiramente a Deus. foi a serpente que criou. A alternativa em que o uso da preposição em destaque tem função mais estilística do que gramatical é (A) . Afinal. a serpente.. que o pobre coitado não resistiu. (Dicionário Aurélio Básico da Língua Portuguesa). (E) Depois deu também dele a seu esposo . = E a propaganda assim nasceu. boa para o alimento e boa para se contemplar.. Se Eva vivesse hoje. até mesmo veiculadora de preconceito. mais obediente.. no outro... símbolo do demônio e das coisas negativas ao homem. que mostra a Adão e Eva a importância da verdade. e sim que passariam a ser como Ele. proveniente da união das sílabas finais de uma palavra com as iniciais da seguinte. um dos argumentos utilizados pela serpente para convencer Eva a comer o fruto proibido foi (A) afirmar que. pagar um preço tão alto por uma maçã simples... a palavra produzida é de sentido ridículo e baixo. (André Carvalho & Sebastião Martins. (B) enganar. a necessidade de adquirir até mesmo algo de que não precisa... logo.. (E) homenagem velada à serpente. e fizeram para si coberturas para os lombos. (D) ser transparente e honesto para vender coisas simples ou não. Foi dar a primeira mordida e perder o lugar no Paraíso. o que levou Eva não só a comer o fruto proibido como também a incentivar Adão a fazê-lo. 5 UNIFESP/LP . e deve lembrar-se do que aconteceu com os dois. 12. (D) . (E) E. onde só havia uma proibição: eles não podiam experimentar o gosto da maçã.. por permitir que Adão e Eva enfrentassem Deus... Mas. Chama-se cacofonia ao som desagradável.. = . Conta a Bíblia que Adão e Eva viviam muito felizes no Paraíso. pelo conhecimento.

não cavalo valentão: antes lebre que leão. devendo ser substituída por possue. Observando as informações do segundo quadrinho. / Eu simplesmente sinto / Com a imaginação. II.. Considere as seguintes informações sobre o heterônimo Alberto Caeiro. (C) Não matou outros deuses / O triste deus cristão. que não deveis comer de toda árvore do jardim?” (B) “.’”. leia a tira seguinte. Estão corretas apenas as afirmações (A) I e II. sabendo o que é bom e que é mau...” Os versos que ilustram o heterônimo apresentado são (A) Sou um guardador de rebanhos. A forma verbal têm. (E) I. (E) a confirmação. (E) Deus disse que não devemos comer dele. a escrita correta seria por que e não porque. Meu desejo eu retempero: asno que me leve quero. (D) I. (D) o uso de bem. (C) II e IV. III. (D) Dizem que finjo ou minto. nem tocar nele. II e IV. Porém. da famosa Farsa de Inês Pereira. nem deveis tocar nele. I.. (C) a irritação do Senhor com eles. para não morrermos. marcada pela forma verbal é. não. associando-a aos dois textos utilizados para responder às questões imediatamente anteriores. no segundo quadrinho. (D) Deus disse que não deveremos comer dele. / Não uso o coração. sobretudo em posição superior. nem devemos tocar nele.. para que não morríamos.. está incorreta. no último quadrinho. em que há as falas de Eva e de Deus no texto 1. A forma verbal possui. (C) Deus disse que não devemos comer dele. admite que eles a perderão.. para que não morrêssemos.” (D) “. / Penso com os olhos e com os ouvidos / E com as mãos e os pés / E com o nariz e a boca. antes lavrador que Nero. INSTRUÇÃO: Para responder às questões de números 14 a 16. 17. e fizeram coberturas para os lombos. O pronome vossa (2ª pessoa do plural) é usado como forma de demonstrar respeito a alguém.. (.. para que não morremos. / Nada de estéticas com coração: sou lúcido. nem tocar nele. de José de Nicola... No primeiro quadrinho. (B) o emprego do termo ainda no segundo quadrinho. / Tudo que escrevo. no último quadrinho. nem deveremos tocar nele.. as coisas são como são.. A frase “. (B) Deus disse que não devíamos comer dele. marcando a ponderação do Senhor. nem se deve tocar nele. do poeta Fernando Pessoa. / Mas que mais vale estarmos sentados ao pé um do outro / Ouvindo correr o rio e vendo-o.. (.) ele ‘pensa’ com os sentidos. Considere as quatro afirmações seguintes. Deus disse: ‘Não deveis comer dele. 6 14. 16. leia os versos seguintes.13. está correta. O Senhor reconhece a inocência do homem e da mulher. Andar! Pero Marques seja! Quero tomar por esposo quem se tenha por ditoso de cada vez que me veja..) Por isso mesmo. extraídas de Literatura Portuguesa – da Idade Média a Fernando Pessoa. / Talvez um que faltava. / Cristo é um deus a mais. podese relacioná-las corretamente com a seguinte passagem do texto bíblico: (A) “. é tudo aquilo que existe e que percebemos através dos sentidos. “Para [ele]. / O rebanho é os meus pensamentos / E os meus pensamentos são todos sensações. para que não morrais. nem deveis tocar nele.” (E) “Positivamente não morrereis. seu mundo é o mundo do real-sensível (ou real-objetivo). pensando que podíamos. escrita por Gil Vicente. IV .. trocar beijos e braços e carícias. para que não morrais. no segundo quadrinho.” (C) “. (B) I e III. Não. UNIFESP/LP . em discurso indireto corresponde a (A) Deus disse que não se deve comer dele. e forçosamente sereis como Deus. O que denuncia esse conhecimento é (A) a hesitação do Senhor no terceiro quadrinho. já que se refere aos dois interlocutores do Senhor. (B) Amemo-nos tranqüilamente.” 15. (E) Já disse: sou lúcido. / Se quiséssemos. no último quadrinho. para que não morreremos. II e III. / Merda! Sou lúcido. INSTRUÇÃO: Para responder às questões de números 18 e 19.

(E) É melhor asno que me leve ante cavalo valentão. (E) cômica. (B) Prefiro mais asno que me leve a cavalo valentão. pois. (E) da Sexagésima. de temas prosaicos. São Francisco monumentou as aves. critica a sociedade mercantil emergente. a questão de monumentar os insetos. com vistas à transformação do homem. sem grande preocupação temática e formal. (E) ironiza. de forma vaga e imprecisa. é correto afirmar que é um texto de natureza (A) satírica. (B) não tinha exata noção do seu fazer literário. (D) dá outra dimensão à criação literária. Com esta doença de grandezas: Hei de monumentar os insetos! (Cristo monumentou a Humildade quando beijou os pés dos seus discípulos. de forma sutil e irônica. (D) de Santo Antônio. (C) da Sexagésima. (C) É preferível asno que me leve do que cavalo valentão. os tolos. no qual as contradições humanas entre a vida terrena e a espiritual são apresentadas a partir dos casamentos complicados de Inês Pereira. são repelidos pelas pessoas. no qual Gil Vicente. 7 UNIFESP/LP . com forte apelo religioso. Charles Chaplin monumentou os vagabundos. tematizando. Criticam-se. em que se ridiculariza a ascensão social de Inês Pereira por meio de um casamento de conveniências. (D) reformadora. A Dúvida. razão pela qual decide monumentá-los. do Barroco português. defenderem suas águas. equivalem a (A) Convém asno a que me leve de que cavalo valentão. que prioriza os valores essencialmente materialistas. os peixes. a idéia de monumentar os insetos revela que o poeta (A) apresenta a grande contradição do seu fazer literário. os peixes. Trata-se de uma teoria da arte da oratória. (D) Prefiro asno que me leve a cavalo valentão. no qual se discute a qualidade do auditório: ele prega aos peixes. (B) didático-moralizante. basicamente. a partir das situações embaraçosas vividas por Inês Pereira. (B) pelo bom sucesso das armas de Portugal contra as das Holanda. 19. de forma paradoxal. pertencente ao Renascimento português. Vieira. enfatizando que ela deve constituir-se. revelando que os homens. assim como breve é a vida do peixe. a atitude de grandes personalidades da Humanidade. Shakespeare. o poeta refere-se ao Padre Antônio Vieira e a seu sermão (A) da Quarta-Feira de Cinzas. Sobre a Farsa de Inês Pereira. Desenvolvese a partir da idéia de que o homem é pó e em pó se converterá. observadas as idéias e a regência. (C) quis. 20.) Com esta mania de grandeza: Hei de monumentar as pobres coisas do chão mijadas de orvalho.18. no qual se delineia o papel moralizante. numa atitude análoga a de outros grandes homens que marcaram a história da Humanidade. assim como os peixes. Em Vieira. De acordo com o texto. dando a eles a dimensão literária na sua criação artística. Os versos em destaque no texto. que se esquecem de ouvir a palavra de Deus. o Amor. demonstrando que suas atitudes em muito pouco ajudaram o ser humano a melhorar seu destino. não ouvem a palavra de Deus. impossibilitando a entrada do invasor europeu. que trata da efemeridade da vida do homem. que pode ser vítima de uma rede. pertencente ao Humanismo português. símbolo da resistência brasileira aos invasores. revelar a grandiosidade dos pequenos bichinhos. já que dará a condição de tema a seres que. como os peixes que não ouvem. já que os homens não o escutam. Venho de nobres que empobreceram. 21. do Renascimento português. Vieira incita os colonos a. (C) religiosa. assim como os peixes. Restou-me por fortuna a soberbia. pertencente ao Humanismo português. conforme os versos. pois se apresenta a religião como forma de orientar e salvar as pessoas pecadoras. INSTRUÇÃO: Leia os versos de Manoel de Barros e depois responda às questões de números 20 e 21. em que se analisa o insucesso da frutificação da palavra de Deus. que trata do pregador que sai a pregar a todos a palavra de Deus e refere-se aos homens resistentes a ela. os vícios dos homens. de forma agressiva.

na voz da personagem.. A expressão Este caso. sem regionalismos. na voz do narrador. antes reflete os piores estados emocionais do ser humano.. Alguém devia de ver. Explico ao senhor: o diabo vige dentro do homem. De acordo com o narrador. Estrumes. Lhe agradeço. (C) o emprego da linguagem regional predominantemente no campo do vocabulário. no meio do redemunho. por estúrdio que me vejam . denunciada pelos recursos lingüísticos empregados pelo escritor. nas plantas. segundo os preceitos da norma culta. (Guimarães Rosa. encarecido. esperava por ela – já o campo! Ah. (D) a apresentação da língua do sertão fiel à fala do sertanejo. (C) Não? Lhe agradeço! (D) Tem diabo nenhum. no vento. A personagem Riobaldo dialoga com alguém que chama de senhor. (C) à opinião do interlocutor. 23. de Arnaldo Antunes. O diabo na rua. 26.. Isso pode ser comprovado pelo trecho (A) O senhor aprova? (B) Nenhum! – é o que digo. ou o homem dos avessos. mas com novas construções sintáticas e rítmicas. Tem diabo nenhum.. este vosso servidor. haverá alteração na posição do pronome oblíquo se a frase for transposta para a forma negativa.. (E) ao estado preto do diabo. A fala expressa no texto é de Riobaldo. Mas.. (C) . é que não tem diabo nenhum. Fosse lhe contar.. não diga que o senhor. Pois não é o ditado: “menino – trem do diabo”? E nos usos. e o da linguagem regional.. (A) Me declare tudo.. nas mulheres. na sintaxe e na melodia da frase. (E) o uso da linguagem culta. é possível recuperar. (C) só existe na mente das pessoas que nele acreditam. INSTRUÇÃO: As questões de números 27 e 28 referem-se ao texto seguinte.. os momentos em que seu interlocutor se manifesta verbalmente. nas águas. reduto do diabo. nos homens. na terra. Grande Sertão: Veredas. (B) ao redemunho. Assinale a alternativa em que. refere-se (A) à existência do diabo.. o diabo (A) vive preferencialmente nas crianças. assisado e instruído. na velhice. (B) é capaz de entrar no corpo humano e tomar posse dele.) 24. cidadão. livre e fazendo as suas traquinagens.. (D) não existe como entidade autônoma.. franco – é alta mercê que me faz: e pedir posso.. (E) é uma condição humana e não está relacionado com as coisas da natureza.INSTRUÇÃO: Leia o texto a seguir e responda às questões de números 22 a 26. (E) Até: nas crianças – eu digo. Dentre as características do texto... em destaque no texto. (B) Fosse lhe contar . franco . Nem espírito. (D) à velhice do narrador. o diabo regula seu estado preto. Tomara não fosse.. 25. UNIFESP/LP 8 . nas criaturas. por si. é alta mercê que me faz . (B) a recriação da fala regional no vocabulário. Até: nas crianças – eu digo.. está (A) o emprego da linguagem culta. Já sabia. Nunca vi. perturbando-as mesmo sem existir concretamente. Bem. vivendo aí e perturbando a vida do homem. Embora a fala dessa personagem não apareça. a gente. fora de si eu fico louco eu fico fora de si eu fica assim eu fica fora de mim eu fico um pouco depois eu saio daqui eu vai embora eu fico fora de si eu fico oco eu fica bem assim eu fico sem ninguém em mim 22. então era eu mesmo.. pela fala do narrador.. O texto de Guimarães Rosa mostra uma forma peculiar de escrita. Solto.. os crespos do homem – ou é o homem arruinado. que acredita na pessoa dele?! Não? Lhe agradeço! Sua alta opinião compõe minha valia. carece de ter uma aragem de descanso. O senhor aprova? Me declare tudo.. (D) Lhe agradeço! (E) . Este caso – por estúrdio que me vejam – é de minha certa importância. Nenhum! – é o que digo.

independentemente dos outros. pois seu enredo centra-se em níveis impessoais: o grupo social e o inconsciente. assim. é contrário à natureza ditada pela ideologia vigente. quer dizer. a qualidade natural dos valores. (B) mascarar a realidade.27. sugerindo que ficar fora de si é transmutar-se também em outras pessoas gramaticais. Para Alencar. conforme atesta a função apelativa. (D) de pronomes reflexivos que apontam para o próprio sujeito. a contradição do fazer literário. e seu texto está sempre a autorizá-la e a escamotear suas fissuras. a idéia de verdade natural de José de Alencar consiste em (A) usar a literatura como forma de denunciar o verdadeiro cenário social em que as pessoas vivem. (Alfredo Bosi e outros. (B) a obra machadiana é produzida com tema europeu. (E) a obra de Machado apresenta uma assimilação dos modelos e valores praticados no país. na sua narrativa. 30. (C) perder a noção de si mesmo. vivendo relações artificiais incapazes de alterar sua essência humana. o que se mostra num poema metaligüístico. o que se pode comprovar pela função fática da linguagem. pode-se afirmar corretamente que (A) o homem. De modo que o enredo romanesco em Alencar dá os saltos necessários para aquela adequação. (C) a narrativa de Machado tornou inviável a análise da sociedade concreta e do homem real. 9 UNIFESP/LP . revelando harmonia entre a literatura e a sociedade. necessariamente se funde com o Outro. (D) explicitar. e também perder a noção das outras pessoas. das relações e caráter das pessoas segundo o modelo vigente em certa ordem social) será sempre “injusto” e “antinatural”. Isto é. Considerando que Machado de Assis guarda com José de Alencar uma relação de descontinuidade. (C) da utilização de pronome indefinido – ninguém –. a hipocrisia representada socialmente pela falta de ética e de moral.) 29. numa atitude de olhar internamente. INSTRUÇÃO: Leia o texto a seguir para responder às questões de números 29 e 30. pela literatura realista-naturalista. (D) Machado rompe com a fixidez psicológica das personagens. (B) de variações lingüísticas. (D) extravasar o seu sentimento. De acordo com o texto. Machado de Assis. criando pela literatura um cenário social que. reafirmando a situação de desencanto e desengano do poeta. a sociedade é uma extensão da natureza. conforme a ideologia vigente na sociedade. esta última relação é chave em seu método. reforçando que o Eu. (B) sair de sua criação artística. definido historicamente. de descontinuidade. Alencar não sai do âmbito da ideologia. refletindo os padrões idealizados do romance da burguesia liberal européia. Machado de Assis guarda com Alencar uma relação de continuidade e. definindo. associando-o ao interlocutor em 2ª pessoa do singular. os valores da literatura romântica condoreira. o poeta vale-se (A) do uso exagerado do pronome eu. ao mesmo tempo. é abstrato. Para construir a idéia de fora de si. A leitura do poema permite afirmar corretamente que o poeta explora a idéia de (A) buscar a completude no Outro. de forma sutil. na verdade. (E) transpor para a literatura os valores que legitimam determinada ordem social. quando fora de si. o que é próprio dos românticos. comum aos românticos. como forma de sugerir a idéia de imprecisão. a fim de que a distância seja superada e o que é socialmente bom segundo certa ética e certa moral. atitude própria de idealização sugerida pelo autor. (E) de estruturas paralelísticas que garantem a idéia de oco. (E) criar literariamente como brincar com as palavras. embora o poeta se mostre centrado em si mesmo. o seja com a aprovação da “verdade natural”. e ambas constituem um continuum em que o que possa ocorrer no social contrário à natureza (entendida a natureza como aquilo que a ideologia diz que ela é. que não atinge o poeta. (C) disseminar. como denuncia a função emotiva. pela função poética. os valores injustos e antinaturais que ultrajam o sistema social. 28. atitude própria dos escritores realistas. retratando.

reafirmando a triste realidade daqueles que sofrem por amor. etc. mostrando que as pessoas. (C) do adultério..31. de Machado de Assis. A verdade é que o marinheiro não se matou. de José de Alencar. Assim costumava ela indicar o merecimento relativo de cada um dos pretendentes. INSTRUÇÃO: Para responder às questões de números 32 e 33. concordou Genoveva. Nele. Ele respondia a tudo com um sorriso satisfeito e discreto. tematiza o casamento como forma de ascensão social. — Eu aqui ainda não vi destes. Trata-se da parte final do conto Noite de Almirante. a pretendiam unicamente pela riqueza. Deolindo é assim mesmo. gabou muito o gênio do Deolindo e os seus bonitos modos. ilustrado pelo trecho. mas com um ar velho e triste. — Nem eu. 10 . Depois guardou-os e convidou a outra a coser. aplicando a esses indivíduos o mesmo estalão. (D) denuncia as relações humanas. vistos sob a ótica do mercado matrimonial. (B) vergonha por ter de mentir sobre a noite que teve. cabisbaixo e lento. mesmo após muito tempo. no final do texto. (D) da máscara social. examinando-os à luz. (A) representa o romance urbano de Alencar. Parece que teve vergonha da realidade e preferiu mentir. sem exceção de um. Ao voltar. representados pelo interesse financeiro como forma de se ascender socialmente. a amiga declarou achá-lo grandemente simpático. (B) da desilusão amorosa. para usar outra metáfora de marujo. (D) agressividade em relação à mulher amada e seu companheiro por causa do adultério. quero acabar o meu corpinho azul. (E) do amor. — Vamos coser um bocadinho. são ciúmes. se estava mais bonita. por isso. sublimando-a na sua resposta aos amigos. 32. Leia o trecho a seguir. (C) resignação por não conseguir transformar a situação. Aurélia reagia contra essa afronta. praia fora. o escritor tematiza. revelando o jogo de mentira e verdade a que as pessoas estão sujeitas. leia o trecho a seguir. ou. seus ânimos arrefecem. em especial as conjugais. A desilusão amorosa de Deolindo aparece. Ambos haviam feito jura de fidelidade. não já o rapaz impetuoso da tarde. Contou à outra a anedota dos seus amores marítimos. confirmando que as relações amorosas são instáveis e. se chorara muito na ausência. como forma de privilégio monetário. cumprimentando-o pela noite de almirante. ainda guardam os sentimentos puros. Sabe o que ele me disse agora? — Que foi? UNIFESP/LP — Que vai matar-se. — Jesus! — Qual o quê! Não se mata não. Trata-se de um romance urbano de Alencar. Coitado. a questão (A) da solidão. alegre e barulhenta. alguns dos companheiros bateram-lhe no ombro. diz as cousas. insistiu Genoveva. Convencida de que todos os seus inúmeros apaixonados. (E) indiferença em relação à amada pelo fato de ela já estar com outro companheiro. O desfecho do conto retoma um dos grandes temas machadianos. a saber. com escárnio. o amor passa por mudanças. Deolindo seguiu. O romance Senhora. 33. (C) é obra ilustrativa do regionalismo romântico brasileiro. um sorriso de pessoa que viveu uma grande noite. Em linguagem financeira. deixando em terra Genoveva. A reação de ironia e desprezo com que Aurélia trata seus pretendentes. temas recorrentes na obra de Alencar. como um homem “que vai do meio do caminho para terra”. sob a forma de (A) tristeza por ter de mentir sobre a realidade. No dia seguinte. (B) mescla o regionalismo e o indianismo. em linguagem financeira. Deolindo saíra a trabalho em viagem marítima. Genoveva entrou logo depois. e pediram-lhe notícias de Genoveva. (E) tematiza o adultério e a prostituição feminina. Essa obra explora tanto aspectos do regionalismo nacional como os valores da vida urbana. que lhe aparece injusta e incontornável. como responsáveis por levar as pessoas à tristeza e à solidão dada a superficialidade e ao interesse com que elas se estabelecem. Você verá que não se mata. em que o pretendente é considerado pelo seu valor monetário. já que tentou matar-se por Genoveva. — Muito bom rapaz. Aurélia contava os seus adoradores pelo preço que razoavelmente poderiam obter no mercado matrimonial. mas não faz. Deolindo encontra sua amada já morando com outro. Após o momento inicial de ira e desespero. as relações sentimentais entre pessoas de classes sociais distintas. A história de Aurélia e de seus pretendentes mostra a concepção do amor. dando-lhes certo valor monetário. retratando-a por meio de romances conflituosos e mal resolvidos. além de explorar as relações extraconjugais.. Mas os brincos são muito engraçados.

respectivamente. The researchers also looked at whether changes in peoples’ daily lives – in sleep. Estão incorretamente grafadas as palavras pizou e emporta. or eating habits – played a role. stress may worsen (A) biofeedback. (04:01:51) LOIRA fala para E. found that “changes in acne severity correlate highly with increasing stress. The role of stress in acne should not be surprising. said the senior researcher. 35. (E) III e IV. (B) I e III. III.. which is intended to reduce stress. Even when these were factored out. Alex e Atirador. Kimball said. a new study offers evidence that has long been suspected – that stress causes acne – may also be true. for example. (D) II e IV. Lê eTi): APARENCIA NAO EMPORTA (04:02:43) A T I R A D O R fala para LOIRA: eai princesa ta afim de tc (04:02:56) LOIRA fala para AG@SSI: OI QTOS ANOS LÍNGUA INGLESA INSTRUÇÃO: As questões de números 36 a 40 referem-se ao texto seguinte. “If they know that a stressful time is coming up. she said. Kimball. Dr.” For people who use acne medicine. leia a seguir um trecho de um bate-papo pela internet. Está correto apenas o que se afirma em (A) I e II. (D) growth hormone release. a Visible Outbreak of Stress By Eric Nagourney Acne has long been known to cause stress. “ that’s an important time to be particularly compliant with their medicine. Researchers at Stanford put the question to the test by examining students with acne problems on two occasions: once during a relatively stress-free time and again during an exam period. They also administered standardized questionnaires intended to assess stress levels. Some research suggests that it may provoke a greater release of hormones associated with acne. por sufixação e redução.S-MSN: NAO QUERO PAPO CONTIGO PQ VC PIZOU NA BOLA (04:01:55) Alex entra na sala. (D) Chegou todos os convidados para a festa. Why stress may cause the skin to erupt is unclear. Now. retirado de uma das “salas” do UOL. (C) eating habits. 11 UNIFESP/LP . The New York Times nytimes. the lesson may be to pay close attention to what is going on in their lives. todos se referiram o mesmo problema. 36. She noted that some patients responded well to biofeedback. The researchers. Stress has also been linked to numerous other medical problems and has been shown to affect wound healing. (C) II e III.” Dr. Observando a segunda fala de Atirador. Alex e Atirador apresentam erros na acentuação de palavras. As palavras teclar e tc são formadas.” Doctors treating acne patients may also want to take stressful conditions into account in deciding when to time a change in prescription. Sobre a escrita no bate-papo. II. (C) Lhe enviaremos a resposta o mais breve possível. (E) skin eruptions. (04:02:02) Alex fala para Todos: Alguém quer teclar? (04:02:04) A T I R A D O R fala para AG@SSI: QUEM E VC (04:02:39) LOIRA fala para nois(Mô. vê-se que ele comete infração gramatical semelhante à que ocorre em (A) Durante a reunião. Acne affects 85 percent of the population at some point in life. Cause and Effect: Acne. the study said.F. 2003 34.com August 5. IV .INSTRUÇÃO: Para responder às questões de números 34 e 35. Dr. the students’ acne became worse. The findings are based on a study of 22 students – 15 men and 7 women – with serious acne problems. A pontuação está incorreta nas frases de Loira. According to information provided by the text. são feitas as quatro afirmações seguintes. Kimball said. whose report appears in The Archives of Dermatology. (E) Derrepente ela parou e percebeu que estava sendo seguida. (B) sleep. Alexa B. (B) Vossa Excelência deveis ouvir as exigências do povo.. I.

In the last sentence of the fourth paragraph.37. If the resulting cells continue to be unspecialized. Unlike muscle cells. 40. which are interspersed across long strands of DNA. like the parent stem cells. 38. (A) If acne patients try to reduce stress. are the internal and external signals for cell differentiation similar for all kinds of stem cells? Can specific sets of signals be identified that promote differentiation into specific cell types? Addressing these questions is critical because the answers may lead scientists to find new ways of controlling stem cell differentiation in the laboratory. All stem cells – regardless of their source – have three general properties: they are capable of dividing and renewing themselves for long periods. or nerve cells. INSTRUÇÃO: As questões de números 41 a 47 referem-se ao texto seguinte. unspecialized stem cells can give rise to specialized cells. The link between acne and stress stated in the first paragraph of the text can be represented by the sentence: (A) Stress causes acne but the reverse is false. (E) suggested behavior for students. and carry coded instructions for all the structures and functions of a cell. (D) People who have sleeping disorders or bad eating habits are more likely to undergo stressful situations. blood cells. (C) The reason for the correlation between stress and acne is associated to stress hormones such as adrenalin. One of the fundamental properties of a stem cell is that it does not have any tissue-specific structures that allow it to perform specialized functions. (E) Male students who endured stressful situations may expect an outbreak of acne or flu. A starting population of stem cells that proliferates for many months in the laboratory can yield millions of cells. the students’ acne became worse. it cannot carry molecules of oxygen through the bloodstream (like a red blood cell). or nerve cells – which do not normally replicate themselves – stem cells may replicate many times. blood cells. Scientists are just beginning to understand the signals inside and outside cells that trigger stem cell differentiation. Therefore. (D) probable cure for acne. Even when these were factored out. (E) the students who participated of the study. and they can give rise to specialized cell types. The internal signals are controlled by a cell’s genes. the study said. they are unspecialized. Stem cells are unspecialized. Stem cells can give rise to specialized cells. A stem cell cannot work with its neighbors to pump blood through the body (like a heart muscle cell). (C) alternative treatments. The third paragraph of the text provides (A) treatment conditions. The external signals for cell differentiation include chemicals secreted by other cells. many questions about stem cells remain. including heart muscle cells. the process is called differentiation. (E) Acne is the main reason for stress along with a grater release of hormones. When cells replicate themselves many times over it is called proliferation. (C) the researchers. (D) hormones associated with acne. and certain molecules in the environment. However. the cells are said to be capable of long-term self-renewal. or any other disease they may have. (B) advice for doctors and patients. 12 UNIFESP/LP . the word these refers to (A) changes in people’s lives. Stem cells are capable of dividing and renewing themselves for long periods. their acne problems may improve. (D) Stress can be the effect of acne but the reverse can also happen. thereby growing cells or tissues that can be used for specific purposes including call-based therapies. For example. STEM CELL BASICS WHAT ARE THE UNIQUE PROPERTIES OF ALL STEM CELLS? Stem cells differ from other kinds of cells in the body. since 85% of them are affected by the condition. physical contact with neighboring cells. 39.. (B) They are the same since cause and effect are interchangeable. (B) This study is mostly directed to male patients. (C) Stress causes acne in all cases. and it cannot fire electrochemical signals to other cells that allow the body to move or speak (like a nerve cell). Choose the alternative that reflects the information provided by the text. (B) eating habits. When unspecialized stem cells give rise to specialized cells.

(D) Even so. (E) conseqüência. exploring the possibility of using adult stem cells for cell-based therapies has become a very active area of investigation by researchers. 42. que se replicaram por vários meses. A frase do primeiro parágrafo All stem cells – regardless of their source – have three general properties: . (C) uma suposição. normally gives rise to the many types of blood cells such as red blood cells. and hematopoietic stem cells that can develop into heart muscle. (D) pode ser exemplificada pelo uso de células neuronais para recriar neurônios perdidos. a number of experiments over the last several years have raised the possibility that stem cells from one tissue may be able to give rise to cell types of a completely different tissue. pode ser substituída. por (A) Therefore. a palavra Therefore indica (A) contraste. 47. exploring the possibility of using adult stem cells for cell-based therapies has become a very active area of investigation by researchers. (B) causa.. O processo de diferenciação ocorre quando (A) os sinais internos e externos das células desencadeiam a divisão celular. A blood-forming adult stem cell in the bone marrow. O fenômeno da plasticidade (A) já está sendo usado para gerar terapias celulares com células-tronco de adultos e de certos animais. (D) podem originar pesquisas que produzam terapias com base em células ou a produção de células e tecidos para determinados fins. na frase do último parágrafo However.. Therefore. . sem mudar o sentido... 44. (D) as instruções codificadas de todas as estruturas e funções das células são ativadas por contato com células adjacentes. such as nerve cells in the brain. Therefore. (C) concessão. As questões colocadas no quinto parágrafo do texto (A) já foram solucionadas pelos cientistas. (B) Meanwhile. (D) apresentam estruturas inespecíficas adaptáveis. Na última frase do texto. (B) levarão os cientistas a descobrir respostas críticas para a divisão celular no laboratório. (D) um argumento. (C) promoverão pesquisas que identificarão o funcionamento de tipos específicos de células. (C) é uma possibilidade que ocorre somente com célulastronco retiradas da medula óssea de adultos. (E) Furthermore. (B) podem se proliferar durante vários meses. white blood cells and platelets.. (D) condição.asp#4 43. liver cells that can be made to produce insulin. 46. (B) os genes das células que controlam os sinais internos se dispersam pelas longas cadeias de DNA. it had been thought that a bloodforming cell in the bone marrow – which is called a hematopoietic stem cell – could not give rise to the cells of a very different tissue.nih. A palavra However. Fonte: http://stemcells. apresenta-se como (A) um exemplo. 45. However.gov/infocenter/stemCellBasics.Adult stem cells typically generate the cell types of the tissue in which they reside. (E) indicam que há a suspeita de que as células-tronco se diferenciam de modo semelhante aos outros tipos de células. As células especializadas (A) não se replicam. (C) determinadas moléculas do microambiente induzem a secreção de elementos químicos diferenciais que inibem a produção de células-tronco. (C) têm a capacidade de auto-renovação a longo prazo. (C) Nevertheless. (E) agregam-se a células-tronco para executarem funções especializadas em conjunto. a phenomenon known as plasticity. (B) uma generalização.. (E) uma ressalva. (E) as células-tronco não especializadas originam células especializadas por meio de certos sinais. a number of experiments over the last several years have raised the possibility . Examples of such plasticity include blood cells becoming neurons. quando funcionam normalmente. Until recently. 13 UNIFESP/LP 41. (E) foi comprovado por meio de pesquisas com célulastronco hematopoéticas. (B) ocorre quando as células-tronco são capazes de se especializar em células de tecidos diferentes dos de sua origem. for example.

subsidized health care and health inputs. Incidentes. (D) têm menos chances. Jean-Pierre Habicht. improvement of geographic access to health interventions in poor communities. These inequities are compounded by reduced access to preventive and curative interventions. Em 2003. contou com muito mais pessoas. Adam Wagstaff.. como o do casal de namorados proibido de se beijar num shopping paulista. assinalando mudanças cada vez mais rápidas nas estruturas. donos de uma propensão especial à prática de crimes. no matter if children are rich or poor. mas como doentes. 14 A força do arco-íris Os gays já foram considerados criminosos — e julgados por isso. and social marketing. os homossexuais passaram a ser tratados não mais como criminosos. Mariam Claeson. A Alemanha nazista deu aos homossexuais o mesmo tratamento reservado aos judeus. REDAÇÃO Na sociedade moderna. autor da novela Mulheres Apaixonadas. and social marketing. que mexem com valores. (E) infers that rich countries have already solved the child mortality gap. Somente há pouco mais de dez anos a Organização Mundial da Saúde retirou o homossexualismo da Classificação Internacio- UNIFESP/LP . (D) compares countries and children in terms of wealth and violence. and rich and poor children within a country. exibida pela Rede Globo. as are the gaps between wealthy and poor children within most countries. subsidized health care and health inputs. A Parada Gay. Num dos mais famosos julgamentos da história. definiu a atração física entre dois homens como o “amor que não ousa dizer o nome”. 49. (E) são iguais. 2003. Even public subsidies for health frequently benefit rich people more than poor people. Numa fase seguinte.. A Inglaterra do século XIX enforcou dezenas deles. in Portuguese. (A) states that child suffering in rich countries is increasing due to wide gaps. compôs duas personagens femininas que são namoradas. na qual exponha e fundamente seu ponto de vista sobre o tema: A SOCIEDADE E A HOMOSSEXUALIDADE NOS DIAS ATUAIS. (B) são mais parecidos. Wilde acabou condenado e sentenciado a dois anos de prisão e trabalhos forçados. Cesar G Victora. as are the gaps between wealthy and poor children within most countries. Fonte: The Lancet. Experience and evidence about how to reach poor populations are growing. 362. o escritor irlandês Oscar Wilde foi acusado de sodomia e comportamento indecente. (D) successful interventions. According to the text. Successful approaches include those that improve geographic access to health interventions in poor communities. na Avenida Paulista. ocorrido em 1895. Joanna Armstrong Schellenberg. ignorar situações tão relevantes. 48. nas relações e nos valores sociais. Na mesma época. conceitos. In the sentence Poor children are more likely than their better-off peers to be exposed to health risks . além das que se declaram gays. as autoridades russas mandavam o muzhelozhstvo (que quer dizer “homem que dorme com homem”) passar até cinco anos na Sibéria. the expression are more likely means. “portadores de uma anomalia” que podia conduzi-los à depressão e ao suicídio. (C) case studies. 50.. a homossexualidade esteve presente nas discussões diárias: Manoel Carlos. homossexuais já podem casar-se. July 19. (C) são os que gostam mais. (E) curative interventions. freqüentemente vêm surgindo situações inusitadas.INSTRUÇÃO: As questões de números 48 a 50 referem-se ao texto seguinte. albeit largely through small-scale case studies. (A) têm uma maior propensão. que fogem às regras e à tradição. vol. Child Survival Series Applying an equity lens to child health and mortality: more of the same is not enough Gaps in child mortality between rich and poor countries are unacceptably wide and in some areas are becoming wider. and they have less resistance to disease because of undernutrition and other hazards typical in poor communities. The first sentence of the text. Leia os textos seguintes e elabore uma dissertação em prosa.. portanto. Davidson Gwatkin. polemizam ainda mais os valores sociais. Não é possível. (B) hazards typical of poor communities. Poor children are more likely than their better-off peers to be exposed to health risks. are considered (A) inequities. Em país vizinho. number 9381. (B) mentions that child mortality is increasing everywhere. (C) establishes a similarity between children of rich and poor countries. Diante do juiz. direitos e sentimentos das pessoas. Gaps in child mortality between rich and poor countries are unacceptably wide and in some areas are becoming wider. Argentina.

os homossexuais também devem ter”. Representantes da catedral disseram que a igreja respeita qualquer manifestação e que os homossexuais têm direito de protestar.) A decisão mais famosa ocorreu em janeiro do ano passado.08. na qual George W. do PSTU (Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado). o republicano Tom Delay. (Folha Online . em visita oficial.2003. 20. que condena o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Os manifestantes estão reunidos na frente da Catedral da Sé. divulgado hoje com o título “Considerações sobre os projetos de reconhecimento legal das uniões entre pessoas homossexuais” e preparado pelo cardeal alemão Joseph Ratzinger. “A questão da homossexualidade não tem importância”. anunciou que vai acelerar a votação de uma emenda constitucional que define o casamento “apenas como a união de um homem e uma mulher”.. de 11 páginas.. (. que viveu com Cássia durante catorze anos. Segundo Delay. disse. o panorama se tornou menos hostil aos gays em função de uma série de vitórias computadas aqui e ali. prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé. psicológicas e socioculturais.. essa é a única forma de “dar um jeito no judiciário desgarrado de Massachusetts”. (.11. na semana passada. (O Estado de S. escreveu o juiz na sentença. O documento. estabelece que reconhecer legalmente as uniões civis homossexuais ou equipará-las ao matrimônio “significa não apenas aprovar um comportamento desviado e convertê-lo em modelo para a sociedade atual.06. (. 03. do Texas. a “homossexualidade é um fenômeno moral e social inquietante”. no centro da cidade. “Nós lutamos pela aprovação de união dos homossexuais. O objetivo da associação é conversar com os fiéis após a celebração da missa das 12h.2003.) Mesmo no Brasil. Bissexuais e Transgêneros) de São Paulo realiza no início desta tarde. proposta por Marilyn Musgrave.. Lésbicas. Maria Eugênia Vieira Martins. 05.) Gays realizam manifestação contra Vaticano no centro de SP A Associação do Orgulho GLBT (Gays.2003. (Camila Antunes.) Veto a união gay vira bandeira eleitoral de Bush Os republicanos não pouparam críticas à decisão da Suprema Corte de Massachusetts. ( O Globo . onde a legislação não é das mais avançadas. Não há estimativa de público. sem peso maior para uma ou para outra — nunca uma determinação genética ou uma opção racional. Bush. Trata-se de uma mistura de fatores.” O respeito aos gays e a seus direitos produz um efeito imediato na vida deles. que se torna cada vez mais “preocupante nos países nos quais já se concedeu ou se tem a intenção de conceder o reconhecimento legal às uniões homossexuais”. após a morte da cantora Cássia Eller. vai posar como defensor da família e da moral. republicana do Colorado. E vou trabalhar com os líderes do Congresso para fazer o que for legalmente necessário para defender a santidade do casamento”. mas de classe social e cor. o filho da cantora. candidato à reeleição.2003. afirmou Bush. os gays registram diversas conquistas. A campanha foi lançada através de um documento oficial. O grupo de homossexuais Ação Direta. mas não escondem sua satisfação: o tema agora promete ser o divisor de águas da próxima campanha presidencial. Segundo o líder do movimento.2003.07. 25. não apenas de ordem sexual. também participa do ato. Evoluiu a conceituação. Em Washington. Veja. “O casamento é uma instituição sagrada entre um homem e uma mulher. Os mesmos direitos que os casais heterossexuais têm. que está na Grã-Bretanha. Atualmente.) Apesar do preconceito.) 15 UNIFESP/LP . aprovado em março passado pelo papa João Paulo II. o líder da maioria na Câmara. “O essencial foi assegurar o interesse superior de Chicão.Paulo. por exemplo. 31. mas continua ser difícil assumir a homossexualidade.. poderia ficar provisoriamente com a companheira dela.nal de Doenças. (Folha Online .) Protesto gay atrai três mil pessoas em São Paulo Milhares de pessoas lotaram neste domingo a praça de alimentação do shopping Frei Caneca para assistir ao “beijaço” coletivo organizado por grupos gays em protesto contra o preconceito sofrido por um casal gay na semana passada.08. a postura da Igreja Católica é uma volta à “caça às bruxas”. A Justiça carioca resolveu que Chicão. como também afetar os valores fundamentais que pertencem ao patrimônio comum da humanidade”.. os especialistas já não discutem o que leva alguém ao homossexualismo. resultado de influências biológicas. Para o Vaticano. Leandro Paixão. um protesto contra o documento emitido pelo Vaticano.) Vaticano lança campanha mundial contra união civil homossexual O Vaticano lançou hoje uma campanha mundial contra a legalização da união civil homossexual e pediu aos políticos católicos de todo o mundo que se pronunciem de forma “clara e incisiva” contra as leis que favorecem casamentos gays. eliminaram-se os empecilhos. mas também inocula na sociedade uma preocupação crescente em respeitar as diferenças individuais. Um casal de homossexuais foi expulso do shopping após um beijo na boca. que considerou inconstitucional o dispositivo que proíbe o casamento de homossexuais.

UNIFESP/LP 16 .