You are on page 1of 12

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE EDUCAÇÃO

Clara Anunciação de Vasconcelos

História em quadrinhos em sala de aula: análise do gênero.

Belo Horizonte Março de 2014

2 UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE EDUCAÇÃO Clara Anunciação de Vasconcelos História em quadrinhos em sala de aula: análise do gênero. Pré-projeto de estágio apresentado à disciplina de Análise da Prática e Estágio de Português I. como requisito parcial para aprovação na disciplina. Professora orientadora: Maria Zélia Versiani Machado Belo Horizonte Março de 2014 .

.................................... JUSTIFICATIVA ................................ METODOLOGIA .............................................................................................. ANEXO...........................................4 2...........................................................................8 6.......................................... REFERÊNCIAS.....................................7 5..............................5 3............ ........................... CRONOGRAMA ............................................................................................................................................................9 7......... OBJETIVOS ....................6 4......................................................... APRESENTAÇÃO ....3 SUMÁRIO 1....12 ..................................................................

em convênio com a Secretaria Municipal de Educação. graduada em História pela UNI-BH e com uma especialização em andamento sobre Educação e Cinema. Isso ocorreu. No PCN. formada em Magistério pela Escola Estadual Ordem e Progresso. Evanilce já lecionou diversas disciplinas. nos mais diversos anos. Apesar disso.4 1. da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais. devido a dois fatores: primeiro. mesmo que de forma indireta. a leitura e compreensão do gênero história em quadrinhos foi o eixo de ensino escolhido como objeto para o desenvolvimento do projeto. Ao se levar isso em consideração. os quadrinhos aparecem implicitamente no estudo de tiras e charges. programa de especialização lato sensu para professores da Educação Básica. que a veem como uma distração e como uma fuga da leitura dos clássicos e. consideradas linguagem escrita de imprensa (1998:54). as HQs não são bem vistas pelos docentes. pelo LASEB. APRESENTAÇÃO Os últimos anos viram uma crescente produção teórica sobre o uso das histórias em quadrinhos (HQs) em sala de aula. Na docência há mais de 20 anos. . O campo de estágio escolhido para a aplicação desse projeto foi a Escola Municipal Tristão da Cunha e a professora regente e supervisora do estágio é Evanilce Aparecida Maia. principalmente. segundo. pela inserção do gênero nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) de Língua Portuguesa para o Terceiro e Quarto ciclos do Ensino Fundamental. por ser considerada uma leitura menor. podemos notar que o uso de histórias em quadrinhos em sala de aula é praticamente nulo. estando há dois anos lecionando a disciplina de Língua Portuguesa. por desconhecimento dos professores em como utilizar as HQs como recurso pedagógico.

pela definição de Freire sobre a leitura. Além disso. Sendo assim.5 2. Jornadas. com escasso arcabouço teórico. por se mostrar um campo de vastas possibilidades. o que corroborou para essa escolha. daí que a posterior leitura desta não possa prescindir da continuidade da leitura daquele. obrigando os docentes a adotarem uma nova postura sobre o gênero. Diante do que foi dito. JUSTIFICATIVA A concepção de leitura no presente projeto supõe um processo complexo de interação entre leitor-texto-contexto. Ademais. de Dileta Delmanto e Laiz Barbosa de Carvalho. a escolha de trabalhar com as histórias em quadrinhos deu-se. essa se mostrou bastante receptiva com o tema e com as atividades propostas. ou seja. . Outro fator relevante para a escolha das histórias em quadrinhos refere-se a menção da necessidade dos alunos. o trabalho aqui desenvolvido poderá ser utilizado como base para futuras investigações sobre o tema.port. A compreensão do texto a ser alcançada por sua leitura crítica implica a percepção das relações entre o texto e o contexto. serem competentes na leitura de tiras e charges. Ao conversar com a professora regente sobre as possibilidades do projeto. Dialoga-se desse modo. p. O livro didático adotado para os alunos do 6º ano. Portanto. a apreensão dos textos é antes de tudo a apreensão do mundo e do que ocorre ao nosso redor. apresenta uma unidade didática contemplando os mais diversos aspectos das histórias em quadrinhos. em parte. com a conceituação proposta por Paulo Freire (2006. do Terceiro e Quarto ciclos do Ensino Fundamental. Linguagem e realidade se prendem dinamicamente. aspectos da vida real. apesar de ainda ser árida as experiências de ensino sobre esse gênero e. portanto. as histórias em quadrinhos tem sido recorrentes em provas de concursos públicos e no Exame Nacional do Ensino Médio. por ser um gênero de ampla circulação social atualmente (vemos HQs em revistas direcionadas ao público jovem.11). encontrada no Parâmetros Curriculares Nacionais. em jornais e nas redes sociais) e por apresentar em grande parte de sua produção. a escolha das histórias em quadrinhos não foi aleatória e nem difícil. ao afirmar que A leitura do mundo precede a leitura da palavra. as histórias em quadrinhos foram escolhidas como objeto de ensino por se aproximarem da linguagem e da realidade dos jovens.

3.1.2.2.6 3. compreender a história por seu contexto. Estudar os tipos de balões. etc. 3. Objetivos específicos 3. possibilitar o contato direto dos alunos com textos reais. conhecer esse gênero textual em sua estrutura e função.3. .5. 3.2. percebendo características da linguagem das histórias em quadrinhos. elementos gráfico-visuais.1.2.4. valorizar a leitura como fonte de conhecimento. sequência de diálogos. incentivar a prática da leitura.2. temática.2. Objetivos Gerais O objetivo geral deste projeto é promover o uso das histórias em quadrinhos como recurso didático de incentivo à leitura e formação do leitor. OBJETIVOS 3.2. 3. o desejo e o prazer de ler. 3.

METODOLOGIA Para realizar o presente projeto serão necessárias quatro aulas de uma hora de duração cada. será entregue um roteiro de atividades (em anexo) para encerrar as discussões sobre o gênero história em quadrinhos. Essas deverão ser respondidas na folha de exercícios que será entregue e envolverão a identificação de elementos gráficovisuais. serão apresentadas diversas tirinhas e histórias de uma a três páginas a fim de promover a leitura e possibilitar a observação dos mais diversos recursos utilizados nas HQs. espaço. fisionomia dos personagens. Nesta fase. elementos gráfico-visuais. Iniciaremos com uma leitura livre das HQs de acordo com o gosto de cada aluno e depois será realizada a leitura de tiras e curtas HQs (de no máximo três páginas). tipo de narrador e enredo e. de produção textual do gênero estudado. representação dos sons etc. O processo de ensino aprendizagem se dará por fases. linhas cinéticas. Na última aula objetiva-se realizar a correção do exercício proposto acompanhado de uma discussão final sobre a função das HQs e sua recorrência nos dias atuais. aproveitaremos para levar os alunos à biblioteca da escola com o objetivo de incentivar os alunos a visitarem mais esse ambiente da escola e usufruí-lo melhor. será feita uma sondagem com alunos sobre as HQs e qual é a expectativa deles em relação ao estudo desse gênero. tempo.7 4. Após a sondagem. . além dos elementos inerentes à narrativa: personagem. com o objetivo de discutir sobre o que os alunos conseguiram perceber sobre a estrutura dos quadrinhos: tipos de balões. Inicialmente. Após a discussão e a partir de uma metodologia comum nas aulas observadas.

8 5. CRONOGRAMA Março de 2014 a Maio de 2014 Etapa/mês Março Abril Maio Definição do tema/objeto X Levantamento bibliográfico X X X Elaboração do projeto X X X Entrega da primeira versão do projeto X Entrega da versão final do projeto X Observação em campo X X X Aplicação do projeto X Entrega da versão final do artigo X Seminário X .

como poemas. Observe as ações realizadas nos quadrinhos abaixo e crie onomatopeias para cada uma delas: _____________ ____________ ____________ _____________________ ____________ ____________ ________________________ ____________ . ANEXO Refletindo sobre histórias em quadrinhos 1. ligue cada balão a sua função: Fala censurada Fala Esforço físico Pensamento Sussurro 2. contos. Com base nisso. podendo mostrar a fala de mais de um personagem ao mesmo tempo.9 6. se o personagem está cantando ou se teve alguma ideia. Nas histórias em quadrinhos cada balão exerce uma função. As onomatopeias são palavras utilizadas para reproduzir sons e barulhos nos textos escritos. romances e histórias em quadrinhos. crônicas.

O que está acontecendo nos quadrinhos abaixo? Observe cada imagem e escreva o que os personagens estão pensando e sentindo em cada quadrinho. como seria o desenho? . Se a Mônica estivesse pensando em dinheiro como seria o desenho? E se ela estivesse sem dinheiro nenhum.10 3.

Crie um final para a história e desenhe no último quadrinho. 6. Imagine as falas e pensamentos dos personagens. Observe os quadrinhos abaixo e faça o que se pede: a) Quem são os personagens da história? b) Onde a história acontece? c) O que o Chico Bento estava carregando? d) Porque a Rosinha pediu ao Chico Bento para colocar o espantalho perto da árvore? e) Há algum elemento gráfico que representa movimento? Qual? 5. Desenhe balões nos quadrinhos apresentando essas falas ou pensamentos. .11 4.

Paulo. et al.. .7-30). (Orgs. Disponível em: <http://portal. 1ª reimpressão. FERNANDES. O uso das histórias em quadrinhos na sala de aula.ed. VERGUEIRO. Paulo.gov. Waldomiro. Carla Viana.letras. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam.2005.2 . Universidade Federal de Pernambuco.2 . v. Waldomiro. 2013. Lívia. Letícia.2 .. Germana da Costa. RAMOS. In.). São Paulo: Contexto: 2012.). VERGUEIRO.br/redigir/atividades. 1ª reimpressão. Português. 2006. (Orgs.. A linguagem dos quadrinhos: uma “alfabetização” necessária. 1ª reimpressão.br/seb/arquivos/pdf/portugues.31-64). Como usar as histórias em quadrinhos em sala de aula. Waldomiro.. In.lematec. 4. Uso das HQs no ensino.12 7. São Paulo: Contexto.ufmg.1.. (p. Janette. CAVALCANTI. São Paulo: Contexto: 2012..ed. FREIRE.net/CDS/TCCV2/CD/artigos/guimaraescavalcanti. Universidade Federal de Minas Gerais Faculdade de Letras: Projeto Redigir. Waldomiro. Waldomiro. RAMALHO. SUASSUNA. (p.: RAMA.2007. 48..7-21).pdf> Acesso em 11 de março de 2014.: VERGUEIRO. (p.1 . Refletindo sobre histórias em quadrinhos.: RAMA. GUIMARÃES. ARCANJO.). Angela. (p. VERGUEIRO. Os quadrinhos (oficialmente) na escola: dos PCN ao PNBE.9-42). São Paulo: Cortez.mec. Disponível em: < www. Parâmetros Curriculares Nacionais Terceiro e Quarto Ciclos do Ensino Fundamental. 1. ed. Disponível em: < http://www. 4.2006. Angela.pdf> Acesso em 22 de março de 2014. REFERÊNCIAS COSCARELLI. Maria de Fátima Cavalcante.htm> Acesso em 11 de março de 2014. Waldomiro. maio de 2007. Caderno de Trabalhos de Conclusão do Curso de Pedagogia. (Orgs.ed. In. Quadrinhos na educação: da rejeição à prática.2006. VERGUEIRO. Ana Célia Feitoza. Como usar as histórias em quadrinhos em sala de aula. VERGUEIRO..