You are on page 1of 27

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA

RECURSOS HÍDRICOS DISPONÍVEIS NO BRASIL PARA GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA
Deodato do Nascimento Aquino
Técnico em Agropecuária (IFCE-Iguatu) Engenheiro Agrônomo (UFPB) – Perito Federal Agrário-INCRA Mestre em Agronomia (Irrigação e Drenagem-UFC) Doutorando em Engenharia Agrícola - UFC

Orientadora: Profa Eunice Maia de Andrade, Ph.D
Novembro/2012

FONTES DE PRODUÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

FONTES RENOVÁVEIS

FONTES CONVENCIONAIS

– abastecimento de água. 3 . fechandoos transversalmente e proporcionando armazenamento de água para determinada utilidade. –lazer –geração de energia elétrica. Classificação quanto ao uso – aquicultura. – regularização de rios. – irrigação.BARRAGENS São estruturas artificialmente construídas em vales de rios. – controle de enchentes.

nada se perde. tudo se transforma." LAVOISIER . nada se cria.ENERGIA POTENCIAL ENERGIA CINÉTICA ENERGIA ELÉTRICA OUTRAS “Na natureza.

6. praias fluviais e os potenciais de energia hidráulica. Escoamento e rejeição das águas CONSTITUIÇÃO FEDERAL (1988) Estão entre os bens da união: lagos. rios. Surge o conceito de uso múltiplo: Todo aproveitamento de energia hidráulica deveriam satisfazer as “exigências acauteladoras dos interesses gerais: 1. 5. 7.BASE LEGAL: HIDRELÉTRICAS CÓDIGO DAS ÁGUAS (1934) Fontes de energia hidráulicas são bens imóveis não integrantes das terras em que se encontravam. 4. 3. Conservação e livre circulação dos peixes. Alimentação e necessidades das populações ribeirinhas. terrenos marginais. 2. . Salubridade pública Navegação Irrigação Proteção contra inundações.

•Licença de Operação (LO) A Resolução CONAMA 01/86 define que o licenciamento de Usinas hidrelétricas.BASE LEGAL: HIDRELÉTRICAS À união compete explorar. LEGISLAÇÃO AMBIENTAL PERTINENTE A PNMA(Lei 6938/1981) estabelece que: a construção. •Licença de Instalação (LI). concessão ou permissão os potenciais de energia elétrica. instalação e funcionamento de empreendimentos que acarretem degradação ambiental dependerão de prévio licenciamento ambiental. . •Licença prévia (LP). POLITICA NACIONAL DE RECURSOS HIDRICOS (Lei 9433 de 1997) A utilização dos potenciais de energia hidráulica passam a estar sujeitas à outorga de direito de uso (garantia do uso múltiplos). dependem da elaboração do EIA e RIMA. acima de 10 MW. diretamente ou mediante autorização.

7 1.CARACTERIZAÇÃO DO SISTEMA ELÉTRICO BRASILEIRO A energia de fonte hidrelétrica responde por cerca de 91% da energia elétrica do país.0 Derivdos da Cana 100 80 60 40 20 0 BRASIL/2010 80. O parque termelétrico e outras fontes de energia tem caráter complementar. 80 60 40 41.7 2.1 5.9 Hidro 20 0 Carvão Gás Natural 13.8 1.9 5.5 Nuclear 5.8 Outras 0.7 2.1 Derivdos da Cana Carvão Fonte: IEA e BEN Gás Natural Hidro Nuclear Petróleo Outras .5 Petróleo 2.3 15.0 MUNDO/2008 21.

770 MW (99% hidrelétrica) 13.595 MW (85% hidrelétrica) .716 MW (82% hidrelétrica) 13.742 MW (78% hidrelétrica) 39.•Cerca de 96% do sistema elétrico brasileiro é interligado e está presente em todas as regiões do Brasil. SITEMAS ISOLADOS – predominantemente térmicos (atende 45% do território e apenas 3% da população nacional) SISTEMAS INTERLIGADOS (SIN) – Predominância de usinas hidrelétricas (Potencial hidrelétrico inventariado é de 51 GW) 5.

.RECURSOS HÍDRICOS DISPONÍVEL NO BRASIL Araújo. 2009 Em decorrência da natureza do relevo. predominam os rios de planalto. que possuem um alto potencial para a geração de energia elétrica.

. dos quais apenas 25% encontra-se em operação. 260 GW.BACIAS HIDROGRÁFICAS E USINAS HIDRELÉTRICAS NO BRASIL O potencial hidrelétrico total do Brasil é de aprox.

.

.

.

APROVEITAMENTO DO POTENCIAL HIDRELÉTRICO NO MUNDO MME. 2009 .

O país possui 403 usinas em operação e 25 em construção .

Araújo. 2009 .

14 GW .Usina Hidrelétrica de Itaipu Rio Paraná.Paraná .Lista das 5 maiores hidrelétricas do Brasil 1.

2. 11.Usina Hidrelétrica de Belo Monte Rio Xingu.233 GW .Pará .

3. 8.Usina Hidrelétrica São Luiz do Tapajós Rio Tapajós.381 MW (projetada).Pará .

Pará .4.370 MW .Usina Hidrelétrica de Tucuruí Rio Tocantins. 8.

Usina Hidrelétrica de Jirau Rio Madeira.450 MW . 3.Rondônia (licitada) .5.

9.462 MW .Usina Hidrelétrica Paulo Afonso IV Rio São Francisco. 2.Bahia .

DESAFIOS DA INFRAESTRUTURA NO BRASIL .

.

COMPETITIVIDADE ENTRE AS FONTES PRIMÁRIAS PARA PRODUÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA MME.2009 .

078 Fator de Capacidade Custo de Instalação* Custo Total de Instalação Área Emissões anuais % R$/kW bi R$ km2 tCO2/ano 41 1. e área de construção para so lar.522 6.180 a 3. *Referência para estudos de planejamento **a garantia física de todas as fontes é cerca de 4.050 - 9.000 de painéis solares de 200 W) 16 Gás Natural 143 Nuclear 150 Capacidade Instalada MW 11.740 21 a 26 80.2011 .640 8.310 (277 a 554 usinas) 55 5.700 20 516 - 48 70 1.571 Mwmédios – valor de Belo Monte) Fonte: MME.000.570 (140.660 a 4.240 (10.160 turbinas de 1. área de plantio para Biomassa.4 a 10.530 5.600 a 18.170 a 2.280 a 1.156.800 90 6400 32 - 2.000 - 12.000 41 a 50 830 a 1660 - Eólica 148 Biomassa 153 Solar 500 28.000 a 6.300 360 a 523 280 - [1] Corresponde a valores médios para a área alagada das hidráulicas.7 16.233 15.97 PCH 135 8.Comparativo entre tecnologias Unidade Custo* R$/MWh Belo Monte 77.5 MW) 30 3.500 47 a 84 2.

CONSIDERAÇÕES FINAIS A fonte hidrelétrica responde por cerca de 91% do total da matriz de produção de energia elétrica no país e este corresponde apenas 25% do potencial total. A competição entre fontes energéticas deve ser analisada sob 3 paradigmas: a eficiência energética e a preservação dos recursos naturais e sócioculturais. motivada pela disponibilidade do gás natural. São Francisco (10%). O predomínio da matriz hidrelétrica nacional permanecerá muito significativa nos planos futuros de expansão do setor elétrico. Paraná (22%). Tocantins (10%). Atlântico Sudeste (6%) e Uruguai. para os próximos anos estima-se uma maior participação da geração termelétrica. Entretanto. O potencial hidrelétrico no país é estimado em 260 GW (20 Itaipu’s) – Bacia da Amazônia (41%). posto que o PROINFA tende a estimular a diversificação de fontes de energia renováveis alternativas. .