#

~
~ \    
~
\ ~
\ .
~ \

J'JJAi'lUA I.
O injetor de sinais MKE-31 e o instrumento ideal para testes
rãpidos em receptores transistorizados de rãdio e televisão, amp1ifi
cadores de ãudio, etc. Este injetor gerà uma onda quadrada com a ·fre
quência fundamental de 2.500 Hz, ricaem harmônicas que atingem altas
frequências, de forma que pode ser utilizado tanto em circuitos de
ãudio como de FI e RF.
O circuito ê um multi vi brado r astãvel que uti 1 i za as 4 portas
NANO do circuito integrado TTL 7400 para gerar a onda quadrada. Como
lâmpada piloto, utiliza um diodo emissor de luz LED, ligado em série
com a alimentação, fornecida por 4 pilhas de 1,5 volt. O consumo e
de apenas 12 mi 1 i amperes, o que proporciona 1 onga duração ãs pi 1 h as.
~
t, portanto, um aparelho projetado de acordo com as mais recen
tes inovações da técnica eletrônica e que utiliza os componentes mais
atualizados do mercado.
e de
De dimensões adequadas e formato anatõmico, o injetor
uso muito prãtico na bancada do têcnico reparador.
MKE -31
RECOMENDAÇÕES INICIAIS PARA MONTAGEM
.
1- Confira os v a 1 ores e quantidades dos componentes recebi dos ·
confrontando-os com o desenho da pãgi na 7 e com a 1 i sta do
PÃG1NA 4
OCCIVENTAL SCHOOLS
MANUAL SM-28A
material.
2- Os componentes são mui tu delicados e, portanto, devem ser
manejados cuidadosamente.
3- Procure entender perfeitamente
cutã-la.
cada instrução antes de exe
-
4- Apõs tenninar cada operação, faça um sinal d.entro dos parên
, tesis que se encontram ã frente das instruções de cada pas
so de montagem. Assim, alem de evitar que você se perca nõ
decorrer da operação, saberã também, no caso de interromper
a montagem, em que parte havia parado.
MONTAGEM E SOLOAGEM NO CIRCUITO IMPRESSO
Todos os componentes deverão ser montados sobre a face   co
bnea.da.'' da placa de fenol i te. Por exemplo, a figura 2 mostra como de
-
ve ser feita a montagemde um resistor: dobre. os dois terminais na
medida adequada; introduza esses terminais nos orifícios correspon
dentes do circuito impresso e dobre-os ligeiramente para o lado. O
corpo do deve ficar encostado na placa de fenolite . .
FIO PAru ...
LIGAÇÃO
....
....
..... .
FIGURA 1
A seguir po
de-se soldar os
terminais do resis
tor no circuitõ
impresso, tal co
mo e mostrado nã
figura 3.
A ponta do
soldador, previa
mente estanhada:
deve ser 1 impa com
um paninho Ümido
antes de cada sol
dagem. Co 1 o que umã
pequena quantidade
de solda na ponta
do ferro; isto fa
cil i ta rã a trans
ferênci a doca 1 o r:
aumentando a rapi
dez da soldagem.-
COMO RETIRAR O ISOLAMENTO PLÁSTICO
DAS PONTAS DO CABINHO
Encoste . a
ponta do soldador
a solda (figura 3) : a solda
em torno do ponto. Essa ope
na junção a ser feita e depois aplique
irã fundir-se e espalhar-se rapidamente
. -
MANUAL SM-2 8A
OCCIVENTAL SCHOOLS
.
PÃGINA 5
.
ração deve se r feita o mais
zido pela ponta do ferro não
rápido possivel, para que o calor
danifique os componentes soldados.
produ
-
_j
n
c.:=-=-===-
.
RESISTOR
~
Ir
RESISTOR
F.-
I
I
11
11
'
~
FIGURA 2
CIRCUITO
IMPRESSO
MONTAGEM DE UM RESISTOR NA PLACA
DE CIRCUITO IMPRESSO
Uma vez rea 1 i
zada a soldagem, re
tire primeiro a soí
da e depois o soldã
dor. Evite movimen
tar .a placa de cir
• o -
cu1to 1mpresso ate
que a solda tenha
se solidificado por
completo. Em geral,
o tempo de resfria
mente da solda e de
aproximadamente 6
segundos.
Use apenas a
quantidade de solda
neces sã ri a par a co
bri r a região em tor
no do termínal soldado (figura 3). O excesso de
- -
solda, alem de dar
um mau aspecto ao ser
viço executado, pode
provocar curto-ci rcui
tos entre filetes de
cobre adjacentes do FILETE
circuito impresso. oE coaRE
Em seguida a
cada so 1 dagem, o ex
cesso dos terminais
..
e das pontas dos ca
RESISTO R
FIGURA 3
CIRCUITO
IMPRESSO
binhos devem·ser   o ~
tados rente ao pontõ
em que foi feita a
solda. Nestaoperação
SOLDAGEM DOS TERMINAIS DO RESISTOR
(figura 4) deverã ser usado um ali cate de corte.

TERMINAL JA
CORTADO
---
RESISTOR
FIGURA 4
CIRCUITO
IMPRESSO
O EXCESSO DOS TERMINAIS DEVEM SER CORTADOS APÕS ·CADA SOLDAGEM
PÃGINA 6
OCCIVENTAL SCHOOLS
MANUAL SM -2 8A
LISTA DE MATERIAL
.
QUANT. DESCRIÇAO
. C. I.
Cl
C2
Rl
R2
1 Placa de circuito impresso
1 Soquete para circuito integrado
1
1
1 .
1
1
Circuito Integrado (já colocado no soquete)
Capacitar poliéster   (azul, cinza, amarelo,
branco, vermelho) ou  
Capacitar cerâmico disco 47nF
Resistor 330n x l/4W (laranja, laranja, marrom,
ouro)
Resistor 100n x 1/4 W(marrom, preto,marrom, ouro)
1 Ponta de prova
1 Terminal para ponta de prova
1 Interruptor
1 Diodo LED
'
2 Parafusos A/A nQ 6 x l/4"
1 Painel frontal
1
Caixa de plãstico (em duas partes)
1
:<t
Suporte para pilhas (com fios)
15 an Cabinho nQ 24 Capa p 1 ãs ti ca preta
10 em Cabinho nQ 24 Capa plástica verde
1 m So 1 da
1 Porca l/8" (para fixar ponta de prova)
. 1 Anel-mola (para fixar C.I.)
l Manual de instruções
MANUAL SM-28A
.....
INTERRUPTOR LEO
CIRCUITO IMPRESSO
OCCIVENTAL SCHOOLS
GUIA DE CONTAGEM DOS PINOS
SOQUETE COM C.
INTEGRADO
CAPACITOR POLIESTER
.68 )I F
PÃG1NA 7
o
o . o o
PAINEL. FRONTAL
D
I I
o
o
-
TERMINAL
CAPACITOR CERAMICO DISCO
a:
o
...
(/)
-
(/)
UJ
a:
PONTA DE PROVA
,•
PÃGINA 8
OCCIVENTAL SCHOOLS
MANUAL SM-28A
MONTAGEM DO CIRCUITO IMPRESSO
(. )
( )
' ' .
( )
( )
( )
( )
( )
( ) .
.
1- Limpe e estanhe a ponta do ferro de soldar.
2- Co loque o soquete do Circuito Integrado na furação correspon
dente, conforme ilustra a figura6. O Circuito Integrado jã
estã colocado no· soquete; isto ê fei·to para evitar . que seus
terminais se quebrem no transporte. ·
ATENÇAO: O guia de contagem dos pinos deve ficar para o 1 a
do de C2, conforme figura 6. A soldagem deve ser feita com
bastante cuidado porque os terminais sãomuito prõximos. Use
o minimo de solda e não deixe a ponta do ferro muito tempo
sobre o ponto de sol dagem. Limpe a ponta do ferro após a sol
dagem, a fim de retirar o excesso de ·sol da. -
3- Solde os terminais do soquete.
4- Coloque nos seus fu
ros, conforme mostrã
VERMELHO
a figura 6, os res i s
PRETO
tores Rl e R2 e os
capaci tores Cl e C2.
5- Solde os terminais
C\1
.. :c; ijj 1\) = õ 10 (J)
dos e
....
u
C. I .
corte a sobra.
u
- f\J OI -'" (11 Ol -.1
6- Corte o cabinho pre
-
-{ R 1
i R2 r
to de 15 em de com
pri mento em 2 pedã
ços: o primeiro com
5. an e o outro com
1 O em . O e s c a s q u e
meio centimetro em
cada ponta dos fios.
" FIGURA 6
POSIÇÃO DOS COMPONENTES NO
CIRCUITO IMPRESSO
7- Solde ao circuito impresso o fio verde de 10 em, o preto de
·10 em e o vermelho do suporte das pilhas, nos furos VD, PR e
VM, respectivamente. Os fios devem entrar nos furos pelo  
do dos componentes. O fio vermelho deve passar pelo furo
ior, conforme a figura 7.
8- Passe o fio preto do suporte de pilhas
placa e solde-o a um dos terminais do
gura 7 ).
'
pelo furo maior da
(veja fi
-
MANUAL SM-Z8A
OCC1VENTAL SCHOOLS
PÃG1NA 9
( ) 9- Solde uma das pontas do fio preto de 5 em ao outro terminal
do interruptor.
( ) 10- Solde a outra ponta desse mesmo fio ao terminal de catodo
do diodo LED (terminal mais curto).
( )
( )
VERMELHO
FIGURA 7
LIGAÇÃO DOS COMPONENTES
11- Solde o outro terminal do diodo LED (anodo) na ponta livre
do fio preto de 10 em, ji soldado no circuito impresso .
.
12- Solde o terminal da ponta de prova ao .fio verde.
TESTE DE FUNCIONAMENTO
( ) 1- Coloque as pilhas no suporte, observando suas polaridades.
As molas do suporte devem ficar encostadas no polo negativo
das pi 1 h as.
( )
( )
2- Aproxime o injetor de sinais da antena de
cionamento.
um rã di o em fun
-
3- Aperte o botão do interruptor. Aomesmo tempo que ·o LED acen
der, deverã aparecer um ruído no aparelho de rãdio, indica5
do o funcionamento do inj etor.
Uma vez comprovado o funcionamento, o injetor pode ser colo
- -
cado dentro do gabinete. Siga as instruçoes da Montagem
Fi ~ 1,
PÁGINA 10
OCC1VENTAL SCHOOLS
MANUAL SM-28A
MONTAGEM FINAL
{ ) 1- Passe o interruptor, o LED e o terminal da ponta de prova,
por dentro da parte frontal da caixa plãstica, conforme mos
tra a figura 8, de maneira que o circuito impresso se apoie
na pequena. saliência existente na parte interna da caixa.
( )
. --------------..
~ ~ - ...... ... ..
... - -- - - - ----,
l l)ll)))) I
I I
I I
I I
b)))) !
I I
~ - - ----------- ...J
FIGURA 8 -
POSIÇÃO DOS COMPONENTES NO INfCIO DA MONTAGEM FINAL
2- Coloque o anel-mola dentro da
so, a fim de mantê-lo fixo em
caixa, sobre o circuito
.....
sua pos 1 çao.
impres
-
( ) 3- Introduza o interruptor no orifício lateral maior e fixe-o
com a porca pelo lado externo.
( )
( )
( )
4- Introduza o LED no orifício lateral ·menor. Esta operação de
ve ser feita com cuidado para não danificar o LED. Oeppis de
parcialmente colocado com os dedos, ou com o alicate de
pontas, o LED pode ser suavemente forçado atra ves do furo,
apoiando-se uma chave de fenda ã sua base.
5- Fixe a ponta de prova no furo central da placa frontal,usan
do a porca sextavada . O terminal com fio verde deve ficar
preso pela porca.
6- Aparafuse a placa frontal nas duas sal iências da caixa, com
os 2 parafusos auto-atarrachantes. (Nessa placa há um furo
n 11.:> nÕA é 11i' i 1 .; 7 '.:l rlA 'I .

MANUAL SM-28A
OCC1VENTAL SCHOOLS
PÃGI NA 11
COMO USAR O INJETOR DE SINAIS
A finalidade deste instrumento i injetar um sinal num determi
nado circuito, a fim de verificar se o mesmo estã funcionando normalmen
te. Desta forma, o serviço de reparação torna-se·muito mais simples
e rãpido, dada a facilidade de se localizar o estãgio defeituoso.
Quando se emprega um injetor de sinais para verificar um apare
lho defeituoso, deve-se iniciar os testes injetando o sinal . no estã
gio de saída do aparelho, e depois, se necessário, nos estãgios ante
ri ores, se.guindo em ai reção ao primeiro estãgio ou estãgio de entrã
da. O sinal gerado pelo injetor deverá ser reproduzido pelo alto-fã
lante do apare.lho sob teste, cada vez. com maior intensidade, ã medi
da que se avança em direção ao estãgio de entrada. Quando, ao se in
jetar o sinal num determinado estãgio, o mesmo não for reproduzidÕ
pelo· alto-falante, saberemos que esse e o estágio defeituoso. Deve-se
então fazer medições de tensão nos di versos pontos desse estãgio e
verificar as condições dos respectivos componentes.
No caso de televisores, procede-se de maneira semelhante, ou
seja: inicia-se J:>elo amplificador de vídeo e prossegue-se pelo estã
gio detetor, estãgios de FI e seletor de canais. O sinal do injetor
aparecerã no c i nescõpio com a forma de pequenos traços pretos hori zon
tais. Os circuitos de ãudio dos televisores devem ser testados damei
ma forma que nos rãdios. -
.
Na figura 1 O apresentamos dois di a gramas de receptores de rã di o
convencionais. Os circules indicam os pontos onde deve ser injetado
o sinal. As letras dentro dos círculos indicam a sequência que deve
ser seguida durante o teste.
R2
CI


,&& &
'VVYH'
R I.
I
"'a  
4
""6
9
n. n.
,-
.,,,.
·-
,_.
2 5

lO
+
.
.. 14
6V
L!!
C2
47nF 11 r
12..
I

SAfDA •
I {)'
7

.
-
13
•.
-
-
-
. FIGURA 9
DIAGRAJfA ESQUEMÁTICO DO INJETOR DE SINAIS OSK-31

l
.
. ., .. ,! ..
,1---,
.r 1--s:
- .
.
. ··'
• Ctl l I •
• -,, I
<!) 1
'I I
: 4 '','.'
AH11-• ÇD U I I _..; 11"'
:r .
CO<I r -
c " .i
::L!; u;..--- :I : ·-s ... !lv
11 I I I "'- lll (!)
Na., 1U
u "':3., I D
I : f I
: • I • I "
' I •
. ' .
s J .

'----....... ---- - " . ,
) .... . .
. ..
OKCOI\


"
v v
-• -•
-
s I 2
L 1 7   I) 1 tJ

I Cl \l.;·:.:-.:-;-f,;T"--.
I I 2
I
f nn
I
I
I
I
I
I
I

'
I
' I
:w:! a N ,.._
N .:r
..
-0:

• 047
11
T
J
\..:
,
I
I
I
I
I
2 I CS
L ••
---- -------'
G

-
-

:
....


-

v v

-
.J.
I . .
.........
12:
6 1:
---

711\::;31
a
o .
N.
N •
.....
ex
7
Rlf
AAA
2 •. 21'1
RS 680

nh

liC l'lt J.,.
C7 ....
..0,.
12AV6 soes
..
3
"
3

"' -
.

ü·
li

,, :
-

OI
• c '
..
...



!!
;
fi'
,
.
-.

.

_L.
-
' -
I • t +!!
- . -
- •
. - •
-
'
'
\M'tt(M
n> c
....

1 ..
'
t-'
c

-
-
• 1
OUtfiU1
3f:
1

- '
"
.....
/
"'
-
W
.....
o ...
. .....
"'T .....
s 2""
2
:E: ""1 )( .... "' o
c a 22oP d ::::
<D "' co
ex u ex
1 )( ..... o
.:r .....

v ex
tt--·-
,. .......
R7 SOOK VAA.
'
'
'
c:
o'
I
"'
.....
o•
....
ex
...L
-
• •
'
'
vs
'
3SWit /.

'
'
.A'-- 7
SWITOi
'
..
12BA6 12BE6 3SW4
,..

3 4 3
"
3
..

C2 .lSu

rll;
Cl2-r 'IN:.
.Olf/u

FIGURA 10

[li]
SP€AKER




-!':)
c:.
n
n
.......

n-1
z

r-
(/.)
2
c:.
.c
r;;
s:.

c:
>
r-
(/.)
s:.
I
!':)
00

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful