You are on page 1of 9

1

GEOGRAFIA E AMÉRICA LATINA: ALGUNS TEMAS DE PESQUISA Roberto Lobato Corrêa UFRJ – Brasil

O presente texto, que tem um certo tom de ensaio, visa apresentar alguns temas de pesquisa para a América Latina, região ! estudada por ge"gra#os e não$ge"gra#os %! muito tempo& As tem!ticas não se esgotam, não apenas em ra'ão do movimento da sociedade, que #a', des#a' e re#a' a sua espacialidade, como tam(ém em ra'ão de novos ol%ares so(re o espa)o geogr!#ico& A realidade e o ol%ar mudam, tornando necess!rio criar novas pro(lem!ticas por meio das quais estudamos a espacialidade %umana& *sto signi#ica di'er que é por meio de um construcionismo epistemol"gico que damos continuidade + pesquisa, em grade parte renovada por n"s& Os temas aqui sugeridos não t,m uma #ilia)ão comum, sendo resultantes de algumas, mas não de todas, matri'es que os ge"gra#os adotaram& Algumas são antigas, deixadas de lado ou consideradas como tendo saturado os temas a(ordados& Outras são mais recentes, tendo sido menos exploradas, exi(indo grande potencial para pesquisa& Algumas são aparentemente conservadoras, enquanto outras pretendem$se cr-ticas& .as tanto o conservadorismo como o car!ter cr-tico não são atri(utos a(solutos, monovocais& / poss-vel reinterpretar ou tirar proveito intelectual de textos que apresentam uma dada dire)ão& A#inal, os textos são inst!veis, a(ertos, su eitos + polivocalidade& / com (ase nesta %eterotopia epistemol"gica, para usar a expressão de James 0uncan, que os temas são a seguir

as representa)3es e o passado& Região Cultural A região cultural re#ere$se a um complexo cultural inscrito em uma dada !rea& Apresenta um n4cleo ou core.. cu os mem(ros reali'aram. o processo de glo(ali'a)ão #oi visto por muitos ge"gra#os como desestruturando as regi3es culturais por meio de uma integra)ão + economia glo(al& *sto é parcialmente verdadeiro.ncia. com interesse na geogra#ia cultural ou na geogra#ia regional& / uma . a ur(ani'a)ão. se a porque a glo(ali'a)ão atuou de modo espacialmente desigual.neos culturalmente e inscritos em ampla e distinta região cultural& 1ão espa)os vividos. no passado. impregnados de geoss-m(olos. mas por ge"gra#os latinoamericanos. #i'eram diminuir o interesse dos ge"gra#os por esta tem!tica& <aralelamente.2 apresentados& 1ão eles2 região cultural. se a pela cria)ão de novas regi3es com tra)os culturais %-(ridos& / poss-vel retomar esta tem!tica não apenas por ge"gra#os norteamericanos e europeus. contudo. %omog. especialmente na América Latina. um dom-nio no qual essas caracter-sticas são menos intensas mas predominantes e uma #ran a na qual outras caracter-sticas culturais se #a'em #ortemente presentes& 5nclaves culturais são pequenas unidades de !rea. tam(ém espacialmente desigual. marcas e matri'es identit!rias& A região cultural constituiu$se em importante tem!tica da 5scola de Ber6ele7. se a pela resist. caracteri'ado pela m!xima intensidade daquelas caracter-sticas culturais que a de#inem. in4meros estudos so(re regi3es culturais na América Latina& As mudan)as veri#icadas na geogra#ia cultural a partir da década de 89:. dos %a(itantes de muitas regi3es.

ncias interculturais. enquanto as regi3es emergentes estão em pleno processo de cria)ão& O Oeste do 5stado da Ba%ia e o 1udeste do 5stado do <ar!. seria de grande contri(ui)ão para a compreensão da organi'a)ão atual do espa)o& (> Fomo se constituem atualmente as regi3es culturais latinoamericanasB 5sta questão implica em de#inir os novos recortes espaciais e as caracter-sticas internas de cada região. incluindo as regi3es culturaisB 5stas resultaram de um longo processo de cria)ão.$89A. são exemplos das duas possi(ilidades& As regi3es residuais #oram pouco a#etadas pela glo(ali'a)ão e conservam a maioria de suas caracter-sticas& .as até quandoB .n#ase& / poss-vel que nessa questão apare)am aspectos pouco considerados na literatura& 1ugiro que se pense na possi(ilidade de se identi#icarem regi3es culturais %-(ridas.nese das regi3es culturais. emergentes e residuais& As primeiras resultam de converg. revelando o grau e a nature'a das mudan)as veri#icadas nas regi3es culturais pré$ existentes& Os processos e agentes sociais devem ser analisados com .3 oportunidade de introdu'ir$se em uma tem!tica cu o o( eto exi(e din=micas desiguais& 1egue$se um con unto de quest3es que podem nortear as pesquisas so(re regi3es culturais& a> ?uais as regi3es culturais existentes na América Latina no per-odo 89@. seguido de esta(ilidade que perdurou até o re#erido per-odo& Ca identi#ica)ão de regi3es culturais sugere$se a ado)ão das proposi)3es de ge"gra#os %ist"rico$culturais como 0onald .eining no que di' respeito + g. am(as no Brasil. todas criadas a partir do século DE* e para as quais o processo de di#usão #oi #undamental& A identi#ica)ão de regi3es culturais pré$89A. ap"s o qual intensi#ica$se o processo de glo(ali'a)ão que gerou mudan)as signi#icativas na organi'a)ão do espa)o..

das quais iremos considerar somente duas. estrutura espacial por meio da qual di#erentes e distantes regi3es são articuladas entre si2 atualmente é. #orma e espacialidade. meio e condi)ão. mercadorias. 5uropa. particularmente das metr"poles& 5stas duas escalas são escalas conceituais e esta(elecem conex3es entre processo. pessoas. assim como a de outras partes& Re#lexo.4 A Urba i!a"ão O processo de ur(ani'a)ão tem alterado a geogra#ia da América Latina. poder. arran os e #ormas& a> A rede ur(ana é entendida como o con unto de centros ur(anos #uncionalmente articulados entre si& 5nvolve rela)3es entre unidades de produ)ão industrial. G#rica e GsiaB Apontaremos a seguir alguns poucos pontos que ulgamos interessantes para a pesquisa so(re o tema em pauta considerando a América Latina& . especi#icamente inscri)ão no espa)o segundo certas dimens3es. em realidade. ideologia e solidariedade circulam por meio da rede ur(ana. meio e condi)ão da glo(ali'a)ão em sua a)ão espacialmente desigual& A literatura geogr!#ica produ'iu enorme volume de livros e artigos so(re a rede ur(ana norteamericana e européia e menos so(re a rede ur(ana latinoamericana& ?ual a nature'a da rede ur(ana da América LatinaB ?ue semel%an)as e di#eren)as existem quando se #a' a compara)ão com as redes ur(anas dos 5stados Unidos. a escala da rede ur(ana e a escala do espa)o ur(ano. vare ista e de um n4mero crescente de servi)os& Fapital. de comerciali'a)ão atacadista. a ur(ani'a)ão est! associada as in4meras mudan)as& 5stas ocorrem em v!rias escalas. re#lexo.

no per-odo que se estende de 8:@. vias expressas e s%opping centers caracteri'am os espa)os criados p"s$A. a 89A.ncia como as !reas populares são cria)3es do século DD. muitos dos quais criados no século D*D& Cestes espa)os ocorrem processos antagInicos.ncias so(re a prima'ia ur(ana com #oco nas cidades capitais& • o papel das pequenas e médias cidades na rede ur(ana& *ndicam$se alguns desses papéis veri#icados em rela)ão ao Brasil2 pr"speros central places.& As #ormas espaciais de cada uma são distintas. apontando para as conseqH.5 • a nature'a e intensidade das intera)3es entre centros ur(anos. centros reservat"rios de #or)a de tra(al%o nas atividades agr-colas. %a(ita)3es em loteamentos populares Jsel#$%elping %ouses> e uni#ormes con untos %a(itacionais constru-dos pelo 5stado& Kanto as !reas de opul. e se)3es p"s$A. centros que vivem da drenagem da renda #undi!ria e centros que vivem de recursos do 5stado ou de emigrantes& (> O espa)o das cidades latinoamericanas exi(e se)3es criadas no per-odo colonial. expandidas a partir de 89A. de gentri#ica)ão e movimentos populares de ocupa)ão de prédios a(andonados& • Fidadelas. estendem$se por setores de amenidades distantes das #avelas. assim como suscitam distintas pro(lem!ticas& 0estaquemos algumas delas. centros com especiali'a)3es #uncionais.& Re#letem. apontando que constituem temas para pesquisa& • o centro %ist"rico. criado no per-odo colonial que se encontra ou trans#ormado em patrimInio nacional ou da %umanidade ou então encontra$se deteriorado& • os corti)os Jslums> da 'ona peri#érica do centro. via(ili'am e condicionam .& 5spa)o das elites e classe média alta.

materiais ou não& <ara o ge"gra#o são relevantes as #ormas sim("licas espaciais. no caso da #loresta ama'Inica. segundo 1tuart Lall. diretamente associadas ao espa)o& <odem ser #ixas. os denominados Mpovos da #lorestaN. como o resultado da conexão entre a linguagem em todas as suas #ormas e os signi#icados que os di#erentes grupos sociais criam e recriam para dar sentido +s di#erentes es#eras da vida& As representa)3es mani#estam$se por meio de #ormas sim("licas.ncias distintas diante da realidade. memoriais de guerra. grandes empresas de minera)ão e os am(ientalistasB L! l"gicas distintas com (ase na experi. como as prociss3es. pecuaristas. para os -ndios. madeireiros.6 as desigualdades sociais da cidade latinoamericana& *n4meras tem!ticas podem ser esta(elecidas para relevantes pesquisas& A# Re$re#e ta"%e# As representa)3es são entendidas. parques tem!ticos ou uma montan%a. paradas e marc%as de protesto& A América Latina o#erece ao ge"gra#o in4meras #ormas sim("licas espaciais& 5stão su eitas a di#erentes interpreta)3es pelos diversos grupos sociais que disp3em de experi. templos.as o que ela representa. s%opping centers. como est!tuas.as podem tam(ém ser m"veis.ncia e visão de mundo de cada um desses grupos& Kornar . construindo suas pr"prias representa)3es& As #ormas sim("licas espaciais estão su eitas + polivocalidade& 1eguem alguns pontos para poss-veis pesquisas& • As representa)3es constru-das pelos di#erentes grupos sociais so(re a nature'a& 5sta tem sido o( eto de muitos de(ates a respeito de sua conserva)ão& . #loresta ou cac%oeira& . garimpeiros.

inclusive com (ase na propriedade da terra. musicais e por meio de pinturas produ'idas tanto por n"s como por eles a respeito da espacialidade %umana na América Latina constituem importante tem!tica pouco explorada& O acervo constitu-do no passado e no presente é enorme e nele estão representados temas envolvendo poder. um es#or)o deve ser #eito. das migra)3es. incluindo o passado. #-lmicas. a %ist"ria é escrita pelos vencedores& Fontudo. assim como a respeito de pro(lem!ticas ur(anas. a#irmou 0enis Fosgrove. dando continuidade aos es#or)os . da mudan)a da paisagem e da constitui)ão de identidades nacionais e regionais& O Pa##a&o 'o(o Te(a PA geogra#ia est! em toda parteQ. analisado com as lentes do ge"gra#o& As di#iculdades são in4meras2 as in#orma)3es são #ragmentadas. Lu !n na Argentina. Ouadal4pe no . se am de cria)ão no per-odo colonial ou nos séculos D*D e DD. inconsistentes e marcadas pelo viés daqueles que as produ'iram ou as guardaram& .construir a sua pr"pria compreensão& • As representa)3es constru-das so(re lugares sagrados.éxico.ais ainda. 1aut dNeau no Laiti e Fu'co no <eru são exemplos de lugares sagrados para os ge"gra#os estudarem& • As representa)3es liter!rias. con#litos de toda ordem. se am criados a partir da ressigni#ica)ão de lugares sagrados pré$colom(ianos& As prociss3es e os itiner!rios sim("licos constituem tam(ém importantes temas para pesquisa& Os exemplos de lugares sagrados na América Latina são numerosos& Aparecida do Corte e Jua'eiro do Corte no Brasil.7 intelig-vel cada uma dessas l"gicas constitui$se em importante tare#a para o ge"gra#o& 5 a partir da.

que não deve ser vista como tendo um car!ter nacionalista nem conciliador& .8 empreendidos por ge"gra#os Je não$ge"gra#os>. pouco densa e pouco articulada.éxico. quando vinculava$se + #orma)ão social da Cova 5span%a. que constru-ram este di#-cil campo que é a geogra#ia %ist"rica& O interesse pela tem!tica advém da necessidade de se compreender a a)ão %umana no espa)o. admitir uma teleologia& O campo é vast-ssimo e permite estudos diacrInicos e sincrInicos& 1eguem$se algumas sugest3es& a> A paisagem cali#orniana entre 8A:. so(retudo em sua segunda metade& O . a região andina e a região de minera)ão do ouro em . são excelentes exemplos para estudo& Cesta lin%a de pesquisa estudos so(re ascensão e queda de cidades espec-#icas são importantes& c> As disputas territoriais no processo de constitui)ão dos pa-ses latinoamericanos& Cesta disputa veri#icaram$se incorpora)3es e #ragmenta)3es que geraram o mapa atual da América Latina& Krata$ se de tem!tica tensa mas necess!ria.tornar intelig-vel o presente sem.inas Oerais. e suas trans#orma)3es no século D*D.éxico& Cesta pesquisa é importante reconstituir a paisagem colonial. e do . contudo. considerando seus agentes e #ormas& (> A rede ur(ana do per-odo colonial. em qualquer lugar e tempo.. para da. e 8:R. envolvendo tens3es entre pa-ses e regi3es& A #ronteira emerge como tema nesta pesquisa.

constituem um con unto de temas a serem considerados.9 ) Gui#a &e Co 'lu#ão A América Latina o#erece ao ge"gra#o um vasto campo para pesquisa. assim como tantas outras tem!ticas não indicadas. #ocali'adas nas diversas mani#esta)3es da espacialidade %umana& Ceste texto procurou$se indicar alguns poucos temas que avaliamos serem importantes& E!rios ! estão incorporados + tradi)ão de pesquisas. dando continuidade ao tra(al%o do ge"gra#o de contri(uir para a inteligi(ilidade da a)ão %umana& .as tanto uns como outros acima apontados. a partir da constru)ão de pro(lem!ticas eminentemente geogr!#icas. enquanto outros são de interesse mais recente tendo sido pouco explorados& .