h.

Apenas o cidadão que se mostrar qualificado a participar da licitação é considerado parte legítima para impugnar um edital por irregularidade na aplicação da Lei de Licitação. i. Habilitação é a fase da licitação em que os candidatos são previamente entrevistados. 4. (Cespe / MPOG /Interno- nível intermediário/2009) A respeito dos princípios que regem as licitações públicas, julgue os itens a seguir. a. O princípio da legalidade, um dos princípios basilares da licitação, encontra-se expressamente previsto no texto da Lei n.o 8.666/1993. b. Não há previsão de aplicação específica do princípio da igualdade no âmbito das licitações. c. A vinculação ao instrumento convocatório não é um dos princípios a que as licitações se submetem. d. Nas licitações, o princípio do sigilo prepondera sobre os demais. 5.(VUNESP – SEMA SP – Gestão Governamental – 2008) “A Lei n.º 8.666/93 estabelece normas gerais sobre licitações e contratos administrativos, no âmbito dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, pertinentes a obras, serviços, (A) compras e alienações, excluídas as locações e a publicidade”. (B) compras, alienações e locações, excluída a publicidade”. (C) inclusive de publicidade, compras, alienações e locações”. (D) inclusive de publicidade, compras, alienações, excluídas as locações”. (E) compras e locações, excluídas a publicidade e a alienações de bens”. 6. (VUNESP – SEMA SP – Gestão Governamental – 2008) Leia as seguintes afirmações: I. A inexigibilidade e a dispensa de licitação são hipóteses legais em que a licitação não é efetuada. A inexigibilidade se dá por decisão da entidade contratante, mas sempre contemplando uma das hipóteses previstas no artigo 24 da Lei Federal n.º 8.666/93 ou de licitação dispensada pela própria Lei Federal n.º 8.666/93. A dispensa de licitação se dá quando não há possibilidade de concorrência para a contratação, como, por exemplo, a prevista na Lei Federal n.º 8.666/93, para a contratação de profissional artístico. II. Os princípios que regem o procedimento licitatório são legalidade, moralidade, impessoalidade, igualdade, publicidade, probidade administrativa, vinculação ao instrumento convocatório e julgamento objetivo, tratando-se de princípios não positivados, posto que não constam da Lei Federal n.º 8.666/93, derivando de elaboração doutrinária. III. Licitação é o procedimento administrativo vinculado pelo qual a Administração seleciona a proposta mais vantajosa para o contrato de seu interesse. A licitação visa a um duplo objetivo, assegurar a todos a concorrerem às contratações com a Administração e possibilitar a celebração do melhor contrato para a Administração. IV. A Constituição Federal impôs a exigência de licitação para obras, serviços, compras e alienações efetuados pela Administração direta e indireta. Compete à União legislar sobre normas gerais de licitação, o que resultou na edição da Lei Federal n.º 8.666/93. Somente estão corretas as afirmações (A) I e II. (B) II e III. (C) I e III. (D) II e IV. (E) III e IV. 7. (CESPE – TJ CE – Técnico Judiciário – 2008) O objetivo primordial da licitação é garantir a observância do princípio constitucional da isonomia, sempre selecionando a proposta que apresente o menor preço. 8. (CESPE – TJ CE – Técnico Judiciário – 2008) O licitante deverá observar as normas e condições estabelecidas no ato convocatório, todavia à administração pública é dado direito de, discricionariamente, não observar o objeto ou as condições contidas no edital, em virtude do seu poder de império.

LICITAÇÕES
1 – LICITAÇÕES: conceitos, princípios e curiosidades
1. (CESPE/ TCE TO /Anal. Cont. Ext. - Contabilidade/2009) O descumprimento dos princípios da licitação descaracteriza o instituto e invalida seu resultado seletivo. Quanto aos princípios da licitação, assinale a opção correta. A. Procedimento formal corresponde à obrigatoriedade de estrita obediência às exigências formais, ainda que seu descumprimento não cause nenhum dano a qualquer das partes. B. Publicidade de seus atos significa exigência de julgamento em ato público e com a presença dos interessados. C. Igualdade entre os licitantes pressupõe que não haja requisitos mínimos à participação no edital ou convite. D. Vinculação ao edital significa que a administração, por interesse público, pode modificar as condições do edital, no decorrer do processo licitatório, mediante comunicação aos licitantes. E. Adjudicação compulsória implica vedar à administração, uma vez concluído o procedimento licitatório, a atribuição de seu objeto a quem não seja o legítimo vencedor. 2. (Cespe / MPOG /Interno- nível superior/2009) Acerca dos princípios norteadores da licitação, julgue os itens seguintes. a. O princípio do julgamento objetivo, por meio do qual o julgamento das propostas há de ser feito de acordo com os critérios fixados no ato convocatório, e de acordo com os fatores exclusivamente nele referidos, visa, particularmente, possibilitar sua aferição pelos licitantes e pelos órgãos de controle. b. De acordo com o princípio do formalismo, os participantes de qualquer modalidade de licitação têm direito subjetivo à fiel observância do pertinente procedimento estabelecido na Lei de Licitações, pois, seja qual for a esfera da administração pública em que o procedimento licitatório seja praticado, ele caracteriza-se como ato administrativo formal. 3. (Cespe / MPOG /Interno- nível intermediário/2009) No que concerne às regras gerais a respeito de licitações, aos procedimentos de licitação e à Lei n.o 8.666/1993, julgue os próximos itens. a. A licitação visa selecionar a proposta mais vantajosa para a administração pública, respeitada a isonomia entre os partícipes. b. A moralidade administrativa é um dos fundamentos do procedimento da licitação. c. A administração indireta também está obrigada a proceder à licitação, não obstante as empresas públicas e sociedades de economia mista poderem ter lei específica a respeito do assunto. d. A CF não faz referência expressa à licitação. e. A licitação é um procedimento administrativo que pode se dar antes ou durante o processo de contratação com um ente público. f. No procedimento da licitação, a lei recomenda que haja uma comissão de licitação, integrada por, no mínimo, cinco membros. g. O edital é considerado a lei interna que rege o procedimento da licitação.

_ _ _ C U R S O d e D i r e i t o e m e x e r c í c i o s - w w w .F R A N K L I N A N D R E J A N I N I . C O M . B R A S S U N T O : LICITAÇÕES Página 1 -

(CESPE – STJ – Técnico Administrativo – 2008) A obrigação de que a administração pública observe estritamente o disposto no edital na realização de concursos públicos decorre do princípio constitucional da vinculação editalícia. (CESPE – TJ CE – Técnico Judiciário – 2008) A sociedade de economia mista. B A licitação não é obrigatória para as fundações públicas sem fins lucrativos. com o resumo do edital. A A licitação destina-se a garantir a observância do princípio constitucional da isonomia e a selecionar a proposta mais vantajosa para a administração pública. C Perturbar a realização de qualquer ato de procedimento licitatório não configura crime. (B) da impessoalidade. 17. função ou mandato eletivo. 19. D Ainda que a licitação seja realizada no DF. E O princípio da vinculação ao instrumento convocatório destina-se exclusivamente a garantir o direito dos licitantes perante a administração pública. perda do cargo. pena de advertência. 12. 21. (NCE . 13. _ _ _ C U R S O d e D i r e i t o e m e x e r c í c i o s . O aviso da licitação. § 4o. B Segundo o princípio da adjudicação compulsória. local em que o serviço a ser contratado será prestado. pena de multa equivalente ao vencimento/salário do servidor. (CESPE – STJ – Técnico Informática – 2008) Fazem parte do conjunto de princípios básicos da licitação o da impessoalidade. por estar sediada em São Paulo. – 2008) Estados e municípios podem editar normas específicas sobre contratação das administrações públicas diretas. inquestionavelmente. a licitação deve ser julgada em conformidade com os princípios básicos da legalidade. B R A S S U N T O : LICITAÇÕES Página 2 - . (CESPE – PMN PGM – Assessor Jurídico – 2008) No que concerne à licitação. tratamento favorecido para microempresas e empresas de pequeno porte. sendo vedado à administração criar qualquer outro tipo. (C) invalidação. (D) inexigibilidade. (FCC – TCE Alagoas . D A lei que institui normas para licitações e contratos da administração pública não se aplica aos convênios celebrados por órgãos e entidades da administração pública. 16. além das sanções penais. (FCC/TRF 5ª Região/Execução de Mandados/2008) Os crimes definidos na Lei de Licitações. Por motivo de interesse público. com anotação no prontuário. Considerando a situação hipotética apresentada e tendo por base a lei que regula licitações e contratos. da Lei federal no 8. não é obrigada a licitar. o julgamento das propostas deve ser feito de acordo com os critérios fixados no instrumento convocatório. (CESPE – STJ – Técnico Informática – 2008) A Lei de Licitações (Lei n. que foi regulada por lei específica (Lei n. (CESPE – OABSP – Exame 136º. 18.Auditor – 2008) “Qualquer modificação no edital exige divulgação pela mesma forma que se deu o texto original. quando servidores públicos. assinale a opção correta. 11. não poderia realizar a licitação no DF. A A autarquia. (CESPE – PGE Piauí – Procurador – 2008) Com relação a licitações e contratos. 14. foi publicado. D De acordo com o princípio da moralidade. (E) rescisão. diferentemente das empresas públicas. assinale a opção correta. mas caracteriza improbidade administrativa. mas restou claro.9.Analista Judiciário – 2008) Nos municípios em que não exista imprensa oficial.º 8. – 2008) A legislação brasileira permite que a administração pública conceda. que os licitantes deveriam ter sua sede instalada no estado de São Paulo. 20. 22.666/1993) estabeleceu expressamente cinco modalidades de licitação. o vencedor da licitação tem direito subjetivo à adjudicação do objeto licitado. B Está correta a exigência editalícia de que os licitantes tenham domicílio no estado de São Paulo. C O M . no DF. C A publicidade dada à licitação não poderia ser realizada mediante resumo do edital. pois é obrigatória a publicação do edital em sua integralidade. exceto quando. o princípio da adjudicação compulsória ao vencedor impede que se abra nova licitação enquanto for válida a adjudicação anterior. (CESPE – Anal. autárquicas e fundacionais no âmbito de suas esferas de atuação. Administrador . reabrindo-se o prazo inicialmente estabelecido. é obrigatória a publicação de aviso acerca do processo licitatório também em São Paulo. nem em jornal diário de grande circulação nem no Diário Oficial.DFTRANS – 2008) Além de garantir a observância do princípio constitucional da isonomia. 21. nas contratações públicas. a licitação deveria ocorrer no Distrito Federal (DF). (CESPE – TJ CE – Oficial de Justiça – 2008) As sociedades de economia mista não precisam realizar licitação para aquisição de bens móveis. sanções administrativas a critério do superior imediato. onde fica o ministério ao qual a entidade está vinculada. ao garantir a reabertura do prazo para recebimento das propostas sempre que alterado substancialmente o edital de licitação. em jornal diário de grande circulação. nessa fase. que determina que o procedimento licitatório será regido pelo princípio da publicidade. assinale a opção correta. C Conforme o princípio do julgamento objetivo. (E) da ampla defesa. ainda que simplesmente tentados. admite-se a publicação dos atos por meio de afixação destes na sede da prefeitura ou da câmara de vereadores.” O art. da impessoalidade. transcrito acima. D.520/2002). local onde seriam realizadas as obras. pena de suspensão pelo prazo de 90 (noventa) dias. 23. – 2008) Para a contratação do serviço de demolição parcial e reparação de um prédio de uma autarquia situada na cidade de São Paulo. à A. a revogação. A O princípio do sigilo na apresentação das propostas foi implicitamente revogado com o advento da CF de 1988 e legislação posterior. (CESPE – STF . (CESPE – MDIC – Analista Com. Ext. no edital do certame. C. a alteração não afetar a formulação das propostas. (D) da vinculação ao instrumento convocatório. não sendo mais permitida. que representam acordos de vontades destinados a criar. entre os quais NÃO se enquadra: (A) término do prazo.TÉC. (CESPE – STF . MPE/RJ – 2007) A Administração Pública celebra contratos administrativos. Esses mesmos contratos são encerrados por diversos motivos. tal como facultado legislativamente. a administração pública está obrigada a atribuir o objeto da licitação ao vencedor. foi aberto processo de licitação pública. E. 24. (C) da adjudicação compulsória. Ext. 15. revela a aplicação do princípio (A) do julgamento objetivo.F R A N K L I N A N D R E J A N I N I . B. ADM. (CESPE – MDIC – Analista Com. o da publicidade e o do julgamento subjetivo.666/93. emprego. (B) impossibilidade material ou jurídica.Analista Judiciário – 2008) Em procedimentos licitatórios. sujeitam os seus autores.º 10. 10. A única ressalva diz respeito à modalidade de pregão.w w w . da publicidade e da vinculação ao instrumento convocatório. modificar ou extinguir direitos e obrigações.

é denominada (A) tomada de preços. porque só existe um objeto ou uma pessoa que atenda às necessidades da Administração. (D) concurso. concurso. em todo caso.000. IV. observada a necessária qualificação.Jud.000. os critérios previamente estabelecidos no ato convocatório e de acordo com os fatores exclusivamente nele referidos. (FGV /TJ . adjudicação compulsória e publicidade. D.000. Distrito Federal e Municípios. d) do julgamento objetivo. concorrência. ou para a alienação de bens imóveis prevista no art. considere: I. (B) Pregão. (D) entre interessados devidamente cadastrados ou que atenderem a todas as condições exigidas para cadastramento até o quinto dia anterior à data do recebimento das propostas. as empresas públicas. compras e alienações serão contratados mediante processo de licitação pública que assegure igualdade de condições a todos os concorrentes.00 (um milhão e quinhentos mil reais).25. (CETRO – TRT SC . 5. II.000. excetuando-se. julgue os itens (A) se subordinam ao regime da lei de licitações e contratos. (C) concorrência. Modalidade de licitação entre quaisquer interessados para escolha de trabalho técnico. (D) convite. as sociedades de economia mista e demais entidades controladas direta ou indiretamente pela União.500. científico ou artístico. observada a necessária qualificação. (D) Concorrência ou convite. (B) leilão. julgue o item verdadeiro.666/93. os fundos especiais. 27. a Lei de Licitações está se referindo ao princípio a) da legalidade. impessoalidade e vinculação ao instrumento convocatório. A esse respeito. Regul. /2009) A Lei n.00.-área: Adm. (C) empregada apenas para obras e serviços de engenharia. isonomia e julgamento objetivo. concorrência. com cláusulas que estabeleçam obrigações de pagamento. 8. as obras. A Administração não pode.000.15ªRegião /Téc. e) Entende-se por dispensável a licitação quando não há a possibilidade de competição. Modalidade de licitação entre quaisquer interessados que. atribuir o objeto da licitação a outrem que não o vencedor. comprovem possuir os requisitos mínimos de qualificação exigidos no edital para execução de seu objeto.Púb. 8.00. (E) R$ 4. b) São modalidades de licitação: a de menor preço. conforme critérios constantes de edital publicado na imprensa oficial com antecedência mínima de 45 (quarenta e cinco) dias. O julgamento das propostas há de ser feito de acordo com os critérios fixados no edital. serviços. 6. Diligências – 2008) Ao dispor que a Comissão de licitação ou o responsável pelo convite deve realizá-lo em conformidade com os tipos de licitação. as empresas públicas e sociedades de economia mista. concluído o procedimento. concorrência e concurso.Jud. (b) ressalvados os casos especificados na legislação.F R A N K L I N A N D R E J A N I N I .Analista Administrativo/2008) Para que o Estado firme compromissos recíprocos com terceiros. mantidas as condições efetivas da proposta. (FCC /TRT. Serv.15ªRegião /Anal. (C) Leilão ou pregão. Estados. (E) Concorrência ou leilão. (B) tomada de preços. a quem oferecer o maior lance. de forma pactuada e não impositiva. (Funiversa/ ADASA /Téc.666/1993 prevê modalidade apropriada de alienação dos imóveis adquiridos por dação em pagamento. concurso e leilão. mediante licitação. Lei n. as autarquias.500. II. (C) leilão. respectivamente. (FCC/TRF 1ª Região/Analista Administrativo/2007) Com relação à licitação.º 8.500. I.PA /Juiz Substituto de Carreira /2009) Se um órgão do Estado deseja celebrar contrato. de maneira a possibilitar sua aferição pelos licitantes e pelos órgãos de controle. (E) tomada de preços. mediante a instituição de prêmios ou remuneração aos vencedores. são elaborados os contratos administrativos. nos termos da lei. observada a necessária qualificação. de acordo com o art. 26. (FCC – MPRGS – Sec. C O M . As proposições citadas correspondem. pois possuem personalidade jurídica de direito privado. a) Subordinam-se ao regime da Lei n.000.000. leilão e tomada de preços. além dos órgãos da administração direta. adjudicação compulsória e julgamento objetivo. 19. considere: I. 2.000. c) Tomada de preços é a modalidade de licitação entre interessados devidamente cadastrados ou que atenderem a todas as condições exigidas para cadastramento até o terceiro dia anterior à data do recebimento das propostas. objetivando a execução de um serviço de engenharia. concorrência. de Serv. a de técnica e preço e a de maior lance ou oferta. tomada de preços. observada a necessária qualificação. (ESAF – SEFAZSP ./2009) Tomada de preços é modalidade de licitação (A) que não pode ser substituída por concorrência.w w w . igual ou superior ao valor da avaliação.00. observada a necessária qualificação. a (A) concorrência. 23. C. leilão e concurso. III. moralidade e legalidade. Orçamento -2009) Acerca do regime jurídico da licitação. /2009) A modalidade de licitação entre interessados devidamente cadastrados ou que atenderem a todas as condições exigidas para cadastramento até o terceiro dia anterior à data do recebimento das propostas. E. Modalidade de licitação entre interessados devidamente cadastrados ou que atenderem a todas as condições exigidas para cadastramento até o terceiro dia anterior à data do recebimento das propostas. c) da igualdade. (A) Leilão. (C) R$ 1. (D) R$ 3. Um consórcio público com três entes poderá _ _ _ C U R S O d e D i r e i t o e m e x e r c í c i o s . (B) exigível para obras e serviços de engenharia até 2. b) da moralidade.-área: Adm. 3. Modalidade de licitação entre quaisquer interessados para a venda de bens móveis inservíveis para a administração ou de produtos legalmente apreendidos ou penhorados. Pub. (Funiversa / ADASA /Reg. sendo inviável realizar a licitação. as fundações públicas. “b”. B R A S S U N T O : LICITAÇÕES Página 3 - . na fase inicial de habilitação preliminar. da Lei Federal 8666/93. B. 4.00. aos pricípios licitatórios da A. Os conceitos acima se referem.00. e) da impessoalidade.Analista de Plan.000. (E) entre interessados devidamente cadastrados ou que atenderem a todas as condições exigidas para cadastramento até o terceiro dia anterior à data do recebimento das propostas./2009) Sobre as modalidades de licitação. Assinale a alternativa que traz corretamente essa previsão.000. poderá adotar a modalidade tomada de preços até o valor de R$ 1. a de melhor técnica.00. (E) dispensa de licitação. respectivamente. (B) R$ 1. 2 – O PROCEDIMENTO E AS MODALIDADES 1. (FCC /TRT.666/93 os órgãos da administração direta e indireta. tomada de preços e leilão. adotar a mesma modalidade de licitação para contratar serviço de engenharia até o limite de: (A) R$ 750.

entre outros princípios básicos. 17. c. segundo a ordem de classificação obtida anteriormente. por considerar a sua localização inapropriada. Na modalidade tomada de preços. de qualquer esfera de governo. bem como às locações imobiliárias e alienações em geral. convite. _ _ _ C U R S O d e D i r e i t o e m e x e r c í c i o s . b. qualquer que seja o valor de seu objeto.w w w .º 8. passando-se à licitação visando ao melhor aproveitamento dos recursos disponíveis no mercado e à ampliação da competitividade. /2009)Acerca das modalidades de licitação previstas na Lei n. A adjudicação é o ato de celebração do contrato realizado pela administração pública com o ganhador do processo licitatório. d. A aquisição do imóvel não derivou de procedimentos judiciais ou de dação em pagamento e este está avaliado em R$ 50. julgue os itens subsequentes.nível intermediario/2009) Com relação às modalidades de licitação. tanto aos participantes do certame como ao público em geral. constituídas sob as leis brasileiras. na concorrência para venda de bens imóveis. quando imóveis. (C) convite. 15. (Cespe / MPERN /Promotor de Justiça Substituto/2009) A fase da licitação na qual se atribui ao vencedor o objeto da licitação é a A adjudicação.666/93. c. (E) Investidura. /2009) Julgue os itens subsequentes.TO /ACE – Contab. não se admitindo reconduções. Bens e serviços comuns são os taxativamente estipulados em decreto. E. for impossível obter o número mínimo de licitantes para o convite. B R A S S U N T O : LICITAÇÕES Página 4 - . (CESPE – SEBRAE – Analista Téc. C contratação. independentemente do valor do imóvel. devido a limitações do mercado ou manifesto desinteresse dos convidados. (B) 10% da avaliação do imóvel. b. (VUNESP – SEMA SP – Gestão Governamental – 2008) A modalidade de licitação denominada pregão. sem perda da economia de escala. (VUNESP – SEMA SP – Gestão Governamental – 2008) A Administração Pública Estadual pretende alienar imóvel de sua propriedade. que poderá ocorrer para o período máximo de seis meses./2009) A licitação destinase a garantir a observância do princípio constitucional da isonomia. estará habilitado a participar da mesma quem comprovar ter recolhido aos cofres públicos a quantia correspondente a (A) 5% da avaliação do imóvel. (D) 15% do valor de realização do imóvel. não se admitindo a participação de empresas estrangeiras. (Cespe / TCE. aos estados e ao Distrito Federal. os serviços e as compras efetuadas pela administração devem ser divididos em tantas parcelas quantas se comprovarem técnica e economicamente viáveis. Na compra ou alienação de bens imóveis. C. tomada de preços. (CESPE – SEBRAE – Analista Técnico UASJUR – 2008)mDe acordo com a Lei de Licitações. um dos critérios de desempate consiste em assegurar preferência aos bens e serviços produzidos ou prestados por A . a. (Cespe / MI /Analista Técnico Adm. empreendimentos ecologicamente corretos. (E) implica o credenciamento somente de empresas nacionais. concurso e leilão são modalidades de licitação previstas na Lei n. dependerá de autorização legislativa para órgãos da administração direta e entidades autárquicas e fundacionais.7. B homologação. exportadores que gerem maior valor agregado. Qualquer interessado que possua os requisitos mínimos pedidos pelo edital pode participar de licitações sob a modalidade da concorrência.000.º 8. d. (E) 20% do valor venal do imóvel. pois não encontra finalidade pública em utilizá-lo. instituída pela Lei n. inclusive as entidades paraestatais. estabelecendo critérios de aceitação das propostas.450/2005. b. 16. a. a. essa lei permite que se combinem as modalidades de licitação existentes. D. julgue os itens a seguir.º 8. a administração pública deve obrigatoriamente convocar os licitantes remanescentes. a licitação deve ser realizada sob a modalidade de tomada de preços. julgue os itens que se seguem. há sorteio entre os possíveis interessados. (Funiversa/ ADASA /Advogado /2009) A alienação de bens da Administração Pública. (C) Permissão de uso de bens imóveis residenciais construídos. (B) Venda para outro órgão ou entidade da administração pública. (Cespe / MI /Assistente Técnico Adm. para todos. Assinale a alternativa em que não há previsão de dispensa dessa licitação. E classificação. empresas que utilizem mão-de-obra intensiva. a compra de bens imóveis pela administração pública somente pode ser feita pela modalidade de licitação concorrência.520/2002 e regulamentada pelo Decreto n. não cabe recurso administrativo no caso de anulação da licitação. (A) Dação em pagamento.F R A N K L I N A N D R E J A N I N I . 10. (D) Venda de bens cuja aquisição haja derivado de procedimentos judiciais ou de dação em pagamento. (Cespe / MPOG /Interno. Contabilidade /2009) De acordo com a Lei no 8.666/1993 podem ser conceituadas como meramente exemplificativas. pelo imóvel. (Cesgranrio / FUNASA /Téc. 14. 18. a critério da autoridade competente. As hipóteses de inexigibilidade de licitação previstas na Lei n. seja para prestação de serviços à população ou local de trabalho de servidores. Quando. – 2008) O convite é modalidade de licitação que dispensa o edital.empresas de pequeno porte.o 8. A carta-convite é um instrumento convocatório para a modalidade convite e deve ser publicada em jornal de grande circulação na localidade do processo licitatório. destinados ou efetivamente utilizados no âmbito de programas habitacionais. referentes a processos licitatórios. (C) dispensa a elaboração do edital. é na forma de (A) pregão. (B) quando realizada na forma eletrônica. Visando dar maior flexibilidade aos atos de gestão da administração pública. (Cespe / MMA /Agente Administrativo /2009) Acerca de licitações. c.00 (cinqüenta mil reais). Caso o ganhador da licitação não celebre o contrato. As normas gerais sobre licitações estabelecidas na Lei n. (C) 10% do valor oferecido em leilão. nesse caso. não se aplica às contratações de obras de engenharia. 8. A publicidade dos atos licitatórios é ampla e irrestrita em todas as fases da licitação. 13. companhias socialmente responsáveis. Contab. dependerá de avaliação prévia e de licitação. Em geral. C O M . d.666/1993. mas somente no caso de revogação da licitação.666/1993 restringem-se à União. (A) pode ser utilizada pela administração pública para compra de qualquer tipo de bem ou serviço. e. 9. (B) tomada de preços. com sede e administração no país.666/1993. é cabível a modalidade de concorrência. O julgamento das propostas levará em conta a igualdade. e. Contratos de valores mais elevados são submetidos à licitação pela modalidade convite. c. a.º 5.º 10. D habilitação. B. b. Concorrência. A licitação a ser adotada. As obras. 12. Em igualdade de condições. (D) implica a designação do pregoeiro. 11.

o procedimento licitatório (A) será iniciado. (D) a inabilitação do candidato vencedor implicará a análise da documentação correspondente do licitante com a proposta classificada em segundo lugar e assim sucessivamente. que. 27. C O M . tais como obras de engenharia de pequeno vulto e locações de imóveis. A concorrência B técnica e preço C pregão D adjudicação 26. (CESPE – MPOG – Todos Cargos – 2008) No pregão eletrônico. (B) não existência da fase de classificação. para manter o equilíbrio econômico-financeiro do contrato.w w w . mas um procedimento preparatório cujo objetivo é realizar orçamentos de bens ou serviços a serem adquiridos. para verificação do atendimento das condições fixadas no edital. por excepcionalidade. em razão de ser o único critério compatível com o procedimento da licitação. Recife – 2008) As condições e termos do contrato administrativo que será lavrado após a conclusão de procedimento licitatório (A) são unilateralmente elaboradas pelo Poder Público.Analista Judiciário – 2008) No âmbito dos contratos de concessão. caso em que todos os participantes. ou da melhor técnica. 25. (E) impossibilidade da apresentação de recursos administrativos. o pregoeiro deve verificar a habilitação dos licitantes antes da apresentação das propostas. online. de forma a oferecer subsídios para a elaboração do respectivo edital. (A) será obrigatória a adoção do critério de julgamento da menor tarifa a ser cobrada do usuário.º 8. a modalidade licitatória a ser aplicada é o pregão eletrônico. (CESPE – STJ . para avaliação conjunta pela comissão de licitação. 24. (C) fica vedada a participação dos licitantes em consórcio. (FCC – TCE AM – Assistente – 2008) Em uma concorrência. Nesse caso. (FCC – TCE-RR – Procurador de Contas – 2008) Se o edital de licitação para a contratação de concessionário de serviço público previr a inversão da ordem das fases de habilitação e julgamento. após a adjudicação do objeto ao vencedor do certame. 30. B R A S S U N T O : LICITAÇÕES Página 5 - . (CESPE – STJ – Técnico Administrativo – 2008) Licitação é o procedimento administrativo pelo qual um órgão público convoca interessados para apresentação de propostas para alienação. não precisa ser licitada. locação de bens. (B) os participantes da licitação poderão proferir lances. devendo constar da minuta do documento que integra o edital do certame. (D) 5 (cinco) dias antes da sessão de abertura dos envelopes. (C) possibilidade de adoção. (D) são discutidas após a homologação da licitação. (D) existência da fase de habilitação. não será autuado. (CESPE – TJ CE – Técnico Judiciário – 2008) Em processo licitatório que objetive alienar imóvel público. à tomada de preços e à concorrência. ao convite. (B) pode ser realizado na modalidade de tomada de preços. (CESPE – MPOG – Todos Cargos – 2008) Diferentemente do convite. mas admitem alteração proposta pelo vencedor do certame antes de sua assinatura. mas podem ser compatibilizadas com a atual situação econômico-financeira para que seja mantido o equilíbrio do contrato. (CESPE – STJ – Técnico Administrativo – 2008) O procedimento da licitação é iniciado com a abertura de processo. 34. (CESPE – STJ . 36. como critério de julgamento. (C) 48 (quarenta e oito) horas antes da sessão de abertura dos envelopes. 29. que deve tê-las apresentado juntamente com a proposta. em razão de ser o único critério compatível com o procedimento da licitação. de viva voz. do menor preço.(D) leilão. conforme previsto na Lei n. 33. (C) são propostos previamente pelo Poder Público e constam do documento que integra o edital da licitação. 19. (CESPE – STF . 32. 23. apresentam suas propostas dentro de um prazo de tempo predeterminado. sobre a melhor oferta apresentada. desde que estejam todos os participantes previamente cadastrados. o edital pode prever a inversão da ordem das fases de habilitação e julgamento. a modalidade de licitação denominada pregão é muito utilizada via Internet. para contratação de bens e serviços comuns. _ _ _ C U R S O d e D i r e i t o e m e x e r c í c i o s . quando for encerrada a fase de classificação das propostas ou de oferecimento de lances. (FCC – Procurador Mun. (CESPE – TJ CE – Técnico Judiciário – 2008) O pregão é aplicável a qualquer valor estimado de contratação e deve ter prioridade entre as modalidades de licitação. (B) são elaboradas pelo vencedor do certame. os envelopes contendo a documentação relativa à habilitação dos concorrentes deverão ser por estes apresentados (A) na própria sessão de abertura dos envelopes. (FCC – TCE AM .666/1993. mas não é obrigatório. deverá ser aberto o invólucro com os documentos de habilitação do licitante mais bem classificado.Analista Judiciário – 2008) A concessão de direito real de uso de bens públicos imóveis construídos. protocolado nem numerado. (CESPE – TJ CE – Técnico Judiciário – 2008) Atualmente. Nessa hipótese.Analista – 2008) É regra comum à modalidade de licitação conhecida como pregão e às modalidades tradicionais da Lei no 8. (C) será obrigatoriamente realizado na modalidade de pregão em razão do valor. bem como a realização de obras ou serviços. ainda que essa faculdade não conste do respectivo edital. 31.666/93 (concorrência.Analista Judiciário – 2008) A única modalidade de licitação para a qual não se exige edital é o convite. (E) 8 (oito) dias antes da sessão de abertura dos envelopes. (CESPE – MPOG – Todos Cargos – 2008) Na contratação de serviços comuns. a tomada de preços não é uma modalidade de licitação. 22. 20. (CESPE – PMN PGM – Assessor Jurídico – 2008)Assinale a opção que contém um tipo de licitação previsto expressamente em lei. aquisição. (E) precisa de prévia autorização legislativa. 35. destinados ou efetivamente utilizados no âmbito de programas habitacionais desenvolvidos por órgãos ou entidades da administração pública. (CESPE – TJ CE – Técnico Judiciário – 2008) O pregão é uma modalidade alternativa.F R A N K L I N A N D R E J A N I N I . (FCC – TRT19 – Analista Administrativo – 2008) Órgão público da Administração Direta da União pretende realizar licitação cujo valor estimado é superior a quinze milhões. obrigatoriamente. (D) precisa ser previamente autorizado pelo Tribunal de Contas da União. (B) 24 (vinte e quatro) horas antes da sessão de abertura dos envelopes. (E) concorrência. ou da técnica e preço. poderá ser utilizada a modalidade convite. (E) devem ser redigidas previamente à abertura da licitação. com uma audiência pública. 21. 28. (E) será obrigatória a adoção do critério de julgamento da maior quantia a ser paga ao poder concedente a título de outorga. tomada de preços e convite) a (A) possibilidade de os licitantes alterarem verbalmente suas propostas de preço.

(FCC MPU –Técnico Adm. (B) pedido de reconsideração. C apenas a concorrência e a tomada de preços. (E) pedido de supervisão.000. não será superior a oito dias úteis. (FCC – TCE SP . _ _ _ C U R S O d e D i r e i t o e m e x e r c í c i o s . (CESPE – OAB_1 . vedadas especificações que limitem a competição. E é proibido o pagamento de taxas e emolumentos. no mínimo.000. d) concurso. 50. B A modalidade de licitação denominada pregão. deve analisar os documentos apresentados pelos licitantes. 42. 43. a tomada de preços e a concorrência são modalidades de licitação. C após examinar os documentos de habilitação de todos os licitantes. caso o licitante vencedor seja inabilitado.º 8. III Convite é a modalidade de licitação entre. na fase inicial de habilitação preliminar. para verificação do atendimento das condições fixadas no edital. B apenas a concorrência. (FCC – TRF5R – Técnico Adm. as empresas participantes comprovem capital mínimo circulante ou patrimônio líquido de 10% do valor da contratação. as razões do recurso e cabendo aos demais licitantes apresentar contra-razões em igual número de dias. o convite. C leilão. 46. (D) encerrada a etapa competitiva e ordenadas as ofertas. e da qual podem participar também aqueles que. IV Tomada de preços é a modalidade de licitação realizada entre interessados devidamente cadastrados ou que preencham os requisitos para cadastramento até o terceiro dia anterior à data do recebimento das propostas. c) convite. B concurso.00. escolhidos e convidados pela unidade administrativa. o convite. para bens semoventes e bens imóveis. Não é cabível. no prazo de três dias. mesmo não estando cadastrados.ACE . a administração poderá deixar de firmar o contrato. entre os servidores do órgão ou entidade promotora da licitação.00. 40. 49. qualquer licitante poderá recorrer. até a proclamação do vencedor. (E) declarado o vencedor. D Na modalidade de licitação denominada pregão. observados os prazos máximos para fornecimento. (C) para julgamento e classificação das propostas. – 2007) Determinado órgão público federal à cultura pretende atribuir prêmio e ofertar remuneração a trabalho artístico. que os licitantes adquiram o edital.666/1993 não incluem A pregão. a tomada de preço e o convite. Direito e Legislação . B o pregoeiro. (CESPE – Anal. 47. 45. o concurso e o leilão. desde que o preço seja compatível com o valor de mercado. o administrador deverá realizar a modalidade de licitação caracterizada como a) leilão. o pregoeiro pode declarar quem venceu a licitação.2008) Com base nas modalidades de licitação previstas na Lei n.00 e concorrência: acima de R$ 3. nos termos da legislação federal pertinente: (A) o prazo fixado para a apresentação das propostas. predominantemente de criação intelectual. manifestem seu interesse com antecedência de até 48 horas da apresentação das propostas. C É inexigível a licitação para a compra ou locação de imóvel destinado ao atendimento das finalidades precípuas da administração. A Considera-se deserta a licitação quando nenhum dos interessados é selecionado em decorrência de inabilitação ou desclassificação. (CESPE – Anal. o pregoeiro e a respectiva equipe de apoio.666/1993.DFTRANS – 2008) Em ordem crescente de limites para a contratação. a) convite: até R$ 200. de (A) recurso.DFTRANS – 2008) 82 Edital é o instrumento pelo qual a administração torna pública a realização de uma licitação. 38. I Leilão é a modalidade de licitação realizada entre quaisquer interessados para a venda de bens móveis inservíveis para a administração ou de produtos legalmente apreendidos ou penhorados.37. apresentando. (CESPE – Procurador Geral – Ceará – 2008) Acerca dos processos licitatórios. que. Administrador . somente pode ser adotada no âmbito da União. (CESPE – TCE Acre . 39. três interessados do ramo.Auditor – 2008) No regime da Lei no 8. observada a necessária qualificação.000. (CESPE – Anal. nos termos da legislação vigente. Para a escolha do melhor trabalho. suficiente e clara. D tomada de preços. respectivamente. será adotado o critério de menor preço. Contador – DFTRANS – 2008) (No pregão) A autoridade competente deverá designar. como condição para participar da licitação.º 8.F R A N K L I N A N D R E J A N I N I .Administração Pública – 2008) Na modalidade de licitação denominada pregão.OABSP – 2008)São modalidades de licitação A a concorrência. (B) no curso da sessão pública para recebimento das propostas. 44. B R A S S U N T O : LICITAÇÕES Página 6 - . (C) representação.000.2008) As modalidades de licitação previstas na Lei n. antes de passar para a fase da classificação. tomada de preços: até R$ 2. A modalidade convite é a única que não utiliza o edital para tornar pública a licitação. D apenas a concorrência. (D) recurso hierárquico impróprio. C II e IV. a decisão de inabilitação de participante em licitação enseja a apresentação. verificando se foram cumpridas as condições constantes do edital. Estão certos apenas os itens A I e II. no edital. como condição para participar da licitação.w w w .666/93.000. ou técnica e preço. o pregoeiro deverá declarar a licitação fracassada e realizar novo julgamento. assinale a opção correta. de que o licitante apresente garantia de sua proposta. pelo prejudicado. o pregoeiro procederá à abertura do invólucro contendo os documentos de habilitação do licitante que apresentou a melhor proposta. (FCC – TJRR – Juiz Substituto – 2008) É regra própria do regime jurídico do pregão. quando for o caso. comprovem possuir os requisitos mínimos de qualificação exigidos no edital para a execução de seu objeto. II Concorrência é a modalidade de licitação que permite a participação de interessados que. independentemente de outra formalidade. e) pregão. as especificações técnicas e parâmetros mínimos de desempenho e qualidade definidos no edital. (CESPE – OAB_1 . entretanto. 48. D III e IV. C O M . A é lícito exigir. em edital de licitação. julgue os itens abaixo. b) tomada de preços. B I e III. – 2008) Os limites para determinação da modalidade de licitação para contratação de obras e serviços são. E Havendo interesse público superveniente. contado a partir da publicação do aviso. (CESPE . a definição do objeto deverá ser precisa. a tomada de preço. Contador – DFTRANS – 2008) Nessa modalidade de licitação ( o pregão). D é lícita a exigência. 41. (CESPE – Procurador Geral – Espírito Santo – 2008) É abusivo exigir. ainda que o resultado da licitação já tenha sido homologado. (CESPE – Anal. exceto no que se refere ao custo do edital e à utilização de recursos de tecnologia da informação. na fase de habilitação. todos os interessados ou seus representantes presentes poderão fazer novos lances verbais e sucessivos.

o pregoeiro examinará as ofertas subseqüentes e a qualificação dos licitantes. quaisquer que sejam os preços oferecidos.000. C.000.000. o prazo.2008) Pregão é a modalidade de licitação para ________ de bens e serviços comuns. para fazê-lo em igual prazo e nas mesmas condições propostas pelo primeiro classificado. dez dias úteis para convite. (FCC/TRF 5ª Região/Execução de Mandados/2008) Nos termos da lei. assinale o item correto. a) configura mero desatendimento da convocação para assinatura. o pregão é modalidade de licitação empregada para A. D.666/93. tomada de preços. deverá realizar procedimento licitatório sob a modalidade de A. 51.000. B.600. a ser fixado para a apresentação das propostas A.Técnico Adm. não sujeitando o adjudicatário a sanção. 58. Todos os valores. para uma obra de serviços de engenharia com valor de R$ 250.000.00 e concorrência: acima de R$ 5. II. b) Declarado o vencedor. (FCC/TRF 1ª Região/Analista Administrativo/2007) A Administração Pública.00. E.w w w . aquisição de bens e serviços comuns. o prazo mínimo para a convocação dos licitantes até o recebimento das propostas ou da realização do evento é de A. sujeitando-o às penalidades legalmente estabelecidas. em igual prazo. contado a partir da publicação da decisão que receber o recurso.900. IV. será de quinze dias corridos B. aceite ou retirada do instrumento. vedada a convocação dos licitantes remanescentes. _ _ _ C U R S O d e D i r e i t o e m e x e r c í c i o s . b) caracteriza o descumprimento total da obrigação assumida. dentro do prazo estabelecido pela Administração. III. convite e tomada de preços. a realização de obras e serviços de engenharia. igual ou superior ao valor da avaliação do bem. d) sujeita o adjudicatário sempre às penas de suspensão temporária de participação em licitação ou impedimento de contratar com a Administração. d) No curso da sessão. (FCC/Metrô SP/Analista Arquitetura Trainee/2008) Conforme disposto na Lei nº 8. na fase de julgamento. Orçamento -2009) Acerca do Pregão.900. ata de registro de preços de bens ou serviços especiais. 53. 55. C O M . (FCC-TRF2R. D. Nos casos em que a modalidade de licitação cabível seja convite. qualquer licitante poderá. B R A S S U N T O : LICITAÇÕES Página 7 - . D. podendo apresentar os demais licitantes. E. as modalidades de licitação cabíveis são A.500. sem sujeição do adjudicatário a sanção. c) faculta à Administração convocar os licitantes remanescentes. a) Corresponde à modalidade de licitação para aquisição de bens e serviços especiais e diferenciados. podendo ser permitida a cotação do preço em moeda estrangeira nas concorrências de âmbito internacional realizadas no Brasil. C.Analista de Plan. E.00. D. comprovem possuir os requisitos mínimos de qualificação exigidos no edital.000. E. 56. II e III. tomada de preços: até R$ 1. objetivando vender produtos legalmente apreendidos. o autor da oferta de valor mais baixo e os da ofertas com preços até 10% (dez por cento) superiores àquela poderão fazer nos lances verbais e sucessivos. D. (FCC/TRF 4ª Região/Analista Contador/2007) Tendo a Administração Pública escolhido a modalidade pregão com o fim de adquirir produtos.00. e) Se. 57. na ordem de classificação. preços e custos utilizados nas licitações terão como expressão monetária a moeda corrente nacional.00 e concorrência: acima de R$ 3. cujo edital deve ser amplamente divulgado principalmente no município em que se realizará. até a proclamação do vencedor. III e IV. doze dias para tomada de preços. III e IV. tomada de preços: até R$ 1. 52. além da oferta de valor mais baixo. e) implica na anulação da licitação e abertura de obra. (FCC/TRF 2ª Região/Execução de Mandados/2007) Tendo em vista a Lei de Licitação nº 8. contratação de quaisquer bens ou serviços. será de cinco dias corridos. I. aceitar ou retirar o instrumento equivalente. aquisição de bens e serviços especiais. O pregão é peculiar em relação às demais modalidades de licitação porque comporta propostas _________ e lances verbais. mas até o limite dos 10% da oferta com preço mais baixo. trinta e cinco dias para concorrência. B. C.000. – 2007) Em relação à modalidade de licitação denominada pregão. poderão os licitantes das melhores propostas.000. E. convite. vinte e cindo dias para leilão. C. C.b) convite: até R$ 150. (FCC – TRF5R – Técnico Adm.00.00. (ESAF – SEFAZSP . correta e respectivamente. B.00. tomada de preços: até R$ 2.000. D. 59.000. qualquer que seja o _________ estimado da contratação. no prazo de três dias.00 e concorrência: acima de R$ 1.00. – 2008) A recusa injustificada do adjudicatário em assinar o contrato.000. (FCC/MPU/Analista Orçamento/2007) Segundo a Lei que rege as licitações. c) convite: até 290. Assinale a alternativa que completa. por prazo não superior a 4 (quatro) anos. contado a partir da publicação do aviso. leilão. Está correto o que consta APENAS em A. oferecer novos lances verbais e sucessivos. d) convite: até R$ 190. Tomada de preços é a modalidade de licitação entre interessados devidamente cadastrados ou que atenderem a todas as condições exigidas para cadastramento até o terceiro dia anterior à data do recebimento das propostas. o licitantes apresentam declaração de que cumprem todos os requisitos de habilitação e entregarão os envelopes contendo a indicação do objeto e do preço oferecidos. e assim sucessivamente. a frase. C. procedendo-se à sua imediata abertura. concorrência e compra por lotes econômicos. não será inferior a oito dias úteis. considere: I. não será inferior a doze dias úteis.00. cujo vencedor será aquele que oferecer maior lance. desde que demonstre a ausência de utilidade pública dos bens em disputa. aberta a quaisquer interessados que. interpor recurso. tomada de preços: até R$ 1. E. I e IV. B.000. 54. convite e concorrência.Gestão Meio Ambiente . e) convite: até R$ 140. c) Aberta a sessão. não houver pelo menos duas outras com preço superior. quarenta e cindo dias para concurso. é INCORRETO afirmar: a) Se a oferta do licitante vencedor não for aceitável.00 (duzentos e cinqüenta mil reais). contra-razões.F R A N K L I N A N D R E J A N I N I . tomada de preços e concorrência.000. em que a disputa pelo fornecimento é feita em sessão _________. II e III. I. observada a necessária qualificação. B.000. na ordem de classificação. (VUNESP – SEMA SP .666/1993. (A) alienação … valor … pública … por escrito (B) aquisição … montante … pública … prévias (C) alienação … valor … fechada … prévias (D) aquisição … valor … pública … por escrito (E) alienação … valor … pública … prévias 60.500. até a apuração de uma que atenda ao edital. Concorrência pública é a modalidade de licitação realizada entre interessados previamente registrados. sejam de natureza comum ou especial. concurso. não será inferior a dez dias úteis. é vedado à administração utilizar a tomada de preços. tomada de preços e concorrência.00 e concorrência: acima de R$ 5. concorrência pública. convite. até o máximo de três dias.000. cujos interessados devem estar cadastrados até o dia anterior à data do recebimento das propostas.

de falta de planejamento. visando recuperar recursos públicos federais desviados por uma quadrilha composta por diversos servidores públicos. (B) licitação é um procedimento administrativo discricionário. 7. com uma atuação peculiar e insubstituível do ser humano. 64. de áreas remanescentes ou resultante de obra pública. em alguma medida. (Funiversa / ADASA /Reg. As licitações de melhor técnica e de técnica e preço aplicam-se. (E) concurso. _ _ _ C U R S O d e D i r e i t o e m e x e r c í c i o s . julgue os itens que se seguem.666/1993. (FCC. c. (C) a função de pregoeiro jamais poderá ser exercida por militar. (E) somente a União pode realizar concorrência. 4 – DISPENSAS E INEXIGIBILIDADE LICITATÓRIA 1. (C) aos municípios só é aplicável a modalidade de tomada de preços.nível superior/2009) Relativamente aos tipos de licitação. (E) retrocessão ou retrovenda. total ou parcialmente.ANVISA – 2007) Um concurso público de provas e títulos para o provimento de cargos técnicos efetivos na ANVISA é uma modalidade de licitação que adota o tipo melhor técnica. (B) convite. a. (E) no pregão inexiste a verificação de habilitação dos licitantes. (NCE – TÉC. como regra. em que o critério do menor preço torna-se irrelevante. assim definidos aqueles (A) que podem ser substituídos por outros da mesma espécie. As diversas modalidades licitatórias previstas em lei devem adotar. enquanto modalidade de licitação é procedimento e. b. /2009) Quanto à dispensa e à inexigibilidade de licitação. (CESPE – STJ – Técnico Administrativo – 2008) Menor preço e melhor técnica são modalidades de licitação. b.TCE/MG – 2007) A modalidade de licitação que exige fase preliminar de habilitação para verificação efetiva do cumprimento dos requisitos mínimos de qualificação exigidos no edital denomina-se (A) leilão. pode-se dispensar a licitação. (D) técnica e preço. respectivamente. 62. 3. (C) concorrência. (FCC /PGE-RJ /Téc. d.b) É vedada a exigência de garantia de proposta.00 (oito mil reais). (NCE – TÉC. obrigatoriamente.o 8. (B) destina-se à aquisição de bens onde a subjetividade seja o critério preponderante em sua escolha e definição. Cespe / MI /Analista Técnico Adm. com notória especialidade nesse tipo de ação. é pressuposto para dispensa de licitação o fato de a situação adversa. (E) técnica e menor preço. d) Tem como limite máximo estimado para realização da contratação o valor de R$ 8. (B) retrovenda. (E) de pequeno valor e destinados ao consumo do ente licitante. /2009) “Alienação aos proprietários de imóveis lindeiros. preferencialmente. a de menor preço. (C) cujos padrões de desempenho e qualidade possam ser objetivamente definidos no edital. com lances verbais. e. (B) técnica. de Serv. 63. e) Aplica-se. (C) menor preço. a classificação dos concorrentes se dará pela ordem decrescente dos preços propostos. 4. Superior . (Cespe / MPOG /Interno. unicamente. portanto.PROCURADOR TCE/MG – 2007) A modalidade de licitação do pregão é utilizada para a aquisição de bens e serviços comuns. 2. (D) objeto de padronização de acordo com normas técnicas regulamentadas pelo mercado. c) A utilização do Pregão. a administração adotará obrigatoriamente o tipo de licitação melhor técnica. 5. De acordo com a Lei n. (D) retrocessão. (CESPE – TÉC. deve ser feita por meio de participação direta dos interessados. a qual se torne inaproveitável isoladamente”.Púb. Mas também será cabível sua adoção em outras espécies de contratação. Segundo entendimento do TCU.ANAC 2007) Em relação ao pregão é correto afirmar que: (A) é uma modalidade de licitação.º 8. (D) o pregoeiro não dirige a etapa de lances. ADM.Analista Contabilidade – 2008) O tipo de licitação maior lance ou oferta é utilizado nos casos de alienação de bens ou de concessão de direito real de uso.Analista Contabilidade – 2008) No caso de licitação do tipo melhor técnica e preço.nível intermediario/2009) Acerca da dispensabilidade e da inexigibilidade de licitação. ou seja. (Cespe / MPOG /Interno. 3 – TIPOS DE LICITAÇÃO 1. (C) dação ou retrovenda. julgue os itens que se seguem.w w w .F R A N K L I N A N D R E J A N I N I . no âmbito da União. 61. Essa afirmativa refere-se à (A) investidura. a. Em qualquer situação. Para a contratação de bens e serviços de informática. 4. a de melhor técnica e a de técnica e preço. como tipos de licitação. B R A S S U N T O : LICITAÇÕES Página 8 - . (D) somente a União pode realizar pregão. o melhor lance e a menor oferta.000. c. TAAD . ser atribuída a culpa ou dolo do agente público que deveria agir para prevenir a ocorrência de tal situação.ANAC 2007) Considerando as disposições da Lei federal n. à contratação de serviços em que a atividade do particular seja predominantemente intelectual. é permitido à administração pública ter preferência por alguma marca de produto ao licitar. APOIO ADM. qualidade e quantidade. A exceção se dá apenas em relação ao leilão e ao pregão. É obrigatória a licitação no caso de contratação do fornecimento ou do suprimento de energia elétrica com concessionário. b. para os quais se deve adotar. Caso a União.Procuradoria/2009) A modalidade de licitação denominada Pregão pode ser realizada pelo tipo (A) melhor oferta. C O M . tal contrato poderá ser firmado com inexigibilidade de licitação. pretenda contratar um escritório de advocacia localizado nos Estados Unidos da América. julgue os itens que se seguem. 6. de grande vulto e cuja execução dependa do domínio de tecnologia que não se encontre à disposição de profissionais comuns. dada como de emergência ou de calamidade pública. julgue os itens a seguir. ambos não se confundem. A inviabilidade de competição torna a licitação inexigível. (FCC – AUX. de ela não poder. não se ter originado. (CESPE – STF . (D) tomada de preços. os contratos de publicidade da administração pública com terceiros dispensam a licitação. é correto afirmar que: (A) concorrência é uma modalidade de licitação. da desídia administrativa ou da má gestão dos recursos disponíveis. permissionário ou autorizado. TAAD . CTR EXT . (B) que são livremente comercializados no mercado. (Cespe / TCU /Auditor Federal de Controle Externo /2009) Acerca das licitações. 2. (CESPE – STF . a. 3. Em tempos de guerra.666/93. APOIO ADM. (CESPE – TJ CE – Técnico Judiciário – 2008) Tipo de licitação é o critério de julgamento utilizado pela administração para seleção da proposta mais vantajosa.

(Cespe / ANATAQ – Nível superior. É permitida a utilização da modalidade convite ou tomada de preços. 9. inexigibilidade e dispensa. É inexigível a licitação quando houver possibilidade de comprometimento da segurança nacional. d. produzidos ou prestados no país. (E) a licitação será inexigível. 10. (FCC – TRT18 – Analista Administrativo – 2007) Sobre dispensa e inexigibilidade de licitação. inexigibilidade e dispensa. diretamente ou por meio de empresário exclusivo. conforme o caso. É dispensável a licitação para contratação de profissional de qualquer setor artístico. Firmado o contrato. (D) pode ter como fundamento específico motivos circunstanciais. ao contrário da inexigibilidade.. para parcelas de uma mesma obra ou serviço. (D) poderá ser dispensada a licitação. diretamente ou através de empresário exclusivo. D. (D) a compra pode ser feita diretamente porque inexigível a licitação por inviabilidade de competição.º 8. Caso inexista viabilidade de competição. (D) inexigibilidade. E. Notariais do DF – 2007) É dispensável a licitação em caso de fornecimento de bens ou serviços. exceto para as parcelas de natureza específica que possam ser executadas por pessoas ou empresas de especialidade diversa daquela do executor da obra ou serviço. ao passo que a inexigibilidade o é. desde que envolvam tanto a alta complexidade tecnológica como a defesa nacional. assinale a opção correta. É vedada a utilização das modalidades tomada de preços e convite para as licitações internacionais. (A) deverá ser realizada a licitação por meio da concorrência. o órgão da União responsável pelo contrato passou a exigir da referida empresa a comprovação do recolhimento das contribuições previdenciárias incidentes sobre o contrato. não puder ser repetido o procedimento licitatório sem prejuízo para a Administração. Em certos casos. (B) a licitação será dispensada porque ficou caracterizada a urgência de atendimento de situação que pode ocasionar prejuízo ou comprometer a segurança de pessoas ou serviços. 12. a União poderá ser responsabilizada. (B) dispensa. em determinadas situações. não puder ser repetida sem prejuízo para a Administração. dispensa e inexigibilidade. nenhum interessado atendeu ao chamamento. desde que consagrado pela crítica especializada ou pela opinião pública. Contratação de profissional de qualquer setor artístico. caso ocorra na fase de habilitação. Serv. A licitação é dispensável para serviços e compras de valor até 10% do limite previsto para a modalidade de convite. a quem oferecer o maior lance. (C) a Administração deve repetir a licitação noventa dias depois. Leilão é a modalidade de licitação entre quaisquer interessados para a venda de bens móveis inservíveis para a administração ou de produtos legalmente apreendidos ou penhorados. (CESPE – MDS – Comum a todos os cargos – 2008)A licitação destina-se a garantir a observância do princípio constitucional da isonomia e a selecionar a proposta mais vantajosa para a administração. enquanto a inexigibilidade diz respeito a condições pessoais dos participantes da licitação. Casos de guerra ou grave perturbação da ordem. tenha firmado contrato de prestação de serviços de forma continuada com determinada empresa. de forma solidária. (B) deverá ser realizada a licitação por meio de tomada de preços. III. a dispensa (A) pressupõe a inexistência de competitividade. (E) não pode ser invocada em razão do baixo valor da licitação. como a contração de serviços técnicos especializados com profissionais ou empresas de notória especialização. Diante dessa situação hipotética e acerca da licitação pública. igual ou superior ao valor da avaliação. (C) realizada indevidamente não é punida como crime. Se a administração pública não fizer a referida exigência ao longo da execução do contrato administrativo. justificadamente. dentre outros pontos distintivos. 8. (Cespe / FINEP /Administrador /2009)O 56Acerca das modalidades e das hipóteses de dispensa e inexigibilidade de licitação. 13. as obras de reparo e reconstrução de barragens danificadas nas enchentes ocorridas na região Nordeste em 2009 podem ser contratadas com dispensa de licitação. por igual período.economia /2009) Considere que a União. (B) aplica-se apenas às modalidades de concorrência e tomada de preços. (FCC – TCERR – Procurador de Contas – 2008) O instituto da dispensa de licitação distingue-se do instituto da inexigibilidade porque. pelas respectivas contribuições devidas. a licitação será dispensada. justificadamente. para apresentação em show popular em praça pública. consagrada pela opinião pública. situação que exige parecer de comissão especialmente designada pela autoridade máxima do órgão. b. Quando não acudirem interessados à licitação anterior e esta. que pode ser declarada nessa hipótese. julgue os itens seguintes. A licitação será dispensável quando ficar caracterizada a inviabilidade de competição. 7. na forma da Lei n. podendo ainda ser utilizada para a alienação de bens imóveis. como guerra ou grave perturbação da ordem. desde que consagrado pela crítica especializada ou pela opinião pública. todas as condições preestabelecidas. considere as hipóteses abaixo. C. b. no evento comemorativo ao Dia do Trabalho. de forma a que acorram outros interessados. 11. por meio de dispensa de licitação. (E) deve ser repetida a licitação com alteração do edital. (E) dispensa. Nesse caso.F R A N K L I N A N D R E J A N I N I . a casos de (A) inexigibilidade. A. a partir da ocorrência da calamidade. c. (CESPE – SEBRAE – Analista Técnico UASJUR – 2008) A inexigibilidade e a dispensa de licitação diferenciam-se por esta última se dar diante da inviabilidade de competição. dispensa e dispensa. (FCC – TRT19 – Analista Administrativo – 2008) Prefeitura Municipal realizou licitação para a compra de cadeiras escolares e. enquanto a inexigibilidade pode ser declarada em qualquer licitação. _ _ _ C U R S O d e D i r e i t o e m e x e r c í c i o s . que possam ser realizadas conjunta e concomitantemente.666/1993. (A) a aquisição do material objeto da licitação poderá ser feita diretamente se. previstas na Lei de Licitações: I. vencido o prazo para apresentação das propostas. nos casos estabelecidos em decreto do presidente da República. (CESPE – TJDFT – Tit. Tendo em vista a situação de calamidade pública. 6. desde que não se refiram a parcelas de um mesmo serviço ou compra de maior vulto que possa ser realizada de uma só vez. B. a. A exigência de regularidade fiscal. ainda que o somatório de seus valores caracterize o caso de tomada de preços ou concorrência. B R A S S U N T O : LICITAÇÕES Página 9 - . dispensa e dispensa. mantidas. ouvido o Conselho de Defesa Nacional. Nesta hipótese. segundo a Lei de licitações. mantidas as condições do edital do certame fracassado. II. 5.w w w .a. é ilegal. enquanto a inexigibilidade configura-se sempre que houver inviabilidade de competição. desde que possam ser concluídas no prazo de dois anos consecutivos. neste caso. C O M . devendo ser mantidas todas as condições da licitação frustrada. permitida a prorrogação do contrato uma única vez. ou para obras e serviços da mesma natureza e no mesmo local. (C) deverá ser realizada a licitação por meio do concurso. respectivamente. (VUNESP – TJMT – Analista Judiciário – 2008) A Administração Pública pretende contratar uma determinada dupla de cantores sertanejos. (C) dispensa. é inexigível a licitação para contratação de serviços de publicidade e divulgação. Estas hipóteses correspondem. pois se trata de contrato firmado por dispensa de licitação.

Quais as situações que NÃO encontram amparo legal para configurarem hipóteses de dispensa de licitação? (A) I e II (B) I e III (C) I e IV (D) II e III (E) III e IV 22. 19. (CESPE – PMN PGM – Procurador – 2008) As hipóteses de inexigibilidade de licitação incluem A a contratação de profissional de qualquer setor artístico. (E) notória especialização do prestador de serviços. aéreos e terrestres. mediante parecer de comissão instituída por decreto. – 2008) De acordo com a Lei n. 14.º 8. não ensejam a dispensa. uma vez que a singularidade de sua atuação afasta a competitividade. mediante parecer de comissão instituída por decreto. neste caso. B quando não acudirem interessados à licitação anterior e. 20. (C) compras de materiais de uso exclusivo das Forças Armadas.666/1993. (CESPE – OABSP – Exame 135º.Para as compras de material de uso pelas Forças Armadas. 18. 15. mantidas. 25. enquanto a inexigibilidade configura-se sempre que houver inviabilidade de competição. a dispensa (A) pressupõe a inexistência de competitividade. D a contratação de fornecimento ou suprimento de energia elétrica e gás natural com concessionário. não puder ser repetida a licitação sem prejuízo para a administração. todas as condições preestabelecidas. desde que consagrado pela crítica especializada ou pela opinião pública. C O M . é inexigível a licitação A nos casos de guerra ou grave perturbação da ordem. o rol de casos previstos na Lei n. enquanto a inexigibilidade diz respeito a condições pessoais dos participantes da licitação. quando houver necessidade de manter a padronização requerida pela estrutura de apoio logístico dos meios navais. não se exige justificativa de preço. o artista cobrou R$ 200. (CESPE – PGM – Procurador – 2008) As hipóteses de inexigibilidade de licitação incluem A a contratação de profissional de qualquer setor artístico. aéreos e terrestres. segundo as normas da legislação específica. (D) pode ter como fundamento específico motivos circunstanciais. dentre outros pontos distintivos. mesmo que similares às previstas. permissionário ou autorizado. (E) legitimação de posse. quando houver necessidade de padronização técnica. alta complexidade tecnológica e defesa nacional. (Cesgranrio – BNDS – Direito – 2008) Analise as situações abaixo. 37. enquanto a inexigibilidade pode ser declarada em qualquer licitação. (CESPE – TJ CE – Técnico Judiciário – 2008) Para a contratação do referido artista. III . julgue os itens a seguir. (D) intervenção no domínio econômico.000. aéreos e terrestres. 17. justificadamente. o prefeito de um município brasileiro determinou que fossem tomadas as providências para a contratação de um cantor consagrado pela crítica especializada e que compôs uma famosa música que enaltece a cidade. pois não existe paradigma apto à mensuração de seu trabalho. (CESPE – TJ CE – Técnico Judiciário – 2008) Caso exista apenas um fornecedor de determinado produto ou serviço de interesse público. _ _ _ C U R S O d e D i r e i t o e m e x e r c í c i o s . alta complexidade tecnológica e defesa nacional. B a compra de material de uso pelas forças armadas — com exceção de materiais de uso pessoal e administrativo —. quando houver necessidade de manter a padronização requerida pela estrutura de apoio logístico dos meios navais. (D) concessão de domínio.Quando não acudirem interessados à licitação anterior e esta. C o fornecimento de bens e serviços.Para celebrar o aniversário da cidade. desde que consagrado pela crítica especializada ou pela opinião pública. que envolvam.00 para se apresentar durante duas horas. outras situações. ao passo que a inexigibilidade o é. D a contratação de fornecimento ou suprimento de energia elétrica e gás natural com concessionário. (C) realizada indevidamente não é punida como crime. segundo as normas da legislação específica. não puder ser repetida sem prejuízo para a Administração. produzidos ou prestados no país. deve haver dispensa de licitação. mediante parecer de comissão instituída por decreto. C em caso de inviabilidade de competição para aquisição de materiais que só possam ser fornecidos por empresa ou representante comercial exclusivo. produzidos ou prestados no país. que regulamenta o art. ao contrário da inexigibilidade.F R A N K L I N A N D R E J A N I N I . IV . justificadamente. (FGV – TCM RJ – Auditor – 2008) Os bens inaproveitáveis isoladamente remanescentes de obras públicas podem ser especificamente alienados ao particular mediante: (A) dação em pagamento. (CESPE – TJ CE – Técnico Judiciário – 2008) No que tange à dispensa de licitação. que envolvam. 23. II . que pode ser declarada nessa hipótese. mediante parecer de comissão especialmente designada pela autoridade máxima do órgão. 24. (FCC – TCE AM – Assistente – 2008) NÃO enseja dispensa de licitação a hipótese de (A) ocorrência de guerra ou grave perturbação da ordem. (CESPE – TJ CE – Técnico Judiciário – 2008) Para essa contratação. C o fornecimento de bens e serviços. D quando a União tiver de intervir no domínio econômico para regular preços ou normalizar o abastecimento. como guerra ou grave perturbação da ordem. mantidas. cumulativamente. com exceção de materiais de uso pessoal e administrativo.w w w .666/1993 é taxativo e. 21. permissionário ou autorizado. cumulativamente. (CESPE – TJ CE – Técnico Judiciário – 2008) A contratação do referido artista pode ocorrer por meio de dispensa de licitação. desde que consagrado pela crítica especializada ou pela opinião pública. 16. diretamente ou através de empresário exclusivo. da Constituição Federal e institui normas para licitações e contratos da administração pública.Na contratação de instituição estrangeira incumbida da pesquisa. (B) permuta. do ensino ou do desenvolvimento institucional. (B) emergência ou calamidade pública. portanto. neste caso. (C) investidura. B R A S S U N T O : LICITAÇÕES Página 10 - . I . todas as condições preestabelecidas. inciso XXI. desde que a contratada detenha inquestionável reputação ético-profissional e não tenha fins lucrativos. é necessária a instauração de processo em que o administrador justifique as razões de sua escolha. Em razão de sua notoriedade. mediante parecer de comissão especialmente designada pela autoridade máxima do órgão. A apresentação ocorrerá durante jantar em frente à prefeitura. pela União. Com base na situação descrita acima.Para contratação de profissional de qualquer setor artístico.º 8. (FCC – TCE-RR – Procurador de Contas – 2008)O instituto da dispensa de licitação distingue-se do instituto da inexigibilidade porque. (B) aplica-se apenas às modalidades de concorrência e tomada de preços. quando houver necessidade de manter a padronização requerida pela estrutura de apoio logístico dos meios navais. (E) não pode ser invocada em razão do baixo valor da licitação. B a compra de material de uso pelas forças armadas — com exceção de materiais de uso pessoal e administrativo —.

B R A S S U N T O : LICITAÇÕES Página 11 - . o estado X poderá contratar. deverá firmar contrato diretamente. 30. D.DFTRANS – 2008)Nos termos da legislação específica. A A alienação de bens imóveis da administração depende de prévia licitação na modalidade tomada de preços. 31. III e IV. No procedimento licitatório. ficando a empresa Z em segundo lugar. Orç. Passados nove meses do início da execução da obra. em bibliotecas do setor público.Analista Judiciário – 2008)A contratação de artistas consagrados pela crítica ou pelo público é um exemplo de dispensa de licitação.F R A N K L I N A N D R E J A N I N I . 28. I. que constarão do termo prescritivo. II.666/93 é INEXIGÍVEL a licitação. Este edital A. contratação direta de profissional de qualquer setor artístico. após longos trabalhos de pesquisa. É correto o que consta APENAS em A. C. B. (CESPE – STJ . o referido contrato foi rescindido pela contratada. E. com fixação prévia de prêmio. sendo-lhe. segue um padrão geral. II e III. a compra por licitação é precedida pela publicação de um edital./2007) De acordo com a Lei nº 8. prescindindo-se.000. (FCC – Procurador Mun. de avaliação prévia e licitação. enquanto. é necessário. 27. B A alienação de bens imóveis de propriedade de empresas públicas depende de autorização legislativa. d) sempre está obrigatória. I e III. para aquisição de materiais de informação. não precisa detalhar os itens a serem adquiridos. adotando a modalidade de pregão. 37. a licitação é dispensável ao ser contratado serviço de fornecimento de energia elétrica junto a concessionário. e) sempre está desnecessária e a contratação será direta. I. no entanto. Recife – 2008) Apurado. a Administração Pública (A) pode dispensar a licitação. prescindindo-se de autorização legislativa. consagrado pela crítica especializada ou pela opinião pública. mesmo que o preço a ser contratado seja superior ao de mercado. sem licitação. Sempre que a Administração Pública receber uma excelente proposta para contratar. C O M . C A alienação de bens imóveis públicos permite dispensa de licitação quando os imóveis forem destinados a programas habitacionais de interesse social. (C) avaliação prévia e formalização de procedimento para dispensa de licitação. na inexigibilidade. precisa ser tornado público no mínimo 48 horas antes da realização da licitação. embora possível de ser realizada. D. 33. (D) avaliação prévia e licitação. com dispensa de licitação. independentemente de formalização de processo administrativo para declarar a dispensa ou inexigibilidade da licitação. IV. A Administração pública poderá revogar a licitação por razões de interesse público decorrente de fato superveniente comprovado. (FCC/TREPB/Analista Administrativo/2007) Acerca da licitação. c) é obrigatória e a modalidade adequada só é o convite. dada sua essencialidade. prescindindo-se de autorização legislativa. O estado X firmou contrato administrativo de obra pública. de 21 de junho de 1993. II. a administração poderá contratar a empresa Z. a mencionada empresa pública. (CESPE – Anal. Entretanto. I e II.00. julgue os seguintes itens. A modalidade convite é a adequada para contratar trabalhos científicos ou artísticos. E. no caso de A. no regime de administração contratada. E. (FCC/MPU/Analista Biblioteconomia/2007) A compra por licitação é um processo bastante comum. (B) autorização legislativa. facultado realizar o procedimento.26. avaliação prévia e formalização de procedimento para dispensa de licitação. guerra ou grave perturbação da ordem.Analista Informática – 2008) O estado X pretende contratar uma empresa para desenvolver serviços de informática para diversos órgãos da sua administração direta. II e IV. dos contratos administrativos e da licitação. (CESPE – STF . bem como nos casos de emergência ou de calamidade pública.w w w . dada sua rápida conclusão. evitando dispêndio de tempo e recursos públicos quando já demonstrado qual seria o resultado do certame. B. C. haver (A) autorização legislativa. a licitação a) é dispensável. a fim de evitar dispêndio de tempo e recursos públicos quando já demonstrado qual seria o resultado do certame. segunda colocada na referida licitação.Analista Administrativo – 2008) Na hipótese considerada. 35. Administrador . no entanto. Acerca dessa situação hipotética. 38. Nessa situação. com dispensa de licitação. dentre outras hipóteses. a realização da licitação mostra-se inconveniente. que determinado insumo de aplicação essencial em atividades hospitalares é produzido por apenas uma empresa. (FCC/ANS/Direito/2007) Considere: _ _ _ C U R S O d e D i r e i t o e m e x e r c í c i o s . (C) pode declarar a inexigibilidade da licitação. D No âmbito da competência de editar normas específicas de licitação. 36. assinale a opção correta. 32. III. D. (B) deve dispensar a licitação. na dispensa. 34.666. b) é inexigível. (FCC – TREPB – Técnico – Taquigrafia – 2007) Prefeito municipal de uma cidade pretende contratar serviço de engenharia no valor estimado de R$ 14. sendo lhe facultado. desde que mantidas as mesmas condições oferecidas pelo licitante vencedor. 29. (D) deve declarar a inexigibilidade da licitação. De acordo com a legislação vigente. Para tanto. no entanto. realizar o procedimento. foi feita a licitação. sob o aspecto formal. considere. o edital é o ato por meio do qual a Administração Pública divulga o certame e fixa as condições para participação. SP – 2008) O Município pretende vender bem imóvel sem destinação a fundação pública municipal. a União tiver que intervir no domínio econômico para regular preços ou normalizar o abastecimento. (CESPE – STJ . a competição é manifestamente inviável. (FCC – Procurador Mun. C. (E) avaliação prévia e formalização de procedimento para dispensa de autorização legislativa e de licitação. elaborado pela biblioteca interessada na aquisição de material. sendo vencedora a empresa Y. definido pela legislação citada. (FCC/MPU/Anal. (CESPE – STJ – Técnico Informática – 2008) A diferença entre a dispensa e a inexigibilidade reside no fato de que. os estados podem editar leis com hipóteses fáticas de dispensa de licitação. E É dispensável licitação para contratação de artista para apresentação em festa de comemoração do aniversário da cidade. é encaminhado apenas a fornecedores cadastrados. sendo livre a modalidade. Nesse caso. deve descrever minuciosamente os itens a serem adquiridos. Regida pela Lei nº 8. (CESPE – TJSE – Juiz – 2008) Em relação à Lei de Licitações. esse estado conta com uma empresa pública criada especificamente para prestar serviços de informática. contratação de associação de portadores de deficiência física sem fins lucrativos e de comprovada idoneidade. B. (E) pode adquirir diretamente o produto da empresa que o produz. celebração de contratos de prestação de serviços com as organizações sociais regulares perante a legislação brasileira.

poderá realizar processo licitatório tanto na licitação dispensável quanto na licitação dispensada. (CESPE .666. (FCC – ANAL. . para cantar no aniversário da cidade de Brasília.º 8. I. O estado do Espírito Santo pretende adquirir equipamentos fornecidos por representante comercial exclusivo no país. considere. inexigível. É correto o que consta APENAS em (A) I e II. 39. II. a referida lei não prevê um numerus clausus. A Administração Pública poderá revogar a licitação por razões de interesse público decorrente de fato superveniente comprovado. diretamente ou através de seu empresário . inexigível.Advogado da União . (D) deverá dispensar a licitação. 46.TRE/PB – 2007) Acerca da licitação. obrigatória. TAAD . (CESPE – AGU . sem licitação. (B) poderá contratar. deverá firmar contrato diretamente.2008) Na hipótese de a União necessitar intervir no domínio econômico para regular preços ou normalizar o abastecimento.666. (E) poderá escolher a empresa de engenharia por meio de tomada de preços. dispensável. 41. (E) o administrador público pode estabelecer e adotar outros tipos de licitação além daqueles previstos na Lei federal n. desde que justificadamente demonstrada a pertinência e a adequação à realidade local. C O M . (FCC – ANAL. (B) é dispensável a licitação nos casos de guerra ou grave perturbação da ordem. (CESPE . (C) poderá escolher a empresa de engenharia por meio de convite. renomada cantora de música gospel. equipamento ou gênero industrial de produtor privativo no brasil. ADM .Sec. sem licitação. (E) II. Contratação de profissional do setor artístico consagrado pela opinião pública . justificadamente. com recursos concedidos por instituições oficiais de fomento à pesquisa.º 8. todas as condições preestabelecidas. mantidas. segundo entendimento de Maria Sylvia Zanella Di Pietro. (D) é dispensável quando houver inviabilidade de competição. 47.Advogado da União . (D) o julgamento das propostas apresentadas pelos licitantes será objetivo e respeitará os critérios previamente estabelecidos no ato convocatório.666/93. dispensável. inexigível. APOIO ADM. estabelece o mencionado diploma legal que deverá a administração pública realizar licitação. obrigatória. a referida lei toma por base valores diferentes de contratação para definir a modalidade de licitação cabível. por ser a modalidade de licitação mais célere.Analista Administrativo/2008)Todos os serviços de publicidade e locações da Administração Pública. III. Serviços prestados por associações de portadores de deficiência física. dispensável. D. Sobre esse tema. são taxativas.w w w . quando contratados com terceiros. (FCC. o edital é o ato por meio do qual a Administração Pública divulga o certame e fixa as condições para participação.Comum todos os cargos . Nessa situação.ANAC 2007) Assinale a assertiva incorreta: (A) para a realização de compras pela Administração Pública é indispensável a adequada caracterização de seu objeto. dispensável. trata-se de hipótese de dispensa de licitação.Direito e Legislação -2009) O governo do Distrito Federal (DF) contratou. nesse caso. desde que os preços sejam compatíveis com o mercado. obrigatória.F R A N K L I N A N D R E J A N I N I . dispensável.Auditor Fiscal da Receita 2009) Considere a seguinte situação hipotética. c) é possível contratação direta se ocorrer a situação denominada licitação deserta. conforme o valor da contratação a ser feita pela administração pública. III. Nessa situação. de 21 de junho de 1993.ANAC 2007) Em relação à licitação é correto afirmar que: (A) será processada e julgada conforme a conveniência e oportunidade definidas pelo gestor.I. 42. se quiser.TRE/PB – 2007) Com o propósito de definir as causas de um deslizamento de vultosa quantidade de terra sobre várias casas. IV. a Administração Pública pretende contratar uma empresa de engenharia para a realização de perícia e apresentação de laudo técnico. (NCE – TÉC.2009) 11 As hipóteses de dispensa de licitação previstas na Lei n. prevê regras acerca da contratação direta. C. que instituiu normas para licitação e contratos da Administração Pública. B. III e IV. o administrador não está obrigado a justificar a razão da escolha daquele que será contratado. inexigível. APOIO ADM. a Administração Pública (A) deverá sempre contratar por meio de processo licitatório. Faz. (B) é dispensável em qualquer hipótese mediante justificativa do gestor. 48. (CESPE – AGU . II.MS III e IV . – ES . b) o administrador público. com fixação prévia de prêmio. sem fins lucrativos e de comprovada idoneidade. II e III. 44. As assertivas acima representam situações em que a licitação deve ser A. 8. não puder ser repetida sem prejuízo para a Administração. dispensável. (NCE – TÉC. tem-se a hipótese caracterizadora de dispensa de licitação. (B) I e III. (CETRO – TRT SC .2009) A Lei n. inexigível. 49. E. Já em relação à inexigibilidade. não comportando ampliação. porquanto trata-se de hipótese de emergência. (B) compra de imóvel destinado às atividades próprias do ente _ _ _ C U R S O d e D i r e i t o e m e x e r c í c i o s . (C) é dispensável a licitação para contratação de impressão de edições técnicas oficiais quando esta atividade for realizada por órgão ou entidade que integre a Administração Pública criado para esse fim específico. prevê modalidades diversas de licitação. No caso de doação com encargo. sem licitação.666/93. (D) I. Compra de material. d) é possível contratação direta no caso de ocorrência da chamada licitação fracassada. (CESPE . TAAD .DETRAN-DF . dispensada no caso de interesse público devidamente justificado. Nesse caso. JUD. 45. Apenas no caso de consórcios formados por mais de três entes da Federação. dispensável. (C) II e IV. (C) é dispensável quando não acudirem interessados à licitação anterior e esta. 40. dispensável.º 8. inexigível. é CORRETO afirmar: a) tratando-se de autorização legal para contratar de forma direta. para realização de atividades compreendidas no respectivo contrato de gestão. 43. obrigatória. IV. Sempre que a Administração Pública receber uma excelente proposta para contratar. serão dispensados de licitação. inexigível. No procedimento licitatório. ficando o agente público competente incumbido de escolher a modalidade. 48. B R A S S U N T O : LICITAÇÕES Página 12 - . A modalidade convite é a adequada para contratar trabalhos científicos ou artísticos. (UEG – PCGO – Delegado – 2008)A Lei n. consagrada pela opinião pública. obrigatória. de 21 de junho de 1993.PROCURADOR TCE/MG – 2007) NÃO configura hipótese de dispensa de licitação a (A) celebração de contratos com organizações sociais. desde que se trate de um trabalho singular e a empresa a ser contratada tenha notória especialização. (E) autarquias não estão obrigadas a realizar procedimentos licitatórios. a licitação será inexigível. Aquisição de bens destinados exclusivamente à investigação científica e tecnológica.

licitante. E. E. E. C 15 – ERRADO 16 – CERTO 17 – LETRA B 18 – LETRA E 19 – LETRA A 20 – ERRADO 21 – CERTO 22 – CERTO 23 – ANULADA 24 – LETRA D 25 – LETRA B 26 – ERRADO 27 – ERRADO 28 – ERRADO 29 – LETRA D 30 – LETRA A 31 – LETRA E 32 – ERRADO 33 – CERTO 34 – CERTO 35 – CERTO MODALIDADES _ _ _ C U R S O d e D i r e i t o e m e x e r c í c i o s . E. E 4 – LETRA A 5 – LETRA C 6 – LETRA E 7 – ERRADO 8 – ERRADO 9 – ERRADO 10 – ERRADO 11 – LETRA D 12 – LETRA A 13 – LETRA D 14 – LETRA C 15 – CERTO 16 – CERTO 17 – ERRADO 18 – ANULADA 19 – ERRADO 20 – CERTO 21 – CERTO 22 – CERTO 23 – LETRA B 24 – LETRA E 25 – LETRA D 26 – C. C 3 – C. princípios e curiosidades 1 – LETRA E 2 – C. B R A S S U N T O : LICITAÇÕES Página 13 - . C 7 – ERRADO 8 – ERRADO 9 – LETRA D 10 – LETRA E 11 – CERTO 12 – LETRA E 13 – LETRA A 14 – ERRADO 15 – CERTO 16 – ERRADO 17 – ERRADO 18 – CERTO 19 – LETRA D 20 – LETRA A 21 – LETRA C 22 – LETRA C 23 – LETRA C 24 – LETRA A 25 – LETRA E 26 – LETRA B 27 – LETRA D 28 – LETRA C 29 – CERTO 30 – CERTO 31 – CERTO 32 – CERTO 33 – ERRADO 34 – LETRA A 35 – LETRA B 36 – LETRA E 37 – LETRA A 38 – LETRA E 39 – LETRA C 40 – ERRADO 41 – ERRADO 42 – CERTO 43 – ERRADO 44 – ERRADO 45 – ERRADO 46 – LETRA E 47 – LETRA C 48 – LETRA B 49 – LETRA C 2 – O PROCEDIMENTO E AS 1 – LETRA C 2 – LETRA D 3 – LETRA A 4 – LETRA B 5 – LETRA E 6 – LETRA E 7 – LETRA D 8 – LETRA A 9 – LETRA A 10 – LETRA A 11 – C. exercícios e outros materiais no site: www. C 27 – LETRA D 4 – DISPENSAS E INEXIGIBILIDADE LICITATÓRIA 1 – LETRA A 2 – C. C. E. (D) contratação de serviços de engenharia em montante inferior a R$ 150. C O M . C. E. E.br. MATERIAIS GRATUITOS DO PROFESSOR     Vídeos no youtube :Franklin Andrejanini (assine meu canal no youtube e fique atualizado). C. E.w w w . E.F R A N K L I N A N D R E J A N I N I . E. C 3 – E. C 4 – C. C 3 – CERTO 4 – ERRADO 5 – CERTO 6 – ERRADO 7 – ERRADO GABARITO DE LICITAÇÕES 1 – LICITAÇÕES: conceitos. E 5 – LETRA E 6 – E. (E) contratação de fornecedores de bens e serviços em caso de guerra ou grave perturbação da ordem. C 12 – E.00 (cento e cinqüenta mil reais).franklinandrejanini.000. Faça sua inscrição. (C) celebração de contrato de prestação de serviços com organização da sociedade civil de interesse público qualificada no âmbito da respectiva esfera de governo. E 14 – E. Resumos. E. Curta nossa FanPAGE no facebook: FRANKLIN ANDREJANINI 36 – CERTO 37 – CERTO 38 – CERTO 39 – CERTO 40 – CERTO 41 – ERRADO 42 – LETRA E 43 – LETRA E 44 – LETRA E 45 – LETRA D 46 – LETRA A 47 – LETRA C 48 – LETRA A 49 – LETRA D 50 – LETRA B 51 – LETRA B 52 – LETRA B 53 – LETRA C 54 – LETRA E 55 – LETRA C 56 – LETRA C 57 – LETRA B 58 – LETRA B 59 – LETRA D 60 – LETRA B 61 – LETRA A 62 – LETRA A 63 – LETRA C 64 – LETRA C 3 – TIPOS DE LICITAÇÃO 1 – LETRA C 2 – E. C. E 13 – E. E. cuja localização justifique a escolha e em condições compatíveis com o valor de mercado. C.com. E. C. C. E.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful