You are on page 1of 5

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIENCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE

JANEIRO.

RELATÓRIO DE AULA PRATICA DE BIOLOGIA II.
PRATICA 3: METABOLISMO ENERGETICO.
RESPIRAÇÃO ANAERÓBICA: COMO OS FUNGOS FAZEM
FERMENTAÇÃOALCOOLICA.

ALYNE PRADO;
LETÍCIA NARCIZO;
GABRIELA SABATINI.
TURMA:202A

PROFª: SIMONE PITA

São Gonçalo.
2013.

Objetivos: • Descrever o processo de fermentação. • Dois Erlenmeyers de 250 ml. • Fermento biológico. resultando em uma disponibilidade energética inferior se comparada à respiração aeróbia. ciclo de Krebs e a cadeia respiratória. • 24 g de Açúcar (Duas colheres). significando uma alternativa extra. esse processo pode ser estrito. melhor adaptada. Introdução: A fermentação é um processo biológico anaeróbico (na ausência de oxigênio) de obtenção de energia metabólica (síntese de ATP). a partir da degradação incompleta de substâncias orgânicas. • Farinha de trigo. • 1 Canudo de plástico. 3. alternando conforme as condições do meio (bactérias facultativas) ou sujeições requeridas pelo potencial do próprio organismo (atividade esportiva praticada por atleta maratonista / velocista). o aceptor final de hidrogênio (próton H+) é um composto orgânico e não mais o oxigênio. isto é. Na fermentação. ou facultativo. evolutivamente uma característica mais favorável. Nesse mecanismo não ocorrem etapas como glicólise. visto que tanto permite a um organismo realizar fermentação como também respiração aeróbia. Materiais : • Três Béqueres de 250ml. a glicose (um carboidrato / glicídio / açúcar) é catabolizada em substâncias orgânicas mais simples. justamente por ser anaeróbio. • Cal virgem. • Três tubos de ensaio com tampa. • Identificar os produtos do processo de respiração anaeróbica. Contudo. . ou seja.1. 2. a única forma pela qual um organismo disponibiliza para adquirir energia dependida nas reações do metabolismo.

• Colocar em um béquer acrescentar uma solução de fermento e água. • Depositar a “bolinha” de farinha na solução com água. • No tubo de ensaio sem fenoftaleina colocar o CO2 produzido na bexiga de aniversário de uma das soluções.4. • No erlenmeyer com a solução de fermento biológico mais o açúcar. • Em outro béquer colocar uma solução de água. fazer uma “bolinha” com a farinha e o fermento. houve a produção de um preciptado observado. • Em dois tubos colocar a solução de fenoftaleina. • Em um dos tubos com fenoftaleina colocar o CO2 produzido na bexiga de aniversário de uma das soluções de fermento. o açúcar acelerou a reação e houve produção de CO2. • Pesar 15 gramas de farinha de trigo e adicionar 9 gramas de fermento biológico. . 5. • Em um béquer acrescentar a solução de fermento mais o açúcar. Resultados: • No erlenmeyer com a solução de fermento biológico. • Identificar os tubos de ensaio. Métodos: • Identificar cada um dos Béqueres e dos Enlermeyers. • Colocar uma bexiga de aniversário em cada erlenmeyer e aguardar o resultado. • Em um dos tubos com fenoftaleina assoprar a solução. não houve reação observada. • Colocar cada uma das soluções em um respectivo erlenmeyer. • Preparar uma solução de 5 ml de cal virgem e acrescentar em cada tubo. • No tubo de ensaio com fenoftaleina e CO2 produzido na reação de fermento biológico mais açúcar.

Nossa bexiga não conseguiu suportar a e reação vazou da bexiga provocando uma leve “explosão”. pois utilizamos um fermento muito concentrado e pelos fermento ser concentrado nós deveríamos ter utilizado uma concentração menor dele. porém essa reação foi mais lenta e nós não conseguimos observar os resultados.lá. demonstrada pela reação a seguir: . o continuo borbulhamento do gás produzido pelo assopro dissolve esse precipitado devido a formação do íon bicarbonato. depois de capturarmos uma quantidade boa de CO 2 com as bexigas e acrescentarmos no tubo de ensaio. tivemos que fazer essa reação novamente utilizando o fermento adequado. houve a produção de um precipitado observado. • No béquer com a bolinha de massa a bolinha que estava no fundo do béquer subiu. nós não conseguimos visualizar a turgidez na reação. 6. • Com o CO2 produzido na reação de Fermento mais açúcar. • No tudo de ensaio sem a fenoftaleina e com o CO 2 produzido na reação de fermento biológico mais açúcar. nós observamos que o tubo de cor rosa acabou se formando precipitados brancos muito pequenos de Carbonato de cálcio. era para ocorrer o mesmo que ocorreu no tubo anterior. • No erlenmeyer com a solução de fermento biológico mais o açúcar o fermento reagiu com o a água produzindo CO2 essa reação nós conseguimos observar porque o açúcar acelerou a reação pois produziu mais energia para os fungos fermentarem. não houve reação observada. porém como o nosso organismo produz uma quantidade de CO2 muito pequena. Reação do gás carbônico com água: CO2 (g) + 2OH-(aq) ↔ CO3-(aq)2 + H2O(L). nós assopramos o tubo com o canudo de plástico liberando o CO2 que nós produzimos no processo de respiração no tubo.• No tudo de ensaio com fenoftaleina e CO 2 produzido pelo assopro. nós colocamos o mesmo no Tubo de ensaio. O nosso experimento ocorreu rápido demais. Para nós conseguirmos prosseguir com o experimento. • No segundo tudo com fenolftaleína. mais nós conseguimos observa . Discução: • No erlenmeyer com a solução de fermento biológico o fermento era para reagir com a água produzindo CO2. demonstrados nas reações a seguir. Reação do íon carbonato com o cal virgem formando o precipitado de Carbonato de cálcio: Ca+2(aq) + CO3(aq) ↔ CaCO3(S). que conseguimos observar como uma certa “turgidez” na reação. A reação foi um pouco mais lenta. por isso nossa reação fermentou muito rápido e produziu muito CO 2.

pois a bolinha em contado com a água fermenta. 7. Referencias Biograficas: • http://www.Reação do gás carbônico com água: CO2 (g) + 2OH-(aq) ↔ CO3-(aq)2 + H2O(L).br/tipos-de-fermentacao . Reação do continuo borbulhamento da reação: CaCO3(S) + CO2(g) + H2O(L) ↔ Ca+2(aq) + 2HCO3-(aq) • No tubo de ensaio sem a fenolftaleína e com o CO 2 produzido na reação de Fermento biológico mais açúcar foi observada uma turgidez no tudo pela formação de precipitados de carbonato de cálcio. a bolinha que estava no fundo do béquer subiu. Reação do íon carbonato com o cal virgem formando o precipitado de Carbonato de cálcio: Ca+2(aq) + CO3(aq) ↔ CaCO3(S).com. 8. produzindo CO2 que vai se acumulando em cavidades no interior da massa que faz a bolinha subir.sabernarede. . Conclusão: Concluímos que a fermentação alcoólica é muito importante para a produção de pães e massas e apesar de não ser tão eficiente do que a respiração aeróbica é muito importante. • No Béquer com água e a Bolinha de fermento e farinha de trigo.