You are on page 1of 5

1.

3 Revestimentos Não-Metálicos Inorgânicos Consistem na interposição de uma película não-metálica inorgânica entre o meio corrosivo e o metal que se quer proteger. Os mecanismos de proteção são, essencialmente, por barreira e por inibição anódica.  Anodização: consiste em tornar mais espessa a camada protetora passivante existente em certos metais, especialmente no alumínio. A oxidação superficial pode ser por banhos oxidantes ou processo eletrolítico. O alumínio é um exemplo muito comum da anodização; Cromatização: consiste na reação da superfície metálica com soluções ligeiramente ácidas contendo cromatos. A camada de cromatos passivante aumenta a resistência à corrosão da superfície metálica que se quer proteger; Fosfatização: consiste na adição de uma camada de fosfatos à superfície metálica. A camada de fosfatos inibe processos corrosivos e constitui-se, quando aplicada em camada fina e uniforme, em uma excelente base para pintura, em virtude da sua rugosidade. A fosfatização é um processo largamente empregado nas indústrias automobilísticas e de eletrodomésticos. Após o processo de desengraxe da superfície metálica, aplica-se a fosfatização, seguindo-se a pintura; Revestimento com argamassa de cimento: consiste na colocação de uma camada de argamassa de cimento, com espessura da ordem de 3 a 6 mm, sobre a superfície metálica. Este revestimento é muito empregado na parte interna de tubulações e, neste caso, é aplicado normalmente por centrifugação. Em tubulações de grande diâmetro é comum usar-se um reforço com tela metálica. O revestimento interno com cimento é empregado em tubulações para transporte de água salgada, em água de refrigeração, tubulações de água de incêndio e água potável. Se considerados os aspectos técnicos e econômicos, o revestimento com argamassa de cimento e areia é a melhor solução para tubulações transportando água salgada. Revestimento com vidro: consiste na colocação de uma camada de vidro sobre a superfície metálica. Esta camada é aplicada sob a forma de esmalte e fundida em fornos apropriados. Consegue-se uma película de alta resistência química, muito utilizada na indústria química; Revestimento com esmalte vítreo: consiste na colocação de uma camada de esmalte vítreo (vidro + cargas + pigmentos) aplicada sob a forma de esmalte e fundida em fornos apropriados. Este revestimento é usado em alguns utensílios domésticos, em fogões, máquinas de lavar, etc.; Revestimento com material cerâmico: consiste na colocação de uma camada de material cerâmico, geralmente silicoso, de alta resistência a ácidos, utilizado principalmente para revestimentos de pisos e canais de efluentes.

11.4 Revestimentos Orgânicos Consiste na interposição de uma camada de natureza orgânica entre a superfície metálica e o meio corrosivo. Os principais revestimentos orgânicos são os seguintes:  Pintura industrial: é um revestimento, em geral orgânico, largamente empregado para o controle de corrosão em estruturas aéreas e, em menor escala, em superfícies enterradas ou submersas. O revestimento por pintura é empregado para estruturas submersas que possam sofrer manutenção periódica em dique seco, tais como navios, embarcações, bóias, etc. Só em casos especiais é empregado em estruturas enterradas, pela dificuldade de

Boa e permanente resistência elétrica (resistividade elétrica). vapor e produtos químicos. Resistência a acidez. O revestimento simples é usado de modo geral em meios de média a baixa agressividade. Revestimento com borrachas: consiste o recobrimento da superfície metálica com uma camada de borracha. situando-se na faixa de 120 a 500 mm. é normalmente a melhor alternativa em termos técnicos e econômicos para proteção anticorrosiva. etc.  manutenção apresentada nestes casos. etc. Revestimentos para tubulações enterradas ou submersas: as tubulações enterradas ou submersas. uma de 3 a 5 mm. É um revestimento que pode assumir diversas durezas dependendo do tipo de borracha e do processo de vulcanização. Este revestimento é utilizado na indústria química em equipamentos e tubulações que trabalham com meios altamente corrosivos. chamada revestimento simples. que é uma tinta de base elastomérica e que seca por evaporação do solvente. somente em casos muito especiais. adutoras. protegidas contra a corrosão por revestimentos de alta espessura. gasodutos. Os melhores são aqueles que atendem ao maior número delas. Por melhor que seja o revestimento. e o duplo em eletrólitos altamente agressivos (mangues.000 mm. O esquema de aplicação de um revestimento simples é o seguinte:  Limpeza dos tubos: com escovas ou com jateamento abrasivo comercial. alcalinidade. são. Economicidade. surgindo. então. Boa estabilidade sob efeito de variação de temperatura. chamada de revestimento duplo. Boa flexibilidade de modo a permitir o manuseio dos tubos revestidos e as dilatações e contrações do duto. a necessidade de complementação com o uso de proteção catódica. Estes revestimentos devem possuir uma série de características para que possam cumprir as suas finalidades. especialmente ácidos. Dentre elas podem ser mencionadas:            Boa e permanente aderência ao tubo. É praticamente impossível encontrar um revestimento que atenda a todas estas características com perfeição. a eficiência é sempre inferior a 100%. oleodutos. águas do mar. Permitir fácil aplicação e reparo. O mecanismo básico de proteção é por barreira entre o metal e o meio corrosivo. Boa resistência a água. Os principais tipos de revestimentos empregados para tubulações enterradas ou submersas são: . o aAplicação da tinta de fundo ou primer. solos de baixa resistividade. A pintura é um revestimento de pequena espessura. O tipo de borracha é selecionado em função destas características de agressividade. Faixa taxa de absorção de água. Em se tratando de estruturas aéreas. .) e em condições severas de correntes de interferência. pode-se chegar a 1. As espessuras dos revestimentos situam-se na faixa de 400 mm e 8 mm. e outra de 6 a 8 mm. utilizando-se o processo de vulcanização. sendo que. Durabilidade.Revestimento com esmalte de alcatrão de hulha (coal-tar): é aplicado em duas espessuras. sais e bactérias do solo. em geral. Boa resistência mecânica. sendo mais freqüentes o uso de espessuras entre 3 e 6 mm.

de outra camada de esmalte de alcatrão de hulha com véu de fibra de vidro e finalmente o papel feltro. Geralmente. gasodutos e adutoras pode ser feito no campo ou em planta fixa. Para dutos submersos aplica-se sobre o revestimento duplo de esmalte de alcatrão de hulha um revestimento de concreto para provocar a flutuação negativa (deposição no fundo). devido ao desprendimento de gases tóxicos durante a aplicação. O esquema de aplicação do revestimento duplo consiste na aplicação. Elevada incidência de reparos devido a danos ocorridos durante o manuseio. O asfalto apresenta como desvantagem as perdas de propriedades com maior rapidez do que esmalte de alcatrão de hulha. devido à oxidação e à absorção de água. o que tem limitado sensivelmente a sua utilização em países com rigorosa legislação em termos de preservação do meio ambiente e da vida humana. O revestimento de dutos submersos ou enterrados por meio de esmaltes de alcatrão de hulha vem tendo sua utilização sensivelmente diminuída pelos seguintes motivos:    Sua resistividade elétrica decai a cerca de 60% nos primeiros 10 anos depois de aplicado. demandando maior solicitação do sistema de proteção catódica. A aplicação pode ser manual ou mecânica.  Aplicação do esmalte de alcatrão. menor preço do que aquele. Degradação devido à ação dos raios solares quando armazenado por períodos de tempo superiores a 6 meses. Fitas de PVC. Aplicação imediata de uma camada de véu de fibra de vidro e outra de papel feltro. pelo melhor controle da qualidade na aplicação. antecede a aplicação das fitas uma limpeza da superfície e a aplicação .Revestimentos com asfaltos: o revestimento com asfaltos aplicados a quente e reforçados com tecidos de fibra de vidro e feltro asfáltico é empregado em dutos enterrados. Tem. . Sérios problemas de poluição ambiental. Fitas de poliéster.Revestimento com fitas plásticas: as fitas plásticas mais utilizadas em revestimentos são:    Fitas de polietileno (as mais utilizadas. que é feita a quente. .   Quando aplicados no revestimento de dutos enterrados em terrenos impregnados com pedras. por razões idênticas às do alcatrão de hulha. devido a seu melhor desempenho). entretanto. logo após o véu de fibra de vidro. à semelhança do esmalte de alcatrão de hulha. Nesta última a qualidade do revestimento é sempre superior. As fitas são aplicadas helicoidalmente em torno do tubo a ser protegido com uma sobreposição de 50% entre camadas. o transporte. Seu uso está em declínio. Aparecimento de revestimentos modernos à base de polímeros. O revestimento de esmalte de alcatrão de hulha em oleodutos. requer uma proteção conta danos mecânicos. o armazenamento e o lançamento dos tubos revestidos.

extrudado sobre o tubo que se quer proteger. a uma temperatura da ordem de 200°C. baixa adesão em relação à superfície metálica. constituem-se em um revestimento de qualidade inferior. portanto.Revestimento com tinta epoxi em pó (Fusion Bonded Epoxi): é também um moderno sistema de proteção anticorrosiva de dutos enterrados e submersos. para conferir propriedades anticorrosivas (a espuma. Tem maiores problemas de perda de adesão em baixas temperaturas (inferiores a 10 oC). a utilização de revestimento por tinta à base de coal-tar epoxi só é recomendável em obras pequenas ou de pouca responsabilidade. Apresenta. também a base de polietileno (modificado). possui excelente resistência a danos mecânicos. não é impermeável). um revestimento precário em tubulações enterradas. Constitui-se de uma camada de 400 a 450 micrometros de espessura. Possui pouca resistência mecânica. Outra excelente propriedade que possui é a boa resistência ao descolamento catódico (Cathodic Disbound).Revestimento com polipropileno extrudado: trata-se de um revestimento semelhante ao polietileno. porém sua temperatura limite de utilização é de 120 oC (a do polietileno é de 60 oC) e sua resistência ao descolamento catódico é também superior. Além da impermeabilidade. o que lhe propicia baixa incidência de reparos durante o lançamento do duto. possuindo 10% de células abertas. A aplicação em duas camadas constitui-se em um recurso para obter-se melhoria da performance.Revestimento com espuma rígida de poliuretana: a espuma rígida de poliuretana é utilizada quando se requer que o revestimento anticorrosivo possua também boa capacidade de isolação térmica (dutos operando a alta ou a baixa temperaturas). entretanto. sendo. sendo o revestimento complementado normalmente com camisa de polietileno extrudado. A aplicação é feita normalmente em três camadas. porém. Apresentam como grande vantagem a aplicabilidade no campo. Requer um preparo de superfície com grau de limpeza As 2 1/2 (jateamento quase branco). . Tem aplicação e propriedades semelhantes ao polietileno. . que utiliza o polietileno de baixa densidade. . à base de .Revestimento por tinta à base de coal-tar epoxi: a pintura com coal-tar epoxi é usada em uma espessura da ordem de 500 mm. As fitas são recomendadas apenas para pequenas tubulações e obras de pouca responsabilidade. .de um primer capaz de melhorar a adesão da fita. Como a manutenção do revestimento em estruturas enterradas ou submersas é muito difícil. como a possibilidade de falha na sobreposição é considerável. a segunda um adesivo à base de polipropileno e a terceira o revestimento em si de polipropileno. sendo a primeira de epoxi em pó aplicado eletrostaticamente. É aplicado com espessura variando de 3 a 5 mm. É normalmente aplicada com espessura em torno de 50 mm. que lhe confere excelente resistência à corrosão. . São também particularmente aplicáveis a reparos no campo. A extrusão é feita em conjunto com um "primer" (adesivo).Revestimento com polietileno extrudado: trata-se de um moderno revestimento. só que utilizando o polímero polipropileno.

É o melhor sistema de proteção anticorrosiva de dutos que durante o lançamento sofrerão grande flexionamento ou curvamento. Suas principais propriedades são a excelente adesão e a proteção anticorrosiva. o que acarreta uma razoável incidência de reparos durante o lançamento do duto.br . aplicada a pó. pelo processo eletrostático. portanto. A tinta epoxi aplicada a pó pelo processo eletrostático.org. OUTRAS INFORMAÇÕES PERTINENTES RECORRER AO SEGUINTE ENDEREÇO http://www. não está sujeita a muitos poros e assim possui impermeabilidade (proteção por barreira) ainda superior às tintas epoxis convencionais. A película de 400 micrometros tem elevada dureza e. portanto sem solvente. baixa resistência ao impacto.abraco.resina epoxi termocurada. É particularmente aplicável a lançamentos submarinos.