Propaganda e Regimes Ditatoriais

Rio de Janeiro 2011

1

. Página 1 Abordagem Histórica.................................................................................. Página 14 Bibliografia ............Sumário       Introdução .. ameaça em território estratégico ...............Ainda não é o Fim........................... um espião em nosso meio............................Estados Unidos......................Página 2 Brasil...................... preparativos para o 11 de Setembro ..................... Página 16 2 ....... Página 10 Considerações Finais......................................................... Página 5 Chile.............................................

o mesmo procurará fixar um paralelo com a atuação estratégica dos Estados Unidos em tais Estados em um dos períodos mais cruciais da Guerra Fria como meio de estabelecer uma relação entre política interna brasileira e política interna chilena e seus reflexos nas suas políticas externas. quando este fato se insere em um plano de fundo de notável embate entre duas superpotências pela disputa e predomínio sob o maior número possível de mentes. houve a utilização de um rico material bibliográfico. que foram aliados de muitos Estados para a difusão de ideais de insurreição que suscitaram em golpes militares nos diversos países da América Latina. Este projeto fará um recorte espacial no Brasil e no Chile com vistas a apresentar de forma mais concisa o desdobramento deste processo nos governos que antecederam a implantação do regime ditatorial nestes locais. Este projeto monográfico tem como objetivo despertar a visão crítica do leitor para com os métodos. Tal gama de possibilidades engloba desde a simples propagação de um filme. Para o leitor é lançada a reflexão: Até que ponto a inserção de ideais estrangeiros por meios subversivos de penetração em uma Nação afeta a manutenção de sua soberania? 3 . que para muitos indivíduos considerados encobertos.Introdução A utilização de toda e qualquer palavra. assim como toda tomada de qualquer atitude convencionam uma intenção. Para tanto. que reúne desde livros clássicos da história brasileira até artigos de colecionador e curtas metragens que retratam de forma clara a problemática relatada neste projeto. tudo o que for necessário será feito para que se atinja a harmonia e estabilidade de um ideal. Neste âmbito. anúncios ou comerciais com significativo viés de convencimento até o uso de métodos de tortura para a obtenção de informações secretas e disseminação de medo. A palavra quando bem engajada em um contexto e com forte grau de sensacionalismo é capaz de persuadir e manipular facilmente o intelecto de grande parte dos indivíduos. Além disso.

Guerra Fria é o termo que usa para caracterizar a fase contida entre 1945 e 1989. Assinado pelo secretário de Estado Henry Kissinger. na Argentina e no Uruguai a entrar em contato com a hierarquia mais elevada daqueles governos para deixar claro que os Estados Unidos tinham conhecimento dos planos e se opunham a eles. a visão das superpotências era de evitar ao máximo a disseminação de ideologia contrária em territórios conhecidos como áreas de influências.”(JONHSON. Os funcionários redigiram um telegrama urgente e ultraconfidencial. 1963) A alternativa que encontrada pelo governo norte-americano a partir do veloz crescimento do comunismo pelo globo e a insurreição de Revoluções foi criar um mecanismo de fiscalização inteligente que viesse assegurar que suas áreas de influência 4 . as potências procuravam investir massivamente na educação ideológica das nações subordinadas ao seu modelo econômico. onde não houve embate conflituoso entre as Nações.Abordagem Histórica. mas sim ideológico. entremeada de afirmações tranqüilizadoras de que os Estados Unidos partilhavam a meta dos governos latino-americanos de derrotar o terrorismo e a subversão. que inclui as décadas de 1960 e 1970. A linguagem era diplomática. Este fator buscava de mesmo modo estimular o crescimento em meio à população civil do desgosto pelo modelo diverso e também os embates e guerras civis entre forças locais de orientações contrárias que achavam nas potências um apoio para a disputa de poder. um espião em nosso meio Os funcionários do Departamento de Estado reagiram com a espécie de franqueza sensata que a maioria das pessoas teria aplicado a uma situação dessas: algo tinha que ser feito para acabar com aquela loucura.Estados Unidos. quando houve a insurgência de Ditaduras Militares por toda a América Latina. Nessa. ( DINGES. não devem e não irão permitir o estabelecimento de outro governo comunista no hemisfério ocidental. Assim sendo. mas a mensagem que os embaixadores deveriam comunicar era inequívoca: sabemos o que vocês estão planejando. O trecho a seguir de um discurso do Presidente norte-americano Lincon Jonhson ilustra tal situação: “As Nações Americanas não podem. 25: 2005) O trecho acima descreve de modo claro o procedimento padrão realizado pelo governo norte-americano frente à tomada de atitudes impulsivas por parte de governos latino-americanos sem a sua supervisão. não o façam. o texto instruía os embaixadores americanos no Chile. Tal postura é característica da fase da guerra Fria. assim como na assistência política e econômica para o desenvolvimento harmonioso das demais nações sob a sua influência.

. Enquanto isso. A instituição que se tornou símbolo de tal fenômeno foi a CIA (Central Intelligence Agency). cujo objetivo era a dominação mundial por quaisquer meios a quaisquer custos. Ainda nos anos 60.]Os Estados Unidos estavam a enfrentar um inimigo implacável.]E daí a CIA passou a empreender covert actions. classificado como Top Secret. dominou as atividades dos Estados Unidos contra o Bloco Soviético nas décadas seguintes. 82-83: 2008) A forma pela qual a penetração de tal mecanismo de inteligência se deu na América Latina foi essencialmente através do apoio exacerbado a governos de tendência direita e positivista... e também na América Latina.. a CIA. termo utilizado para se referir à ameaça suscitada pela penetração comunista. como sucessora do Office of Strategic Service (OSS). a CIA participou de diversos golpes de Estado na América Latina. segundo sua própria definição. contrária à guerra do Vietname... (BANDEIRA. A parceria entre os ex-nazistas e a OSS/CIA. a Argentina.. e líderes do movimento negro. em diferentes lugares do mundo. uma série de acções através de um dos braços americanos mais importantes. há muito tempo existentes deveriam ser reconsiderados. significam atividades clandestinas ou secretas destinadas a influenciar governos estrangeiros. Três anos depois. como a Guatemala. escreveu o general Doolittle [. organizações ou pessoas em apoio à política exterior dos Estados Unidos. um documento de 69 páginas... eventos. a agência americana articulou o golpe militar do general Augusto Pinochet. que. o Chile e o Brasil. Todos nós sabemos da influência directa da 5 . A Guerra Fria provoca. conduzidas de tal maneira que o envolvimento do governo americano não aparecesse. Se os Estados Unidos forem sobreviver. a CIA não conseguiu impedir no Chile a posse do presidente eleito. Em 1970.Doolittle submeteu ao Presidente dos Estados Unidos então o general Dwight Eisenhower. inclusive o de março de 64. entre os quais o general Reinhard Gehlen. o Uruguai. conceitos americanos de “jogo limpo”. Não há regras em tal jogo.. sobre a qual o trecho a seguir descreve: A CIA foi criada em 1947. ao fim da Segunda Guerra Mundial. que resultou na morte de Allende e no surgimento de uma feroz ditadura. o socialista Salvador Allende. contendo 42 recomendações que deveriam ser observadas na Guerra Fria com a União Soviética [. segundo o jornalista Joseph Trento.. que implantou uma longa ditadura militar no Brasil.. durante o governo do Presidente Harry Truman (1945-1953).não viessem a ser reprimidas pelo perigo vermelho. Esse braço se manifesta de uma forma nítida em vários países. nos Estados Unidos o FBI fazia escutas telefônicas clandestinas para chantagear artistas como a atriz Jane Fonda. ações encobertas. o general James H. que protegera e recrutara milhares de oficiais nazistas de alta patente. Em 30 de Setembro de 1954. como Malcolm X e Martin Luther King.

não há dúvida de que a CIA realizou a sua tarefa dentro do Brasil. 6 . Além disso. tanto o Brasil como o Chile não atentaram para este fato. tudo que fosse necessário a ser feito para a manutenção do modelo previamente estabelecido seria executado. somente a tomada de uma postura mais incisiva e enfática é capaz de fazer concluir que o mundo não é fantasia. Entretanto. a presença do serviço secreto americano pode ser percebida em alguns momentos e. quando os sinais e aconselhamentos iniciais não são o bastante para despertar para a questão de que na realidade o poder se distribui de cima para baixo. em 1964. Infelizmente. Nesta luta pela hegemonia. No Brasil. Mas atribuir-se à CIA todo o movimento de 64 e o próprio golpe militar é um exagero evidentemente inaceitável. surge a pergunta: Por qual razão se optou pelo radicalismo ao invés da via pacífica e democrática? A clara razão para este fato é o temor por parte dos Estados Unidos pela perda da posição como uma potência sólida e a conseqüente rendição de seus esforços e recursos para a potência inimiga. mais particularmente. De imediato. de apoio a determinados sectores de direita e de solapamento do próprio governo de Jango.CIA na queda de Salvador Allende e na subida de Augusto Pinochet como sangrento ditador do Chile durante muitos anos.

o que significava a direta necessidade de empréstimos em massa. A partir da implantação da política externa independente por João Goulart. quando da inserção do Positivismo no Brasil. Para tanto. só 40 milhões foram entregues. A hostilidade empresarial aumentou em setembro de 1962.ameaça em território estratégico As raízes do Golpe de 1964 são complexas e profundas. não mediu esforços para impedir um indesejável acontecimento e aplicou medidas preventivas para a mesma destacando Lincoln Gordon como embaixador norteamericano no Brasil e Vernon Walters também atuando na embaixada: Vernon estimulou a hipótese da ingerência direta de Washington no golpe contra Goulart. que provém de cunho ideológico desde o século XIX. mas também diversas economias latino-americanas se encontrarem em processo de solidificação de sua base industrial. Sucederam-se restrições econômico-financeiras. pressionado pelo Congresso. o então presidente dos Estados Unidos.Brasil. Esta postura. especialmente do Exército. como no caso das relações sociais e da ética. a propósito. no qual os membros das Forças Armadas.de uma ajuda de 338 milhões de dólares aprovada em 1961. se fez uso de mecanismos de restrição econômica para aquele Estado que apresentasse qualquer objeção ao modelo capitalista. Da ocorrência da Revolução Cubana em território latino-americano e sob influência de forte dos Estados Unidos. quando o Congresso brasileiro aprovou a Lei de Remessa de Lucros. O Positivismo de mesmo modo busca explicar coisas mais práticas e presentes na vida do homem. que Goulart 7 . foi aqui instigada pela missão militar francesa que viera ao Rio de Janeiro transmitir artes de guerra para o Exército Brasileiro. Empréstimos aprovados antes da posse de Goulart só foram liberados parcialmente. se tornou intolerável a concessão de quaisquer brechas capazes de levarem ao estabelecimento de um segundo Estado comunista no local. Gordon e Walters se tornariam dirigentes da Agência Central de Inteligência. por sinal. reivindicavam por maior participação na tomada de decisões do governo. Este termo sugere a observação de fenômenos subordinando a imaginação à observação. CIA. Sem mencionar o fato de não somente o Brasil. Jonh Kennedy. Tal ideologia tem suas origens no Brasil a partir do movimento tenentista.

de outro lado. Volume 1. Gordon considerava como “ilhas de sanidade administrativa” as atuações de governadores como Carlos Lacerda (Guanabara) 8 . ordenou o financiamento das campanhas dos governos estaduais em candidatos contrários a Jango. No Brasil era o período de eleições estaduais. os movimentos de greves. a 250 candidatos à Câmara e a mais de quinhentos candidatos às Assembléias Legislativas. Mas o FMI não ataca as causas da oferta insuficiente do aparato produtivo e lança suas cargas de cavalaria contra as conseqüências. e a influência decorre da impotência estrutural.. as doações de campanha resultaram numa CPI. 293: 2010) Os grupos provenientes da esquerda foram os que mais reagiram às medidas tomadas pelo governo. os governos estaduais de oposição. Lincoln Gordon estabelecia linha direta entre. já que viam nestas a continuação de uma política que eles mesmos combatiam. Os planos para derrubar Goulart ganharem velocidade. Coleções Caros Amigos. Vernon Waters falava com os militares. comandadas pela CGT. A nova lei restringia a remessa de lucros para o exterior a 10% do capital registrado. o que repercutia mal nos setores patronais. uma vez que suscitou um processo inflacionário: Em toda América Latina.. presidente norteamericano. “Dinheiro Aprovado para Goulart ia para os adversários”. Como a bancada de esquerda aumentou. Eles iniciaram. Esta apurou que as doações vinham dos bancos "Royal Bank of Canada". de um lado. Philip Agee. então. Segundo o ex-agente da CIA. Lana.] (GALEANO. as agências financeiras e o governo dos Estados Unidos e. Kennedy.. Foi doado dinheiro para o IBAD e para a viabilização econômica do IPES com a finalidade de desestabilizar o governo brasileiro. esmagando ainda mais a mesquinha capacidade de consumo do mercado interno a uma demanda excessiva nestas terras de famintos. São Paulo: Editora: Caros Amigos. (NOWIKOW.sancionaria em janeiro de 1964. os fundos provenientes de fontes estrangeiras foram utilizados na campanha de oito candidatos aos governos dos 11 estados onde houve eleições. "Bank of Boston" e "First National City Bank". o sistema produz muito menos do que necessita consumir. em apoio a 15 candidatos ao Senado. 2007) Os reflexos desta ação preventiva foram negativos para o Brasil. ingerindo diretamente na política interna brasileira.[.

Bank of Boston. Coleções Caros Amigos. É ressaltada também no vídeo a exorbitante captação de lucros no Brasil de empresas americanas e ofuscada sutilmente a tentativa atrapalhada de intervenção norte-americana. Anselmo era estudante universitário infiltrado como marinheiro pelo Centro de Informações da Marinha (CENIMAR). First National Bank. “Dinheiro Aprovado para Goulart ia para os adversários”. A insurreição do Golpe era para ser propositalmente exposta para causar temor em Goulart e a escolha de Castelo Branco para a Presidência escolha foi claramente aleatória e formalizava o estabelecimento do Regime em si. O desdobramento para o Golpe.com/watch?v=ipv2gG1R2T8&feature=related) Quanto ao Golpe de 1964. Coca-Cola. São Paulo: Editora: Caros Amigos. aliás. Volume 1. YouTube. e empresas como Shell. IBM e Texaco colaboraram para financiar as campanhas eleitorais de inimigos de João Goulart. foi financiada pela própria instituição. 10/07/2011 http://www. em colaboração com a CIA. que não haviam sido corretamente punidos de acordo com ritos militares. Esta marcha.youtube.” (NOWIKOW. O dinheiro negado a Goulart chegava aos cofres de seus adversários. O trecho seguinte trata-se de um vídeo que detalha o que de fato ocorreu em meados à insurreição na noite de 31 de Março de 1964: O vídeo em questão descreve os momentos anteriores ao Golpe de 1964. Lana. muitas pessoas entram em contradição sobre a terminologia do que se deu: Golpe ou Revolução? O autor Luiz Muniz Bandeira estabelece a distinção entre eles: 9 . Lana. Volume 1. (NOWIKOW. O Dia que Durou. 2007) “Bancos como Royal Bank of Canada. parte do objetivo norte-americano já estava concretizada através do alcance aos bolsos de muitos brasileiros. A gota d‟água se deu quando o marinheiro Anselmo instigou uma marcha contra a decisão de Jango pela a anistia de alguns sargentos. foi questão de dias. 2007) A repercussão da avalanche financeira contribuiu para a degradação da imagem de Goulart. Coleções Caros Amigos.e Adhemar de Barros (São Paulo). São Paulo: Editora: Caros Amigos. somente dando a idéia de distante supervisiona mento. ( 21 Anos. Portanto. então. “Dinheiro Aprovado para Goulart ia para os adversários”. destacando a conspiração comunista suscitada por Goulart pela instalação de uma Ditadura Comunista no Brasil e a postura assumida pelos Estados Unidos diante de tal ameaça.

A diferença fundamental entre um mero golpe de Estado e uma Revolução consiste no fato de que a Revolução subverte a estrutura econômica e social de uma sociedade. sendo queimados todos aqueles considerados subversivos e que fizessem menção ao comunismo. As reportagens praticamente ignoraram as prisões em massa. 79: 2008) Após o estabelecimento do Regime Militar. carregado da retórica anticomunista que marcou a Guerra Fria e com extensos elogios aos militares. (BANDEIRA. a fim de que o Estado maior das Forças Armadas se arrogasse o poder Constituinte.. e classificaram a mudança de governo como “golpe sem sangue” que evitou uma guerra civil. aqui está o que você pode fazer”. por vezes.] Seleções também sugeria a quem viajasse levasse cópias do artigo.. Quanto à implantação da Ditadura no Brasil. São Paulo: Editora: Caros Amigos. A mensagem é esta: com determinação e planejamento inteligente. reprimindo o movimento sindical. representada na folha de papel. Emblemático foi o artigo que a revista Reader‟s Digest (Seleções): traçava um retrato extremamente negativo dos anos Goulart.Golpe de Estado e Revolução são dois acontecimentos distintos. Se você quiser ajudar a espalhar essa importante mensagem. “Como a imprensa americana noticiou os acontecimentos no Brasil”. Dizia: “O país que se salvou contém informação útil e vital para qualquer nação ameaçada pela subversão comunista.[. a mídia internacional interpretou-a de maneira positiva. o governo passou a fazer um rígido controle sobre qualquer material educacional e informacional que circulasse no país.. para editar Atos Institucionais. Coleções Caros Amigos. sobretudo. enquanto Golpe de Estado quase sempre visa preservar o status quo ou apenas a mudar um governo ou ordenamento jurídico. os Atos Institucionais foram constantes e restringiram gradativamente as liberdades e direitos civis. derrogar ou ajustar a Constituição. Título do artigo: “O país que se salvou”.e os leitores eram encorajados a mandar esse texto pelo correio a amigos no exterior ou que vivessem em “áreas sensíveis de novos países em desenvolvimento ou em países mais antigos que enfrentam ameaça comunista” [. uma cidadania rebelada pode se livrar da mais profunda ameaça comunista. porém não se excluem e. Volume 1. como ocorreu na Rússia em 1917. Um anúncio de ágina inteira informava aos leitores “como usar este artigo”.. constando somente reportagens a favor do Regime e informes que não atingiam a integridade do 10 .]Houve Golpes de Estado que se auto-rotularam como Revolução. constituiu-se um renovado modelo de jornalismo. como aconteceu no Brasil em 1964. (NOWIKOW. Lana. que cercearam as liberdades e os direitos civis. publicando em uma das edições da famosa revista Seleções: A imprensa americana deu apoio quase unânime ao reconhecimento “na velocidade da luz” que o governo Lyndon Johnson concedeu ao novo governo militar e à agenda anticomunista dos líderes golpistas.. A partir daí. o estrangeiro. as liberdades e favorecendo o empresariado nacional. se completam. 2007) A partir de então.

À noite. Jornal Nacional.sistema. Veja: Na segunda-feira. havia aqueles informes que suscitavam o modelo capitalista de consumo. “Sentiu dor de cabeça e tonteira” (Perdeu a voz). começou o espetáculo da rotina de despachos dos ministros militares no exercício temporário da Presidência da República. À tarde. 1º de Setembro de 1969 houve duas estréias no Brasil. O “Brasil Novo” tinha a informar que Costa e Silva apresentara “o primeiro sinal da crise circulatória [na] quinta-feira” da semana anterior (foi na quarta). inaugura-se. Eram 19h56 quando o locutor Hilton Gomes anunciou: O Jornal Nacional da Rede Globo. 105: 2002) 11 . da Rede Globo. chegou ao Rio passando mal” (chegou com um quadro clássico de isquemia cerebral). tão paralítico e mudo quanto no sábado. O símbolo máximo deste fenômeno foi a estréia do telejornal. Além disso. “Passou bem a noite e está em recuperação (Estava prostrado na cama. neste momento: imagem e som de todo o país. um serviço de notícias integrando o Brasil Novo. foi ao ar a primeira edição do Jornal nacional. Alimentava-se de líquidos e papas). (GASPARI. que por sua vez foi resultado do massivo investimento norte-americano no país. assim como o american way of life. no palácio Laranjeiras. “Na sexta. Escondia o braço debaixo do travesseiro quando via que iam aplicar mais injeções.

Henry Kissinger. Adiciona-se a este fato os milhares de oficiais militares chilenos a caminho dos Estados Unidos para serem treinados sobre o impacto do comunismo global em seu país. ordenou medidas para "fazer o grito economia. em sua reunião com o diretor da CIA Richard Helms e Procurador Geral John Mitchell em 15 de setembro de 1970 o presidente Nixon e seu Conselheiro de Segurança Nacional. O trecho abaixo destaca o modo através do qual a CIA encontrou abertura de ação no Chile antes do governo Allende: 12 . Para além da ação política. Esforços dos Estados Unidos para apoiar as forças anti-comunistas remotam no Chile por volta do final dos anos 1950 e refletem a rivalidade entre os Estados Unidos e a União Soviética para influenciar todo o Terceiro Mundo. o consenso nos níveis mais altos do governo dos EUA foi a de que uma Presidência Allende seriamente ferido interesses nacionais dos EUA. a fim de melhorar a imagem do Chile no Congresso dos Estados Unidos. Depois de Pinochet chegou ao poder. decisores seniores parecia relutante em criticar as violações de direitos humanos. preparativos para o 11 de Setembro O plano de fundo no qual se insere a realidade chilena em fins da década de 1960 e início da década de 1970 é tal de recente implantação de regime comunista em pleno território latino-americano. tornou-se o aumento das preocupações entre os anos 1960 e 1970 para os Estados Unidos. segundo nota Helms. Nixon e Kissinger. De acordo com o relatório da Comissão Church. dirigiu a CIA para impedir posse de Allende. De acordo com um Memorando lançadas anteriormente em Junho de 1976 indicando para Pinochet que o governo dos Estados Unidos era simpático ao seu regime. levando a diplomatas tarefa EUA pedindo uma maior atenção para o problema. junto com a fragmentação contínua por conservadores e moderados forças políticas. embora Kissinger aconselhou alguns progressos nos direitos humanos. Eles não estavam "preocupados com os riscos envolvidos". Depois de Allende ganhou uma pluralidade nas eleições presidenciais de 04 de setembro de 1970. Ajuda militar dos EUA e as vendas cresceram significativamente durante os anos de maior abusos dos direitos humanos. que queriam evitar a emergência de "outra Cuba" no Hemisfério Ocidental. A força crescente da esquerda chilena. de acordo com notas Helms.Chile." Essas atitudes da Guerra Fria persistiu na era Pinochet.

os esforços de propaganda anterior foram fundidos. o Comitê aprovou 303 uma campanha nova ação secreta destinada a apoiar os candidatos selecionados para as eleições do Congresso em 7 de março. trabalhando através de sua infra-estrutura estabelecida. A operação foi considerada um sucesso e foi encerrado em 30 de Junho.gov/library/reports/general-reports-1/chile/index. Em 1965-1966. (Governo Americano.gov/library/reports/general-reports-1/chile/index. Até o momento da eleição. No mesmo período. (Governo Americano.html>) Na chegada às eleições de 1964.Em 1962. Esses programas foram projetados principalmente para ajudar as partes em atrair seguidores maior.cia. uma campanha de ação política foi formulada com vistas a impedir a subida de Salvador Allende no governo. Frei vitória sobre o 04 de setembro de 1964 foi um marco no esforço da CIA eleição chilena. CIA Activities in Chile. e influenciar a sua orientação política para apoiar os objetivos dos EUA na região. O âmbito das actividades da CIA no Chile propaganda foi expandida em 1967. Alguns de seus tópicos de propaganda incluíram a ameaça representada pelo bloco soviético com a tradição democrática do Chile. CIA Activities in Chile. 13 . Esta campanha. com o apoio do Departamento de Estado. a CIA: Em 05 de fevereiro de 1965. especificamente contra a presença bloco soviético no país. o perigo locais frentes de esquerda colocados para o país. para apoiar os candidatos selecionados para o Congresso. Um outro episódio da história chilena também configurou a presença da instituição de inteligência secreta. em 1963. a CIA recebeu autoridade para executar projetos de ação secreta em apoio do Partido Radical chileno e o Partido Democrata Cristão (PDC). 13/07/2011. a CIA foi responsável pelo apoio continuado colocações unilateral de propaganda nos meios de comunicação de massa para influenciar a opinião pública contra os partidos de esquerda e candidatos. < https://www. Este projeto foi para influenciar a opinião pública contra os partidos de esquerda e candidatos. e promover a liderança pró-democracia no Chile. elaborado e realizado em cooperação com o embaixador dos EUA no Chile.cia. Esforços de propaganda para apoiar a mídia pública consistia principalmente de financiamento e orientação aos ativos recrutados dentro selecionados estações de rádio e jornais chilenos. 13/07/2011. melhorar a sua organização e eficácia. < https://www.html>) A abertura para a realização da operação foi concedida. autorizou a CIA. para promover o "anti-comunista" temas. a Comissão tinha aprovado 303 de um total de US $ 3 milhões para manter Allende de ganhar. e a CIA estabeleceu um projeto de ação secreta para apoiar a colocação de propaganda nos meios de comunicação chilenos. Ele contou com o suporte de um grupo de mulheres militantes. Um objetivo secundário desses programas era o de apoiar os esforços para dividir o Partido Socialista. o Grupo 5412 aprovou um pagamento único para a Frente Democrática. A pedido do embaixador dos EUA no Chile.

encaminhamento de informações propaganda em todo o mundo para a colocação na mídia local. CIA Activities in Chile. Frei não agiu da maneira acordada. a CIA. Entretanto. inclusive fazendo propostas para os militares de um governo estrangeiro para solicitar seus insights. Ambos faixa I e iniciativas Track II correu simultaneamente até que o Congresso elegeu Allende em 24 de Outubro. o que levou a uma junção fracassada de agentes da CIA e militares chilenos que apoiavam o golpe.html>) A seguir.Com as eleições de 1970 perto. (Governo Americano. a vitória de Allende foi um destaque na história do país. O Presidente direcionado especificamente que esta ação seja realizada pela CIA sem avisar os Departamentos de Estado ou de Defesa ou o embaixador dos EUA no Chile. Mesmo depois do estabelecimento do Regime Militar no Chile. o alto nível preocupação na Administração Nixon resultou no desenvolvimento de uma iniciativa de uma ação mais agressiva secreta. que estava em contato com os líderes da Igreja no Chile para influenciar suas atitudes para com Allende. Ao final de setembro. Frei também foi incentivado a usar sua influência com os militares e estimular os policiais a considerar a formação de um novo governo antes que o Congresso eleito presidente Allende. Salvador Allende ascenseu novamente como um dos seus principais candidatos e. CIA tomou uma variedade de ações. Em resposta a direção de Nixon. ficou claro que Frei era improvável a agir desta maneira. a presença de ideologias provindas dos Estados Unidos não só vingaram como foi mais e mais propagada através de um aparelho de fiscalização rígida. Anteriormente. dando início a esforços para promover a oposição pública à Allende entre os jornais de referência como El Mercurio. Oficiais estação de maiores contatos com oficiais militares chilenos. e entrar em contato com um leigo católico. O trecho a seguir demonstra a contradição existente entre as 14 . Neste contexto. a morte do Comandante do Exército em Chefe Schneider foi que trouxe a inssurreição de manifestações que suscitaram com a queda de Allende. Esta iniciativa considerada tanto a ação política (Faixa I) e um golpe militar (Track II) para evitar uma presidência Allende. O estrato a seguir detalha o desevolvimento do projeto Tack II e o reflexo da eleição de Allende no governo norte-americano: O Track II era uma iniciativa da CIA em planejar a possibilidade de organizar uma intervenção militar no Chile. tudo o que se relacionava ao comunismo era fortemente reprimido e todos os suspeitos de subversão em sua maioria desapareciam silenciosamente. se a decisão fosse feita a fazê-lo. 13/07/2011.cia. apesar dos pesados esforços da CIA como representante da vontade norte-americana no local. Em 09 de setembro a Estação recebeu orientação da sede dirigindo-a para estabelecer contato direto com oficiais militares chilenos para avaliar as possibilidades de estimular um golpe militar.gov/library/reports/general-reports-1/chile/index. < https://www.

projetado para ser o primeiro de uma série de pagamentos mensais regulares. o pagamento estava provavelmente na faixa de 5mil a 10mil dólares. talvez baseado no mesmo documento da CIA.. Nós o seguimos.práticas de tortura apoiadas pela CIA e o posicionamento da mesma a favor da asseguração dos direitos humanos: O Relatório Hinchey. O Relatório Hinchey diz que o pedido foi inicialmente indeferido por conta da notoriedade da Dina em abusos contra os direitos humanos. Você é o líder. 160:2005) O que se sabe é que ao final de contas. (DINGES.]. o Chile se tornou a imagem e semelhança que tanto os Estados Unidos desejavam na América Latina. dada uma falha de comunicação quanto ao sincronismo da troca de mensagens. Então a CIA deu um gigantesco passo à frente: “Em maio e junho de 1975. 234:2005) 15 . e que seu maior pecado foi ter derrubado um governo que se tornava comunista [. os relatórios dos serviços de Inteligência mostravam que Contreras era o principal obstáculo a uma política razoável de direitos humanos dentro da Junta. Nos Estados Unidos. fez-se um pagamento único a Contreras. Henry Kissinger ao general Pinochet. alguns membros da CIA recomendaram estabelecer uma relação remunerada com Contreras para obter informações baseadas em sua posição privilegiada e de acesso a Pinochet”. simpatizamos com o que você está tentando fazer no seu país. como sabe.ofereceu um retrato da relação dupla da CIA com Contreras de modo mais claro: “Em abril de 1975. A verificação disto é o trecho abaixo: A minha avaliação é que você é vítima de todos os grupos de esquerda em todo o mundo. no mesmo encontro.” A julgar por arranjos semelhantes na América Latina. O Chile padronizava o modelo perfeito de „democracia liberal‟ que se deveria seguir por todas as demais Nações. General Pinochet a Kissinger. (DINGES.. “Entretanto. mas um comitê formado entre as agências orientou a CIA a manter relações com Contreras”.

Esta é de certa forma ofuscada pela facilidade encontrada em manter comunicação com qualquer pessoa em qualquer parte do globo. Logo. que antes talvez levasse meses para se conseguir. Entretanto a questão que surge para reflexão é se caso é possível a ocorrência de semelhante situação nos dias atuais. É fato que houve uma penetração sem igual de propagandas que impedissem a propagação do ideal comunista por entre as Nações da América Latina e uma restrita vigilância sob qualquer tomada de decisões pelos mesmos. é possível também apontar que o seu fim se daria em um espaço de tempo bem menor que 21 anos. quando o Estado possuía um controle bem maior da informação transmitida. haja vista a solidificação das democracias atuais. Isso porque a abertura que a mídia encontra no presente para divulgar as transgressões de um governo é visivelmente mais ampla do que há 50 anos. Por outro lado. da mesma forma que ocorreria rápido. especialmente norte-americano. A globalização trouxe consigo a perda significativa das identidades nacionais como um todo em razão da proximidade de realidades distintas.Ainda não é o Fim No estudo das ciências humanas. nenhuma afirmação é por si só verdadeira. 16 . uma análise comparada de diferentes realidades. o planejamento de um Golpe de Estado sob a fiscalização de serviços de Inteligência externa. como no Brasil.Considerações Finais. A razão para isto é que a cultura e visão crítica do mundo a partir do ponto de vista estrangeiro. assim como na ocorrência do Golpe Militar no Brasil houve a adesão de setores da sociedade civil predominantemente de classe média. De igual modo. é possível cogitar também que caso houvesse a insurgência de um Golpe Militar atualmente a adesão da população civil poderia ser até maior. O progresso ligeiro dos meios de comunicações trouxe a desvantagem da perda da privacidade. É necessário que haja. quando se leva em conta a importância que a mídia e a propaganda passaram a desenvolver nos últimos anos percebe-se que a velocidade que ocorre a troca de informações se dá infinitamente mais rápida. Entretanto. É notório que a conjuntura presente é totalmente diversa. antes de tudo. ou seja. Este fato se traduz na problemática exposta como um elo veloz para o acesso a informações secretas. e não permitiria o desdobramento de Golpes de Estado. caso houvesse a insurreição de algum Golpe de Estado o mesmo se daria de uma forma muito mais rápida.

Além disso. como também exigências de lealdade interna entre habitantes e funcionários dos Estados Unidos e técnicas de amenização das conseqüências de seus atos. Nesta existe a captação de informações. postura simpática e um desejo singular pela hegemonia. simbolizados no presente através da luta contra o terrorismo. a reunião de informações nos centros de tortura administrados por nossos aliados e também até mortes de indivíduos que se opõe à ideologia enraizada no seio da população latino-americana. é possível notar ainda na sociedade atual vestígios dos ecos do passado. Isso só é possível a partir de um seguro mecanismo de sigilo. Em seu meio. Tudo isso se alia à utilização de linguagem sutil e moral. 17 .se tornaram muito mais enraizados na sociedade atual devido a facilidade ao acesso à informação. as vozes do passado até hoje são silenciadas pelo brilho da propaganda.

Jonh. Elio. São Paulo: Editora: Caros Amigos.Bibliografia Livros Bandeira. Luiz Alberto Muniz. Companhia das Letras. A Ditadura Escancarada. São Paulo: Companhia das Letras.½. 2002 Vídeos 21 Anos. Eduardo. < https://www. A Fórmula Para o Caos. 2005 Galeano. 2007 Sites Governo Americano.gov/library/reports/general-reports-1/chile/index. CIA Activities in Chile.html> 18 . Lana. Os Anos do Condor. Coleções Caros Amigos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira. O Dia que Durou. YouTube.cia. 2008 Dinges. As Veias Abertas da América Latina. uma década de terrorismo internacional no Cone Sul. 2010 Gaspari. Episódio 2. Porto Alegre: L&M.com/watch?v=ef-xSbhRVKU&feature=related Artigos NOWIKOW. 10/07/2011 http://www.youtube. Volume 1. a Derrubada de Salvador Allende. “Dinheiro Aprovado para Goulart ia para os adversários”. 13/07/2011.