Música

Conheça o Suporte técnico do CPT O que é virtualização Como proteger-se de

Conheça o grupo Gregorian O mundo das gravadoras A Música Eletrônica e sua Energia

Tecnologia:

Anime: mAngAkA de Akira

Pragas Virtuais

Toriyama à Tite Kubo

Conheça um pouco mais Linux

Design: T ipografia , segredo
ou pesadelo?
entrevista:

Hadessp

GAMES: Crysis, Need For Speed Undercover, Fifa e The Sims 3 e+ As tecnologias nos games

Cinema ClássiCo X Cinema Contemporâneo
E+ uma crítica sobre Gran torino

SérieS: Quais

séries foram canceladas Quais as influências das séries atuais

´ Indice
enTrevisTa COm hadessP músiCa 4 O mundO das gravadOras 10 séries a hisTória POr Trás
da hisTória

CPTURBO

Equipe
ediTOres: Osk shade sniPerniCe
JuliOz

14

séries

ninguém mais Odiará O Crhis 18

TeCnOlOgia: virTualizaçãO design: TiPOgrafia 23 30
músiCa JOgOs gregOrian 34 32

CPT suPOrTe TéCniCO músiCa a energia da músiCa eleTrôniCa 42 44 mangaka 49 PrOgramas linux 52 Pragas virTuais 58
PrOgramas filmes animes

CPTurbO

redaTOres: TeCnOlOgia: angell JOgOs: kOrn, su seyller músiCa: eddy, kaue filmes: marCel COsTa seriadOs: hell linux: idney PrOgramas: minds_killer, sainTs CPTurbO: hadessP, JafmCPf animes: animemasTer, brunO alhO design: .sniCe, shade suPOrTe TéCniCO: max dOwn, maurO CbC revisãO de TexTO kOringa dhs

design e diagramaçãO angell _Cah hawk182

TeCnOlOgia nOs games 69
filmes

JOgOs

resPeiTar O Cinema ClássiCO 64

gran TOrinO - CríTiCa 76

jafmcpf

POR jafmcPf POR jafmcPf

E eu pensando que tinha falado demais na resposta anterior.....hehehehe Eu fiz parte um bom tempo do compartilhando.org, fiz parte inclusive da staff de lá, embora não tenha sido moderador lá, quando teve o fim do cp (snif), eu como a maioria, fiquei meio perdido, meio sem rumo, mas ai um grande amigo meu fredmazzO me disse que algumas pessoas do compartilhando.org estavam fundando um novo fórum e se eu queria fazer parte, é claro que lá foi o hades para o cpturbo. Chegando por lá eu e o Fred tínhamos a missão de montar nosso antigo grupo do cp no cpt, que era o The Seeds, mas infelizmente nessa mesma época tive alguns problemas familiares que me impediram de tocar o grupo e de ficar ativo no cpturbo. Como esses problemas se estenderam por quase 1 ano, eu quase perdi minha conta no cpturbo :$ Finalmente no final de 2007 eu consegui respirar novamente e voltar para vida on-line, foi quando comecei a entrar mais no cpturbo e surgiu a vontade de fazer parte da staff novamente. Mandei uma MP para o CasTal perguntando qual era a função dos veteranos e se eu podia fazer parte deles (abusado o menino aqui né? Ahahahah), pois bem, o CasTal gentilmente me orientou a procurar o CuCamOnga2001 que era moderador da monitoria para me candidatar a uma vaga e galgar os passos da staff. E ai começa a saga do hadessp no cptrubo. Depois de uma sabatina com o Cuca, fui chamado

para compor a monitoria do fórum e ajudar os novos usuários, na monitoria eu descobri a dimensão do que tinha se tornado o cpturbo, de como eu não poderia simplesmente querer estar na staff só por ter participado da staff no cp. Paralelamente a isso, eu decidi voltar a postar (quem vê até pensa que eu sou grande poster.....hehehehe) mas como eu gosto muito de seriados decidi voltar a postar, e como sempre gostei de um grupo me candidatei a uma vaga no Get Series, mas devo confessar que fui aceito e permaneci no grupo por pura bondade dos companheiros, principalmente meu amigo Osk que teve que ter uma paciência dos infernos comigo, por que postar que é bom, eu era um zero a esquerda, nunca fui de ganhar as “races” dos posts, nunca fui de ficar que nem maluco brigando por causa de tópico, então eu ia lá e postava os seriados que ninguém mais queria postar, os seriados que ninguém assiste sabe? Rsrsrs esses seriados eram o meu foco de postar. Pois bem, depois de um tempo na monitoria fui convidado a fazer parte da colaboração da 3, confesso que meu conhecimento de programas é praticamente igual ao meu conhecimento de física quântica, ou seja = ZERO, fiquei receoso em decepcionar as expectativas dos coordenadores da 3 e dos moderadores do cpturbo, mas como geralmente eu não fujo a um bom desafio, lá vou eu com a cara de pau que Deus me deu, para a colaboração da 3. Fui extremamente bem recebido pelos coordenadores da 3 – PwsinfO e Chevalier, que me deram todo o respaldo e orientação necessária. Após alguns meses, alertando impiedosamente os tópicos da 3, me chamaram para compor a coordenação da 3, ao lado dos amigos já citados. Calma que ta acabando pessoal.....hehehee depois de algum tempo na coordenação da 3, surgiu a necessidade de um rodízio de coorde-

warez?

C

OmO vOCê desCObriu e enTrOu Para O mundO

Pergunta interessante, vamos lá, no meio de 2004 eu vi pela primeira vez a série Smallville e achei fantástica, e entrei na boa e velha mulinha e fui procurar por mais informações, não é que me deparo com 1ª primeira temporada completa postada por lá? E o melhor, tinha a legenda. Fiquei alucinado com aquilo, e baixei a primeira temporada completa, na legenda do primeiro episódio tinha um link para um site, esse link era: www.compartilhando.org, pois bem, lá se vai o hadessp se registrar no cp, era o começo do compartilhando, não era aquele bum de usuários que vimos mais para frente. Bom, me cadastrei no fórum, comecei a navegar,

tentar baixar alguma coisa, e me deparei com um tal de torrent, e eu lia e releia aquelas instruções malucas e não entendia como funcionava esse treco. Um belo dia achei um tutorial postado pelo 614uC0, e não é que o cidadão tinha deixado o MSN para tirar dúvidas? O senhor cara de pau hadessp vai lá e adiciona o mestre 614uC0 no MSN, e eis que o mundo se fez claro, e eu descobri o que era o bendito torrent. Acho que falei de mais né? Hehehehe mas é isso ai, foi assim que entrei para o mundo warez.

COmum e hOJe esTá na

v

OCê enTrOu Para O

CPTurbO COmO membrO mOderaçãO. COnTe-nOs

sua TraJeTória e se é POssível a qualquer membrO Chegar Onde vOCê ChegOu.

nadores e a seção 8 estava carente, e eu me tornei coordenador da seção 8, mas tinha poderes de coordenação secundários na 3, ou seja eu era coordenador 8 e também coordenador 3....hehehehe como aconteceram alguns problemas e alguns coordenadores estava sem tempo de ajudar em suas seções eu fui acumulando coordenações secundárias, eu acho que só não coordenei a seção 7 e a seção 9, de resto eu já dei minhas carimbas por ai......hehehe Após algum tempo ajudando o fórum em algumas seções, veio o convite para a moderação, e aqui estou eu Ah! Eu acho sim, que qualquer usuário pode vir a ser moderador, por que não? Eu posso passar o que eu fiz para me tornar moderador. Ajudei ao fórum sem esperar nada mais, foi exatamente isso que eu fiz. Não modifiquei meu modo de agir sendo monitor, colaborador, coordenador ou moderador, eu sou o mesmo hadessp que entrou no fórum com a plaquinha preta e galgou todos os passos da staff, fui sincero, briguei por meus pontos de vistas, dei sugestões, trabalhei com boa vontade para o fórum e estou ai hoje, ajudando no que posso e orientando aonde me cabe.

e

mOniTOria. COmO ingressar que se esPera de um mOniTOr?
TernO da

xPlique-nOs melhOr O funCiOnamenTO ine O

pre consigo, ver o que tem acontecido. Muitas e muitas pessoas do fórum tem meu MSN e sempre aparece alguma janela com algum link para algum tópico........hehehe Eu acho simplesmente deplorável essas brigas estúpidas que tem atingido o fórum, o pior de tudo é que são casos isolados, é sempre um user x falando de outro user x; um grupo y falando de outro grupo y; por que o MEU tópico não foi mantido?; por que o MEU tópico foi movido? É para cansar qualquer santo. E o mais triste de tudo isso é os usuários do fórum saem perdendo, perdendo por que entram aqui e querem se descontrair, pegar um filme, um programa, ver uma piada, um debate gostoso e acabam vendo o que? Brigas, insultos, xingamentos e quando os posts assim são colocados invisíveis o que acontece? A staff é linha dura, a staff é ditadora, a staff não deixa ninguém se expressar e bla bla bla. Muitos esquecem que aqui dentro existem regras, e TODOS sem exceção concordaram com essas regras quando fizeram o registro no fórum, mas ai passam a se tornar grandes posters e acham que por que postam tudo tem o direito de falar o que bem entender, pois bem rapaziada do oba oba, uma triste realidade, você não tem o direito de ficar infringindo regras e dizendo qualquer baboseira que vem a mente, PODEM e DEVEM, vir com críticas construtivas, opiniões e sugestões que nos fortaleçam e nos façam crescer. O que mais vemos no dia a dia, é user insatisfeito apontando o dedo e dizendo que não é ouvido e que não pode se expressar, o fórum de sugestões está lá, a sugestão é para ser dada e ser ponderada por todos, mas não esperem que só por que você acha que a sua sugestão é a melhor do universo, todos devam concordar com ela, ao primeiro sinal de contrariedade muitos já pedem para fechar o tópico. Se é possível ter entendimento entre todas as partes? Com toda certeza que é possível, o caminho é o compartilhamento, é a doação, é postar em prol

dos outros e não é prol dos agradecimentos que vai receber. Um cara que eu admiro muito é o Cucamonga2001, ele faz suas conversões, posta no fórum e recebe o que? 3 agradecimentos por tópico? 4 agradecimentos? Ele desiste? Não...... ta lá labutando e postando, se derem uma pesquisada no perfil dele irão encontrar nós só filmes e séries postadas mas inúmeros tutoriais que ele perdeu o tempo dele fazendo para todos da comunidade, e ele ta preocupado com reconhecimento? Acho que a última coisa que passa pela cabeça dele é quantos obrigados aquele tópico vai render. E ai vem usuário que só sabe fazer “copiar e colar” de fóruns americanos e se acha no direito de falar abobrinha, desculpe, mas aqui não vai falar não. Ninguém é insubstituível, ninguém é intocável, ninguém é sempre dono da razão, quanto mais cedo algumas pessoas aprenderem isso, mais cedo teremos uma convivência harmoniosa no fórum. Eu já vi grandes pessoas do mundo warez saírem da staff, eu vou sair um dia com certeza, é o ciclo da vida, e olha que estou longe de ser uma dessas grandes mentes do warez, muitooooooooooooooo longe, é claro que dou minha contribuição ao mundo warez, mas vai chegar uma hora que novas mentes terão que ocupar meu lugar, novos horizontes irão se abrir, é o ciclo da vida.

Monitoria é a minha grande paixão, mesmo quando sai da monitoria e fui para a colaboração eu tinha acesso ao fórum privado da monitoria (pentelhei o Cuca umas 2 semanas para que isso fosse possível) e quando me tornei coordenador fiz de tudo para voltar para a monitoria e consegui o posto de moderador da mesma. A monitoria tem a função de auxiliar os novos, e antigos também, membros em suas dúvidas relacionadas ao fórum. Como posto alguma coisa? Como crio um tópico? Como faço para compartilhar em torrent? Essas são algumas das perguntas que os monitores atendem no seu dia a dia. Cada novo membro que é cadastrado no cpturbo recebe uma MP padrão com um questionário cujo o único objetivo é auxiliá-lo nos primeiros passos no cpturbo. As dúvidas dos novos usuários são repassadas aos monitores que se tornam seus “padrinhos” e os auxiliam nos primeiros passos pelo fórum. Hoje os novos monitores são escolhidos, principalmente, através de indicações dos coordenadores das áreas, e pelos moderadores.

Já que nOvOs hOrizOnTes COmeçaram a desPOnTar, Ou seJa, mudOu a maneira de ver as COisas?

O

que mudOu em vOCê a Cada esTágiO alCançadO,

Mudou sim, sempre muda, você acaba conhecendo um pouco mais da organização do fórum, acaba conhecendo alguns mecanismos que até então não conseguia entender, claro que a minha transição foi um pouco mais fácil por que eu não tinha angariado em mim o espírito de grande poster, e sim o espírito de ajudar, mas para os que gostam muito de postar, acabam percebendo que isso é secundário na vida de quem é da staff.

TOdOs Os seTOres da COmunidade.

COmO vê algumas rusgas que Tem surgidO? é POssível haver enTendimenTO enTre TOdas as ParTes?

v

OCê Tem um bOm relaCiOnamenTO COm

a

COmO é O hadessP nO dia-a-dia? linha dura Ou lighT?

Pesar dO niCk e dOs avaTares TenebrOsOs,

seu esTilO é

Procuro passar um pouco de tempo em cada uma das áreas, é claro que nem sem-

O pior de tudo é que eu nem sei por que gosto tanto desses kits maldosos, mas na

realidade eu sou extremante light, adoro dar uma segunda chance, orientar, ensinar, disseminar o conhecimento. O problema está em quando minha paciência vai para o brejo, ai meu velho é melhor não tentar dar uma de engraçadinho, e olha que eu tenho uma paciência que é maior do que eu, o que por si só não é pouca coisa.......hehehehe Na realidade quem convive no dia a dia comigo, sabe que eu gosto mesmo é de uma boa brincadeira, adoro tirar barato da cara dos outros, dar risada de uma boa piada, debater assuntos interessantes, defendo muito meu ponto de vista, enfim sou mais light do que linha dura......hehehe

o cpturbo é simplesmente o melhor fórum de warez nacional, podem pensar que falo isso por que eu sou moderador do fórum, mas eu já recebi inúmeros convites para me tornar staff de outros fóruns warez, mesmo antes de ser staff no cpturbo, mas a forma com que o cpturbo é administrada faz com que ele tenha um chame só dele, vemos isso em ex-usuários que foram banidos do fórum não conseguem ficar longe, estão ai no nosso dia a dia, imploram por convites, voltam para o fórum e não conseguem se afastar, mesmo aqueles que abriram seus próprio fóruns não conseguem ficar longe do cpturbo, são raros os casos. Acho que o futuro depende exclusivamente da postura de cada usuário dentro do fórum, temos tudo para continuar a nos fortalecer e continuar sendo o melhor fórum warez nacional, depende exclusivamente de cada user dentro do fórum, seja ele staff ou membro comum. Muitos alegam que o fórum não existiria se não fossem os membros comum, apoio isso com certeza, mas em contra partida precisamos ter alguém que administre o fórum, alguém para cumprir o papel de executor de regras, imagina se a staff começasse a postar também? Criaríamos um conflito de interesses, não que a staff esteja proibida de postar, mas isso deve ser secundário.

com alguém atuando presentemente nas parcerias, dando apoio, incentivando, orientando, dando e recebendo conselhos, acho que esse é o primeiro passo para várias parcerias, o intuito é termos um warez nacional unido e fortalecido, não um warez nacional que só briga e critica um ao outro, quem sai perdendo? Todos nós. Digo com uma alegria enorme que encontrei pouco, ou quase nenhum, obstáculo para formar essas parcerias, obviamente que não conversei com 100% dos fóruns de warez nacional, mas conversei com alguns administradores de bons fóruns por ai.

Jafmcpf que me auxiliou na coordenação da 8 e na transição para a moderação. Darkmagus, decoccp e gmichels, que tinham uma paciência enorme em me aturar na coordenação. Com certeza existem mais pessoas que passaram pelo meu caminho, que me ajudaram, me orientaram e contribuíram para ajudar a formar o user: hadessp, se não citei todos foi mera formalidade, tenham certeza que me ajudaram e tem um lugar especial ao meu lado. Enfim, gostaria de agradecer a oportunidade de falar na revista cpturbo, e dizer que mais esse diferencial é que faz com o que o cpturbo se torne o melhor fórum warez nacional.

CasTal

v

e

PergunTas que gOsTaria de Ter resPOndidO, COnsiderações Ou O que vier à menTe.

sPaçO livre Para vOCê esCrever O que quiser, COmO

OCê Tem fiCadO COnheCidO POr se assemelhar aO em algumas siTuações mais deliCadas, Onde

sãO neCessárias um PulsO firme POr ParTe da mOderaçãO, O que aCha dissO?

Na realidade tanto eu como o Castal, e toda a moderação e administração do fórum, não gostamos de assumir uma linha dura e agir mais energeticamente, mas existem ocasiões em que isso se faz necessário, e como eu estou mais tempo on-line no fórum meu nome aparece mais vezes em decisões tomadas, lembro que nem eu e nem ninguém da administração toma uma decisão de cabeça quente ou sem antes ser debatida, qualquer ação que precisa de um pulso mais firme é amplamente discutida no privado dos moderadores, por isso que as vezes as decisões demoram um pouco para serem tomadas.

Gostei demais de ter participado do outro lado da revista, responder as perguntas ao invés de fazê-las, o que é o costume comigo. Acho que falei demais até, os editores vão ter problemas em cortar minhas falas.... hehehe O cpturbo, foi e sempre será, o melhor fórum warez nacional, claro que isso na minha humilde opnião. Acho que temos muito caminho pela frente, temos muita coisa para aprender, muita coisa para mudar e muito que crescer. Quero agradecer a cada membro que fez parte do meu crescimento no fórum, cada um teve seu papel no meu crescimento aqui dentro. Vou citar alguns que tiveram um papel especial: Cucamonga2001, que foi meu mentor na monitoria e me auxiliou no caminho da staff; Chevalier, que foi o coordenador da 3 na época que eu era colaborador e que me ensinou a diferença entre builds, me auxiliou a reconhecer os problemas da 3. Osk, sempre foi o meu parceiro, tanto no Get Series como na coordenação, sempre que tinha dúvidas ia encher as paciências dele.

fORça PaRa nós e fORça PaRa O waRez naciOnal.
Abraços, hadessp

C

CPTurbO e O warez naCiOnal aTualmenTe e O que vislumbra Para O fuTurO?
OmO vê O

a

Cha POssível uma uniãO enTre Os fóruns

em PrOl dO

ladO O PersOnalismO que Cada um Carrega?

COmParTilhamenTO, deixandO de

O cpturbo é uma força no warez nacional e até internacional, uma força que agrega tantos valores que é complicado descrever. Posso tentar passar um pouco da minha visão, o que não quer dizer necessariamente que seja a verdade ou a visão total da administração do fórum. Eu acho que

Ah! Não só é possível como estamos caminhando para isso, antes mesmo de me tornar moderador eu fiz contato com alguns administradores de fóruns warez nacional e o resultado já são 2 parceiras consolidadas, pode ser pouco? Sim é pouco, mas queremos fazer as parcerias com o pé no chão,

GRAVADORAS
Gravadoras são o principal mal do mundo da música dos dias atuais. Para quem baixa tudo o que ouve, como é o caso de vários leitores dessa revista, e não é para menos. Posso resumir em uma sigla o motivo disso: APCM. Para os que não sabem, a APCM (Associação anti-Pirataria de Cinema e Música) é uma associação criada pelos verdadeiros magnatas desse mundo: os donos de gravadoras e de estúdios de cinema

O MUNDO DAS
POr eddy

Esse cara aí lançou CDs através de uma gravadora independente por muito tempo...

... Mas esse aí não

O Inicio, o Fim e o Meio da Musica Moderna

do Brasil para que a pirataria diminua ou desapareça. Entre as gravadoras e estúdios envolvidos estão a Universal (Studios e Music), Warner (Studios e Music), Som Livre, Disney, etc. Enfim, voltemos ao nosso foco: as gravadoras. Apesar de serem esse mal que nos persegue, elas se tornaram um mal necessário (para a nossa infelicidade) pois as bandas e artistas que não lançam seus discos e DVDs através de uma gravadora famosa estão destinados ao esquecimento na maioria das vezes, o que é uma pena, pois muitos artistas que lançam seus CDs independentemente são bons artistas.

E por que os independentes não fazem tanto sucesso? Simples, por causa do grande mal do capitalismo: a propaganda. A não ser que as bandas independentes sejam formadas por ricos, eles dificilmente terão dinheiro para propagandas, ao contrário das gravadoras. E muitas vezes os donos de certas gravadoras também são os donos de alguns canais de TV ou tem alguma parceria (como acontece entre os donos da Globo e da Som Livre), fazendo com que as propagandas fiquem bem mais baratas. E o que seria dos artistas sem propaganda? Raramente ouvimos falar por aí de algumas bandas ou artistas, já que propagandas ou até mesmo clipes de suas músicas são incrivelmente raros, não é mesmo?

Esses caras aí atormentam a vida de quem depende da web para ouvir música

Originalmente, as gravadoras independentes (chamadas também de “indie”, origem do termo “indie rock”) eram grandes em número, mas, por algum motivo que não se sabe, 4 grandes gravadoras apareceram lá por volta dos anos 70, desde então sempre existe um número de gravadoras que praticamente controlam o mercado, chamados de Big Six (Grande 6), Big Five (Grande 5) ou Big Four (Grande 4) dependendo do tempo ( já que o número de grandes gravadoras anda diminuindo).

O “Big Four” atual é formado pelas gravadoras EMI, Sony, Warner e Universal. Dessas 4, EMI é a mais antiga, estando por aí desde os anos 30! Entre os artistas mais conhecidos de cada uma dessas gravadoras temos: Pink Floyd, Coldplay, Joss Stone, Iron Maiden, Robbie Williams e Legião Urbana pela EMI; Bee Gees, Michael Bublé, Phil Collins e Evanescence pela Warner; AC/DC, Beyoncé, Avril Lavigne e Christina Aguilera pela Sony e Black Eyed Peas, Scorpions e Kid Abelha pela Universal. Mas não só nas gravadoras do Big Four estão artistas famosos. A gravadora 4AD já teve artistas que, no seu tempo, eram bastante conhecidos, e a gravadora Nuclear Blast é a mais famosa no cenário gótico dos dias atuais, além da Som Livre que faz um grande sucesso no Brasil.
Não, não é deste Alucard que estamos falando

Essas gravadoras que não são subsidiárias do Big Four também são chamadas de gravadoras independentes, mas, diferente dos artistas que lançam CDs independentemente, elas possuem uma verba sua e, como no caso da Som Livre, podem se tornar incrivelmente famosas em certos lugares, apesar de que algumas gravadoras independentes foram fundadas apenas para distribuir CDs de um único artista, como acontece com a Alucard Music, que apenas lança CDs e DVDs do Gentle Giant. Atualmente muitos dizem que, para uma gravadora ser realmente independente, ela não deve ser filiada à RIAA (Recording Industry

Association of America – Associação da Indústria de Gravação da América, em inglês) que funciona como um sindicado das gravadoras, de certo modo, mas também existem associações de gravadoras independentes. Pergunta rápida: e o que isso tudo tem a ver conosco? Sinceramente? Não muito, mas ficar por dentro desse mundo fantástico (ou nem tanto) é sempre um conhecimento que pode provar útil no futuro, e lembrem-se: a gravadora não faz o artista, mas muitas vezes se o seu artista mudou drasticamente de estilo e para pior, algumas manifestações pacíficas (ou nem tanto) na porta da gravadora deles pode ajudar, já que às vezes os donos das gravadoras influenciam os artistas. E, para finalizar, uma frase para ficar na história de nós pobres mortais que baixamos músicas da web: MORTE À APCM!!!

Acredite, esse cara aí também depende de uma gravadora

Pois é, a grande gravadora brasileira está aí há 40 anos

[Series]

POr h

Star Trek costumam descrever as aventuras de seres humanos e alienígenas que servem na Frota Estelar da Federação. Apesar de muitas séries terem dado origem a filmes, também já aconteceu o contrário. Ainda na década de 1960, os filmes do James bOnd estavam fazendo muito sucesso, e os produtores Leonard Stern e Dan Melnick, associados a Mel Brooks e Buck Henry, idealizaram uma sátira a esses filmes, com o cômico seriado agenTe 86, com os mesmos temas: espionagem e Guerra Fria. Nele, o atrapalhado agente 86 (Maxwell “Max” Smart interpretado por Don Adams) juntamente com sua parceira Agente 99 (nunca é dito seu verdadeiro nome - interpretada por Barbara Feldon) lutam a favor da organização secreta chamada C.O.N.T.R.O.L.E., para impedir os planos maléficos da organização criminosa K.A.O.S. Pelo título do seriado em inglês - “Get Smart” - já podemos perceber a linha de humor da série que fez história por transformar numa história de comédia um tema de preocupação da época: o possível confronto armado entre as duas maiores potências,

Muitas séries que fazem sucesso atualmente foram baseadas em algum seriado de décadas anteriores que também originaram filmes e desenhos animados. Um exemplo disso é o novo 90210, refilmagemdo beverly hills 90210, da década de 1990, cuja história foi “modernizada”. Quem diz que não gosta de série antiga não sabe o que fala, pois muitas das coisas que vemos na TV hoje em dia não existiriam sem que houvesse alguns clássicos para se espelharem.

Lá pela década de 1940 as séries de sucesso eram os faroestes. Cowboys fortes e corajosos que ficavam cara a cara com o perigo todos os dias, prendendo bandidos e salvando donzelas indefesas. Das mais famosas, podemos citar Roy Roger’s, Tim Holt, Durango Kid, Buck Jones e Bill Elliot. Todos basicamente com a mesma história e que originaram diversos filmes que seguiam essa mesma linha. A partir de 1960 as mulheres passaram a ter mais influência na sociedade, e histórias de homens quase

invencíveis como Super-Homem e Batman (ambos adaptados dos quadrinhos para a TV pela primeira vez no final da década de 1950) já não eram a prioridade. É nessa década que encontramos as séries que mais marcaram a historia da TV até os dias hoje. Falando em independência da mulher, não podemos nos esquecer de a feiTiCeira, que conta a vida de Samantha, uma bruxa que tenta se adaptar à rotina de dona de casa comum. É casada com o mortal Darrin, a quem promete tentar viver de modo “normal”. Tentando não usar seus poderes, acaba se metendo em várias confusões que provocam o humor do seriado. No ano de 2005 foi lançado um filme com base nessa série. Também tendo mulheres protagonistas podemos citar Jeannie é um gêniO, mulher maravilha e mulher biôniCa. Temos também o inesquecível sTar Trek. O original durou apenas de 1966 a 1969 por falta de audiência. Porém o estúdio não desistiu da história, criando um desenho animado em 1973.

EUA e URSS. Smart é o nome do agente 86, mas em inglês também significa esperto, coisa que ele demonstra não ser, pelas trapalhadas em que se mete tentando resolver os crimes. E Get, pode significar “pegar”, que no caso seria “Pegue o Smart”, mas também pode significar “ficar”, que leva ao trocadinho “Fique esperto”. PerdidOs nO esPaçO, produzido de 1965 a 1968, foi transformado em filme no início do século XXI, trazendo de volta os famosos personagens da família Robinson e o vilão dr. Smith. Nela, o grupo busca um novo planeta para iniciar uma colônia, já que a Terra sofre com superpopulação, mas perde o rumo e acaba viajando de galáxia em galáxia, tentando encontrar o caminho de casa.

ell

902

10

O investimento foi crescendo e, da década de 70 aos anos 90, foram produzidos seis filmes de imenso sucesso que mais tarde deram base a outra série de televisão, com base no original de 66. Até hoje a história de Star Trek continua crescendo e não tem planos para um fim. Para quem não conhece basicamente os filmes e seriados giram em torno da mesma ideia. Criada e produzida originalmente por Gene Roddenberry, mostra a Terra numa fase pós-apocalíptica, em que os seres humanos haviam se unido a outras espécies da galáxia para formar a Federação dos Planetas Unidos. Resultado da intervenção alienígena e do progresso científico, a humanidade, na altura do século XXIII, já teria superado muitos de seus defeitos e vicissitudes, tendo erradicado doenças e a pobreza, e se dedicaria a explorar novos mundos. As histórias de

a

fe

iT iC e

ir a

J e an

m éu nie

gên
iO

beverly hills 90210

Ainda nos anos 1960 encontramos outro clássico, e esse continua vivo até hoje. dOCTOr whO é uma série britânica de ficção científica iniciada em 1963 na qual acompanhamos as aventuras de um misterioso viajante do tempo conhecido apenas como "O Doutor" ("The Doctor") que utiliza sua máquina do tempo, conhecida como TARDIS, cuja aparência exterior se assemelha a uma cabine da polícia londrina dos anos 60. Entrou para a história como a "a mais longa série de ficção científica do mundo", sendo também um ícone da cultura popular britânica. De tempos em tempos o papel do “Doutor” é renovado, tendo sido o original interpretado por William Hartnello. O décimo e atual é representado por David Tennant. Nos anos 70 os seriados ainda seguiam a linha de super -poderes, magias e aventuras impossíveis. Um clássico exemplo é A Ilha da Fantasia, lugar paradisíaco onde o anfitrião, senhor

Roarke, auxiliado pelo anão chamado Tatoo, tornava realidade os desejos dos visitantes da ilha. Nunca foi revelado como o senhor Roarke chegou à ilha ou qual era o poder que lhe permitia garantir a realização das fantasias. A série original durou de 1978 a 1984. Em 1998 foi feita uma regravação, porém durou apenas um ano. Em 1979 temos a estréia de Casal 20, um apaixonado casal milionário que adora viajar pelo mundo em busca de novas aventuras, investigando e solucionando os mais misteriosos crimes, na companhia de seu mordomo e amigo Max e do fiel cachorrinho Freeway. Jonathan Hart é dono das indústrias Hart, e Jennifer Hart uma profissional respeitada e famosa. Nas colunas sociais, pessoas desse tipo recebem sempre a nota máxima, é sempre “nota 10”. A união de duas personalidades dessa linha só podia resultar num Casal 20. A série foi sucesso desde a primeira exibição, tanto nos EUA como no Brasil. Citando outras séries importantes dos anos 70 temos: CHiPs, Ciborg,

[Series]

Família Dó Ré Mí, As Panteras e Planeta dos Macacos, esses dois últimos dando origem a filmes anos mais tarde. E seguindo por todos esses anos incríveis não podemos nos esquecer de falar dos seriados adolescentes dos anos 80. Aproveitando esse terrível trocadilho, lembremos de The Wonder Years ou, em português, anOs inCríveis. Nesse seriado acompanhamos o protagonista Kevin Arnold, em suas experiências dos anos 60 aos 70, nas quais são abordados assuntos da adolescência como família, amigos, sexo e drogas. Os acontecimentos são narrados por um Kevin mais velho e experiente, que vai descrevendo a sua história e contando o que aprendeu de suas experiências. Essa foi uma técnica inovadora que serviu de base para várias outras séries.

Marcando não só os anos 80 como também até os dias de hoje, temos o ex-agente secreto que usa a inteligência ao invés da força: maCgyver (estrelado por Richard Dean Anderson). Conhecido no Brasil como PrOfissãO: PerigO, todos já ouviram falar do cara que constrói uma bomba com chiclete e clipes de papel, mesmo que em uma sátira de algum filme ou programa de TV. Foi exibido de 1985 a 1992, tendo dado origem a dois filmes na década de 90. O que marca esse personagem é a sua aplicação prática do conhecimento científico e do uso de itens comuns como seu canivete suíço e fita adesiva, criando uma variedade de soluções improvisadas, para escapar dos vilões, de desastres naturais ou para derrotar inimigos, e nunca usando armas de fogo. Já quase entrando na década de 90, temos um dos seriados de comédia mais inovadores de todos os tempos: seinfeld. Exibido de 1989 a 1998, é conhecido como “o programa sobre nada”, cuja história gira em torno de fatos comuns do dia a dia. É um programa que se resume a sátiras à sociedade pós-moderna, porém de forma inovadora e divertida. Jerry Seinfeld, o protagonista da série, é humorista na vida real, tendo criado esse seriado como uma desculpa para mostrar de onde tirava as idéias para seus shows, porém a sitcom fez tanto sucesso que se estendeu por nove temporadas. Com o fim de Seinfeld pessoas brincavam sobre uma

“maldição”, pois nenhum dos atores da série conseguiu fazer sucesso em outros trabalhos, até que Elaine (interpretada por Julia Louis-Dreyfus) quebrou a “Maldição do Seinfeld” com “The new advenTures Of The Old ChrisTine” que continua sendo produzida até hoje. Abrindo os anos 90, temos a versão antiga de 90210, que recentemente ganhou uma “atualização”, seguindo a mesma linha do anterior: a vida e situações do dia a dia de adolescentes da elite da cidade de Beverly Hills (Califórnia). Aborda – entre as confusões dos riquinhos do colégio West Beverly High School – temas como drogas, gravidez na adolescência e suicídio. Essa série colocou no mercado muitos atores que são famosos atualmente. Ao longo dessa década, diversas séries ficaram marcadas na nossa memória dentre as quais precisamos citar, no mínimo, clássicos como: CasTelO ra-Timbum, The nanny, Punk, a levada da breCa, Charmed, PlanTãO médiCO – er (que terminou com sua 14ª temporada no início de 2009), arquivO x, xena: a PrinCesa guerreira, buffy: a Caça vamPirOs, verOniCa´s ClOseT, suddenly susan e, é claro, o inesquecível friends. Tendo seu primeiro episódio em 1994, Friends durou 10 temporadas, batendo recordes de audiência e rendendo milhões. É uma comédia que foca-se na vida de seis amigos não tendo um único “personagem princi-

pal”. Ross com seus casamentos fracassados, Rachel, a riquinha mimada que com ajuda dos outros aprende a se virar sozinha, Mônica e sua busca incansável por formar uma família, Chandler com seus traumas de infância, Phoebe e sua família conturbada e Joey que tenta sem sucesso se tornar um ator famoso. Juntos, esse excêntrico grupo conseguiu conquistar o mundo e entrar para a história. Músicas-temas inesquecíveis, expressões que identificam personagens, roupas e acessórios que invadem a vida real... Quais seriam os ingredientes para garantir o sucesso de um seriado? Não parece haver uma receita para que uma série conquiste o público e se torne sucesso, mas muitas atingiram esse objetivo e serão lembradas por gerações, em suas apresentações originais ou em remakes, como as que citamos nesse artigo. E com certeza daqui a alguns anos as series que fazem sucesso atualmente vão entrar para uma lista como essa.

[Series]

POR HELL

Ni

g n

é u

Mais Od m

Muitas pessoas ficam perdidas com relação às datas de retorno dos seriados. Para quem não sabe as séries estadunidenses estreiam do final de setembro ao início de outubro, com um episódio novo a cada semana. As emissoras norte-americanas já liberaram a lista das que ficam e das que saem.

ia

As que ameaçavam ser canceladas não conseguiram mesmo se segurar e, para a tristeza de muitos, teremos que dar adeus a seriados como “Without a trace” e “everybody hates chris” O seriado “MediuM” apenas mudará de emissora, mas continua de pé para a quinta temporada. Das tão esperadas renovações, temos a sitcom “the big bang theory” que volta com tudo nesse segundo semestre assim como o outro sucesso da CBS, “tWo and a half Men”, iniciando já a sétima temporada e sem previsões para um fim. As séries que deixaram um gostinho de quero mais como “grey’s anatoMy”, “cold case” e “the Mentalist”, certamente surpreenderão com as mudanças que estão por vir. Os sucessos adolescentes “90210” e “gossip girl” também ganharam espaço no horário nobre da CW. As séries que estreiam esse ano prometem atender a todos os gostos. Voltado ao público jovem teremos “the vaMpire diaries”, baseado em uma coleção de livros escrita por L.J. Smith que gira em torno de uma jovem heroína, objeto da paixão de dois irmãos vampiros - um bom e um mau - em guerra pela sua alma. Para os amantes da comédia, o imortal Kelseyl Grammer (Frasier) protagoniza “hank” um poderoso executivo que vai à falência e é obrigado a se adaptar à vida no subúrbio, enfrentando os problemas comuns de um pai de família. Para quem gosta de dramas médicos, Alex O’Loughlin (Moonlight) volta como chefe cirúrgico do hospital em “three rivers” e parece que não vai desapontar. A FOX traz também ótimos dramas policiais como “past life” que conta a história de uma detetive que usa regressão terapêutica e seus dons sobrenaturais para solucionar os mistérios das vidas passadas de seus clientes.
canceladas, as novas e as renovadas por canal, confira:

oC
hr is

na

página

seguinte

você

listaMos

as

séries

[Series]

NOVAS SÉRIES
melROse Place tHe Beautiful life tHe vamPiRe diaRies PaRental discRetiOn adv ised

NOVAS SÉRIES
ncis: lOs a nGeles tHe GOOd w ife tHRee RiveRs

CW

CBS

SÉRIES AS RENOVAD CW
smallville l suPeRnatuRa l GOssiP GiR 90210 ill One tRee H Odel t tOP m ica’s nex

SÉRIES RENOVADAS
medium numB3Rs mYsteRY (sai da nBc e vai PaRa a cBs) 48 HOuRs csi; csi:miami; csi:nY 60 mtinutes e. twO and a Half men tHe amazinG Rac mOtHeR tHe BiG BanG tHeORY HOw i met YOuR ncis tHe new adventuRes ld cHRistine cRiminal minds Of O aRRied suRvivOR GaRY unm Rules Of tHe mentalist enGaGement GHOst wHisPeReR cOld case

CBS

NOVAS SÉRIES NBC
PaRentHOOd cOmmunitY daY One meRcY 100 questiOns tHe maRRiaGe Ref tRauma

accidentallY On PuRPO se tHe BRidGe miami tRaum a aRRanGed m aRRiaGe undeRcOveR
BOss

ameR

SÉRIES AS RENOVAD FOX

ABC NOV

fOR G Han Otten k tH mO e midd d le cOu eRn fa mil Ga Y R eas tOwn tw ick

tHe

AB

A RIE S S
C
flas H HaP fORwa

S OVA N S ÉRIE S FOX e
Gle

tHe v d sHa eeP end
Rk tan k

PY

tOw

n

Rd

sHOw land leve tHe c OtHeRs BR t taRGe man Hu ife Past l csOn u Of t sHOw sOns Ykes da s an tHe w

dOllHOuse esada família da P HOuse uma ad. eRican d 24 HORas am ’s kitcHen lie tO me Hell s iGHtmaRe fRinGe kitcHen n Hink YOu BOnes sO YOu t an dance ‘til deatH c Os simPsOn
s

SÉRIES AS RENOVAD

CBS

unniest ameRica’s f s HOme videO Rs d siste BROtHeRs an Rs H tHe sta dancinG wit Ousewives desPeRate H keOveR: extReme ma n HOme editiO mY O GReY’s anat Ractice PRivate P suPeRnannY

tHe BacHelOR lOst wife swaP uGlY BettY 20/20 castle scRuBs ed BetteR Off t utY tRue Bea

[Series]

SÉRIES CANCELADAS CW
eveRYBOdY Hates cHRis tHe Game PRivileGed ReaPeR

S ÉRIE AS S D CELA CAN
ace a tR Out witH unit tHe OuR tH H eleven week wORst

CBS

Introdução à

medium (PassaRá a seR Pela cBs) mY name is eaRl life kniGHt RideR katH & kim kinGs

SÉRIES CANCELADAS NBC
exiBida

A tecnologia sempre esteve e estará a nossa volta, é um sistema que está em constante evolução, por isso meu mais novo papel na revista é trazê-la de uma forma simplificada para vocês, abordaremos então diversos assuntos que envolvem a tecnologia em geral.. E para começar falaremos um pouco de uma tendência no mercado de TI que virou prioridade para grandes gestores e CIOs.

Tecnologia
POR anGell

CA SÉRI E NC EL S AD AS AB
w c tHe uPid HO? unu in t He mO suals suR tHe vi acc vinG su RHOOd
OR din BuR Bia Gt Oj im

ES ÉRI DAS S LA NCE CA OR FOXaRaH cOnn e s
te : atOR Rmin

Uma tecnologia que “precisamos ter ”

Virtualização
pedeiro), podendo assim controlar a quantidade de CPU, memória RAM e espaço em disco que o Guest irá utilizar. Alguns hypervisiors também impõem limites do número de máquinas virtuais que podem ser utilizadas simultaneamente. Algumas pesquisas apontam que a virtualização será prioridade para gestores na área de TI até 2011 e que essa prática passou rapidamente de uma tecnologia que “precisamos ter” para uma tecnologia que “vamos ter”.

sam

an

tHa

C

talks

tH es nicl cHRO BReak n PRisO , sHut uP O Own sit d i dO Pedaç O Re adtv ten eRes m ike f sP itH
HOw w

M as

o que é virtualização ?

Em Tecnologia da Informação, virtualizar significa emular um componente de hardware ou software. A virtualização permite que várias instâncias de sistemas operacionais sejam Executadas a partir de uma única máquina física. Todos os sistemas operacionais virtuais são chamados de Guests (convidados), que são gerenciados por aplicativos que nomeamos VMM (Virtual Machines Monitor) conhecido também como Hypervisors. Através de um aplicativo Hypervisor é permitido criar uma camada entre o Guest e o Host (Hos-

Qual

o objetivo da virtualização ?

Os objetivos principais da virtualização são reduzir custos na área de TI e reduzir o impacto ambiental. Diretores, Coordenadores e gestores na área de TI apontam a virtualização como principal ferramenta para executar as práticas de Green IT (TI Verde) dentro da sua empresa, e consequentemente permitindo a redução de custos com ar-condicionado, servidores e computadores.

S iStemaS H oSt H oSpe deiro

ou

S iStemaS G ue St C onvidado

ou

Máquina física que está rodando o software que irá receber as máquinas virtuais independente do sistema operacional base da máquina.

Máquina virtual que será executada e monitorada através do VMM tendo a ilusão de ter um uma máquina física somente para ele.

H ardware V irtualization (HV) H ardware (VH)
É um ambiente operacional auto-suficiente, ou seja, ele funciona em um sistema hospedeiro, Mas independente dele. Simplificando, é um software que implementa uma “interface física” independente da compilação do código da plataforma. ex.: Pode-se executar um sistema GNU/Linux em um ambiente Windows através de uma Máquina virtual.

ou

V irtualização

de

M áquinas V irtuais

Chamamos de virtualização de hardware quando a interface física do Host provê dispositivos que são direcionados para a virtualização, ou seja, quando há circuítos no processador e nos controladores de memória que permitem que o hardware rode simultaneamente mais do que um sistema operacional. Simplificando, o sistema Guest roda isolada do hardware do Host. Alguns exemplos podem ser notados em algumas tecnologias da Intel e AMD: ambas estão criando processadores para essas novas tendências, como a Intel Virtualization Technology (Intel VT) e a AMD Virtualization (AMD-V).

V irtual M achine M onitor (VMM) ou M onitor de M áquina V irtual (MMV)
É a camada de software que interliga o sistema Host com o Guest. Cria-se uma ilusão que cada sistema Guest tem o seu próprio hardware, mas o que acontece na verdade é que uma única máquina Host pode servir de base para diversas máquinas Guest. diCa: quando for implementar um computador para ser um servidor de máquinas virtuais, utilize-o somente para esse fim, caso o contrário pode-se perder o desempenho máximo de uma máquina virtual.

H ardware V irtualization (HV) ou V irtualização de H ardware (VH)
A paravirtualização propõe que o sistema Guest, tenha conhecimento que está sobre a camada virtual do Host e que ele possa interagir com ela. O resultado dessa interação entre o Hypervisor e o sistema Guest são o enorme ganho na eficiência, Administradores de ambientes virtuais podem ganhar até 95% do desempenho das máquinas Host, enquanto quem usa a técnica de virtualização completa obtém uma variação de 70% a 90% do sistema Host.

P aravirtualização
A paravirtualização propõe que o sistema Guest, tenha conhecimento que está sobre a camada virtual do Host e que ele possa interagir com ela. O resultado dessa interação entre o Hypervisor e o sistema Guest são o enorme ganho na eficiência, Administradores de ambientes virtuais podem ganhar até 95% do desempenho das máquinas Host, enquanto quem usa a técnica de virtualização completa obtém uma variação de 70% a 90% do sistema Host.

V irtualização

de

aplicações

Neste tipo de virtualização uma aplicação local roda utilizando alguns recursos do Sistema Guest como uma camada intermediária entre o sistema Host e a aplicação em questão, em outras palavras a aplicação fica retida dentro do sistema Guest e roda independente do sistema operacional, podendo ser executada em qualquer sistema operacional que tenha uma máquina virtual instalada. Obs.: Um dos exemplos mais práticos sobre virtualização de aplicações é a Java Virtual Machine (JVM) que pode rodar aplicativos em Java em cima de qualquer sistema operacional desde que tenha uma JVM instalada.

F ull V irtualization (FV)

ou

V irtualização C ompleta (VC)

É uma camada de software que emula todos os dispositivos físicos para um computador: o sistema Guest tem a ilusão de estar rodando com um hardware próprio. A grande vantagem dessa técnica é que o Sistema Guest não precisa ser modificado, pode ser trabalhado somente como uma aplicação típica. O grande desafio dessa prática é que as operações executadas em uma máquina virtual não podem alterar o estado de outras máquinas virtuais. Obs.: A diferença entre as duas principais maneiras de virtualizar é a utilização e aproveitamento do Hardware do sistema Host, onde em uma das maneiras podese utilizar o acesso direto ao hardware (Paravirtualização) e a outra tem um acesso a uma emulação de hardware (Full Virtualization). A prática da paravirtualização tem melhorado a cada dia com o atual suporte de hardware oferecido pelas aplicações, tornando-se hoje em dia uma das melhores práticas em grandes empresas.

Na virtualização é somente apresentada como a interface de um sistema operacional, os processos e uso de memória ficam no sistema Host. Também podemos considerar uma extensão da paravirtualização.

V irtualização

de

apresentação

H ypervisors
Os Hypervisors são a camada entre o hardware e o sistema operacional, que permite executar múltiplos sistemas operacionais dentro de um único. O trabalho do hypervisors é alocar recursos do Host para o Guest, isolá-los uns dos outros e fornecer interfaces de dispositivos portáteis e limpas, ou seja, fornecer máquinas virtuais que possam ser utilizadas de forma eficiente. Existem basicamente dois tipos de Hypervisors: 1. O primeirO é executadO diretamente da camada física dO HOst. 2. O segundO é executadO a partir dO ambiente dO sistema OperaciOnal. Obs.: Existe também um híbrido que é executado tanto da camada física do host como do sistema operacional.

OtimizaçãO

da

CPU: P roPriedades da V irtualização
I so l a m e n to :
Um processo executado em uma máquina virtual não irá interferir em outra máquina virtual ou no VMM.

Os computadores estão cada vez mais robustos, com muito mais desempenho em processos e utilização de memória. Usando servidores isolados e dedicados para virtualização é possível isolar sistemas e processos diferentes em cima de um único hardware, fazendo um uso mais proveitoso do hardware da máquina.

D iversos

ambientes em um harDware único :

I n spe ç ã o :
O VMM deve ter acesso aos processos que são executados nas máquinas virtuais.

Os números diversos de máquinas virtuais permitem que consolidemos aplicações, servidores e migrações de ambientes, tornando mais ágil os processos e backup de servidores.

S egurança :
Com os diversos sistemas Guest sendo executados simultaneamente podemos isolar aplicações em cada máquina virtual. Caso tivermos problema com algum servidor, apenas a aplicação que é executada naquele servidor irá ser interrompida, evitando assim perca maior de produtividade na empresa.

I n t e r pos I ç ã o :
O VMM deve ser capaz de inserir operações nas máquinas virtuais.

Eficiência:
Instruções de baixo risco podem ser executadas diretamente na camada física do Host.

F acilidade

de

G erenciamento :
G e r e n c i a b i l i dade :
Facilidade de gerenciar máquinas virtuais sem a necessidade de interferir em outras máquinas virtuais.

Com a evolução da virtualização os VMM ficaram cada vez mais fáceis de serem utilizados, economizando tempo e recursos para gerenciar e iniciar máquinas virtuais, facilitando assim a vida dos administradores de redes.

C o m pat i b i l i dade :
Todo software escrito para determinada plataforma deve ser capaz de ser executado em uma máquina virtual que virtualiza e ataforma mesmo que o sistema Host seja incompatível.

Economia

dE

Espaço E EnErgia :

Com o aumento de máquinas virtuais dentro da empresa diminuímos o espaço físico ocupados por servidores de grande porte e consequentemente economizamos energia, não somente com eletricidade para mantermos os servidores ligados, mas também com o sistema de refrigeração.

[Design]

Um bicho de quantas cabeças?

AH

, a tiPOGRafia. Uma verdadeira lenda entre os designers de plantão. Uma paixão para alguns, uma maldição para outros. Para o bem ou para o mal, é inegável que a tipografia é um assunto em pauta entre todos os que planejam se aventurar nas bravas águas do design gráfico. Mas será que a tipografia é mesmo um bicho de incontáveis cabeças? Depende de como for encarada. Se vista como um prazer, como mais uma arte na qual aprimorar-se, a tipografia não só se tornará um ponto forte dos trabalhos, mas uma das partes mais divertidas dos mesmos.

que é, de fato, a tipografia? Tipografia, carinhosamente apelidada de “Tipo” pelos mais versados na área, é a parte da arte do design que trata de trabalhar com letras, fontes, frases e palavras. Pode ser usada como um complemento para um trabalho, como um toque final ou, até mesmo, como tema para um trabalho inteiro.

[Design]

A fatídica tipografia é, sim, uma das ferramentas mais difíceis de se trabalhar, assemelhando-se á pen tool no pavor capaz de provocar em nós, pequenos peregrinos do vasto mundo do design. EnTudo bem, mas então o tretanto, assim como a pen tool, é uma das ferramentas mais poderosas desta forma de

arte, capaz de dar sentença de vida ou morte a um trabalho. Como fazer, então, para não ser executado por este carrasco alfabético? Prática, muita prática. E algumas dicas básicas que já vi repetidas em inúmeros tutoriais de tipografia espalhadas em fórums de design pela internet à fora. A primeira dica vem apelando para um lugar-comum no mundo do design, a harmonia. Sim, a harmonia. Um fator simples, que pode destruir sua tipografia. A tipografia deve ser harmônica com cada fator do estilo do seu trabalho. O conjunto de cores, a suavidade, a agressividade. É um pecado mortal aplicar num trabalho suave, uma tipografia pesada, agressiva. Assim

como também seria terrível aplicar uma cor que não combina com nada usado no trabalho. Significado. É ponto extremamente positivo se a tipografia significar alguma coisa. Não apenas o texto ter algum significado, mas o corpo, a forma, a fonte, a organização. Soltar palavras, um nome ou um título no trabalho, por si só, não adianta. Adapte o texto ao trabalho. Torne-o parte da arte. Se estiver fazendo um trabalho a respeito de vôo, de voar, tente fazer sua tipografia voar junto. Atenção. Decida se no seu trabalho, cabe a tipografia chamar a atenção, ou não. Se couber, não tenha medo,

chamea. Trabalhe nas cores, tamanhos, mudanças de fonte. Senão, saiba ser discreto. Não adianta colocar uma tipografia com fonte tamanho 350 em chamas, num trabalho sutil. Tenha um bom banco de dados de fontes. Um designer que planeja trabalhar com tipografia, com as fontes do Windows, não é ninguém. Portanto, tenha onde buscar novas fontes. Cada trabalho exigira, no mínimo, uma fonte específica. Por vezes mais de uma. Portanto, saiba onde encontrá-las. Dois sites extremamente úteis neste quesito são o www.dafont.com e o www.ilovetypography.com .

Tipografia é uma arte extremamente extensa e complexa. Entretanto, por mais que trabalhe com letras e palavras, é difícil de exprimila com as mesmas. Espero que as dicas fornecidas tenham sido úteis e, tenho certeza que a mais valiosa vem a seguir. Experimente. Tente. Brinque.

CrédiTOs das imagens que ilusTram essa maTéria: deatH BY tYPOGRaPHY POR GcORe exPeRiment Of tYPOGRaPHY POR Yienkeat tYPOGRaPHY POR BenGisu666 tYPOGRaPHY Plate 002 POR POstPwned tYPOGRaPHY03 POR Rafael fedRO

Por Eddy

Os padres menos convencionais que você já viu
Quando pensamos em padres, qual a primeira coisa que vem à nossa mente? Música! Ou talvez seja só eu... Enfim, o que importa é que existem, sim, padres músicos por aí, alguns famosos (quem nunca ouviu falar no Padre Marcelo Rossi que atire a primeira pedra) e outros nem tanto, como é o caso do grupo Gregorian, que eu vou lhes apresentar agora. OK, pra começar, eles não são mais padres, eu não me lembro o que, exatamente, aconteceu, mas eles saíram da igreja (obs.: eles eram católicos, apesar de que isso não importa aqui), mas mesmo não estando mais na igreja, eles ainda usam batinas nos shows e o principal elemento de suas músicas é o canto gregoriano. Ah, certo, o que é o canto gregoriano... Eu podia ficar aqui falando da história e tudo mais, mas vamos resumir isso bem rápido: você já ouviu aqueles cantos de igreja que parece que são cantados por um coral formado só de homens e que, muitas vezes, lembram algo bem angelical? Aquilo é o canto gregoriano. Desculpem, mas eu realmente não sei como explicar melhor, se ainda não entenderam, recomendo que ouçam alguma música do Gregorian, o modo como os vocalistas cantam é um

canto gregoriano, apesar de seguirem ritmos não exatamente convencionais para o estilo. Por que os ritmos não são convencionais? Simples: eles misturam pop, rock, metal e, algumas vezes, até jazz nas suas músicas! Duvida? E se eu disser que eles fizeram cover do Metallica e da banda australiana de new wave Real Life? Exatamente, meus companheiros, padres cantando Real Life e Metallica. Não é sempre que vemos isso, não é mesmo? Mas não esperem ver músicas incrivelmente pesadas por aqui, não, pois não é qualquer música que pode ser adaptada em um canto gregoriano. O grupo é da Alemanha, terra que eu considero como o berço da boa música dos dias atuais, e recomendo para todos que gostam de algo mais calmo, mas se você quer algo mais rápido, eles também têm algumas músicas mais rápidas, afinal, com 12 álbuns na carreira e mais alguns DVDs, era quase impossível só existirem músicas calmas. Entre as melhores músicas estão Send Me an Angel, cover do Real Life, e Engel, cover da banda alemã Rammstein.

Vendo aquele arsenal ali atrás, acho que não vou me meter com eles...

JOGOS
Crysis
Crysis é uma ficção científica de primeira pessoa atirador jogo vídeo desenvolvido pela (Crytek Frankfurt), publicado pela Electronic Arts para o Microsoft Windows, e lançado em Novembro de 2007. É o primeiro jogo de uma Trilogia. Outro jogo intitulado Crysis Warhead foi libertado em 12 de setembro de 2008 e seguintes eventos similares como Crysis, mas a partir de uma perspectiva diferente narrativa. Crysis, Crysis Warhead é um multiplayer expansão chamado Crysis Wars foram re-lançado como uma compilação Pack intitulado Crysis Edition máxima em 5 de Maio de 2009. O jogo é baseado em um futuro onde um objeto voador não identificado foi descoberto abaixo da terra em uma ilha perto da costa do leste Filipinas. O único jogador assume o papel dos Estados Unidos, Delta Force, operado por Jake Dunn, referido no jogo como Nomad. Ele está armado com várias armas e equipamentos futurista, mais notavelmente um "Nano Muscle Suit" que foi inspirada por um verdadeiro conceito de vida militar. Em Crysis, o jogador briga tanto com a Coréia do Norte quanto com extraterrestres inimigos. A armadura "Nano Suit" transforma os soldados em heróis, aplicando substâncias na corrente sanguínea para alterar o funcionamento do corpo. É o que garante emoção nas batalhas, com mudanças rápidas de estratégia. O jogador pode escolher entre quatro estados da armadura: velocidade, armadura, força e invisibilidade. Na teoria, parece tarefa fácil. Na prática... Adivinhe: Exércitos da Coréia do Norte brotam de onde você não esperava, e eles sabem muito bem o que fazer. O jogador pode arremessar quase todos os objetos dos cenários: Telhados, Árvores, Caixas e claro, inimigos vivos. Existe a obrigação de cumprir objetivos, como conseguir informações confidenciais em computadores, mas também há liberdade para decidir qual caminho traçar, possibilidade rara nos jogos de tiro. Essa complexidade faz de

Por Korn

Soldado do Futuro

"Crysis" um jogo para iniciados. Não existe "caminho fácil", nem "tática infalível". O mundo, afinal, está vivo. Você pode dar sorte, ou azar, ou simplesmente usar a cabeça a todo instante.

O arsenal inclui velhos conhecidos do gênero de tiro em primeira pessoa. Pistola, cartucheira (shotgun), metralhadora, fuzil, lança foguetes. A diferença é que elas podem ser modificadas durante o jogo com miralaser, luneta, silenciador e outros acessórios táticos, fundamentais para a sobrevivência.

Need For Speed Undercover
lar série de jogos de corrida para computador e videogames, publicada pela Eletronic Arts. É considerado um dos melhores jogos de corrida do mundo.

need fOr sPeed é uma popu-

novembro de 2008 pela Electronic Arts. O mesmo é inspirado no filme Carga Explosiva, tendo elementos diferentes dos jogos anteriores, e principalmente do seu antecessor (Need For Speed: ProStreet).

need fOr sPeed: underCOver é o nome do novo jogo da franquia Need For Speed que foi lançado em

O Jogo
Fugir da polícia é uma das atividades preferidas de muitos jogadores (na vida virtual, é claro). Apenas a renomada série Grand Theft Auto pôde satisfazer com louvor esse desejo dos games desde o lançamento de Need for Speed Most Wanted, o renomado título da Electronic Arts. Ainda assim, as últimas gerações de games de corrida deixaram a desejar nesse quesito. Foi então que Undercover finalmente fora anunciado e desde então está sendo cobiçado por milhares de pessoas. O jogo desenvolvido pela EA Black Box será praticamente uma mistura entre técnicas "Hollywoodianas" de direção e um amplo mundo aberto. Escapar dos agentes da lei em eventos fantásticos com novas habilidades será considerada uma verdadeira adrenalina para o jogador. Neste jogo, o protagonista será um policial fortemente infiltrado no mundo das corridas ilegais e no mundo do crime. O mundo de Undercover é retratado com base em

Tri-City Bay, uma área recheada com rodovias flutuantes, estradas de terra e cenários industriais. As emocionantes corridas são geralmente feitas durante o pôr-do-sol, sendo que tudo será coberto por maravilhosas luzes douradas. Um dos pontos fortes do jogo é a diversidade. Experimentando os vários eventos novos, os games terão a oportunidade de pisarem fundo com uma Careira GT, por exemplo, em ambientes diversificados. Escolas, campos de futebol americano, túneis… Tudo poderá ser encarado como pista de corrida. De acordo com os desenvolvedores do game, o carro mais rápido conseguirá circular o mundo em oito minutos cronometrados constantemente na maior velocidade possível. Os jogadores terão a possibilidade de brincar com os freios e visualizar o carro fazendo um giro de 180 graus sem que a câmera se mexa. Certas vezes, manobrar rapidamente o carro em marcha ré será uma das atividades que trará pontos de experiência, semelhante a um RPG. Caso o jogador tenha pleno sucesso nesses movimentos arriscados, pontos serão recebidos para que as habilidades de direção sejam atualizadas.

FiFA 09
fifa 09
mais recente jogo da série de jogos eletrônicos FIFA da Electronic Arts. Foi desenvolvido pela EA Canadá e publicado pela Electronic Arts para todo o mundo sobre a marca da EA Sports. A Electrotnic Arts ficou famosa com seus games complexamente elaborados para criar simulações convincentes de diversos esportes. No Brasil, ficou claro que FIFA foi a franquia mais propagada, gerando diversos fãs e possibilitando o surgimento de concorrentes fortes no mercado, como a famosa série Pro Evolution Soccer. A edição 09 possui uma série de novidades em relação ao game do ano anterior. Como de praxe, novos times e estádios aparecem para integrar o elenco de inovações ao lado de sistemas físicos mais avançados. Uma jogabilidade mais amigável é uma das maiores propostas do game, que também oferece mudanças nos seus diversos modos de jogo. Também oferece controles personalizáveis com o mouse e o teclado, para que você comande seu time intuitivamente e para que seu jogo tenha mais fluência. Agora você usa o mouse como uma
Ou

fifa sOCCer 09 é o

ferramenta ‘aponte-e-clique’: utilize-o para fazer com que seus companheiros disparem na corrida, para ter mais precisão nos passe e para colocar a bola onde quiser nas finalizações. Além disso, você conta com um arsenal de 32 dribles para jogar como se fosse o Ronaldinho: execute elásticos, carretilhas, fintas com o calcanhar, roladas de bola e muito mais. São mais de 17 ações personalizáveis. com gráficos que exploram o poder de PCs hi-spec, como pedido pelos jogadores desta plataforma. Os craques aparecem em qualidade quase fotográfica com tons de pele e músculos nos mínimos detalhes. Além disso, widgets personalizáveis foram integradas ao menu do sistema para que você se conecte com as comunidades de FIFA e de futebol real.

Os recursos on-line do FIFA 09 incluem as premiadas Ligas Interativas da EA SPORTS, onde você representa seu clube on-line contra rivais do mundo todo em 61 campeonatos. Outra grande novidade será anunciada em agosto, durante a Leipzig Games Convention, na Alemanha. Os comandos em "FIFA 09" ficaram mais precisos, corrigindo qualquer problema que geralmente era atribuído ao fator "jogabilidade". A movimentação dos jogadores está mais natural, e a possibilidade de reproduzir dribles complexos transforma profundamente os jogos. A notícia ruim é que o grau de complexidade tem aumentado bastante, exigindo muita habilidade no controle para combinar sequências corretas e aplicar desde elásticos até dribles "pessoais" de Ronaldinho Gaúcho e Cristiano Ronaldo.

FIFA 09 para PC tem visual de ponta,

The Sims™ 3
série The Sims, lançado em 05 de Junho no Brasil. O jogo The Sims 3 vendeu 1,4 milhão de cópias na sua primeira semana nas lojas, tornando-se o jogo com o melhor lançamento na história da empresa distribuidora.

The sims 3 é o mais novo título da lucrativa

The Sims 3 foi produzido pela Maxis e, como sempre, as expansões serão criadas pela EA Sim que é uma partição da Maxis que se responsabiliza apenas pelos jogos Sims. O novo jogo da série conta com a colaboração da Criterion Games, que ofereceu o código do motor RenderWare. O jogo tem versões para PC, Mac, iPhone, iPod Touch, Celulares, Blackberry e mais uma versão para Wii, confirmada oficialmente pela EA Games.

para escolher se vai ou não levá-los ao seu destino, dando a eles felicidade e recompensas duradouras! Seu Sim poderá fazer os exercícios corretos de treinamento, saudar os superiores corretos. Ele vai frequentar o estádio desportivo, impressionar os goleiros e fazer jogadas vencedoras para ir de Torcedor Fanático a Lenda do Esporte. Talvez seu Sim aprimore sua habilidade com a guitarra, seja a atração principal de concertos e seja idolatrado por legiões de fãs em sua ascensão meteórica a Estrela do Rock. Os destinos dos seus Sims estão em suas mãos!

Nova Jogabilidade
Há muito mais para seus Sims viverem em The Sims 3. Aproveite o desafio dos desafios de curto e de longo prazo, e depois aproveite as recompensas! Com base em seus traços de personalidade, habilidades e carreira, seus Sims têm desejos de curto e de longo prazo, que oferecem tarefas constantes e divertidas – coisas para fazer e para conquistar. Você tem liberdade total

^

Em The Sims 3 o jogador não poderá criar novas vizinhanças, ou seja, apenas poderá modificar as duas vizinhanças disponíveis, como por exemplo, alterar os lotes comunitários. No entanto, a Electronic Arts irá disponibilizar uma ferramenta que será usada para criar vizinhanças, pelo menos dois meses depois do lançamento do jogo. Para adquirir essa ferramenta será necessário ter o jogo original.

~

Observacao

~

´ [Suporte Tecnico]

CPT SUPORTE TÉCNICO
por maUro

´ [Suporte Tecnico]

o qUe o Cpt sUporte téCniCo faz?
Somos a Staff "secundária". Um Grupo auxiliar, assim como a monitoria. Auxiliamos usuários a solucionar dúvidas sobre hardware, programas, redes, programação, Windows, Linux, etc... Pedimos sempre que os usuários postem seus devidos Sistemas operacionais, juntamente com seu hardware e os problemas envolvidos justamente por que, algumas vezes, é necessário que o técnico responsável fique pedindo informações ao usuário, fazendo com que um problema que poderia ser resolvido em 1 dia, demore 5.

Como voCês resolvem os problemas?
Averiguamos o seu problema e enviamos um diagnóstico, tudo feito via fórum. Todos os membros do Suporte tem experiência com TI e trabalham com isso, resolvemos seus problemas com nossa experiência nesta área, podendo nos basear em problemas já vivenciados ou em testes em Lab’s Virtuais.

se o problema se CompliCar?
Alguns e somente alguns problemas onde averiguamos que não há a possibilidade de se resolver pelo fórum (sim, eles existem), nós passamos por um programa de Acesso remoto ou algum dos nossos membros o resolve via MSN. Lembramos que isso é exclusivamente utilizado quando um de nossos técnicos realmente vê esta necessidade!

qUem pode pedir ajUda ao sUporte téCniCo?
Qualquer usuário do CpTurbo pode pedir ajuda, nós estamos aqui justamente para isso, só pedimos para que crie seu tópico na seção correta, pois os técnicos se dividem em seções, alguns deles são especializados em certa área, assim, seu atendimento será mais rápido e com certeza mais eficiente.

sOmOs um Time de 28 usuáriOs e 2 mOderadOres. mOderadOres: Feltrin & Max Down

q Uem

são voCês ?

Como faço para ser membro do Cpt. sUp. téCniCo?
Você pode se inscrever quando abrirem as vagas, se você for selecionado, será aplicada uma prova de admissão na sua área escolhida, passando por esta prova você será um membro do Suporte Técnico! Mas claro que nós levamos em consideração sua participação no fórum, pois não precisa ser do suporte técnico para ajudar outros membros que estejam com dificuldades, lembramos que qualquer membro do site pode responder dúvidas na seção 3.

usuáriOs: =(Mal)= , AnaKet, CJ EXPLOIT, DanielBR, Dsilva, Ednubas, Fabio Rohem, Fahp, Fasthand, Felipe.ldM, Gaa-roo,Geraldo Bjr., Grant, iury, Jigsaw, lienkarf, MasterRooty, mauro cbc, openbr2, p K r, PLISKEN, Psiu Love, Puro Osso, Slashdash, Spartazam, Sturaro, The Dark, Underline.

Música, é algo maravilhoso, não é mesmo? Ainda mais quando se trata de um estilo onde roqueiros, pagodeiros, funkeiros, forrozeiros e todos os “eiros” do mundo da música, gostam. Duvidando? Pois sou eu quem duvido de quem nunca mexeu seu corpo com um estilo de música tão envolvente e empolgante. Estou falando sobre:

´ A energia da Musica Eletronica
^
P OR kauê

Hoje é fácil perceber o que é e onde ocorrem shows e eventos de música eletrônica. Aquela iluminação, batida (“tuntz tuntz” repetitivas, centenas e milhares de vezes) e cores, são inconfundíveis. Música eletrônica é toda música que é criada ou modificada através do uso de equipamentos e instrumentos eletrônicos tais como sintetizadores, gravadores digitais, computadores ou softwares de composição. Um pouco de história sobre sua origem: “Por sua história passou de uma vertente da música erudita (fruto do trabalho de compositores visionários) a um elemento da música popular, primeiramente bastante relacionado ao rock e posteriormente discernindo-se como um gênero musical próprio (principalmente relacionado com a música popular nos sub-estilos considerados dançantes tais como o Techno, acid, house, trance e drum 'n' bass, desenvolvidos a partir do auge da música disco no final da década de 1970). Atualmente existem várias ramificações do estilo, tanto eruditas como populares.” Atualmente é comum escutarmos mais o trance, house e o “famoso” (eu particularmente, leio como modinha daquela galera conhecida como “playboys”) psy trance. A música eletrônica de hoje, passou anos para chegar ao nível atual, ainda mais por parte dos equipamentos (lembre de um HD de 5mg há duas décadas, é mais ou menos por aí, os equipamentos daquela época), o que melhorou não só para os DJs, como também para quem ouve e gosta de um som de qualidade.

nos participantes, potencializado pela utilização de entorpecentes. A partir do desenvolvimento do estilo eletrônico na década de 80 foram promovidos eventos em regiões rurais destinados a reunião de pessoas, dança e utilização de êxtase. De forma análoga, o movimento hippie nos anos 60 pregava a reunião das pessoas e a utilização de drogas (especialmente o LSD) como forma de elevação de consciência. Mesmo com a reação negativa da mídia em relação a tal cultura o estilo foi se desenvolvendo, resultando em um estilo de vida para os participantes. Vale ressaltar que, a música eletrônica nas raves, o trance, house e outros gêneros, em vários lugares passaram a conscientizar as pessoas que gostam e vão para esses shows, o mal que drogas como LSD e êxtase podem causar, mas depois de algum tempo, essa prática é vista como algo comum no tão famoso (e odiado) “psy trance”. Claro que nunca devemos generalizar, mas geralmente o psy acontece em lugares distantes e fechados, coisa dos próprios participantes, daí eu me pergunto, porque será?

Sintetizador “Vírus TI Snow”. Acredite, com um desses e alguns amplificadores você faz uma rave.

DJ Tiësto.

Eexiste várias oportunidade de conhecimento e de aprendizagem para quem quer criar música eletrônica, mas claro que não é “qualquer um” que pode virar DJ e tocar para mais de um milhão de pessoas (como nosso querido Tiësto). Mas se tem um requisito importante nesse ramo, é nada mais nada menos do que a criatividade (e uma noção sobre ritmos de bateria).

Outra vertente da música eletrônica dançante é o trance. Apesar de suas origens datarem desde a década de 70 com artistas como Klaus Schulze, foi a partir de artistas de acid house que acabou ganhando uma cena própria, como a cena Techno da Alemanha no início de 1990; Frankfurt é geralmente referenciada como o berço do estilo. No mesmo período desenvolvia-se em Goa, Índia, outro movimento da cena eletrônica baseada no EBM, o Goa trance, influenciado pela cultura da Índia e pela música psicodélica da década de 60. O gênero foi migrado para a Europa em Londres, desenvolvendo-se de forma a ramificarse no que atualmente chama-se trance psicodélico. A partir dos anos 90, o desenvolvimento para um trance melódico e comercial possui como expoentes

TRANCE

Um elemento importante para o desenvolvimento da música eletrônica dançante foi o desenvolvimento das raves. Tais festas de música eletrônica começaram como uma reação às tendências da música popular, a cultura de casas noturnas e o rádio comercial. Seu objetivo primordial era a interação entre pessoas e elevação da consciência (uma fuga da realidade) através de diversas formas de arte. A música eletrônica teve papel fundamental em tais festas na medida em que proporciona através das batidas repetitivas e progressivas um efeito hipnótico

Ra ves

Paul Van Dyk.

compositores como Paul Oakenfold e Paul van Dyk. Tais artistas foram tornando-se cada vez mais aceitos comercialmente, confundindo a música eletrônica com a música pop. Para aqueles que dançam, se empolgam nesse estilo de música, tem criatividade e querem por isso em prática (ou pelo menos tentar), existem vários softwares para isso (inclusive aqui, no CPTurbo). Deixo a indicação dos dois melhores softwares para criação de música eletrônica direto do seu computador: “FL Studio” (uso o 8), comece com ele, procure por tutorias no Google. Feito isso e depois que v o c ê estiver já estiver pegando o jeito, passe para o software chamado

“Reason”, e bote sua criatividade eletrônica musical em prática, quem sabe você cria algum som bacana, divulga em sites como lastfm e youtube, e se torna um futuro grande DJ. E claro, deixo com vocês a indicação dos seguintes sons: “Ten Seconds Before Sunrise” do Tiësto (difícil escolher uma dele, dentre tantas músicas boas), “Nothing but you” do Paul Van Dyk, “Hypnotised” do Paul Oakenfold, e finalmente “In And Out Of Love” do Armin Van Buuren (esses quatro DJs são apenas os maiores e melhores do mundo). Espero que tenham gostado da matéria, e assim como eu, fiquem “viciados” no mundo da música eletrônica, pois depois do rock, é um dos poucos gêneros musicais de hoje que me agrada de verdade. Vou ficando por aqui e até a próxima matéria musical da nossa revista CPTurbo! (tuntz tuntz tuntz tuntz tuntz...).

Por Bruno Alho

de Akira Toriyama à Tite Kubo
Com cer te za manga ka é um a poderíam ssunto mu os fazer u ito amplo ma matér mas esse que ia apenas não é me com um d u objetivo tendo da eles, aqui nesta uma visão matéria. P geral sob marcaram re re vários a história mangakas do mangá muitos no que e do anim mes ficarã e. Obviam o de fora e s pa ç o a q ente, ou não te ui, então rão o dev já faço m aos fãs de ido eu pedido algum ma de desculp ngaka que matéria. O as eu não ad utro ponto icionar a e os manga que gosta sta kas presen ria de des tes nesta tacar é qu principais matéria tê e mangás e m como o animes do bras estilo sho unen. Provavelm ente que m não e com o un stá muito iver so do anime dev familiariza que palav e estar se do ras como perguntan “manGaka” Então, é do o ou “s dan matéria. m do esses esclarecim HOunen” significam? an entos que para desig Gaka (漫画家) é a p começo a alavra jap nar um d onesa usa e s e n H is ta é usada p /caRtunista da ara referir . Fora do -se exclus de mangá Ja pã o , ivamente (histórias a em quadr (do japon inhos japo desenhistas ês 少年, q nesas). S h ue signific mangá ou ōnen a GaROtO) anime dir é um estil ecionado culino, ap o de a jovens esar de p d o s e xo m oder tamb gênero ou asém intere faixa etária ssar a qua . lquer

Armin Van Buuren.

Não tem como falar de mangaka sem falar de Osamu tezuka que foi quem que provavelmente mais influenciou o estilo. Por isso, é lembrado por muitos no Japão como o "deus" do mangá ou o "pai do mangá moderno". Nascido em Toyonaka, Japão; 3 de novembro de 1928, sua grande produtividade e suas técnicas e gêneros pioneiros transformaram o mundo das histórias em quadrinho no Japão. Ele não é o inventor dos mangás, ele é o autor que os popularizou. O desenho de Tezuka é facilmente identificável: o traço é claro, as imagens simples, o enquadramento cinematográfico e o humor tem sempre seu lugar. Sua obra mais famosa é Tetsuwan Atom (conhecido também por Astro Boy). Ele também foi autor de diversos outros mangás, como por exemplo, Jungle Taitei (Kimba, o Leão Branco) e Ribbon no Kishi (A Princesa e o Cavaleiro). Outro nome que não poderia ficar de fora quando falamos de mangaka é a kiRa tORiYa ma influenciado por a stRO B OY de Tezuka se tornou um aclamado autor de mangás. Akira iniciou sua carreira em 1978 com a história Wonder Island publicada na Weekly Shonen Jump, depois fez outros mangás: Highlight

Osamu Tezuka

Island, seguido por Tomato Girl Detective. Ele conquistou sua fama com Dr. Slump, publicada semanalmente na Shonen Jump de 1980 a 1984, gerando 18 volumes encadernados, mas com certeza ele é mais conhecido por ser o autor da famosa série Dragon Ball. Essa série é conhecida como um dos eixos para o que foi conhecido como “a Era Dourada da Jump”. Seu sucesso “forçou” Toriyama a trabalhar em Dragon Ball de 1984 a 1995. Durante esse período de onze anos, ele produziu 42 volumes. Seu traço simples e senso de design o levaram a trabalhos projetando personagens para a famosa e popular série de jogos de vídeo game Dragon Quest. Ele também serviu como designer de personagens para o RPG Chrono Trigger para Super Nintendo e o popular jogo de luta Tobal No. 1 para PlayStation, e continua a produzir algumas histórias ocasionais de mangá, incluindo Cowa!, Kajika, Sandland. Hoje, Akira Toriyama é considerado o grande mestre dos principais autores do gênero shounen, como Eiichiro Oda (One Piece), Masashi Kishimoto (Naruto) e Kubo Tite (Bleach), destes falaremos em breve.

masami k uRumada começou a ter trabalhos publicados um pouco antes de a kiRa tORiYama , no inicio da década de 70, provavelmente alguns de seus trabalhos também influenciaram o autor e com certeza outros mais recentes. Seu primeiro trabalho foi Sukeban Arashi - que conta a história de uma garota brigona -, publicado pela famosa revista Shonen Jump da editora Shueisha. Em 1977, lançou, novamente pela Editora Shueisha, seu primeiro grande sucesso: Ring Ni Kakero - a história de um boxeador que chega ao ápice da glória. Em 1982, publicou Fuuma no Kojiro, que mostra a trajetória de Kojiro para evitar que as forças do mal conquistem dez espadas místicas. Mas seu grande sucesso foi publicado apenas em dezembro de 1986: c avaleiROs dO z OdíacO (saint s eiYa ).

Yoshihiro Togashi, nascido em 26 de abril de 1966, recebeu em 1987, pela história Ookami nanti kowakunai!, seu primeiro trabalho como profissional, o Prêmio Tezuka. Tezuka, que foi nomeado a partir de Osamu Tezuka, é o prêmio concedido a artistas de quadrinhos mais influente do Japão. Em 1990, começou a desenhar a sua obra mais famosa, Yu Yu Hakusho. Um ano depois, ele criou Level E, mangá que conta a história de uma alienígena que veio a Terra para conquistar o mundo. Em 1998, Yoshihiro criou outra obra de bastante sucesso Hunter × Hunter, que ele desenha até hoje e conta com 26 volumes encadernados até o momento. Devido a problemas de saúde, Togashi deu uma pausa em Hunter x Hunter e desde então seu ritmo continua inconstante até hoje, deixando fãs em dúvida se o mangá terminará um dia.

Masami Kurumada

Akira e Goku

Os mangakas mais “recentes” que tiveram maior destaque no final da década de 90 e início dos anos 2000 podemos destacar alguns nomes que serão abordados nessa parte da matéria, começando por tite kuBO , de nome verdadeiro n ORiaki k uBO começou a desenhar mangás durante o ensino médio, no qual fazia parte do Clube de Anime. Foi também no ensino médio que ele criou seu primeiro mangá: z OmBie POwdeR. Porém, com a falta de sucesso do mangá, a série foi cancelada, logo após alcançar 4 volumes. Mais tarde, em sua carreira, Kubo criou um novo mangá, chamado Bleach, e o enviou à w eeklY sHOnen jumP, com a esperança de que fosse publicado. Porém, Bleach foi rejeitado devido às similaridades com o mangá Yu Yu Hakusho que estava sendo publicado pela revista na época. A rejeição fez com que Kubo perdesse as esperanças. Esse quadro mudou quando a kiRa t ORiYama mandou à k uBO uma carta tranquilizando-o e inspirando-o a continuar com o mangá, dizendo que havia gostado muito de seu trabalho. Após isso, tite, novamente, levou o mangá para a sHOnen jumP, e que, para surpressa, foi aceito desta vez. B leacH, agora, é publicado semanalmente pela Weekly Shonen Jump, e atualmente chegando à ultrapassar 300 caPítulOs PuBlicadOs . HiROmi aRakawa é uma mangaka. Nasceu em 8 de maio de 1973 em HOkkaidO, Japão. Cresceu em uma fazenda, junto de cinco irmãs. Lá, a Rakawa aprenderia o trabalho ético que inspiraria a ideia da “Troca Equivalente” em seu renomado mangá Fullmetal Alchemist. Ela costuma se desenhar como uma vaca, não tendo fotos suas lançadas publicamente. A razão disso é porque ela sempre gostou de vacas, dizendo que são “deliciosas”. Iniciou sua carreira como assistente de Etō Hiroyuki, no mangá mahōJin GuRu GuRu. Mais tarde, Arakawa começaria a escrever sua primeira obra, Stray Dog. Ma-

Auto retrato de Hiromu Arakawa

Yoshihiro Togashi Noriaki Kubo

k isHimOtO começou a desenhar consideravelmente muito jovem, afinal desde muito novo seu maior sonho sempre foi ser um mangaká. Começou sua carreira com o mangá kaRakuRi que foi publicado em 1996 pela editora s HueisHa. No ano de 1999, o seu mangá n aRutO foi publicado pela editOra S hōnen J ump , onde foi seu grande sucesso. Quando Kishimoto estava criando a série Naruto, ele procurou em outros mangá shounen por influências enquanto tentava fazer seu personagem tão único quanto possível. Kishimoto cita a série Dragon Ball como uma de suas influências, apontando que Son Goku, o protagonista de Dragon Ball, foi um fator chave na criação de n a RutO u zumaki .
sasHi

spirou para criar One P iece. Em 1997, O ne P iece apareceu pela primeira vez na revista s HOnen jumP e rapidamente se tornou um dos mangás mais populares do Japão. Sua maior influência é Akira Toriyama, criador de d RaGOn B all e d R . s lumP . Em 2008, em uma votação, realizada pela empresa de marketing ORicOn, Oda foi eleito o quinto favorito mangáka. Ele dividiu o lugar com YOsHiHiRO t OGasHi. Nessa mesma lista a kiRa tORiYama estava em segundo e Osamu Tezuka em 10º lugar. Na liderança estava Ai Yazawa autora de Nana. Com isso encerro esta matéria sabendo que diversos nomes importantes não foram colocados, como por exemplo, n OBuHiRO w atsuki autor de R uROuni k ensHin, um dos mangás mais famosos do gênero shounen, isso sem contar os diversos outros mangakas de outros gêneros que com certeza deveriam ter um lugar aqui. Porém, infelizmente, não é possível falar de todos aqui, talvez em alguma outra oportunidade.

Masashi Kishimoto

eiicHiRO Oda, nascido em 1º de Janeiro de 1975 na cidade de k umamOtO. Ainda novo, ele enviou um personagem chamado P andaman para um mangá clássico de Y ude tamaGO , k innukuman , que não apenas foi utilizado em um capítulo do mangá, mas mais tarde retornou como figurante recorrente nos trabalhos do próprio Oda. Com 17 anos de idade, ele enviou seu trabalho Wanted para publicação e ganhou diversos prêmios. Com 19 anos, ele trabalhou como Assistente de mangaka para n OBuHiRO w atsuki no também famoso mangá Rurouni k ensHin. Durante esse período, ele desenhou duas histórias de pirataria curtas, chamadas “R Omance dawn”, onde se in-

Por Idney

Para uma boa implantação, primeiro, precisamos escolher uma boa distribuição, simples, confortável e intuitiva, afinal, nenhum escritório quer funcionários experts em Linux ou sistemas com milhares de finalidades que não se encaixam nas necessidades pretendidas. O objetivo é estabelecer uma relação entre o homem e a máquina que sirva OPenOffice :

corretamente à organização. Quanto melhor a experiência out-of-box, melhor para a empresa. Uma facilidade a ser destacada é o fato de dentro dos repositórios, das mais variadas distribuições, já termos quase todos os softwares para a realização de atividades que uma empresa média necessita, ou seja, na maioria dos casos não existe sequer a necessidade de buscar apli-

cativos em servidores externos, isso significa mais facilidade e confiabilidade para o usuário. Temos disponíveis por padrão boas suítes office como o OpenOffice e o KOffice. Ou também ótimos programas individuais como o editor de textos Abiword, que é mais leve e tem muitos recursos, plugins e até mesmo possibilidade de edição online por diversas pessoas e a folha de cálculo Gnumeric que é bem poderosa.

Um dos locais que existe maior potencial a ser explorado pelo Linux é o ambiente corporativo. Não estou falando de servidores de impressão e rede, área que o Linux já domina, estou falando de estações de trabalho. Um dos principais objetivos de qualquer empresa é reduzir seus custos e o Linux facilmente cumpriria este propósito. Claro que qualquer forma de se alcançar isso deve levar em conta que não deve haver comprometimento da produtividade, deve-se sempre analisar a relação custo/benefício, senão seria um tiro no próprio pé. O que queremos demonstrar aqui é que o Linux alcançou um nível de maturidade e já possui aplicativos de qualidade suficiente para equipar qualquer máquina destinada a serviços administrativos, contábeis etc. Porém, isso não significa de forma alguma a ausência de dificuldades e alguns desafios a serem enfrentados, toda novidade exige um tempo de adaptação. O Linux, por mais simples e intuitivo esteja se tornando, e continua avançando rapidamente nisso, requer um aprendizado, uma adequação. Assim como toda mudança. Hoje temos distribuições extremamente amigáveis e que em pouco tempo podem se tornar ambientes de trabalho produtivos e gratuitos, ou de baixo custo. Se analisarmos bem a dificuldade no Linux é bem relativa. Está mais ligado a se utilizar algo diferente do habitual do que ao que é estranho em si. Um usuário novato em Windows também tem muitas dificuldades.

a seGunda suíte Office mais usada disPensa aPResentações e PRima Pela qualidade .

c asas B aHia mc d Onald ´ s B ancO
dO

2005. É

as estações de tRaBalHO cOm ma que seu vendedOR OPeRa . ecOnOmia de

de cOntaR nOs dedOs Os

linux Pcs

PRedOminam na emPResa desde cOm

windOws,

RePaRe nO siste -

27%

aO anO cOm licenças .

B Rasil

maiOR

B Rasil, O B ancO dO B Rasil cOmeçOu em 2001 a miGRaçãO PaRa s OftwaRe l ivRe , HOje O l inux É O sO mais usadO , a ecOnOmia GeRada atÉ 2010, cHeGaRá a 90 milHões de Reais . sl É tema em tOdOs Os cOncuRsOs dO BancO .
BancO PúBlicO dO

a lÉm
caR ,

R enneR , PetRóleO iPiRanGa e muitas OutRas estãO adOtandO O l inux , cORtandO desPesas e aumentandO a PROduçãO .

dessas emPResas , POdemOs citaR

c aRRefOuR, P ãO

de

a çú-

Uma das principais queixas contra o Linux é que ele não possui muitos programas, ou os mesmos são de qualidade inferior. Além dos citados acima, vamos falar um pouco de diversas ferramentas disponíveis. Quer cuidar dos seus compromissos? Temos o cliente de e-mail Evolution (com uma agenda integrada), o Sunbird ou o Korganizer. No tocante à Internet, o Linux possui navegadores de ponta como o Firefox e o Opera, clientes de e-mail superiores e com muito mais recursos do que o Outlook (agora Windows Live Mail), como o já citado Evolution, Kmail ou Thunderbird. O Evolution e o Thunderbird possuem diversos plugins e extensões que agregam muito mais funções,

até mesmo suporte a RSS. Temos também soluções de organização e produtividade como a dupla Korganizer ( já citado) e Kontact, que, honestamente, nunca vi nada que chegasse perto no Windows. É uma dupla realmente surpreendente e muito completa, incluindo agenda, calendário, e-mail, lista de tarefas, e muito mais dentro de uma única interface. Também temos ótimos programas para fins específicos como o Gnucash, uma excelente ferramenta contábil/ financeira de fácil uso e com todos os recursos dos seus concorrentes, fazendo dele uma ferramenta profissional. Para suas finanças pessoais o Eqonomize e o HomeBank podem ser boas pedidas.

Outra grande solução é o gLabels: excelente editor de etiquetas, tags e cartões de visita, muito intuitivo e prático. Podemos contar também com grandes vedetes do mundo corporativo, como o Skype, que já têm suas versões para Linux, nas últimas versões foram resolvidos diversos problemas tornando ele completamente compatível com o Linux. Ainda acha que Linux não tem programas para escritórios? Pois saiba que você também pode organizar suas anotações com o Tomboy ou Basket, desenhar mapas e fluxogramas com o Dia, Diagramar e publicar conteúdos com o Scribus, gerenciar seus projetos com o Planner e muito mais!

Você já pode usar o Linux também para suas pequenas atividades em casa, desde o controle dos seus pagamentos até a realização de trabalhos escolares. O uso de uma plataforma aberta também possui a vantagem de se contando com mão-de-obra qualificada, se poder fazer alterações e personalizações que possibilitem uma melhor integração entre o sistema e as ne-

cessidades, sejam elas corporativas ou não. O desenvolvimento do Linux em um todo tomou um novo ritmo nos últimos tempos, ele vem agregando novas funções e se tornando muito mais fácil e compatível, a velocidade em que estas mudanças estão ocorrendo é impressionante e muito superior ao Windows em diversos aspectos, e conseqüentemente se tornando uma alternativa cada vez mais viável (e recomendada) com o passar dos dias.

c ustO

a maiORia das distRiBuições É GRatuita , as demais sãO de BaixO custO .

a maiORia dOs aPlicativOs É desenvOlvida em tORnO dOs am -

i nteGRaçãO

Bientes GRáficOs , GaRantindO um sistema mais enxutO e in Os PROGRamas sejam facilmente instaladOs , semPRe vindO de fOnte cOnfiável e sendO atualizadOs autOmaticamente .

teGRadO , alÉm dissO , O sistema de RePOsitóRiOs faz cOm que

s eGuRança a daPtaçãO

O

e cOnfiaBilidade .

linux É nOtORiamente cOnHecidO Pela sua seGuRança

O fatO de seR feitO sOB códiGO aBeRtO , PeRmite que sejam feitas alteRações que O adaPtem melHOR às necessidades .

kOntact : aPlicativO PaRa ORGanizaR suas taRefas e e - mails

s cRiBus :

editandO e PuBlicadO cOnteúdO PROfissiOnal

big a traso: a PesaR dO desenvOlvimentO dO B iG linux seGundO semestRe de 2010, váRias emPResas de GRande 5 já estaR adiantadO, inclusive fOi lançadO uma veRsãO PORte, cOmO a HP, a dOBe, a sus , entRe OutRas, já anuna lfa , O B iG 5 PRevistO ainda PaRa O PRimeiRO semestRe ciaRam O aPOiO aO PROjetO . fOi adiadO . O mOtivO ? a inda nãO está BOm O suficiente , e , dePOis da sÉRie 4. x cOm muita qualidade e estaBilidade , p articipe : a m andRiva iniciOu a cOleta de suGestões PaRa lançaR alGO que ainda nãO amaduReceu O suficiente suas PRóximas veRsões ...… e a c anOnical , cOmeçOu uma nãO faRia sentidO . v amOs esPeRaR POR nOtícias de uma camPanHa cOm Os usuáRiOs PaRa ResOluçãO de 100 Peque das mais inOvadORas distRiBuições BRasileiRas . nOs BuGs e falHas simPles e fáceis de ResOlveR nO u Buntu e que , POR nãO cOmPROmeteR muitO , sãO semPRe deixadas v ai doMinar o Mundo? O G OOGle anunciOu O lança - PaRa dePOis. mentO dO c HROme Os, BaseadO nO seu naveGadOR de mesmO nOme . u tilizandO códiGO aBeRtO e tendO cOmO a guardado : O PRóximO s lackwaRe está quase PROntO . Base O k eRnel l inux , deveRá seR a GRande nOvidade dO

Os Vírus de computador são programas desenvolvidos com fins maliciosos, capazes de se propagar de forma quase insuspeita e, tal como a gravidade dos vírus dos seres humanos, os vírus de computador variam desde uma pequena inconveniência a um elevado grau de destrutividade. Eles se instalam com o objetivo de prejudicar o desempenho, destruir arquivos e se espalhar para outros computadores. Pessoas mal-intencionadas podem usar essas brechas para vasculhar o computador e roubar dados, como senhas de banco e números de cartão de crédito e outras informações. Muitos dos vírus de computador e outros softwares mal-intencionados comuns são espalhados através de anexos de e-mail. Se um arquivo anexado a uma mensagem de email contiver vírus, ele geralmente será iniciado quando você abrir o anexo de arquivo (normalmente clicando duas vezes no ícone do anexo). Independentemente do programa de e-mail ou da versão do Windows que estiver usando, você pode ajudar a evitar vírus adotando algumas regras básicas. Vamos abordar essas regras e outras dicas neste texto para ajudar a evitar a contaminação e propagação de Vírus. c Ontinue lendO PaRa saBeR mais .

P OR s aints

COmO eles agem
Por causa da Internet, os vírus de hoje em dia podem atingir em poucos minutos milhares de computadores em todo mundo. O método de propagação mais comum é o uso de e-mails, onde o vírus usa um texto que tenta convencer o usuário a clicar no arquivo em anexo. É nesse anexo que se encontra o vírus. Os meios de convencimento são muitos e costumam ser bastante criativos. O e-mail (e até o campo assunto da mensagem) costuma ter textos que

despertam a curiosidade do internauta. Muitos exploram assuntos eróticos ou abordam questões atuais. Alguns vírus podem até usar um remetente falso, fazendo o destinatário acreditar que se trata de uma mensagem verdadeira. Muitos internautas costumam identificar e-mails de vírus, mas os criadores destas "pragas digitais" podem usar artifícios inéditos que não poupam nem o usuário mais experiente. Ainda, há os vírus que exploram falhas de programação de determinados softwares. Algumas falhas são tão graves que podem permitir a contami-

O que Fazer Para evitar
• n ão • Se
viOu e que esteja esPeRandO POR ele . abra anexo a menoS que Saiba quem o en -

• e vite

duvidOsO , cOmO PORnOGRafia , dOwnlOad de

radicalmente páginaS com conteúdo

anexO de alGuÉm que nãO cOnHece , aPaGue - a ime diatamente .

receber uma menSagem de e - mail com um

músicas e filmes , dicas e tRuques HackeR , etc .…

• n ão

POR váRias PessOas cOmO , cYBeR cafÉs , escOlas , Redes nãO seGuRas , etc .…

utilize computadoreS compartilhadoS

Cuide bem dO seu COmPutadOr
nação automática do computador, sem que o usuário perceba. Outros vírus costumam se propagar através de compartilhamento de recursos, como aqueles que inserem arquivos em pastas de programa P2P como programas para baixar músicas, fotos, filmes, etc.… Softwares desse tipo permitem o compartilhamento de arquivos entre internautas ou usuários de uma mesma rede de computadores. Após ter contaminado o computador, o vírus passa então a executar suas tarefas, que podem ser dos mais diversos tipos, desde a simples execução de um programa até a destruição total do sistema operacional. A maioria dos vírus tem como primeira atividade a tentativa de propagação para outros computadores.

izadO .

• u Se

Software antivíruS e o mantenha atual -

• Se

GuÉm , avise a PessOa PaRa quem estiveR enviandO PaRa que ela nãO Pense que É um víRus .

preciSar enviar um anexo de e - mail para al -

• u tilize Sempre SenhaS SeguraS , ou SeJa, SenhaS cOm nO mínimO 12 caRacteRes , a lfas - numÉRi cas ( que cOntÉm letRas e númeROs ), inteRca landO maiúsculas e minúsculas , use símBOlOs cOmO * _ e OutROs ( se fOR POssível ). • S ubStitua SuaS SenhaS periodicamente, e nunca utilize uma mesma senHa PaRa váRiOs seR viçOs aO mesmO temPO . • q uando • n ão
RePita uma senHa já utilizada . for SubStituir SuaS SenhaS nunca

e - mail indesejadO , POis muitOs cOntêm anexOs PeRiGOsOs .

• u Se

filtroS para Spam para aJudar a bloquear

fazeR issO nO seu seRvidOR de e - mails , cOnsulte O HelP desk dO e - mail Ou cOnsiGa alGuÉm cOm exPeRiência PaRa lHe ajudaR .

P aRa

OBteR infORmações sOBRe cOmO

• e mpreSaS

sOlicitadOs cOntendO anexOs .

idôneaS nunca enviarão e - mailS não

anexO de e - mail que PaRece teR vindO de alGuma emPResa deste tiPO , ele POdeRá cOnteR víRus , sPY waRe Ou OutRO scam desenvOlvidO PaRa ROuBaR sua identidade .

s e vOcê ReceBeR um

Rentes de e - mails , POis estas sãO um dOs meiOs mais utilizadOs POR víRus e OutRas PRaGas .

envie , não aceite , e não repaSSe cor -

aPaGue

O e - mail imediatamente .

• n ão

tRaBalHO PaRa acessaR O e - mail PessOal , Redes de RelaciOnamentO , BaixaR músicas , filmes , fO tOs , etc .…

utilize computadoreS ou a rede do Seu

msN, Orkut e OutrOs

O programa MSN é um dos mais populares entre os internautas que o utilizam para relacionamentos e profissionalmente. Porém, o uso indevido deste programa pode se tornar uma fonte preciosa para pessoas mal intencionadas que acabam enviando vírus, capturando senhas ou controlando o computador de outros. Portanto, use-o com cautela, evitando adicionar pessoas estranhas a sua rede, evite programas adicionais que incluem “funções extras” ao MSN (como o MSN Plus e outros do gênero), pois, eles podem adicionar funções indesejadas e deixar portas abertas para o acesso de hacker e vírus, além de adicionar códigos viróticos propriamente ditos. Da mesma forma que o MSN, outro recurso da internet muito utilizado e conhecido é o Orkut. Neste site de relacionamentos você pode encontrar amigos, colegas de trabalho, parcerias profissionais e muitas coisas interessantes. E é pensando exatamente nessa popularidade e na facilidade de uso deste site que muitos hacker e vírus se aproveitam da pouca experiência ou ingenuidade dos usuários para conseguirem atingir suas metas escusas. Eles criam perfis falsos, que são utilizados para propagar correntes, links, vírus, abrir portas de acesso indevidas em seu computador e muitas mais coisas. Existem ainda muitas outras ferramentas e sites de internet que são muito úteis, mas, infelizmente são utilizados também por vírus e pragas virtuais para conseguir se propagar o máximo possível. Por exemplo: programas e sites para compartilhamento de músicas, filmes, fotos, pornografia, jogos, etc.… Por isso, evite Programas como E-Mule, Torrent, Kazaa, LimeWire e outros, assim como sites com o mesmo conteúdo e objetivo como Rapidshare, EasyShare, Blogs para downloads e muitos outros tipos.

“Em tempos de arte descartável, modismos e sucessos

m ac o e i na s s i o c cl itar spe Re
POr marCe
l

fugazes não é surpresa que o cinema clássico seja deixado de lado, mesmo sendo inesgotável fonte de inspiração para os diretores de hoje, que bebem de sua água e não lhe prestam o justo tributo. ”
É inegável que a cultura pop está enraizada em nossas vidas há muitos anos, os que nasceram a partir da década de 90 do lado oeste do Meridiano de Greenwich viveram cada minuto de sua existência imersos no oceano pop, mesmo que não se dêem conta disso. A premissa básica do pop é a efemeridade: a pipoca (em Inglês popcorn, iguaria que dá nome à tendência) voa apenas uma fração de segundo, quando explode, apenas para cair em seguida junto a centenas de outras para nunca mais voar novamente. Assim é a música pop, a bebida pop e a comida pop: fazem um extraordinário sucesso para, pouco tempo depois, serem descartadas e substituídas por outras, a fim de alimentar um público sempre sedento por novidades. Essa supervalorização do presente em detrimento de tudo de bom que já foi feito, entre outros males, é adotada amplamente por novos críticos que desconhecem ou desprezam o cinema clássico, fonte de inspiração para tudo o que é produzido hoje. Despreparados, apontam como inovações elementos criados na década de 50 por Franklin J. sChaffner, como roteiros originais, releituras pobres dos grandes épicos de William Wyler, como fotografia soberba, meras repetições do que OrsOn welles fez em 1941 com CidadãO kane. Basta digitar a palavra “crítica” mais o nome de um filme qualquer no Google para ser bombardeado com um semnúmero de blogs e sites pessoais de pretensos críticos que

COsTa

a i n e me o n d e r o c oran a r a e n t e contemp P

sequer sabem quem foi Stanley Kubrick. Preocupante é saber que muitos são levados por essas idéias fátuas e improfícuas, acreditando piamente que Eu Sou a Lenda é a adaptação definitiva do livro homônimo de riChard maThesOn, sem saber da existência de lasT man On earTh de Ubaldo Ragona, primorosa adaptação datada de 1964, ou The Omega man (1971) de Boris Sagal, com CharlTOn hesTOn no papel do dr. rOberT neville. Não se trata de saber qual é a melhor das adaptações, e sim do leitor ter a infOrmaçãO COrreTa (mercadoria valiosíssima na Internet) de que tais versões existem. É no mínimo irresponsável que alguém que se rotule crítico não informe tais coisas ao seu leitor, já que está negligenciando dados que são de sua obrigação pesquisar e divulgar. Se não tiver ânimo ou talento para cumprir tal compromisso, é melhor que escreva sobre Justin Timberlake ou Amy Winehouse antes que a pipoca volte ao fundo da panela. A importância de se conhecer os clássicos vai além de se entender sua influência no cinema contemporâneo. Os filmes, assim como as obras literárias, registram com imparcialidade – ainda que essa na maioria dos casos seja involuntária – os valores e os hábitos da geração de sua época. Assistindo a marCa da maldade de Orson Welles

dr. rOberT neville, nas inTerPreTações de viCenT PriCe, entende-se que já naquele tempo CharlTOn hesTOn e will smiT havia a rivalidade entre americanos e mexicanos e a corrupção policial, fita. É arrastada de um lado para o outro, jogada na sujeira, mas o mais interessante é obserquase obrigada a comer uma sopa de olhos e enfiada no var como os punks contratados meio de toda sorte de bichos asquerosos, numa clara prévia pelo detetive corrupto hank quindos TOrTure POrns. Havia naquele tempo certa tolerância lan (Welles) drogam susan vargas com ideias machistas e racistas, naturalmente, esse filme (Janet Leigh): eles fumam maconha não passaria despercebido hoje sem sofrer uma crítica feroz. e assopram na cara da pobrezinha! Seis delinquentes puxando seus É necessário prestar tributo ao cinema clássico por todas baseados e afogando a mocinha as grandes ideias que são transformadas e recicladas até indefesa na nuvem alucinógena. O hoje. Não se trata de saudosismo: reinventar e atualizar espectador de hoje, acostumado às o que já foi feito são bem-vindos e necessários, mas não atrocidades de Jogos Mortais e O seria justo esquecer os pioneiros das grandes saCadas do Albergue, certamente estranharia cinema. Quando se fala de inteligência artificial e do embate (por que não enfiam logo o cigarro homem versus máquina, por exemplo, logo vêm à cabeça na boca da coitada ou metem-lhe filmes como O exTerminadOr dO fuTurO, eu, rObô e maTrix. uma injeção de heroína?). O caso é Entretanto, os cinéfilos mais atentos se lembrarão de quatro que na década de 50 o público não nomes: rOy, Pris, zhOra e leOn, respectivamente ruTger estava preparado para violência exhauer, daryl hanna (sim, ela já era muito perigosa antes de plícita nas telas, muito menos tortuKill Bill), JOanna Cassidy e briOn James: tratam-se dos replira, daí a solução bem-COmPOrTada de cantes renegados de blade runner (1982) que, ao contrário Welles. Saltando para os anos 80, Indos seus primos do séCulO xxi que insistem em destruir a diana Jones e o Templo da Perdição, humanidade por motivos vagos e elusivos, desejam apenas é quase um hino ao machismo boçal continuar vivos. Voltando aos anos 70, não se pode deixar daquela década. A mocinha Willie de citar ash (Iam Holm), o insensível andróide de alien, que Scott (Kate Capshaw) talvez tenha por pouco não mata riPley (Sigourney Weaver) de maneisido uma das primeiras mulheresra muito criativa: enfiando-lhe uma revista enrolada goela samambaia da história do cinema: sua sensualidade, sempre ressaltada rOy (ruTger hauer), Pris (darly hanna), zhOra (JOanna Cassidy) e leOn (brian James): Os quaTrO rePliCanTes de blade runner que busCavam PrOlOngar sua vida por trajes mínimos (para o padrão da época) é sua única virtude. Fora isso, é imbecilizada, fragilizada e humilhada durante toda a exibição da

abaixo. Sua motivação: garantir que o espécime alien chegaria à Terra. Na década anterior, em 2001: uma Odisséia nO esPaçO, o mais memorável antagonista cibernético: hal 9000 (dublado pelo lacônico Douglas Rain), o computador da nave s.s. disCOvery que, tomado por convicções pessoais, hall 9000, O COmPuTadOr PsiCOPaTa de 2001: uma Odisséia nO esPaçO decide exterminar toda a tripulação Desconhecer os grandes clássicos, para garantir o sucesso da missão. Apesar de ser uma enti- para os verdadeiros amantes do cindade ameaçadora e de personalidade complexa, hal é rep- ema, significa apreciar a obra de arte resentado no filme apenas por uma lâmpada vermelha que, pela metade. Filmes extraordinários ainda assim, mete mais medo que as garras afiadas e armas como O luTadOr de darren arOnOffuturísticas de megaTrOn. sky serão ainda mais admirados se Todos os grandes avanços tecnológicos do cinema começaram com os clássicos, desde a revolução do cinema falado até os efeitos especiais. Difícil superar o assombro causado por inovações como os walkers imperiais de O imPériO COnTra-aTaCa, que levaram a animação em stop motion a um novo patamar, com modelos realísticos, fundos complexos e ação simultânea de vários elementos no cenário – sem mencionar a criação das armas elegantes para tempos mais civilizados, ou apenas sabres de luz para os que não tiveram a oportunidade de conhecer o verdadeiro ben Obi-wan kenObi (Alec Guinness) no Episódio IV. Um ano depois, em 1978, pudemos ver o insuperável ChrisTOPher reeve maravilhar-nos com as mais realísticas cenas de voo já vistas em suPerman. Até hoje é possível assistir a esse clássico sem a sensação OuTdaTe tão comum quando se vê filmes antigos: a produção é caprichadíssima e os efeitos especiais continuam convincentes, mais do que muitos filmes novos baseados em efeitos de computação gráfica de quinta categoria.

o espectador conhecer o fantástico Touro Indomável (1980) de Martin Scorsese. O filme clássico não anula ou desmerece o filme novo, pelo contrário, dá a bagagem necessária para se estabelecer uma comparação saudável, confrontando os valores e os temas discutidos nesta e naquela época, destacando as particularidades que cada ator conferiu a seu personagem. Robert De Niro e Mickey Rourke interpretam lutadores de boxe, mas Jake la mOTTa e randy ‘The ram’ rObinsOn são bem diferentes, enxergar as peculiaridades de cada um desses memoráveis lutadores faz parte da beleza que é apreciar cinema. Por fim, conhecer os filmes clássicos e entender sua importância não tem a ver com desprezar os filmes novos. Dizer que “não se fazem filmes bons

como antigamente” é besteira, sempre houve poucos filmes bons e muitos filmes ruins em todas as épocas e sempre será assim, como em todas as manifestações artísticas. Deve-se, sim, fugir da armadilha do POP, não deixar que os velhos e novos clássicos, que certamente virão, sejam desprezados como se nunca tivessem existido, como se tudo o que está sendo produzido nos estúdios tivesse surgido magicamente, do nada. Aceitar tal coisa é como conceber que se dê à luz um homem de 40 anOs, bem-sucedido, formado em engenharia de petróleo e com um carro importado na garagem.
ChrisTOPher reeve “The ram” e la mOTTa: inTeraçãO PerfeiTa enTre nOvO e O ClássiCO

A Tecnologia

mes s ga no
? . Os games ê imagina fuTurO d ra dO anTO vOC qu esPe O que vOCê nãO esTá TãO lOnge assim O sse fuTur

POr su seyller

e

Vivemos em um mundo em que somos rodeados de aparelhos os quais nos possibilitam a comunicação e o entretenimento. A tecnologia chegou com toda força nos jogos e cada dia que passa vem atraindo mais público. E agora, vem transformando um mundo imaginário em real. É chamada de tecnologia da simulação, onde imita o mundo real para prever os resultados. Mas ela nem sempre foi aceita, pois já criou um grande abismo entre as gerações. Isso aconteceu em uma época que a tecnologia era vista pelos mais velhos como algo que não trazia coisas boas. Essa resistência logo desapareceu dando lugar a um novo mundo. Iniciou-se assim a criação de personagens nos games com quem as pessoas poderiam se identificar. Os jogos são uma forma de arte representativa porque eles representam nossas crenças, atitudes e uma série de coisas com as quais lutamos em alguns momentos da vida. Ao contrário dos filmes, onde o diretor expressa um ponto de vista particular, os games estão sujeitos a mudar de acordo com a escolha do jogador. Há sempre algo interessante que nos faz gostar de jogar. Os jogos mexem com a nossa imaginação e curiosidade, e nos leva a sentir a necessidade pela busca deles, que é a nossa busca fundamental de prazer.

A tecnologia muda drasticamente à medida que o tempo passa e novos públicos surgem. Sabendo disso, os criadores e designers de jogos sabiam que precisariam daquilo que a televisão e o cinema já dominavam: uma história. Começaram então a elaborar diversos games para atrair a atenção dos novos jogadores adquirindo assim, mais design e sofisticação. Os games se tornaram mais reais permitindo que os jogadores controlassem sua própria experiência digital. Quando você sente que tem o controle para manipular esse mundo virtual na sua frente, a sensação é completamente diferente e prazerosa. Vemos todo esse crescimento nos atuais jogos que nos permite uma infinidade de ações e alterações. Mesmo a tecnologia estando sempre em mudança, o intelecto humano continua o mesmo, por isso uma coisa que fascinava há 30 anos, ainda vai despertar interesse hoje, e os melhores jogos vão sobreviver para sempre.

no mundo do entretenimento porque o maior foco é trazer de 20 a 40 horas de interação para homens de 25 anos que não assistem mais televisão, eles jogam televisão. Já acontece que a Indústria dos games compram os direitos autorais dos filmes e desembolsam muito dinheiro para fazerem versões em vídeo game de um determinado filme em seu lançamento, ou talvez 3 ou 4 meses depois. Toda essa tecnologia trouxe muito mais comodidade para os fãs de filmes e, consequentemente, de games. A indústria de jogos reconhece que os consumidores não vão mais às salas de cinema, ficam em casa, onde tem uma televisão de alta definição e se conecta a milhões de pessoas com o console XBOX Live. Além disso, o poder computacional dos consoles modernos, seja o Playstation 3 ou o XBOX são muitos megas superior aos primeiros vídeo games, como os fliperamas antigos. É a mesma coisa de comparar a tecnologia moderna dos arranha céus, com monumentos de pedra.

A tecnologia mudou completamente nos novos games de esportes. Para que os personagens do jogo se movam como atletas de verdade, os desenvolvedores utilizaram uma captura de movimento, que é um método tecnológico bem apropriado. Essa técnica tem resultados bastante realistas, os quais tornam o game bem mais interessante. Para cada movimento há uma maneira diferente de reagir dos personagens do jogo. Quem joga percebe essa diferença e se sente realmente dentro do jogo. Dá para ver até o globo ocular dos jogadores e todos os detalhes que não aparecem na transmissão de jogos reais na TV. Isso é a prova do tanto de poder computacional que existe nos dias de hoje, os cenários dos games estão sendo renderizados de uma forma quase que hiper realista. Os games estão sempre se esforçando para alcançar algo que vai além do controle, uma história

perfeita. Se os jogos são capazes ou não de fazer as pessoas alegres, tristes ou emotivas, os vídeo games continuam sendo uma mídia poderosa junto à tecnologia que os faz avançar uma etapa à frente a cada dia. No futuro, os games continuarão sendo uma forma de entretenimento em massa, com capacidade de encantar e entreter os consumidores por mais diferentes que sejam seus gostos. É esse conjunto que faz a tecnologia em games se tornar sempre mais diversificada, e o melhor ainda estar por vir. Afinal de contas, de que outra forma, uma pessoa pode se tornar herói com o simples apertar de um botão?

afinal

de COnTas, é imPOssível esqueCer esse enCanadOr gOrdinhO nãO é?

Outra coisa que foi preciso para essa renovação da tecnologia nos games foi a criação de personagens que envolvessem os jogadores e lhes trouxesse muita emoção. Para a geração de hoje, seria mais fácil se identificar com histórias mais emotivas e que lhes envolvessem realmente no jogo, do que com personagens heróicos das gerações anteriores. Isso porque agora estamos falando de consumidores que estão acostumados com tecnologia e multitarefas que requerem interação e experiências personalizadas. Hoje escolhemos por nós mesmos o que queremos assistir e o que queremos ouvir de acordo com o nosso gosto. É isso que os games nos possibilita. Na época em que o Playstation surgiu, os consoles estavam migrando para um mundo com ambientação tridimensional nos games. Hoje, os games têm cenários incrivelmente sofisticados e passaram de 2D para 3D e HD. Foi assim que os jogos em geral passaram a fazer parte do mundo inteiro, considerando as experiências que proporcionam. Além disso, o impacto é imenso

gráfiCOs bem realisTas e COm uma infinidade de OPções Para alTerações nO JOgO.

bem disTinTOs, nãO?

project
seu COrPO nO COnTrOle.
Os games podem nos levar ao futuro de olhos bem abertos. O vídeo game é o futuro do entretenimento, uma indústria multimilionária que arrastou nosso mundo para o domínio digital. Ele não é apenas arte, é também cultura, criatividade e representa de várias maneiras uma estrutura bem mais complexa do que a de um bom filme. Produzir um jogo nos dias de hoje é como produzir um filme, envolve 100 ou 150 pessoas e custa mais de 10 milhões de dólares. É exatamente isso que o Project Natal pretende desenvolver. Desde o começo, os games tem sido um reflexo de sua época, e agora o Project Natal vem quebrando todos os paradigmas para o futuro.

atal N

Jogabilidade bem super ior elementos ineditos com
Não há necessidade de limitar o controle dos games a um joystick, já que podemos realizar diversas ações mais complexas usando sensores e o nosso próprio corpo. Assim, a Microsoft direcionou toda a jogabilidade do novo Xbox 360 para elementos que detectam movimentos em 3D externos, deixando completamente de lado os controles. Com a eliminação total dos controles, os games obtêm uma jogabilidade inédita. Imaginem só jogar um game de corrida em que você pode definir sua direção e fazer suas ações da forma que quiser! As possibilidades para um novo tipo de diversão são infinitas.

elemenTOs de deTeCçãO de mOvimenTOs exTernOs em 3d irãO revOluCiOnar a sua fOrma de JOgar.

Deixando de lado os controles dos consoles e os teclados e mouses dos pc’s, esse novo projeto nos traz uma experiência bem diferente e animada. O novo acessório que captura os movimentos vai ser lançado até o Natal de 2009 e irá revolucionar a maneira que conhecemos de jogar vídeo game, proporcionando uma nova forma de jogar. Mas o Nintendo Wii já não tem essa função de acompanhar os movimentos da pessoa na tela? Sim, tem. Mas há uma diferença entre o novo Xbox 360 e o Nintendo Wii. O Xbox 360 não possuirá mais controle. Mas, e como será possível jogar sem controle? Aí vem a surpresa, usando a ferramenta mais importante que você tem: seu próprio corpo! O mais interessante é que, quando falamos de corpo, não estamos falando apenas de braços ou mãos, mas do corpo inteiro, inclusive a voz. Será possível que o jogo reconheça até mesmo a sua voz. Em suas demonstrações e vídeos, o novo XBOX 360 vem prometendo ir muito mais além, veja algumas das novas funções que trará:

Reconhecimento Facial e de Voz
Os sensores que reconhecem os movimentos irão reconhecer também a sua face e voz. Com essa tecnologia podemos, por exemplo, criar um personagem e depois emprestar nosso rosto para ele, sendo possível recriar a si mesmo no game. E já pensou em poder conversar com o vídeo game? Isso será possível através do reconhecimento de voz. Você poderá ligar ou desligar o vídeo game apenas falando, ou então escutar sua música preferida apenas pedindo a ele: “tocar música”. Além disso, ainda poderá conversar com outros jogadores online enquanto estiver jogando, usando a sua voz e sem precisar de microfones e headfones. Incrível, não é?

Esta é a tecnologia mais inovadora que o novo Xbox 360 pretende trazer: um scanner tridimensional para objetos reais. Já imaginou jogar um jogo de skate em que você poderá fazer as suas manobras com seu skate real depois de ter sido escaneado e incluído dentro do mundo virtual?

Scannerd3D e Objetos

nOva TeCnOlOgia COm sCanner 3d

POssibilidade inédiTa de reCOnheCimenTO faCial e de vOz.

Dessa forma, vemos o que o XBOX 360 Project Natal nos promete para um futuro bem próximo: a sensação real de entrar nos games. Vamos esperar, pois a corrida para construir o vídeo game mais interativo do mundo já começou! O vídeo a seguir demonstra exatamente como será esse novo investimento da Microsoft:

http://www.youtube.com/watcH?v=P2qlHOxPiOm

POr marCel “Um respeitável compêndio da obra de Clint Eastwood, síntese dos acertos – e alguns erros – do diretor com 50 anos de carreira. Mais uma vez o cineasta emociona com sua interpretação cativante e direção segura nesta história sobre um homem que não se adapta aos novos tempos.”

Falar sobre gran TOrinO (2008) é o mesmo que fazer um consistente apanhado de todas as obras ci-nematográficas de Clint Eastwood. Este é um filme que será encarado de maneiras diferentes por dois públi-cos bem definidos: os que conhecem e os que não conhecem a trajetória do cineasta. Os primeiros poderão sentir certo ar de déJà vu, já que há em gran TOrinO muitos elementos de traba-lhos anteriores de Eastwood: a relação mestre-pupilo e a indisposição com a Igreja (menina de OurO, 2004), a redenção do passado violento (Os imPerdOáveis, 1992), as soluções brutais encaradas como formas ultrapas-sadas de resolver os problemas (sObre meninOs e lObOs, 2003), entre outros. Porém, após assistir ao filme mais uma ou duas vezes, percebe-se que a presença de tais elementos não diminui o filme do ponto de vista criativo, mas ressalta o amadurecimento do diretor no tratamento de seus temas preferidos. Nesses momen-tos Eastwood dirige e atua com uma paixão que raramente se vê, paixão que está estampada em seu rosto, desde a cena inicial da missa fúnebre até o surpreendente desfecho. O restante do público, os que não tiveram a oportunidade de conhecer os outros filmes de Eastwood, terá em Gran Torino uma síntese de tudo o que consagrou o cineasta. Esses especta-

dores, sem dúvida, serão os grandes beneficiados, já que experimentarão o melhor do icônico diretor de 78 anos em sua fase mais ma-dura. O veterano de guerra Walt Kowalski (Clint Eastwood) está na igreja, no velório de sua esposa, enca-rando a multidão. O seu rosto toma toda a tela, o desgosto por ver o desrespeito dos netos durante a cerimô-nia é expresso com um rosnado. Fica claro que o velho está perplexo com os rumos que o mundo tomou; en-quanto isso, seus filhos discutem sobre o que fazer com ele, agora que está sozinho. Logo descobrimos que Walt vive deslocado no tempo, preso a sua própria época, com seus anões de jardim, seu Ford Gran Torino 1972 e sua bandeira hasteada na varanda, onde passa os dias com sua latinha de Budweiser na mão destilan-do seu desprezo pela vizinhança de imigrantes que, em sua maioria, não sabe falar Inglês. Falar sobre os desdobramentos do filme a partir daí seria entregar a história, e talvez seja este um dos pontos fracos de Gran Torino: a previsibilidade. Aos 25 minutos de exibição, logo após a cena da briga no jar-dim, fica evidente o rumo que as coisas tomarão; assim que surgem indícios de que o coração do velho ranzinza não é assim tão duro, pode-se adivinhar o que vem a seguir. Resta-nos, então, apreciar as soluções encontradas por Eastwood para renovar um tema já tão desgastado e, acredite, são ótimas. Se há outro revés a apontar talvez seja a es-

colha do ator estreante de origem tailandesa bee vang para interpretar ThaO vang lOr, um dos personagens centrais. Em muitos momentos-chave, especialmente próximo ao desfecho, o garoto simplesmente não dá conta do recado e acaba ofuscado pela atuação sólida de Eastwood. De resto, gran TOrinO é irretocável. Ver o velho ator de 78 anos em cena é um deleite, não há como não vibrar com a figura de Eastwood, de cara amarrada, pondo em seu devido lugar as súcias de delinqüentes juvenis. E, exceto por uma única cena, nada é resolvido no tapa: o diretor chegou num

nível de sofisticação que dispensa esse lugar-comum. A simples presença de Walt é ameaçadora, é difícil até para o espectador encará-lo nos olhos sem se assombrar. Mais uma vez Eastwood acerta quando escala a si próprio para protagonizar sua obra, o papel lhe caiu tão bem que fica difícil imaginar outro ator encarnando Walt Kowalski. Ao contrário de Keanu Reeves e James McAvoy, Clint Eastwood precisa apenas do indicador e do polegar para impor respeito. NOTA: (4/5)

Carta da

redação

A revistaCPt está completando oito edições, e a cada novo lançamento, provamos a nós mesmos que a equipe e o processo de produção estão cada vez mais sólidos e em constante avanço. Novos redatores, novas seções, a modificação daquilo que não nos agradou tanto assim nas edições passadas e a inclusão de mais e mais conteúdo. Esta nova edição tem mais páginas do que nenhuma outra teve, o que nos prova que, mesmo que demoremos – o que justificarei logo mais – a qualidade do produto final é incontestável. Além de tudo, a revista está cada vez mais bonita, e as páginas estão recheadas de matérias interessantes, de opinião e informação. Falando em informação, aqui entra a nossa justificativa para o hiato tão grande entre as edições sete e oito: programamos uma dinamização do processo, com as etapas acontecendo concomitantemente – redação, revisão e diagramação. Imaginávamos concluir esta edição no menor tempo desde que iniciamos a produção da revista, lá para 2007, com tempo máximo de quatro meses entre as edições cinco e seis. Porém, acabamos por nos ver muito dependentes de poucas pessoas para determinadas funções, e a ausência de um dos diagramadores, por problemas pessoais, no processo final concentrou todo o setor no nosso segundo diagramador, o que compensou toda nossa rapidez de redação tornando o processo moroso no geral, e tomando os quatro mesmos meses de intervalo de lançamento. A edição nove terá como objetivo principal tornar sólida a rapidez de produção, e buscaremos

novamente reduzir este tempo para dois meses, até que possamos chegar ao título de revista mensal, podendo proporcionar cada vez mais interação entre o CPt e seus membros. Aproveito que expus todo o caso, para fazer um rápido ‘merchan’: aqueles que tem experiência em diagramação, sintam-se convocados para o processo de inscrição na equipe, que ocorrerá em breve, logo após o lançamento desta edição. Àqueles que preferem fazer parte da redação... bem, isto ficará decidido em breve, aguardem as notícias no portal. =) Dito isto, fica aqui nosso obrigado pela paciência e a expectativa de que esta leitura tenha sido tão prazerosa como foi o processo de escrita da mesma. Aguardamos você na edição nove, torcendo para que possamos nos encontrar em menos de três meses, Os Editores - RevistaCPt

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful